SlideShare uma empresa Scribd logo
CLASSIFICAÇÃO   PERIÓDICA DOS  ELEMENTOS Prof. Almirzinho
Em 1869, um professor de Química da Universidade de São Petersburgo (Rússia),  Dimitri Ivanovich Mendeleev  estava escrevendo um livro sobre os elementos conhecidos na época —  cerca de 63 1ª TABELA PERIÓDICA
MENDELEEV   listou os elementos e suas propriedades em cartões individuais e tentou organizá-los de diferentes formas à procura de padrões de comportamento.
Ao trabalhar com suas fichas, ele percebeu que, organizando os elementos em função  da massa  de seus átomos ( massa atômica ), determinadas propriedades se repetiam diversas vezes. H  He  Li  Be  B  C  N  O  F  Ne  Na  Mg  Al  Si  P  S  Cl  Ar  K  Ca MASSA ATÔMICA CRESCENTE
Em 1913, o inglês  Moseley  (1887-1915) verificou que as propriedades de cada elemento eram determinadas pelo  número de prótons, ou seja, pelo número atômico (Z). LEI PERIÓDICA:  AS PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS SÃO FUNÇÕES PERÍÓDICAS DE SEUS  NÚMEROS ATÔMICOS
 
Com base nessa constatação, foi proposta a tabela periódica atual, na qual os elementos químicos: Estão dispostos em  ordem crescente de número atômico (Z); Originam  os períodos na horizontal (em linhas); Originam  as famílias ou os grupos na vertical (em colunas).
Família (ou grupo) 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos
FAMÍLIAS OU GRUPOS A tabela atual é constituída por  18 famílias . Cada uma delas agrupa elementos com propriedades químicas semelhantes, devido ao fato de apresentarem  a mesma configuração eletrônica na camada de valência.
Existem, atualmente, duas maneiras de identificar as famílias ou grupos.  A mais comum é indicar cada família por um algarismo romano, seguido de letras  A  e  B , por exemplo,  IA ,  IIA ,  VB . Essas letras A e B indicam a posição do elétron mais energético nos subníveis.  No final da década passada, a IUPAC propôs  outra maneira: as famílias seriam indicadas por algarismos arábicos de  1 a 18 , eliminando-se as letras A e B
FAMÍLIAS A E ZERO Os elementos que constituem essas famílias são denominados  elementos representativos , e seus elétrons mais energéticos estão situados em subníveis  s  ou  p . Nas famílias A, o número da família indica a quantidade de  elétrons na camada de valência  . Elas recebem ainda nomes característicos.
EXEMPLO Si (Z = 14):  2 – 8 - 4 Família IV A Se ( Z = 34):  ???? Resposta: Família VI A
FAMÍLIA NOME COMPONENTES 1 A METAIS ALCALINOS Li, Na, K, Rb, Cs, Fr 2 A METAIS ALCALINOS- TERROSOS Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra 6 A CALCOGÊNIOS O, S, Se, Te, Po 7 A HALOGÊNIOS F, Cl, Br, I, At 8 A GASES NOBRES He, Ne, Ar, Kr, Xe, Rn
FAMÍLIAS B Os elementos dessas famílias são denominados genericamente  elementos de transição . Uma parte deles ocupa o bloco central da tabela periódica, de IIIB até IIB (10 colunas).
PERÍODOS Na tabela atual existem  sete períodos , e o número do período corresponde à quantidade de  níveis (camadas) eletrônicos  que os elementos químicos apresentam. RESUMINDO!!! PERÍODO CORRESPONDE AO NÚMERO DE CAMADAS DO ÁTOMO
Exemplo:   Sódio (Na) – Z = 11 2 - 8 - 1 Período: 3º Família: 1A – Metais Alcalinos
O  hidrogênio  (H), embora apareça na coluna  IA, não é um metal alcalino e algumas classificações preferem colocá-lo fora da Tabela. Todos os elementos situados após o urânio (Z=92) não existem na natureza, devendo, pois, serem preparados artificialmente. São denominados elementos transurânicos (além desses, são também artificiais os elementos tecnécio-43, promécio-61 e astato-85).
CLASSIFICAÇÃO DOS ELEMENTOS HIDROGÊNIO METAIS AMETAIS OU NÃO-METAIS SEMI-METAIS GASES NOBRES
 
METAIS Apresentam  brilho  quando polidos; Sob temperatura ambiente, apresentam-se no  estado sólido , a única exceção é o mercúrio, um metal líquido; São bons  condutores de calor e eletricidade ; São resistentes, maleáveis e dúcteis
AMETAIS OU NÃO-METAIS Existem nos  estados sólidos  (iodo, enxofre, fósforo, carbono) e  gasoso  (nitrogênio, oxigênio, flúor); a exceção é o bromo, um não-metal líquido; não apresentam brilho , são exceções o iodo e o carbono sob a forma de diamante; não conduzem bem o calor a eletricidade , com exceção do carbono sob a forma de grafite;
Maleabilidade  capacidade de ser transformado em lâminas. Ductibilidade  capacidade de ser estirado em fios.  Alguns elementos apresentam propriedades intermediárias entre os metais e os não-metais, recebendo o nome de semi-metais ou metalóides. METAIS NÃO-METAIS Geralmente sólidos à temperatura ambiente. Podem ser sólidos, líquidos ou gasosos. Brilho característico. Não apresentam brilho característico. Bons condutores de calor e eletricidade. Maus condutores de calor e eletricidade. Maleáveis e dúcteis. Não são maleáveis e nem dúcteis. Formam geralmente cátions. Formam geralmente ânions.
GASES NOBRES Elementos químicos que  dificilmente se combinam com outros elementos  – hélio, neônio, argônio, criptônio, xenônio e radônio. Possuem a  última camada eletrônica completa, ou seja, 8 elétrons.  A única exceção é o hélio, que possui uma única camada, a camada K, que está completa com 2 elétrons.
EXERCÍCIOS  Um elemento cujo átomo apresenta, no estado fundamental,  2 elétrons na 4ª camada  , ocupa a seguinte posição na classificação periódica: a) 6º período, família 2B. b) 5º período, família 2A. c) 4º período, família 1B. d) 4º período, família 2A. RESPOSTA:  D
O halogênio do 5.° período da tabela periódica tem número atômico igual a: a) 17. b) 57. c) 55. d) 45. e) 53. RESPOSTA:  E
Um átomo de um elemento químico A, pertencente à família dos calcogênios, está situado no  3   período  e apresenta  17 nêutrons . Determine seu  número atômico (Z) e seu número de massa (A). RESPOSTA:  Z = 16  e  A = 33
PROPRIEDADES   DOS  ELEMENTOS DA TABELA Prof. Almirzinho
PROPRIEDADES PERIÓDICAS São aquelas que,  à medida que o número atômico aumenta , assumem  valores crescentes ou decrescentes em cada período , ou seja, repetem-se periodicamente.
RAIO ATÔMICO ENERGIA DE IONIZAÇÃO AFINIDADE ELETRÔNICA ELETRONEGATIVIDADE ELETROPOSITIVIDADE REATIVIDADE PROPRIEDADES FÍSICAS
RAIO ATÔMICO: O TAMANHO DO ÁTOMO É a distância que vai do núcleo do átomo até o seu elétron mais externo.
De maneira geral, para comparar o tamanho dos átomos, devemos levar em conta  dois fatores : Número de níveis (camadas):  quanto maior o número de níveis, maior será o tamanho do átomo.  Caso os átomos comparados apresentem o mesmo número de níveis (camadas), devemos usar outro critério. Número de prótons:   o átomo que apresenta maior número de prótons exerce uma maior atração sobre seus elétrons, o que ocasiona uma redução no seu tamanho.
He H Li Na K Rb Cs Fr RAIO ATÔMICO
 
RAIO ATÔMICO Número de elementos em cada período: 2, 8, 8, 18, 18, 32
Exemplos:
ENERGIA (OU POTENCIAL) DE IONIZAÇÃO É a  energia necessária para remover um ou mais elétrons de um átomo  isolado no estado gasoso. X  (g)  +  Energia  ->  X + (g)  +  e -
Quanto maior o tamanho do átomo, menor será a energia de ionização. He Ne Ar Kr Xe Rn H Fr
 
1ª  E. I. 2ª  E. I.
 
AFINIDADE ELETRÔNICA OU ELETROAFINIDADE É a  energia liberada  quando um átomo isolado, no estado gasoso ,“captura” um elétron. X  (g)  +  e -   ->  X - (g)  +  Energia
H Fr AFINIDADE ELETRÔNICA F
ELETRONEGATIVIDADE A  força de atração  exercida sobre os elétrons  de uma ligação
B C   N O   F Cl Br I H Fr ELETRONEGATIVIDADE
 
PROPRIEDADES FÍSICAS DOS ELEMENTOS
DENSIDADE É relação entre a  massa  e o  volume  de uma amostra D  = Massa (g) Volume (cm 3 )
Os  Ósmio (Os) é o elemento mais denso (22,5 g/cm 3 )
TEMPERATURA DE FUSÃO (TF) E TEMPERATURA DE EBULIÇÃO (TE) TF :  temperatura na qual uma substância passa do estado sólido para o estado líquido.  TE:  temperatura na qual uma substância passa do estado líquido para o estado gasoso.
O tungstênio (W) apresenta TF = 3410   C
EXERCÍCIOS Considere os íons  9 F - ,  17 Cl - ,  11 Na +  e ordene em ordem crescente de raio atômico. RESPOSTA:  Na +   <  F -   < Cl -
Considerando a posição dos elementos na tabela periódica e as tendências apresentadas por suas propriedades periódicas, pode-se afirmar que: a) um átomo de halogênio do 4° período apresenta menor energia de ionização do que um átomo de calcogênio do mesmo período. b) um metal alcalino terroso do 3° período apresenta menor raio atômico do que um metal do 5° período e do mesmo grupo. c) um átomo de gás nobre do 2° período tem maior raio atômico do que um átomo de gás nobre do 6° período. d) um átomo de ametal do grupo 14 é mais eletronegativo do que um átomo de ametal do grupo 16, no mesmo período. e) um átomo de metal do grupo 15 é mais eletropositivo do que um átomo de metal do grupo 1 , no mesmo período. RESPOSTA:  B

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

9 tabela periodica
9   tabela periodica9   tabela periodica
9 tabela periodica
daniela pinto
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Marilena Meira
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Fábio Garcia Ferreira
 
Aula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono anoAula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono ano
Professora Raquel
 
Tabela Periódica 2012
Tabela Periódica 2012Tabela Periódica 2012
Tabela Periódica 2012
José Marcelo Cangemi
 
Quimica - tabela periodica dos elementos
Quimica -  tabela periodica dos elementosQuimica -  tabela periodica dos elementos
Quimica - tabela periodica dos elementos
Estude Mais
 
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
Vídeo Aulas Apoio
 
Tabela periódica Noções
Tabela periódica NoçõesTabela periódica Noções
Tabela periódica Noções
railuz07
 
Classificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementosClassificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementos
Erica Rocha
 
Tabela PerióDica
Tabela PerióDicaTabela PerióDica
Tabela PerióDica
escola bernardino
 
Tabela periódica cas
Tabela periódica casTabela periódica cas
Tabela periódica cas
Reginaldo Santana
 
História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)
ct-esma
 
Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016
Joelson Barral
 
Química - Tabela periódica
Química - Tabela periódicaQuímica - Tabela periódica
Química - Tabela periódica
Carson Souza
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
Augusto Sérgio Costa Souza
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
7 de Setembro
 
Tabela Periódica 2012 ANGLO
Tabela Periódica 2012 ANGLOTabela Periódica 2012 ANGLO
Tabela Periódica 2012 ANGLO
Paulo Filho
 
Aula tabela
Aula tabelaAula tabela
Aula tabela
Nai Mariano
 
Tabela Periodica
Tabela PeriodicaTabela Periodica
Tabela Periodica
mendel1b2010
 
Aula 7 tabela periódica
Aula 7   tabela periódicaAula 7   tabela periódica
Aula 7 tabela periódica
profNICODEMOS
 

Mais procurados (20)

9 tabela periodica
9   tabela periodica9   tabela periodica
9 tabela periodica
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Aula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono anoAula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono ano
 
Tabela Periódica 2012
Tabela Periódica 2012Tabela Periódica 2012
Tabela Periódica 2012
 
Quimica - tabela periodica dos elementos
Quimica -  tabela periodica dos elementosQuimica -  tabela periodica dos elementos
Quimica - tabela periodica dos elementos
 
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Tabela Periódica - Vídeo Aula
 
Tabela periódica Noções
Tabela periódica NoçõesTabela periódica Noções
Tabela periódica Noções
 
Classificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementosClassificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementos
 
Tabela PerióDica
Tabela PerióDicaTabela PerióDica
Tabela PerióDica
 
Tabela periódica cas
Tabela periódica casTabela periódica cas
Tabela periódica cas
 
História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)História da tabela periódica(final)
História da tabela periódica(final)
 
Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016
 
Química - Tabela periódica
Química - Tabela periódicaQuímica - Tabela periódica
Química - Tabela periódica
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
 
Tabela Periódica 2012 ANGLO
Tabela Periódica 2012 ANGLOTabela Periódica 2012 ANGLO
Tabela Periódica 2012 ANGLO
 
Aula tabela
Aula tabelaAula tabela
Aula tabela
 
Tabela Periodica
Tabela PeriodicaTabela Periodica
Tabela Periodica
 
Aula 7 tabela periódica
Aula 7   tabela periódicaAula 7   tabela periódica
Aula 7 tabela periódica
 

Destaque

Ligações interatômicas
Ligações interatômicasLigações interatômicas
Ligações interatômicas
Bio Sem Limites
 
Exercícios de química - 9º ano
Exercícios de química - 9º anoExercícios de química - 9º ano
Exercícios de química - 9º ano
V
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Karol Maia
 
Química - 9º ano (aula 1)
Química -  9º ano (aula 1)Química -  9º ano (aula 1)
Química - 9º ano (aula 1)
Professora Analynne Almeida
 
Introdução à química - 9º ano
Introdução à química - 9º anoIntrodução à química - 9º ano
Introdução à química - 9º ano
V
 
Química 9º ano
Química 9º anoQuímica 9º ano
Química 9º ano
tomasquintais
 
Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017
Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017
Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017
Pedro Coelho
 
Distribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomoDistribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomo
Yamani Oliveira
 
Questões tabela periódica e ligações prevupe
Questões tabela periódica e ligações   prevupeQuestões tabela periódica e ligações   prevupe
Questões tabela periódica e ligações prevupe
juniorpaulistano
 
Tabela periódica 1
Tabela periódica 1Tabela periódica 1
Tabela periódica 1
Gilzinho Gadelha
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
Matheus Oliveira Santana
 
Reino protoctista
Reino protoctistaReino protoctista
Ppoint.Reino.Protoctista2009
Ppoint.Reino.Protoctista2009Ppoint.Reino.Protoctista2009
Ppoint.Reino.Protoctista2009
Albano Novaes
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
ERlam uales Novaes de Carvalho
 
Funções inorgânicas bases
Funções inorgânicas basesFunções inorgânicas bases
Funções inorgânicas bases
dianalove15
 
Estudo Dirigido para o 9o ano
Estudo Dirigido para o 9o anoEstudo Dirigido para o 9o ano
Estudo Dirigido para o 9o ano
Andrea Barreto
 
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
Iva Pavan
 
Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica  Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
Karol Maia
 
8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica
Luiza Ferreira
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Thiago Benevides
 

Destaque (20)

Ligações interatômicas
Ligações interatômicasLigações interatômicas
Ligações interatômicas
 
Exercícios de química - 9º ano
Exercícios de química - 9º anoExercícios de química - 9º ano
Exercícios de química - 9º ano
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
 
Química - 9º ano (aula 1)
Química -  9º ano (aula 1)Química -  9º ano (aula 1)
Química - 9º ano (aula 1)
 
Introdução à química - 9º ano
Introdução à química - 9º anoIntrodução à química - 9º ano
Introdução à química - 9º ano
 
Química 9º ano
Química 9º anoQuímica 9º ano
Química 9º ano
 
Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017
Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017
Tabela periodica-engquimicasantossp - atualizada -15012017
 
Distribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomoDistribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomo
 
Questões tabela periódica e ligações prevupe
Questões tabela periódica e ligações   prevupeQuestões tabela periódica e ligações   prevupe
Questões tabela periódica e ligações prevupe
 
Tabela periódica 1
Tabela periódica 1Tabela periódica 1
Tabela periódica 1
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Reino protoctista
Reino protoctistaReino protoctista
Reino protoctista
 
Ppoint.Reino.Protoctista2009
Ppoint.Reino.Protoctista2009Ppoint.Reino.Protoctista2009
Ppoint.Reino.Protoctista2009
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
 
Funções inorgânicas bases
Funções inorgânicas basesFunções inorgânicas bases
Funções inorgânicas bases
 
Estudo Dirigido para o 9o ano
Estudo Dirigido para o 9o anoEstudo Dirigido para o 9o ano
Estudo Dirigido para o 9o ano
 
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
TEXTOS CRIATIVOS DA EJA - 2009
 
Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica  Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
 
8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 

Semelhante a Tabela peridica

99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
Vagner Dias
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
Vagner Dias
 
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo  tabela periódica e propriedades periódicasResumo  tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
Profª Alda Ernestina
 
4 tabela periodica
4 tabela periodica4 tabela periodica
4 tabela periodica
aldeci dos santos
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
Diana Sartin
 
1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica
Pelo Siro
 
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdfTabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
GabrielaHonorio4
 
Escola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de moraisEscola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de morais
Claudelane Paes
 
Lista primeiros tabela
Lista primeiros tabelaLista primeiros tabela
Lista primeiros tabela
Daiane Gris
 
Gabarito propriedades periódicas
Gabarito propriedades periódicasGabarito propriedades periódicas
Gabarito propriedades periódicas
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
Elifabio Sobreira Pereira
 
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosClassificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Profª Alda Ernestina
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Marcos Castro
 
Aula tabela periódica
Aula tabela periódicaAula tabela periódica
Aula tabela periódica
dandias5
 
Aula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódicaAula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódica
Colegio CMC
 
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
José Marcelo Cangemi
 
147
147147
Atomística
AtomísticaAtomística
Atomística
Ática Scipione
 
Aula tabela[1]
Aula tabela[1]Aula tabela[1]
Aula tabela[1]
Nai Mariano
 
Classificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementosClassificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementos
Erica Rocha
 

Semelhante a Tabela peridica (20)

99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
 
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo  tabela periódica e propriedades periódicasResumo  tabela periódica e propriedades periódicas
Resumo tabela periódica e propriedades periódicas
 
4 tabela periodica
4 tabela periodica4 tabela periodica
4 tabela periodica
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica1213721378 1437.tabela periodica
1213721378 1437.tabela periodica
 
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdfTabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
Tabela e Propriedades Periódicas (ERE).pdf
 
Escola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de moraisEscola estadual josé maria de morais
Escola estadual josé maria de morais
 
Lista primeiros tabela
Lista primeiros tabelaLista primeiros tabela
Lista primeiros tabela
 
Gabarito propriedades periódicas
Gabarito propriedades periódicasGabarito propriedades periódicas
Gabarito propriedades periódicas
 
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
2º SEMESTRE - TABELA PERIÓDICA HISTÓRIA.ppt
 
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosClassificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
Aula tabela periódica
Aula tabela periódicaAula tabela periódica
Aula tabela periódica
 
Aula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódicaAula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódica
 
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
 
147
147147
147
 
Atomística
AtomísticaAtomística
Atomística
 
Aula tabela[1]
Aula tabela[1]Aula tabela[1]
Aula tabela[1]
 
Classificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementosClassificação periódica dos elementos
Classificação periódica dos elementos
 

Tabela peridica

  • 1. CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS Prof. Almirzinho
  • 2. Em 1869, um professor de Química da Universidade de São Petersburgo (Rússia), Dimitri Ivanovich Mendeleev estava escrevendo um livro sobre os elementos conhecidos na época — cerca de 63 1ª TABELA PERIÓDICA
  • 3. MENDELEEV listou os elementos e suas propriedades em cartões individuais e tentou organizá-los de diferentes formas à procura de padrões de comportamento.
  • 4. Ao trabalhar com suas fichas, ele percebeu que, organizando os elementos em função da massa de seus átomos ( massa atômica ), determinadas propriedades se repetiam diversas vezes. H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca MASSA ATÔMICA CRESCENTE
  • 5. Em 1913, o inglês Moseley (1887-1915) verificou que as propriedades de cada elemento eram determinadas pelo número de prótons, ou seja, pelo número atômico (Z). LEI PERIÓDICA: AS PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS SÃO FUNÇÕES PERÍÓDICAS DE SEUS NÚMEROS ATÔMICOS
  • 6.  
  • 7. Com base nessa constatação, foi proposta a tabela periódica atual, na qual os elementos químicos: Estão dispostos em ordem crescente de número atômico (Z); Originam os períodos na horizontal (em linhas); Originam as famílias ou os grupos na vertical (em colunas).
  • 8. Família (ou grupo) 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos
  • 9. FAMÍLIAS OU GRUPOS A tabela atual é constituída por 18 famílias . Cada uma delas agrupa elementos com propriedades químicas semelhantes, devido ao fato de apresentarem a mesma configuração eletrônica na camada de valência.
  • 10. Existem, atualmente, duas maneiras de identificar as famílias ou grupos. A mais comum é indicar cada família por um algarismo romano, seguido de letras A e B , por exemplo, IA , IIA , VB . Essas letras A e B indicam a posição do elétron mais energético nos subníveis. No final da década passada, a IUPAC propôs outra maneira: as famílias seriam indicadas por algarismos arábicos de 1 a 18 , eliminando-se as letras A e B
  • 11. FAMÍLIAS A E ZERO Os elementos que constituem essas famílias são denominados elementos representativos , e seus elétrons mais energéticos estão situados em subníveis s ou p . Nas famílias A, o número da família indica a quantidade de elétrons na camada de valência . Elas recebem ainda nomes característicos.
  • 12. EXEMPLO Si (Z = 14): 2 – 8 - 4 Família IV A Se ( Z = 34): ???? Resposta: Família VI A
  • 13. FAMÍLIA NOME COMPONENTES 1 A METAIS ALCALINOS Li, Na, K, Rb, Cs, Fr 2 A METAIS ALCALINOS- TERROSOS Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra 6 A CALCOGÊNIOS O, S, Se, Te, Po 7 A HALOGÊNIOS F, Cl, Br, I, At 8 A GASES NOBRES He, Ne, Ar, Kr, Xe, Rn
  • 14. FAMÍLIAS B Os elementos dessas famílias são denominados genericamente elementos de transição . Uma parte deles ocupa o bloco central da tabela periódica, de IIIB até IIB (10 colunas).
  • 15. PERÍODOS Na tabela atual existem sete períodos , e o número do período corresponde à quantidade de níveis (camadas) eletrônicos que os elementos químicos apresentam. RESUMINDO!!! PERÍODO CORRESPONDE AO NÚMERO DE CAMADAS DO ÁTOMO
  • 16. Exemplo: Sódio (Na) – Z = 11 2 - 8 - 1 Período: 3º Família: 1A – Metais Alcalinos
  • 17. O hidrogênio (H), embora apareça na coluna IA, não é um metal alcalino e algumas classificações preferem colocá-lo fora da Tabela. Todos os elementos situados após o urânio (Z=92) não existem na natureza, devendo, pois, serem preparados artificialmente. São denominados elementos transurânicos (além desses, são também artificiais os elementos tecnécio-43, promécio-61 e astato-85).
  • 18. CLASSIFICAÇÃO DOS ELEMENTOS HIDROGÊNIO METAIS AMETAIS OU NÃO-METAIS SEMI-METAIS GASES NOBRES
  • 19.  
  • 20. METAIS Apresentam brilho quando polidos; Sob temperatura ambiente, apresentam-se no estado sólido , a única exceção é o mercúrio, um metal líquido; São bons condutores de calor e eletricidade ; São resistentes, maleáveis e dúcteis
  • 21. AMETAIS OU NÃO-METAIS Existem nos estados sólidos (iodo, enxofre, fósforo, carbono) e gasoso (nitrogênio, oxigênio, flúor); a exceção é o bromo, um não-metal líquido; não apresentam brilho , são exceções o iodo e o carbono sob a forma de diamante; não conduzem bem o calor a eletricidade , com exceção do carbono sob a forma de grafite;
  • 22. Maleabilidade capacidade de ser transformado em lâminas. Ductibilidade capacidade de ser estirado em fios. Alguns elementos apresentam propriedades intermediárias entre os metais e os não-metais, recebendo o nome de semi-metais ou metalóides. METAIS NÃO-METAIS Geralmente sólidos à temperatura ambiente. Podem ser sólidos, líquidos ou gasosos. Brilho característico. Não apresentam brilho característico. Bons condutores de calor e eletricidade. Maus condutores de calor e eletricidade. Maleáveis e dúcteis. Não são maleáveis e nem dúcteis. Formam geralmente cátions. Formam geralmente ânions.
  • 23. GASES NOBRES Elementos químicos que dificilmente se combinam com outros elementos – hélio, neônio, argônio, criptônio, xenônio e radônio. Possuem a última camada eletrônica completa, ou seja, 8 elétrons. A única exceção é o hélio, que possui uma única camada, a camada K, que está completa com 2 elétrons.
  • 24. EXERCÍCIOS Um elemento cujo átomo apresenta, no estado fundamental, 2 elétrons na 4ª camada , ocupa a seguinte posição na classificação periódica: a) 6º período, família 2B. b) 5º período, família 2A. c) 4º período, família 1B. d) 4º período, família 2A. RESPOSTA: D
  • 25. O halogênio do 5.° período da tabela periódica tem número atômico igual a: a) 17. b) 57. c) 55. d) 45. e) 53. RESPOSTA: E
  • 26. Um átomo de um elemento químico A, pertencente à família dos calcogênios, está situado no 3  período e apresenta 17 nêutrons . Determine seu número atômico (Z) e seu número de massa (A). RESPOSTA: Z = 16 e A = 33
  • 27. PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS DA TABELA Prof. Almirzinho
  • 28. PROPRIEDADES PERIÓDICAS São aquelas que, à medida que o número atômico aumenta , assumem valores crescentes ou decrescentes em cada período , ou seja, repetem-se periodicamente.
  • 29. RAIO ATÔMICO ENERGIA DE IONIZAÇÃO AFINIDADE ELETRÔNICA ELETRONEGATIVIDADE ELETROPOSITIVIDADE REATIVIDADE PROPRIEDADES FÍSICAS
  • 30. RAIO ATÔMICO: O TAMANHO DO ÁTOMO É a distância que vai do núcleo do átomo até o seu elétron mais externo.
  • 31. De maneira geral, para comparar o tamanho dos átomos, devemos levar em conta dois fatores : Número de níveis (camadas): quanto maior o número de níveis, maior será o tamanho do átomo. Caso os átomos comparados apresentem o mesmo número de níveis (camadas), devemos usar outro critério. Número de prótons: o átomo que apresenta maior número de prótons exerce uma maior atração sobre seus elétrons, o que ocasiona uma redução no seu tamanho.
  • 32. He H Li Na K Rb Cs Fr RAIO ATÔMICO
  • 33.  
  • 34. RAIO ATÔMICO Número de elementos em cada período: 2, 8, 8, 18, 18, 32
  • 36. ENERGIA (OU POTENCIAL) DE IONIZAÇÃO É a energia necessária para remover um ou mais elétrons de um átomo isolado no estado gasoso. X (g) + Energia -> X + (g) + e -
  • 37. Quanto maior o tamanho do átomo, menor será a energia de ionização. He Ne Ar Kr Xe Rn H Fr
  • 38.  
  • 39. 1ª E. I. 2ª E. I.
  • 40.  
  • 41. AFINIDADE ELETRÔNICA OU ELETROAFINIDADE É a energia liberada quando um átomo isolado, no estado gasoso ,“captura” um elétron. X (g) + e - -> X - (g) + Energia
  • 42. H Fr AFINIDADE ELETRÔNICA F
  • 43. ELETRONEGATIVIDADE A força de atração exercida sobre os elétrons de uma ligação
  • 44. B C N O F Cl Br I H Fr ELETRONEGATIVIDADE
  • 45.  
  • 47. DENSIDADE É relação entre a massa e o volume de uma amostra D = Massa (g) Volume (cm 3 )
  • 48. Os Ósmio (Os) é o elemento mais denso (22,5 g/cm 3 )
  • 49. TEMPERATURA DE FUSÃO (TF) E TEMPERATURA DE EBULIÇÃO (TE) TF : temperatura na qual uma substância passa do estado sólido para o estado líquido. TE: temperatura na qual uma substância passa do estado líquido para o estado gasoso.
  • 50. O tungstênio (W) apresenta TF = 3410  C
  • 51. EXERCÍCIOS Considere os íons 9 F - , 17 Cl - , 11 Na + e ordene em ordem crescente de raio atômico. RESPOSTA: Na + < F - < Cl -
  • 52. Considerando a posição dos elementos na tabela periódica e as tendências apresentadas por suas propriedades periódicas, pode-se afirmar que: a) um átomo de halogênio do 4° período apresenta menor energia de ionização do que um átomo de calcogênio do mesmo período. b) um metal alcalino terroso do 3° período apresenta menor raio atômico do que um metal do 5° período e do mesmo grupo. c) um átomo de gás nobre do 2° período tem maior raio atômico do que um átomo de gás nobre do 6° período. d) um átomo de ametal do grupo 14 é mais eletronegativo do que um átomo de ametal do grupo 16, no mesmo período. e) um átomo de metal do grupo 15 é mais eletropositivo do que um átomo de metal do grupo 1 , no mesmo período. RESPOSTA: B