SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
MUNICÍPIO DE: SANTA QUITÉRIA
SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO; PROFESSORA CÉLIA MARIA BERNARDO
COORDENADORES MUNICIPAIS: MARIA SELMA RIBEIRO DA SILVA E SÔNIA MARIA PAIVA
FERREIRA
DATA: 12/08/2009



         O presente relatório vem relatar as ações da oficina realizada com professores e
coordenadores do Peteca, tendo início no dia 26/01/2009 indo até dia 28/01 do corrente
ano. A mesma ocorreu nas dependências do Hotel Tahen, onde aconteceu todo o desfecho
dos trabalhos sendo servidas ali mesmo todas as refeições.
        As 07h30min iniciamos com o credenciamento dos participantes, recebendo crachás
e material do projeto. Em seguida tivemos a abertura com a composição da mesa das
autoridades e uma linda apresentação cultural com as crianças da Casa Amiga da
Juventude sobe a coordenação do maestro Arnóbio Andrade. Na ocasião estiveram
presentes as Secretárias de Ação Social, Saúde, Administração e Educação.
       Ao termino da abertura fora servido aos participantes um pequeno coquetel de boas
vindas, sendo seguido de uma apresentação em data-show como acolhida e boas vindas a
todos. Logo após fora realizada a apresentação do projeto também com uso de data-show,
com explanação da coordenadora Sônia Paiva, falado sobre o que é o Peteca, sua
finalidade, público alvo etc.
        Em continuação falou também a coordenadora municipal Selma Ribeiro, dos
conceitos e formas de trabalho infantil. Com a continuação tivemos “Mitos e piores formas
de trabalho infantil, com exploração oral e expositiva de José Aldair, profissional preparado
e com grande experiência com projetos e adolescentes. Sendo também apresentado um
clipe – OIT – Piores formas de trabalho infantil.
        Foram trabalhados ainda os temas: Os prejuízos do trabalho infantil para a
educação, A importância de vivenciar a infância, Prejuízos do trabalho infantil para a saúde,
Proteção ao trabalhador adolescente – Direitos à profissionalização, estes através de
palestras ministradas por especialistas em educação, psicóloga, enfermeira etc. Na
explanação foi utilizados recursos como: vídeo, data-show, jogos de imagem, clipe com
exibição de crianças tendo sua infância roubada, crianças trabalhando e ainda crianças que
tem seus direitos assegurados. No dia seguinte tivemos: A atuação dos Órgãos do SGD:
CMDCA, Conselho Tutelar, onde quem comandou toda explanação foi a Conselheira Juelina
e uma pequena, mas, porém significativa participação de seu colega Antonio Bilú, que se
saíram muito bem em sua apresentação. Ainda exibimos no momento o clipe – O Brasil
contra o Trabalho Infantil. Dando continuidade podemos contar com a participação do
Defensor Público deste Município, o Dr. José Valdecy Braga.
        Contamos ainda com a belíssima apresentação da Drª. Andreza Balieiro assistente
social, que falou das Políticas Públicas e Programas Governamentais de Proteção e Defesa
dos Direitos da Criança e Adolescente.
       Fora realizado em seguida a abordagem em sala de aula do DVD da Rosinha, onde
podemos observar a indignação do público com o ocorrido na história. Realizamos também
a abordagem sobre o uso da cartilha, uma avaliação escrita, e encerramos os trabalhos do
dia 27/01/2009 com a presença do Senhor Prefeito Municipal Francisco das Chagas
Mesquita, incentivando os educadores a lutarmos juntos por maior qualidade de vida para
nossas crianças e adolescentes.
No ultimo dia iniciamos com uma mensagem com uso de data-show (Nada acontece
por acaso), que chamou a atenção dos nossos educadores presentes para a realidade em
que vivemos, houve uma boa discussão com o grupo trazendo-os a pensar sobre o que
estamos fazendo de nossas vidas, se estamos realmente contribuindo para o nosso
crescimento e de nossos semelhantes. Com a continuação dos trabalhos fora explicado
como explorar o DVD e a cartilha “Você viu a Rosinha?” e partimos para divisão dos grupos
para que pudéssemos fazer o planejamento das ações que já estão sendo realizadas nas
escolas. Encerramos a oficina, desejado a todos, sucesso com os trabalhos e os desafios
que teriam nos colocando sempre a disposição para acompanhamento e orientação nas
ações que haviam planejado.




TOTAL DE ESCOLAS PARTICIPANTES: 20 ESCOLAS

NÚMERO DE ALUNOS: 2.528
NÚMERO DE COORDENADORES: 19
NÚMERO DE PROFESSORES: 38
Anexos – Fotos do Treinamento
Abertura /Composição da mesa



                                                               Apresentação cultural




Professores e coordenadores



                                                          Palavra da Sec. de Educação




         Coord. Municipal Sônia Paiva




                                                      Coord. Municipal Maria Selma




Apresentação Drª. Emanuela                            Apresentação Drª. Germana
Apresentação, Especialista José Valdemir Matos

                                                           Público




Drª. Germana, Coord. Sônia e Drª Emanuela
                                                 Drª. Germana, Coord. Selma e Drª
Emanuela
PARTICIPARAM COMO PALESTRANTES DA OFICINA DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES E
COORDENADORES PEDAGÓGICOS: Arlene Emmanuela Martins Barbosa – Enfermeira
(Prejuízos do Trabalho Infantil para a Saúde), Germana Albuquerque Torres – Psicóloga (A
importância de Vivenciar a Infância), Marta Esmeraldina Magalhães Rodrigues –
Especialista em Educação (Prejuízos do Trabalho Infantil para a Educação), Valdemir Matos
– Coordenador da “Casa Amiga da Juventude” (Proteção do Trabalhador Adolescente –
Direitos a Profissionalização), Dr. José Valdecy Braga de Sousa – Defensor Público (Atuação
dos Órgãos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente) Juelina Pereira e Antonio
Rodrigues – Conselho Tutelar (Atuação dos Órgãos do SGD, CMDCA e Conselhos Tutelares),
dentre outros.
C

         As atividades foram se desenvolvendo, e ao decorrer do período de execução
pudemos observar a grande participação dos jovens.
        Tivemos a participação das escolas em todas as categorias, mas tivemos também
aquelas onde quase nada foi desenvolvido. Podemos citar como exemplo de escolas que
se destacaram no âmbito municipal: a Escola Municipal Dep. Chico Figueiredo (que
participou ativamente das ações, realizando de maneira satisfatória as atividades
planejadas) e a Escola João Rodrigues Pinto (que realizou belas apresentações, onde
podemos citar um drama que segue em DVD para que possa ser avaliado).
          Citamos também a escola Almerinda Jucá, que realizou uma feria cultural onde
um dos temas em destaque foi o “Projeto Peteca”. Já o Colégio Municipal Quiteriense teve
todo o desfecho e obteve como atividade para concorrer um livreto com Literatura de
Cordel.
        Sabemos das inúmeras atividades desenvolvidas pelas escolas e que se faz
necessário o envio de apenas 04 (quatro).
        Ficamos feliz em participar e ver que as ações deste Projeto obteve a apreciação de
muitos jovens e pode mudar a forma de pensar de muitos adultos que tratavam nossos
jovens como verdadeiros escravos.


Depoimento de grupo gestor e professores da escolas – Almerinda Jucá

             O projeto foi ativamente trabalhado, e principalmente, bem aceito e
desenvolvido, porque todas as pessoas envolvidas na replicabilidade do projeto
acreditaram e abraçaram o objetivo do Peteca. O que facilitou sua aplicabilidade e
aceitação foi o plano pré-traçado do Programa, que sugeriram metodologias, atividades e
avaliações dinâmicas, interativas e criativas.
             O misto de um conteúdo persuasivo que mexe diretamente no ponto fraco da
criança e na negligência das atitudes dos pais é que envolve por completo os alunos, pais e
comunidade escolar.
            O entusiasmo dos alunos é o primeiro passo para saber que o projeto teve
aceitação e continua dando certo as sementes plantadas nas escolas, visto que alcançamos
o público alvo – os pais.
            A conscientização da importância do estudo, a desilusão do falso emprego, a
inserção em cursos informatizados e concursos literários, teatrais, artístico são fortes
aliados na luta contra a exploração do trabalho da criança e do adolescente. Esse espaço de
manifestações artística e cultural foi proporcionado pelo projeto. Indiretamente o espaço e
a oportunidade reservados a atividades como essas afastam o aluno do submundo do
trabalho escravo, da prostituição, dos vícios e até mesmo do crime.



           Chegamos na etapa final do projeto, mas estamos apenas iniciando uma nova
caminhada com o olhar mais crítico e com decisões embasadas na experiência adquirida
no PETECA.



                              Fotos de ações das escolas:
                                  LITERATURA DE CORDEL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.
TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.
TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.Leonam pepper Moreira
 
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]ProgramaEscolasTEIP
 
Projeto resgatando valores2
Projeto resgatando valores2Projeto resgatando valores2
Projeto resgatando valores2maysabandeira
 
Projeto abraço solidário
Projeto abraço solidárioProjeto abraço solidário
Projeto abraço solidáriobernadetebergamo
 
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016Joana Rebelo
 
Projeto "Minha Família é um Show!"
Projeto "Minha Família é um Show!"Projeto "Minha Família é um Show!"
Projeto "Minha Família é um Show!"eliz71
 
AEE inclusão 2014 Nazira Anache
AEE inclusão 2014 Nazira AnacheAEE inclusão 2014 Nazira Anache
AEE inclusão 2014 Nazira AnacheDelziene Jesus
 
Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013colegiocpf
 
Projeto educativo
Projeto educativo Projeto educativo
Projeto educativo yabarros
 
SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1
SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1
SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1Escola João Beraldo
 
1 serie sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)
1 serie   sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)1 serie   sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)
1 serie sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)Pequenanda
 
A Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoares
A Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoaresA Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoares
A Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoaresSeduc MT
 

Mais procurados (20)

Registosde atividades
Registosde atividadesRegistosde atividades
Registosde atividades
 
TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.
TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.
TCC - INCLUSÃO MUSICAL Á DEFICIENTES VISUAIS.
 
Pe 2013 2016 creche1
Pe 2013 2016 creche1Pe 2013 2016 creche1
Pe 2013 2016 creche1
 
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
Brochura modelo frei2013 4 julho[1]
 
Boas praticas teip
Boas praticas teipBoas praticas teip
Boas praticas teip
 
Superjovens 15
Superjovens 15Superjovens 15
Superjovens 15
 
Jaguaribe2009
Jaguaribe2009Jaguaribe2009
Jaguaribe2009
 
Projeto resgatando valores2
Projeto resgatando valores2Projeto resgatando valores2
Projeto resgatando valores2
 
Projeto abraço solidário
Projeto abraço solidárioProjeto abraço solidário
Projeto abraço solidário
 
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016CV_Joana Rebelo_Maio 2016
CV_Joana Rebelo_Maio 2016
 
Informativo Escolar 2015.2 (Escola Domingos Albuquerque)
Informativo Escolar 2015.2 (Escola Domingos Albuquerque)Informativo Escolar 2015.2 (Escola Domingos Albuquerque)
Informativo Escolar 2015.2 (Escola Domingos Albuquerque)
 
Projeto "Minha Família é um Show!"
Projeto "Minha Família é um Show!"Projeto "Minha Família é um Show!"
Projeto "Minha Família é um Show!"
 
AEE inclusão 2014 Nazira Anache
AEE inclusão 2014 Nazira AnacheAEE inclusão 2014 Nazira Anache
AEE inclusão 2014 Nazira Anache
 
Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013Projeto Político Pedagógico 2013
Projeto Político Pedagógico 2013
 
Pe 2014 2015 jardim
Pe 2014 2015 jardimPe 2014 2015 jardim
Pe 2014 2015 jardim
 
Projeto educativo
Projeto educativo Projeto educativo
Projeto educativo
 
SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1
SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1
SEMANA DA EDUCAÇÃO PARA A VIDA-Parte 1
 
1 serie sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)
1 serie   sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)1 serie   sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)
1 serie sustentabilidade nas escolas alternativas sustentaveis (3)
 
A Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoares
A Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoaresA Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoares
A Interdisciplinaridade da ARTE. prrsoares
 
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.3 (III Bimestre)
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.3 (III Bimestre)Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.3 (III Bimestre)
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.3 (III Bimestre)
 

Destaque

Fevereiro 2011
Fevereiro 2011Fevereiro 2011
Fevereiro 2011Ana
 
Needs And Wants, Lesson 10
Needs And  Wants,  Lesson 10Needs And  Wants,  Lesson 10
Needs And Wants, Lesson 10Amanda Grear
 
Willington gonzalez hv
Willington gonzalez hvWillington gonzalez hv
Willington gonzalez hvtimoty2001
 
Cuestionario de Informatica II
Cuestionario de Informatica IICuestionario de Informatica II
Cuestionario de Informatica IImishelord
 
1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling
1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling
1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pullingHIPO_Training
 
Developing%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20district
Developing%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20districtDeveloping%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20district
Developing%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20districtSRSP
 
Formato recolección información cliente 1
Formato recolección información cliente 1Formato recolección información cliente 1
Formato recolección información cliente 1jhoaperez
 
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoApresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoMatheus Boniatti
 
Uso correcto e incorrecto de la fotografía en publicaciones
Uso correcto e incorrecto de la fotografía en publicacionesUso correcto e incorrecto de la fotografía en publicaciones
Uso correcto e incorrecto de la fotografía en publicacionestaniaveel
 
S.T.I.L.L Clipping - Sandra Corradini
S.T.I.L.L Clipping - Sandra CorradiniS.T.I.L.L Clipping - Sandra Corradini
S.T.I.L.L Clipping - Sandra CorradiniSandra Corradini
 
Scadenza stress lavoro correlato
Scadenza stress lavoro correlatoScadenza stress lavoro correlato
Scadenza stress lavoro correlatosicurezza626
 
La historia de la compu arel f[1]
La historia de la compu arel f[1]La historia de la compu arel f[1]
La historia de la compu arel f[1]ArelyFlores
 

Destaque (20)

Fevereiro 2011
Fevereiro 2011Fevereiro 2011
Fevereiro 2011
 
Needs And Wants, Lesson 10
Needs And  Wants,  Lesson 10Needs And  Wants,  Lesson 10
Needs And Wants, Lesson 10
 
Willington gonzalez hv
Willington gonzalez hvWillington gonzalez hv
Willington gonzalez hv
 
Restaurante adulto mayor
Restaurante adulto mayorRestaurante adulto mayor
Restaurante adulto mayor
 
Tarea clase 6
Tarea clase 6Tarea clase 6
Tarea clase 6
 
Cuestionario de Informatica II
Cuestionario de Informatica IICuestionario de Informatica II
Cuestionario de Informatica II
 
1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling
1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling
1 2 ผู้บริหารทรงพลังด้วย power pulling
 
Developing%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20district
Developing%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20districtDeveloping%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20district
Developing%20 livelihood%20skills%20of%20women%20in%20chitral%20district
 
Apresentação _ 2ª Cesta de Leitura
Apresentação _ 2ª Cesta de LeituraApresentação _ 2ª Cesta de Leitura
Apresentação _ 2ª Cesta de Leitura
 
Formato recolección información cliente 1
Formato recolección información cliente 1Formato recolección información cliente 1
Formato recolección información cliente 1
 
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoApresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
 
Componentes.del.computador
Componentes.del.computadorComponentes.del.computador
Componentes.del.computador
 
Aracati.2010pdf cópia
Aracati.2010pdf   cópiaAracati.2010pdf   cópia
Aracati.2010pdf cópia
 
Uso correcto e incorrecto de la fotografía en publicaciones
Uso correcto e incorrecto de la fotografía en publicacionesUso correcto e incorrecto de la fotografía en publicaciones
Uso correcto e incorrecto de la fotografía en publicaciones
 
S.T.I.L.L Clipping - Sandra Corradini
S.T.I.L.L Clipping - Sandra CorradiniS.T.I.L.L Clipping - Sandra Corradini
S.T.I.L.L Clipping - Sandra Corradini
 
Video de sensibilización
Video de sensibilizaciónVideo de sensibilización
Video de sensibilización
 
MUSICA CRISTIANA
MUSICA CRISTIANAMUSICA CRISTIANA
MUSICA CRISTIANA
 
Curso AVA
Curso AVACurso AVA
Curso AVA
 
Scadenza stress lavoro correlato
Scadenza stress lavoro correlatoScadenza stress lavoro correlato
Scadenza stress lavoro correlato
 
La historia de la compu arel f[1]
La historia de la compu arel f[1]La historia de la compu arel f[1]
La historia de la compu arel f[1]
 

Semelhante a Santa quitéria2009 (20)

Santana do cariri2009
Santana do cariri2009Santana do cariri2009
Santana do cariri2009
 
Canindé2009
Canindé2009Canindé2009
Canindé2009
 
Pacoti2010
Pacoti2010Pacoti2010
Pacoti2010
 
Itaitinga2009
Itaitinga2009Itaitinga2009
Itaitinga2009
 
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
 
Superjovens 15
Superjovens 15Superjovens 15
Superjovens 15
 
Juazeiro do norte2009
Juazeiro do norte2009Juazeiro do norte2009
Juazeiro do norte2009
 
Trairi2009
Trairi2009Trairi2009
Trairi2009
 
Itapipoca2009
Itapipoca2009Itapipoca2009
Itapipoca2009
 
Iguatu2009
Iguatu2009Iguatu2009
Iguatu2009
 
Acaraú2009
Acaraú2009Acaraú2009
Acaraú2009
 
Pindoretama2009
Pindoretama2009Pindoretama2009
Pindoretama2009
 
Sobral2009
Sobral2009Sobral2009
Sobral2009
 
Tauá2009
Tauá2009Tauá2009
Tauá2009
 
Relatório Peteca Assaré 2011
Relatório Peteca Assaré 2011Relatório Peteca Assaré 2011
Relatório Peteca Assaré 2011
 
Campos sales 2009
Campos sales 2009Campos sales 2009
Campos sales 2009
 
Beberibe2009
Beberibe2009Beberibe2009
Beberibe2009
 
Quiterianópolis2009
Quiterianópolis2009Quiterianópolis2009
Quiterianópolis2009
 
Redenção2009
Redenção2009Redenção2009
Redenção2009
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
 

Mais de Ministério Público do Trabalho

FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...Ministério Público do Trabalho
 

Mais de Ministério Público do Trabalho (20)

FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
 
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
 
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTEENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
 
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
 
Baturité 2010
Baturité 2010Baturité 2010
Baturité 2010
 
Barroquinha 2010
Barroquinha 2010Barroquinha 2010
Barroquinha 2010
 
Barro2010
Barro2010Barro2010
Barro2010
 
Aratuba2010
Aratuba2010Aratuba2010
Aratuba2010
 
Aracati2010
Aracati2010Aracati2010
Aracati2010
 
Aracati.2010pdf
Aracati.2010pdfAracati.2010pdf
Aracati.2010pdf
 
Caucaia2010
Caucaia2010Caucaia2010
Caucaia2010
 
Horizonte2010
Horizonte2010Horizonte2010
Horizonte2010
 
Saboeiro2010
Saboeiro2010Saboeiro2010
Saboeiro2010
 
Tejuçuoca2009
Tejuçuoca2009Tejuçuoca2009
Tejuçuoca2009
 
Quixadá2009
Quixadá2009Quixadá2009
Quixadá2009
 
Pereiro2009
Pereiro2009Pereiro2009
Pereiro2009
 
Palmácia2009
Palmácia2009Palmácia2009
Palmácia2009
 
Pacatuba2009
Pacatuba2009Pacatuba2009
Pacatuba2009
 
Novo oriente2009
Novo oriente2009Novo oriente2009
Novo oriente2009
 
Maranguape2009
Maranguape2009Maranguape2009
Maranguape2009
 

Santa quitéria2009

  • 1. MUNICÍPIO DE: SANTA QUITÉRIA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO; PROFESSORA CÉLIA MARIA BERNARDO COORDENADORES MUNICIPAIS: MARIA SELMA RIBEIRO DA SILVA E SÔNIA MARIA PAIVA FERREIRA DATA: 12/08/2009 O presente relatório vem relatar as ações da oficina realizada com professores e coordenadores do Peteca, tendo início no dia 26/01/2009 indo até dia 28/01 do corrente ano. A mesma ocorreu nas dependências do Hotel Tahen, onde aconteceu todo o desfecho dos trabalhos sendo servidas ali mesmo todas as refeições. As 07h30min iniciamos com o credenciamento dos participantes, recebendo crachás e material do projeto. Em seguida tivemos a abertura com a composição da mesa das autoridades e uma linda apresentação cultural com as crianças da Casa Amiga da Juventude sobe a coordenação do maestro Arnóbio Andrade. Na ocasião estiveram presentes as Secretárias de Ação Social, Saúde, Administração e Educação. Ao termino da abertura fora servido aos participantes um pequeno coquetel de boas vindas, sendo seguido de uma apresentação em data-show como acolhida e boas vindas a todos. Logo após fora realizada a apresentação do projeto também com uso de data-show, com explanação da coordenadora Sônia Paiva, falado sobre o que é o Peteca, sua finalidade, público alvo etc. Em continuação falou também a coordenadora municipal Selma Ribeiro, dos conceitos e formas de trabalho infantil. Com a continuação tivemos “Mitos e piores formas de trabalho infantil, com exploração oral e expositiva de José Aldair, profissional preparado e com grande experiência com projetos e adolescentes. Sendo também apresentado um clipe – OIT – Piores formas de trabalho infantil. Foram trabalhados ainda os temas: Os prejuízos do trabalho infantil para a educação, A importância de vivenciar a infância, Prejuízos do trabalho infantil para a saúde, Proteção ao trabalhador adolescente – Direitos à profissionalização, estes através de palestras ministradas por especialistas em educação, psicóloga, enfermeira etc. Na explanação foi utilizados recursos como: vídeo, data-show, jogos de imagem, clipe com exibição de crianças tendo sua infância roubada, crianças trabalhando e ainda crianças que tem seus direitos assegurados. No dia seguinte tivemos: A atuação dos Órgãos do SGD: CMDCA, Conselho Tutelar, onde quem comandou toda explanação foi a Conselheira Juelina e uma pequena, mas, porém significativa participação de seu colega Antonio Bilú, que se saíram muito bem em sua apresentação. Ainda exibimos no momento o clipe – O Brasil contra o Trabalho Infantil. Dando continuidade podemos contar com a participação do Defensor Público deste Município, o Dr. José Valdecy Braga. Contamos ainda com a belíssima apresentação da Drª. Andreza Balieiro assistente social, que falou das Políticas Públicas e Programas Governamentais de Proteção e Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente. Fora realizado em seguida a abordagem em sala de aula do DVD da Rosinha, onde podemos observar a indignação do público com o ocorrido na história. Realizamos também a abordagem sobre o uso da cartilha, uma avaliação escrita, e encerramos os trabalhos do dia 27/01/2009 com a presença do Senhor Prefeito Municipal Francisco das Chagas Mesquita, incentivando os educadores a lutarmos juntos por maior qualidade de vida para nossas crianças e adolescentes.
  • 2. No ultimo dia iniciamos com uma mensagem com uso de data-show (Nada acontece por acaso), que chamou a atenção dos nossos educadores presentes para a realidade em que vivemos, houve uma boa discussão com o grupo trazendo-os a pensar sobre o que estamos fazendo de nossas vidas, se estamos realmente contribuindo para o nosso crescimento e de nossos semelhantes. Com a continuação dos trabalhos fora explicado como explorar o DVD e a cartilha “Você viu a Rosinha?” e partimos para divisão dos grupos para que pudéssemos fazer o planejamento das ações que já estão sendo realizadas nas escolas. Encerramos a oficina, desejado a todos, sucesso com os trabalhos e os desafios que teriam nos colocando sempre a disposição para acompanhamento e orientação nas ações que haviam planejado. TOTAL DE ESCOLAS PARTICIPANTES: 20 ESCOLAS NÚMERO DE ALUNOS: 2.528 NÚMERO DE COORDENADORES: 19 NÚMERO DE PROFESSORES: 38
  • 3. Anexos – Fotos do Treinamento Abertura /Composição da mesa Apresentação cultural Professores e coordenadores Palavra da Sec. de Educação Coord. Municipal Sônia Paiva Coord. Municipal Maria Selma Apresentação Drª. Emanuela Apresentação Drª. Germana
  • 4. Apresentação, Especialista José Valdemir Matos Público Drª. Germana, Coord. Sônia e Drª Emanuela Drª. Germana, Coord. Selma e Drª Emanuela
  • 5. PARTICIPARAM COMO PALESTRANTES DA OFICINA DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES E COORDENADORES PEDAGÓGICOS: Arlene Emmanuela Martins Barbosa – Enfermeira (Prejuízos do Trabalho Infantil para a Saúde), Germana Albuquerque Torres – Psicóloga (A importância de Vivenciar a Infância), Marta Esmeraldina Magalhães Rodrigues – Especialista em Educação (Prejuízos do Trabalho Infantil para a Educação), Valdemir Matos – Coordenador da “Casa Amiga da Juventude” (Proteção do Trabalhador Adolescente – Direitos a Profissionalização), Dr. José Valdecy Braga de Sousa – Defensor Público (Atuação dos Órgãos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente) Juelina Pereira e Antonio Rodrigues – Conselho Tutelar (Atuação dos Órgãos do SGD, CMDCA e Conselhos Tutelares), dentre outros. C As atividades foram se desenvolvendo, e ao decorrer do período de execução pudemos observar a grande participação dos jovens. Tivemos a participação das escolas em todas as categorias, mas tivemos também aquelas onde quase nada foi desenvolvido. Podemos citar como exemplo de escolas que se destacaram no âmbito municipal: a Escola Municipal Dep. Chico Figueiredo (que participou ativamente das ações, realizando de maneira satisfatória as atividades planejadas) e a Escola João Rodrigues Pinto (que realizou belas apresentações, onde podemos citar um drama que segue em DVD para que possa ser avaliado). Citamos também a escola Almerinda Jucá, que realizou uma feria cultural onde um dos temas em destaque foi o “Projeto Peteca”. Já o Colégio Municipal Quiteriense teve todo o desfecho e obteve como atividade para concorrer um livreto com Literatura de Cordel. Sabemos das inúmeras atividades desenvolvidas pelas escolas e que se faz necessário o envio de apenas 04 (quatro). Ficamos feliz em participar e ver que as ações deste Projeto obteve a apreciação de muitos jovens e pode mudar a forma de pensar de muitos adultos que tratavam nossos jovens como verdadeiros escravos. Depoimento de grupo gestor e professores da escolas – Almerinda Jucá O projeto foi ativamente trabalhado, e principalmente, bem aceito e desenvolvido, porque todas as pessoas envolvidas na replicabilidade do projeto acreditaram e abraçaram o objetivo do Peteca. O que facilitou sua aplicabilidade e aceitação foi o plano pré-traçado do Programa, que sugeriram metodologias, atividades e avaliações dinâmicas, interativas e criativas. O misto de um conteúdo persuasivo que mexe diretamente no ponto fraco da criança e na negligência das atitudes dos pais é que envolve por completo os alunos, pais e comunidade escolar. O entusiasmo dos alunos é o primeiro passo para saber que o projeto teve aceitação e continua dando certo as sementes plantadas nas escolas, visto que alcançamos o público alvo – os pais. A conscientização da importância do estudo, a desilusão do falso emprego, a inserção em cursos informatizados e concursos literários, teatrais, artístico são fortes aliados na luta contra a exploração do trabalho da criança e do adolescente. Esse espaço de manifestações artística e cultural foi proporcionado pelo projeto. Indiretamente o espaço e
  • 6. a oportunidade reservados a atividades como essas afastam o aluno do submundo do trabalho escravo, da prostituição, dos vícios e até mesmo do crime. Chegamos na etapa final do projeto, mas estamos apenas iniciando uma nova caminhada com o olhar mais crítico e com decisões embasadas na experiência adquirida no PETECA. Fotos de ações das escolas: LITERATURA DE CORDEL