O fenômeno Bullying
A violência
A violência

 Segundo Miriam Abramovay e Maria das
 Graças Rua (2003), é difícil defini-la porque:

  
      é diversific...
A violência

  É todo ato que implica a ruptura de um nexo
   social pelo uso da força. Nega-se, assim, a
 possibilidade d...
Agressividade

Forma de comportamento que pretende ferir
alguém, física ou psicologicamente.

 Teorias ativas: origem est...
Bullying

É o “conjunto de atitudes agressivas, repetitivas
e sem motivação aparente perpetradas por um
aluno - ou grupo -...
Bullying

                perseguir
ridicularizar               agredir fisicamente
                xingar
     roubar
   ...
Histórico
Bullying na sala de aula
Bullying na sala de aula

   Diferença como critério de escolha

   Sem motivação evidente

   Relações desiguais de po...
Protagonistas
Protagonistas - Vítima

         Típica: serve de bode
        expiatório, não dispõe de
        recursos para reagir
   ...
Protagonistas - Agressor
         Vitimiza, domina e subjuga os
         mais fracos, se impõe mediante
         o poder ...
Protagonistas - Espectador

 Não sofre nem pratica o
Bullying, mas convive em
um ambiente onde o
fenômeno ocorre

  Pres...
Classificação
Classificação - Bullying
Direto: ataques diretos: agressão física, ameaças
e ofensas verbais, imposição de apelidos
Classificação - Bullying



             Indireto: ocorre de
            forma mais velada,
            quando as vítimas...
Classificação - Bullying

    Cyberbullying: agressões, discriminação ou
    ameaças realizadas
    através do uso das
  ...
Fatores externos
Fatores externos - Sociedade

Pobreza + desemprego = desigualdade social:
agressividade, delinqüência e atitudes anti-
so...
Fatores externos - Sociedade
   Estrutura social: exclusão em vários níveis
        A escola
Situação:
“Enquanto organiz...
Fatores externos - Media
   Difusão de atitudes, comportamentos, estéticas
      “O virtual torna-se cada vez mais real”...
Fatores externos - Media
   Censura X Controle Social
       Nova ordem mundial: universalização da
        informação x...
Fatores externos - Família

Sem estruturas
 Maus tratos e o modelo educativo familiar
 Falta de tempo para os filhos



...
Consequências
Consequências

Características particulares: motivação/possível
superação do fenômeno
          Reações previstas: taqui...
Consequências
Desempenho escolar
 Diminuição da concentração
 Desinteresse gradual pelos estudos


 Dificuldades de apr...
Consequências
“(...) as situções constrangedoras e as formas de
exclusão socioeducacionais a que foram submetidos os
aluno...
Consequências
Fracasso escolar:
 Repetência

 Evasão

 Falha no cumprimento do papel social de

formação


Discente se ...
Fique de olho se o discente...
   apresenta baixa auto-estima
   fica isolado durante o intervalo/recreio
   é o último...
Casos
Inclusão
Dúvidas?
Recomendamos
Recomendamos
   Leituras
Violências nas escolas - versão resumida, de Miriam Abramovay e
Maria das Graças Rua
Fenômeno Bu...
O fenômeno Bullying
Bulllying
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bulllying

3.776 visualizações

Publicada em

Publicada em: Carreiras
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.776
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bulllying

  1. 1. O fenômeno Bullying
  2. 2. A violência
  3. 3. A violência Segundo Miriam Abramovay e Maria das Graças Rua (2003), é difícil defini-la porque:  é diversificada;  não há consenso sobre seu significado ABRAMOVAY, Miriam; RUA, Maria das Graças. Violências nas escolas: versão resumida. Brasília: Ed. UNESCO, 2003.
  4. 4. A violência É todo ato que implica a ruptura de um nexo social pelo uso da força. Nega-se, assim, a possibilidade da relação social que se instala pela comunicação, pelo uso da palavra, pelo diálogo e pelo conflito. A própria noção encerra níveis diversos de significação, pois os limites entre o reconhecimento ou não do ato como violento são definidos pelos atores em condições históricas e culturais diversas.
  5. 5. Agressividade Forma de comportamento que pretende ferir alguém, física ou psicologicamente.  Teorias ativas: origem está nos impulsos internos Teorias reativas: origem ligada ao meio ambiente e aos aspectos do sujeito
  6. 6. Bullying É o “conjunto de atitudes agressivas, repetitivas e sem motivação aparente perpetradas por um aluno - ou grupo - contra outro, causando sofrimento e angústia”. FELIZARDO, Mário. O Fenômeno Bullying. http://www.diganaoaobullying.com.br/
  7. 7. Bullying perseguir ridicularizar agredir fisicamente xingar roubar discriminar ofender assediar humilhar aterrorizar intimidar excluir ignorar chamar por apelidos cruéis
  8. 8. Histórico
  9. 9. Bullying na sala de aula
  10. 10. Bullying na sala de aula  Diferença como critério de escolha  Sem motivação evidente  Relações desiguais de poder  Repetição  Vítima silencia diante da situação
  11. 11. Protagonistas
  12. 12. Protagonistas - Vítima  Típica: serve de bode expiatório, não dispõe de recursos para reagir Provocadora: tenta reagir às agressões mas não tem êxito Agressora: sofre e acaba por reproduzir a violência sofrida
  13. 13. Protagonistas - Agressor Vitimiza, domina e subjuga os mais fracos, se impõe mediante o poder e a ameaça  Frequentemente é membro de família desestruturada  Ambos os sexos  Tendência para irritabilidade, comportamento impulsivo e abusivo, baixa resistência às frustrações
  14. 14. Protagonistas - Espectador  Não sofre nem pratica o Bullying, mas convive em um ambiente onde o fenômeno ocorre  Presencia a violência mas adota a “lei do silêncio” por medo de represálias do agressor, sentimento de impotência
  15. 15. Classificação
  16. 16. Classificação - Bullying Direto: ataques diretos: agressão física, ameaças e ofensas verbais, imposição de apelidos
  17. 17. Classificação - Bullying  Indireto: ocorre de forma mais velada, quando as vítimas estão ausentes; englobando atitudes de indiferença, isolamento e difamação
  18. 18. Classificação - Bullying  Cyberbullying: agressões, discriminação ou ameaças realizadas através do uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs): e-mails, redes sociais, torpedos
  19. 19. Fatores externos
  20. 20. Fatores externos - Sociedade Pobreza + desemprego = desigualdade social: agressividade, delinqüência e atitudes anti- sociais  Resposta à exclusão: violência
  21. 21. Fatores externos - Sociedade  Estrutura social: exclusão em vários níveis  A escola Situação: “Enquanto organizamos, por cima, a nova ordem econômica e tecnológica, um amplo setor de jovens está construindo, por baixo, uma desordem alternativa feita da negação a um sistema que os nega” Solução: “Somente restabelecendo as pontes de contato com a nossa juventude (...) poderemos realmente construir o nosso futuro.” CASTELLS, Manuel. Gangues, Galeras, Chegados e Rappers
  22. 22. Fatores externos - Media  Difusão de atitudes, comportamentos, estéticas  “O virtual torna-se cada vez mais real”  Difusão da violência gratuita  Pesquisa: em média, o norte-americano com 18 anos assistiu a quase 18 mil assassinatos simulados na TV  Reflexão: “o que existe é uma relação de simbiose (troca) entre público e mídia” Tese de Doutorado de Rosamaria Rocha (USP) premiada em 2009 pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
  23. 23. Fatores externos - Media  Censura X Controle Social  Nova ordem mundial: universalização da informação x veiculação da violência  Convenção da ONU (1989): Art. 17: “(...) estabelece o direito da criança à informação (...) além da necessidade de encorajar o desenvolvimento de orientações apropriadas para proteger a criança de informações (...) prejudiciais ao bem-estar.”
  24. 24. Fatores externos - Família Sem estruturas  Maus tratos e o modelo educativo familiar  Falta de tempo para os filhos Com estruturas  Recusa de aceitação das diferenças  Maior incidência entre filhos de pais com nível superior Pesquisa Ceats-ONG Plan
  25. 25. Consequências
  26. 26. Consequências Características particulares: motivação/possível superação do fenômeno  Reações previstas: taquicardia, sudorese, insônia, ansiedade, estresse, depressão, pensamentos de vingança e de suicídio, impulsividade, hiperatividade, agressividade FANTE, Cléo. Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2. ed.Campinas, SP: Verus Editora, 2005.
  27. 27. Consequências Desempenho escolar  Diminuição da concentração  Desinteresse gradual pelos estudos  Dificuldades de aprendizagem  Autoexclusão  Faltas  Evasão FANTE, Cléo; PEDRA, José Augusto. Bullying escolar: perguntas & respostas. Porto Alegre: Artmed, 2008.
  28. 28. Consequências “(...) as situções constrangedoras e as formas de exclusão socioeducacionais a que foram submetidos os alunos produziram registros traumáticos em seus arquivos de memória (...). Tais situações, repetidas diariamente, acabaram por criar zonas doentias, que funcionam como (…) verdadeiro ancoradouro que aprisiona as emoções humanas, impede (…) habilidades de autodefesa e de socialização, além de prejudicar o seu desenvolvimento educacional na medida em que promove seu isolamento.” FANTE, Cléo. Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2. ed.Campinas, SP: Verus Editora, 2005.
  29. 29. Consequências Fracasso escolar:  Repetência  Evasão  Falha no cumprimento do papel social de formação Discente se vê duplamente fracassado: nas relações sociais e na aprendizagem
  30. 30. Fique de olho se o discente...  apresenta baixa auto-estima  fica isolado durante o intervalo/recreio  é o último a ser escolhido nas atividades de grupo  altera o humor repentinamente  sai da escola com roupa rasgada ou suja  comenta que vai mudar de escola ou turma  falta às aulas com frequência
  31. 31. Casos
  32. 32. Inclusão
  33. 33. Dúvidas?
  34. 34. Recomendamos
  35. 35. Recomendamos  Leituras Violências nas escolas - versão resumida, de Miriam Abramovay e Maria das Graças Rua Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz, de Cléo Fante Bullying escolar: perguntas & respostas, de Cléo Fante e José Augusto Pedra  Sites http://bullyingbr.com/ http://www.diganaoaobullying.com.br/ http://cybermentors.org.uk/
  36. 36. O fenômeno Bullying

×