SlideShare uma empresa Scribd logo
VOLEIBOL
SURGIMENTO:
∗ FOI CRIADO EM 1895,
NOS ESTADOS UNIDOS;
∗ ACM (ASSOCIAÇÃO
CRISTÃ DE MOÇOS DE
MASSACHUSETTS);
∗ POR WILLIAM
G.MORGAN ∗ OBJETIVO ERA CRIAR UM
DESPORTO SEM CONTATO
FÍSICO
CAMPO DE VOLEIBOL
∗ PARA COMPETIÇÕES MUNDIAIS E OFICIAIS FIVB
ADULTA CADA EQUIPA PODE TER:
- 14 JOGADORES INSCRITOS NA COMPETIÇÃO (12
REGULARES E DOIS LÍBEROS);
- 12 JOGADORES POR JOGO (PODENDO DOIS SEREM
LÍBEROS);
NÚMERO DE JOGADORES
∗ SERVIÇO (MÃO);
∗ MANCHETE (ANTEBRAÇOS);
∗ PASSE (PONTA DOS DEDOS);
∗ BLOCO (PALMAS DAS MÃOS);
∗ ATAQUE (PALMA DA MÃO);
FUNDAMENTOS
PASSE
Para receber bolas altas com pouca velocidade utiliza-se o passe por cima.
Na ilustração, a jogadora está a utilizar o passe para fazer a recepção.
O contato com a bola é feito com as extremidades internas dos dedos e com
maior apoio dos indicadores e polegares.
MANCHETE
A manchete é o fundamento mais utilizado para a recepção de
serviços e para a defesa de bolas cortadas, pois o contacto da bola
faz-se no antebraço, que é uma zona que suporta melhor os fortes
impactos.
SERVIÇO
O serviço marca o início de uma disputa de pontos no voleibol.
Um jogador coloca-se atrás da linha de fundo do seu campo, estende o
braço e acerta a bola, de forma a fazê-la atravessar o espaço aéreo acima
da rede delimitado pelas antenas e cair no campo adversário.
O seu principal objetivo consiste em dificultar a recepção de seu adversário
controlando a aceleração e a trajetória da bola.
BLOCO
BLOCO
O bloco refere-se às ações executadas pelos
jogadores que ocupam a parte frontal do campo
(posições 2-3-4) e que têm por objetivo impedir
ou dificultar o ataque da equipa adversária.
Consiste, em geral, em estender os braços
acima do nível da rede com o propósito de
interceptar a trajetória ou diminuir a velocidade
de uma bola que foi batida pelo oponente.
ATAQUE
ATAQUE
O ataque é, em geral, o terceiro contacto de uma equipa com a
bola. O objetivo deste fundamento
é fazer a bola cair no campo adversário, conquistando deste
modo o ponto em disputa.
Para realizar o ataque, o jogador dá uma série de passos
contados ("passada"), salta e então projeta seu corpo para a
frente, transferindo deste modo seu peso para a bola no momento
do contacto.
∗ DURA DE TRÊS A CINCO SETS:
- OS QUATRO PRIMEIROS VÃO ATÉ 25 PONTOS;
- O QUINTO SET, SE HOUVER, VAI ATÉ 15 PONTOS E É
DENOMINADO TIE-BREAK;
- AO FINAL DE CADA SET A EQUIPA VENCEDORA DO
MESMO, DEVERÁ TER UMA VANTAGEM DE DOIS
PONTOS.
DURAÇÃO DO JOGO
ROTAÇÃO
SITUAÇÕES EM QUE OCORRE:
- QUANDO O ADVERSÁRIO SERVE E A MINHA EQUIPA
GANHA O PONTO, PROCEDE-SE A UMA ROTAÇÃO;
- QUANDO A EQUIPA QUE ESTA A SERVIR ERRA, EM
QUALQUER SITUAÇÃO, É ROTAÇÃO DO ADVERSÁRIO;
ROTAÇÃO
∗ NO SERVIÇO NÃO SE PODE PISAR NA LINHA,
SENÃO É PONTO PARA A OUTRA EQUIPA;
∗ CADA EQUIPA PODE DAR NO MÁXIMO TRÊS
TOQUES NA BOLA PARA EFETUAR O CONTRA
ATAQUE (SOMENTE NO CASO DO BLOCO PODE
EXISTIR O 4° TOQUE);
∗ O MESMO JOGADOR NÃO PODE DAR DOIS
TOQUES SEGUIDOS NA BOLA;
∗ ERRO DE ROTAÇÃO É PONTO DO ADVERSÁRIO.
REGRAS BÁSICAS
POSIÇÃO BÁSICA DEFENSIVA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
antoniavieira
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 
Badminton na escola
Badminton na escolaBadminton na escola
Badminton na escola
evandrolhp
 

Mais procurados (20)

Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
O voleibol
O voleibolO voleibol
O voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
 
Badminton
Badminton Badminton
Badminton
 
Voleibol trabalho
Voleibol trabalhoVoleibol trabalho
Voleibol trabalho
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Regras do Voleibol
Regras do VoleibolRegras do Voleibol
Regras do Voleibol
 
Slide handebol
Slide handebolSlide handebol
Slide handebol
 
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
O Voleibol
O VoleibolO Voleibol
O Voleibol
 
Trabalho de volei
Trabalho de voleiTrabalho de volei
Trabalho de volei
 
Badminton na escola
Badminton na escolaBadminton na escola
Badminton na escola
 

Destaque

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
sextoD
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
Inês Ré
 
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
Hugo Ferreira
 
Planta de emergência
Planta de emergênciaPlanta de emergência
Planta de emergência
Hugo Ferreira
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Hugo Ferreira
 
Lenda de s. martinho
Lenda de s. martinhoLenda de s. martinho
Lenda de s. martinho
Hugo Ferreira
 
Valsa
ValsaValsa

Destaque (20)

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
VOLEI
VOLEIVOLEI
VOLEI
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Voleibol regras
Voleibol   regrasVoleibol   regras
Voleibol regras
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Educação Física - Módulo -2- Voleibol
Educação Física - Módulo -2- VoleibolEducação Física - Módulo -2- Voleibol
Educação Física - Módulo -2- Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Treino de voleibol
Treino de voleibolTreino de voleibol
Treino de voleibol
 
03 Locais MemoráVeis
03 Locais  MemoráVeis03 Locais  MemoráVeis
03 Locais MemoráVeis
 
7º anos a, b fátima-ef-2ºsemestre
7º anos a, b fátima-ef-2ºsemestre7º anos a, b fátima-ef-2ºsemestre
7º anos a, b fátima-ef-2ºsemestre
 
Regulamento volei
Regulamento voleiRegulamento volei
Regulamento volei
 
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
 
Planta de emergência
Planta de emergênciaPlanta de emergência
Planta de emergência
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Lenda de s. martinho
Lenda de s. martinhoLenda de s. martinho
Lenda de s. martinho
 
Grecia de joana
Grecia de joanaGrecia de joana
Grecia de joana
 
Valsa
ValsaValsa
Valsa
 

Semelhante a Voleibol

Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdfVoleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Ghost
 
Voleibol TeóRica
Voleibol   TeóRicaVoleibol   TeóRica
Voleibol TeóRica
NetKids
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Diogo Malafaia
 
Iniciação ao voleibol 2008
Iniciação ao voleibol   2008Iniciação ao voleibol   2008
Iniciação ao voleibol 2008
aluisiobraga
 

Semelhante a Voleibol (20)

Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdfVoleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
 
Voleibol TeóRica
Voleibol   TeóRicaVoleibol   TeóRica
Voleibol TeóRica
 
Voleibol na Escola
Voleibol na EscolaVoleibol na Escola
Voleibol na Escola
 
seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
 
Voleibol 7º Ano.pptx
Voleibol 7º Ano.pptxVoleibol 7º Ano.pptx
Voleibol 7º Ano.pptx
 
Squash na Sportlife
Squash na SportlifeSquash na Sportlife
Squash na Sportlife
 
Educação Física
Educação FísicaEducação Física
Educação Física
 
HISTÓRIA DO VOLEIBOL.pptx
HISTÓRIA DO VOLEIBOL.pptxHISTÓRIA DO VOLEIBOL.pptx
HISTÓRIA DO VOLEIBOL.pptx
 
Sebenta voleibol
Sebenta voleibol Sebenta voleibol
Sebenta voleibol
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
Voleibol cycyro
Voleibol cycyroVoleibol cycyro
Voleibol cycyro
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
APOSTILA 6 7 ANO.docx
APOSTILA 6 7 ANO.docxAPOSTILA 6 7 ANO.docx
APOSTILA 6 7 ANO.docx
 
Iniciação ao voleibol 2008
Iniciação ao voleibol   2008Iniciação ao voleibol   2008
Iniciação ao voleibol 2008
 
O
OO
O
 
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptxTrabalho 1º Periodo FINAL.pptx
Trabalho 1º Periodo FINAL.pptx
 

Mais de Hugo Ferreira

Estrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigaçãoEstrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigação
Hugo Ferreira
 
Folheto Poupar Água
Folheto Poupar ÁguaFolheto Poupar Água
Folheto Poupar Água
Hugo Ferreira
 
Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2
Hugo Ferreira
 
420891 634126758976420430
420891 634126758976420430420891 634126758976420430
420891 634126758976420430
Hugo Ferreira
 
Ficha de trabalho animais
Ficha de trabalho animaisFicha de trabalho animais
Ficha de trabalho animais
Hugo Ferreira
 
Novo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft wordNovo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft word
Hugo Ferreira
 
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra    joão e o pé de feijãoReconto escrito da obra    joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Hugo Ferreira
 
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda====Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
Hugo Ferreira
 
A dieta do Pai Natal
A dieta do Pai NatalA dieta do Pai Natal
A dieta do Pai Natal
Hugo Ferreira
 
Saúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oralSaúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oral
Hugo Ferreira
 
O contacto entre a terra e o mar
O contacto entre a terra e o marO contacto entre a terra e o mar
O contacto entre a terra e o mar
Hugo Ferreira
 
Divisão por 2 algarismos
Divisão por 2 algarismosDivisão por 2 algarismos
Divisão por 2 algarismos
Hugo Ferreira
 
Direitos dos animais
Direitos dos animaisDireitos dos animais
Direitos dos animais
Hugo Ferreira
 
17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador
17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador
17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador
Hugo Ferreira
 

Mais de Hugo Ferreira (20)

sílabas e acentuação
sílabas e acentuaçãosílabas e acentuação
sílabas e acentuação
 
Estrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigaçãoEstrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigação
 
Folheto Poupar Água
Folheto Poupar ÁguaFolheto Poupar Água
Folheto Poupar Água
 
Como poupar água
Como poupar águaComo poupar água
Como poupar água
 
Meios comuni
Meios comuniMeios comuni
Meios comuni
 
Meios+de+transporte
Meios+de+transporteMeios+de+transporte
Meios+de+transporte
 
Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2
 
420891 634126758976420430
420891 634126758976420430420891 634126758976420430
420891 634126758976420430
 
Ficha de trabalho animais
Ficha de trabalho animaisFicha de trabalho animais
Ficha de trabalho animais
 
Novo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft wordNovo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft word
 
A árvore-generosa
A árvore-generosaA árvore-generosa
A árvore-generosa
 
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra    joão e o pé de feijãoReconto escrito da obra    joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
 
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda====Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
 
A dieta do Pai Natal
A dieta do Pai NatalA dieta do Pai Natal
A dieta do Pai Natal
 
Saúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oralSaúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oral
 
O contacto entre a terra e o mar
O contacto entre a terra e o marO contacto entre a terra e o mar
O contacto entre a terra e o mar
 
Divisão por 2 algarismos
Divisão por 2 algarismosDivisão por 2 algarismos
Divisão por 2 algarismos
 
Olé natal
Olé natalOlé natal
Olé natal
 
Direitos dos animais
Direitos dos animaisDireitos dos animais
Direitos dos animais
 
17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador
17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador
17 de Novembro - Dia Mundial do Não Fumador
 

Voleibol

  • 2. SURGIMENTO: ∗ FOI CRIADO EM 1895, NOS ESTADOS UNIDOS; ∗ ACM (ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DE MASSACHUSETTS); ∗ POR WILLIAM G.MORGAN ∗ OBJETIVO ERA CRIAR UM DESPORTO SEM CONTATO FÍSICO
  • 4. ∗ PARA COMPETIÇÕES MUNDIAIS E OFICIAIS FIVB ADULTA CADA EQUIPA PODE TER: - 14 JOGADORES INSCRITOS NA COMPETIÇÃO (12 REGULARES E DOIS LÍBEROS); - 12 JOGADORES POR JOGO (PODENDO DOIS SEREM LÍBEROS); NÚMERO DE JOGADORES
  • 5. ∗ SERVIÇO (MÃO); ∗ MANCHETE (ANTEBRAÇOS); ∗ PASSE (PONTA DOS DEDOS); ∗ BLOCO (PALMAS DAS MÃOS); ∗ ATAQUE (PALMA DA MÃO); FUNDAMENTOS
  • 6. PASSE Para receber bolas altas com pouca velocidade utiliza-se o passe por cima. Na ilustração, a jogadora está a utilizar o passe para fazer a recepção. O contato com a bola é feito com as extremidades internas dos dedos e com maior apoio dos indicadores e polegares.
  • 7.
  • 8. MANCHETE A manchete é o fundamento mais utilizado para a recepção de serviços e para a defesa de bolas cortadas, pois o contacto da bola faz-se no antebraço, que é uma zona que suporta melhor os fortes impactos.
  • 9.
  • 10. SERVIÇO O serviço marca o início de uma disputa de pontos no voleibol. Um jogador coloca-se atrás da linha de fundo do seu campo, estende o braço e acerta a bola, de forma a fazê-la atravessar o espaço aéreo acima da rede delimitado pelas antenas e cair no campo adversário. O seu principal objetivo consiste em dificultar a recepção de seu adversário controlando a aceleração e a trajetória da bola.
  • 11. BLOCO
  • 12. BLOCO O bloco refere-se às ações executadas pelos jogadores que ocupam a parte frontal do campo (posições 2-3-4) e que têm por objetivo impedir ou dificultar o ataque da equipa adversária. Consiste, em geral, em estender os braços acima do nível da rede com o propósito de interceptar a trajetória ou diminuir a velocidade de uma bola que foi batida pelo oponente.
  • 13.
  • 15. ATAQUE O ataque é, em geral, o terceiro contacto de uma equipa com a bola. O objetivo deste fundamento é fazer a bola cair no campo adversário, conquistando deste modo o ponto em disputa. Para realizar o ataque, o jogador dá uma série de passos contados ("passada"), salta e então projeta seu corpo para a frente, transferindo deste modo seu peso para a bola no momento do contacto.
  • 16.
  • 17. ∗ DURA DE TRÊS A CINCO SETS: - OS QUATRO PRIMEIROS VÃO ATÉ 25 PONTOS; - O QUINTO SET, SE HOUVER, VAI ATÉ 15 PONTOS E É DENOMINADO TIE-BREAK; - AO FINAL DE CADA SET A EQUIPA VENCEDORA DO MESMO, DEVERÁ TER UMA VANTAGEM DE DOIS PONTOS. DURAÇÃO DO JOGO
  • 19. SITUAÇÕES EM QUE OCORRE: - QUANDO O ADVERSÁRIO SERVE E A MINHA EQUIPA GANHA O PONTO, PROCEDE-SE A UMA ROTAÇÃO; - QUANDO A EQUIPA QUE ESTA A SERVIR ERRA, EM QUALQUER SITUAÇÃO, É ROTAÇÃO DO ADVERSÁRIO; ROTAÇÃO
  • 20. ∗ NO SERVIÇO NÃO SE PODE PISAR NA LINHA, SENÃO É PONTO PARA A OUTRA EQUIPA; ∗ CADA EQUIPA PODE DAR NO MÁXIMO TRÊS TOQUES NA BOLA PARA EFETUAR O CONTRA ATAQUE (SOMENTE NO CASO DO BLOCO PODE EXISTIR O 4° TOQUE); ∗ O MESMO JOGADOR NÃO PODE DAR DOIS TOQUES SEGUIDOS NA BOLA; ∗ ERRO DE ROTAÇÃO É PONTO DO ADVERSÁRIO. REGRAS BÁSICAS