SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
A narração consiste em arranjar uma
sequência de fatos na qual os personagens
se movimentam num determinado espaço à
medida que o tempo passa.
O texto narrativo é baseado na ação que
envolve personagens, tempo, espaço e
conflito. Seus elementos são: narrador,
enredo, personagens, espaço e tempo.
Narrador - É aquele que narra a história, atuando como um mediador entre a
história narrada e o leitor/ouvinte. Classifica-se em três modalidades:
Narrador-personagem - Ele conta e participa dos fatos ao mesmo tempo. Neste
caso a narrativa é contada em 1ª pessoa.
Narrador-observador - Apenas limita-se em descrever os fatos sem se envolver
com os mesmos. Aí predomina-se o uso da 3ª pessoa.
Narrador Onisciente - Esse sabe tudo sobre o enredo e os personagens, revelando
os sentimentos e pensamentos mais íntimos, de uma maneira que vai além da
própria imaginação. Muitas vezes sua voz se confunde com a dos personagens, é o
que chamamos de Discurso Indireto Livre.
Todos estes elementos correlacionam entre si, formando o que denominamos
de enredo,
que é o desencadear dos fatos, a essência da história, a qual se constituirá para
um desfecho imprevisível que talvez não corresponderá às expectativas do leitor.
Este, portanto, poderá ser triste, alegre, cômico ou trágico, dependo do ponto de
vista do narrador.
Enredo

É o conjunto de incidentes que constituem a ação da narrativa. Todo
enredo é composto por um conflito vivido por um ou mais personagens,
cujo foco principal é prender a atenção do leitor por meio de um clima de
tensão que se organiza em torno dos fatos e os faz avançar.
Geralmente, o conflito determina as partes do enredo, representadas
pelas referidas partes:
Introdução – É o começo da história, no qual se apresentam os fatos
iniciais, os personagens, e, às vezes, o tempo e o espaço.

Complicação – É a parte em que se desenvolve o conflito.
Clímax – Figura-se como o ponto culminante de toda a trama, revelado
pelo momento de maior tensão. É a parte em que o conflito atinge seu
ápice.
Conclusão ou desfecho final – É a solução do conflito instaurado,
podendo apresentar final trágico, cômico, triste, ou até mesmo
surpreendente. Tudo irá depender da decisão imposta pelo narrador.
Traços característicos de textos narrativos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Características do texto dramático
Características do texto dramáticoCaracterísticas do texto dramático
Características do texto dramático
Vanda Marques
 
Texto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicaçãoTexto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicação
Lurdes Augusto
 
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis SepúlvedaHistória de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda
Lurdes Augusto
 
Estrutura da Notícia
Estrutura da NotíciaEstrutura da Notícia
Estrutura da Notícia
sextoD
 
Ficha de revisões 1 teste 11
Ficha de revisões 1 teste 11Ficha de revisões 1 teste 11
Ficha de revisões 1 teste 11
Isabel Moura
 
ppt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativappt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativa
Teresa Pombo
 
Ambiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemiaAmbiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemia
Evilane Alves
 

Mais procurados (20)

Ppt tipos texto[1]
Ppt tipos texto[1]Ppt tipos texto[1]
Ppt tipos texto[1]
 
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - PrimaveraO Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - Primavera
 
Características do texto dramático
Características do texto dramáticoCaracterísticas do texto dramático
Características do texto dramático
 
Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2Elementos da narrativa 2016.2
Elementos da narrativa 2016.2
 
Determinantes
DeterminantesDeterminantes
Determinantes
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Palavra Mágica
Palavra MágicaPalavra Mágica
Palavra Mágica
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Texto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicaçãoTexto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicação
 
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis SepúlvedaHistória de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, de Luis Sepúlveda
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
A crônica
A crônicaA crônica
A crônica
 
Estrutura da Notícia
Estrutura da NotíciaEstrutura da Notícia
Estrutura da Notícia
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Ficha de revisões 1 teste 11
Ficha de revisões 1 teste 11Ficha de revisões 1 teste 11
Ficha de revisões 1 teste 11
 
Singularidades de uma rapariga loura
Singularidades de uma rapariga louraSingularidades de uma rapariga loura
Singularidades de uma rapariga loura
 
ppt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativappt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativa
 
Estatística 10 Ano
Estatística 10 Ano Estatística 10 Ano
Estatística 10 Ano
 
Ambiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemiaAmbiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemia
 

Semelhante a Traços característicos de textos narrativos

Conto e suas demarcações
Conto e suas demarcaçõesConto e suas demarcações
Conto e suas demarcações
Kugera_tatsuki
 
Gênero textual Conto
Gênero textual ContoGênero textual Conto
Gênero textual Conto
Jomari
 
Como abordar o texto narrativo
Como abordar o texto narrativoComo abordar o texto narrativo
Como abordar o texto narrativo
Diana Vicente
 
Apostila resumo-e-exercicios-de-portugues
Apostila resumo-e-exercicios-de-portuguesApostila resumo-e-exercicios-de-portugues
Apostila resumo-e-exercicios-de-portugues
Maria Solidade de Sá
 

Semelhante a Traços característicos de textos narrativos (20)

Noções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográficaNoções básicas de linguagem cinematográfica
Noções básicas de linguagem cinematográfica
 
Conto e suas demarcações
Conto e suas demarcaçõesConto e suas demarcações
Conto e suas demarcações
 
Gênero textual
Gênero textualGênero textual
Gênero textual
 
Produção de texto
Produção de textoProdução de texto
Produção de texto
 
Gênero textual Conto
Gênero textual ContoGênero textual Conto
Gênero textual Conto
 
Conto aula.pdf
Conto aula.pdfConto aula.pdf
Conto aula.pdf
 
984
984984
984
 
Como abordar o texto narrativo
Como abordar o texto narrativoComo abordar o texto narrativo
Como abordar o texto narrativo
 
Conto - D10 - conflito.pptx
Conto - D10 - conflito.pptxConto - D10 - conflito.pptx
Conto - D10 - conflito.pptx
 
Crônica e conto eemh
Crônica e conto eemhCrônica e conto eemh
Crônica e conto eemh
 
trabalho de tecnologia 5 g
trabalho de tecnologia 5 gtrabalho de tecnologia 5 g
trabalho de tecnologia 5 g
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Elementos da narrativa - personagens, enredo
Elementos da narrativa - personagens, enredoElementos da narrativa - personagens, enredo
Elementos da narrativa - personagens, enredo
 
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino MédioGêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
Gêneros literários - 1º Ano do Ensino Médio
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
CONTO LITERÁRIO.pptx
CONTO LITERÁRIO.pptxCONTO LITERÁRIO.pptx
CONTO LITERÁRIO.pptx
 
Elementos da narracao
Elementos da narracaoElementos da narracao
Elementos da narracao
 
Apostila resumo-e-exercicios-de-portugues
Apostila resumo-e-exercicios-de-portuguesApostila resumo-e-exercicios-de-portugues
Apostila resumo-e-exercicios-de-portugues
 
Gêneros textuais: algumas estruturas.
Gêneros textuais: algumas estruturas.Gêneros textuais: algumas estruturas.
Gêneros textuais: algumas estruturas.
 
Gêneros textuais. algumas estruturas.
Gêneros textuais. algumas estruturas.Gêneros textuais. algumas estruturas.
Gêneros textuais. algumas estruturas.
 

Mais de Maristela Couto

O construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaO construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aula
Maristela Couto
 

Mais de Maristela Couto (20)

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLARELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
 
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
 
Cargas cognitivas
Cargas cognitivasCargas cognitivas
Cargas cognitivas
 
O construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaO construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aula
 
PLANEJAR E PORTFÓLIOS
PLANEJAR E PORTFÓLIOSPLANEJAR E PORTFÓLIOS
PLANEJAR E PORTFÓLIOS
 
Merenda
MerendaMerenda
Merenda
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciais
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 

Último (20)

Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 

Traços característicos de textos narrativos

  • 1.
  • 2. A narração consiste em arranjar uma sequência de fatos na qual os personagens se movimentam num determinado espaço à medida que o tempo passa. O texto narrativo é baseado na ação que envolve personagens, tempo, espaço e conflito. Seus elementos são: narrador, enredo, personagens, espaço e tempo.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. Narrador - É aquele que narra a história, atuando como um mediador entre a história narrada e o leitor/ouvinte. Classifica-se em três modalidades: Narrador-personagem - Ele conta e participa dos fatos ao mesmo tempo. Neste caso a narrativa é contada em 1ª pessoa. Narrador-observador - Apenas limita-se em descrever os fatos sem se envolver com os mesmos. Aí predomina-se o uso da 3ª pessoa. Narrador Onisciente - Esse sabe tudo sobre o enredo e os personagens, revelando os sentimentos e pensamentos mais íntimos, de uma maneira que vai além da própria imaginação. Muitas vezes sua voz se confunde com a dos personagens, é o que chamamos de Discurso Indireto Livre. Todos estes elementos correlacionam entre si, formando o que denominamos de enredo, que é o desencadear dos fatos, a essência da história, a qual se constituirá para um desfecho imprevisível que talvez não corresponderá às expectativas do leitor. Este, portanto, poderá ser triste, alegre, cômico ou trágico, dependo do ponto de vista do narrador.
  • 11. Enredo É o conjunto de incidentes que constituem a ação da narrativa. Todo enredo é composto por um conflito vivido por um ou mais personagens, cujo foco principal é prender a atenção do leitor por meio de um clima de tensão que se organiza em torno dos fatos e os faz avançar. Geralmente, o conflito determina as partes do enredo, representadas pelas referidas partes: Introdução – É o começo da história, no qual se apresentam os fatos iniciais, os personagens, e, às vezes, o tempo e o espaço. Complicação – É a parte em que se desenvolve o conflito. Clímax – Figura-se como o ponto culminante de toda a trama, revelado pelo momento de maior tensão. É a parte em que o conflito atinge seu ápice. Conclusão ou desfecho final – É a solução do conflito instaurado, podendo apresentar final trágico, cômico, triste, ou até mesmo surpreendente. Tudo irá depender da decisão imposta pelo narrador.