Bullyng

1.502 visualizações

Publicada em

O bullyng está cada vez mais abundante e precisamos entende-lo para julga-lo.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
114
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bullyng

  1. 1. Bullying
  2. 2. Bullying <ul><li>O que é: </li></ul><ul><li>Bullying é o termo utilizado para caracterizar atos de violência física e/ou psicológica que ocorrem repetidas vezes em uma relação desigual de poder. </li></ul><ul><li>Causa: </li></ul><ul><li>É causado pela necessidade de um indivíduo de se impor sobre outro para satisfação pessoal e demonstração de poder. </li></ul>
  3. 3. Bullying <ul><li>No colégio: Para fazer “amigos” e se socializar a maneira mais fácil é chamar atenção e infelizmente,mostrar autoridade. </li></ul>
  4. 4. Bullying <ul><li>No trabalho: Pessoas de cargos mais altos descriminam outros de cargos inferiores mostrando autoridade e conseguindo o que quer.Isso na maioria das vezes é usado para encorajar a demissão do oprimido. </li></ul>
  5. 5. Bullying <ul><li>Consequências: </li></ul><ul><li>As consequências do bullying para a vítima são muitas e destacamos as seguintes:       </li></ul><ul><li>Problemas psicológicos, como medo, angústia, insegurança,insônia, entre outros e problemas físicos como dores( de cabeça, no estômago...), etc. </li></ul>
  6. 6. Bullying <ul><li>Dependendo de suas características individuais e de suas relações com os meios em que vivem em especial as famílias,as vítimas poderão não superar, parcial ou totalmente, os traumas sofridos e se tornarem pessoas agressivas. </li></ul><ul><li>Há casos até de suicídios envolvendo o bullying como causa. </li></ul>
  7. 7. Bullying <ul><li>Prioridades/Soluções </li></ul><ul><li>Ação da vítima: o poder do agressor existe não só pelo apoio dos colegas mas primordialmente pelo medo da vítima. Dependendo da reação desta, a agressão perde a finalidade. Ou seja, a própria vítima pode sim ter o controle da situação. </li></ul>
  8. 8. Bullying <ul><li>Toda ajuda é sempre bem vinda. A ajuda dos familiares e de amigos aumenta a capacidade de reação do agredido, a capacidade de defesa dele. </li></ul><ul><li>No caso dos adultos existem leis contra o bullying( lei complementar n° 117 contra o assédio moral). </li></ul>
  9. 9. Bullying <ul><li>A implementação de ensinos pedagógicos que fundamentassem a ética e a moral do indivíduo, no caso das escolas, e a implementação de políticas adequadas dentro das empresas que também fundamentassem a ética e a moral. </li></ul>
  10. 10. Bullying <ul><li>Objetivo: </li></ul><ul><li>A iniciativa de popularizar o tema é importante pois é polêmico e cada vez mais abundante. Exclui o indivíduo da vida social gerando mais desigualdades e tornando-o agressivo. Pessoas pobres tem mais chances de sofrerem desse tipo de agressão pois de um certo modo já são excluídas de certos ambientes. É necessário então a atenção na formação do indivíduo e do profissional. </li></ul>
  11. 11. Bullying <ul><li>Conclusão: </li></ul><ul><li>Qualquer tipo de agressão hoje em dia pode ser considerada crime. Ainda há leis sendo pesquisadas e ainda não sancionadas no país, mas a chance de vigorarem está cada vez mais aumentando. A agressão realmente não leva a nada se levarmos em conta que “o mundo, literalmente, gira”... </li></ul>
  12. 12. Bullying
  13. 13. Bullying <ul><li>Thais A. dos Santos n°34 </li></ul><ul><li>Guilherme Araujo n° </li></ul><ul><li>Elis Soares n° </li></ul>

×