Bulling trabalho de stc 7

2.017 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Bulling trabalho de stc 7

  1. 1. Bullying<br />Curso: Técnico de Administrativo UC/UFCD: STC7<br /> Núcleo gerador: Saberes Fundamentais<br />DR2: processos e métodos científicos<br />Formanda: Sónia Lopes Vieira<br />Formador: Paulo Ferreira<br />
  2. 2. Bullying a realidade escondida<br />Introdução:<br />Neste trabalho, pretendo dar a conhecer uma realidade bem presente entre nós e bastante conhecida, apesar de nem sempre ser reconhecida como tal, é a agressão física, verbal e psicológica que é exercida, individualmente ou em grupo, na comunidade educativa e na sociedade em geral.<br />
  3. 3. Bullying<br />Antes de explicar este tipo de comportamento entre as pessoas, vou começar por apresentar um vídeo que em poucas imagens foca bem a realidade escondida. <br />
  4. 4.
  5. 5. Bullying<br />Esta forma de agressão, chamada de “bullying”, pode levar ao suicídio, surge na escola e tem uma grande intensidade entre crianças, de ambos os sexos, entre os onze e os dezasseis anos.<br />
  6. 6. O Bullying pode ser descrito <br />como um comportamento <br />violento continuado ao longo <br />do tempo.<br />É um abuso sistemático <br />de poder.<br />
  7. 7. Alguns exemplos de comportamentos praticados entre alunos<br />Agredir<br />Forçar a dar dinheiro<br />Gozar<br />Chamar nomes<br />Intimidar<br />Perseguir<br />Ameaçar <br />Ofender<br />Excluir um individuo do grupo<br />Espalhar boatos<br />Assédio sexual<br />
  8. 8. O intervenientesO agressor/provocador<br />O provocador em regra<br />geral são crianças com<br />problemas emocionais,<br />jovens impulsivos e<br />dominadores.<br />Muitos deles, com problemas<br />de aprendizagem, sentem-se<br />impotentes para lidar com os <br />problemas do dia-a-dia e são<br /> vitimas de agressão no seio da <br />própria família.<br />
  9. 9. Porquê esta atitude do agressor?<br />Estas crianças estão conscientes <br />do que estão a fazer.<br />Humilhar o outro para que sinta que tem controlo.<br />
  10. 10. Principais consequências<br />Se não forem desencorajados, os alunos causadores de "bullying" poderão manter esse comportamento ao longo de toda a sua vida, seja em ambiente doméstico ou profissional, tornando-se indivíduos anti-sociais, violentos e, por vezes, criminosos.<br />Os alunos vítimas de "bullying" podem reagir de formas diferentes, consoante a sua personalidade e os seus relacionamentos familiares e sociais. Alguns, poderão não superar os traumas sofridos na escola e crescer com sentimentos negativos em relação a si próprios<br />
  11. 11. As Vitimas<br />Costumam ser alunos sensíveis e inteligentes.<br />São crianças que não têm problemas de violência em casa e conseguem ser sensíveis quando se deparam com uma situação destas no seu meio social devido a não estarem acostumados com este tipo de atitudes.<br />
  12. 12. Como enfrentar este problema?Às crianças/jovens alvos de "bullying": <br />Aconselhe-as a ignorar as alcunhas e as intimidações morais, <br />a cultivar amizades com colegas não agressivos, <br />a evitar os locais de risco na escola e <br />a apresentar queixa aos professores, sempre que necessário. <br />Se possível, fale com o Conselho Executivo da Escola ou com um professor que lhe pareça mais sensível ao problema e que possa acompanhar a situação, por exemplo: o Director de Turma.<br />
  13. 13. Às crianças/jovens autores de "bullying": <br />Evite os castigos e as punições físicas, que só desencadearão mais violência' <br />Aconselhe-os a controlar a sua irritabilidade e a ocupar os tempos livres com actividades estimulantes de que gostem (desporto, jogos, música). <br />Explique-lhes, insistentemente e ao longo do tempo, que a amizade com pessoas de diferentes personalidades pode trazer benefícios e aprendizagens úteis.<br />
  14. 14. Às crianças/jovens testemunhas<br />Encoraje-as a intervir em defesa da vítima, fazendo queixa a um professor e não sendo conivente para com o agressor, de modo a tentar desencorajá-lo.<br />Identificar e tratar este problema em tempo útil, envolvendo os alunos agressores, alunos agredidos, testemunhas, professores e pais ou encarregados de educação.<br />
  15. 15. Testemunhas ou espectadores<br />Quem são?<br /><ul><li> É aquele que observa o (ataque) acontecimento de violência.</li></ul>Sempre que a vitima for agredida a testemunha pode tentar ajudar.<br />Por vezes as testemunhas sentem medo em ajudar a vitima.<br />Por outras vezes também podem sentir frustração em querer ajudar mas não saber como auxiliar.<br />Também se vêem afectadas por este ambiente de tensão, tornando-se inseguras e temerosas de que possam vir a tornarem-se nas próximas vitimas<br />Ao assistir ao ataque não hesites em tentar ajudar a vitima.<br />As testemunhas são uma ajuda para a vitima<br />
  16. 16. Bibliografia:http://vimeo.com/3754928http://apeedpedroiv.bloguepessoal.com/25330/BULLYING/<br />

×