SlideShare uma empresa Scribd logo
Soja para a Saúde
                                Alimentos a base de soja têm sido importantes na dieta da Ásia
                                Oriental onde são valorizados pelo seu conteúdo nutricional e
                                versatilidade culinária. Para ocidentais com consciência de saúde, os
                                alimentos a base de soja e outros legumes estão entre as opções
                                para atender as necessidades protéicas.
                                As Evidências sugerem que a proteína da dieta é mais saciador do
                                que gordura e carboidratos e, portanto, potencialmente benéfica
                                para o controle de peso 1. A proteína da dieta também é necessária
                                para o desenvolvimento muscular em resposta ao treinamento de
                                força 2-9 e para manter ossos fortes 10.
                                Alimentos a base de soja são ricos em vitaminas e minerais,
                                incluindo folato e potássio. Eles são excelente fonte de fitoquímicos,
                                compostos de plantas que não são nutrientes essenciais, mas são
                                biologicamente ativos. Alguns alimentos de soja são também boa
                                fonte de fibras 11.
                                Nos últimos 15 anos, a soja tem atraído a atenção de pesquisadores
                                pelo seu potencial de reduzir os riscos de doenças crônicas.. Uma
                                razão importante para esse interesse é que a soja é uma fonte única
                                de isoflavonas na dieta.
                                Apesar de mais pesquisas serem necessárias, os achados sugerem
                                que a soja pode reduzir o risco de doenças cardíacas, osteoporose e
certos tipos de câncer e pode aliviar sintomas de menopausa.
Evidências Clínicas e epidemiológicas sugerem uma ingestão razoável de alimentos a base de soja é
de duas a 3 porções diárias12.
As agências de saúde governamentais e laboratórios de pesquisa acadêmica estão investigando
rigorosamente o potencial da soja em reduzir câncer. O interesse nessa área têm sido motivado por
duas observações iniciais:
- A soja contém um número de compostos quimiopreventivos (anti-cancer) 13.
- Taxas de câncer são menores em países que consomem muita soja14.

Câncer de Mama
O efeito protetor da soja contra o câncer de mama é uma das hipóteses mais excitantes no campo
da dietoterapia do câncer. 15 Pesquisas epidemiológicas sugerem que somente uma ou duas
porções de soja por dia durante a infância ou adolescência pode reduzir o câncer de mama na fase
adulta em até 50%. 16,17 Além disso, as evidências sugerem que a soja reduz o risco porque causa
uma transformação permanente nas células da mama, tornando-as mais resistentes ao câncer. 15
“Nossos estudos sugerem que a combinação dos compostos fitoquímicos da soja + chá verde
poderia ser utilizada como um regime alimentar potencialmente eficaz para inibir a progressão do
câncer de mama estrógeno-positivo (o mais comum).”
Anticâncer - David Servan-Schreiber Pág. 130
Câncer de Próstata
                               Estudos em animais indicam que a proteína de soja e isoflavonas
                               suprimem o desenvolvimento de câncer de próstata induzido e
                               espontâneo. 18 Outros estudos animais mostram que a proteína de
                               soja e isoflavonas também inibem o crescimento de tumores
                               existentes. 19
                               Os estudos epidemiológicos sugerem que homens que ingerem
                               alimentos com soja regularmente têm menor probabilidade de
                               desenvolver câncer de próstata do que aqueles que não comem
                               soja. 20,21 Estudos preliminares também mostram que a proteína de
                               soja e as isoflavonas podem diminuir o aumento das taxas de PSA
                               em homens diagnosticados com câncer de próstata. 22

                               LUNASINA:
                               Um novo peptídeo redutor de colesterol e quimio-preventivo do
                               câncer. Além do seu papel na quimio-prevenção do câncer, evidências
                               científicas indicam que a lunasina é um componente chave da proteína de
                               soja responsável por suas propriedades hipocolesterolêmicas. A lunasina
bloqueia a expressão do gene da enzima HMG-CoA Redutase (responsável pela produção de
colesterol intracelular), promovendo um resultado semelhante ao das Estatinas.
http://www.lunasin.com/AboutLunasin/tabid/57/Default.aspx

Saúde Cardíaca
                                  A Associação Americana do Coração tem reconhecido os
                                  alimentos a base soja pelo seu papel em uma dieta saudável para
                                  o coração. 23 O FDA também aprovou um anúncio de saúde para a
                                  proteína da soja e as doenças coronárias. 24 Anúncios similares
                                  tem sido aprovados em vários outros países.
                                  Estudos mostraram que Asiáticos que consomem grandes
                                  quantidades de soja tem probabilidade maior de 50% de não
                                  sofrer ataques do coração ou doenças cardíacas do que asiáticos
                                  que comem menos soja. 31
                                  Reduzindo os riscos de doenças cardiovasculares
Os alimentos ricos em soja afetam a saúde cardíaca de 3 formas:
- A proteína de soja baixa diretamente os níveis de colesterol sanguíneos. Análises recentes indicam
  que a proteína de soja diminui os níveis de colesterol LDL de 3 a 5%.23, 25 Depois de um período de
  muitos anos, cada ponto percentual de queda no LDL pode reduzir as doenças cardíacas em 2 a
  5%.26, 27
- Alimentos com soja são pobres em gordura saturada. Substituir outros alimentos ricos em
  proteína por alimentos com soja pode diminuir o conteúdo geral de gordura saturada na dieta do
  indivíduo.
- A soja pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares de formas independentes dos efeitos dos
  níveis de colesterol. Por exemplo, a soja:
- Aumenta moderadamente os níveis de HDL 25
       - Diminui os níveis séricos de triglicerídeos 25
       - Torna o LDL menos aterogênico 28
       - Melhora diretamente a saúde das artérias coronárias.

Osteoporose
Alimentos ricos em soja podem ser parte de uma dieta saudável para promover a saúde óssea. A
proteína de alta qualidade da soja é importante para construir ossos saudáveis. Além disso, o cálcio
em leite de soja fortificado e no Tofu é muito bem absorvido. 32
Isoflavonas de soja podem ter um efeito positivo nos ossos, embora isso permaneça especulativo.
Mais de 30 testes clínicos têm examinado os efeitos da isoflavona em alimentos ricos em soja ou
suplementos de isoflavonas na densidade mineral dos ossos em mulheres pós-menopausa.33 Além
disso, estudos epidemiológicos mostram que entre asiáticos, alta ingestão de soja está associada a
um terço da redução de riscos de fratura.31

Menopausa
Mais de 50 estudos clínicos examinaram os efeitos dos alimentos ricos
em soja ou suplementos de isoflavonas sobre a frequência de ondas de
calores e/ou severidade. 34-37
Os resultados desses testes são encorajadores o suficiente para
recomendar que mulheres tentem suplementos de isoflavonas ou
alimentos ricos em soja para aliviar as ondas de calor. Os benefícios são
geralmente aparentes em 4 semanas.

SOJA – Pesquisa revela efeitos Emagrecedores e Anti-inflamatórios
Se você está pensando em perder peso, uma pesquisa feita pela
Universidade de Illinois pode dar novos rumos ao seu plano. O estudo
diz que certos tipos de proteína da soja podem inibir o acúmulo de
gordura e reduzir os efeitos das inflamações no organismo. A soja é rica em betaconglicinina, que
pode diminuir o limite de acumulação das células de gordura, inibindo uma enzima responsável
pela síntese do ácido graxo.
http://oqueeutenho.uol.com.br/portal/2010/10/29/soja-pode-ajudar-a-emagrecer-diz-pesquisa/

As desvantagens da Soja IN NATURA
                              É importante observar que, embora estas desvantagens não se
                              aplicam a alimentos de soja fermentados, como a fermentação
                              parece destruir as toxinas da soja.
                              • A soja contém altas quantidades de fitato, uma substância que
                              bloqueia a absorção do corpo do cálcio, magnésio, ferro, cobre e
                              zinco.
                              • A soja contém inibidores que bloqueiam a ação da tripsina e
                              outras enzimas necessárias para digerir a proteína. Estes inibidores
                              da enzima não são desativadas completamente durante um
cozimento comum.
• A soja contém Hemaglutinina, uma substância que promove coagulação intravascular.
• A soja contém agentes groitogênicos que inibem o hormônio tireoidiano, promove a formação de
uma tireóide aumentada de tamanho, ou bócio.

OBS. Para saber mais sobre os Benefícios da Soja para a Saúde Humana, visite o website:
http://soyconnection.com/

(Traduzido por Henrique Autran)

Referências Bibliográficas
1. Astrup A. The satiating power of protein--a key to obesity prevention? Am J Clin Nutr 2005;82:1-2.
2. Wolfe RR. The underappreciated role of muscle in health and disease. Am J Clin Nutr 2006;84:475-82.
3. Haub MD, Wells AM, Campbell WW. Beef and soy-based food supplements differentially affect serum lipoprotein-lipid profiles
because of changes in carbohydrate intake and novel nutrient intake ratios in older men who resistive-train. Metabolism
2005;54:769-74.
4. Haub MD, Wells AM, Tarnopolsky MA, Campbell WW. Effect of protein source on resistive-training-induced changes in body
composition and muscle size in older men. Am J Clin Nutr 2002;76:511-7.
5. Brown EC, Disilvestro RA, Babaknia A, Devor ST. Soy versus whey protein bars: Effects on exercise training impact on lean body
mass and antioxidant status. Nutr J 2004;3:22.
6. Rubin S, Kalman D, Martinez ME, Krieger DR. A randomized double-blind clinical pilot trial evaluating the effect of protein source
when combined with resistance training in body composition and sex hormones in adult males. FASEB J 2005:Abstract LB250.
7. Candow DG, Burke NC, Smith-Palmer T, Burke DG. Effect of whey and soy protein supplementation combined with resistance
training in young adults. Int J Sport Nutr Exerc Metab 2006;16:233-44.
8. Laskowski R, Antosiewicz J. Increased adaptability of young judo sportsmen after protein supplementation. J Sports Med Phys
Fitness 2003;43:342-6.
9. Stroescu V, Dragan J, Simionescu L, Stroescu OV. Hormonal and metabolic response in elite female gymnasts undergoing strenuous
training and supplementation with SUPRO Brand Isolated Soy Protein. J Sports Med Phys Fitness 2001;41:89-94.
10. Dawson-Hughes B. Interaction of dietary calcium and protein in bone health in humans. J Nutr 2003;133:852S-4S.
11. Messina MJ. Legumes and soybeans: overview of their nutritional profiles and health effects. Am J Clin Nutr 1999;70:439S-50S.
12. Messina M, Messina V. Provisional Recommended Soy Protein and Isoflavone Intakes for Healthy Adults: Rationale. Nutr Today
2003;38:100-9.
13. Messina M, Barnes S. The role of soy products in reducing risk of cancer. J Natl Cancer Inst 1991;83:541-6.
14. Pisani P, Bray F, Parkin DM. Estimates of the world-wide prevalence of cancer for 25 sites in the adult population. Int J Cancer
2002;97:72-81.
15. Whitsett TG, Jr., Lamartiniere CA. Genistein and resveratrol: mammary cancer chemoprevention and mechanisms of action in the
rat. Expert Rev Anticancer Ther 2006;6:1699-706.
16. Shu XO, Jin F, Dai Q, et al. Soyfood Intake during Adolescence and Subsequent Risk of Breast Cancer among Chinese Women.
Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 2001;10:483-8.
17. Wu AH, Yu MC, Tseng CC, Stanczyk FZ, Pike MC. Dietary patterns and breast cancer risk in Asian American women. Am J Clin Nutr
2009.
18. Messina M. Emerging evidence on the role of soy in reducing prostate cancer risk. Nutr Rev 2003;61:117-31.
19. Zhou JR, Yu L, Zhong Y, Blackburn GL. Soy phytochemicals and tea bioactive components synergistically inhibit androgen-sensitive
human prostate tumors in mice. J Nutr 2003;133:516-21.
20. Yan L, Spitznagel EL. Meta-analysis of soy food and risk of prostate cancer in men. Int J Cancer 2005;117:667-9.
21. Yan L, Spitznagel EL. Soy consumption and prostate cancer risk in men: a revisit of a meta-analysis. Am J Clin Nutr 2009.
22. Messina M, Kucuk O, Lampe JW. An overview of the health effects of isoflavones with an emphasis on prostate cancer risk and
prostate-specific antigen levels. J AOAC Int 2006;89:1121-34.
23. Sacks FM, Lichtenstein A, Van Horn L, Harris W, Kris-Etherton P, Winston M. Soy protein, isoflavones, and cardiovascular health:
an American Heart Association Science Advisory for professionals from the Nutrition Committee. Circulation 2006;113:1034-
24. Food Labeling: Health Claims; Soy Protein and Coronary Heart Disease. In: Federal Register: (Volume 64, Number 206)];
1999:57699-733.
25. Zhan S, Ho SC. Meta-analysis of the effects of soy protein containing isoflavones on the lipid profile. Am J Clin Nutr 2005;81:397-
408.
26. Law MR, Wald NJ, Thompson SG. By how much and how quickly does reduction in serum cholesterol concentration lower risk of
ischaemic heart disease? BMJ 1994;308:367-72.
27. Law MR, Wald NJ, Wu T, Hackshaw A, Bailey A. Systematic underestimation of association between serum cholesterol
concentration and ischaemic heart disease in observational studies: data from the BUPA study. BMJ 1994;308:363-6.
28. Desroches S, Mauger JF, Ausman LM, Lichtenstein AH, Lamarche B. Soy protein favorably affects LDL size independently of
isoflavones in hypercholesterolemic men and women. J Nutr 2004;134:574-9.
29. Squadrito F, Altavilla D, Morabito N, et al. The effect of the phytoestrogen genistein on plasma nitric oxide concentrations,
endothelin-1 levels and endothelium dependent vasodilation in postmenopausal women. Atherosclerosis 2002;163:339-47.
30. Squadrito F, Altavilla D, Crisafulli A, et al. Effect of genistein on endothelial function in postmenopausal women: a randomized,
double-blind, controlled study. Am J Med 2003;114:470-6.
31. Zhang X, Shu XO, Gao YT, et al. Soy food consumption is associated with lower risk of coronary heart disease in Chinese women. J
Nutr 2003;133:2874-8.
32. Zhao Y, Martin BR, Weaver CM. Calcium Bioavailability of Calcium Carbonate Fortified Soymilk Is Equivalent to Cow’s Milk in
Young Women. J Nutr 2005;135:2379-82.
33. Messina M, Ho S, Alekel DL. Skeletal benefits of soy isoflavones: a review of the clinical trial and epidemiologic data. Curr Opin
Clin Nutr Metab Care 2004;7:649-58.
34. Nelson HD, Vesco KK, Haney E, et al. Nonhormonal therapies for menopausal hot flashes: systematic review and meta-analysis.
JAMA 2006;295:2057-71.
35. Messina M, Hughes C. Efficacy of soyfoods and soybean isoflavone supplements for alleviating menopausal symptoms is
positively related to initial hot flush frequency. J Med Food 2003;6:1-11.
36. Williamson-Hughes PS, Flickinger BD, Messina MJ, Empie MW. Isoflavone supplements containing predominantly genistein
reduce hot flash symptoms: a critical review of published studies. Menopause 2006;13:831-9.
37. Howes LG, Howes JB, Knight DC. Isoflavone therapy for menopausal flushes: a systematic review and meta-analysis. Maturitas
2006;55:203-11.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dia da alimentação - 6ºG
Dia da alimentação - 6ºGDia da alimentação - 6ºG
Dia da alimentação - 6ºG
CRE -EB23 Galopim de Carvalho
 
AlimentaçãO
AlimentaçãOAlimentaçãO
AlimentaçãO
veronicasilva
 
Apresentação sobre Nutrição
Apresentação sobre NutriçãoApresentação sobre Nutrição
Apresentação sobre Nutrição
Falec
 
Habitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doençasHabitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doenças
SuseGonzalez
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
Eduarda Cortina
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
osengenhocas
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
Hiderson Marciano
 
A higiene alimentar
A higiene alimentarA higiene alimentar
A higiene alimentar
Jvicente Garrett Dos Santos
 
Slides sobre alimentação
Slides sobre alimentaçãoSlides sobre alimentação
Slides sobre alimentação
thayscler
 
ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...
ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...
ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentacao pre escolar
Alimentacao pre escolarAlimentacao pre escolar
Alimentacao pre escolar
Cláudio Fernandes Dos Santos
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
cipasap
 
Meu primeiro slide - alimentação saudável
Meu primeiro slide - alimentação saudávelMeu primeiro slide - alimentação saudável
Meu primeiro slide - alimentação saudável
Kailane Lima
 
Guia alimentacao equilibrada
Guia alimentacao equilibradaGuia alimentacao equilibrada
Guia alimentacao equilibrada
barbiebruxadoleste
 
Power point alimentação e cozinha saudáveis
Power point alimentação e cozinha saudáveisPower point alimentação e cozinha saudáveis
Power point alimentação e cozinha saudáveis
lurdesmon
 
Origem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evolução
Origem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evoluçãoOrigem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evolução
Origem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evolução
Alberto Nilson
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
Alimentação e nutrição
Alimentação e nutriçãoAlimentação e nutrição
Alimentação e nutrição
Luciana Foerstnow
 
Alimentação, nutrição e saúde
Alimentação, nutrição e saúdeAlimentação, nutrição e saúde
Alimentação, nutrição e saúde
fabriciosv
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
lyviamorais
 

Mais procurados (20)

Dia da alimentação - 6ºG
Dia da alimentação - 6ºGDia da alimentação - 6ºG
Dia da alimentação - 6ºG
 
AlimentaçãO
AlimentaçãOAlimentaçãO
AlimentaçãO
 
Apresentação sobre Nutrição
Apresentação sobre NutriçãoApresentação sobre Nutrição
Apresentação sobre Nutrição
 
Habitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doençasHabitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doenças
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
A higiene alimentar
A higiene alimentarA higiene alimentar
A higiene alimentar
 
Slides sobre alimentação
Slides sobre alimentaçãoSlides sobre alimentação
Slides sobre alimentação
 
ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...
ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...
ALIMENTAÇÃO & NUTRIÇÃO: DESMISTIFICANDO DÚVIDAS. Guia para profissionais de s...
 
Alimentacao pre escolar
Alimentacao pre escolarAlimentacao pre escolar
Alimentacao pre escolar
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Meu primeiro slide - alimentação saudável
Meu primeiro slide - alimentação saudávelMeu primeiro slide - alimentação saudável
Meu primeiro slide - alimentação saudável
 
Guia alimentacao equilibrada
Guia alimentacao equilibradaGuia alimentacao equilibrada
Guia alimentacao equilibrada
 
Power point alimentação e cozinha saudáveis
Power point alimentação e cozinha saudáveisPower point alimentação e cozinha saudáveis
Power point alimentação e cozinha saudáveis
 
Origem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evolução
Origem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evoluçãoOrigem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evolução
Origem e Valor Nutricional dos alimentos na historia da evolução
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
 
Alimentação e nutrição
Alimentação e nutriçãoAlimentação e nutrição
Alimentação e nutrição
 
Alimentação, nutrição e saúde
Alimentação, nutrição e saúdeAlimentação, nutrição e saúde
Alimentação, nutrição e saúde
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
 

Semelhante a SOJA PARA A SUA SAÚDE

347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer
Ariston Guilhermino
 
A soja e_seus_beneficios
A soja e_seus_beneficiosA soja e_seus_beneficios
A soja e_seus_beneficios
Flavio Silva
 
Get attachment
Get attachmentGet attachment
Get attachment
Laidybird
 
EMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula Pereira
EMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula PereiraEMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula Pereira
EMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula Pereira
SPEM - Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla
 
Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020
Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020
Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Iogurte
IogurteIogurte
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga prontoProjeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
manhosinha
 
21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado
21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado
21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado
Tookmed
 
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga prontoProjeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
olgacelho
 
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga prontoProjeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
olgacelho
 
Conheça os benefícios do iogurte
Conheça os benefícios do iogurteConheça os benefícios do iogurte
Conheça os benefícios do iogurte
Teresa Batista
 
A L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R A
A L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R AA L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R A
A L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R A
guest764b902
 
alimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolin
alimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolinalimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolin
alimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolin
marlene_herter
 
Palestra Alimentação Saudável -2009
Palestra Alimentação Saudável -2009Palestra Alimentação Saudável -2009
Palestra Alimentação Saudável -2009
guest764b902
 
Dieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefícios
Dieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefíciosDieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefícios
Dieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefícios
Tookmed
 
Quinoa
QuinoaQuinoa
Grão de-bico (som)
Grão de-bico (som)Grão de-bico (som)
Grão de-bico (som)
Umberto Pacheco
 
Grão de Bico
Grão de BicoGrão de Bico
Grão de Bico
BiaEsteves
 
Grao de-bico
Grao de-bicoGrao de-bico
Grao de-bico
José Romão
 
Grao de-bico
Grao de-bicoGrao de-bico
Grao de-bico
Paulo Bachur
 

Semelhante a SOJA PARA A SUA SAÚDE (20)

347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer347 alimentos anti cancer
347 alimentos anti cancer
 
A soja e_seus_beneficios
A soja e_seus_beneficiosA soja e_seus_beneficios
A soja e_seus_beneficios
 
Get attachment
Get attachmentGet attachment
Get attachment
 
EMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula Pereira
EMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula PereiraEMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula Pereira
EMcontro SPEM: Nutrição na Esclerose Múltipla - 3 outubro 2015 - Paula Pereira
 
Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020
Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020
Vegetarianismo na infância e adolescência / Tema para a SMAM 2020
 
Iogurte
IogurteIogurte
Iogurte
 
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga prontoProjeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
 
21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado
21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado
21 Alimentos essenciais para a saúde do fígado
 
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga prontoProjeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
 
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga prontoProjeto de inclusão digital na terceira olga pronto
Projeto de inclusão digital na terceira olga pronto
 
Conheça os benefícios do iogurte
Conheça os benefícios do iogurteConheça os benefícios do iogurte
Conheça os benefícios do iogurte
 
A L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R A
A L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R AA L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R A
A L I M E N T AÇÃ O P A L E S T R A
 
alimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolin
alimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolinalimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolin
alimentação saudável joaçaba marlene herter dalmolin
 
Palestra Alimentação Saudável -2009
Palestra Alimentação Saudável -2009Palestra Alimentação Saudável -2009
Palestra Alimentação Saudável -2009
 
Dieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefícios
Dieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefíciosDieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefícios
Dieta Paleo o guia do iniciante e 7 benefícios
 
Quinoa
QuinoaQuinoa
Quinoa
 
Grão de-bico (som)
Grão de-bico (som)Grão de-bico (som)
Grão de-bico (som)
 
Grão de Bico
Grão de BicoGrão de Bico
Grão de Bico
 
Grao de-bico
Grao de-bicoGrao de-bico
Grao de-bico
 
Grao de-bico
Grao de-bicoGrao de-bico
Grao de-bico
 

Mais de David Menezes

Bebidas Açucaradas e a Epidemia de Obesidade
Bebidas Açucaradas e a Epidemia de ObesidadeBebidas Açucaradas e a Epidemia de Obesidade
Bebidas Açucaradas e a Epidemia de Obesidade
David Menezes
 
As novas combinações alimentares e a saúde humana
As novas combinações alimentares e a saúde humanaAs novas combinações alimentares e a saúde humana
As novas combinações alimentares e a saúde humana
David Menezes
 
A Redenção da Gordura (Revista VEJA)
A Redenção da Gordura (Revista VEJA)A Redenção da Gordura (Revista VEJA)
A Redenção da Gordura (Revista VEJA)
David Menezes
 
9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES
9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES
9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES
David Menezes
 
Como elaborar um plano de metas (jim rohn)
Como elaborar um plano de metas (jim rohn)Como elaborar um plano de metas (jim rohn)
Como elaborar um plano de metas (jim rohn)
David Menezes
 
Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)
Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)
Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)
David Menezes
 
A CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary Small
A CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary SmallA CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary Small
A CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary Small
David Menezes
 
Chá Verde (camellia sinensis)
Chá Verde (camellia sinensis)Chá Verde (camellia sinensis)
Chá Verde (camellia sinensis)
David Menezes
 
COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)
COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)
COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)
David Menezes
 
COMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTO
COMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTOCOMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTO
COMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTO
David Menezes
 
A chave para chegar bem aos 100 anos
A chave para chegar bem aos 100 anosA chave para chegar bem aos 100 anos
A chave para chegar bem aos 100 anos
David Menezes
 
Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)
Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)
Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)
David Menezes
 
A síndrome do fofão
A síndrome do fofãoA síndrome do fofão
A síndrome do fofão
David Menezes
 
Os grandes riscos da obesidade infantil
Os grandes riscos da obesidade infantilOs grandes riscos da obesidade infantil
Os grandes riscos da obesidade infantil
David Menezes
 
Melancia
MelanciaMelancia
Melancia
David Menezes
 
Empowerment (Ken Blanchard)
Empowerment (Ken Blanchard)Empowerment (Ken Blanchard)
Empowerment (Ken Blanchard)
David Menezes
 

Mais de David Menezes (16)

Bebidas Açucaradas e a Epidemia de Obesidade
Bebidas Açucaradas e a Epidemia de ObesidadeBebidas Açucaradas e a Epidemia de Obesidade
Bebidas Açucaradas e a Epidemia de Obesidade
 
As novas combinações alimentares e a saúde humana
As novas combinações alimentares e a saúde humanaAs novas combinações alimentares e a saúde humana
As novas combinações alimentares e a saúde humana
 
A Redenção da Gordura (Revista VEJA)
A Redenção da Gordura (Revista VEJA)A Redenção da Gordura (Revista VEJA)
A Redenção da Gordura (Revista VEJA)
 
9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES
9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES
9 EFEITOS COLATERAIS PERTURBADORES DOS REFRIGERANTES
 
Como elaborar um plano de metas (jim rohn)
Como elaborar um plano de metas (jim rohn)Como elaborar um plano de metas (jim rohn)
Como elaborar um plano de metas (jim rohn)
 
Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)
Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)
Como elaborar um plano de metas (zig ziglar)
 
A CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary Small
A CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary SmallA CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary Small
A CIÊNCIA DA LONGEVIDADE - Dr. Gary Small
 
Chá Verde (camellia sinensis)
Chá Verde (camellia sinensis)Chá Verde (camellia sinensis)
Chá Verde (camellia sinensis)
 
COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)
COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)
COMIDA (Verdades e Mitos sobre sua Alimentação)
 
COMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTO
COMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTOCOMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTO
COMO (DE FATO) MELHORAR USANDO MATERIAIS DE AUTO APRIMORAMENTO
 
A chave para chegar bem aos 100 anos
A chave para chegar bem aos 100 anosA chave para chegar bem aos 100 anos
A chave para chegar bem aos 100 anos
 
Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)
Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)
Revista VEJA Ed. 2174 (Vendas Diretas & Marketing Multinível)
 
A síndrome do fofão
A síndrome do fofãoA síndrome do fofão
A síndrome do fofão
 
Os grandes riscos da obesidade infantil
Os grandes riscos da obesidade infantilOs grandes riscos da obesidade infantil
Os grandes riscos da obesidade infantil
 
Melancia
MelanciaMelancia
Melancia
 
Empowerment (Ken Blanchard)
Empowerment (Ken Blanchard)Empowerment (Ken Blanchard)
Empowerment (Ken Blanchard)
 

SOJA PARA A SUA SAÚDE

  • 1. Soja para a Saúde Alimentos a base de soja têm sido importantes na dieta da Ásia Oriental onde são valorizados pelo seu conteúdo nutricional e versatilidade culinária. Para ocidentais com consciência de saúde, os alimentos a base de soja e outros legumes estão entre as opções para atender as necessidades protéicas. As Evidências sugerem que a proteína da dieta é mais saciador do que gordura e carboidratos e, portanto, potencialmente benéfica para o controle de peso 1. A proteína da dieta também é necessária para o desenvolvimento muscular em resposta ao treinamento de força 2-9 e para manter ossos fortes 10. Alimentos a base de soja são ricos em vitaminas e minerais, incluindo folato e potássio. Eles são excelente fonte de fitoquímicos, compostos de plantas que não são nutrientes essenciais, mas são biologicamente ativos. Alguns alimentos de soja são também boa fonte de fibras 11. Nos últimos 15 anos, a soja tem atraído a atenção de pesquisadores pelo seu potencial de reduzir os riscos de doenças crônicas.. Uma razão importante para esse interesse é que a soja é uma fonte única de isoflavonas na dieta. Apesar de mais pesquisas serem necessárias, os achados sugerem que a soja pode reduzir o risco de doenças cardíacas, osteoporose e certos tipos de câncer e pode aliviar sintomas de menopausa. Evidências Clínicas e epidemiológicas sugerem uma ingestão razoável de alimentos a base de soja é de duas a 3 porções diárias12. As agências de saúde governamentais e laboratórios de pesquisa acadêmica estão investigando rigorosamente o potencial da soja em reduzir câncer. O interesse nessa área têm sido motivado por duas observações iniciais: - A soja contém um número de compostos quimiopreventivos (anti-cancer) 13. - Taxas de câncer são menores em países que consomem muita soja14. Câncer de Mama O efeito protetor da soja contra o câncer de mama é uma das hipóteses mais excitantes no campo da dietoterapia do câncer. 15 Pesquisas epidemiológicas sugerem que somente uma ou duas porções de soja por dia durante a infância ou adolescência pode reduzir o câncer de mama na fase adulta em até 50%. 16,17 Além disso, as evidências sugerem que a soja reduz o risco porque causa uma transformação permanente nas células da mama, tornando-as mais resistentes ao câncer. 15 “Nossos estudos sugerem que a combinação dos compostos fitoquímicos da soja + chá verde poderia ser utilizada como um regime alimentar potencialmente eficaz para inibir a progressão do câncer de mama estrógeno-positivo (o mais comum).” Anticâncer - David Servan-Schreiber Pág. 130
  • 2. Câncer de Próstata Estudos em animais indicam que a proteína de soja e isoflavonas suprimem o desenvolvimento de câncer de próstata induzido e espontâneo. 18 Outros estudos animais mostram que a proteína de soja e isoflavonas também inibem o crescimento de tumores existentes. 19 Os estudos epidemiológicos sugerem que homens que ingerem alimentos com soja regularmente têm menor probabilidade de desenvolver câncer de próstata do que aqueles que não comem soja. 20,21 Estudos preliminares também mostram que a proteína de soja e as isoflavonas podem diminuir o aumento das taxas de PSA em homens diagnosticados com câncer de próstata. 22 LUNASINA: Um novo peptídeo redutor de colesterol e quimio-preventivo do câncer. Além do seu papel na quimio-prevenção do câncer, evidências científicas indicam que a lunasina é um componente chave da proteína de soja responsável por suas propriedades hipocolesterolêmicas. A lunasina bloqueia a expressão do gene da enzima HMG-CoA Redutase (responsável pela produção de colesterol intracelular), promovendo um resultado semelhante ao das Estatinas. http://www.lunasin.com/AboutLunasin/tabid/57/Default.aspx Saúde Cardíaca A Associação Americana do Coração tem reconhecido os alimentos a base soja pelo seu papel em uma dieta saudável para o coração. 23 O FDA também aprovou um anúncio de saúde para a proteína da soja e as doenças coronárias. 24 Anúncios similares tem sido aprovados em vários outros países. Estudos mostraram que Asiáticos que consomem grandes quantidades de soja tem probabilidade maior de 50% de não sofrer ataques do coração ou doenças cardíacas do que asiáticos que comem menos soja. 31 Reduzindo os riscos de doenças cardiovasculares Os alimentos ricos em soja afetam a saúde cardíaca de 3 formas: - A proteína de soja baixa diretamente os níveis de colesterol sanguíneos. Análises recentes indicam que a proteína de soja diminui os níveis de colesterol LDL de 3 a 5%.23, 25 Depois de um período de muitos anos, cada ponto percentual de queda no LDL pode reduzir as doenças cardíacas em 2 a 5%.26, 27 - Alimentos com soja são pobres em gordura saturada. Substituir outros alimentos ricos em proteína por alimentos com soja pode diminuir o conteúdo geral de gordura saturada na dieta do indivíduo. - A soja pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares de formas independentes dos efeitos dos níveis de colesterol. Por exemplo, a soja:
  • 3. - Aumenta moderadamente os níveis de HDL 25 - Diminui os níveis séricos de triglicerídeos 25 - Torna o LDL menos aterogênico 28 - Melhora diretamente a saúde das artérias coronárias. Osteoporose Alimentos ricos em soja podem ser parte de uma dieta saudável para promover a saúde óssea. A proteína de alta qualidade da soja é importante para construir ossos saudáveis. Além disso, o cálcio em leite de soja fortificado e no Tofu é muito bem absorvido. 32 Isoflavonas de soja podem ter um efeito positivo nos ossos, embora isso permaneça especulativo. Mais de 30 testes clínicos têm examinado os efeitos da isoflavona em alimentos ricos em soja ou suplementos de isoflavonas na densidade mineral dos ossos em mulheres pós-menopausa.33 Além disso, estudos epidemiológicos mostram que entre asiáticos, alta ingestão de soja está associada a um terço da redução de riscos de fratura.31 Menopausa Mais de 50 estudos clínicos examinaram os efeitos dos alimentos ricos em soja ou suplementos de isoflavonas sobre a frequência de ondas de calores e/ou severidade. 34-37 Os resultados desses testes são encorajadores o suficiente para recomendar que mulheres tentem suplementos de isoflavonas ou alimentos ricos em soja para aliviar as ondas de calor. Os benefícios são geralmente aparentes em 4 semanas. SOJA – Pesquisa revela efeitos Emagrecedores e Anti-inflamatórios Se você está pensando em perder peso, uma pesquisa feita pela Universidade de Illinois pode dar novos rumos ao seu plano. O estudo diz que certos tipos de proteína da soja podem inibir o acúmulo de gordura e reduzir os efeitos das inflamações no organismo. A soja é rica em betaconglicinina, que pode diminuir o limite de acumulação das células de gordura, inibindo uma enzima responsável pela síntese do ácido graxo. http://oqueeutenho.uol.com.br/portal/2010/10/29/soja-pode-ajudar-a-emagrecer-diz-pesquisa/ As desvantagens da Soja IN NATURA É importante observar que, embora estas desvantagens não se aplicam a alimentos de soja fermentados, como a fermentação parece destruir as toxinas da soja. • A soja contém altas quantidades de fitato, uma substância que bloqueia a absorção do corpo do cálcio, magnésio, ferro, cobre e zinco. • A soja contém inibidores que bloqueiam a ação da tripsina e outras enzimas necessárias para digerir a proteína. Estes inibidores da enzima não são desativadas completamente durante um
  • 4. cozimento comum. • A soja contém Hemaglutinina, uma substância que promove coagulação intravascular. • A soja contém agentes groitogênicos que inibem o hormônio tireoidiano, promove a formação de uma tireóide aumentada de tamanho, ou bócio. OBS. Para saber mais sobre os Benefícios da Soja para a Saúde Humana, visite o website: http://soyconnection.com/ (Traduzido por Henrique Autran) Referências Bibliográficas 1. Astrup A. The satiating power of protein--a key to obesity prevention? Am J Clin Nutr 2005;82:1-2. 2. Wolfe RR. The underappreciated role of muscle in health and disease. Am J Clin Nutr 2006;84:475-82. 3. Haub MD, Wells AM, Campbell WW. Beef and soy-based food supplements differentially affect serum lipoprotein-lipid profiles because of changes in carbohydrate intake and novel nutrient intake ratios in older men who resistive-train. Metabolism 2005;54:769-74. 4. Haub MD, Wells AM, Tarnopolsky MA, Campbell WW. Effect of protein source on resistive-training-induced changes in body composition and muscle size in older men. Am J Clin Nutr 2002;76:511-7. 5. Brown EC, Disilvestro RA, Babaknia A, Devor ST. Soy versus whey protein bars: Effects on exercise training impact on lean body mass and antioxidant status. Nutr J 2004;3:22. 6. Rubin S, Kalman D, Martinez ME, Krieger DR. A randomized double-blind clinical pilot trial evaluating the effect of protein source when combined with resistance training in body composition and sex hormones in adult males. FASEB J 2005:Abstract LB250. 7. Candow DG, Burke NC, Smith-Palmer T, Burke DG. Effect of whey and soy protein supplementation combined with resistance training in young adults. Int J Sport Nutr Exerc Metab 2006;16:233-44. 8. Laskowski R, Antosiewicz J. Increased adaptability of young judo sportsmen after protein supplementation. J Sports Med Phys Fitness 2003;43:342-6. 9. Stroescu V, Dragan J, Simionescu L, Stroescu OV. Hormonal and metabolic response in elite female gymnasts undergoing strenuous training and supplementation with SUPRO Brand Isolated Soy Protein. J Sports Med Phys Fitness 2001;41:89-94. 10. Dawson-Hughes B. Interaction of dietary calcium and protein in bone health in humans. J Nutr 2003;133:852S-4S. 11. Messina MJ. Legumes and soybeans: overview of their nutritional profiles and health effects. Am J Clin Nutr 1999;70:439S-50S. 12. Messina M, Messina V. Provisional Recommended Soy Protein and Isoflavone Intakes for Healthy Adults: Rationale. Nutr Today 2003;38:100-9. 13. Messina M, Barnes S. The role of soy products in reducing risk of cancer. J Natl Cancer Inst 1991;83:541-6. 14. Pisani P, Bray F, Parkin DM. Estimates of the world-wide prevalence of cancer for 25 sites in the adult population. Int J Cancer 2002;97:72-81. 15. Whitsett TG, Jr., Lamartiniere CA. Genistein and resveratrol: mammary cancer chemoprevention and mechanisms of action in the rat. Expert Rev Anticancer Ther 2006;6:1699-706. 16. Shu XO, Jin F, Dai Q, et al. Soyfood Intake during Adolescence and Subsequent Risk of Breast Cancer among Chinese Women. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 2001;10:483-8. 17. Wu AH, Yu MC, Tseng CC, Stanczyk FZ, Pike MC. Dietary patterns and breast cancer risk in Asian American women. Am J Clin Nutr 2009. 18. Messina M. Emerging evidence on the role of soy in reducing prostate cancer risk. Nutr Rev 2003;61:117-31. 19. Zhou JR, Yu L, Zhong Y, Blackburn GL. Soy phytochemicals and tea bioactive components synergistically inhibit androgen-sensitive human prostate tumors in mice. J Nutr 2003;133:516-21. 20. Yan L, Spitznagel EL. Meta-analysis of soy food and risk of prostate cancer in men. Int J Cancer 2005;117:667-9. 21. Yan L, Spitznagel EL. Soy consumption and prostate cancer risk in men: a revisit of a meta-analysis. Am J Clin Nutr 2009. 22. Messina M, Kucuk O, Lampe JW. An overview of the health effects of isoflavones with an emphasis on prostate cancer risk and prostate-specific antigen levels. J AOAC Int 2006;89:1121-34. 23. Sacks FM, Lichtenstein A, Van Horn L, Harris W, Kris-Etherton P, Winston M. Soy protein, isoflavones, and cardiovascular health: an American Heart Association Science Advisory for professionals from the Nutrition Committee. Circulation 2006;113:1034- 24. Food Labeling: Health Claims; Soy Protein and Coronary Heart Disease. In: Federal Register: (Volume 64, Number 206)]; 1999:57699-733. 25. Zhan S, Ho SC. Meta-analysis of the effects of soy protein containing isoflavones on the lipid profile. Am J Clin Nutr 2005;81:397- 408. 26. Law MR, Wald NJ, Thompson SG. By how much and how quickly does reduction in serum cholesterol concentration lower risk of ischaemic heart disease? BMJ 1994;308:367-72.
  • 5. 27. Law MR, Wald NJ, Wu T, Hackshaw A, Bailey A. Systematic underestimation of association between serum cholesterol concentration and ischaemic heart disease in observational studies: data from the BUPA study. BMJ 1994;308:363-6. 28. Desroches S, Mauger JF, Ausman LM, Lichtenstein AH, Lamarche B. Soy protein favorably affects LDL size independently of isoflavones in hypercholesterolemic men and women. J Nutr 2004;134:574-9. 29. Squadrito F, Altavilla D, Morabito N, et al. The effect of the phytoestrogen genistein on plasma nitric oxide concentrations, endothelin-1 levels and endothelium dependent vasodilation in postmenopausal women. Atherosclerosis 2002;163:339-47. 30. Squadrito F, Altavilla D, Crisafulli A, et al. Effect of genistein on endothelial function in postmenopausal women: a randomized, double-blind, controlled study. Am J Med 2003;114:470-6. 31. Zhang X, Shu XO, Gao YT, et al. Soy food consumption is associated with lower risk of coronary heart disease in Chinese women. J Nutr 2003;133:2874-8. 32. Zhao Y, Martin BR, Weaver CM. Calcium Bioavailability of Calcium Carbonate Fortified Soymilk Is Equivalent to Cow’s Milk in Young Women. J Nutr 2005;135:2379-82. 33. Messina M, Ho S, Alekel DL. Skeletal benefits of soy isoflavones: a review of the clinical trial and epidemiologic data. Curr Opin Clin Nutr Metab Care 2004;7:649-58. 34. Nelson HD, Vesco KK, Haney E, et al. Nonhormonal therapies for menopausal hot flashes: systematic review and meta-analysis. JAMA 2006;295:2057-71. 35. Messina M, Hughes C. Efficacy of soyfoods and soybean isoflavone supplements for alleviating menopausal symptoms is positively related to initial hot flush frequency. J Med Food 2003;6:1-11. 36. Williamson-Hughes PS, Flickinger BD, Messina MJ, Empie MW. Isoflavone supplements containing predominantly genistein reduce hot flash symptoms: a critical review of published studies. Menopause 2006;13:831-9. 37. Howes LG, Howes JB, Knight DC. Isoflavone therapy for menopausal flushes: a systematic review and meta-analysis. Maturitas 2006;55:203-11.