SlideShare uma empresa Scribd logo
Revisão para o ENEM (Ecologia)
1) (UNEMAT 2013) É consenso entre os biólogos que a evolução ocorra, mas em que
nível atua a seleção natural é uma discussão que recentemente voltou à pauta. Cientistas
como Joan Strassmann e Richard Dawkins defendem que a seleção ocorra no nível do
gene ou do indivíduo. Pesquisadores como Edward Wilson e Martin Nowak propõem
que a seleção possa ocorrer no nível do grupo também. Segundo esses últimos, só a
seleção de grupo poderia explicar alguns comportamentos da vida em grupo, por
exemplo, o altruísmo. Os casos mais extremos de comportamento altruísta ocorrem nos
insetos sociais quando, por exemplo, algumas formigas formam pontes com seus corpos
para outras formigas passarem e abelhas ferroam um invasor da colônia, morrendo, mas
salvando suas irmãs. Ambos os grupos estão testando essas hipóteses e os resultados
ainda não são conclusivos.
Sobre a evolução do altruísmo, marque a alternativa correta:
a) Formigas e abelhas são exemplos de artrópodes por possuírem cerdas, simetria
pentarradial e clitelo.
b) As abelhas operárias são clones da rainha, por isso, se uma operária morre
defendendo a colônia, as cópias de 50% de seus alelos sobrevivem na rainha.
c) Segundo a seleção natural no nível individual, o indivíduo que adquirir durante sua
vida uma característica vantajosa irá passá-la a seus descendentes.
d) A socialidade é um tipo de interação ecológica harmônica na qual indivíduos da
mesma espécie colaboram e dividem trabalho.
e) Se os insetos são uma classe dentro do reino dos artrópodes, então eles se subdividem
em vários filos.
2) (UFPA 2009) É um tipo de campo que tem vegetação bastante homogênea e
predominantemente herbácea, apresenta uma distribuição regular de chuvas e estações
bem definidas e pode ser usado como pastagem. Essas características referem-se ao
bioma
a) Pampas
b) Caatinga
c) Manguezal
d) Mata Atlântica
e) Campo Cerrado
3º Ano
Instituto Santos Dumont
Aluno: Nº.
Professor: Rafael Menezes Disciplina: Biologia II Data:
Nota:
3) (UEM 2014) “Planeta esgota hoje sua cota natural de recursos para 2013. Se a
humanidade se comprometesse a consumir a cada ano só os recursos naturais que
pudessem ser repostos pelo planeta no mesmo período, em 2013 teríamos que fechar a
Terra para balanço [...]” Folha de S.Paulo, 20 ago. 2013.
Considerando o assunto abordado, assinale o que for correto.
01) O desmatamento e a queima das florestas têm contribuído para aumentar a
concentração do dióxido de enxofre, responsável pela inversão térmica.
02) A contaminação de rios e de mares leva à eutrofização, ocasionando um efeito
conhecido como “maré planctônica”, identificado pelo envenenamento do zooplâncton.
04) O tamanho mínimo que uma população pode atingir sem se extinguir varia de
espécie para espécie e depende da capacidade reprodutiva, da vulnerabilidade às
influências do meio e da duração do seu ciclo vital.
08) O uso de defensivos agrícolas pode causar sérias alterações na cadeia trófica, pois
tende a se concentrar mais nos herbívoros.
16) Se a devastação das florestas continuar no ritmo atual, a diversidade de espécies
animais diminuirá, visto que o número de nichos ecológicos também diminuirá.
4) (UFRN 2013) "Por se alimentar de matéria orgânica (fezes e carcaças de animais), os
besouros escarabeíneos, conhecidos como rola-bosta, participam diretamente do
processo de ciclagem de nutrientes, ou seja, promovem o reingresso de elementos
químicos presentes em materiais em decomposição na cadeia alimentar do ecossistema.
Em uma comunidade, eles podem ser classificados em três grupos de acordo com o tipo
de comportamento e a função desempenhada: rodadores (movem a matéria orgânica na
superfície), tuneleiros (cavam túneis e transportam o alimento para dentro do solo) e
residentes (depositam ovos no bolo de matéria orgânica e não participam do
deslocamento do alimento)."
Disponível em: <http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2012/09/efeito-domino>. Acesso
em 3 ago. 2012.
Considerando o enunciado, é correto afirmar:
a) Os besouros escarabeíneos ocupam nichos diferentes no ecossistema, atuando como
produtores, consumidores e decompositores.
b) A redução de besouros tuneleiros pode ocasionar diminuição da incorporação de
matéria orgânica pelo solo.
c) O transporte da matéria orgânica no solo, feito pelos grupos de tuneleiros e
residentes, é indispensável para o equilíbrio do ecossistema.
d) Na ciclagem de nutrientes presentes na matéria orgânica, a fixação do carbono é
efetivada pelo besouro "rola-bosta".
5) (PUC-Camp 2008) O diesel verde pode ser produzido através da gaseificação de
biomassa – que ocorre quando se esquenta matéria orgânica até o ponto de ocorrer a
liberação de hidrogênio e monóxido decarbono – seguida da conversão dos compostos
em hidrocarbonetos de cadeia longa. O resultado é um combustível automotivo líquido
competitivo, que não acrescenta virtualmentenenhum gás de efeito estufa à atmosfera.
(Adaptado de Scientific American. Outubro 2006. p. 58)
Gaseificadores produzem, a partir dos restos vegetais, em torno de: CO = 20%, H2 =
17%, CH4 = 2,5%, CO2 = 10%, e o restante N2. Este equipamento tem uma ação que,
em uma teia alimentar, corresponde à ação de
a) decompositores
b) bactérias nitrificantes
c) produtores primários
d) consumidores primários
e) consumidores secundários
6) (PUC-Camp 2008) Formigas da caatinga ajudam a plantar sementes. Observou-se
que várias espécies de formigas carregam a semente para o ninho, comem a carúncula e
abandonam a semente intacta, próximo à planta-mãe, e que a terra do ninho é mais
própria à germinação do que o solo sem formigueiros.
(Adaptado de Pesquisa Fapesp. maio 2007. n. 135. p. 37)
As características da vegetação do cerrado e da caatinga são determinadas,
respectivamente,
a) pelo fogo constante e pelo solo arenoso.
b) pela composição química do solo e pelo clima seco.
c) pela abundância e pela falta de água no solo.
d) por estações marcadas e por temperaturas altas e constantes.
e) por diversos microambientes e pelo relevo acidentado.
7) (UPE 2010) Observe o quadrinho
Assinale a alternativa que apresenta a CORRETA relação estabelecida entre esses seres
vivos, preenchendo as lacunas 1 e 2.
a) Relação desarmônica, sendo: 1 – competição – 2 – predatismo
b) Relação desarmônica, sendo: 1 – predatismo – 2 – mutualismo
c) Relação harmônica, sendo: 1 – protocooperação – 2– canibalismo
d) Relação harmônica, sendo: 1 – canibalismo – 2 – competição
e) Relação desarmônica, sendo: 1 – competição – 2 – sociedade
8) (UECE 2009) “As lagoas da cidade continuam a sofrer com a ocupação irregular e
com a falta de saneamento. A Prefeitura se esforça para urbanizar o entorno de algumas
e reassentar famílias ribeirinhas, mas para o problema do saneamento não pode dar
solução definitiva a médio prazo.” Jornal O POVO, 2 de outubro de 2008.
A falta de saneamento e a ocupação irregular das cidades têm sido uma prática bastante
comum, o que tem resultado na eutrofização de lagoas de Fortaleza (CE), provocando a
proliferação de algas, o crescimento de plantas e, consequentemente, a morte de peixes.
Tal fenômeno revela o estado preocupante de desequilíbrio ambiental em que se
encontram esses ecossistemas.
Com relação ao processo de eutrofização é correto afirmar que:
a) os peixes que vivem em lagos eutrofizados morrem ao se alimentarem da matéria
orgânica contaminada, em virtude do crescimento das bactérias anaeróbicas em seu
organismo.
b) nos corpos d’água eutrofizados, observam-se elevadas densidades de cianobactérias
que tornam a água desses ecossistemas imprópria para o abastecimento humano, pela
alta quantidade de substâncias tóxicas persistentes.
c) é um fenômeno típico do mundo atual, resultante das atividades diárias, e, portanto,
não acontece sem a interferência humana.
d) a elevada taxa de mortalidade de peixes se dá pela poluição da água com detergentes
biodegradáveis, que interferem desastrosamente no ciclo do carbono.
9) (PUC-Camp 2009) A poluição atmosférica tem se mostrado nociva para os seres
humanos e animais. Por um lado, pode reduzir o peso dos bebês quando as gestantes são
expostas a níveis elevados de monóxido de carbono e partículas inaláveis no primeiro
trimestre de gestação. Por outro lado, os anfíbios também têm sofrido os efeitos desses
poluentes: a chuva ácida é uma ameaça para embriões e larvas. Outra ameaça são os
clorofluorcarbonos, que permitem o aumento das radiações UV-B, retardando as taxas
de crescimento e causando problemas em seu sistema imunológico. Além disso, nas
áreas agrícolas que usam extensivamente fertilizantes e inseticidas, tem-se observado
um aumento de deformidades em rãs, sapos e salamandras.
(Adaptado de Evangelina A. Vormittag. Diversidade de Impactos na Saúde Pública. Scientific American
Brasil, ano 6, n. 74, julho/2008. p. 78 e de Carlos Roberto Fonseca et alii. Metamorfose Ambulante.
Scientific American Brasil, ano 6, n. 72, maio/2008. p. 88)
Considere as afirmações a seguir.
I. É benéfica para a agricultura porque enriquece o solo com enxofre.
II. É capaz de reduzir a diversidade vegetal de uma região.
III. Muda o pH de rios e lagos atuando negativamente sobre a fauna local.
Referência a efeitos da chuva ácida SOMENTE é feita em
a) I
b) II
c) III
d) I e II
e) II e III
10) (PUC-Camp 2008) A ação de seres vivos como bactérias, fungos e leveduras na
descontaminação ambiental é um processo químico chamado de biorremediação. A
remediação também pode ser feita por algumas espécies de plantas. Essa técnica,
chamada de fitorremediação, tem se revelado útil na remoção de metais pesados e
poluentes orgânicos de solos e sedimentos contaminados.
(Adaptado de Discutindo Ciência. p. 34)
A fitorremediação ocorre por um processo de absorção de metais pesados ou poluentes
orgânicos, portanto,
I. os vegetais podem ficar impróprios para consumo humano
II. a concentração de elementos metálicos nos vegetais aumenta
III. ocorre uma reposição de nutrientes no solo
Está correto o que se afirma SOMENTE em
a) I
b) II
c) III
d) I e II
e) I e III
11) (UFPA 2011) A Agricultura, apesar de ser uma atividade humana importantíssima
para a sobrevivência de nossa espécie, vem provocando, juntamente com o
desmatamento, um aumento das taxas de erosão. Grande parte dos solos cultiváveis do
planeta já foi destruída pela erosão, principalmente após a II Guerra Mundial. Além dos
problemas causados à própria atividade agrícola, a erosão provoca grandes danos
ambientais, como o assoreamento de várzeas, açudes, riachos e rios. Uma das práticas
utilizadas para minimizar a erosão consiste em
a) substituir a mão de obra humana por máquinas pesadas
b) usar intensivamente produtos químicos no controle das ervas daninhas, para permitir,
assim, que o solo absorva rapidamente a água, impedindo o deslocamento superficial da
água
c) fazer o cultivo das plantas em curva de nível e usar culturas de cobertura, o que
protegerá o solo da ação erosiva das chuvas.
d) fazer o plantio em épocas sem chuva
e) eliminar a vegetação de áreas com declividade acentuada para permitir a drenagem da
água.
12) (UERJ 2011) A biomassa de quatro tipos de seres vivos existentes em uma pequena
lagoa foi medida uma vez por mês, durante o período de um ano. No gráfico a
seguir estão mostrados os valores obtidos.
A curva pontilhada representa a variação da biomassa do fitoplâncton. A variação da
biomassa do zooplâncton está representada pela curva identificada por:
a) W
b) X
c) Y
d) Z
13) (UNEB 2009) A monocultura de cana-de-açúcar, que durante muito tempo dominou
a economia brasileira, pode voltar a assombrar o país. Estudo realizado pelo Instituto
Sociedade, População e Natureza (ISPN) aponta que o Cerrado – segundo bioma mais
ameaçado do Brasil – sofre os impactos da expansão da lavoura de cana-de-açúcar com
vistas à produção de etanol. De acordo com a pesquisa, a ampliação do cultivo de cana
em áreas prioritárias para a conservação do Cerrado compromete a biodiversidade da
região, a mão de obra familiar e a produção de alimentos (...) Goiás, Mato Grosso,
Minas Gerais e São Paulo são os estados em que regiões de Cerrado com alta prioridade
de conservação estão dando lugar a polos de produção de cana-de-açúcar. Os impactos
ambientais provocados pela expansão das plantações são muitos. (...)
(D’ÁVILA, 2008, p. 60.)
Considerando-se os impactos ambientais produzidos pela expansão da monocultura de
cana-de-açúcar, no Cerrado, para produção de etanol, pode-se corretamente destacar
01) o desmatamento ao lado dos interesses da expansão da lavoura de cana-de-açúcar se
junta à produção de carvão, um processo exotérmico que ocorre na ausência de
oxigênio.
02) o comprometimento da diversidade do bioma, da mão de obra familiar e da
produção de alimentos como consequência do aumento da produção de etanol, um
biocombustível não completamente renovável.
03) o acúmulo de gases de efeito estufa, que libera radiação infravermelha para fora da
atmosfera terrestre, a exemplo, de SO2(g) e CO(g), provenientes da queima de cana-de-
açúcar antes do corte.
04) a expansão da monocultura de cana-de-açúcar, uma vez voltada apenas para a
produção de alimentos, não geraria os impactos ambientais que a produção de etanol
vem causando ao Cerrado.
05) os impactos sociais gerados e a perda de biodiversidade são compensados pela
diminuição das emissões de CO2(g) na queima de etanol, um combustível
completamente limpo, que não agrega consumo de energia de outras fontes para a sua
produção e transporte.
14) (UFPE 2010) A preocupação da sociedade com o ambiente tem motivado algumas
empresas a adotarem práticas de sustentabilidade como uma maneira de agregar valor
comercial aos seus produtos. Sobre este assunto, considere as proposições abaixo.
0) O estímulo ao uso de sacolas retornáveis por algumas empresas produz benefício ao
meio ambiente, uma vez que sacolas plásticas não são biodegradáveis.
1) O tratamento dos resíduos gerados pelas empresas, antes do despejo em fontes
naturais de água potável, são práticas que devem ser incentivadas.
2) Um projeto de Lei aprovado no Recife impede o comércio de latas de aço. Tal
iniciativa se deve ao fato de que latas de aço não são recicláveis e têm se acumulado no
ambiente.
3) O tratamento da água contaminada por corantes ou metais pesados pelas indústrias
permite sua reutilização como água potável para consumo humano.
4) A utilização da energia solar ou de termoelétricas são formas baratas e
ecologicamente corretas que poderiam ser adotadas pelas empresas.
15) A tabela seguinte refere-se ao estudo de comunidades de peixes num córrego com
forte influência sazonal, no caso a pluviosidade.
Meses Pluviosidade (mm)
Oxigênio
dissolvido
na água (%)
Número de
espécies
(riqueza)
Número de
indivíduos
(abundância)
Janeiro 277 82 17 287
Março 388 81 14 211
Maio 89 85 32 678
Julho 20 83 36 636
Setembro 18 83 31 703
Novembro 256 80 12 315
Os dados apresentados na tabela mostram que no período de
a) seca existe uma relação inversa com a abundância decorrente de mecanismos de
competição intraespecífica
b) seca há uma relação inversa com a riqueza, uma vez que os nichos sofrem menor
interferência das chuvas
c) chuva ocorre uma relação direta com a quantidade de O2, em função da respiração
das comunidades aquáticas
d) chuva a quantidade de O2 dissolvido limita a abundância, pois suas moléculas são
adsorvidas por bactérias no seu leito
e) seca a quantidade de O2 dissolvido limita a abundância, pois a evaporação dificulta a
fotossíntese das comunidades aquáticas
16) (UFPB 2010) A taxa de crescimento de uma população depende de inúmeros
fatores, tais como: número de indivíduos, taxa de mortalidade, taxa de natalidade,
emigração, imigração, competição e outros fatores ligados ao potencial biótico da
espécie e à capacidade de suporte do ambiente em unidade de tempo.
O gráfico a seguir representa, de forma hipotética, a taxa de crescimento populacional
em decorrência do tempo, da espécie Columba picazuro (asa branca), ave ocorrente na
caatinga nordestina.
Com base na análise do gráfico e nos conhecimentos sobre crescimento populacional,
identifique as afirmativas corretas sobre a população de C. picazuro:
I. Terá a taxa de natalidade reduzida, quando o número de indivíduos se aproximar da
capacidade de suporte.
II. Aumentará independentemente dos efeitos da disponibilidade de alimentos, abrigo e
nidação.
III. Tenderá ao equilíbrio, quando a capacidade de suporte for igual ao número de
indivíduos.
IV. Diminuirá com o aumento da emigração e com a redução da taxa de natalidade.
V. Aumentará de forma constante e diretamente proporcional ao tempo.
17) (UNEMAT 2008) Analise a teia alimentar do esquema a seguir:
1. V é consumidor primário e terciário
2. O é consumidor secundário
3. H é consumidor primário e secundário
4. O é decompositor
5. Y é consumidor primário
Com base nas informações, assinale a alternativa correta:
a) 1, 2 e 3 são corretas
b) 2, 3 e 4 são corretas
c) 2, 3 e 5 são corretas
d) 2, 4 e 5 são corretas
e) 3, 4 e 5 são corretas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ssRevisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ss
Ademir Aquino
 
Testes aval c-8-f
Testes aval c-8-fTestes aval c-8-f
Testes aval c-8-f
Dani Salazar
 
PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTURAS SOB PLANTIO DI...
PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE  CULTURAS SOB PLANTIO DI...PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE  CULTURAS SOB PLANTIO DI...
PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTURAS SOB PLANTIO DI...
Francihele Müller
 
Revisão ENEM IV - Ecologia
Revisão ENEM IV -  EcologiaRevisão ENEM IV -  Ecologia
Revisão ENEM IV - Ecologia
emanuel
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Limnologia oficial (3)
Limnologia  oficial (3)Limnologia  oficial (3)
Limnologia oficial (3)
Francisco Wanderson
 
Teste relações ecológicas
Teste relações ecológicasTeste relações ecológicas
Teste relações ecológicas
Cimá Ferreira
 
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
Professô Kyoshi
 
Completamono
CompletamonoCompletamono
Completamono
Claudinei Sachetti
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Revisão de Ecologia
Revisão de Ecologia   Revisão de Ecologia
Revisão de Ecologia
emanuel
 
Macrófitas Aquáticas
Macrófitas AquáticasMacrófitas Aquáticas
Macrófitas Aquáticas
Jonas Guimarães
 
Trindade et al. 2010. macrófitas do campus carreiros
Trindade et al. 2010. macrófitas do campus carreirosTrindade et al. 2010. macrófitas do campus carreiros
Trindade et al. 2010. macrófitas do campus carreiros
FURG
 
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo testeCiências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Espaço Crescer Centro de Estudos
 
Aula ecologia
Aula ecologiaAula ecologia
Aula ecologia
Clécio Bubela
 
R0594 2
R0594 2R0594 2
Composition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.pt
Composition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.ptComposition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.pt
Composition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.pt
edmilsonrobertobraga
 
Plantas macrófitas
Plantas macrófitasPlantas macrófitas
Plantas macrófitas
Alexandre Panerai
 
Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016
Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016
Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016
Carlos Alberto Monteiro
 
Projeto enem biologia 04.10.2014 nahya
Projeto enem biologia 04.10.2014 nahyaProjeto enem biologia 04.10.2014 nahya
Projeto enem biologia 04.10.2014 nahya
Nahya Paola Souza
 

Mais procurados (20)

Revisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ssRevisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ss
 
Testes aval c-8-f
Testes aval c-8-fTestes aval c-8-f
Testes aval c-8-f
 
PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTURAS SOB PLANTIO DI...
PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE  CULTURAS SOB PLANTIO DI...PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE  CULTURAS SOB PLANTIO DI...
PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTURAS SOB PLANTIO DI...
 
Revisão ENEM IV - Ecologia
Revisão ENEM IV -  EcologiaRevisão ENEM IV -  Ecologia
Revisão ENEM IV - Ecologia
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Aula 1. ecologia
 
Limnologia oficial (3)
Limnologia  oficial (3)Limnologia  oficial (3)
Limnologia oficial (3)
 
Teste relações ecológicas
Teste relações ecológicasTeste relações ecológicas
Teste relações ecológicas
 
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
 
Completamono
CompletamonoCompletamono
Completamono
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Revisão de Ecologia
Revisão de Ecologia   Revisão de Ecologia
Revisão de Ecologia
 
Macrófitas Aquáticas
Macrófitas AquáticasMacrófitas Aquáticas
Macrófitas Aquáticas
 
Trindade et al. 2010. macrófitas do campus carreiros
Trindade et al. 2010. macrófitas do campus carreirosTrindade et al. 2010. macrófitas do campus carreiros
Trindade et al. 2010. macrófitas do campus carreiros
 
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo testeCiências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
 
Aula ecologia
Aula ecologiaAula ecologia
Aula ecologia
 
R0594 2
R0594 2R0594 2
R0594 2
 
Composition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.pt
Composition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.ptComposition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.pt
Composition and seasonal changes in filamentous algae in floating mats2015.en.pt
 
Plantas macrófitas
Plantas macrófitasPlantas macrófitas
Plantas macrófitas
 
Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016
Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016
Ecossistemologia - Slides usados em aula 04/04/2016
 
Projeto enem biologia 04.10.2014 nahya
Projeto enem biologia 04.10.2014 nahyaProjeto enem biologia 04.10.2014 nahya
Projeto enem biologia 04.10.2014 nahya
 

Destaque

1.introducao organica
1.introducao organica1.introducao organica
1.introducao organica
Everson Carabolante
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
homago
 
Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)
Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)
Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)
homago
 
Filo mollusca moluscos
Filo mollusca moluscosFilo mollusca moluscos
Filo mollusca moluscos
Estude Mais
 
Tipos de argumentacao
Tipos de argumentacaoTipos de argumentacao
Tipos de argumentacao
Estude Mais
 
Filo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintosFilo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintos
Estude Mais
 
Exercicios de estatistica
Exercicios de estatisticaExercicios de estatistica
Exercicios de estatistica
Estude Mais
 
Exercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaExercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimica
Estude Mais
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Estude Mais
 
Quimica solucoes
Quimica solucoesQuimica solucoes
Quimica solucoes
Estude Mais
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
Estude Mais
 
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enemCilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
Estude Mais
 
Exercício sobre Evolução
Exercício sobre EvoluçãoExercício sobre Evolução
Exercício sobre Evolução
Estude Mais
 
Respostas funcionais
Respostas funcionaisRespostas funcionais
Respostas funcionais
unesp
 
Questoes do enem de portugues
Questoes do enem de portuguesQuestoes do enem de portugues
Questoes do enem de portugues
Estude Mais
 
Biologia anelideos
Biologia anelideosBiologia anelideos
Biologia anelideos
Estude Mais
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
unesp
 
Exercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enemExercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enem
Estude Mais
 
Exercicios de Matematica
Exercicios de MatematicaExercicios de Matematica
Exercicios de Matematica
Estude Mais
 
Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa metacomunidade de girinos...
Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa  metacomunidade de girinos...Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa  metacomunidade de girinos...
Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa metacomunidade de girinos...
Diogo Provete
 

Destaque (20)

1.introducao organica
1.introducao organica1.introducao organica
1.introducao organica
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
 
Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)
Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)
Captulo14 130404212649-phpapp01 (1)
 
Filo mollusca moluscos
Filo mollusca moluscosFilo mollusca moluscos
Filo mollusca moluscos
 
Tipos de argumentacao
Tipos de argumentacaoTipos de argumentacao
Tipos de argumentacao
 
Filo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintosFilo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintos
 
Exercicios de estatistica
Exercicios de estatisticaExercicios de estatistica
Exercicios de estatistica
 
Exercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaExercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimica
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Quimica solucoes
Quimica solucoesQuimica solucoes
Quimica solucoes
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
 
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enemCilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
 
Exercício sobre Evolução
Exercício sobre EvoluçãoExercício sobre Evolução
Exercício sobre Evolução
 
Respostas funcionais
Respostas funcionaisRespostas funcionais
Respostas funcionais
 
Questoes do enem de portugues
Questoes do enem de portuguesQuestoes do enem de portugues
Questoes do enem de portugues
 
Biologia anelideos
Biologia anelideosBiologia anelideos
Biologia anelideos
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Exercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enemExercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enem
 
Exercicios de Matematica
Exercicios de MatematicaExercicios de Matematica
Exercicios de Matematica
 
Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa metacomunidade de girinos...
Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa  metacomunidade de girinos...Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa  metacomunidade de girinos...
Padrões de Abundância e Distribuição espacial numa metacomunidade de girinos...
 

Semelhante a Revisao de ecologia para o enem

Biologia Lyndon Jhonson
Biologia   Lyndon JhonsonBiologia   Lyndon Jhonson
Biologia Lyndon Jhonson
Pré-Enem Seduc
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Ecologia.pptx
Ecologia.pptxEcologia.pptx
Ecologia.pptx
BrunoAyron
 
Ecologia- Enem compacto
Ecologia- Enem compactoEcologia- Enem compacto
Ecologia- Enem compacto
emanuel
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
Fabio Dias
 
Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0
Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0
Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0
Colégio Estadual Padre Fernando Gomes de Melo
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
DinaBrtolo
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
DinaBrtolo
 
Teste cn 8ºano
Teste cn 8ºanoTeste cn 8ºano
Teste cn 8ºano
Deolinda Silva
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
Alessandra Tome
 
Teste 2 - Professor Mario
Teste 2 - Professor MarioTeste 2 - Professor Mario
Teste 2 - Professor Mario
Viviane Catarina
 
BIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdfBIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdf
ZeineSoares
 
Enem 2015
Enem 2015 Enem 2015
Enem 2015
Magali Feldmann
 
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
ssuserda7871
 
Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015
Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015
Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015
Rafael Cipriano
 
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007
elisamello
 
Biologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptx
Biologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptxBiologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptx
Biologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptx
BrunoLopesPereira3
 
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 RevisadoAulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 Revisado
elisamello
 
84107 biomas brasileiro e muito (2).pptx
84107 biomas brasileiro e muito  (2).pptx84107 biomas brasileiro e muito  (2).pptx
84107 biomas brasileiro e muito (2).pptx
Rosiney1
 
Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9
joseeira
 

Semelhante a Revisao de ecologia para o enem (20)

Biologia Lyndon Jhonson
Biologia   Lyndon JhonsonBiologia   Lyndon Jhonson
Biologia Lyndon Jhonson
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Aula 1. ecologia
 
Ecologia.pptx
Ecologia.pptxEcologia.pptx
Ecologia.pptx
 
Ecologia- Enem compacto
Ecologia- Enem compactoEcologia- Enem compacto
Ecologia- Enem compacto
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0
Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0
Quizz da biologia – 3ª série (ecologia, genética e evolução0
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
 
Teste cn 8ºano
Teste cn 8ºanoTeste cn 8ºano
Teste cn 8ºano
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Teste 2 - Professor Mario
Teste 2 - Professor MarioTeste 2 - Professor Mario
Teste 2 - Professor Mario
 
BIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdfBIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdf
 
Enem 2015
Enem 2015 Enem 2015
Enem 2015
 
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
 
Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015
Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015
Empurrao enem biologia-revisao-1-04-05-2015
 
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007
 
Biologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptx
Biologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptxBiologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptx
Biologia no Enem- Fundamentos Ecologia Geral . pptx
 
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 RevisadoAulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 Revisado
 
84107 biomas brasileiro e muito (2).pptx
84107 biomas brasileiro e muito  (2).pptx84107 biomas brasileiro e muito  (2).pptx
84107 biomas brasileiro e muito (2).pptx
 
Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9
 

Mais de Estude Mais

Teoria da Evolução
Teoria da EvoluçãoTeoria da Evolução
Teoria da Evolução
Estude Mais
 
O que é um seminario
O que é um seminarioO que é um seminario
O que é um seminario
Estude Mais
 
Guia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de semináriosGuia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de seminários
Estude Mais
 
Ecologia comunidades
Ecologia comunidadesEcologia comunidades
Ecologia comunidades
Estude Mais
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
Estude Mais
 
Melhoramento genetico
Melhoramento geneticoMelhoramento genetico
Melhoramento genetico
Estude Mais
 
Populacoes Biologicas
Populacoes BiologicasPopulacoes Biologicas
Populacoes Biologicas
Estude Mais
 
Regime liberal populista
Regime liberal populistaRegime liberal populista
Regime liberal populista
Estude Mais
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Estude Mais
 
Energia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemasEnergia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemas
Estude Mais
 
Exercicio de polinomios
Exercicio de polinomiosExercicio de polinomios
Exercicio de polinomios
Estude Mais
 
Exercicio de condutores em equilibro eletrostatico
Exercicio de condutores em equilibro eletrostaticoExercicio de condutores em equilibro eletrostatico
Exercicio de condutores em equilibro eletrostatico
Estude Mais
 
Exercicios de matematica financeira
Exercicios de matematica financeiraExercicios de matematica financeira
Exercicios de matematica financeira
Estude Mais
 
Fundamentos em Ecologia
Fundamentos em EcologiaFundamentos em Ecologia
Fundamentos em Ecologia
Estude Mais
 
Exercicios de isomeria
Exercicios de isomeriaExercicios de isomeria
Exercicios de isomeria
Estude Mais
 
Exercicio sobre mapeamento cromossomico
Exercicio sobre mapeamento cromossomicoExercicio sobre mapeamento cromossomico
Exercicio sobre mapeamento cromossomico
Estude Mais
 
Questoes do enem sobre porcentagem
Questoes do enem sobre porcentagemQuestoes do enem sobre porcentagem
Questoes do enem sobre porcentagem
Estude Mais
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
Estude Mais
 
Exercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometriaExercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometria
Estude Mais
 
Atividade 3 bim Biologia 2
Atividade 3 bim Biologia 2Atividade 3 bim Biologia 2
Atividade 3 bim Biologia 2
Estude Mais
 

Mais de Estude Mais (20)

Teoria da Evolução
Teoria da EvoluçãoTeoria da Evolução
Teoria da Evolução
 
O que é um seminario
O que é um seminarioO que é um seminario
O que é um seminario
 
Guia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de semináriosGuia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de seminários
 
Ecologia comunidades
Ecologia comunidadesEcologia comunidades
Ecologia comunidades
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
 
Melhoramento genetico
Melhoramento geneticoMelhoramento genetico
Melhoramento genetico
 
Populacoes Biologicas
Populacoes BiologicasPopulacoes Biologicas
Populacoes Biologicas
 
Regime liberal populista
Regime liberal populistaRegime liberal populista
Regime liberal populista
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
 
Energia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemasEnergia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemas
 
Exercicio de polinomios
Exercicio de polinomiosExercicio de polinomios
Exercicio de polinomios
 
Exercicio de condutores em equilibro eletrostatico
Exercicio de condutores em equilibro eletrostaticoExercicio de condutores em equilibro eletrostatico
Exercicio de condutores em equilibro eletrostatico
 
Exercicios de matematica financeira
Exercicios de matematica financeiraExercicios de matematica financeira
Exercicios de matematica financeira
 
Fundamentos em Ecologia
Fundamentos em EcologiaFundamentos em Ecologia
Fundamentos em Ecologia
 
Exercicios de isomeria
Exercicios de isomeriaExercicios de isomeria
Exercicios de isomeria
 
Exercicio sobre mapeamento cromossomico
Exercicio sobre mapeamento cromossomicoExercicio sobre mapeamento cromossomico
Exercicio sobre mapeamento cromossomico
 
Questoes do enem sobre porcentagem
Questoes do enem sobre porcentagemQuestoes do enem sobre porcentagem
Questoes do enem sobre porcentagem
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Exercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometriaExercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometria
 
Atividade 3 bim Biologia 2
Atividade 3 bim Biologia 2Atividade 3 bim Biologia 2
Atividade 3 bim Biologia 2
 

Último

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 

Último (20)

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 

Revisao de ecologia para o enem

  • 1. Revisão para o ENEM (Ecologia) 1) (UNEMAT 2013) É consenso entre os biólogos que a evolução ocorra, mas em que nível atua a seleção natural é uma discussão que recentemente voltou à pauta. Cientistas como Joan Strassmann e Richard Dawkins defendem que a seleção ocorra no nível do gene ou do indivíduo. Pesquisadores como Edward Wilson e Martin Nowak propõem que a seleção possa ocorrer no nível do grupo também. Segundo esses últimos, só a seleção de grupo poderia explicar alguns comportamentos da vida em grupo, por exemplo, o altruísmo. Os casos mais extremos de comportamento altruísta ocorrem nos insetos sociais quando, por exemplo, algumas formigas formam pontes com seus corpos para outras formigas passarem e abelhas ferroam um invasor da colônia, morrendo, mas salvando suas irmãs. Ambos os grupos estão testando essas hipóteses e os resultados ainda não são conclusivos. Sobre a evolução do altruísmo, marque a alternativa correta: a) Formigas e abelhas são exemplos de artrópodes por possuírem cerdas, simetria pentarradial e clitelo. b) As abelhas operárias são clones da rainha, por isso, se uma operária morre defendendo a colônia, as cópias de 50% de seus alelos sobrevivem na rainha. c) Segundo a seleção natural no nível individual, o indivíduo que adquirir durante sua vida uma característica vantajosa irá passá-la a seus descendentes. d) A socialidade é um tipo de interação ecológica harmônica na qual indivíduos da mesma espécie colaboram e dividem trabalho. e) Se os insetos são uma classe dentro do reino dos artrópodes, então eles se subdividem em vários filos. 2) (UFPA 2009) É um tipo de campo que tem vegetação bastante homogênea e predominantemente herbácea, apresenta uma distribuição regular de chuvas e estações bem definidas e pode ser usado como pastagem. Essas características referem-se ao bioma a) Pampas b) Caatinga c) Manguezal d) Mata Atlântica e) Campo Cerrado 3º Ano Instituto Santos Dumont Aluno: Nº. Professor: Rafael Menezes Disciplina: Biologia II Data: Nota:
  • 2. 3) (UEM 2014) “Planeta esgota hoje sua cota natural de recursos para 2013. Se a humanidade se comprometesse a consumir a cada ano só os recursos naturais que pudessem ser repostos pelo planeta no mesmo período, em 2013 teríamos que fechar a Terra para balanço [...]” Folha de S.Paulo, 20 ago. 2013. Considerando o assunto abordado, assinale o que for correto. 01) O desmatamento e a queima das florestas têm contribuído para aumentar a concentração do dióxido de enxofre, responsável pela inversão térmica. 02) A contaminação de rios e de mares leva à eutrofização, ocasionando um efeito conhecido como “maré planctônica”, identificado pelo envenenamento do zooplâncton. 04) O tamanho mínimo que uma população pode atingir sem se extinguir varia de espécie para espécie e depende da capacidade reprodutiva, da vulnerabilidade às influências do meio e da duração do seu ciclo vital. 08) O uso de defensivos agrícolas pode causar sérias alterações na cadeia trófica, pois tende a se concentrar mais nos herbívoros. 16) Se a devastação das florestas continuar no ritmo atual, a diversidade de espécies animais diminuirá, visto que o número de nichos ecológicos também diminuirá. 4) (UFRN 2013) "Por se alimentar de matéria orgânica (fezes e carcaças de animais), os besouros escarabeíneos, conhecidos como rola-bosta, participam diretamente do processo de ciclagem de nutrientes, ou seja, promovem o reingresso de elementos químicos presentes em materiais em decomposição na cadeia alimentar do ecossistema. Em uma comunidade, eles podem ser classificados em três grupos de acordo com o tipo de comportamento e a função desempenhada: rodadores (movem a matéria orgânica na superfície), tuneleiros (cavam túneis e transportam o alimento para dentro do solo) e residentes (depositam ovos no bolo de matéria orgânica e não participam do deslocamento do alimento)." Disponível em: <http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2012/09/efeito-domino>. Acesso em 3 ago. 2012. Considerando o enunciado, é correto afirmar: a) Os besouros escarabeíneos ocupam nichos diferentes no ecossistema, atuando como produtores, consumidores e decompositores. b) A redução de besouros tuneleiros pode ocasionar diminuição da incorporação de matéria orgânica pelo solo. c) O transporte da matéria orgânica no solo, feito pelos grupos de tuneleiros e residentes, é indispensável para o equilíbrio do ecossistema. d) Na ciclagem de nutrientes presentes na matéria orgânica, a fixação do carbono é efetivada pelo besouro "rola-bosta". 5) (PUC-Camp 2008) O diesel verde pode ser produzido através da gaseificação de biomassa – que ocorre quando se esquenta matéria orgânica até o ponto de ocorrer a liberação de hidrogênio e monóxido decarbono – seguida da conversão dos compostos em hidrocarbonetos de cadeia longa. O resultado é um combustível automotivo líquido competitivo, que não acrescenta virtualmentenenhum gás de efeito estufa à atmosfera.
  • 3. (Adaptado de Scientific American. Outubro 2006. p. 58) Gaseificadores produzem, a partir dos restos vegetais, em torno de: CO = 20%, H2 = 17%, CH4 = 2,5%, CO2 = 10%, e o restante N2. Este equipamento tem uma ação que, em uma teia alimentar, corresponde à ação de a) decompositores b) bactérias nitrificantes c) produtores primários d) consumidores primários e) consumidores secundários 6) (PUC-Camp 2008) Formigas da caatinga ajudam a plantar sementes. Observou-se que várias espécies de formigas carregam a semente para o ninho, comem a carúncula e abandonam a semente intacta, próximo à planta-mãe, e que a terra do ninho é mais própria à germinação do que o solo sem formigueiros. (Adaptado de Pesquisa Fapesp. maio 2007. n. 135. p. 37) As características da vegetação do cerrado e da caatinga são determinadas, respectivamente, a) pelo fogo constante e pelo solo arenoso. b) pela composição química do solo e pelo clima seco. c) pela abundância e pela falta de água no solo. d) por estações marcadas e por temperaturas altas e constantes. e) por diversos microambientes e pelo relevo acidentado. 7) (UPE 2010) Observe o quadrinho
  • 4. Assinale a alternativa que apresenta a CORRETA relação estabelecida entre esses seres vivos, preenchendo as lacunas 1 e 2. a) Relação desarmônica, sendo: 1 – competição – 2 – predatismo b) Relação desarmônica, sendo: 1 – predatismo – 2 – mutualismo c) Relação harmônica, sendo: 1 – protocooperação – 2– canibalismo d) Relação harmônica, sendo: 1 – canibalismo – 2 – competição e) Relação desarmônica, sendo: 1 – competição – 2 – sociedade 8) (UECE 2009) “As lagoas da cidade continuam a sofrer com a ocupação irregular e com a falta de saneamento. A Prefeitura se esforça para urbanizar o entorno de algumas e reassentar famílias ribeirinhas, mas para o problema do saneamento não pode dar solução definitiva a médio prazo.” Jornal O POVO, 2 de outubro de 2008. A falta de saneamento e a ocupação irregular das cidades têm sido uma prática bastante comum, o que tem resultado na eutrofização de lagoas de Fortaleza (CE), provocando a proliferação de algas, o crescimento de plantas e, consequentemente, a morte de peixes. Tal fenômeno revela o estado preocupante de desequilíbrio ambiental em que se encontram esses ecossistemas. Com relação ao processo de eutrofização é correto afirmar que: a) os peixes que vivem em lagos eutrofizados morrem ao se alimentarem da matéria orgânica contaminada, em virtude do crescimento das bactérias anaeróbicas em seu organismo. b) nos corpos d’água eutrofizados, observam-se elevadas densidades de cianobactérias que tornam a água desses ecossistemas imprópria para o abastecimento humano, pela alta quantidade de substâncias tóxicas persistentes. c) é um fenômeno típico do mundo atual, resultante das atividades diárias, e, portanto, não acontece sem a interferência humana. d) a elevada taxa de mortalidade de peixes se dá pela poluição da água com detergentes biodegradáveis, que interferem desastrosamente no ciclo do carbono. 9) (PUC-Camp 2009) A poluição atmosférica tem se mostrado nociva para os seres humanos e animais. Por um lado, pode reduzir o peso dos bebês quando as gestantes são expostas a níveis elevados de monóxido de carbono e partículas inaláveis no primeiro trimestre de gestação. Por outro lado, os anfíbios também têm sofrido os efeitos desses poluentes: a chuva ácida é uma ameaça para embriões e larvas. Outra ameaça são os clorofluorcarbonos, que permitem o aumento das radiações UV-B, retardando as taxas de crescimento e causando problemas em seu sistema imunológico. Além disso, nas áreas agrícolas que usam extensivamente fertilizantes e inseticidas, tem-se observado um aumento de deformidades em rãs, sapos e salamandras. (Adaptado de Evangelina A. Vormittag. Diversidade de Impactos na Saúde Pública. Scientific American Brasil, ano 6, n. 74, julho/2008. p. 78 e de Carlos Roberto Fonseca et alii. Metamorfose Ambulante. Scientific American Brasil, ano 6, n. 72, maio/2008. p. 88) Considere as afirmações a seguir.
  • 5. I. É benéfica para a agricultura porque enriquece o solo com enxofre. II. É capaz de reduzir a diversidade vegetal de uma região. III. Muda o pH de rios e lagos atuando negativamente sobre a fauna local. Referência a efeitos da chuva ácida SOMENTE é feita em a) I b) II c) III d) I e II e) II e III 10) (PUC-Camp 2008) A ação de seres vivos como bactérias, fungos e leveduras na descontaminação ambiental é um processo químico chamado de biorremediação. A remediação também pode ser feita por algumas espécies de plantas. Essa técnica, chamada de fitorremediação, tem se revelado útil na remoção de metais pesados e poluentes orgânicos de solos e sedimentos contaminados. (Adaptado de Discutindo Ciência. p. 34) A fitorremediação ocorre por um processo de absorção de metais pesados ou poluentes orgânicos, portanto, I. os vegetais podem ficar impróprios para consumo humano II. a concentração de elementos metálicos nos vegetais aumenta III. ocorre uma reposição de nutrientes no solo Está correto o que se afirma SOMENTE em a) I b) II c) III d) I e II e) I e III 11) (UFPA 2011) A Agricultura, apesar de ser uma atividade humana importantíssima para a sobrevivência de nossa espécie, vem provocando, juntamente com o desmatamento, um aumento das taxas de erosão. Grande parte dos solos cultiváveis do planeta já foi destruída pela erosão, principalmente após a II Guerra Mundial. Além dos problemas causados à própria atividade agrícola, a erosão provoca grandes danos ambientais, como o assoreamento de várzeas, açudes, riachos e rios. Uma das práticas utilizadas para minimizar a erosão consiste em a) substituir a mão de obra humana por máquinas pesadas b) usar intensivamente produtos químicos no controle das ervas daninhas, para permitir, assim, que o solo absorva rapidamente a água, impedindo o deslocamento superficial da água c) fazer o cultivo das plantas em curva de nível e usar culturas de cobertura, o que protegerá o solo da ação erosiva das chuvas.
  • 6. d) fazer o plantio em épocas sem chuva e) eliminar a vegetação de áreas com declividade acentuada para permitir a drenagem da água. 12) (UERJ 2011) A biomassa de quatro tipos de seres vivos existentes em uma pequena lagoa foi medida uma vez por mês, durante o período de um ano. No gráfico a seguir estão mostrados os valores obtidos. A curva pontilhada representa a variação da biomassa do fitoplâncton. A variação da biomassa do zooplâncton está representada pela curva identificada por: a) W b) X c) Y d) Z 13) (UNEB 2009) A monocultura de cana-de-açúcar, que durante muito tempo dominou a economia brasileira, pode voltar a assombrar o país. Estudo realizado pelo Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) aponta que o Cerrado – segundo bioma mais ameaçado do Brasil – sofre os impactos da expansão da lavoura de cana-de-açúcar com vistas à produção de etanol. De acordo com a pesquisa, a ampliação do cultivo de cana em áreas prioritárias para a conservação do Cerrado compromete a biodiversidade da região, a mão de obra familiar e a produção de alimentos (...) Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo são os estados em que regiões de Cerrado com alta prioridade de conservação estão dando lugar a polos de produção de cana-de-açúcar. Os impactos ambientais provocados pela expansão das plantações são muitos. (...) (D’ÁVILA, 2008, p. 60.) Considerando-se os impactos ambientais produzidos pela expansão da monocultura de cana-de-açúcar, no Cerrado, para produção de etanol, pode-se corretamente destacar 01) o desmatamento ao lado dos interesses da expansão da lavoura de cana-de-açúcar se junta à produção de carvão, um processo exotérmico que ocorre na ausência de oxigênio. 02) o comprometimento da diversidade do bioma, da mão de obra familiar e da produção de alimentos como consequência do aumento da produção de etanol, um biocombustível não completamente renovável.
  • 7. 03) o acúmulo de gases de efeito estufa, que libera radiação infravermelha para fora da atmosfera terrestre, a exemplo, de SO2(g) e CO(g), provenientes da queima de cana-de- açúcar antes do corte. 04) a expansão da monocultura de cana-de-açúcar, uma vez voltada apenas para a produção de alimentos, não geraria os impactos ambientais que a produção de etanol vem causando ao Cerrado. 05) os impactos sociais gerados e a perda de biodiversidade são compensados pela diminuição das emissões de CO2(g) na queima de etanol, um combustível completamente limpo, que não agrega consumo de energia de outras fontes para a sua produção e transporte. 14) (UFPE 2010) A preocupação da sociedade com o ambiente tem motivado algumas empresas a adotarem práticas de sustentabilidade como uma maneira de agregar valor comercial aos seus produtos. Sobre este assunto, considere as proposições abaixo. 0) O estímulo ao uso de sacolas retornáveis por algumas empresas produz benefício ao meio ambiente, uma vez que sacolas plásticas não são biodegradáveis. 1) O tratamento dos resíduos gerados pelas empresas, antes do despejo em fontes naturais de água potável, são práticas que devem ser incentivadas. 2) Um projeto de Lei aprovado no Recife impede o comércio de latas de aço. Tal iniciativa se deve ao fato de que latas de aço não são recicláveis e têm se acumulado no ambiente. 3) O tratamento da água contaminada por corantes ou metais pesados pelas indústrias permite sua reutilização como água potável para consumo humano. 4) A utilização da energia solar ou de termoelétricas são formas baratas e ecologicamente corretas que poderiam ser adotadas pelas empresas. 15) A tabela seguinte refere-se ao estudo de comunidades de peixes num córrego com forte influência sazonal, no caso a pluviosidade. Meses Pluviosidade (mm) Oxigênio dissolvido na água (%) Número de espécies (riqueza) Número de indivíduos (abundância) Janeiro 277 82 17 287 Março 388 81 14 211 Maio 89 85 32 678 Julho 20 83 36 636 Setembro 18 83 31 703 Novembro 256 80 12 315 Os dados apresentados na tabela mostram que no período de a) seca existe uma relação inversa com a abundância decorrente de mecanismos de competição intraespecífica b) seca há uma relação inversa com a riqueza, uma vez que os nichos sofrem menor interferência das chuvas c) chuva ocorre uma relação direta com a quantidade de O2, em função da respiração das comunidades aquáticas d) chuva a quantidade de O2 dissolvido limita a abundância, pois suas moléculas são adsorvidas por bactérias no seu leito
  • 8. e) seca a quantidade de O2 dissolvido limita a abundância, pois a evaporação dificulta a fotossíntese das comunidades aquáticas 16) (UFPB 2010) A taxa de crescimento de uma população depende de inúmeros fatores, tais como: número de indivíduos, taxa de mortalidade, taxa de natalidade, emigração, imigração, competição e outros fatores ligados ao potencial biótico da espécie e à capacidade de suporte do ambiente em unidade de tempo. O gráfico a seguir representa, de forma hipotética, a taxa de crescimento populacional em decorrência do tempo, da espécie Columba picazuro (asa branca), ave ocorrente na caatinga nordestina. Com base na análise do gráfico e nos conhecimentos sobre crescimento populacional, identifique as afirmativas corretas sobre a população de C. picazuro: I. Terá a taxa de natalidade reduzida, quando o número de indivíduos se aproximar da capacidade de suporte. II. Aumentará independentemente dos efeitos da disponibilidade de alimentos, abrigo e nidação. III. Tenderá ao equilíbrio, quando a capacidade de suporte for igual ao número de indivíduos. IV. Diminuirá com o aumento da emigração e com a redução da taxa de natalidade. V. Aumentará de forma constante e diretamente proporcional ao tempo. 17) (UNEMAT 2008) Analise a teia alimentar do esquema a seguir: 1. V é consumidor primário e terciário 2. O é consumidor secundário 3. H é consumidor primário e secundário 4. O é decompositor
  • 9. 5. Y é consumidor primário Com base nas informações, assinale a alternativa correta: a) 1, 2 e 3 são corretas b) 2, 3 e 4 são corretas c) 2, 3 e 5 são corretas d) 2, 4 e 5 são corretas e) 3, 4 e 5 são corretas