SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
11
AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO
Língua Portuguesa
2ª série do Ensino Médio 	 Turma __________________________
2º Bimestre de 2020	 Data _______ / ________ / ________
Escola_______________________________________________________________________
Aluno _______________________________________________________________________
UTILIZE O LEITOR RESPOSTA ABAIXO DESSA LINHA ENQUADRANDO A CÂMERA APENAS NAS BOLINHAS
Obs.: Não deve existir nenhum tipo de rasura ou marcação extra próxima ao gabarito.
AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO
Língua Portuguesa
2ª série do Ensino Médio Turma ___________________
2º Bimestre de 2020 Data ______ /______ /______
Escola ________________________________________________
Aluno ________________________________________________
UTILIZE O LEITOR RESPOSTA ABAIXO DESSA LINHA ENQUADRANDO A CÂMERA APENAS NAS BOLINHAS
Obs.: Não deve existir nenhum tipo de rasura ou marcação extra próxima ao gabarito.
A B C D E
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
11
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 1 10/06/2020 19:29:54
2 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio
Leia o texto e responda às questões 01, 02 e 03.
Ter uma higiene pessoal correta faz diferença na saúde e qualidade de vida
Hábitos simples como tomar banho, lavar as mãos e escovar os dentes estão entre as principais
atitudes preventivas para o bem-estar.
4 JUL2017
16h56
A higiene pessoal é o conjunto de cuidados que todos devem ter com o corpo diariamente. Os cuidados
de higiene pessoal são essenciais, pois evitam que micróbios e bactérias, como vermes, penetrem no
corpo e causem doenças. É por meio da higiene pessoal correta que o corpo se fortalece e fica limpo
e saudável.
Hábitos simples como tomar banho, lavar as mãos e escovar os dentes estão entre as principais
atitudes preventivas para o bem-estar. No entanto, a higiene pessoal envolve muitas outras práticas
que são simples mais que devem ser feitas regularmente. É muito importante para a saúde pessoal
manter a higiene dia após dia, pois assim o corpo consegue evitar uma série de males prejudiciais à
saúde.
Os especialistas da área da saúde indicam que depois de realizar alguma atividade física ou depois
de um dia atarefado, a higienização do corpo deve ser feita em seguida, removendo a sujeira da rua
e os microrganismos que durante a atividade física, talvez tenham se instalado no corpo. O banho
é indispensável para a saúde e a secagem total da pele também é importante para prevenção de
fungos e micoses, assegurando assim a limpeza profunda do corpo.
A higiene das mãos é outro aspecto fundamental e que não deve passar despercebido. As mãos
devem ser lavadas antes e depois de ir ao banheiro, antes de cozinhar e de ingerir alimentos e após
chegar em casa de atividades na rua. Essa rotina é importante porque as mãos são as partes do corpo
mais utilizadas para realizar as diversas atividades diárias.
Além das mãos, limpar debaixo das unhas é de grande importância e também colabora para a higiene
pessoal. As unhas devem estar sempre bem limpas, essa precaução ajuda na prevenção de doenças
vindas de bactérias ungueais. É essencial evitar colocar as mãos na boca e morder ou roer as unhas,
pois as mesmas contêm muitas bactérias que podem ser transmitidas para a boca e causar riscos
sérios a saúde.
Médicos e especialistas da área da saúde afirmam que a higiene pessoal previne a ocorrência de
doenças infecciosas, como por exemplo, vermes, protozoários, bactérias e vírus que causam diarreia,
gripe ou resfriado. No Brasil, segundo o estudo Suabe que entrevistou 150 mães donas de casa, em
São Paulo, foi constatado que 65% das crianças delas apresentam coliformes fecais nas mãos após
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 2 10/06/2020 19:29:54
Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 3
irem ao banheiro, entre as bactérias encontradas estão Enterococcus e Escherichia Coli, causadoras
de doenças gastrointestinais.
Os especialistas da área da saúde garantem que a higiene pessoal correta ajuda a afastar diversas
doenças e melhorar a qualidade de vida. Segundo eles, o hábito de manter os cuidados com a higiene
pessoal deve ser introduzido desde cedo na vida das pessoas, de preferência quando criancinhas,
pois assim será mantido por toda a vida.
Trabalhando na qualidade de vida e investindo tecnologia em prol dos bons hábitos de higiene,
empresas como a Fiorucci, se preocupam com a qualidade de vida e a saúde corporal das pessoas.
Por esse motivo, desenvolvem produtos com a finalidade de garantir a proteção e a limpeza do corpo,
como por exemplo, o kit sabonete líquido que além do sabonete para a higienização correta da pele,
possui o hidratante corporal para manter a pele saudável. A Fiorucci pertence GREENWOOD, marca
conhecida por sua excelência e inovação no setor de saúde e cosmética.
Disponível em: <terra.com.br/noticias/dino/ter-uma-higiene-pessoal-correta-faz-diferenca-na-saude-e-qualidade-de-vida,6cf624499681276cb5ce953755
866807gnw1hgaq.html>. Acesso em: 29 abril 2020. (adaptado).
Questão 01
O autor defende a tese de que “A higiene é uma ação preventiva para várias doenças”. Para isso ele
utilizou o argumento de
A)	 “Trabalhando na qualidade de vida e investindo tecnologia em prol dos bons hábitos de higiene,
empresas como a Fiorucci, se preocupam com a qualidade de vida e a saúde corporal das
pessoas”.
B)	 “Médicos e especialistas da área da saúde afirmam que a higiene pessoal previne a ocorrência
de doenças infecciosas, como por exemplo, vermes, protozoários, bactérias e vírus que causam
diarreia, gripe ou resfriado”.
C)	 “Segundo eles, o hábito de manter os cuidados com a higiene pessoal deve ser introduzido desde
cedo na vida das pessoas, de preferência quando criancinhas, pois assim será mantido por toda
a vida”.
D)	 “Hábitos simples como tomar banho, lavar as mãos e escovar os dentes estão entre as principais
atitudes preventivas para o bem-estar”.
E)	 “As mãos devem ser lavadas antes e depois de ir ao banheiro, antes de cozinhar e de ingerir
alimentos e após chegar em casa de atividades na rua.”
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 3 10/06/2020 19:29:54
4 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio
Questão 02
Em “Além das mãos, limpar debaixo das unhas é de grande importância e também colabora para a
higiene pessoal”, a conjunção destacada introduz uma ideia de
A)	 explicação.
B)	 conclusão.
C)	 adição.
D)	 condição.
E)	 comparação.
Questão 03
O termo em destaque – prevenção – no 3º parágrafo do texto pode ser substituído, sem prejuízo de
sentido, por
A)	 preparar.
B)	 evitar.
C)	 garantir.
D)	 reparar.
E)	 manter.
Leia os textos e responda às questões 04 e 05.
Texto I
O BILHETE DE AMOR
Logo que colocou os objetos embaixo da carteira Pitu encontrou o bilhete. Leu, ficou vermelho,
colocou no bolso, não mostrou pra ninguém. De vez em quando, morria-lhe uma curiosidade grande,
uma vontade de reler pra ter certeza. Era uma revelação que ele não estava esperando. Não podia
dizer que estivesse achando ruim, pelo contrário... ele estava com vontade de olhar pra trás, para
procurar uma resposta com o olhar. Era um tímido e não encorajava. A professora explicava num
mapa as regiões do Brasil e ele viajava num rumo diferente.
Ainda bem que ela não estava olhando para ele, nem fazendo perguntas, só estava expondo a
matéria. Na hora da verificação, acabaria saindo-se mal. Não gostava de ignorar as coisas perguntadas.
Estava meio perdido nos pensamentos confusos. O bilhete queimando no bolso.
[...]
JOSE, Elias. As curtições de Pitu. São Paulo: Melhoramentos, 1976. p. 24.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 4 10/06/2020 19:29:54
Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 5
Texto II
Disponível em: <didaticaaplicada.blogspot.com/2015/07/como-lidar-com-o-aluno-timido.html>. Acesso em: 06 mar. 2020.
Questão 04
Considera-se que os textos
A)	 revelam as reações das personagens
causadas pela timidez.
B)	 exibem as situações enfrentadas pelas
professoras nas escolas.
C)	 informam fatos históricos sobre amores
vividos na fase juvenil.
D)	 descrevem os lugares onde acontecem as
experiências dos meninos.
E)	 narram sobre a paixão vivida por um menino
em fase escolar.
Questão 05
No Texto I, Pitu sentiu-se perturbado porque
A)	 era tímido e não se encorajava a olhar para
traz.
B)	 estava com um bilhete e não fazia ideia do
que se tratava.
C)	 recebeu a revelação que esperava da menina
que gostava.
D)	 dispersou a atenção sobre o que a professora
explicava no mapa.
E)	 encontrou um bilhete, ao guardar os materiais
embaixo da carteira.
 
Leia o texto e responda à questão 06.
Para quem não dorme de touca
Na infância, ele era diferente.Acreditava nos outros,
acreditava nas coisas. Quando alguém dizia:
– Por que não vai ver se estou na esquina?
Ele corria até a esquina, olhava, esperava um
pouco, reconfirmava e voltava:
– Não tem ninguém na esquina.
– Quer dizer que voltei.
[...]
Disponível em < https://matematicauniban.files.wordpress.com/2010/03/
capitulo_2_como_interpretamos_um_texto.pdf> Acesso em 01 maio
2020.
Questão 06
Em “ – Por que não vai ver se estou na esquina?”,
a expressão popular possui um o sentido irônico de
A)	 desviar a atenção do texto.
B)	 reconhecer que está na esquina.
C)	 distanciar a pessoa com que se fala.
D)	 desenvolver o assunto a ser tratado.
E)	 orientar a personagem sobre o que deve fazer.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 5 10/06/2020 19:29:54
6 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio
Leia o texto e responda à questão 07.
A Canção Do Senhor Da Guerra
Renato Russo
Existe alguém esperando por você
Que vai comprar a sua juventude
E convencê-lo a vencer
Mais uma guerra sem razão
Já são tantas as crianças
Com armas na mão
Mas explicam novamente que a guerra
Gera empregos, aumenta a produção
Uma guerra sempre avança a tecnologia
Mesmo sendo guerra santa
Quente, morna ou fria
Pra que exportar comida se as armas
Dão mais lucros na exportação?
Existe alguém que está contando com você
Pra lutar em seu lugar já que nessa guerra
Não é ele quem vai morrer
E quando longe de casa
Ferido e com frio
O inimigo você espera
Ele estará com outros velhos
Inventando novos jogos de guerra
Que belíssimas cenas de destruição
Não teremos mais problemas
Com a superpopulação
Veja que uniforme lindo fizemos pra você
E lembre-se sempre que:
Deus está do lado de quem vai vencer
O senhor da guerra não gosta de crianças
(6 vezes)
Disponível em: <https://www.letras.mus.br/legiao-urbana/65536/>.
Acesso em: 29 abr 2020.
Questão 07
Assinale os versos em que o eu lírico faz um protesto contra a guerra, revelando uma postura
humanitária.
A)	 “E lembre-se sempre que:/Deus está do lado de quem vai vencer.”
B)	 “Pra que exportar comida se as armas/Dão mais lucros na exportação?”
C)	 “Mais uma guerra sem razão/Já são tantas as crianças/Com armas na mão.”
D)	 “Que belíssimas cenas de destruição/Não teremos mais problemas/Com a superpopulação.”
E)	 “Uma guerra sempre avança a tecnologia/Mesmo sendo guerra santa/Quente, morna ou fria.”
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 6 10/06/2020 19:29:54
Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 7
Leia o texto e responda às questões 08 e 09.
Disponível em: <https://www.pmvistaalegredoalto.com.br/meio-ambiente/feche-a-torneira>. Acesso em: 14 fev. 2020.
Questão 08
O tema da charge é
A)	 o alto custo doméstico do uso da água.
B)	 o uso de mangueira para lavar calçadas.
C)	 a mania de limpeza de algumas pessoas.
D)	 a falta de consciência na utilização da água.
E)	 o conflito entre moradores do mesmo bairro.
Questão 09
Em “Mas pelo jeito tá faltando muto bom senso!”, a pontuação causa o efeito de
A)	 dúvida.
B)	 humor.
C)	 entusiasmo.
D)	 indignação.
E)	 preocupação.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 7 10/06/2020 19:29:55
8 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio
Leia o texto e responda a questão 10.
Aquecimento Global
O aquecimento global refere-se ao aumento
anormal da temperatura média do planeta
registrado nas últimas décadas. Esse fenômeno
é associado principalmente às ações antrópicas.
O aquecimento global designa o aumento
das temperaturas médias do planeta ao longo
dos últimos tempos, o que, em tese, é causado
pelas práticas humanas – embora existam
discordâncias quanto a isso no campo científico.
A principal causa desse problema climático
que afeta todo o planeta é a intensificação do
efeito estufa, fenômeno natural responsável
pela manutenção do calor na Terra e que vem
apresentando uma maior intensidade em razão da
poluição do ar resultante das práticas humanas.
Sob o ponto de vista oficial, o principal órgão
responsável pela sistematização e divulgação de
estudos relacionados com o aquecimento global
é o Painel Intergovernamental sobre Mudanças
Climáticas (IPCC). Para o Painel, o problema
em questão não deve sequer ser motivo de
discussão em termos de sua existência ou não,
pois, segundo ele, é mais do que comprovada
a série de mudanças climáticas ocorridas nos
últimos tempos e a participação do ser humano
nesse processo.
Dados levantados por cientistas vinculados
ao IPCC afirmam que o século XX, em razão dos
desdobramentos ambientais das Revoluções
Industriais, foi o período mais quente da história
desde o término da última glaciação, com um
aumento médio de 0,7ºC nas temperaturas
de todo o planeta. Ainda segundo o órgão,
as previsões para o século XXI não são nada
animadoras, pois haverá a elevação de mais
1ºC, em caso de preservação da atmosfera, ou
de 1,8ºC a 4ºC, em um cenário mais pessimista e
que apresente maior poluição.
Causas do aquecimento global
As principais causas do aquecimento global
estão relacionadas, para a maioria dos cientistas,
com as práticas humanas realizadas de
maneira não sustentável, ou seja, sem garantir
a existência dos recursos e do meio ambiente
para as gerações futuras. Assim, formas de
degradação ao meio natural, como a poluição,
as queimadas e o desmatamento, estariam na
lista dos principais elementos causadores desse
problema climático.
O desmatamento das áreas naturais
contribui para o aquecimento global no sentido de
promover um desequilíbrio climático decorrente
da remoção da vegetação, que tem como função
o controle das temperaturas e dos regimes de
chuva.AFlorestaAmazônica, por exemplo, é uma
grande fornecedora de umidade para a atmosfera,
provendo um maior controle das temperaturas e
uma certa frequência de chuvas para boa parte
do continente sul-americano, conforme estudos
relacionados com os chamados rios voadores.
Se considerarmos essa dinâmica em termos
mundiais, pode-se concluir que a remoção das
florestas contribui para o aumento das médias
térmicas e para a redução dos índices de
pluviosidade em vários lugares.
[...]
Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/aquecimento-
global.htm>. Acesso em: 14 fev. 2020. (adaptado)
Questão 10
Para defender a tese do texto – as práticas
humanas estão intensificando o efeito estufa – o
autor utiliza o argumento de que
A)	 a Revolução Industrial não está relacionada
ao aquecimento global.
B)	 o aquecimento global não deve sequer ser
motivo de discussão.
C)	 a remoção das áreas verdes provoca um
desiquilíbrio climático.
D)	 a temperatura do planeta se elevará em
mais 4ºC nesse século.
E)	 a Floresta Amazônica fornece muita
umidade para a atmosfera.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 8 10/06/2020 19:29:55
Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 9
Leia o texto e responda a questão 11
O racismo reforça a violência que existe no
Brasil
Layane Moises Coelho
17 de agosto de 2018
O Atlas da Violência 2018, produzido pelo
Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança
Pública (FBSP), divulgou um relatório sobre as
taxas de homicídio no país, e os números são
assustadores. Segundo os dados, mais de meio
milhão de pessoas foram assassinadas nos
últimos dez anos, sendo os negros as principais
vítimas dessa barbárie.
De acordo com a Declaração Universal dos
Direitos Humanos, todo indivíduo tem direito
à vida; mas, no Brasil, a dignidade humana
é garantida apenas para uma parcela da
população. A vida aqui tem valor e, se você é
negro e/ou pobre, a chance de ser morto pelo
Estado ou de forma violenta por qualquer
cidadão é muito grande.
Entre 2006 e 2016, a taxa de homicídios de
indivíduos não negros diminuiu 6,8%, enquanto
a da população negra aumentou 23,1%, verificou
o Atlas. Por meio desses números, podemos
observar o reflexo do racismo que, infelizmente,
está presente no país e interrompe da forma
mais brutal a vida de um ser humano.
A partir do momento em que um indivíduo é
assassinado, está sendo retirado dele o direito
à vida, o direito de conviver com o próximo e de
frequentar os espaços sociais que auxiliam na
formação histórica, política, educacional de todo
cidadão. Toda a sociedade é atingida de certa
forma, assim como a família e amigos.
Muitas pessoas tentam justificar a morte de
alguém e sempre tem aquele que defende o
discurso de “bandido bom é bandido morto”,
mas o “olho por olho, dente por dente” serve
para dizimar a população preta e pobre. Por trás
desses discursos existe intolerância, preconceito
e falta de amor ao próximo.
AúltimadivulgaçãodoLevantamentoNacionalde
Informações Penitenciárias (Infopen) constatou
que cerca de 726.000 pessoas representam a
população prisional no país. Do total, 64% são
negros e 75% não iniciaram o ensino médio.
A violência nunca foi e nunca será uma
ferramenta de melhoria social. Para iniciar uma
transformação no Brasil é preciso, em primeiro
lugar, promover um discurso de respeito à
diferença,sejaelaqualfor,einvestirnaeducação.
Desta forma as oportunidades e a preservação
da vida serão para todos, independente de cor,
raça, condições financeiras, idade e sexo.
Disponível em: <http://www.vozdascomunidades.com.br/geral/opiniao-
o-racismo-reforca-violencia-que-existe-no-brasil/>. Acesso em: 10 maio
2019. (adaptado)
Questão 11
Em “O racismo reforça a violência que existe
no Brasil”, o vocábulo indivíduo pode ser
substituído por
A)	 cidadão.
B)	 violência.
C)	 sociedade.
D)	 população.
E)	 divulgação.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 9 10/06/2020 19:29:55
10 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio
Leia o texto e responda às questões 12 e 13.
Memória de Livros
João Ubaldo Ribeiro
Aracaju, a cidade onde nós morávamos no
fim da década de 40, começo da de 50, era a
orgulhosa capital de Sergipe, o menor Estado
brasileiro (mais ou menos do tamanho da Suíça).
Essa distinção, contudo, não lhe tirava o caráter
de cidade pequena, provinciana e calma, à
boca de um rio e a pouca distância de praias
muito bonitas. Sabíamos do mundo pelo rádio,
pelos cinejornais que acompanhavam todos os
filmes e pelas revistas nacionais. A televisão era
tida por muitos como mentira de viajantes, só
alguns loucos andavam de avião, comprávamos
galinhas vivas e verduras trazidas à nossa porta
nas costas de mulas, tínhamos grandes quintais
e jardins, meninos não discutiam com adultos,
mulheres não usavam calças compridas nem
dirigiam automóveis e vivíamos tão longe de tudo
que se dizia que, quando o mundo acabasse, só
íamos saber uns cinco dias depois.
Mas vivíamos bem. Morávamos sempre em
casarões enormes, de grandes portas, varandas
e tetos altíssimos, e meu pai, que sempre gostou
das últimas novidades tecnológicas, trazia para
casa quanto era tipo de geringonça moderna que
aparecia. Fomos a primeira família da vizinhança
a ter uma geladeira e recebemos visitas para
examinar o impressionante armário branco que
esfriava tudo. Quando surgiram os primeiros
discos long-play, já tínhamos a vitrola apropriada
e meu pai comprava montanhas de gravações
dos clássicos, que ele próprio se recusava a
ouvir, mas nos obrigava a escutar e comentar.
[...]
RIBEIRO, João Ubaldo. Um brasileiro em Berlim. São Paulo:
Objetiva, 2011. p. 105.
Questão 12
No texto, constata-se que
A)	 as personagens eram responsáveis por
uma rádio.
B)	 o pai não ouvia nenhum dos discos que
comprava.
C)	 a família levava verduras para vender na
feira.
D)	 o meio de transporte mais utilizado era o
avião.
E)	 as lindas praias ficavam distantes da cidade.
Questão 13
O autor do texto faz um recorte de algumas
sociedades que não acompanhavam a evolução
do tempo e o progresso, há indícios da presença
desses valores em
A)	 as geringonças modernas que surgiam
eram desinteressantes.
B)	 as informações chegavam rapidamente às
cidades brasileiras.
C)	 os homens eram os únicos que podiam
conduzir automóveis.
D)	 a televisão já estava inserida em todas as
residências do país.
E)	 os jovens já enfrentavam os adultos de
forma desrespeitosa.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 10 10/06/2020 19:29:55
Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 11
Leia os textos e responda à questão 14.
Texto I
Ponta de Areia
Milton Nascimento
Ponta de areia ponto final
Da Bahia-Minas estrada natural
Que ligava Minas ao porto ao mar
Caminho de ferro mandaram arrancar
Velho maquinista com seu boné
Lembra o povo alegre que vinha cortejar
Maria fumaça não canta mais
Para moças, flores, janelas e quintais
Na praça vazia um grito, um ai
Casas esquecidas, viúvas nos portais
Disponível em: <https://www.letras.mus.br/milton-nascimento/47447/>.
Acesso em: 13 fev. 2020.
Texto II
[...]
O trem parou em Caatingas. Apitos,
esguichos de vapor, barulho de rodas, chiados,
um monstro fumegante, asmático, soltando
fumaça e fagulhas. Mas era a vida, o sangue que
alimentava aquelas pequenas e doces cidades
do sudoeste baiano. Movido a lenha e água,
arrastando cinco, seis vagões, levava e trazia
gente, notícias, esperança. A morte do trem
determinou o urbanicídio do sudoeste. Porque,
sem a sua janela para o mundo, os jovens
fugiram para Salvador, para São Paulo e Rio de
Janeiro, deixando pobreza, solidão e saudades
nas cidadezinhas poéticas e no coração dos
velhos, que não tinham mais para onde ir, nem
o que fazer, nem o que ver e nem mesmo o que
falar. Para aquelas cidades foi como se alguém
roubasse o único brinquedo de uma criança
muito pobre. Morreram de tristeza. Em troca de
coisa nenhuma.
[...]
SANTA INÊS, Antônio Leal de. As Estradas da Esperança. São Paulo:
Clube do Livro, 1982. p. 30.
Questão 14
A leitura dos textos permite afirmar que
A)	 os Textos I e II exibem o fim do uso do trem
e suas consequências para as pessoas.
B)	 o Texto I aborda as rodovias de Minas Gerais
e o Texto II as ferrovias do sudeste.
C)	 o Texto I difere do Texto II ao tratar do clima
bucólico do Estado de Minas Gerais.
D)	 os Textos I e II tratam das relações entre as
pessoas e seu local de nascimento.
E)	 os Textos I e II demonstram o progresso das
linhas férreas do interior brasileiro.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 11 10/06/2020 19:29:55
12 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio
Leia o texto e responda à questão 15.
Eu Mudei
Zélia Duncan
Eu mudei, ah! eu mudei
Ninguém estava olhando
Foi entre o sol e a lua
Eu mudei, ah! eu mudei
Enquanto o relógio
Piscava seus olhos na rua
Eu mudei foi coisa de sentir depois
De não saber exatamente como foi
Entre um choro e um alívio
Entre uma dor e um sorriso
Entre o inferno e o paraíso
Eu mudei
Na pequena distância muda
Entre dois finos pingos de chuva
Eu mudei
Disponível em: <https://www.vagalume.com.br/zelia-duncan/eu-mudei.
html>. Acesso em: 14 fev. 2020.
Questão 15
Em “Enquanto o relógio / Piscava seus olhos na
rua”, a figura de linguagem presente é a
A)	 personificação.
B)	 metonímia.
C)	 gradação.
D)	 assonância.
E)	 aliteração.
Leia o texto e responda à questão 16.
Anjos do mar
Álvares de Azevedo
As ondas são anjos que dormem no mar,
Que tremem, palpitam, banhados de luz...
São anjos que dormem, a rir e sonhar
E em leito d'escuma revolvem-se nus!
E quando, de noite, vem pálida a lua
Seus raios incertos tremer, pratear...
E a trança luzente da nuvem flutua...
As ondas são anjos que dormem no mar!
[...]
Disponível em: <https://www.escritas.org/pt/alvares-de-azevedo>.
Acesso em: 04 mar. 2020.
Questão 16
No verso “As ondas são anjos que dormem no
mar”, há uma figura de linguagem denominada
A)	 comparação.
B)	 personificação.
C)	 metonímia.
D)	 metáfora.	
E)	 antítese.
2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 12 10/06/2020 19:29:55

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio

A importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.ppt
A importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.pptA importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.ppt
A importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.pptLázaro Leite
 
ESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdf
ESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdfESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdf
ESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdfestudosfaculdade05fa
 
ref trabalho de micro.pdf
ref trabalho de micro.pdfref trabalho de micro.pdf
ref trabalho de micro.pdfLuziaSouza40
 
Microbiologia democrática
Microbiologia democráticaMicrobiologia democrática
Microbiologia democráticapibidbio
 
Manual de boas práticas 3 capitulos
Manual de boas práticas   3 capitulosManual de boas práticas   3 capitulos
Manual de boas práticas 3 capitulossemecti
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisCarla Gomes
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisCarla Gomes
 
Avaliação diagnóstica 6º ano
Avaliação diagnóstica   6º anoAvaliação diagnóstica   6º ano
Avaliação diagnóstica 6º anoAdriano Antonholi
 
Modulo03atv33marialuci
Modulo03atv33marialuciModulo03atv33marialuci
Modulo03atv33marialuciLuci Edimilson
 
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10Jairo Felipe
 
Artigo higienização das mãos karina prince
Artigo higienização das mãos   karina princeArtigo higienização das mãos   karina prince
Artigo higienização das mãos karina princeFelipe Ferraz
 
Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01
Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01
Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01reginacfogli
 
Divulgando a pesquisa
Divulgando a pesquisaDivulgando a pesquisa
Divulgando a pesquisaEliHilda
 
Grupo interdisciplinar 03-07_agosto
Grupo interdisciplinar 03-07_agostoGrupo interdisciplinar 03-07_agosto
Grupo interdisciplinar 03-07_agostoescolacaiosergio
 
TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO
TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIOTÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO
TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIOJuliana Aguiar
 

Semelhante a Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio (20)

A importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.ppt
A importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.pptA importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.ppt
A importância da higiene para a promoção da qualidade de vida.ppt
 
ESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdf
ESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdfESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdf
ESTUDO DE CASO - MÓDULO B - FASE II - ANO 2023.pdf
 
ref trabalho de micro.pdf
ref trabalho de micro.pdfref trabalho de micro.pdf
ref trabalho de micro.pdf
 
Microbiologia democrática
Microbiologia democráticaMicrobiologia democrática
Microbiologia democrática
 
Maria helena 2
Maria helena 2Maria helena 2
Maria helena 2
 
Manual de boas práticas 3 capitulos
Manual de boas práticas   3 capitulosManual de boas práticas   3 capitulos
Manual de boas práticas 3 capitulos
 
Port fólio
Port fólioPort fólio
Port fólio
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
 
Higiene
Higiene Higiene
Higiene
 
Avaliação diagnóstica 6º ano
Avaliação diagnóstica   6º anoAvaliação diagnóstica   6º ano
Avaliação diagnóstica 6º ano
 
Avaliação diagnóstica 6º ano
Avaliação diagnóstica   6º anoAvaliação diagnóstica   6º ano
Avaliação diagnóstica 6º ano
 
Avaliação diagnóstica 6º ano
Avaliação diagnóstica   6º anoAvaliação diagnóstica   6º ano
Avaliação diagnóstica 6º ano
 
Modulo03atv33marialuci
Modulo03atv33marialuciModulo03atv33marialuci
Modulo03atv33marialuci
 
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
 
Artigo higienização das mãos karina prince
Artigo higienização das mãos   karina princeArtigo higienização das mãos   karina prince
Artigo higienização das mãos karina prince
 
Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01
Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01
Projetodeauladengue 101022203137-phpapp01
 
Divulgando a pesquisa
Divulgando a pesquisaDivulgando a pesquisa
Divulgando a pesquisa
 
Grupo interdisciplinar 03-07_agosto
Grupo interdisciplinar 03-07_agostoGrupo interdisciplinar 03-07_agosto
Grupo interdisciplinar 03-07_agosto
 
TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO
TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIOTÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO
TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO
 

Mais de Maristela Couto

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLARELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLAMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medioMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medioMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medioMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medioMaristela Couto
 
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medioMaristela Couto
 
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalMaristela Couto
 
Traços característicos de textos narrativos
Traços característicos de textos narrativosTraços característicos de textos narrativos
Traços característicos de textos narrativosMaristela Couto
 
O construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaO construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaMaristela Couto
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisMaristela Couto
 

Mais de Maristela Couto (20)

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLARELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
 
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
 
Traços característicos de textos narrativos
Traços característicos de textos narrativosTraços característicos de textos narrativos
Traços característicos de textos narrativos
 
Cargas cognitivas
Cargas cognitivasCargas cognitivas
Cargas cognitivas
 
O construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaO construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aula
 
PLANEJAR E PORTFÓLIOS
PLANEJAR E PORTFÓLIOSPLANEJAR E PORTFÓLIOS
PLANEJAR E PORTFÓLIOS
 
Merenda
MerendaMerenda
Merenda
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciais
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 

Último (20)

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 

Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio

  • 1. 11 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO Língua Portuguesa 2ª série do Ensino Médio Turma __________________________ 2º Bimestre de 2020 Data _______ / ________ / ________ Escola_______________________________________________________________________ Aluno _______________________________________________________________________ UTILIZE O LEITOR RESPOSTA ABAIXO DESSA LINHA ENQUADRANDO A CÂMERA APENAS NAS BOLINHAS Obs.: Não deve existir nenhum tipo de rasura ou marcação extra próxima ao gabarito. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM PROCESSO Língua Portuguesa 2ª série do Ensino Médio Turma ___________________ 2º Bimestre de 2020 Data ______ /______ /______ Escola ________________________________________________ Aluno ________________________________________________ UTILIZE O LEITOR RESPOSTA ABAIXO DESSA LINHA ENQUADRANDO A CÂMERA APENAS NAS BOLINHAS Obs.: Não deve existir nenhum tipo de rasura ou marcação extra próxima ao gabarito. A B C D E 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 11 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 1 10/06/2020 19:29:54
  • 2. 2 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio Leia o texto e responda às questões 01, 02 e 03. Ter uma higiene pessoal correta faz diferença na saúde e qualidade de vida Hábitos simples como tomar banho, lavar as mãos e escovar os dentes estão entre as principais atitudes preventivas para o bem-estar. 4 JUL2017 16h56 A higiene pessoal é o conjunto de cuidados que todos devem ter com o corpo diariamente. Os cuidados de higiene pessoal são essenciais, pois evitam que micróbios e bactérias, como vermes, penetrem no corpo e causem doenças. É por meio da higiene pessoal correta que o corpo se fortalece e fica limpo e saudável. Hábitos simples como tomar banho, lavar as mãos e escovar os dentes estão entre as principais atitudes preventivas para o bem-estar. No entanto, a higiene pessoal envolve muitas outras práticas que são simples mais que devem ser feitas regularmente. É muito importante para a saúde pessoal manter a higiene dia após dia, pois assim o corpo consegue evitar uma série de males prejudiciais à saúde. Os especialistas da área da saúde indicam que depois de realizar alguma atividade física ou depois de um dia atarefado, a higienização do corpo deve ser feita em seguida, removendo a sujeira da rua e os microrganismos que durante a atividade física, talvez tenham se instalado no corpo. O banho é indispensável para a saúde e a secagem total da pele também é importante para prevenção de fungos e micoses, assegurando assim a limpeza profunda do corpo. A higiene das mãos é outro aspecto fundamental e que não deve passar despercebido. As mãos devem ser lavadas antes e depois de ir ao banheiro, antes de cozinhar e de ingerir alimentos e após chegar em casa de atividades na rua. Essa rotina é importante porque as mãos são as partes do corpo mais utilizadas para realizar as diversas atividades diárias. Além das mãos, limpar debaixo das unhas é de grande importância e também colabora para a higiene pessoal. As unhas devem estar sempre bem limpas, essa precaução ajuda na prevenção de doenças vindas de bactérias ungueais. É essencial evitar colocar as mãos na boca e morder ou roer as unhas, pois as mesmas contêm muitas bactérias que podem ser transmitidas para a boca e causar riscos sérios a saúde. Médicos e especialistas da área da saúde afirmam que a higiene pessoal previne a ocorrência de doenças infecciosas, como por exemplo, vermes, protozoários, bactérias e vírus que causam diarreia, gripe ou resfriado. No Brasil, segundo o estudo Suabe que entrevistou 150 mães donas de casa, em São Paulo, foi constatado que 65% das crianças delas apresentam coliformes fecais nas mãos após 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 2 10/06/2020 19:29:54
  • 3. Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 3 irem ao banheiro, entre as bactérias encontradas estão Enterococcus e Escherichia Coli, causadoras de doenças gastrointestinais. Os especialistas da área da saúde garantem que a higiene pessoal correta ajuda a afastar diversas doenças e melhorar a qualidade de vida. Segundo eles, o hábito de manter os cuidados com a higiene pessoal deve ser introduzido desde cedo na vida das pessoas, de preferência quando criancinhas, pois assim será mantido por toda a vida. Trabalhando na qualidade de vida e investindo tecnologia em prol dos bons hábitos de higiene, empresas como a Fiorucci, se preocupam com a qualidade de vida e a saúde corporal das pessoas. Por esse motivo, desenvolvem produtos com a finalidade de garantir a proteção e a limpeza do corpo, como por exemplo, o kit sabonete líquido que além do sabonete para a higienização correta da pele, possui o hidratante corporal para manter a pele saudável. A Fiorucci pertence GREENWOOD, marca conhecida por sua excelência e inovação no setor de saúde e cosmética. Disponível em: <terra.com.br/noticias/dino/ter-uma-higiene-pessoal-correta-faz-diferenca-na-saude-e-qualidade-de-vida,6cf624499681276cb5ce953755 866807gnw1hgaq.html>. Acesso em: 29 abril 2020. (adaptado). Questão 01 O autor defende a tese de que “A higiene é uma ação preventiva para várias doenças”. Para isso ele utilizou o argumento de A) “Trabalhando na qualidade de vida e investindo tecnologia em prol dos bons hábitos de higiene, empresas como a Fiorucci, se preocupam com a qualidade de vida e a saúde corporal das pessoas”. B) “Médicos e especialistas da área da saúde afirmam que a higiene pessoal previne a ocorrência de doenças infecciosas, como por exemplo, vermes, protozoários, bactérias e vírus que causam diarreia, gripe ou resfriado”. C) “Segundo eles, o hábito de manter os cuidados com a higiene pessoal deve ser introduzido desde cedo na vida das pessoas, de preferência quando criancinhas, pois assim será mantido por toda a vida”. D) “Hábitos simples como tomar banho, lavar as mãos e escovar os dentes estão entre as principais atitudes preventivas para o bem-estar”. E) “As mãos devem ser lavadas antes e depois de ir ao banheiro, antes de cozinhar e de ingerir alimentos e após chegar em casa de atividades na rua.” 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 3 10/06/2020 19:29:54
  • 4. 4 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio Questão 02 Em “Além das mãos, limpar debaixo das unhas é de grande importância e também colabora para a higiene pessoal”, a conjunção destacada introduz uma ideia de A) explicação. B) conclusão. C) adição. D) condição. E) comparação. Questão 03 O termo em destaque – prevenção – no 3º parágrafo do texto pode ser substituído, sem prejuízo de sentido, por A) preparar. B) evitar. C) garantir. D) reparar. E) manter. Leia os textos e responda às questões 04 e 05. Texto I O BILHETE DE AMOR Logo que colocou os objetos embaixo da carteira Pitu encontrou o bilhete. Leu, ficou vermelho, colocou no bolso, não mostrou pra ninguém. De vez em quando, morria-lhe uma curiosidade grande, uma vontade de reler pra ter certeza. Era uma revelação que ele não estava esperando. Não podia dizer que estivesse achando ruim, pelo contrário... ele estava com vontade de olhar pra trás, para procurar uma resposta com o olhar. Era um tímido e não encorajava. A professora explicava num mapa as regiões do Brasil e ele viajava num rumo diferente. Ainda bem que ela não estava olhando para ele, nem fazendo perguntas, só estava expondo a matéria. Na hora da verificação, acabaria saindo-se mal. Não gostava de ignorar as coisas perguntadas. Estava meio perdido nos pensamentos confusos. O bilhete queimando no bolso. [...] JOSE, Elias. As curtições de Pitu. São Paulo: Melhoramentos, 1976. p. 24. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 4 10/06/2020 19:29:54
  • 5. Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 5 Texto II Disponível em: <didaticaaplicada.blogspot.com/2015/07/como-lidar-com-o-aluno-timido.html>. Acesso em: 06 mar. 2020. Questão 04 Considera-se que os textos A) revelam as reações das personagens causadas pela timidez. B) exibem as situações enfrentadas pelas professoras nas escolas. C) informam fatos históricos sobre amores vividos na fase juvenil. D) descrevem os lugares onde acontecem as experiências dos meninos. E) narram sobre a paixão vivida por um menino em fase escolar. Questão 05 No Texto I, Pitu sentiu-se perturbado porque A) era tímido e não se encorajava a olhar para traz. B) estava com um bilhete e não fazia ideia do que se tratava. C) recebeu a revelação que esperava da menina que gostava. D) dispersou a atenção sobre o que a professora explicava no mapa. E) encontrou um bilhete, ao guardar os materiais embaixo da carteira.   Leia o texto e responda à questão 06. Para quem não dorme de touca Na infância, ele era diferente.Acreditava nos outros, acreditava nas coisas. Quando alguém dizia: – Por que não vai ver se estou na esquina? Ele corria até a esquina, olhava, esperava um pouco, reconfirmava e voltava: – Não tem ninguém na esquina. – Quer dizer que voltei. [...] Disponível em < https://matematicauniban.files.wordpress.com/2010/03/ capitulo_2_como_interpretamos_um_texto.pdf> Acesso em 01 maio 2020. Questão 06 Em “ – Por que não vai ver se estou na esquina?”, a expressão popular possui um o sentido irônico de A) desviar a atenção do texto. B) reconhecer que está na esquina. C) distanciar a pessoa com que se fala. D) desenvolver o assunto a ser tratado. E) orientar a personagem sobre o que deve fazer. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 5 10/06/2020 19:29:54
  • 6. 6 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio Leia o texto e responda à questão 07. A Canção Do Senhor Da Guerra Renato Russo Existe alguém esperando por você Que vai comprar a sua juventude E convencê-lo a vencer Mais uma guerra sem razão Já são tantas as crianças Com armas na mão Mas explicam novamente que a guerra Gera empregos, aumenta a produção Uma guerra sempre avança a tecnologia Mesmo sendo guerra santa Quente, morna ou fria Pra que exportar comida se as armas Dão mais lucros na exportação? Existe alguém que está contando com você Pra lutar em seu lugar já que nessa guerra Não é ele quem vai morrer E quando longe de casa Ferido e com frio O inimigo você espera Ele estará com outros velhos Inventando novos jogos de guerra Que belíssimas cenas de destruição Não teremos mais problemas Com a superpopulação Veja que uniforme lindo fizemos pra você E lembre-se sempre que: Deus está do lado de quem vai vencer O senhor da guerra não gosta de crianças (6 vezes) Disponível em: <https://www.letras.mus.br/legiao-urbana/65536/>. Acesso em: 29 abr 2020. Questão 07 Assinale os versos em que o eu lírico faz um protesto contra a guerra, revelando uma postura humanitária. A) “E lembre-se sempre que:/Deus está do lado de quem vai vencer.” B) “Pra que exportar comida se as armas/Dão mais lucros na exportação?” C) “Mais uma guerra sem razão/Já são tantas as crianças/Com armas na mão.” D) “Que belíssimas cenas de destruição/Não teremos mais problemas/Com a superpopulação.” E) “Uma guerra sempre avança a tecnologia/Mesmo sendo guerra santa/Quente, morna ou fria.” 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 6 10/06/2020 19:29:54
  • 7. Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 7 Leia o texto e responda às questões 08 e 09. Disponível em: <https://www.pmvistaalegredoalto.com.br/meio-ambiente/feche-a-torneira>. Acesso em: 14 fev. 2020. Questão 08 O tema da charge é A) o alto custo doméstico do uso da água. B) o uso de mangueira para lavar calçadas. C) a mania de limpeza de algumas pessoas. D) a falta de consciência na utilização da água. E) o conflito entre moradores do mesmo bairro. Questão 09 Em “Mas pelo jeito tá faltando muto bom senso!”, a pontuação causa o efeito de A) dúvida. B) humor. C) entusiasmo. D) indignação. E) preocupação. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 7 10/06/2020 19:29:55
  • 8. 8 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio Leia o texto e responda a questão 10. Aquecimento Global O aquecimento global refere-se ao aumento anormal da temperatura média do planeta registrado nas últimas décadas. Esse fenômeno é associado principalmente às ações antrópicas. O aquecimento global designa o aumento das temperaturas médias do planeta ao longo dos últimos tempos, o que, em tese, é causado pelas práticas humanas – embora existam discordâncias quanto a isso no campo científico. A principal causa desse problema climático que afeta todo o planeta é a intensificação do efeito estufa, fenômeno natural responsável pela manutenção do calor na Terra e que vem apresentando uma maior intensidade em razão da poluição do ar resultante das práticas humanas. Sob o ponto de vista oficial, o principal órgão responsável pela sistematização e divulgação de estudos relacionados com o aquecimento global é o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Para o Painel, o problema em questão não deve sequer ser motivo de discussão em termos de sua existência ou não, pois, segundo ele, é mais do que comprovada a série de mudanças climáticas ocorridas nos últimos tempos e a participação do ser humano nesse processo. Dados levantados por cientistas vinculados ao IPCC afirmam que o século XX, em razão dos desdobramentos ambientais das Revoluções Industriais, foi o período mais quente da história desde o término da última glaciação, com um aumento médio de 0,7ºC nas temperaturas de todo o planeta. Ainda segundo o órgão, as previsões para o século XXI não são nada animadoras, pois haverá a elevação de mais 1ºC, em caso de preservação da atmosfera, ou de 1,8ºC a 4ºC, em um cenário mais pessimista e que apresente maior poluição. Causas do aquecimento global As principais causas do aquecimento global estão relacionadas, para a maioria dos cientistas, com as práticas humanas realizadas de maneira não sustentável, ou seja, sem garantir a existência dos recursos e do meio ambiente para as gerações futuras. Assim, formas de degradação ao meio natural, como a poluição, as queimadas e o desmatamento, estariam na lista dos principais elementos causadores desse problema climático. O desmatamento das áreas naturais contribui para o aquecimento global no sentido de promover um desequilíbrio climático decorrente da remoção da vegetação, que tem como função o controle das temperaturas e dos regimes de chuva.AFlorestaAmazônica, por exemplo, é uma grande fornecedora de umidade para a atmosfera, provendo um maior controle das temperaturas e uma certa frequência de chuvas para boa parte do continente sul-americano, conforme estudos relacionados com os chamados rios voadores. Se considerarmos essa dinâmica em termos mundiais, pode-se concluir que a remoção das florestas contribui para o aumento das médias térmicas e para a redução dos índices de pluviosidade em vários lugares. [...] Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/aquecimento- global.htm>. Acesso em: 14 fev. 2020. (adaptado) Questão 10 Para defender a tese do texto – as práticas humanas estão intensificando o efeito estufa – o autor utiliza o argumento de que A) a Revolução Industrial não está relacionada ao aquecimento global. B) o aquecimento global não deve sequer ser motivo de discussão. C) a remoção das áreas verdes provoca um desiquilíbrio climático. D) a temperatura do planeta se elevará em mais 4ºC nesse século. E) a Floresta Amazônica fornece muita umidade para a atmosfera. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 8 10/06/2020 19:29:55
  • 9. Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 9 Leia o texto e responda a questão 11 O racismo reforça a violência que existe no Brasil Layane Moises Coelho 17 de agosto de 2018 O Atlas da Violência 2018, produzido pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), divulgou um relatório sobre as taxas de homicídio no país, e os números são assustadores. Segundo os dados, mais de meio milhão de pessoas foram assassinadas nos últimos dez anos, sendo os negros as principais vítimas dessa barbárie. De acordo com a Declaração Universal dos Direitos Humanos, todo indivíduo tem direito à vida; mas, no Brasil, a dignidade humana é garantida apenas para uma parcela da população. A vida aqui tem valor e, se você é negro e/ou pobre, a chance de ser morto pelo Estado ou de forma violenta por qualquer cidadão é muito grande. Entre 2006 e 2016, a taxa de homicídios de indivíduos não negros diminuiu 6,8%, enquanto a da população negra aumentou 23,1%, verificou o Atlas. Por meio desses números, podemos observar o reflexo do racismo que, infelizmente, está presente no país e interrompe da forma mais brutal a vida de um ser humano. A partir do momento em que um indivíduo é assassinado, está sendo retirado dele o direito à vida, o direito de conviver com o próximo e de frequentar os espaços sociais que auxiliam na formação histórica, política, educacional de todo cidadão. Toda a sociedade é atingida de certa forma, assim como a família e amigos. Muitas pessoas tentam justificar a morte de alguém e sempre tem aquele que defende o discurso de “bandido bom é bandido morto”, mas o “olho por olho, dente por dente” serve para dizimar a população preta e pobre. Por trás desses discursos existe intolerância, preconceito e falta de amor ao próximo. AúltimadivulgaçãodoLevantamentoNacionalde Informações Penitenciárias (Infopen) constatou que cerca de 726.000 pessoas representam a população prisional no país. Do total, 64% são negros e 75% não iniciaram o ensino médio. A violência nunca foi e nunca será uma ferramenta de melhoria social. Para iniciar uma transformação no Brasil é preciso, em primeiro lugar, promover um discurso de respeito à diferença,sejaelaqualfor,einvestirnaeducação. Desta forma as oportunidades e a preservação da vida serão para todos, independente de cor, raça, condições financeiras, idade e sexo. Disponível em: <http://www.vozdascomunidades.com.br/geral/opiniao- o-racismo-reforca-violencia-que-existe-no-brasil/>. Acesso em: 10 maio 2019. (adaptado) Questão 11 Em “O racismo reforça a violência que existe no Brasil”, o vocábulo indivíduo pode ser substituído por A) cidadão. B) violência. C) sociedade. D) população. E) divulgação. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 9 10/06/2020 19:29:55
  • 10. 10 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio Leia o texto e responda às questões 12 e 13. Memória de Livros João Ubaldo Ribeiro Aracaju, a cidade onde nós morávamos no fim da década de 40, começo da de 50, era a orgulhosa capital de Sergipe, o menor Estado brasileiro (mais ou menos do tamanho da Suíça). Essa distinção, contudo, não lhe tirava o caráter de cidade pequena, provinciana e calma, à boca de um rio e a pouca distância de praias muito bonitas. Sabíamos do mundo pelo rádio, pelos cinejornais que acompanhavam todos os filmes e pelas revistas nacionais. A televisão era tida por muitos como mentira de viajantes, só alguns loucos andavam de avião, comprávamos galinhas vivas e verduras trazidas à nossa porta nas costas de mulas, tínhamos grandes quintais e jardins, meninos não discutiam com adultos, mulheres não usavam calças compridas nem dirigiam automóveis e vivíamos tão longe de tudo que se dizia que, quando o mundo acabasse, só íamos saber uns cinco dias depois. Mas vivíamos bem. Morávamos sempre em casarões enormes, de grandes portas, varandas e tetos altíssimos, e meu pai, que sempre gostou das últimas novidades tecnológicas, trazia para casa quanto era tipo de geringonça moderna que aparecia. Fomos a primeira família da vizinhança a ter uma geladeira e recebemos visitas para examinar o impressionante armário branco que esfriava tudo. Quando surgiram os primeiros discos long-play, já tínhamos a vitrola apropriada e meu pai comprava montanhas de gravações dos clássicos, que ele próprio se recusava a ouvir, mas nos obrigava a escutar e comentar. [...] RIBEIRO, João Ubaldo. Um brasileiro em Berlim. São Paulo: Objetiva, 2011. p. 105. Questão 12 No texto, constata-se que A) as personagens eram responsáveis por uma rádio. B) o pai não ouvia nenhum dos discos que comprava. C) a família levava verduras para vender na feira. D) o meio de transporte mais utilizado era o avião. E) as lindas praias ficavam distantes da cidade. Questão 13 O autor do texto faz um recorte de algumas sociedades que não acompanhavam a evolução do tempo e o progresso, há indícios da presença desses valores em A) as geringonças modernas que surgiam eram desinteressantes. B) as informações chegavam rapidamente às cidades brasileiras. C) os homens eram os únicos que podiam conduzir automóveis. D) a televisão já estava inserida em todas as residências do país. E) os jovens já enfrentavam os adultos de forma desrespeitosa. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 10 10/06/2020 19:29:55
  • 11. Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio 11 Leia os textos e responda à questão 14. Texto I Ponta de Areia Milton Nascimento Ponta de areia ponto final Da Bahia-Minas estrada natural Que ligava Minas ao porto ao mar Caminho de ferro mandaram arrancar Velho maquinista com seu boné Lembra o povo alegre que vinha cortejar Maria fumaça não canta mais Para moças, flores, janelas e quintais Na praça vazia um grito, um ai Casas esquecidas, viúvas nos portais Disponível em: <https://www.letras.mus.br/milton-nascimento/47447/>. Acesso em: 13 fev. 2020. Texto II [...] O trem parou em Caatingas. Apitos, esguichos de vapor, barulho de rodas, chiados, um monstro fumegante, asmático, soltando fumaça e fagulhas. Mas era a vida, o sangue que alimentava aquelas pequenas e doces cidades do sudoeste baiano. Movido a lenha e água, arrastando cinco, seis vagões, levava e trazia gente, notícias, esperança. A morte do trem determinou o urbanicídio do sudoeste. Porque, sem a sua janela para o mundo, os jovens fugiram para Salvador, para São Paulo e Rio de Janeiro, deixando pobreza, solidão e saudades nas cidadezinhas poéticas e no coração dos velhos, que não tinham mais para onde ir, nem o que fazer, nem o que ver e nem mesmo o que falar. Para aquelas cidades foi como se alguém roubasse o único brinquedo de uma criança muito pobre. Morreram de tristeza. Em troca de coisa nenhuma. [...] SANTA INÊS, Antônio Leal de. As Estradas da Esperança. São Paulo: Clube do Livro, 1982. p. 30. Questão 14 A leitura dos textos permite afirmar que A) os Textos I e II exibem o fim do uso do trem e suas consequências para as pessoas. B) o Texto I aborda as rodovias de Minas Gerais e o Texto II as ferrovias do sudeste. C) o Texto I difere do Texto II ao tratar do clima bucólico do Estado de Minas Gerais. D) os Textos I e II tratam das relações entre as pessoas e seu local de nascimento. E) os Textos I e II demonstram o progresso das linhas férreas do interior brasileiro. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 11 10/06/2020 19:29:55
  • 12. 12 Avaliação da Aprendizagem em Processo - 2º Bimestre de 2020  Prova do Aluno - 2ª série do Ensino Médio Leia o texto e responda à questão 15. Eu Mudei Zélia Duncan Eu mudei, ah! eu mudei Ninguém estava olhando Foi entre o sol e a lua Eu mudei, ah! eu mudei Enquanto o relógio Piscava seus olhos na rua Eu mudei foi coisa de sentir depois De não saber exatamente como foi Entre um choro e um alívio Entre uma dor e um sorriso Entre o inferno e o paraíso Eu mudei Na pequena distância muda Entre dois finos pingos de chuva Eu mudei Disponível em: <https://www.vagalume.com.br/zelia-duncan/eu-mudei. html>. Acesso em: 14 fev. 2020. Questão 15 Em “Enquanto o relógio / Piscava seus olhos na rua”, a figura de linguagem presente é a A) personificação. B) metonímia. C) gradação. D) assonância. E) aliteração. Leia o texto e responda à questão 16. Anjos do mar Álvares de Azevedo As ondas são anjos que dormem no mar, Que tremem, palpitam, banhados de luz... São anjos que dormem, a rir e sonhar E em leito d'escuma revolvem-se nus! E quando, de noite, vem pálida a lua Seus raios incertos tremer, pratear... E a trança luzente da nuvem flutua... As ondas são anjos que dormem no mar! [...] Disponível em: <https://www.escritas.org/pt/alvares-de-azevedo>. Acesso em: 04 mar. 2020. Questão 16 No verso “As ondas são anjos que dormem no mar”, há uma figura de linguagem denominada A) comparação. B) personificação. C) metonímia. D) metáfora. E) antítese. 2EM_27ED_LP_REVISAO_4.indd 12 10/06/2020 19:29:55