SlideShare uma empresa Scribd logo
RELATÓRIOS DAS ESCOLAS


Município: Santana do Cariri- CE
Coordenadora Municipal: Vicência Vilma Lacerda de Sousa Homem

RELATÓRIO DA OFICINA DE FORMAÇÃO PETECA- PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTRA
         A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Escolas envolvidas: E. M. E. F. Generosa Amélia da Cruz
                E. M. E. I. E. F. Deputado Furtado Leite
                E. M. E. I. E. F. Governador Gonzaga Mota
                E. M. E. I. E. F. Hermano Chaves Franck
                E. M. E. I. E. F. Joaquim Pinheiro de Meneses
                E. M. E. I. E. F. José Homem de Sousa Filho
                E. M. E. I. E. F. Osvaldo Daxo de Alencar de Alencar
                E. M. E. I. E. F. Professor Geraldo Rodrigues Dumont


Dados do Município

  Quanto aos números municipais, foram 8 escolas participantes, 10 professores e 9
coordenadores pedagógicos envolvidos.



                E. M. E. I. E. F. Professor Geraldo Rodrigues Dumont


        O Trabalho doméstico infantil, o qual é abordado no DVD “Você viu a
Rosinha?”, é algo que é bastante presente na nossa realidade e portanto, bastante
conhecido por todos e visto até então como uma maneira que as famílias carentes têm
de diminuir a pobreza. O olhar anterior ao filme, era de aceitação e até de “certa
normalidade” diante desse fato. Durante a exibição do filme, visto inclusive com
bastante atenção, a postura de cada um ia mudando de acordo com as cenas e a
sensibilização quanto à questão ia aumentando junto com a reflexão acerca do
trabalho infantil doméstico e o que ele pode representar para a vida de uma criança ou
de um adolescente.
        Os questionamentos que surgiram foram bastante mesclados:”trabalho infantil
doméstico acontece por necessidade”, “trabalho infantil doméstico acontece por
negligência dos pais”,”exploração dos mais pobres pelos mais ricos”, “pelo descaso das
autoridades” ,”entidades ou instituições responsáveis pela proteção da criança e do
adolescente”,”desconhecimento dos pais sobre os direitos da criança e do adolescente
sustentados no ECA”, enfim aconteceram ricos questionamentos acerca do filme.
        O DVD “Você viu a Rosinha?”, desperta sem dúvida vários sentimentos:
indignação, piedade, constatação de ingenuidade e excesso de confiança dos pais
diante de parentes ou “amigos”, sensação de falta de proteção às crianças e
adolescentes, direitos negados e muitos outros sentimentos fortes, demonstrados até
por olhares e sussurros.
        Após essa discussão, além do trabalho Infantil doméstico, o grupo conseguiu
identificar muitas outras formas de exploração – inclusive dentre as piores formas –,
que fazem parte da nossa realidade, como por exemplo: trabalho de crianças em
olarias, em plantações de fumo, em casas de farinha, plantação e colheita de abacaxi e
outras.
        O sistema de Garantia de Direitos nos fornece, como o próprio nome nos diz,
garantias, mas as dúvidas são sobre a efetiva colaboração ou participação do Sistema.
A atuação do mesmo, chega a fazer uma diferença substancial ou aparente quanto à
proteção das crianças e adolescentes?
        O Plano de Ação foi bem entendido por todos. Na elaboração e apresentação
do Plano, o Grupo demonstrou desempenho satisfatório, tanto por parte das equipes
como um todo como por parte dos membros em particular.
        Diante do material recebido e do interesse despertado, o grupo demonstrou
extrema sensibilidade e disposição para um aprofundamento constante e contínuo do
tema trabalho infantil.
        Os professores conhecem o ECA de forma superficial, e as dúvidas ou
questionamentos se apresentam sempre quanto a ser um documento que garante
direitos. O ECA, foi um Instrumento presente durante toda a Formação.
        Em relação às Políticas Públicas e quanto aos direitos da criança e do
adolescente, o Grupo também conhecia, principalmente, aqueles que fazem parte do
nosso Município, como por exemplo o CRAS, que é sem dúvida “porta de entrada no
combate ao trabalho infantil em todo o Brasil. Em relação ao trabalho do PETI e o
trabalho do PRÓ- JOVEM, muitas dúvidas foram tiradas com a presença da
Coordenadora do próprio CRAS e do PETI no nosso Município, que participaram como
convidadas.
        A proteção ao trabalhador adolescente, foi algo muito bem entendida pelo
Grupo e vista como algo fundamental, uma forte maneira de proteção e de respeito
aos direitos da criança e do adolescente, enfim de combate à exploração.
        Quanto às denúncias, era algo desconhecido, mas a formação veio atender a
mais esse ponto, tornando-o mais um aliado de todos.
        Muitas sugestões foram apresentadas para combater o trabalho infantil no
nosso Município: palestras, depoimentos, documentários, produções à partir da nossa
realidade, debates, caminhadas, exposição de cartazes, panfletos, exibição do DVD
“Você viu a Rosinha?” para autoridades e comunidade em geral,envolvimento de
crianças e envolvimento em grupos de dança, corais, atividades no contra-turno
escolar, além da luta constante contra a evasão nas escolas de todo o Município.
        Todas as escolas envolvidas trabalharam muito mais que a contento.
Envolveram-se verdadeiramente com o Peteca de forma brilhante. Além disso,
apresentaram-se todas no momento em que as reunimos na CÂMARA MUNICIPAL
para socialização dos trabalhos. Trabalhos esses que, se faz necessário tecer elogios de
forma confortável. Belíssimos trabalhos foram apresentados para alunos e autoridades
presentes, como o Secretário Municipal de Educação e o Prefeito do nosso Município.
OFICINA

       No início do mês de fevereiro, houve a capacitação do Programa de Educação
contra o Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca). As orientações recebidas
foram colocadas em prática pelos Professores José Valdenízio do Nascimento e
Gilvaneide Sisnando de Oliveira, onde foram utilizadas várias metodologias para a
exposição dos temas, tais como: O QUE É TRABALHO INFANTIL?, TRABALHO NÃO
COMBINA COM CRIANÇA, ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, ERRADICAÇÃO
DO TRABALHO INFANTIL, PROTEÇÃO AO TRABALHADOR ADOLESCENTE E TAREFAS
ESCOLARES SOBRE O TEMA TRABALHO INFANTIL.
       Os trabalhos aconteceram obedecendo o tempo de duas horas/aulas semanais
durante os meses de março, abril e maio. Nesses meses foram vistos vídeos, leituras,
pesquisas de campo, debates e exposições.Foram produzidos pelos alunos, murais,
colagens, desenhos, paródias, histórias em quadrinhos, contos e literatura de cordel.
Os trabalhos foram realizados sempre em equipe sob a orientação da Coordenadora
Pedagógica do 6º ao 9º ano, Maria do Socorro Silva> A pós o cumprimento da carga
horária sugerida pelo Programa, houve a exposição dos trabalhos e a escolha dos
melhores para serem apresentados na culminância do Programa na sede do Município.
As ações realizadas do peteca contribuíram para o aprimoramento do conhecimento
dos alunos, tornando-os conscientes dos seus Direitos perante o Estatuto da Criança e
do Adolescente.




                       E.M.E.F. GENEROSA AMÉLIA DA CRUZ

                                    RELATÓRIO



Nos dias 09, 10 e 11 de fevereiro do ano em curso, a coordenadora pedagógica Cícera
Eunilce Cordeiro e a Professora Ana Maria Pereira de Souza participaram da Formação
de Educadores de Santana do Cariri, ministrada pela Coordenadora do Programa no
Município, a Sra. Vicência Vilma Lacerda de Sousa Homem e contou com a participação
de todas as escolas da Rede Municipal de Ensino que possuem alunos matriculados do
6º ao 9º ano.
Ao retornar à escola relatamos para os demais componentes do Núcleo Gestor e em
seguida foi elaborado o Plano de Ação para trabalhar o PETECA.Em seguida, durante o
Encontro Pedagógico- Planejamento - foi repassado pra os demais funcionários da
escola o que é o PETECA, qual o seu objetivo e como deveria ser trabalhado. Na
oportunidade todos tomaram conhecimento dos temas a serem abordados pelo
Programa.
              Tema I: O QUE É TRABALHO INFANTIL?
              TEMA II: TRABALHO NÃO COMBINA COM CRIANÇA
              TEMA III:ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
TEMA IV: ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E PROTEÇÃO AO
TRABALHADOR ADOLESCENTE
               TEMA V: TAREFAS ESCOLARES SOBRE O TEMA TRABALHO INFANTIL.
Durante os meses de Março, Abril e Maio, o Programa foi desenvolvido de maneira
satisfatória na escola, trabalhado de forma interdisciplinar em todas as salas do 6º ao
9º Ano e EJA (Educação de Jovens e Adultos) através de: vídeos, folders, panfletos,
recortes de jornais, mural, entrevistas com crianças, colagem, música, pesquisa de
campo, produção de texto, paródias e fotomontagem.
Dentre as atividades desenvolvidas contamos com a presença de D. Maria dos Balaios
(artesã residente no Distrito de D. Leme que ministrou oficina de BONECA DE PANO
para os alunos do 6º e 7º ano, com a coordenação da professora Ana Maria Pereira de
Souza), palestra ministrada pelos membros do Conselho Tutelar para os alunos do 8º
Ano.
No dia 13 de maio, foi realizada a culminância do Programa na escola com a
apresentação das tarefas nas seguintes modalidades:
1. Literatura: (Contos, Poesia e Cordel e Histórias em quadrinhos)
2. Artes Visuais: ( Pintura, Desenho e Fotomontagem)
3. Artes Cênicas: (Esquete teatral)
4. Composição: (Música e Paródia)
No dia 25 de maio a Diretora Maria Amélia de Araújo Ferreira, a Coordenadora
Pedagógica Cícera Eunilce Cordeiro e a Professora Ana Maria Pereira de Souza
participaram do Encontrão PETECA, promovido pela Coordenação municipal do
Programa para socialização de todas as atividades realizadas por todas as escolas
envolvidas.
O PETECA, é mais uma iniciativa que, se desenvolvida de maneira criativa e inovadora,
fortalecerá o processo ensino aprendizagem, pois sabemos que a evasão e o baixo
rendimento escolar, às vezes, estão diretamente ligados à necessidade da criança ou
adolescente trabalharem para ajudar a família.




                       E.M.E.I.E.F. DEPUTADO FURTADO LEITE

                                     RELATÓRIO

É notório, em certas ocasiões o desrespeito e o descumprimento dos direitos
assegurados pelo ECA às crianças e adolescentes.É notável a arbitrariedade e a
ausência de informações dos pais.
Cabe aos pais garantirem o mínimo de oportunidade de proteção, até que ele possa
“pegar na enxada”.
Nas áreas mapeadas no Distrito em que está situada a nossa escola, são visíveis os
casos de exploração do trabalho infantil. As famílias veem “isso” como uma
preparação para a vida. Como os pais não estudaram, desde cedo, as crianças ajudam
os pais a plantar e colher. Torna-se sem dúvida, um ciclo vicioso e algumas crianças
passam a não almejarem um futuro melhor.
Felizmente muitos pais sabem que seus filhos tem direito de estudar e brincar, ter
assistência médica, alimentação correta,boa formação.
Na escola tive mais êxito junto aos alunos, trabalhando em 12 horas/aula, a
importância e valorização dos direitos “deles” e os deveres da família e do
       Estado. Era uma constante ter nos ciclos de debates, nos diferentes níveis e
anos/séries diferentes debates, histórias de fatos acontecidos com alunos narrados por
eles próprios que incrementou e enriqueceu as aulas. Acho que realmente foi
implantado com o PETECA, uma nova consciência e renovação de valores.




                    E.M.E.I.E.F. GOVERNADOR GONZAGA MOTA


                                     RELATÓRIO



Em Março de 2009, iniciou-se as ações do PROJETO PETECA, nas turmas do 6º ao 9]
ano nesta escola, atendendo a um total de 335 alunos, assistidos pelos professores
Golbery de Moraes e Elisiana Felizardo.
As atividades realizadas de Março a Maio num total de 12 horas aula foram: debates,
leituras, produção de desenhos, aulas de campo com visitas à casa de farinha e a
Programas como PETI e PRÓ JOVEM, Produção de Contos, Paródias, Músicas e Cordel.
Os resultados obtidos foram bastante satisfatórios. A identificação pelo aluno em
relação aos tipos de Trabalho Infantil na comunidade, o estudo do ECA, as Produções
individuais, as reflexões sobre os temas e doação dos alunos na elaboração dos
trabalhos.
Concluímos que o aproveitamento do Programa PETECA na Escola foi muito bom e que
as atividades desenvolvidas, despertou em muitos alunos e em pessoas da
comunidade o senso crítico e a consciência para esse grave problema social, que é a
exploração do TRABALHO INFANTIL.



                       E.M.E.I.E.F.HERMANO CHAVES FRANCK

                                     RELATÓRIO

O PETECA foi desenvolvido em nossa escola durante os meses de fevereiro, março,
abril e maio de 2009, tendo como eixo norteador a diminuição, e sendo um pouco
mais pretensioso, a erradicação do trabalho infantil e regularização do jovem
trabalhador, buscando de forma dinâmica e principalmente passiva e participativa da
comunidade passar a mensagem que lugar de criança é na escola.
A nossa escola, ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL
HERMANO CHAVES FRANCK fica situada no sítio Pedra Branca no Município de Santana
do Cariri no estado do Ceará, e como na maioria das cidades do interior as crianças
desde cedo são direcionadas para o trabalho na agricultura, e isso põe sérios desafios
para a escola que é a principal instituição da comunidade, digo mais: é o maior bem da
comunidade. Dessa forma iniciamos os nossos trabalhos apresentando o Projeto aos
Professores e posteriormente à comunidade em uma reunião de pais e mestres.
Os trabalhos foram desenvolvidos pelo Professor João de Aquino Marôpo Nuvens sob
a orientação do Coordenador Pedagógico Antonio Pereira Soares Neto com o apoio de
todos os Professores e do Núcleo Gestor da Escola. Em fevereiro ainda iniciaram-se as
aulas com o tema I do Manual mostrando o que é o Trabalho Infantil com quadros
demonstrativos dos índices do trabalho Infantil no Estado, no Brasil e no Mundo. Vale
ressaltar o grande apoio da Secretaria Municipal de Educação, principalmente da
Coordenadora do Programa, a Sra. Vicência Vilma Lacerda de Sousa Homem que nos
subsidiou com suportes pedagógicos e materiais didáticos e tecnológicos para o bom
desenvolvimento das aulas.
Durante o mês de março foi feito um levantamento através dos alunos da vida de
pessoas da comunidade que trabalharam quando crianças e o prejuízo acarretado por
essa atividade. Ainda no mês de março foi assistido a alguns visuais do Programa
mostrando algumas das atividades em que encontramos crianças desenvolvendo
trabalhos de adultos.
No mês de Abril mostramos os problemas que o trabalho infantil acarreta para a saúde
E desenvolvimento das crianças, mostrando ainda o ciclo vicioso onde as crianças
estão inseridas: o de serem “educadas” para trabalhar quando crianças e que estas,
quando adultas irão educar seus filhos da mesma forma. Para reforçar a idéia,
mostramos para pais e alunos o Vídeo VIDA MARIA. Mostramos alguns mitos sobre o
Trabalho Infantil e estudamos o ECA.
No mês de maio desenvolvemos os trabalhos práticos, como paródias, cordéis,
reinterpretação da música criança não trabalha, criamos placas similares ás e trânsito
onde mostrar que na escola está proibido o trabalho de crianças e de adolescentes, no
intuito de passar essa mensagem à comunidade local. E ainda no mês de maio,
fizemos na escola, a culminância do PROJETO PETECA com a apresentação de todos os
trabalhos. Posteriormente repetimos as apresentações na Câmara Municipal, na sede
do Município, onde estiveram presentes autoridades como o Secretário Municipal de
Educação e o Prefeito Municipal. O momento foi muito oportuno para deixar claro o
trabalho desenvolvido nas escolas na luta CONTRA A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA
CRIANÇA E DO ADOLESCENTE e ainda deu mostras às autoridades que as escolas nessa
luta, estão unidas, como em tantas outras.




                    E.M.E.I.E.F.JOAQUIM PINHEIRO DE MENESES

                                     RELATÓRIO
O Programa de Educação Contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente
(PETECA) visa expor e trabalhar conteúdos que possam orientar os alunos bem como a
sociedade em geral sobre o trabalho infantil destacando as principais formas de
trabalho infantil, abordando também artigos do Estatuto da Criança e Adolescente (
ECA). Este Programa foi trabalhado com as turmas do 6º, 7º e 8º anos do Ensino
Fundamental da E.M.E.I.E.F Joaquim Pinheiro de Meneses, de fevereiro a maio do
corrente ano.
O Programa é dividido em 05 etapas. A 1ª etapa foi a preparação dos Coordenadores
Escolares Municipais, a 2ª etapa foi a preparação dos Coordenadores escolares bem
como dos Professores que trabalharão o tema nas escolas, a 3ª etapa foi o trabalho
com os alunos nas escolas e a elaboração de trabalhos para exposição para os outros
alunos da escola bem como para todo o Município.
Na Escola o Programa é dividido em cinco momentos. No primeiro momento foi feito a
introdução sobre o que é o PETECA para então ser iniciado o trabalho com o tema “O
que é trabalho infantil” levando os alunos a refletirem sobre as dificuldades
enfrentadas pelas crianças e adolescentes exploradas principalmente no trabalho
infantil doméstico.
No 2º momento, foi abordado o tema Trabalho não combina com criança”,
identificando formas de trabalho infantil e explorando a cartilha !TRABLHO NÃO
COMBINA COM CRIANÇA”.Dando continuidade, no 3º momento foi trabalhado o
tema” ESTATUTO DA Criança e do Adolescente” explorando os artigos 4º e 5º do ECA E
Levando-os a identificarem as políticas públicas voltadas para a criança e o adolescente
existente no Município.
O 4º momento de trabalho com os alunos foi o tema Erradicação do Trabalho Infantil e
proteção ao Trabalhador adolescente. Nessa etapa. Nessa etapa, foi divulgado entre os
alunos o Programa PETI e também aconteceu o repasse a diferença ente exploração do
trabalho infantil e o ajudante além de conhecer a história do trabalho infantil no
mundo. O 5º e último momento do Programa na escola foi a orientação para os alunos
elaborarem trabalhos com o tema Trabalho Infantil para exposição e divulgação na
escola e para o município.
Ao iniciar o Programa com a Turma do 6º Ano, ela se mostrou interessada, mas
apresentou dificuldades em compreender o objetivo do tema. Só então com a
leitura(de textos0, a exploração e debates de textos a turma conseguiu entender e até
expressar não só pela fala, mas também através de desenhos, paródias e cordéis.
A turma do 7º Ano demonstrou interesse e participou dos debates e das atividades.Na
última etapa foram realizados trabalhos nas seguintes categorias: desenhos, cordéis e
paródias.A Turma do 8º Ano de início, não apresentou interesse pelo tema abordado
dificultando assim a participação nos debates. A pós a leitura e exploração, eles
começaram a se envolver. Na última etapa, na escola produziram desenhos, cordéis,
paródias, contos deixando explícito que entenderam a mensagem.
Ao término dos trabalhos concluiu-se que as turmas de 6º, 7º e 8º ano entenderam o
objetivo do Programa PETECA. Os trabalhos produzidos foram: desenhos produzidos
individualmente, paródias, contos e cordéis feitos em equipes. A turma do 6º ano
produziu ótimos desenhos. O 7º ano fez bons trabalhos. O 8º Ano foi a turma que se
destacou com as categorias de cordel, contos e paródias, o que demonstrou interesse,
atenção, desempenho e habilidade em produções dirigidas.
E.M.E.I.E.F.JOSÉ HOMEM DE SOUSA FILHO

                                    RELATÓRIO



A E. M. E. I. E.F José Homem de Sousa Filho, trabalhou o Projeto PETECA, programa de
EDUCAÇÃO CONTRA A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE,
após uma Formação que durou três dias. Nessa Formação, estudamos o ESTATUTO DA
CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (ECA),e assistimos à vídeos e tivemos e uma palestra.
Na escola nós, Coordenador e Professor, elaboramos o Plano de Ação onde o mesmo
contou com atividades que totalizaram 12 horas, trabalhadas com alunos do 6º ao 9º
Ano.
No Cronograma do Plano de Ação, contém as seguintes atividades:
Seminários
Confecção de Jornal Mural
Árvore dos Sonhos
Peça com Fantoches
Interpretação de Vídeos e músicas
Perguntas orais e escritas aos palestrantes
Vídeos aos Pais(VIDA MARIA)
Mapa do Trabalho Infantil
Pesquisa de Campo
Produção de Tarefas das seguintes modalidades: Literatura (contos, poesias, histórias
em quadrinhos)
Artes Visuais (Pintura, Desenho e Fotomontagem)
Artes Cênicas (esquete teatral)
Composição (música e paródia)

Dentre as atividades realizadas, destacamos: a confecção de placas de gesso para a
realização de xilogravuras, emissão de filmes e slides e em seguida um comparativo
com a realidade local.



                      E.M.E.I.E.F.OSVALDO DAXO DE ALENCAR


                                    RELATÓRIO


O PETECA na nossa Escola foi desenvolvido através de Temas do 6º ao 9º ano.
Tema I-O QUE É TRABALHO INFANTIL, desenvolvido a partir de seus OBJETIVOS,
METODOLOGIA, ATIVIDADES e RECURSOS DIDÁTICOS como por exemplo, o DVD VOCÊ
VIU A ROSINHA? E AVALIAÇÃO
Tema II-TRABALHO NÃO COMBINA COM CRIANÇA seguindo as mesmas características
do primeiro. A cartilha CRIANÇA NÃO COMBINA COM TRABALHO: a HISTÓRIA DE JUCA
E DUDU foi destaque.
Tema III-ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, que seguiu a mesma organização
de trabalho dos dois primeiros, destacando a: exibição do vídeo “ BRASIL CONTRA O
TRABALHO INFANTIL e a revistinha PLENARINHO.
Tema IV-ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E PROTEÇÃO AO TRABALHADOR
ADOLESCENTE.
Seguimos com: OBJETIVOS
              CONTEÚDO
              METODOLOGIA
              ATIVIDADES
              RECURSOS DIDÁTICOS
              AVALIAÇÃO
Tema V-TAREFAS SOBRE O TEMA TRABALHO INFANTIL, usando a mesma sequência
para desenvolvimento do trabalho, com o intuito de chegar aos trabalhos propostos
para escolha dos melhores enquanto escola.
O resultado foi um grande sucesso em termos de aprendizagem sobre os Temas e o
envolvimento também foi muito grande por parte da grande maioria dos alunos.
A escola toda envolveu-se de maneira muito positiva nessas 12 horas ( mínimo de 12
horas) de trabalho sobre TRABALHO INFANTIL ou melhor, CONTRA A EXPLORAÇÃO DO
TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pacoti2010
Pacoti2010Pacoti2010
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4
Governo do Estado de Pernambuco - Secretaria de Educação
 
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1
Governo do Estado de Pernambuco - Secretaria de Educação
 
Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
semecti
 
PAA BECRE 2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre Ribeiro
PAA BECRE  2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre RibeiroPAA BECRE  2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre Ribeiro
PAA BECRE 2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre Ribeiro
Dores Pinto
 
Boletim op4 14
Boletim op4 14Boletim op4 14
Boletim op4 14
sintracompaixao
 
Boas praticas teip
Boas praticas teipBoas praticas teip
Boas praticas teip
ProgramaEscolasTEIP
 
Portfólio - Escola da Família 2017
Portfólio - Escola da Família 2017Portfólio - Escola da Família 2017
Portfólio - Escola da Família 2017
Wilson Barbieri
 
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 finalEntrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Dores Pinto
 
Tauá2009
Tauá2009Tauá2009
PROJETO BRINCAR
PROJETO BRINCARPROJETO BRINCAR
PROJETO BRINCAR
Paulo David
 
Relatório Peteca Itarema 2011
Relatório Peteca Itarema 2011Relatório Peteca Itarema 2011
Relatório Peteca Itarema 2011
Ministério Público do Trabalho
 
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Dores Pinto
 
Reunião de pais inicio do ano 2015-16
 Reunião de pais inicio do ano 2015-16 Reunião de pais inicio do ano 2015-16
Reunião de pais inicio do ano 2015-16
10-09-61
 
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Dores Pinto
 
Aconteceu edição dezembro 2017
Aconteceu   edição dezembro 2017Aconteceu   edição dezembro 2017
Aconteceu edição dezembro 2017
Wilson Barbieri
 
O menino que falava com os pés
O menino que falava com os pésO menino que falava com os pés
O menino que falava com os pés
Fábio Arteviva
 
Boletim Informativo
Boletim InformativoBoletim Informativo
Boletim Informativo
Guiomar Araujo
 
Jornal 13 de agosto
Jornal 13 de agostoJornal 13 de agosto
Jornal 13 de agosto
Andréa Otoni Sales
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Dores Pinto
 

Mais procurados (20)

Pacoti2010
Pacoti2010Pacoti2010
Pacoti2010
 
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2016.4
 
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1
Informativo Escola Domingos Albuquerque 2016.1
 
Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
 
PAA BECRE 2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre Ribeiro
PAA BECRE  2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre RibeiroPAA BECRE  2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre Ribeiro
PAA BECRE 2013.2014 agrupamento de escolas josé Silvestre Ribeiro
 
Boletim op4 14
Boletim op4 14Boletim op4 14
Boletim op4 14
 
Boas praticas teip
Boas praticas teipBoas praticas teip
Boas praticas teip
 
Portfólio - Escola da Família 2017
Portfólio - Escola da Família 2017Portfólio - Escola da Família 2017
Portfólio - Escola da Família 2017
 
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 finalEntrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 final
 
Tauá2009
Tauá2009Tauá2009
Tauá2009
 
PROJETO BRINCAR
PROJETO BRINCARPROJETO BRINCAR
PROJETO BRINCAR
 
Relatório Peteca Itarema 2011
Relatório Peteca Itarema 2011Relatório Peteca Itarema 2011
Relatório Peteca Itarema 2011
 
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
 
Reunião de pais inicio do ano 2015-16
 Reunião de pais inicio do ano 2015-16 Reunião de pais inicio do ano 2015-16
Reunião de pais inicio do ano 2015-16
 
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
 
Aconteceu edição dezembro 2017
Aconteceu   edição dezembro 2017Aconteceu   edição dezembro 2017
Aconteceu edição dezembro 2017
 
O menino que falava com os pés
O menino que falava com os pésO menino que falava com os pés
O menino que falava com os pés
 
Boletim Informativo
Boletim InformativoBoletim Informativo
Boletim Informativo
 
Jornal 13 de agosto
Jornal 13 de agostoJornal 13 de agosto
Jornal 13 de agosto
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
 

Semelhante a Santana do cariri2009

Santa quitéria2009
Santa quitéria2009Santa quitéria2009
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Ministério Público do Trabalho
 
Trairi2009
Trairi2009Trairi2009
Canindé2009
Canindé2009Canindé2009
Jaguaribe2009
Jaguaribe2009Jaguaribe2009
Sobral2009
Sobral2009Sobral2009
Relatório Peteca Quixadá 2011
Relatório Peteca Quixadá 2011Relatório Peteca Quixadá 2011
Relatório Peteca Quixadá 2011
Ministério Público do Trabalho
 
Beberibe2009
Beberibe2009Beberibe2009
Iguatu2009
Iguatu2009Iguatu2009
PLANO MENSAL MAIO-2022.pptx
PLANO MENSAL MAIO-2022.pptxPLANO MENSAL MAIO-2022.pptx
PLANO MENSAL MAIO-2022.pptx
alexjtavares
 
Projeto trabalho infantil1
Projeto trabalho infantil1Projeto trabalho infantil1
Projeto trabalho infantil1
Suzana Fatima Ferrari
 
Relatório Peteca Assaré 2011
Relatório Peteca Assaré 2011Relatório Peteca Assaré 2011
Relatório Peteca Assaré 2011
Ministério Público do Trabalho
 
Campos sales 2009
Campos sales 2009Campos sales 2009
Itaitinga2009
Itaitinga2009Itaitinga2009
Relatório Peteca Quiterianópolis 2011
Relatório Peteca Quiterianópolis 2011Relatório Peteca Quiterianópolis 2011
Relatório Peteca Quiterianópolis 2011
Ministério Público do Trabalho
 
Boletim Informativo 2010
Boletim Informativo 2010Boletim Informativo 2010
Boletim Informativo 2010
CeiDirceMigliaccio
 
KAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptx
KAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptxKAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptx
KAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptx
genicarvalho2
 
Redenção2009
Redenção2009Redenção2009
Ibiapina2009
Ibiapina2009Ibiapina2009
Camocim2009
Camocim2009Camocim2009

Semelhante a Santana do cariri2009 (20)

Santa quitéria2009
Santa quitéria2009Santa quitéria2009
Santa quitéria2009
 
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
 
Trairi2009
Trairi2009Trairi2009
Trairi2009
 
Canindé2009
Canindé2009Canindé2009
Canindé2009
 
Jaguaribe2009
Jaguaribe2009Jaguaribe2009
Jaguaribe2009
 
Sobral2009
Sobral2009Sobral2009
Sobral2009
 
Relatório Peteca Quixadá 2011
Relatório Peteca Quixadá 2011Relatório Peteca Quixadá 2011
Relatório Peteca Quixadá 2011
 
Beberibe2009
Beberibe2009Beberibe2009
Beberibe2009
 
Iguatu2009
Iguatu2009Iguatu2009
Iguatu2009
 
PLANO MENSAL MAIO-2022.pptx
PLANO MENSAL MAIO-2022.pptxPLANO MENSAL MAIO-2022.pptx
PLANO MENSAL MAIO-2022.pptx
 
Projeto trabalho infantil1
Projeto trabalho infantil1Projeto trabalho infantil1
Projeto trabalho infantil1
 
Relatório Peteca Assaré 2011
Relatório Peteca Assaré 2011Relatório Peteca Assaré 2011
Relatório Peteca Assaré 2011
 
Campos sales 2009
Campos sales 2009Campos sales 2009
Campos sales 2009
 
Itaitinga2009
Itaitinga2009Itaitinga2009
Itaitinga2009
 
Relatório Peteca Quiterianópolis 2011
Relatório Peteca Quiterianópolis 2011Relatório Peteca Quiterianópolis 2011
Relatório Peteca Quiterianópolis 2011
 
Boletim Informativo 2010
Boletim Informativo 2010Boletim Informativo 2010
Boletim Informativo 2010
 
KAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptx
KAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptxKAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptx
KAUAN LUIS LIMA DE MELO.pptx
 
Redenção2009
Redenção2009Redenção2009
Redenção2009
 
Ibiapina2009
Ibiapina2009Ibiapina2009
Ibiapina2009
 
Camocim2009
Camocim2009Camocim2009
Camocim2009
 

Mais de Ministério Público do Trabalho

FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
Ministério Público do Trabalho
 
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
Ministério Público do Trabalho
 
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTEENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
Ministério Público do Trabalho
 
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
Ministério Público do Trabalho
 
Baturité 2010
Baturité 2010Baturité 2010
Barroquinha 2010
Barroquinha 2010Barroquinha 2010
Barro2010
Barro2010Barro2010
Aratuba2010
Aratuba2010Aratuba2010
Aracati2010
Aracati2010Aracati2010
Aracati.2010pdf
Aracati.2010pdfAracati.2010pdf
Aracati.2010pdf cópia
Aracati.2010pdf   cópiaAracati.2010pdf   cópia
Aracati.2010pdf cópia
Ministério Público do Trabalho
 
Caucaia2010
Caucaia2010Caucaia2010
Horizonte2010
Horizonte2010Horizonte2010
Saboeiro2010
Saboeiro2010Saboeiro2010
Tejuçuoca2009
Tejuçuoca2009Tejuçuoca2009
Quixadá2009
Quixadá2009Quixadá2009
Quiterianópolis2009
Quiterianópolis2009Quiterianópolis2009
Quiterianópolis2009
Ministério Público do Trabalho
 
Pindoretama2009
Pindoretama2009Pindoretama2009
Pereiro2009
Pereiro2009Pereiro2009
Palmácia2009
Palmácia2009Palmácia2009

Mais de Ministério Público do Trabalho (20)

FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
FORMAÇÃO CIDADÃ: O CONHECIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE POR P...
 
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
RELATÓRIO DO PETECA DE BEBERIBE - 2013-03-27
 
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTEENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
ENCONTRO DO PETECA DE GUARACIABA DO NORTE
 
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
PROJETO DE TRABALHO DO PETECA EM BEBERIBE 2013
 
Baturité 2010
Baturité 2010Baturité 2010
Baturité 2010
 
Barroquinha 2010
Barroquinha 2010Barroquinha 2010
Barroquinha 2010
 
Barro2010
Barro2010Barro2010
Barro2010
 
Aratuba2010
Aratuba2010Aratuba2010
Aratuba2010
 
Aracati2010
Aracati2010Aracati2010
Aracati2010
 
Aracati.2010pdf
Aracati.2010pdfAracati.2010pdf
Aracati.2010pdf
 
Aracati.2010pdf cópia
Aracati.2010pdf   cópiaAracati.2010pdf   cópia
Aracati.2010pdf cópia
 
Caucaia2010
Caucaia2010Caucaia2010
Caucaia2010
 
Horizonte2010
Horizonte2010Horizonte2010
Horizonte2010
 
Saboeiro2010
Saboeiro2010Saboeiro2010
Saboeiro2010
 
Tejuçuoca2009
Tejuçuoca2009Tejuçuoca2009
Tejuçuoca2009
 
Quixadá2009
Quixadá2009Quixadá2009
Quixadá2009
 
Quiterianópolis2009
Quiterianópolis2009Quiterianópolis2009
Quiterianópolis2009
 
Pindoretama2009
Pindoretama2009Pindoretama2009
Pindoretama2009
 
Pereiro2009
Pereiro2009Pereiro2009
Pereiro2009
 
Palmácia2009
Palmácia2009Palmácia2009
Palmácia2009
 

Santana do cariri2009

  • 1. RELATÓRIOS DAS ESCOLAS Município: Santana do Cariri- CE Coordenadora Municipal: Vicência Vilma Lacerda de Sousa Homem RELATÓRIO DA OFICINA DE FORMAÇÃO PETECA- PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTRA A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Escolas envolvidas: E. M. E. F. Generosa Amélia da Cruz E. M. E. I. E. F. Deputado Furtado Leite E. M. E. I. E. F. Governador Gonzaga Mota E. M. E. I. E. F. Hermano Chaves Franck E. M. E. I. E. F. Joaquim Pinheiro de Meneses E. M. E. I. E. F. José Homem de Sousa Filho E. M. E. I. E. F. Osvaldo Daxo de Alencar de Alencar E. M. E. I. E. F. Professor Geraldo Rodrigues Dumont Dados do Município Quanto aos números municipais, foram 8 escolas participantes, 10 professores e 9 coordenadores pedagógicos envolvidos. E. M. E. I. E. F. Professor Geraldo Rodrigues Dumont O Trabalho doméstico infantil, o qual é abordado no DVD “Você viu a Rosinha?”, é algo que é bastante presente na nossa realidade e portanto, bastante conhecido por todos e visto até então como uma maneira que as famílias carentes têm de diminuir a pobreza. O olhar anterior ao filme, era de aceitação e até de “certa normalidade” diante desse fato. Durante a exibição do filme, visto inclusive com bastante atenção, a postura de cada um ia mudando de acordo com as cenas e a sensibilização quanto à questão ia aumentando junto com a reflexão acerca do trabalho infantil doméstico e o que ele pode representar para a vida de uma criança ou de um adolescente. Os questionamentos que surgiram foram bastante mesclados:”trabalho infantil doméstico acontece por necessidade”, “trabalho infantil doméstico acontece por negligência dos pais”,”exploração dos mais pobres pelos mais ricos”, “pelo descaso das autoridades” ,”entidades ou instituições responsáveis pela proteção da criança e do adolescente”,”desconhecimento dos pais sobre os direitos da criança e do adolescente sustentados no ECA”, enfim aconteceram ricos questionamentos acerca do filme. O DVD “Você viu a Rosinha?”, desperta sem dúvida vários sentimentos: indignação, piedade, constatação de ingenuidade e excesso de confiança dos pais diante de parentes ou “amigos”, sensação de falta de proteção às crianças e
  • 2. adolescentes, direitos negados e muitos outros sentimentos fortes, demonstrados até por olhares e sussurros. Após essa discussão, além do trabalho Infantil doméstico, o grupo conseguiu identificar muitas outras formas de exploração – inclusive dentre as piores formas –, que fazem parte da nossa realidade, como por exemplo: trabalho de crianças em olarias, em plantações de fumo, em casas de farinha, plantação e colheita de abacaxi e outras. O sistema de Garantia de Direitos nos fornece, como o próprio nome nos diz, garantias, mas as dúvidas são sobre a efetiva colaboração ou participação do Sistema. A atuação do mesmo, chega a fazer uma diferença substancial ou aparente quanto à proteção das crianças e adolescentes? O Plano de Ação foi bem entendido por todos. Na elaboração e apresentação do Plano, o Grupo demonstrou desempenho satisfatório, tanto por parte das equipes como um todo como por parte dos membros em particular. Diante do material recebido e do interesse despertado, o grupo demonstrou extrema sensibilidade e disposição para um aprofundamento constante e contínuo do tema trabalho infantil. Os professores conhecem o ECA de forma superficial, e as dúvidas ou questionamentos se apresentam sempre quanto a ser um documento que garante direitos. O ECA, foi um Instrumento presente durante toda a Formação. Em relação às Políticas Públicas e quanto aos direitos da criança e do adolescente, o Grupo também conhecia, principalmente, aqueles que fazem parte do nosso Município, como por exemplo o CRAS, que é sem dúvida “porta de entrada no combate ao trabalho infantil em todo o Brasil. Em relação ao trabalho do PETI e o trabalho do PRÓ- JOVEM, muitas dúvidas foram tiradas com a presença da Coordenadora do próprio CRAS e do PETI no nosso Município, que participaram como convidadas. A proteção ao trabalhador adolescente, foi algo muito bem entendida pelo Grupo e vista como algo fundamental, uma forte maneira de proteção e de respeito aos direitos da criança e do adolescente, enfim de combate à exploração. Quanto às denúncias, era algo desconhecido, mas a formação veio atender a mais esse ponto, tornando-o mais um aliado de todos. Muitas sugestões foram apresentadas para combater o trabalho infantil no nosso Município: palestras, depoimentos, documentários, produções à partir da nossa realidade, debates, caminhadas, exposição de cartazes, panfletos, exibição do DVD “Você viu a Rosinha?” para autoridades e comunidade em geral,envolvimento de crianças e envolvimento em grupos de dança, corais, atividades no contra-turno escolar, além da luta constante contra a evasão nas escolas de todo o Município. Todas as escolas envolvidas trabalharam muito mais que a contento. Envolveram-se verdadeiramente com o Peteca de forma brilhante. Além disso, apresentaram-se todas no momento em que as reunimos na CÂMARA MUNICIPAL para socialização dos trabalhos. Trabalhos esses que, se faz necessário tecer elogios de forma confortável. Belíssimos trabalhos foram apresentados para alunos e autoridades presentes, como o Secretário Municipal de Educação e o Prefeito do nosso Município.
  • 3. OFICINA No início do mês de fevereiro, houve a capacitação do Programa de Educação contra o Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca). As orientações recebidas foram colocadas em prática pelos Professores José Valdenízio do Nascimento e Gilvaneide Sisnando de Oliveira, onde foram utilizadas várias metodologias para a exposição dos temas, tais como: O QUE É TRABALHO INFANTIL?, TRABALHO NÃO COMBINA COM CRIANÇA, ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL, PROTEÇÃO AO TRABALHADOR ADOLESCENTE E TAREFAS ESCOLARES SOBRE O TEMA TRABALHO INFANTIL. Os trabalhos aconteceram obedecendo o tempo de duas horas/aulas semanais durante os meses de março, abril e maio. Nesses meses foram vistos vídeos, leituras, pesquisas de campo, debates e exposições.Foram produzidos pelos alunos, murais, colagens, desenhos, paródias, histórias em quadrinhos, contos e literatura de cordel. Os trabalhos foram realizados sempre em equipe sob a orientação da Coordenadora Pedagógica do 6º ao 9º ano, Maria do Socorro Silva> A pós o cumprimento da carga horária sugerida pelo Programa, houve a exposição dos trabalhos e a escolha dos melhores para serem apresentados na culminância do Programa na sede do Município. As ações realizadas do peteca contribuíram para o aprimoramento do conhecimento dos alunos, tornando-os conscientes dos seus Direitos perante o Estatuto da Criança e do Adolescente. E.M.E.F. GENEROSA AMÉLIA DA CRUZ RELATÓRIO Nos dias 09, 10 e 11 de fevereiro do ano em curso, a coordenadora pedagógica Cícera Eunilce Cordeiro e a Professora Ana Maria Pereira de Souza participaram da Formação de Educadores de Santana do Cariri, ministrada pela Coordenadora do Programa no Município, a Sra. Vicência Vilma Lacerda de Sousa Homem e contou com a participação de todas as escolas da Rede Municipal de Ensino que possuem alunos matriculados do 6º ao 9º ano. Ao retornar à escola relatamos para os demais componentes do Núcleo Gestor e em seguida foi elaborado o Plano de Ação para trabalhar o PETECA.Em seguida, durante o Encontro Pedagógico- Planejamento - foi repassado pra os demais funcionários da escola o que é o PETECA, qual o seu objetivo e como deveria ser trabalhado. Na oportunidade todos tomaram conhecimento dos temas a serem abordados pelo Programa. Tema I: O QUE É TRABALHO INFANTIL? TEMA II: TRABALHO NÃO COMBINA COM CRIANÇA TEMA III:ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
  • 4. TEMA IV: ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E PROTEÇÃO AO TRABALHADOR ADOLESCENTE TEMA V: TAREFAS ESCOLARES SOBRE O TEMA TRABALHO INFANTIL. Durante os meses de Março, Abril e Maio, o Programa foi desenvolvido de maneira satisfatória na escola, trabalhado de forma interdisciplinar em todas as salas do 6º ao 9º Ano e EJA (Educação de Jovens e Adultos) através de: vídeos, folders, panfletos, recortes de jornais, mural, entrevistas com crianças, colagem, música, pesquisa de campo, produção de texto, paródias e fotomontagem. Dentre as atividades desenvolvidas contamos com a presença de D. Maria dos Balaios (artesã residente no Distrito de D. Leme que ministrou oficina de BONECA DE PANO para os alunos do 6º e 7º ano, com a coordenação da professora Ana Maria Pereira de Souza), palestra ministrada pelos membros do Conselho Tutelar para os alunos do 8º Ano. No dia 13 de maio, foi realizada a culminância do Programa na escola com a apresentação das tarefas nas seguintes modalidades: 1. Literatura: (Contos, Poesia e Cordel e Histórias em quadrinhos) 2. Artes Visuais: ( Pintura, Desenho e Fotomontagem) 3. Artes Cênicas: (Esquete teatral) 4. Composição: (Música e Paródia) No dia 25 de maio a Diretora Maria Amélia de Araújo Ferreira, a Coordenadora Pedagógica Cícera Eunilce Cordeiro e a Professora Ana Maria Pereira de Souza participaram do Encontrão PETECA, promovido pela Coordenação municipal do Programa para socialização de todas as atividades realizadas por todas as escolas envolvidas. O PETECA, é mais uma iniciativa que, se desenvolvida de maneira criativa e inovadora, fortalecerá o processo ensino aprendizagem, pois sabemos que a evasão e o baixo rendimento escolar, às vezes, estão diretamente ligados à necessidade da criança ou adolescente trabalharem para ajudar a família. E.M.E.I.E.F. DEPUTADO FURTADO LEITE RELATÓRIO É notório, em certas ocasiões o desrespeito e o descumprimento dos direitos assegurados pelo ECA às crianças e adolescentes.É notável a arbitrariedade e a ausência de informações dos pais. Cabe aos pais garantirem o mínimo de oportunidade de proteção, até que ele possa “pegar na enxada”. Nas áreas mapeadas no Distrito em que está situada a nossa escola, são visíveis os casos de exploração do trabalho infantil. As famílias veem “isso” como uma preparação para a vida. Como os pais não estudaram, desde cedo, as crianças ajudam os pais a plantar e colher. Torna-se sem dúvida, um ciclo vicioso e algumas crianças passam a não almejarem um futuro melhor.
  • 5. Felizmente muitos pais sabem que seus filhos tem direito de estudar e brincar, ter assistência médica, alimentação correta,boa formação. Na escola tive mais êxito junto aos alunos, trabalhando em 12 horas/aula, a importância e valorização dos direitos “deles” e os deveres da família e do Estado. Era uma constante ter nos ciclos de debates, nos diferentes níveis e anos/séries diferentes debates, histórias de fatos acontecidos com alunos narrados por eles próprios que incrementou e enriqueceu as aulas. Acho que realmente foi implantado com o PETECA, uma nova consciência e renovação de valores. E.M.E.I.E.F. GOVERNADOR GONZAGA MOTA RELATÓRIO Em Março de 2009, iniciou-se as ações do PROJETO PETECA, nas turmas do 6º ao 9] ano nesta escola, atendendo a um total de 335 alunos, assistidos pelos professores Golbery de Moraes e Elisiana Felizardo. As atividades realizadas de Março a Maio num total de 12 horas aula foram: debates, leituras, produção de desenhos, aulas de campo com visitas à casa de farinha e a Programas como PETI e PRÓ JOVEM, Produção de Contos, Paródias, Músicas e Cordel. Os resultados obtidos foram bastante satisfatórios. A identificação pelo aluno em relação aos tipos de Trabalho Infantil na comunidade, o estudo do ECA, as Produções individuais, as reflexões sobre os temas e doação dos alunos na elaboração dos trabalhos. Concluímos que o aproveitamento do Programa PETECA na Escola foi muito bom e que as atividades desenvolvidas, despertou em muitos alunos e em pessoas da comunidade o senso crítico e a consciência para esse grave problema social, que é a exploração do TRABALHO INFANTIL. E.M.E.I.E.F.HERMANO CHAVES FRANCK RELATÓRIO O PETECA foi desenvolvido em nossa escola durante os meses de fevereiro, março, abril e maio de 2009, tendo como eixo norteador a diminuição, e sendo um pouco mais pretensioso, a erradicação do trabalho infantil e regularização do jovem trabalhador, buscando de forma dinâmica e principalmente passiva e participativa da comunidade passar a mensagem que lugar de criança é na escola. A nossa escola, ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL HERMANO CHAVES FRANCK fica situada no sítio Pedra Branca no Município de Santana
  • 6. do Cariri no estado do Ceará, e como na maioria das cidades do interior as crianças desde cedo são direcionadas para o trabalho na agricultura, e isso põe sérios desafios para a escola que é a principal instituição da comunidade, digo mais: é o maior bem da comunidade. Dessa forma iniciamos os nossos trabalhos apresentando o Projeto aos Professores e posteriormente à comunidade em uma reunião de pais e mestres. Os trabalhos foram desenvolvidos pelo Professor João de Aquino Marôpo Nuvens sob a orientação do Coordenador Pedagógico Antonio Pereira Soares Neto com o apoio de todos os Professores e do Núcleo Gestor da Escola. Em fevereiro ainda iniciaram-se as aulas com o tema I do Manual mostrando o que é o Trabalho Infantil com quadros demonstrativos dos índices do trabalho Infantil no Estado, no Brasil e no Mundo. Vale ressaltar o grande apoio da Secretaria Municipal de Educação, principalmente da Coordenadora do Programa, a Sra. Vicência Vilma Lacerda de Sousa Homem que nos subsidiou com suportes pedagógicos e materiais didáticos e tecnológicos para o bom desenvolvimento das aulas. Durante o mês de março foi feito um levantamento através dos alunos da vida de pessoas da comunidade que trabalharam quando crianças e o prejuízo acarretado por essa atividade. Ainda no mês de março foi assistido a alguns visuais do Programa mostrando algumas das atividades em que encontramos crianças desenvolvendo trabalhos de adultos. No mês de Abril mostramos os problemas que o trabalho infantil acarreta para a saúde E desenvolvimento das crianças, mostrando ainda o ciclo vicioso onde as crianças estão inseridas: o de serem “educadas” para trabalhar quando crianças e que estas, quando adultas irão educar seus filhos da mesma forma. Para reforçar a idéia, mostramos para pais e alunos o Vídeo VIDA MARIA. Mostramos alguns mitos sobre o Trabalho Infantil e estudamos o ECA. No mês de maio desenvolvemos os trabalhos práticos, como paródias, cordéis, reinterpretação da música criança não trabalha, criamos placas similares ás e trânsito onde mostrar que na escola está proibido o trabalho de crianças e de adolescentes, no intuito de passar essa mensagem à comunidade local. E ainda no mês de maio, fizemos na escola, a culminância do PROJETO PETECA com a apresentação de todos os trabalhos. Posteriormente repetimos as apresentações na Câmara Municipal, na sede do Município, onde estiveram presentes autoridades como o Secretário Municipal de Educação e o Prefeito Municipal. O momento foi muito oportuno para deixar claro o trabalho desenvolvido nas escolas na luta CONTRA A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE e ainda deu mostras às autoridades que as escolas nessa luta, estão unidas, como em tantas outras. E.M.E.I.E.F.JOAQUIM PINHEIRO DE MENESES RELATÓRIO
  • 7. O Programa de Educação Contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (PETECA) visa expor e trabalhar conteúdos que possam orientar os alunos bem como a sociedade em geral sobre o trabalho infantil destacando as principais formas de trabalho infantil, abordando também artigos do Estatuto da Criança e Adolescente ( ECA). Este Programa foi trabalhado com as turmas do 6º, 7º e 8º anos do Ensino Fundamental da E.M.E.I.E.F Joaquim Pinheiro de Meneses, de fevereiro a maio do corrente ano. O Programa é dividido em 05 etapas. A 1ª etapa foi a preparação dos Coordenadores Escolares Municipais, a 2ª etapa foi a preparação dos Coordenadores escolares bem como dos Professores que trabalharão o tema nas escolas, a 3ª etapa foi o trabalho com os alunos nas escolas e a elaboração de trabalhos para exposição para os outros alunos da escola bem como para todo o Município. Na Escola o Programa é dividido em cinco momentos. No primeiro momento foi feito a introdução sobre o que é o PETECA para então ser iniciado o trabalho com o tema “O que é trabalho infantil” levando os alunos a refletirem sobre as dificuldades enfrentadas pelas crianças e adolescentes exploradas principalmente no trabalho infantil doméstico. No 2º momento, foi abordado o tema Trabalho não combina com criança”, identificando formas de trabalho infantil e explorando a cartilha !TRABLHO NÃO COMBINA COM CRIANÇA”.Dando continuidade, no 3º momento foi trabalhado o tema” ESTATUTO DA Criança e do Adolescente” explorando os artigos 4º e 5º do ECA E Levando-os a identificarem as políticas públicas voltadas para a criança e o adolescente existente no Município. O 4º momento de trabalho com os alunos foi o tema Erradicação do Trabalho Infantil e proteção ao Trabalhador adolescente. Nessa etapa. Nessa etapa, foi divulgado entre os alunos o Programa PETI e também aconteceu o repasse a diferença ente exploração do trabalho infantil e o ajudante além de conhecer a história do trabalho infantil no mundo. O 5º e último momento do Programa na escola foi a orientação para os alunos elaborarem trabalhos com o tema Trabalho Infantil para exposição e divulgação na escola e para o município. Ao iniciar o Programa com a Turma do 6º Ano, ela se mostrou interessada, mas apresentou dificuldades em compreender o objetivo do tema. Só então com a leitura(de textos0, a exploração e debates de textos a turma conseguiu entender e até expressar não só pela fala, mas também através de desenhos, paródias e cordéis. A turma do 7º Ano demonstrou interesse e participou dos debates e das atividades.Na última etapa foram realizados trabalhos nas seguintes categorias: desenhos, cordéis e paródias.A Turma do 8º Ano de início, não apresentou interesse pelo tema abordado dificultando assim a participação nos debates. A pós a leitura e exploração, eles começaram a se envolver. Na última etapa, na escola produziram desenhos, cordéis, paródias, contos deixando explícito que entenderam a mensagem. Ao término dos trabalhos concluiu-se que as turmas de 6º, 7º e 8º ano entenderam o objetivo do Programa PETECA. Os trabalhos produzidos foram: desenhos produzidos individualmente, paródias, contos e cordéis feitos em equipes. A turma do 6º ano produziu ótimos desenhos. O 7º ano fez bons trabalhos. O 8º Ano foi a turma que se destacou com as categorias de cordel, contos e paródias, o que demonstrou interesse, atenção, desempenho e habilidade em produções dirigidas.
  • 8. E.M.E.I.E.F.JOSÉ HOMEM DE SOUSA FILHO RELATÓRIO A E. M. E. I. E.F José Homem de Sousa Filho, trabalhou o Projeto PETECA, programa de EDUCAÇÃO CONTRA A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, após uma Formação que durou três dias. Nessa Formação, estudamos o ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (ECA),e assistimos à vídeos e tivemos e uma palestra. Na escola nós, Coordenador e Professor, elaboramos o Plano de Ação onde o mesmo contou com atividades que totalizaram 12 horas, trabalhadas com alunos do 6º ao 9º Ano. No Cronograma do Plano de Ação, contém as seguintes atividades: Seminários Confecção de Jornal Mural Árvore dos Sonhos Peça com Fantoches Interpretação de Vídeos e músicas Perguntas orais e escritas aos palestrantes Vídeos aos Pais(VIDA MARIA) Mapa do Trabalho Infantil Pesquisa de Campo Produção de Tarefas das seguintes modalidades: Literatura (contos, poesias, histórias em quadrinhos) Artes Visuais (Pintura, Desenho e Fotomontagem) Artes Cênicas (esquete teatral) Composição (música e paródia) Dentre as atividades realizadas, destacamos: a confecção de placas de gesso para a realização de xilogravuras, emissão de filmes e slides e em seguida um comparativo com a realidade local. E.M.E.I.E.F.OSVALDO DAXO DE ALENCAR RELATÓRIO O PETECA na nossa Escola foi desenvolvido através de Temas do 6º ao 9º ano.
  • 9. Tema I-O QUE É TRABALHO INFANTIL, desenvolvido a partir de seus OBJETIVOS, METODOLOGIA, ATIVIDADES e RECURSOS DIDÁTICOS como por exemplo, o DVD VOCÊ VIU A ROSINHA? E AVALIAÇÃO Tema II-TRABALHO NÃO COMBINA COM CRIANÇA seguindo as mesmas características do primeiro. A cartilha CRIANÇA NÃO COMBINA COM TRABALHO: a HISTÓRIA DE JUCA E DUDU foi destaque. Tema III-ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, que seguiu a mesma organização de trabalho dos dois primeiros, destacando a: exibição do vídeo “ BRASIL CONTRA O TRABALHO INFANTIL e a revistinha PLENARINHO. Tema IV-ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL E PROTEÇÃO AO TRABALHADOR ADOLESCENTE. Seguimos com: OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA ATIVIDADES RECURSOS DIDÁTICOS AVALIAÇÃO Tema V-TAREFAS SOBRE O TEMA TRABALHO INFANTIL, usando a mesma sequência para desenvolvimento do trabalho, com o intuito de chegar aos trabalhos propostos para escolha dos melhores enquanto escola. O resultado foi um grande sucesso em termos de aprendizagem sobre os Temas e o envolvimento também foi muito grande por parte da grande maioria dos alunos. A escola toda envolveu-se de maneira muito positiva nessas 12 horas ( mínimo de 12 horas) de trabalho sobre TRABALHO INFANTIL ou melhor, CONTRA A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE.