SlideShare uma empresa Scribd logo
Voleibol (chamado
frequentemente no Brasil
de Vôlei e em Portugal de Vólei) é
um desporto praticado numa
quadra dividida em duas partes por
uma rede, possuindo duas equipes
de seis jogadores em cada lado. O
objetivo da modalidade é fazer
passar a bola sobre a rede de modo
a que esta toque no chão dentro da
quadra adversária, ao mesmo
tempo que se evita que os
adversários consigam fazer o
mesmo. O voleibol é um desporto
olímpico, regulado pela Fédération
Internationale de Volleyball (FIVB).
É retangular, com a dimensão de 18 x 9 metros,
com uma rede no meio colocada a uma altura
variável, conforme o sexo e a categoria dos
jogadores (exemplo dos seniores e juniores:
masculino -2,43 m; femininos 2,24 m).
Há uma linha de 3 metros em direção do campo
para a rede, dos dois lados e uma distância de 6
metros até o fim da quadra. Fazendo uma
quadra de extensão de 18 metros de ponta a
ponta e 9 metros de lado a lado.
Uma quadra oficial de vôlei tem formato retangular e ocupa
18 metros de comprimento, divididos pela rede, e 9 metros
de largura. Com uma superfície de madeira ou material
sintético, a quadra de vôlei deve ter piso liso e ser
identificada por cores vivas. Observando a figura acima que
identifica o que é cada linha da quadra, abaixo
descreveremos para que cada uma delas servem.
Zona de ataque: É a área em que os jogadores podem atacar
contra a quadra adversária. Compreende 3 metros para cada
lada da rede.
Zona de defesa: É a zona em que 95% das
bolas rebatidas pelo ataque da outra equipe entram.
Corresponde a 6 metros de cada lado da quadra após a zona
e ataque.
Linhas laterais e linhas de fundo: São duas linhas laterais e
duas linhas de fundo. Elas delimitam a quadra de jogo. Ambas
fazem parte da quadra.
A rede: A rede fica posicionada no centro da quadra, possui 1
metro de largura e de 9,5 a 10 metros de comprimento com
25 a 50 centímetros da antena até o cabo e a corda que a
seguram. A borda superior da rede deve ter 7 centímetros de
largura, feita de lona branca e costurada ao logo de sua
extensão. A borda da parte inferior da rede tem 5 centímetros
de largura. A altura da rede varia conforme a modalidade.
Para jogos do masculino, ela deve ficar a 2,43 metros do
chão. Para jogos do feminino, sua altura deve ser de 2,24
metros. Os postes que sustentam a rede são colocados a uma
distância de 0,5 a 1 metro além das linhas laterais. Eles
medem 2,55 metros de altura e devem ser de preferência
ajustáveis.
A antena: Serve para delimitar a área por onde a bola pode
passar para o outro lado da quadra. É uma haste flexível com
1,8 metros de extensão e 10 milímetros de diâmetro. É feita
de fibra de vidro ou material similar. Elas se estendem 80
centímetros acima da borda superior da rede.
Zona livre: É o espaço em que os jogadores podem defender
e passar a bola. Ocupa 3 metros a partir de qualquer ponto
da quadra de jogo.
A bola oficial de vôlei deve ser esférica, coberta
por uma capa de couro flexível ou sintético e
composta por uma câmara interior inflável de
borracha ou material similar. Sua cor deve ser
clara e uniforme, podendo ter também uma
combinação de cores. Sua circunferência deve ser
entre 65 e 67 centímetros e pesar entre 260 e 280
gramas.
No jogo de vôlei, a arbitragem é composta pelo primeiro
árbitro, segundo árbitro, apontador e juízes de linha. Nas
competições organizadas pela FIVB é obrigatório a presença
de quatro juízes de linha. Em jogos normais pode haver
apenas dois. Veremos a seguir, qual a função de cada um
destes árbitros.
Primeiro árbitro: Deve ficar sentado ou em pé na cadeira
colocada em uma das extremidades da rede. Compete a ela
tomar a decisão final sobre todas as jogadas da partida.
Segundo árbitro: Fica de pé em um dos lados da rede, oposto
ao primeiro árbitro. Ele controla o apontador, os tempos, as
faltas, invasões e checa as posições dos jogadores no rodízio.
O apontador: Como mostra na imagem de
abertura do capítulo, é o responsável por cuidar
da súmula, dos pontos e da ordem de saque dos
times. Fica posicionado atrás do segundo árbitro.
Juízes de linha: Como especificado acima, são de
dois a quatro juízes de linha em uma partida.
Ficam em pé na área livre, posicionados entre 1 e
3 metros de distância de cada ângulo da quadra.
Eles devem apontar se a bola cai dentro ou fora
das linhas demarcatória da quadra.
Para compreendermos como funciona o jogo de vôlei, vamos explicar
através de tópicos para que o entendimento seja o mais claro possível
sobre este jogo.
- Um set, com exceção do “tie Break” é ganho pela equipe que alcançar
primeiro 25 pontos, desde que tenha uma vantagem de no mínimo
dois pontos sobre o adversário. No caso de haver empate em 24 a 24,
vence a equipe que abrir primeiro dois pontos de vantagem.
- No vôlei, é disputado uma melhor de 5 sets, ou seja, vence o jogo
quem alcançar primeiro 3 sets.
- No caso de haver empate em sets (2 a 2), a partida é decidida em um
set decisivo chamado de “tie Break”. Neste set, a situação é a mesma
dos outros, ou seja, pontos corridos, porém, ao invés de ir até 25
pontos, vai até 15 pontos. No caso de um empate em 14 a 14, vence a
equipe que abrir dois pontos de vantagem sobre a outra.
- No caso de uma equipe não comparecer no jogo, é declarada
desistente e perde o jogo por três sets a zero, com o placar de 25 a 0
em todos os sets.
- Antes do início de cada jogo, o primeiro árbitro realiza o
sorteio que decide sobre quem irá iniciar sacando e os lados
da quadra. É realizado também um sorteio quando ocorre um
“tie break”. O vencedor do sorteio escolhe se prefere começar
a partida sacando ou optar por um dos lados da quadra.
- Cada equipe deve ter seis jogadores na quadra de e seis
jogadores no banco de reservas. A posição inicial dos
jogadores que estão em jogo, indica a ordem de rotação deles
na quadra. Essa ordem deve ser mantida durante o set.
Veremos mais abaixo como funciona o rodízio.
- A bola é considerada fora quando toca o piso em área
totalmente fora das linhas que demarcam a quadra. Se tocar
o teto do ginásio ou qualquer objeto na quadra ou então uma
pessoa que não faça parte do jogo, a bola também é
considerada fora.
- A bola pode ser recuperada além da zona livre da quadra
adversária.
- Cada equipe pode tocar apenas três vezes na bola, além do toque
do bloqueio que não é considerado como toque, para retorná-la à
equipe adversária. Caso excedido o número de três toques, a equipe
comete uma falta de quatro toques e o ponto vai para a equipe
adversária.
- Quando dois jogadores da mesma equipe tocam na bola ao mesmo
tempo, é considerado dois toques.
- A bola pode tocar qualquer parte do corpo dos jogadores.
- A bola deve ser tocada, mas não pode ser revertida ou conduzida.
Isto é, o árbitro marcará a condução sempre que um jogador, em vez
de tocar a bola, segurar ou conduzi-la em qualquer direção.
- Uma bola que bate na rede pode ser recuperada dentro do limite
dos três toques da equipe.
- No saque, a bola deve ser golpeada com uma mão ou qualquer
parte do braço após ser solta ou lançada ao ar.
- O saque deve ser realizado até 8 segundos após o apito de
autorização do árbitro.
- Um jogador da defesa pode executar um toque dentro da zona de
ataque desde que, no momento do contato, a bola não esteja
completamente acima da borda superior da rede.
- Nenhum jogador pode efetuar um ataque após um saque dado
pela equipe adversária enquanto a bola estiver dentro da zona de
ataque.
- No bloqueio, o jogador que está efetuando o movimento de
erguer as mãos e ultrapassando a parte superior da rede não pode
tocar na bola no espaço do adversário antes que este conclua o
ataque.
- O primeiro retardamento no jogo, realizado
por um membro da equipe, seja ele jogador ou
comissão técnica, receberá uma advertência.
Se houver mais retardamentos dentro da
mesma partida, a equipe passa a perder pontos
por cada atraso.
- Se o jogo for encerrado em outra quadra, o set
será cancelado, recomeçando com os mesmos
jogadores anteriores e a mesma ordem de saque
inicial. Os resultados dos outros sets serão
mantidos.
Voleibol
Voleibol

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Hugo Ferreira
 
Rugby
RugbyRugby
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Margarida Ferreira
 
Futebol
FutebolFutebol
O voleibol
O voleibolO voleibol
O voleibol
DeaaSouza
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
antoniavieira
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
Paula Silva Silva
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Nicollas Villar
 
O Voleibol
O VoleibolO Voleibol
O Voleibol
TatianaBatista5501
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 
Badminton
Badminton Badminton
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
Rita Pereira
 
Ginástica acrobática
Ginástica acrobáticaGinástica acrobática
Ginástica acrobática
CATEUS
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
sextoD
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
Inácio Júnior
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - AconsaTrabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Ana Carolina
 
Trabalho sobre o badminton
Trabalho sobre o badminton Trabalho sobre o badminton
Trabalho sobre o badminton
Tânia Bastos
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
Inácio Júnior
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 

Mais procurados (20)

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
O voleibol
O voleibolO voleibol
O voleibol
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
O Voleibol
O VoleibolO Voleibol
O Voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Badminton
Badminton Badminton
Badminton
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Ginástica acrobática
Ginástica acrobáticaGinástica acrobática
Ginástica acrobática
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
 
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - AconsaTrabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
 
Trabalho sobre o badminton
Trabalho sobre o badminton Trabalho sobre o badminton
Trabalho sobre o badminton
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 

Semelhante a Voleibol

Regras do Voleibol
Regras do VoleibolRegras do Voleibol
Regras do Voleibol
Sutier
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Marcia Barbosa
 
Basquete
BasqueteBasquete
Regras básicas do futsal
Regras básicas do futsalRegras básicas do futsal
Regras básicas do futsal
Débora Cruz
 
Torneio De Voleibol Definitivo
Torneio De Voleibol DefinitivoTorneio De Voleibol Definitivo
Torneio De Voleibol Definitivo
heldersilva3
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
TicoM22
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
Felipe Mago
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
Felipe Mago
 
Regras básicas do futsal
Regras básicas do futsalRegras básicas do futsal
Regras básicas do futsal
Weverton Melo
 
Regras handebol
Regras handebolRegras handebol
Regras handebol
William Ramos
 
O
OO
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Vitor Dalcégio
 
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdfVocê conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
AntnioMarcosDiniz
 
Torneio De Voleibol
Torneio De VoleibolTorneio De Voleibol
Torneio De Voleibol
heldersilva3
 
Regras handebol ensino_fundamental
Regras handebol ensino_fundamentalRegras handebol ensino_fundamental
Regras handebol ensino_fundamental
Hewerton Crf
 
Voleibol trabalho
Voleibol trabalhoVoleibol trabalho
Voleibol trabalho
Historiando
 
Voleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitasVoleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitas
Isabellucas59
 
Voleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitasVoleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitas
Isabellucas59
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
Helder Ribeiro
 
Bastebol
BastebolBastebol

Semelhante a Voleibol (20)

Regras do Voleibol
Regras do VoleibolRegras do Voleibol
Regras do Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
Regras básicas do futsal
Regras básicas do futsalRegras básicas do futsal
Regras básicas do futsal
 
Torneio De Voleibol Definitivo
Torneio De Voleibol DefinitivoTorneio De Voleibol Definitivo
Torneio De Voleibol Definitivo
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
 
Regras básicas do futsal
Regras básicas do futsalRegras básicas do futsal
Regras básicas do futsal
 
Regras handebol
Regras handebolRegras handebol
Regras handebol
 
O
OO
O
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdfVocê conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
 
Torneio De Voleibol
Torneio De VoleibolTorneio De Voleibol
Torneio De Voleibol
 
Regras handebol ensino_fundamental
Regras handebol ensino_fundamentalRegras handebol ensino_fundamental
Regras handebol ensino_fundamental
 
Voleibol trabalho
Voleibol trabalhoVoleibol trabalho
Voleibol trabalho
 
Voleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitasVoleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitas
 
Voleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitasVoleibol mariana ana fitas
Voleibol mariana ana fitas
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Bastebol
BastebolBastebol
Bastebol
 

Mais de Jaicinha

Espanhol
EspanholEspanhol
Espanhol
Jaicinha
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
Jaicinha
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
Jaicinha
 
4 fases para fazer um texto expositivo
4 fases para fazer um  texto expositivo4 fases para fazer um  texto expositivo
4 fases para fazer um texto expositivo
Jaicinha
 
Geografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetaçãoGeografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetação
Jaicinha
 
Ciências- O ar
Ciências- O arCiências- O ar
Ciências- O ar
Jaicinha
 
Português-Pronome
Português-PronomePortuguês-Pronome
Português-Pronome
Jaicinha
 
Português- Numeral
Português- NumeralPortuguês- Numeral
Português- Numeral
Jaicinha
 
Redação- texto expositivo
Redação- texto expositivoRedação- texto expositivo
Redação- texto expositivo
Jaicinha
 
Arte- A técnica mista
Arte- A técnica mistaArte- A técnica mista
Arte- A técnica mista
Jaicinha
 
Arte- Pontilhismo
Arte- PontilhismoArte- Pontilhismo
Arte- Pontilhismo
Jaicinha
 
Português- Artigo
Português- ArtigoPortuguês- Artigo
Português- Artigo
Jaicinha
 
Arte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da corArte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da cor
Jaicinha
 
Filosofia: Assunto= Mitologia
Filosofia:  Assunto= MitologiaFilosofia:  Assunto= Mitologia
Filosofia: Assunto= Mitologia
Jaicinha
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Jaicinha
 
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Jaicinha
 
Língua Portuguesa II
Língua Portuguesa IILíngua Portuguesa II
Língua Portuguesa II
Jaicinha
 
Geografia- os continentes
Geografia- os continentesGeografia- os continentes
Geografia- os continentes
Jaicinha
 
Substantivos e Adjetivos
Substantivos e AdjetivosSubstantivos e Adjetivos
Substantivos e Adjetivos
Jaicinha
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 

Mais de Jaicinha (20)

Espanhol
EspanholEspanhol
Espanhol
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
 
4 fases para fazer um texto expositivo
4 fases para fazer um  texto expositivo4 fases para fazer um  texto expositivo
4 fases para fazer um texto expositivo
 
Geografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetaçãoGeografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetação
 
Ciências- O ar
Ciências- O arCiências- O ar
Ciências- O ar
 
Português-Pronome
Português-PronomePortuguês-Pronome
Português-Pronome
 
Português- Numeral
Português- NumeralPortuguês- Numeral
Português- Numeral
 
Redação- texto expositivo
Redação- texto expositivoRedação- texto expositivo
Redação- texto expositivo
 
Arte- A técnica mista
Arte- A técnica mistaArte- A técnica mista
Arte- A técnica mista
 
Arte- Pontilhismo
Arte- PontilhismoArte- Pontilhismo
Arte- Pontilhismo
 
Português- Artigo
Português- ArtigoPortuguês- Artigo
Português- Artigo
 
Arte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da corArte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da cor
 
Filosofia: Assunto= Mitologia
Filosofia:  Assunto= MitologiaFilosofia:  Assunto= Mitologia
Filosofia: Assunto= Mitologia
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
 
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
 
Língua Portuguesa II
Língua Portuguesa IILíngua Portuguesa II
Língua Portuguesa II
 
Geografia- os continentes
Geografia- os continentesGeografia- os continentes
Geografia- os continentes
 
Substantivos e Adjetivos
Substantivos e AdjetivosSubstantivos e Adjetivos
Substantivos e Adjetivos
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 

Voleibol

  • 1.
  • 2.
  • 3. Voleibol (chamado frequentemente no Brasil de Vôlei e em Portugal de Vólei) é um desporto praticado numa quadra dividida em duas partes por uma rede, possuindo duas equipes de seis jogadores em cada lado. O objetivo da modalidade é fazer passar a bola sobre a rede de modo a que esta toque no chão dentro da quadra adversária, ao mesmo tempo que se evita que os adversários consigam fazer o mesmo. O voleibol é um desporto olímpico, regulado pela Fédération Internationale de Volleyball (FIVB).
  • 4. É retangular, com a dimensão de 18 x 9 metros, com uma rede no meio colocada a uma altura variável, conforme o sexo e a categoria dos jogadores (exemplo dos seniores e juniores: masculino -2,43 m; femininos 2,24 m). Há uma linha de 3 metros em direção do campo para a rede, dos dois lados e uma distância de 6 metros até o fim da quadra. Fazendo uma quadra de extensão de 18 metros de ponta a ponta e 9 metros de lado a lado.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. Uma quadra oficial de vôlei tem formato retangular e ocupa 18 metros de comprimento, divididos pela rede, e 9 metros de largura. Com uma superfície de madeira ou material sintético, a quadra de vôlei deve ter piso liso e ser identificada por cores vivas. Observando a figura acima que identifica o que é cada linha da quadra, abaixo descreveremos para que cada uma delas servem. Zona de ataque: É a área em que os jogadores podem atacar contra a quadra adversária. Compreende 3 metros para cada lada da rede. Zona de defesa: É a zona em que 95% das bolas rebatidas pelo ataque da outra equipe entram. Corresponde a 6 metros de cada lado da quadra após a zona e ataque.
  • 9. Linhas laterais e linhas de fundo: São duas linhas laterais e duas linhas de fundo. Elas delimitam a quadra de jogo. Ambas fazem parte da quadra. A rede: A rede fica posicionada no centro da quadra, possui 1 metro de largura e de 9,5 a 10 metros de comprimento com 25 a 50 centímetros da antena até o cabo e a corda que a seguram. A borda superior da rede deve ter 7 centímetros de largura, feita de lona branca e costurada ao logo de sua extensão. A borda da parte inferior da rede tem 5 centímetros de largura. A altura da rede varia conforme a modalidade. Para jogos do masculino, ela deve ficar a 2,43 metros do chão. Para jogos do feminino, sua altura deve ser de 2,24 metros. Os postes que sustentam a rede são colocados a uma distância de 0,5 a 1 metro além das linhas laterais. Eles medem 2,55 metros de altura e devem ser de preferência ajustáveis.
  • 10. A antena: Serve para delimitar a área por onde a bola pode passar para o outro lado da quadra. É uma haste flexível com 1,8 metros de extensão e 10 milímetros de diâmetro. É feita de fibra de vidro ou material similar. Elas se estendem 80 centímetros acima da borda superior da rede. Zona livre: É o espaço em que os jogadores podem defender e passar a bola. Ocupa 3 metros a partir de qualquer ponto da quadra de jogo.
  • 11.
  • 12. A bola oficial de vôlei deve ser esférica, coberta por uma capa de couro flexível ou sintético e composta por uma câmara interior inflável de borracha ou material similar. Sua cor deve ser clara e uniforme, podendo ter também uma combinação de cores. Sua circunferência deve ser entre 65 e 67 centímetros e pesar entre 260 e 280 gramas.
  • 13. No jogo de vôlei, a arbitragem é composta pelo primeiro árbitro, segundo árbitro, apontador e juízes de linha. Nas competições organizadas pela FIVB é obrigatório a presença de quatro juízes de linha. Em jogos normais pode haver apenas dois. Veremos a seguir, qual a função de cada um destes árbitros. Primeiro árbitro: Deve ficar sentado ou em pé na cadeira colocada em uma das extremidades da rede. Compete a ela tomar a decisão final sobre todas as jogadas da partida. Segundo árbitro: Fica de pé em um dos lados da rede, oposto ao primeiro árbitro. Ele controla o apontador, os tempos, as faltas, invasões e checa as posições dos jogadores no rodízio.
  • 14. O apontador: Como mostra na imagem de abertura do capítulo, é o responsável por cuidar da súmula, dos pontos e da ordem de saque dos times. Fica posicionado atrás do segundo árbitro. Juízes de linha: Como especificado acima, são de dois a quatro juízes de linha em uma partida. Ficam em pé na área livre, posicionados entre 1 e 3 metros de distância de cada ângulo da quadra. Eles devem apontar se a bola cai dentro ou fora das linhas demarcatória da quadra.
  • 15.
  • 16. Para compreendermos como funciona o jogo de vôlei, vamos explicar através de tópicos para que o entendimento seja o mais claro possível sobre este jogo. - Um set, com exceção do “tie Break” é ganho pela equipe que alcançar primeiro 25 pontos, desde que tenha uma vantagem de no mínimo dois pontos sobre o adversário. No caso de haver empate em 24 a 24, vence a equipe que abrir primeiro dois pontos de vantagem. - No vôlei, é disputado uma melhor de 5 sets, ou seja, vence o jogo quem alcançar primeiro 3 sets. - No caso de haver empate em sets (2 a 2), a partida é decidida em um set decisivo chamado de “tie Break”. Neste set, a situação é a mesma dos outros, ou seja, pontos corridos, porém, ao invés de ir até 25 pontos, vai até 15 pontos. No caso de um empate em 14 a 14, vence a equipe que abrir dois pontos de vantagem sobre a outra. - No caso de uma equipe não comparecer no jogo, é declarada desistente e perde o jogo por três sets a zero, com o placar de 25 a 0 em todos os sets.
  • 17. - Antes do início de cada jogo, o primeiro árbitro realiza o sorteio que decide sobre quem irá iniciar sacando e os lados da quadra. É realizado também um sorteio quando ocorre um “tie break”. O vencedor do sorteio escolhe se prefere começar a partida sacando ou optar por um dos lados da quadra. - Cada equipe deve ter seis jogadores na quadra de e seis jogadores no banco de reservas. A posição inicial dos jogadores que estão em jogo, indica a ordem de rotação deles na quadra. Essa ordem deve ser mantida durante o set. Veremos mais abaixo como funciona o rodízio. - A bola é considerada fora quando toca o piso em área totalmente fora das linhas que demarcam a quadra. Se tocar o teto do ginásio ou qualquer objeto na quadra ou então uma pessoa que não faça parte do jogo, a bola também é considerada fora.
  • 18. - A bola pode ser recuperada além da zona livre da quadra adversária. - Cada equipe pode tocar apenas três vezes na bola, além do toque do bloqueio que não é considerado como toque, para retorná-la à equipe adversária. Caso excedido o número de três toques, a equipe comete uma falta de quatro toques e o ponto vai para a equipe adversária. - Quando dois jogadores da mesma equipe tocam na bola ao mesmo tempo, é considerado dois toques. - A bola pode tocar qualquer parte do corpo dos jogadores. - A bola deve ser tocada, mas não pode ser revertida ou conduzida. Isto é, o árbitro marcará a condução sempre que um jogador, em vez de tocar a bola, segurar ou conduzi-la em qualquer direção. - Uma bola que bate na rede pode ser recuperada dentro do limite dos três toques da equipe.
  • 19. - No saque, a bola deve ser golpeada com uma mão ou qualquer parte do braço após ser solta ou lançada ao ar. - O saque deve ser realizado até 8 segundos após o apito de autorização do árbitro. - Um jogador da defesa pode executar um toque dentro da zona de ataque desde que, no momento do contato, a bola não esteja completamente acima da borda superior da rede. - Nenhum jogador pode efetuar um ataque após um saque dado pela equipe adversária enquanto a bola estiver dentro da zona de ataque. - No bloqueio, o jogador que está efetuando o movimento de erguer as mãos e ultrapassando a parte superior da rede não pode tocar na bola no espaço do adversário antes que este conclua o ataque.
  • 20. - O primeiro retardamento no jogo, realizado por um membro da equipe, seja ele jogador ou comissão técnica, receberá uma advertência. Se houver mais retardamentos dentro da mesma partida, a equipe passa a perder pontos por cada atraso. - Se o jogo for encerrado em outra quadra, o set será cancelado, recomeçando com os mesmos jogadores anteriores e a mesma ordem de saque inicial. Os resultados dos outros sets serão mantidos.