SlideShare uma empresa Scribd logo
Regras do Voleibol
Regras do Voleibol
Regras do Voleibol
A bola oficial de vôlei deve ser esférica, coberta por
uma capa de couro flexível ou sintético e
composta por uma câmara interior inflável de
borracha ou material similar. Sua cor deve ser clara
e uniforme, podendo ter também uma combinação
de cores. Sua circunferência deve ser entre 65 e 67
centímetros e pesar entre 260 e 280 gramas.
 Primeiro árbitro: Deve ficar sentado ou em pé na cadeira colocada
em uma das extremidades da rede. Compete a ela tomar a decisão
final sobre todas as jogadas da partida.

Segundo árbitro: Fica de pé em um dos lados da rede, oposto ao
primeiro árbitro. Ele controla o apontador, os tempos, as faltas,
invasões e checa as posições dos jogadores no rodízio.

O apontador: Como mostra na imagem de abertura do capítulo, é
o responsável por cuidar da súmula, dos pontos e da ordem de
saque dos times. Fica posicionado atrás do segundo árbitro.

Juizes de linha: Como especificado acima, são de dois a quatro
juizes de linha em uma partida. Ficam em pé na área livre,
posicionados entre 1 e 3 metros de distância de cada ângulo da
quadra. Eles devem apontar se a bola cai dentro ou fora das linhas
demarcatória da quadra.
 Um set, com exceção do “tie Break” é ganho pela equipe que
alcançar primeiro 25 pontos, desde que tenha uma vantagem de
no mínimo dois pontos sobre o adversário. No caso de haver
empate em 24 a 24, vence a equipe que abrir primeiro dois pontos
de vantagem.

No vôlei, é disputado uma melhor de 5 sets, ou seja, vence o jogo
quem alcançar primeiro 3 sets.

No caso de haver empate em sets (2 a 2), a partida é decidida em
um set decisivo chamado de “tie Break”. Neste set, a situação é a
mesma dos outros, ou seja, pontos corridos, porém, ao invés de ir
até 25 pontos, vai até 15 pontos. No caso de um empate em 14 a
14, vence a equipe que abrir dois pontos de vantagem sobre a
outra.

No caso de uma equipe não comparecer no jogo, é declarada
desistente e perde o jogo por três sets a zero, com o placar de 25 a
0 em todos os sets.
 Cada equipe deve ter seis jogadores na quadra de e seis jogadores no
banco de reservas. A posição inicial dos jogadores que estão em jogo,
indica a ordem de rotação deles na quadra. Essa ordem deve ser mantida
durante o set. Veremos mais abaixo como funciona o rodízio.
A bola é considerada fora quando toca o piso em área totalmente fora das
linhas que demarcam a quadra. Se tocar o teto do ginásio ou qualquer
objeto na quadra ou então uma pessoa que não faça parte do jogo, a bola
também é considerada fora.
A bola pode ser recuperada além da zona livre da quadra adversária.
Cada equipe pode tocar apenas três vezes na bola, além do toque do
bloqueio que não é considerado como toque, para retorná-la à equipe
adversária. Caso excedido o número de três toques, a equipe comete uma
falta de quatro toques e o ponto vai para a equipe adversária.
 Quando dois jogadores da mesma equipe tocam na bola ao
mesmo tempo, é considerado dois toques.
 A bola pode tocar qualquer parte do corpo dos jogadores.
 A bola deve ser tocada, mas não pode ser revertida ou
conduzida. Isto é, o árbitro marcará a condução sempre que
um jogador, em vez de tocar a bola, segurar ou conduzi-la
em qualquer direção.
 Uma bola que bate na rede pode ser recuperada dentro do
limite dos três toques da equipe.
 No saque, a bola deve ser golpeada com uma mão ou
qualquer parte do braço após ser solta ou lançada ao ar.
 O saque deve ser realizado até 8 segundos após o apito de
autorização do árbitro.
 Um jogador da defesa pode executar um toque dentro da zona de
ataque desde que, no momento do contato, a bola não esteja
completamente acima da borda superior da rede.
 Nenhum jogador pode efetuar um ataque após um saque dado
pela equipe adversária enquanto a bola estiver dentro da zona de
ataque.
 No bloqueio, o jogador que está efetuando o movimento de
erguer as mãos e ultrapassando a parte superior da rede não pode
tocar na bola no espaço do adversário antes que este conclua o
ataque.
 O primeiro retardamento no jogo, realizado por um membro da
equipe, seja ele jogador ou comissão técnica, receberá uma
advertência. Se houver mais retardamentos dentro da mesma
partida, a equipe passa a perder pontos por cada atraso.
Regras do Voleibol
 As posições dos jogadores são numerados da seguinte
maneira como mostra a figura acima: os três jogadores
que se encontram junto a rede, formam a linha de
ataque e ocupam as posições 4, 3 e 2. os outros três
jogadores ocupam as posições 5, 6 e 1.
 Depois do saque, os jogadores podem se deslocar e
ocupar qualquer posição na sua própria quadra e na
zona livre. Uma falta de posicionamento leva à perda
do ponto.
 Quando a equipe ganha o direito de sacar, seus
jogadores efetuam o chamado rodízio, avançando uma
posição no sentido horário. O jogador na posição 2 vai
para a posição 1, e será ele o sacador. O jogador da
posição 1 vai para a posição 6, e assim por diante.
 O vôlei de quadra parte de seis fundamentos
para a sua prática: saque, recepção,
levantamento, ataque, bloqueio e defesa.
 Saque - É a ação em que começa a partida ou
reinicia o jogo a cada ponto. O jogador fica
posicionado atrás da linha de fundo da quadra,
em qualquer posição, e tenta enviar a bola para
o campo adversário passando-a por cima da
rede e entre as duas antenas
 Recepção - Considerado um princípio de defesa, é
o movimento em que o jogador executa depois do
saque adversário.
 Levantamento - É o passe que antecede o ataque.
Normalmente o toque é feito com as duas mãos
acima da cabeça.
 Ataque - Popularmente conhecido como cortada é
o movimento cujo jogador da um salto seguido de
um golpe forte e rápido, junto à rede, com o
objetivo de fazer a bola ir diretamente para o chão
da quadra de jogo adversária. 
 Bloqueio - É a defesa de uma cortada realizada
junto à rede. Este fundamento consiste em uma
combinação de dois movimentos que são o
salto e a formação de uma barreira com as
mãos, tentando reduzir a velocidade da bola ou
impedir que ela passe para o lado da quadra de
sua equipe. O bloqueio pode ser simples (um
jogador), duplo (dois jogadores) ou triplo (com
três jogadores).
 Defesa - É o movimento executado após um
ataque da equipe adversária que tenha passado
pelo bloqueio. O seu principal objetivo, é claro,
tentar impedir que a bola cai no solo, porém,
sempre que possível deve proporcionar o
contra-ataque, permitindo que a bola chegue às
mãos de levantador. Este é um fundamento
executado principalmente pelo líbero.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Jaicinha
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
Inácio Júnior
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Nicollas Villar
 
Voleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentosVoleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
Paula Silva Silva
 
Voleibol
Voleibol Voleibol
Voleibol
Sara Pereira
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
Inês Ré
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
KrashovJC
 
Badminton na escola
Badminton na escolaBadminton na escola
Badminton na escola
evandrolhp
 
Handebol na escola
Handebol na escolaHandebol na escola
Handebol na escola
evandrolhp
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
ana pinho
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Marta Marinho
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - AconsaTrabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Ana Carolina
 
Voleibol regras
Voleibol   regrasVoleibol   regras
Voleibol regras
Hiderson Marciano
 
Basquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentosBasquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Victor Ferreira
 
O voleibol
O voleibolO voleibol
O voleibol
DeaaSouza
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 

Mais procurados (20)

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentosVoleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentos
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Voleibol
Voleibol Voleibol
Voleibol
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Badminton na escola
Badminton na escolaBadminton na escola
Badminton na escola
 
Handebol na escola
Handebol na escolaHandebol na escola
Handebol na escola
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
 
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - AconsaTrabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
 
Voleibol regras
Voleibol   regrasVoleibol   regras
Voleibol regras
 
Basquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentosBasquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentos
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
O voleibol
O voleibolO voleibol
O voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 

Semelhante a Regras do Voleibol

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Marcia Barbosa
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
TicoM22
 
Basquete
BasqueteBasquete
8 ano fundamentos volei
8 ano fundamentos volei8 ano fundamentos volei
8 ano fundamentos volei
Luciana Santos
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Vitor Dalcégio
 
Voleibol diogo soudo miguel
Voleibol diogo soudo  miguelVoleibol diogo soudo  miguel
Voleibol diogo soudo miguel
Isabellucas59
 
Voleibol TeóRica
Voleibol   TeóRicaVoleibol   TeóRica
Voleibol TeóRica
NetKids
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
TavaresJana
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
O Voleibol
O VoleibolO Voleibol
O Voleibol
TatianaBatista5501
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
evandrolhp
 
andebol
andebolandebol
andebol
guest126cc72
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
tv2aetabua
 
Corfebol
CorfebolCorfebol
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃOREGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
JOÃO PEREIRA
 
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdfVocê conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
AntnioMarcosDiniz
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
Aandréa Rodrigues
 
REGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL. Educação física spptx
REGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL.  Educação física spptxREGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL.  Educação física spptx
REGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL. Educação física spptx
Raquel Pinheiro
 

Semelhante a Regras do Voleibol (20)

Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
8 ano fundamentos volei
8 ano fundamentos volei8 ano fundamentos volei
8 ano fundamentos volei
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol diogo soudo miguel
Voleibol diogo soudo  miguelVoleibol diogo soudo  miguel
Voleibol diogo soudo miguel
 
Voleibol TeóRica
Voleibol   TeóRicaVoleibol   TeóRica
Voleibol TeóRica
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
O Voleibol
O VoleibolO Voleibol
O Voleibol
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
andebol
andebolandebol
andebol
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
Corfebol
CorfebolCorfebol
Corfebol
 
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃOREGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
REGRAS FUTEBOL MESA - BOTÃO
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
 
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdfVocê conhece as regras do vôlei_.pdf
Você conhece as regras do vôlei_.pdf
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
REGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL. Educação física spptx
REGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL.  Educação física spptxREGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL.  Educação física spptx
REGRAS E PENALIDADES DO VOLEIBOL. Educação física spptx
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 

Regras do Voleibol

  • 4. A bola oficial de vôlei deve ser esférica, coberta por uma capa de couro flexível ou sintético e composta por uma câmara interior inflável de borracha ou material similar. Sua cor deve ser clara e uniforme, podendo ter também uma combinação de cores. Sua circunferência deve ser entre 65 e 67 centímetros e pesar entre 260 e 280 gramas.
  • 5.  Primeiro árbitro: Deve ficar sentado ou em pé na cadeira colocada em uma das extremidades da rede. Compete a ela tomar a decisão final sobre todas as jogadas da partida.  Segundo árbitro: Fica de pé em um dos lados da rede, oposto ao primeiro árbitro. Ele controla o apontador, os tempos, as faltas, invasões e checa as posições dos jogadores no rodízio.  O apontador: Como mostra na imagem de abertura do capítulo, é o responsável por cuidar da súmula, dos pontos e da ordem de saque dos times. Fica posicionado atrás do segundo árbitro.  Juizes de linha: Como especificado acima, são de dois a quatro juizes de linha em uma partida. Ficam em pé na área livre, posicionados entre 1 e 3 metros de distância de cada ângulo da quadra. Eles devem apontar se a bola cai dentro ou fora das linhas demarcatória da quadra.
  • 6.  Um set, com exceção do “tie Break” é ganho pela equipe que alcançar primeiro 25 pontos, desde que tenha uma vantagem de no mínimo dois pontos sobre o adversário. No caso de haver empate em 24 a 24, vence a equipe que abrir primeiro dois pontos de vantagem.  No vôlei, é disputado uma melhor de 5 sets, ou seja, vence o jogo quem alcançar primeiro 3 sets.  No caso de haver empate em sets (2 a 2), a partida é decidida em um set decisivo chamado de “tie Break”. Neste set, a situação é a mesma dos outros, ou seja, pontos corridos, porém, ao invés de ir até 25 pontos, vai até 15 pontos. No caso de um empate em 14 a 14, vence a equipe que abrir dois pontos de vantagem sobre a outra.  No caso de uma equipe não comparecer no jogo, é declarada desistente e perde o jogo por três sets a zero, com o placar de 25 a 0 em todos os sets.
  • 7.  Cada equipe deve ter seis jogadores na quadra de e seis jogadores no banco de reservas. A posição inicial dos jogadores que estão em jogo, indica a ordem de rotação deles na quadra. Essa ordem deve ser mantida durante o set. Veremos mais abaixo como funciona o rodízio. A bola é considerada fora quando toca o piso em área totalmente fora das linhas que demarcam a quadra. Se tocar o teto do ginásio ou qualquer objeto na quadra ou então uma pessoa que não faça parte do jogo, a bola também é considerada fora. A bola pode ser recuperada além da zona livre da quadra adversária. Cada equipe pode tocar apenas três vezes na bola, além do toque do bloqueio que não é considerado como toque, para retorná-la à equipe adversária. Caso excedido o número de três toques, a equipe comete uma falta de quatro toques e o ponto vai para a equipe adversária.
  • 8.  Quando dois jogadores da mesma equipe tocam na bola ao mesmo tempo, é considerado dois toques.  A bola pode tocar qualquer parte do corpo dos jogadores.  A bola deve ser tocada, mas não pode ser revertida ou conduzida. Isto é, o árbitro marcará a condução sempre que um jogador, em vez de tocar a bola, segurar ou conduzi-la em qualquer direção.  Uma bola que bate na rede pode ser recuperada dentro do limite dos três toques da equipe.  No saque, a bola deve ser golpeada com uma mão ou qualquer parte do braço após ser solta ou lançada ao ar.
  • 9.  O saque deve ser realizado até 8 segundos após o apito de autorização do árbitro.  Um jogador da defesa pode executar um toque dentro da zona de ataque desde que, no momento do contato, a bola não esteja completamente acima da borda superior da rede.  Nenhum jogador pode efetuar um ataque após um saque dado pela equipe adversária enquanto a bola estiver dentro da zona de ataque.  No bloqueio, o jogador que está efetuando o movimento de erguer as mãos e ultrapassando a parte superior da rede não pode tocar na bola no espaço do adversário antes que este conclua o ataque.  O primeiro retardamento no jogo, realizado por um membro da equipe, seja ele jogador ou comissão técnica, receberá uma advertência. Se houver mais retardamentos dentro da mesma partida, a equipe passa a perder pontos por cada atraso.
  • 11.  As posições dos jogadores são numerados da seguinte maneira como mostra a figura acima: os três jogadores que se encontram junto a rede, formam a linha de ataque e ocupam as posições 4, 3 e 2. os outros três jogadores ocupam as posições 5, 6 e 1.  Depois do saque, os jogadores podem se deslocar e ocupar qualquer posição na sua própria quadra e na zona livre. Uma falta de posicionamento leva à perda do ponto.  Quando a equipe ganha o direito de sacar, seus jogadores efetuam o chamado rodízio, avançando uma posição no sentido horário. O jogador na posição 2 vai para a posição 1, e será ele o sacador. O jogador da posição 1 vai para a posição 6, e assim por diante.
  • 12.  O vôlei de quadra parte de seis fundamentos para a sua prática: saque, recepção, levantamento, ataque, bloqueio e defesa.  Saque - É a ação em que começa a partida ou reinicia o jogo a cada ponto. O jogador fica posicionado atrás da linha de fundo da quadra, em qualquer posição, e tenta enviar a bola para o campo adversário passando-a por cima da rede e entre as duas antenas
  • 13.  Recepção - Considerado um princípio de defesa, é o movimento em que o jogador executa depois do saque adversário.  Levantamento - É o passe que antecede o ataque. Normalmente o toque é feito com as duas mãos acima da cabeça.  Ataque - Popularmente conhecido como cortada é o movimento cujo jogador da um salto seguido de um golpe forte e rápido, junto à rede, com o objetivo de fazer a bola ir diretamente para o chão da quadra de jogo adversária. 
  • 14.  Bloqueio - É a defesa de uma cortada realizada junto à rede. Este fundamento consiste em uma combinação de dois movimentos que são o salto e a formação de uma barreira com as mãos, tentando reduzir a velocidade da bola ou impedir que ela passe para o lado da quadra de sua equipe. O bloqueio pode ser simples (um jogador), duplo (dois jogadores) ou triplo (com três jogadores).
  • 15.  Defesa - É o movimento executado após um ataque da equipe adversária que tenha passado pelo bloqueio. O seu principal objetivo, é claro, tentar impedir que a bola cai no solo, porém, sempre que possível deve proporcionar o contra-ataque, permitindo que a bola chegue às mãos de levantador. Este é um fundamento executado principalmente pelo líbero.