SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083
SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA
8.º ANO
José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012
GRUPO I
(50 pontos)
Leia os textos com muita atenção.
TEXTO A
Violência entre crianças
1
5
10
15
20
25
30
35
No rescaldo de três homicídios cometidos por crianças, a opinião pública
internacional viu-se obrigada a procurar as causas e a apontar responsáveis. Os
culpados até agora encontrados são a família, a sociedade e a televisão. A caixa
mágica que revolucionou o mundo parece estar a inspirar alguns actos violentos
praticados por crianças. Em Fevereiro de 1993 duas crianças de 11 anos raptaram
um bebé de dois anos num centro comercial em Liverpool e espancaram-no até à
morte. Em Outubro de 1994, três crianças de seis anos que brincavam no jardim
infantil de Trondheim (Noruega) decidiram espancar uma rapariga (com cinco
anos de idade) até à morte. Na mesma altura, em Chicago, um grupo de crianças
atirou uma outra de um arranha-céus. Coincidências? Em comum todas estas
crianças alegaram imitar o que tinham visto na TV. As crianças de Liverpool
visionavam com frequência vídeos violentos que o pai de uma delas tinha em
casa e as de Chicago disseram que tinham feito o mesmo que as Tartarugas
Ninja, que caem e nunca se aleijam...
A TV 7 Dias deslocou-se ao infantário O Ursinho, onde falou com algumas
crianças e com a directora do jardim de infância. A educadora Teresa Espírito
Santo é peremptória em afirmar que a televisão influencia o comportamento das
crianças, tanto mais que tem visto um aumento da agressividade infantil ao longo
dos anos em que exerce da profissão. "Os heróis que eles hoje imitam são cada
vez mais violentos. Embora haja uma luta contra o mal, o mais importante para
eles é ser forte e para isso têm de ser os mais maus. Claro que isso se reflecte nas
suas brincadeiras”, refere a educadora. E tal como cada criança tem uma forma
própria de mostrar a sua agressividade, também existe uma idade certa para serem
influenciadas e entenderem aquilo que captam. A esse propósito a directora de O
Ursinho diz que "a idade em que a agressividade mais se revela é entre os quatro
e os cinco anos; depois quando vão para a primária começa a haver uma fase em
que eles percebem que não é tanto assim, que nem sempre é o mais forte que
vence, mas também vence aquele que sabe mais". As imagens que as crianças
vêem na televisão interferem na formação da sua personalidade. "Aqui no jardim
de infância temos crianças com uma grande carga agressiva. Muita dessa
agressividade pode ser justificada pela educação e pela vivência dos miúdos, mas
também pelo que eles captam das imagens televisivas", diz Teresa e acrescenta:
"tínhamos uma criança extremamente agressiva e quando chegava ao infantário
contava-nos que tinha visto filmes de terror. E isso revelava-se no seu
comportamento. À menor briga explodia"... Em relação aos desenhos animados
que as crianças preferem, a educadora explica que "há crianças a quem o Bambi e
a Branca de Neve não dizem nada e preferem as Tartarugas Ninja, enquanto
outros gostam de ambos os géneros. Isso tem a ver com a própria natureza das
crianças".
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083
SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA
8.º ANO
José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012
40
45
50
55
O Ursinho tem crianças entre os três e os oito anos de idade, divididas por duas
classes. Falámos com algumas dessas crianças e ficámos a saber que a sua
preferência ia para as Tartarugas Ninja e os Moto-Ratos. O Toninho tem quatro
anos e diz que os desenhos animados que preferem são os Flintstones. "Mas eles
não batem muito. Às vezes dão pontapés. E eu faço como eles, mas não dou
pontapés." O Francisco prefere os Widget e afirma: "Eles não batem muito, só se
transformam, mas há uns que são muito maus. Eu quando brinco não bato nos
meus amigos, só me transformo; os bons são mais giros. Se eu tivesse que
escolher só via desenhos animados com bons." Um dos adoradores das
Tartarugas Ninja é o Pedro Miguel, de quatro anos. "Eu gosto mais de ver as
Tartarugas Ninja. "Mas elas são boas, batem só nos maus. Eu gosto dos bons e
não bato neles quando brinco às Tartarugas Ninja". Os Moto-Ratos são outros
dos eleitos. O pequeno Tiago, de cinco anos, diz: "Eu gosto dos Moto-Ratos
porque eles são bons e matam os maus. Eu acho bem matar os maus. Quando
brinco aos Moto-Ratos também mato os maus e mato-os com a mota. A moto tem
tiros e pistolas. Mas se eu pudesse escolher, escolhia só os bons".
In: TV 7 Dias
1. Transcreva o texto abaixo apresentado para a sua folha de prova de modo a torná-lo
um enunciado verdadeiro (escolha a opção correta).
O texto que acabou de ler é uma reportagem/notícia que aborda um assunto que tem
sido muito discutido: rapto de bebés/violência entre crianças/brincadeira entre crianças.
Trata-se de um texto literário/não literário e é um texto
argumentativo/descritivo/jornalístico.
2. Complete cada uma das seguintes frases, transcrevendo, para a folha de
prova, a alínea que contém a opção correta, de acordo com o texto.
2.1. O assunto do texto divide-se em duas partes:
a) a primeira parte é constituída pelo primeiro parágrafo porque apresenta o tema a
ser abordado e a segunda parte é formada pelos restantes parágrafos em que se
recolhe informação acerca da causa apresentada no tema.
b) a primeira parte é começa na linha 1 e termina na linha 39 porque apresenta o
tema a ser abordado e recolhe-se informação para o fundamentar. A segunda parte é
constituída pelo último parágrafo, pois apresenta a conclusão do tema.
c) a primeira parte é constituída pelo primeiro parágrafo porque apresenta as causas
do tema tratado e a segunda parte é formada pelos restantes parágrafos em que se
recolhe informação acerca da problemática do rapto de crianças.
d) a primeira parte é constituída pelo primeiro e segundo parágrafos porque
apresenta o tema a ser abordado e a segunda parte é formada pelo último parágrafo
em que se conclui o tema tratado no texto.
2. 2. Os culpados apontados no texto para os atos violentos praticados pelas crianças
são:
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083
SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA
8.º ANO
José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012
a) a televisão, os vídeos e as histórias infantis.
b) a família, a sociedade e a televisão
c) a família, a sociedade e as brincadeiras de infantário.
d) a sociedade, a televisão e a carga agressiva das crianças .
2.3. O repórter da revista TV7 Dias desloca-se a um infantário que se chama:
a) Bambi.
b) Widget.
c) O Ursinho.
d) Flintstones.
2.4. Quem ouviu o repórter da revista TV7 Dias no infantário foram:
a) as famílias e a diretora do infantário.
b) a diretora do infantário e as crianças.
c) a diretora do infantário e a educadora Teresa Espírito Santo.
d) a educadora Teresa Espírito Santo e as famílias das crianças.
3. Faça corresponder um único elemento da coluna A a um único elemento da coluna
B de modo a obter afirmações verdadeiras. Transcreva o enunciado para a sua folha de
prova.
COLUNA A COLUNA B
1. O Toninho
2. Teresa Espírito Santo
3. As crianças de
Liverpool
4. O Francisco
5. A diretora
6. O Pedro Miguel
7. O Tiago
a) …Se eu tivesse que escolher só via desenhos
animados com bons.
b) …A caixa mágica que revolucionou o mundo
parece estar a inspirar alguns actos violentos
praticados por crianças.
c) …Eu gosto dos Moto-Ratos porque eles são
bons e matam os maus
d) …Às vezes dão pontapés. E eu faço como eles,
mas não dou pontapés.
e) … Mas elas são boas, batem só nos maus
f) …não é tanto assim, que nem sempre é o mais
forte que vence, mas também vence aquele que
sabe mais.
g) …Em Fevereiro de 1993 duas crianças de 11
anos raptaram um bebé de dois anos num centro
comercial.
h) …diz que os desenhos animados que preferem
são os Flintstones.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083
SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA
8.º ANO
José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012
TEXTO B
BRITÂNICA DE 89 ANOS CRUZA ATLÂNTICO À VELA
Uma britânica de 89
anos concluiu na quinta-
feira a travessia do
Atlântico a bordo de um
veleiro desenhado há
cerca de 60 anos pelo seu
falecido marido, anunciou
a imprensa britânica. A
octogenária Helen Tew
lançou âncora ao início da
tarde no Beaulieu River
Sailing Club, em Needs
Ore (Hampshire, Sul de
Inglaterra), depois de
deixar para trás 14 400
quilómetros percorridos
por mar.
O seu filho mais velho,
Donald, de 60 anos,
acompanhou a mãe nesta
aventura transatlântica de
ida e volta a bordo do
“Mary Helen”, que se
iniciou a 1 de Agosto em
Beaulieu.
O filho mais novo, de 46
anos, juntou-se à família
nas Bermudas, para a
última fase da travessia.
Antes do regresso a casa,
via Bermudas, a
navegadora fez escala em
território continental de
Espanha e Portugal, em
Antígua e nas ilhas
Canárias (Espanha) e dos
Açores.
Com 10 metros de
comprimento, o “Mary
Helen” foi desenhado em
1937 pelo marido de
Helen Tew, um arquiteto
naval, que morreu em
1976. Com este feito, a
veterana velejadora fez
uma bonita desfeita ao
seu pai, o capitão- -de-
fragata Douglas Graham,
que em 1934 atravessou
sozinho o Atlântico num
veleiro,
Recusando levá-la por
razões de segurança.
“Fiquei
completamente irritada.
Navegávamos sempre
juntos e ele não me
levou nessa viagem que
eu tanto esperava.
Agora, fi-la
finalmente”, explicou
Helen ao Daily
Telegraph. (…)
Apesar da avançada
idade, Helen Tew não
tem ainda a intenção de
atracar definitivamente
e deixar de navegar.
Como resposta a um
jornalista que lhe
colocou essa questão,
avançou: “Meu Deus,
não! Participarei nas
regatas do fim-de-
semana, como é
habitual.”
In Público, 08-07-01
(Domingo)
Após a leitura atenta do texto e das questões, responda com clareza e correção.
1. Diga a que género pertence o texto transcrito.
2. Delimite o lead e comprove.
3. Refira se pode considerar o título da notícia um bom título e justifique.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083
SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA
8.º ANO
José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012
4. O título da notícia resume os factos narrados no texto.
4.1. Refira quem deu origem à notícia.
4.2. Mencione o que fez de extraordinário.
4.3. Parece-lhe importante que na identificação do autor da proeza se identifique a sua idade.
Justifique a sua resposta
5. Lendo, agora, o texto da notícia, indique onde teve início e onde terminou a aventura de Helen
Tew, a data do início e a data do fim da aventura, os acompanhantes, os locais por onde passou, a
distância percorrida e as motivações para a aventura.
6. Transcreva todas as palavras e expressões utilizadas no texto para referir a “Britânica de 89
anos”.
7. Indique todos os dados biográficos relativos a Helen Tew fornecidos na notícia (direta ou
indiretamente).
8. Mencione o nome dado aos restantes parágrafos de uma notícia (além do lead).
8.1 Refira as informações aí contidas.
GRUPO II
(20 pontos)
1. Das frases abaixo apresentadas, indique aquelas que não são coordenadas:
a) Uma britânica de 89 anos concluiu a travessia do Atlântico e o seu filho mais velho
acompanhou a mãe nesta aventura.
b) A veterana não acompanhou o seu pai em 1934, porque este a recusou levar por
questões de segurança.
c) A britânica afirmou que o veleiro foi construído pelo seu marido.
d) Inicialmente eram só duas pessoas rumo à aventura, mas o filho mais novo juntou-se à
família nas Bermudas.
e) A veterana velejadora fez uma bonita desfeita ao seu pai, o capitão-de-fragata Douglas
Graham, que em 1934 atravessou sozinho o Atlântico num veleiro.
f) O jornalista perguntou-lhe se ela ia deixar de navegar.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083
SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA
8.º ANO
José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012
1.1. Diga a que classes de palavras pertencem os vocábulos sublinhados.
2. Atente na frase: O seu filho mais velho acompanhou a mãe.
2.1. Identifique as funções sintáticas dos argumentos que a constituem.
3. Tendo em consideração o que aprendeu sobre a formação de palavras, conclua e complete:
As palavras podem dividir-se em palavras simples e compostas: as palavras simples são constituídas apenas
por um ________________ e as palavras compostas são aquelas que podem ser formadas pelo processo de
_______________________ ou de _____________________.
As palavras formadas por composição morfológica são constituídas por:
Dois (ou mais) ___________________.
Um _________________________ e uma ou mais ___________________________. Estes
elementos são, normalmente, unidos por uma ____________________ de
______________________.
As palavras formadas por composição morfossintática são constituídas por:
Duas (ou mais) ____________________________.
GRUPO III
(30 pontos)
Elabore uma notícia partindo das seguintes orientações:
Fuga de gás deverá estar na origem do incêndio
FÁBRICA DE CERÂMICA ARDE
Susto para operários vianenses
O Professor
_____________________________
(José Carlos Maciel Pires de Lima)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

My school 1ª ficha 6 ano ingles
My school   1ª ficha 6 ano inglesMy school   1ª ficha 6 ano ingles
My school 1ª ficha 6 ano inglesAna Tapadinhas
 
Ficha sobre os quantificadores1
Ficha sobre os quantificadores1Ficha sobre os quantificadores1
Ficha sobre os quantificadores1Sílvia Baltazar
 
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativaO cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativafercariagomes
 
Ficha de trabalho verbos conjugação 7º
Ficha de trabalho verbos conjugação 7ºFicha de trabalho verbos conjugação 7º
Ficha de trabalho verbos conjugação 7ºCláudia Amorim
 
1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido
1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido
1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigidoildamaria
 
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)SandraPedra71
 
Ficha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofes
Ficha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofesFicha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofes
Ficha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofesLinda Pereira
 
Gramatica - Fichas
Gramatica - FichasGramatica - Fichas
Gramatica - Fichasguest899e50
 
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoFicha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoAna Tapadinhas
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosCentral Didática
 
Ficha avaliação retas e angulos porto editora com resolução
Ficha avaliação retas e angulos porto editora com resoluçãoFicha avaliação retas e angulos porto editora com resolução
Ficha avaliação retas e angulos porto editora com resoluçãoArminda Oliveira
 
Ficha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoesFicha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoesAna Tapadinhas
 
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano bMatemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano blveiga
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Raquel Antunes
 

Mais procurados (20)

My school 1ª ficha 6 ano ingles
My school   1ª ficha 6 ano inglesMy school   1ª ficha 6 ano ingles
My school 1ª ficha 6 ano ingles
 
Ficha sobre os quantificadores1
Ficha sobre os quantificadores1Ficha sobre os quantificadores1
Ficha sobre os quantificadores1
 
Teste sumativo 1
Teste sumativo 1Teste sumativo 1
Teste sumativo 1
 
Ficha diagnóstica de matemática - 5º ano
Ficha diagnóstica de matemática - 5º anoFicha diagnóstica de matemática - 5º ano
Ficha diagnóstica de matemática - 5º ano
 
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativaO cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Ficha de trabalho verbos conjugação 7º
Ficha de trabalho verbos conjugação 7ºFicha de trabalho verbos conjugação 7º
Ficha de trabalho verbos conjugação 7º
 
1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido
1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido
1º teste de avaliação, 9ºa,b,corrigido
 
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
 
Ficha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofes
Ficha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofesFicha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofes
Ficha de avaliaçao_-_relevo,_rios,_litoral,_catástrofes
 
Gramatica - Fichas
Gramatica - FichasGramatica - Fichas
Gramatica - Fichas
 
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoFicha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
 
Exercícios advérbios dt
Exercícios advérbios dtExercícios advérbios dt
Exercícios advérbios dt
 
Testes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapasTestes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapas
 
Ficha avaliação retas e angulos porto editora com resolução
Ficha avaliação retas e angulos porto editora com resoluçãoFicha avaliação retas e angulos porto editora com resolução
Ficha avaliação retas e angulos porto editora com resolução
 
Ficha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoesFicha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoes
 
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano bMatemática trimestral 2º periodo 4º ano b
Matemática trimestral 2º periodo 4º ano b
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
 
Teste notícia
Teste notíciaTeste notícia
Teste notícia
 

Destaque

Teste nº 2 /Março/Textos dos Media
Teste nº 2 /Março/Textos dos MediaTeste nº 2 /Março/Textos dos Media
Teste nº 2 /Março/Textos dos MediaVanda Sousa
 
Modelo de teste português
Modelo de teste portuguêsModelo de teste português
Modelo de teste portuguêsMafalda Portas
 
Ficha de trabalho notícia 6º ano (1)
Ficha de trabalho   notícia 6º ano (1)Ficha de trabalho   notícia 6º ano (1)
Ficha de trabalho notícia 6º ano (1)Luisa Caramês
 
Teste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoTeste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5ano6066
 
Apresentação do Livro Truks
Apresentação do Livro TruksApresentação do Livro Truks
Apresentação do Livro TruksInterfaces UFMG
 
Tema 5 contrastes de desenvolvimento - f2
Tema 5   contrastes de desenvolvimento - f2Tema 5   contrastes de desenvolvimento - f2
Tema 5 contrastes de desenvolvimento - f2Mayjö .
 
Apresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaApresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaMaria Rebelo
 
0 teste diagnóstico (1)
0   teste diagnóstico (1)0   teste diagnóstico (1)
0 teste diagnóstico (1)Sandra Martins
 
Ficha de avaliação texto narrativo 7
Ficha de avaliação   texto narrativo 7Ficha de avaliação   texto narrativo 7
Ficha de avaliação texto narrativo 7Lúcia Martins
 
Teste de inglês (4)
Teste de inglês (4)Teste de inglês (4)
Teste de inglês (4)Laura Ricarda
 

Destaque (20)

Teste nº 2 /Março/Textos dos Media
Teste nº 2 /Março/Textos dos MediaTeste nº 2 /Março/Textos dos Media
Teste nº 2 /Março/Textos dos Media
 
Teste 2
Teste 2Teste 2
Teste 2
 
Modelo de teste português
Modelo de teste portuguêsModelo de teste português
Modelo de teste português
 
Teste mass media
Teste mass mediaTeste mass media
Teste mass media
 
Ficha de trabalho notícia 6º ano (1)
Ficha de trabalho   notícia 6º ano (1)Ficha de trabalho   notícia 6º ano (1)
Ficha de trabalho notícia 6º ano (1)
 
Teste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoTeste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5ano
 
Ficha comércio
Ficha comércioFicha comércio
Ficha comércio
 
Apresentação do Livro Truks
Apresentação do Livro TruksApresentação do Livro Truks
Apresentação do Livro Truks
 
9ºano ficha3
9ºano ficha39ºano ficha3
9ºano ficha3
 
Tema 5 contrastes de desenvolvimento - f2
Tema 5   contrastes de desenvolvimento - f2Tema 5   contrastes de desenvolvimento - f2
Tema 5 contrastes de desenvolvimento - f2
 
Apresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaApresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel Torga
 
AULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTAAULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTA
 
0 teste diagnóstico (1)
0   teste diagnóstico (1)0   teste diagnóstico (1)
0 teste diagnóstico (1)
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Exemplo de reportagem
Exemplo de reportagemExemplo de reportagem
Exemplo de reportagem
 
Ficha de avaliação texto narrativo 7
Ficha de avaliação   texto narrativo 7Ficha de avaliação   texto narrativo 7
Ficha de avaliação texto narrativo 7
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Teste de inglês (4)
Teste de inglês (4)Teste de inglês (4)
Teste de inglês (4)
 
Inglês básico 5ºano
Inglês  básico 5ºanoInglês  básico 5ºano
Inglês básico 5ºano
 
6º ano teste 2
6º ano teste 26º ano teste 2
6º ano teste 2
 

Semelhante a Ficha avaliação reportagem notícia

Simulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e cSimulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e crenata ubeda
 
O desaparecimento-da-infância---Neil-Postman
O desaparecimento-da-infância---Neil-PostmanO desaparecimento-da-infância---Neil-Postman
O desaparecimento-da-infância---Neil-PostmanGeani Pedrosa
 
Jornal Feedback 1ª Ed.
Jornal Feedback 1ª Ed.Jornal Feedback 1ª Ed.
Jornal Feedback 1ª Ed.JBFM
 
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxD1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxSheilaFernandes41
 
Prova da 5 a série 2 simulado
Prova da 5 a série 2 simuladoProva da 5 a série 2 simulado
Prova da 5 a série 2 simuladoWashington Rocha
 
Resume um livro numa frase
Resume um livro numa fraseResume um livro numa frase
Resume um livro numa fraseanapaulaoliveira
 
avaliação de lingua portuguesa 2ª serie.docx
avaliação  de lingua portuguesa 2ª serie.docxavaliação  de lingua portuguesa 2ª serie.docx
avaliação de lingua portuguesa 2ª serie.docxFrancimedicesDeSousa
 
Fund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdf
Fund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdfFund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdf
Fund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdfversatiljoga
 
Aula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptx
Aula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptxAula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptx
Aula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptxLeidianyLaiz
 
Atividades educativas 4 ano 02julho20 sem pt
Atividades educativas 4 ano 02julho20 sem ptAtividades educativas 4 ano 02julho20 sem pt
Atividades educativas 4 ano 02julho20 sem ptWashington Rocha
 
Prova da 5 b série 2 simulado corrigida
Prova da 5 b série 2 simulado corrigidaProva da 5 b série 2 simulado corrigida
Prova da 5 b série 2 simulado corrigidaWashington Rocha
 

Semelhante a Ficha avaliação reportagem notícia (20)

Simulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e cSimulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e c
 
O desaparecimento-da-infância---Neil-Postman
O desaparecimento-da-infância---Neil-PostmanO desaparecimento-da-infância---Neil-Postman
O desaparecimento-da-infância---Neil-Postman
 
Jornal Feedback 1ª Ed.
Jornal Feedback 1ª Ed.Jornal Feedback 1ª Ed.
Jornal Feedback 1ª Ed.
 
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxD1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
 
7º ano portugues
7º ano portugues7º ano portugues
7º ano portugues
 
1ª edição do Tribuna do Quilombo
1ª edição do Tribuna do Quilombo1ª edição do Tribuna do Quilombo
1ª edição do Tribuna do Quilombo
 
Notícia
NotíciaNotícia
Notícia
 
Avalport9 pip prova (2)
Avalport9 pip prova (2)Avalport9 pip prova (2)
Avalport9 pip prova (2)
 
Prova da 5 a série 2 simulado
Prova da 5 a série 2 simuladoProva da 5 a série 2 simulado
Prova da 5 a série 2 simulado
 
Resume um livro numa frase
Resume um livro numa fraseResume um livro numa frase
Resume um livro numa frase
 
Revista Menotti Del Picchia (ZN) - Maio/2016
Revista Menotti Del Picchia (ZN) - Maio/2016Revista Menotti Del Picchia (ZN) - Maio/2016
Revista Menotti Del Picchia (ZN) - Maio/2016
 
Projeto pipa sem cerol fica legal
Projeto pipa sem cerol fica legalProjeto pipa sem cerol fica legal
Projeto pipa sem cerol fica legal
 
avaliação de lingua portuguesa 2ª serie.docx
avaliação  de lingua portuguesa 2ª serie.docxavaliação  de lingua portuguesa 2ª serie.docx
avaliação de lingua portuguesa 2ª serie.docx
 
Fund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdf
Fund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdfFund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdf
Fund.II-LP-BBB DOS DESCRITORES_20240204_122635_0000.pdf
 
DeClara 20 fevereiro 2019
DeClara 20 fevereiro 2019DeClara 20 fevereiro 2019
DeClara 20 fevereiro 2019
 
Aula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptx
Aula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptxAula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptx
Aula 5- 8º LP - Gênero Notícias_construção composicional..pptx
 
Atividades educativas 4 ano 02julho20 sem pt
Atividades educativas 4 ano 02julho20 sem ptAtividades educativas 4 ano 02julho20 sem pt
Atividades educativas 4 ano 02julho20 sem pt
 
Texto lilibel
Texto lilibelTexto lilibel
Texto lilibel
 
Prova da 5 b série 2 simulado corrigida
Prova da 5 b série 2 simulado corrigidaProva da 5 b série 2 simulado corrigida
Prova da 5 b série 2 simulado corrigida
 
Por20121ano prova
Por20121ano provaPor20121ano prova
Por20121ano prova
 

Mais de Carlos Lima

Agenda semanal 20 abril-maio
Agenda semanal 20   abril-maioAgenda semanal 20   abril-maio
Agenda semanal 20 abril-maioCarlos Lima
 
Frase simples final
Frase simples finalFrase simples final
Frase simples finalCarlos Lima
 
Frase simples final
Frase simples finalFrase simples final
Frase simples finalCarlos Lima
 
Matriz 7.º ano 2015 2016-1
Matriz 7.º ano 2015 2016-1Matriz 7.º ano 2015 2016-1
Matriz 7.º ano 2015 2016-1Carlos Lima
 
Kit saber-o-futuro final
Kit saber-o-futuro finalKit saber-o-futuro final
Kit saber-o-futuro finalCarlos Lima
 
Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)
Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)
Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)Carlos Lima
 
Descrição explicação
Descrição explicaçãoDescrição explicação
Descrição explicaçãoCarlos Lima
 
Calendário escolar 2015
Calendário escolar 2015Calendário escolar 2015
Calendário escolar 2015Carlos Lima
 
Ficha formativa cartoon crítica
Ficha formativa cartoon críticaFicha formativa cartoon crítica
Ficha formativa cartoon críticaCarlos Lima
 
Grelha cronológica1
Grelha cronológica1Grelha cronológica1
Grelha cronológica1Carlos Lima
 
Cartaz moita flores
Cartaz moita floresCartaz moita flores
Cartaz moita floresCarlos Lima
 
Cartaz moita flores
Cartaz moita floresCartaz moita flores
Cartaz moita floresCarlos Lima
 
Concurso Cherub: final
Concurso Cherub: finalConcurso Cherub: final
Concurso Cherub: finalCarlos Lima
 
Semanadaleiturajimeadela
SemanadaleiturajimeadelaSemanadaleiturajimeadela
SemanadaleiturajimeadelaCarlos Lima
 
Declaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autor
Declaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autorDeclaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autor
Declaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autorCarlos Lima
 

Mais de Carlos Lima (20)

Agenda semanal 20 abril-maio
Agenda semanal 20   abril-maioAgenda semanal 20   abril-maio
Agenda semanal 20 abril-maio
 
Frase simples final
Frase simples finalFrase simples final
Frase simples final
 
Frase simples final
Frase simples finalFrase simples final
Frase simples final
 
Matriz 7.º ano 2015 2016-1
Matriz 7.º ano 2015 2016-1Matriz 7.º ano 2015 2016-1
Matriz 7.º ano 2015 2016-1
 
Kit saber-o-futuro final
Kit saber-o-futuro finalKit saber-o-futuro final
Kit saber-o-futuro final
 
Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)
Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)
Despacho 9004 a-2016 de 13 de julho (1)
 
Descrição explicação
Descrição explicaçãoDescrição explicação
Descrição explicação
 
Grelha notícia
Grelha notíciaGrelha notícia
Grelha notícia
 
Calendario
CalendarioCalendario
Calendario
 
Calendário escolar 2015
Calendário escolar 2015Calendário escolar 2015
Calendário escolar 2015
 
13801
1380113801
13801
 
Grupo 300
Grupo 300Grupo 300
Grupo 300
 
Ficha formativa cartoon crítica
Ficha formativa cartoon críticaFicha formativa cartoon crítica
Ficha formativa cartoon crítica
 
Grelha cronológica1
Grelha cronológica1Grelha cronológica1
Grelha cronológica1
 
Cartaz moita flores
Cartaz moita floresCartaz moita flores
Cartaz moita flores
 
Cartaz moita flores
Cartaz moita floresCartaz moita flores
Cartaz moita flores
 
Cartaz tertulia
Cartaz tertuliaCartaz tertulia
Cartaz tertulia
 
Concurso Cherub: final
Concurso Cherub: finalConcurso Cherub: final
Concurso Cherub: final
 
Semanadaleiturajimeadela
SemanadaleiturajimeadelaSemanadaleiturajimeadela
Semanadaleiturajimeadela
 
Declaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autor
Declaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autorDeclaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autor
Declaração de aceitação de normas e cedência de direitos de autor
 

Último

Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 

Último (20)

Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 

Ficha avaliação reportagem notícia

  • 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083 SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365 FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 8.º ANO José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012 GRUPO I (50 pontos) Leia os textos com muita atenção. TEXTO A Violência entre crianças 1 5 10 15 20 25 30 35 No rescaldo de três homicídios cometidos por crianças, a opinião pública internacional viu-se obrigada a procurar as causas e a apontar responsáveis. Os culpados até agora encontrados são a família, a sociedade e a televisão. A caixa mágica que revolucionou o mundo parece estar a inspirar alguns actos violentos praticados por crianças. Em Fevereiro de 1993 duas crianças de 11 anos raptaram um bebé de dois anos num centro comercial em Liverpool e espancaram-no até à morte. Em Outubro de 1994, três crianças de seis anos que brincavam no jardim infantil de Trondheim (Noruega) decidiram espancar uma rapariga (com cinco anos de idade) até à morte. Na mesma altura, em Chicago, um grupo de crianças atirou uma outra de um arranha-céus. Coincidências? Em comum todas estas crianças alegaram imitar o que tinham visto na TV. As crianças de Liverpool visionavam com frequência vídeos violentos que o pai de uma delas tinha em casa e as de Chicago disseram que tinham feito o mesmo que as Tartarugas Ninja, que caem e nunca se aleijam... A TV 7 Dias deslocou-se ao infantário O Ursinho, onde falou com algumas crianças e com a directora do jardim de infância. A educadora Teresa Espírito Santo é peremptória em afirmar que a televisão influencia o comportamento das crianças, tanto mais que tem visto um aumento da agressividade infantil ao longo dos anos em que exerce da profissão. "Os heróis que eles hoje imitam são cada vez mais violentos. Embora haja uma luta contra o mal, o mais importante para eles é ser forte e para isso têm de ser os mais maus. Claro que isso se reflecte nas suas brincadeiras”, refere a educadora. E tal como cada criança tem uma forma própria de mostrar a sua agressividade, também existe uma idade certa para serem influenciadas e entenderem aquilo que captam. A esse propósito a directora de O Ursinho diz que "a idade em que a agressividade mais se revela é entre os quatro e os cinco anos; depois quando vão para a primária começa a haver uma fase em que eles percebem que não é tanto assim, que nem sempre é o mais forte que vence, mas também vence aquele que sabe mais". As imagens que as crianças vêem na televisão interferem na formação da sua personalidade. "Aqui no jardim de infância temos crianças com uma grande carga agressiva. Muita dessa agressividade pode ser justificada pela educação e pela vivência dos miúdos, mas também pelo que eles captam das imagens televisivas", diz Teresa e acrescenta: "tínhamos uma criança extremamente agressiva e quando chegava ao infantário contava-nos que tinha visto filmes de terror. E isso revelava-se no seu comportamento. À menor briga explodia"... Em relação aos desenhos animados que as crianças preferem, a educadora explica que "há crianças a quem o Bambi e a Branca de Neve não dizem nada e preferem as Tartarugas Ninja, enquanto outros gostam de ambos os géneros. Isso tem a ver com a própria natureza das crianças".
  • 2. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083 SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365 FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 8.º ANO José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012 40 45 50 55 O Ursinho tem crianças entre os três e os oito anos de idade, divididas por duas classes. Falámos com algumas dessas crianças e ficámos a saber que a sua preferência ia para as Tartarugas Ninja e os Moto-Ratos. O Toninho tem quatro anos e diz que os desenhos animados que preferem são os Flintstones. "Mas eles não batem muito. Às vezes dão pontapés. E eu faço como eles, mas não dou pontapés." O Francisco prefere os Widget e afirma: "Eles não batem muito, só se transformam, mas há uns que são muito maus. Eu quando brinco não bato nos meus amigos, só me transformo; os bons são mais giros. Se eu tivesse que escolher só via desenhos animados com bons." Um dos adoradores das Tartarugas Ninja é o Pedro Miguel, de quatro anos. "Eu gosto mais de ver as Tartarugas Ninja. "Mas elas são boas, batem só nos maus. Eu gosto dos bons e não bato neles quando brinco às Tartarugas Ninja". Os Moto-Ratos são outros dos eleitos. O pequeno Tiago, de cinco anos, diz: "Eu gosto dos Moto-Ratos porque eles são bons e matam os maus. Eu acho bem matar os maus. Quando brinco aos Moto-Ratos também mato os maus e mato-os com a mota. A moto tem tiros e pistolas. Mas se eu pudesse escolher, escolhia só os bons". In: TV 7 Dias 1. Transcreva o texto abaixo apresentado para a sua folha de prova de modo a torná-lo um enunciado verdadeiro (escolha a opção correta). O texto que acabou de ler é uma reportagem/notícia que aborda um assunto que tem sido muito discutido: rapto de bebés/violência entre crianças/brincadeira entre crianças. Trata-se de um texto literário/não literário e é um texto argumentativo/descritivo/jornalístico. 2. Complete cada uma das seguintes frases, transcrevendo, para a folha de prova, a alínea que contém a opção correta, de acordo com o texto. 2.1. O assunto do texto divide-se em duas partes: a) a primeira parte é constituída pelo primeiro parágrafo porque apresenta o tema a ser abordado e a segunda parte é formada pelos restantes parágrafos em que se recolhe informação acerca da causa apresentada no tema. b) a primeira parte é começa na linha 1 e termina na linha 39 porque apresenta o tema a ser abordado e recolhe-se informação para o fundamentar. A segunda parte é constituída pelo último parágrafo, pois apresenta a conclusão do tema. c) a primeira parte é constituída pelo primeiro parágrafo porque apresenta as causas do tema tratado e a segunda parte é formada pelos restantes parágrafos em que se recolhe informação acerca da problemática do rapto de crianças. d) a primeira parte é constituída pelo primeiro e segundo parágrafos porque apresenta o tema a ser abordado e a segunda parte é formada pelo último parágrafo em que se conclui o tema tratado no texto. 2. 2. Os culpados apontados no texto para os atos violentos praticados pelas crianças são:
  • 3. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083 SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365 FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 8.º ANO José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012 a) a televisão, os vídeos e as histórias infantis. b) a família, a sociedade e a televisão c) a família, a sociedade e as brincadeiras de infantário. d) a sociedade, a televisão e a carga agressiva das crianças . 2.3. O repórter da revista TV7 Dias desloca-se a um infantário que se chama: a) Bambi. b) Widget. c) O Ursinho. d) Flintstones. 2.4. Quem ouviu o repórter da revista TV7 Dias no infantário foram: a) as famílias e a diretora do infantário. b) a diretora do infantário e as crianças. c) a diretora do infantário e a educadora Teresa Espírito Santo. d) a educadora Teresa Espírito Santo e as famílias das crianças. 3. Faça corresponder um único elemento da coluna A a um único elemento da coluna B de modo a obter afirmações verdadeiras. Transcreva o enunciado para a sua folha de prova. COLUNA A COLUNA B 1. O Toninho 2. Teresa Espírito Santo 3. As crianças de Liverpool 4. O Francisco 5. A diretora 6. O Pedro Miguel 7. O Tiago a) …Se eu tivesse que escolher só via desenhos animados com bons. b) …A caixa mágica que revolucionou o mundo parece estar a inspirar alguns actos violentos praticados por crianças. c) …Eu gosto dos Moto-Ratos porque eles são bons e matam os maus d) …Às vezes dão pontapés. E eu faço como eles, mas não dou pontapés. e) … Mas elas são boas, batem só nos maus f) …não é tanto assim, que nem sempre é o mais forte que vence, mas também vence aquele que sabe mais. g) …Em Fevereiro de 1993 duas crianças de 11 anos raptaram um bebé de dois anos num centro comercial. h) …diz que os desenhos animados que preferem são os Flintstones.
  • 4. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083 SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365 FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 8.º ANO José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012 TEXTO B BRITÂNICA DE 89 ANOS CRUZA ATLÂNTICO À VELA Uma britânica de 89 anos concluiu na quinta- feira a travessia do Atlântico a bordo de um veleiro desenhado há cerca de 60 anos pelo seu falecido marido, anunciou a imprensa britânica. A octogenária Helen Tew lançou âncora ao início da tarde no Beaulieu River Sailing Club, em Needs Ore (Hampshire, Sul de Inglaterra), depois de deixar para trás 14 400 quilómetros percorridos por mar. O seu filho mais velho, Donald, de 60 anos, acompanhou a mãe nesta aventura transatlântica de ida e volta a bordo do “Mary Helen”, que se iniciou a 1 de Agosto em Beaulieu. O filho mais novo, de 46 anos, juntou-se à família nas Bermudas, para a última fase da travessia. Antes do regresso a casa, via Bermudas, a navegadora fez escala em território continental de Espanha e Portugal, em Antígua e nas ilhas Canárias (Espanha) e dos Açores. Com 10 metros de comprimento, o “Mary Helen” foi desenhado em 1937 pelo marido de Helen Tew, um arquiteto naval, que morreu em 1976. Com este feito, a veterana velejadora fez uma bonita desfeita ao seu pai, o capitão- -de- fragata Douglas Graham, que em 1934 atravessou sozinho o Atlântico num veleiro, Recusando levá-la por razões de segurança. “Fiquei completamente irritada. Navegávamos sempre juntos e ele não me levou nessa viagem que eu tanto esperava. Agora, fi-la finalmente”, explicou Helen ao Daily Telegraph. (…) Apesar da avançada idade, Helen Tew não tem ainda a intenção de atracar definitivamente e deixar de navegar. Como resposta a um jornalista que lhe colocou essa questão, avançou: “Meu Deus, não! Participarei nas regatas do fim-de- semana, como é habitual.” In Público, 08-07-01 (Domingo) Após a leitura atenta do texto e das questões, responda com clareza e correção. 1. Diga a que género pertence o texto transcrito. 2. Delimite o lead e comprove. 3. Refira se pode considerar o título da notícia um bom título e justifique.
  • 5. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083 SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365 FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 8.º ANO José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012 4. O título da notícia resume os factos narrados no texto. 4.1. Refira quem deu origem à notícia. 4.2. Mencione o que fez de extraordinário. 4.3. Parece-lhe importante que na identificação do autor da proeza se identifique a sua idade. Justifique a sua resposta 5. Lendo, agora, o texto da notícia, indique onde teve início e onde terminou a aventura de Helen Tew, a data do início e a data do fim da aventura, os acompanhantes, os locais por onde passou, a distância percorrida e as motivações para a aventura. 6. Transcreva todas as palavras e expressões utilizadas no texto para referir a “Britânica de 89 anos”. 7. Indique todos os dados biográficos relativos a Helen Tew fornecidos na notícia (direta ou indiretamente). 8. Mencione o nome dado aos restantes parágrafos de uma notícia (além do lead). 8.1 Refira as informações aí contidas. GRUPO II (20 pontos) 1. Das frases abaixo apresentadas, indique aquelas que não são coordenadas: a) Uma britânica de 89 anos concluiu a travessia do Atlântico e o seu filho mais velho acompanhou a mãe nesta aventura. b) A veterana não acompanhou o seu pai em 1934, porque este a recusou levar por questões de segurança. c) A britânica afirmou que o veleiro foi construído pelo seu marido. d) Inicialmente eram só duas pessoas rumo à aventura, mas o filho mais novo juntou-se à família nas Bermudas. e) A veterana velejadora fez uma bonita desfeita ao seu pai, o capitão-de-fragata Douglas Graham, que em 1934 atravessou sozinho o Atlântico num veleiro. f) O jornalista perguntou-lhe se ela ia deixar de navegar.
  • 6. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ABELHEIRA - 150083 SEDE - ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE VIANA DO CASTELO – 343365 FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 8.º ANO José Carlos Maciel Pires de Lima outubro 2012 1.1. Diga a que classes de palavras pertencem os vocábulos sublinhados. 2. Atente na frase: O seu filho mais velho acompanhou a mãe. 2.1. Identifique as funções sintáticas dos argumentos que a constituem. 3. Tendo em consideração o que aprendeu sobre a formação de palavras, conclua e complete: As palavras podem dividir-se em palavras simples e compostas: as palavras simples são constituídas apenas por um ________________ e as palavras compostas são aquelas que podem ser formadas pelo processo de _______________________ ou de _____________________. As palavras formadas por composição morfológica são constituídas por: Dois (ou mais) ___________________. Um _________________________ e uma ou mais ___________________________. Estes elementos são, normalmente, unidos por uma ____________________ de ______________________. As palavras formadas por composição morfossintática são constituídas por: Duas (ou mais) ____________________________. GRUPO III (30 pontos) Elabore uma notícia partindo das seguintes orientações: Fuga de gás deverá estar na origem do incêndio FÁBRICA DE CERÂMICA ARDE Susto para operários vianenses O Professor _____________________________ (José Carlos Maciel Pires de Lima)