SlideShare uma empresa Scribd logo
Aulas Específicas Biologia Aula 01  2 fase 2007
01. Há evidências que o acúmulo de determinados gases na atmosfera pode levar a um aquecimento cada vez maior de nosso meio ambiente, em decorrência do “ Efeito Estufa ”. a) Comente sobre duas atividades humanas que podem contribuir para o fenômeno citado. b) Que gás tem sido apontado como o principal responsável pelo fenômeno e como se pode diminuir a sua emissão para a atmosfera?
Efeito Estufa O que é isso mesmo???
O  efeito estufa  é um processo que ocorre quando uma parte da radiação solar refletida pela superfície terrestre é absorvida por determinados gases presentes na atmosfera. Como conseqüência disso, o calor fica retido, não sendo liberado ao espaço.
Principais Gases do Efeito Estufa CO 2 CH 4  - metano Vapor d’água N 2 O - óxido nitroso CFC´s - CF x Cl x
Efeito estufa
Efeito estufa
 
O  efeito estufa , dentro de uma determinada faixa de temperatura, é de vital importância pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.
a) Comente sobre duas atividades humanas que podem contribuir para o fenômeno citado.
Queima de combustíveis fósseis
Sociedade de Consumo
 
 
 
a) Comente sobre duas atividades humanas que podem contribuir para o fenômeno citado. 1. Queima de combustíveis fósseis que liberam CO 2  adicional para atmosfera, o que aumenta o efeito estufa. 2. Queimadas das florestas, o que libera enormes quantidades de CO 2  que estavam fixadas na biomassa vegetal.
b) Que gás tem sido apontado como o principal responsável pelo fenômeno e como se pode diminuir a sua emissão para a atmosfera? CO 2 A redução da emissão de CO 2  pode se dar através da utilização de combustíveis renováveis como álcool e biodiesel, e através da redução do desmatamento.
02. Fungos e bactérias têm sido considerados, por muitos, os “vilões” entre os seres vivos. Sabemos, entretanto, que ambos representam aspectos positivos e desempenham importantes funções ecológicas.
 
Pé-de-atleta micose
a) Cite uma forma pela qual bactérias e fungos podem contribuir para a reciclagem de nutrientes minerais.
Transformação da matéria orgânica em sais minerais Decomposição mineralização
Decomposição
 
a) Cite uma forma pela qual bactérias e fungos podem contribuir para a reciclagem de nutrientes minerais. Através da decomposição da matéria orgânica morta e de restos orgânicos como folhas, fezes e urina.
b) Cite um exemplo de conquista científica no combate de infecções que foi possível a partir da utilização de fungos.
Penicilina - antibiótico
Alexander Fleming – britânico –descobre a penicilina em setembro de 1928 (1881 – 1955)
Penicillium notatum Fungos cobrindo a superfície de uma laranja
b) Cite um exemplo de conquista científica no combate de infecções que foi possível a partir da utilização de fungos. Produção de medicamentos à base de antibióticos.
03. O lançamento de esgotos ricos em matéria orgânica nos lagos e lagoas, especialmente quando as condições de renovação da água são deficientes, promove marcantes alterações na comunidade biótica, causando até mesmo a morte maciça de peixes.  a) Assinale, nos parênteses correspondentes, todas as alternativas que descrevem aspectos das alterações mencionadas acima:
( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres anaeróbicos; ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos anaeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres aeróbicos; ( ) ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos, sem que haja posterior proliferação de seres anaeróbicos. X
( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres anaeróbicos; ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos  anaeróbicos  e, em seguida, elevada proliferação de seres aeróbicos; ( ) ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos, sem que haja posterior proliferação de seres anaeróbicos. X
( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres anaeróbicos; ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos  anaeróbicos  e, em seguida, elevada proliferação de seres aeróbicos; ( ) ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos,  sem que haja posterior proliferação de seres anaeróbicos . X
b) Explique cada escolha feita no item anterior. O esgoto é fonte de matéria orgânica que serve de alimentos para microorganismos aeróbios que aumentam em número. Com isso, há uma redução no nível de oxigênio da água. Com a falta de oxigênio, os anaeróbios passam a se multiplicar e continuar o processo de decomposição do esgoto.
04. Nas cheias, quando os rios do Pantanal naturalmente transbordam, a vegetação herbácea das áreas inundadas morre e é transformada em detritos que vão alimentar uma grande quantidade de peixes e invertebrados. Nas secas, quando o rio volta ao seu leito, o solo é fertilizado pelos nutrientes originados principalmente dessa vegetação morta.
Um artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo  relata que uma área de aproximadamente 5.000 Km² no Pantanal foi transformada em trechos de alagamento permanente na região de planície, onde o rio Taquari encontra as águas do rio Paraguai, prejudicando esse processo natural de cheias e secas.
Nesse artigo afirma-se que o processo que acabou ocasionando essa inundação foi acelerado na década de 1970, quando o governo incentivou a ocupação das áreas de cerrado em torno do Pantanal, na região de planaltos, onde estão as nascentes do rio Taquari, para o desenvolvimento da agricultura e da pecuária.
a) Qual o nome do processo responsável pela transformação gradual da vegetação morta em detritos e posteriormente em nutrientes minerais que fertilizam os solos? Cite dois grupos de microrganismos que participam desse processo. O processo é a decomposição. Os organismos que participam do processo são os fungos e bactérias.
b) Considere os seguintes fatores:  assoreamento desmatamento das áreas de cerrado para expansão das fronteiras agrícolas transbordamento do rio e erosão.  Ordene esses fatores, descrevendo sucintamente a provável seqüência de eventos que acabou por provocar o alagamento permanente relatado no artigo.
Mata ciliar
Desmatamento
Assoreamento
 
Ordene esses fatores, descrevendo sucintamente a provável seqüência de eventos que acabou por provocar o alagamento permanente relatado no artigo.
1. Desmatamento 2. Erosão 3. Assoreamento 4. Transbordamento O desmatamento permitiu a erosão do solo, o que arrastou muita terra para o leito do rio. O excesso de terra reduziu o leito do rio, o que permitiu o transbordamento no período das chuvas.
05. Cubatão esquece traumas e torna-se exemplo de recuperação ambiental. (...) O guará-vermelho, ave rara que havia desaparecido da região em conseqüência da poluição e que estava ameaçada de extinção, voltou a habitar os manguezais, a procriar e se tornou símbolo de despoluição de Cubatão.
guará-vermelho
guará-vermelho
(...) O guará-vermelho ( Eudocimus ruber ) é uma ave que ocorria ao longo de todo o litoral brasileiro. Hoje, está restrito à região compreendida pela costa dos estados do Amapá, Pará e Maranhão, onde se alimenta de caranguejos, caramujos e insetos e forma ninhais na copa das árvores, partilhando espaço com colhereiros e cabeças-seca. Pesquisadores admitem que a população de guarás de Cubatão, SP, ali se estabeleceu no início da década de 80, a partir de alguns poucos indivíduos que migraram do norte do país.
a) Além da redução dos níveis de poluição, cite dois outros fatores que podem ter permitido o restabelecimento de uma população de guarás na região de Cubatão. 1. Recuperação das populações de caranguejos, caramujos e insetos que são suas formas de alimento. 2. Recuperação da vegetação onde constroem seus ninhais.
b) Por que as aves em geral são consideradas bons indicadores da qualidade ambiental?
Magnificação
Magnificação
b) Por que as aves em geral são consideradas bons indicadores da qualidade ambiental? Por estarem, normalmente, no topo das cadeias alimentares, a aves são os organismos que recebem as maiores doses de poluentes. Assim, na medida em que as populações de aves diminuem, há a indicação de que a qualidade ambiental está comprometida.
06. "Embora sapiens  o Homo  parece não se ter dado conta, ainda, de que a terra é finita, e que necessariamente são finitos também os suprimentos de ar, água e solo" (Ferri, 1978). Apesar dessa e outras advertências, o homem continua a provocar distúrbios ecológicos graves como os recentes derramamentos de petróleo. Considere os dois grandes derramamentos de petróleo que ocorreram na costa do Estado do Rio de Janeiro e no rio Barigüi, no Paraná, para responder os itens:
Cite duas regiões fitogeográficas diretamente afetadas:
Derrame de petróleo
 
 
Restinga ao longo do litoral
mangue
Cite duas regiões fitogeográficas diretamente afetadas: 1. Restinga na região litorânea. 2. Mangue.
b) Cite dois fatores abióticos que comprometeram a teia alimentar desses ambientes:
Fatores Abióticos Elementos físico-químicos Água, luz, calor, pressão, oxigênio, CO 2 , gravidade
Fatores BIÓTICOS Comunidade de organismos Produtores, consumidores e decompositores
Fatores BIÓTICOS Fatores Abióticos + ECOSSISTEMA =
b) Cite dois fatores abióticos que comprometeram a teia alimentar desses ambientes: 1. Falta de luz. 2. Redução na taxa de oxigênio.
c) Qual o nível trófico mais baixo da pirâmide alimentar atingido pela camada de petróleo? O nível mais baixo atingido pela camada de petróleo é o nível dos produtores, uma vez que as algas morrem pela falta de luz provocada pelas manchas de óleo na superfície.
d) Cite a conseqüência grave que o derramamento de petróleo no rio Barigüi poderia ter causado para o homem, e cujo tipo difere dos riscos do ocorrido no mar. Contaminação dos mananciais hídricos de onde se retira a água para consumo humano.
07. O esquema abaixo representa uma teia alimentar simplificada. Supondo-se a existência de DDT no ambiente, em qual dos organismos se espera encontrar a maior concentração desse inseticida. Explique.
Ave marinha. Explicação: O DDT é um composto não-biodegradável, assim, ele tende a se concentrar ao longo da cadeia alimentar. A concentração mais alta ocorrerá nos níveis mais elevados da cadeia alimentar, no caso, as aves marinhas que estão no último nível da cadeia apresentada.
Tchau, né!!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Problemas ambientais resolucao
Problemas ambientais resolucaoProblemas ambientais resolucao
Problemas ambientais resolucao
Fran Mendes
 
Ed de revisão prova final
Ed de revisão prova finalEd de revisão prova final
Ed de revisão prova final
Nahya Paola Souza
 
Revisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ssRevisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ss
Ademir Aquino
 
Biologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exercicios
Biologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exerciciosBiologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exercicios
Biologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exercicios
GrunTag
 
Enem questoes por assunto2
Enem  questoes por assunto2Enem  questoes por assunto2
Enem questoes por assunto2
brandaobio
 
55 exercícios ecologia enem
55 exercícios ecologia enem55 exercícios ecologia enem
55 exercícios ecologia enem
Ionara Urrutia Moura
 
Biologia no ENEM
Biologia no ENEMBiologia no ENEM
Biologia no ENEM
Professora Helen Guimarães
 
Simulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aanciasSimulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aancias
Atividades Diversas Cláudia
 
UNEB
UNEBUNEB
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo testeCiências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Espaço Crescer Centro de Estudos
 
Ciências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambiente
Ciências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambienteCiências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambiente
Ciências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambiente
Espaço Crescer Centro de Estudos
 
Biologia no enem
Biologia no enemBiologia no enem
Projeto enem biologia 30.10.2014
Projeto enem biologia 30.10.2014Projeto enem biologia 30.10.2014
Projeto enem biologia 30.10.2014
Nahya Paola Souza
 
Simuladoenem1 dia
Simuladoenem1 diaSimuladoenem1 dia
Simuladoenem1 dia
RobertoFilho72
 
Atividades de educação ambiental 8ª séries profª elisangela
Atividades de educação ambiental  8ª séries   profª elisangelaAtividades de educação ambiental  8ª séries   profª elisangela
Atividades de educação ambiental 8ª séries profª elisangela
Carlos Siqueira
 
Ciclo da agua
Ciclo da aguaCiclo da agua
Ciclo da agua
kleberfir
 
Teste cn 8ºano
Teste cn 8ºanoTeste cn 8ºano
Teste cn 8ºano
Deolinda Silva
 
Revisão de Biologia #02 - Enem 2015
Revisão de Biologia #02 - Enem 2015Revisão de Biologia #02 - Enem 2015
Revisão de Biologia #02 - Enem 2015
Guilherme Orlandi Goulart
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Simulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aanciasSimulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aancias
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Problemas ambientais resolucao
Problemas ambientais resolucaoProblemas ambientais resolucao
Problemas ambientais resolucao
 
Ed de revisão prova final
Ed de revisão prova finalEd de revisão prova final
Ed de revisão prova final
 
Revisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ssRevisao enem geral_ss
Revisao enem geral_ss
 
Biologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exercicios
Biologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exerciciosBiologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exercicios
Biologia ecologia ciclos_biogeoquimicos_exercicios
 
Enem questoes por assunto2
Enem  questoes por assunto2Enem  questoes por assunto2
Enem questoes por assunto2
 
55 exercícios ecologia enem
55 exercícios ecologia enem55 exercícios ecologia enem
55 exercícios ecologia enem
 
Biologia no ENEM
Biologia no ENEMBiologia no ENEM
Biologia no ENEM
 
Simulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aanciasSimulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-6c2ba-ano-cic3aancias
 
UNEB
UNEBUNEB
UNEB
 
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo testeCiências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
Ciências Naturais 8º Ficha de preparação para o segundo teste
 
Ciências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambiente
Ciências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambienteCiências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambiente
Ciências Naturais 8º Dinâmicas de interação – Seres vivos e o ambiente
 
Biologia no enem
Biologia no enemBiologia no enem
Biologia no enem
 
Projeto enem biologia 30.10.2014
Projeto enem biologia 30.10.2014Projeto enem biologia 30.10.2014
Projeto enem biologia 30.10.2014
 
Simuladoenem1 dia
Simuladoenem1 diaSimuladoenem1 dia
Simuladoenem1 dia
 
Atividades de educação ambiental 8ª séries profª elisangela
Atividades de educação ambiental  8ª séries   profª elisangelaAtividades de educação ambiental  8ª séries   profª elisangela
Atividades de educação ambiental 8ª séries profª elisangela
 
Ciclo da agua
Ciclo da aguaCiclo da agua
Ciclo da agua
 
Teste cn 8ºano
Teste cn 8ºanoTeste cn 8ºano
Teste cn 8ºano
 
Revisão de Biologia #02 - Enem 2015
Revisão de Biologia #02 - Enem 2015Revisão de Biologia #02 - Enem 2015
Revisão de Biologia #02 - Enem 2015
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Aula 1. ecologia
 
Simulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aanciasSimulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aancias
Simulado prova-goic3a1s-7c2ba-ano-cic3aancias
 

Destaque

Tutorial site aulas de Ciências e Biologia
Tutorial site aulas de Ciências e BiologiaTutorial site aulas de Ciências e Biologia
Tutorial site aulas de Ciências e Biologia
Andrea Barreto
 
Protocolos aulas práticas
Protocolos aulas práticasProtocolos aulas práticas
Protocolos aulas práticas
Luiza Saldanha
 
Actividades práticas
Actividades práticasActividades práticas
Actividades práticas
Tânia Nogueira
 
Doc bcm
Doc bcmDoc bcm
Inovações Pedagógicas no Ensino de Biologia
Inovações Pedagógicas no Ensino de BiologiaInovações Pedagógicas no Ensino de Biologia
Inovações Pedagógicas no Ensino de Biologia
Universidade Federal de Pernambuco
 
Biologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentaçãoBiologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentação
Isabel Henriques
 
Bio aulas praticas
Bio aulas praticasBio aulas praticas
Teste geologia versão i
Teste geologia versão iTeste geologia versão i
Teste geologia versão i
Estela Costa
 
3 ano atividade 1 respostas
3 ano atividade 1 respostas3 ano atividade 1 respostas
3 ano atividade 1 respostas
Gustavo Pessoa
 
Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1
Estela Costa
 
Transportes transmembrana #2
Transportes transmembrana #2Transportes transmembrana #2
Transportes transmembrana #2
icsanches
 
5 t 11_abc_2014_15estela versão 1
5 t 11_abc_2014_15estela versão 15 t 11_abc_2014_15estela versão 1
5 t 11_abc_2014_15estela versão 1
Estela Costa
 
Planos de biologia 3 ano reinv
Planos de biologia 3 ano reinvPlanos de biologia 3 ano reinv
Planos de biologia 3 ano reinv
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de avaliação pratica
Prova de avaliação praticaProva de avaliação pratica
Prova de avaliação pratica
emanuelcarvalhal765
 
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia CelularRoteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
Nathália Vasconcelos
 
Biologia 1
Biologia 1Biologia 1
Biologia 1
denilsonbio
 

Destaque (16)

Tutorial site aulas de Ciências e Biologia
Tutorial site aulas de Ciências e BiologiaTutorial site aulas de Ciências e Biologia
Tutorial site aulas de Ciências e Biologia
 
Protocolos aulas práticas
Protocolos aulas práticasProtocolos aulas práticas
Protocolos aulas práticas
 
Actividades práticas
Actividades práticasActividades práticas
Actividades práticas
 
Doc bcm
Doc bcmDoc bcm
Doc bcm
 
Inovações Pedagógicas no Ensino de Biologia
Inovações Pedagógicas no Ensino de BiologiaInovações Pedagógicas no Ensino de Biologia
Inovações Pedagógicas no Ensino de Biologia
 
Biologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentaçãoBiologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentação
 
Bio aulas praticas
Bio aulas praticasBio aulas praticas
Bio aulas praticas
 
Teste geologia versão i
Teste geologia versão iTeste geologia versão i
Teste geologia versão i
 
3 ano atividade 1 respostas
3 ano atividade 1 respostas3 ano atividade 1 respostas
3 ano atividade 1 respostas
 
Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1
 
Transportes transmembrana #2
Transportes transmembrana #2Transportes transmembrana #2
Transportes transmembrana #2
 
5 t 11_abc_2014_15estela versão 1
5 t 11_abc_2014_15estela versão 15 t 11_abc_2014_15estela versão 1
5 t 11_abc_2014_15estela versão 1
 
Planos de biologia 3 ano reinv
Planos de biologia 3 ano reinvPlanos de biologia 3 ano reinv
Planos de biologia 3 ano reinv
 
Prova de avaliação pratica
Prova de avaliação praticaProva de avaliação pratica
Prova de avaliação pratica
 
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia CelularRoteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
 
Biologia 1
Biologia 1Biologia 1
Biologia 1
 

Semelhante a Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007

biologiabaula1
biologiabaula1biologiabaula1
biologiabaula1
ricardo.gaucho
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Revisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enemRevisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enem
Estude Mais
 
Super revisão de biologia classe a (1)
Super revisão de biologia classe a (1)Super revisão de biologia classe a (1)
Super revisão de biologia classe a (1)
Sauro Bacelar Martins
 
Biomas e sucessão
Biomas e sucessãoBiomas e sucessão
Biomas e sucessão
Edu Rabelo
 
Aula 24 poluição
Aula 24   poluiçãoAula 24   poluição
Aula 24 poluição
Jonatas Carlos
 
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Antonio Fernandes
 
Aula de domingo
Aula de domingoAula de domingo
Aula de domingo
Maziad Saleh Hijaz
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
DinaBrtolo
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
DinaBrtolo
 
Agua
AguaAgua
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Trabalho toxicologia net ateneia
Trabalho toxicologia net ateneiaTrabalho toxicologia net ateneia
Trabalho toxicologia net ateneia
Celso Aquivo
 
ciclos biogeoquimicos apresentar.ppt
ciclos biogeoquimicos apresentar.pptciclos biogeoquimicos apresentar.ppt
ciclos biogeoquimicos apresentar.ppt
DelsuitaProcopio
 
Mudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasil
Mudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasilMudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasil
Mudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasil
João Vitor Soares Ramos
 
CiclosAguaCarbonoNitrogenio.ppt
CiclosAguaCarbonoNitrogenio.pptCiclosAguaCarbonoNitrogenio.ppt
CiclosAguaCarbonoNitrogenio.ppt
AntnioAlves72
 
Alterações no meio ambiente
Alterações no meio ambienteAlterações no meio ambiente
Alterações no meio ambiente
escola Argentina Pereira Feitosa
 
Ciclos Biogeoquímicos: Fósforo e Carbono
Ciclos Biogeoquímicos: Fósforo e CarbonoCiclos Biogeoquímicos: Fósforo e Carbono
Ciclos Biogeoquímicos: Fósforo e Carbono
Vitor Vieira Vasconcelos
 
A importância do solo para as comunidades aquáticas
A importância do solo para as comunidades aquáticasA importância do solo para as comunidades aquáticas
A importância do solo para as comunidades aquáticas
Viviane Bernardes dos Santos Miranda
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosCiclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
Claudiney C. Rodrigues
 

Semelhante a Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007 (20)

biologiabaula1
biologiabaula1biologiabaula1
biologiabaula1
 
Aula 1. ecologia
Aula 1. ecologiaAula 1. ecologia
Aula 1. ecologia
 
Revisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enemRevisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enem
 
Super revisão de biologia classe a (1)
Super revisão de biologia classe a (1)Super revisão de biologia classe a (1)
Super revisão de biologia classe a (1)
 
Biomas e sucessão
Biomas e sucessãoBiomas e sucessão
Biomas e sucessão
 
Aula 24 poluição
Aula 24   poluiçãoAula 24   poluição
Aula 24 poluição
 
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
 
Aula de domingo
Aula de domingoAula de domingo
Aula de domingo
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
 
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docxFicha.Bio.10º.Leya.docx
Ficha.Bio.10º.Leya.docx
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
 
Trabalho toxicologia net ateneia
Trabalho toxicologia net ateneiaTrabalho toxicologia net ateneia
Trabalho toxicologia net ateneia
 
ciclos biogeoquimicos apresentar.ppt
ciclos biogeoquimicos apresentar.pptciclos biogeoquimicos apresentar.ppt
ciclos biogeoquimicos apresentar.ppt
 
Mudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasil
Mudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasilMudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasil
Mudanças do código florestal e seu impacto sobre a ictiofauna no brasil
 
CiclosAguaCarbonoNitrogenio.ppt
CiclosAguaCarbonoNitrogenio.pptCiclosAguaCarbonoNitrogenio.ppt
CiclosAguaCarbonoNitrogenio.ppt
 
Alterações no meio ambiente
Alterações no meio ambienteAlterações no meio ambiente
Alterações no meio ambiente
 
Ciclos Biogeoquímicos: Fósforo e Carbono
Ciclos Biogeoquímicos: Fósforo e CarbonoCiclos Biogeoquímicos: Fósforo e Carbono
Ciclos Biogeoquímicos: Fósforo e Carbono
 
A importância do solo para as comunidades aquáticas
A importância do solo para as comunidades aquáticasA importância do solo para as comunidades aquáticas
A importância do solo para as comunidades aquáticas
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosCiclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
 

Aulas EspecíFicas Biologia 2 Fase Aula 01 2007

  • 1. Aulas Específicas Biologia Aula 01 2 fase 2007
  • 2. 01. Há evidências que o acúmulo de determinados gases na atmosfera pode levar a um aquecimento cada vez maior de nosso meio ambiente, em decorrência do “ Efeito Estufa ”. a) Comente sobre duas atividades humanas que podem contribuir para o fenômeno citado. b) Que gás tem sido apontado como o principal responsável pelo fenômeno e como se pode diminuir a sua emissão para a atmosfera?
  • 3. Efeito Estufa O que é isso mesmo???
  • 4. O efeito estufa é um processo que ocorre quando uma parte da radiação solar refletida pela superfície terrestre é absorvida por determinados gases presentes na atmosfera. Como conseqüência disso, o calor fica retido, não sendo liberado ao espaço.
  • 5. Principais Gases do Efeito Estufa CO 2 CH 4 - metano Vapor d’água N 2 O - óxido nitroso CFC´s - CF x Cl x
  • 8.  
  • 9. O efeito estufa , dentro de uma determinada faixa de temperatura, é de vital importância pois, sem ele, a vida como a conhecemos não poderia existir.
  • 10. a) Comente sobre duas atividades humanas que podem contribuir para o fenômeno citado.
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16. a) Comente sobre duas atividades humanas que podem contribuir para o fenômeno citado. 1. Queima de combustíveis fósseis que liberam CO 2 adicional para atmosfera, o que aumenta o efeito estufa. 2. Queimadas das florestas, o que libera enormes quantidades de CO 2 que estavam fixadas na biomassa vegetal.
  • 17. b) Que gás tem sido apontado como o principal responsável pelo fenômeno e como se pode diminuir a sua emissão para a atmosfera? CO 2 A redução da emissão de CO 2 pode se dar através da utilização de combustíveis renováveis como álcool e biodiesel, e através da redução do desmatamento.
  • 18. 02. Fungos e bactérias têm sido considerados, por muitos, os “vilões” entre os seres vivos. Sabemos, entretanto, que ambos representam aspectos positivos e desempenham importantes funções ecológicas.
  • 19.  
  • 21. a) Cite uma forma pela qual bactérias e fungos podem contribuir para a reciclagem de nutrientes minerais.
  • 22. Transformação da matéria orgânica em sais minerais Decomposição mineralização
  • 24.  
  • 25. a) Cite uma forma pela qual bactérias e fungos podem contribuir para a reciclagem de nutrientes minerais. Através da decomposição da matéria orgânica morta e de restos orgânicos como folhas, fezes e urina.
  • 26. b) Cite um exemplo de conquista científica no combate de infecções que foi possível a partir da utilização de fungos.
  • 28. Alexander Fleming – britânico –descobre a penicilina em setembro de 1928 (1881 – 1955)
  • 29. Penicillium notatum Fungos cobrindo a superfície de uma laranja
  • 30. b) Cite um exemplo de conquista científica no combate de infecções que foi possível a partir da utilização de fungos. Produção de medicamentos à base de antibióticos.
  • 31. 03. O lançamento de esgotos ricos em matéria orgânica nos lagos e lagoas, especialmente quando as condições de renovação da água são deficientes, promove marcantes alterações na comunidade biótica, causando até mesmo a morte maciça de peixes. a) Assinale, nos parênteses correspondentes, todas as alternativas que descrevem aspectos das alterações mencionadas acima:
  • 32. ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres anaeróbicos; ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos anaeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres aeróbicos; ( ) ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos, sem que haja posterior proliferação de seres anaeróbicos. X
  • 33. ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres anaeróbicos; ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos anaeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres aeróbicos; ( ) ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos, sem que haja posterior proliferação de seres anaeróbicos. X
  • 34. ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres anaeróbicos; ( ) inicialmente, ocorre proliferação intensa de microorganismos anaeróbicos e, em seguida, elevada proliferação de seres aeróbicos; ( ) ocorre proliferação intensa de microorganismos aeróbicos, sem que haja posterior proliferação de seres anaeróbicos . X
  • 35. b) Explique cada escolha feita no item anterior. O esgoto é fonte de matéria orgânica que serve de alimentos para microorganismos aeróbios que aumentam em número. Com isso, há uma redução no nível de oxigênio da água. Com a falta de oxigênio, os anaeróbios passam a se multiplicar e continuar o processo de decomposição do esgoto.
  • 36. 04. Nas cheias, quando os rios do Pantanal naturalmente transbordam, a vegetação herbácea das áreas inundadas morre e é transformada em detritos que vão alimentar uma grande quantidade de peixes e invertebrados. Nas secas, quando o rio volta ao seu leito, o solo é fertilizado pelos nutrientes originados principalmente dessa vegetação morta.
  • 37. Um artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo relata que uma área de aproximadamente 5.000 Km² no Pantanal foi transformada em trechos de alagamento permanente na região de planície, onde o rio Taquari encontra as águas do rio Paraguai, prejudicando esse processo natural de cheias e secas.
  • 38. Nesse artigo afirma-se que o processo que acabou ocasionando essa inundação foi acelerado na década de 1970, quando o governo incentivou a ocupação das áreas de cerrado em torno do Pantanal, na região de planaltos, onde estão as nascentes do rio Taquari, para o desenvolvimento da agricultura e da pecuária.
  • 39. a) Qual o nome do processo responsável pela transformação gradual da vegetação morta em detritos e posteriormente em nutrientes minerais que fertilizam os solos? Cite dois grupos de microrganismos que participam desse processo. O processo é a decomposição. Os organismos que participam do processo são os fungos e bactérias.
  • 40. b) Considere os seguintes fatores: assoreamento desmatamento das áreas de cerrado para expansão das fronteiras agrícolas transbordamento do rio e erosão. Ordene esses fatores, descrevendo sucintamente a provável seqüência de eventos que acabou por provocar o alagamento permanente relatado no artigo.
  • 44.  
  • 45. Ordene esses fatores, descrevendo sucintamente a provável seqüência de eventos que acabou por provocar o alagamento permanente relatado no artigo.
  • 46. 1. Desmatamento 2. Erosão 3. Assoreamento 4. Transbordamento O desmatamento permitiu a erosão do solo, o que arrastou muita terra para o leito do rio. O excesso de terra reduziu o leito do rio, o que permitiu o transbordamento no período das chuvas.
  • 47. 05. Cubatão esquece traumas e torna-se exemplo de recuperação ambiental. (...) O guará-vermelho, ave rara que havia desaparecido da região em conseqüência da poluição e que estava ameaçada de extinção, voltou a habitar os manguezais, a procriar e se tornou símbolo de despoluição de Cubatão.
  • 50. (...) O guará-vermelho ( Eudocimus ruber ) é uma ave que ocorria ao longo de todo o litoral brasileiro. Hoje, está restrito à região compreendida pela costa dos estados do Amapá, Pará e Maranhão, onde se alimenta de caranguejos, caramujos e insetos e forma ninhais na copa das árvores, partilhando espaço com colhereiros e cabeças-seca. Pesquisadores admitem que a população de guarás de Cubatão, SP, ali se estabeleceu no início da década de 80, a partir de alguns poucos indivíduos que migraram do norte do país.
  • 51. a) Além da redução dos níveis de poluição, cite dois outros fatores que podem ter permitido o restabelecimento de uma população de guarás na região de Cubatão. 1. Recuperação das populações de caranguejos, caramujos e insetos que são suas formas de alimento. 2. Recuperação da vegetação onde constroem seus ninhais.
  • 52. b) Por que as aves em geral são consideradas bons indicadores da qualidade ambiental?
  • 55. b) Por que as aves em geral são consideradas bons indicadores da qualidade ambiental? Por estarem, normalmente, no topo das cadeias alimentares, a aves são os organismos que recebem as maiores doses de poluentes. Assim, na medida em que as populações de aves diminuem, há a indicação de que a qualidade ambiental está comprometida.
  • 56. 06. "Embora sapiens o Homo parece não se ter dado conta, ainda, de que a terra é finita, e que necessariamente são finitos também os suprimentos de ar, água e solo" (Ferri, 1978). Apesar dessa e outras advertências, o homem continua a provocar distúrbios ecológicos graves como os recentes derramamentos de petróleo. Considere os dois grandes derramamentos de petróleo que ocorreram na costa do Estado do Rio de Janeiro e no rio Barigüi, no Paraná, para responder os itens:
  • 57. Cite duas regiões fitogeográficas diretamente afetadas:
  • 59.  
  • 60.  
  • 61. Restinga ao longo do litoral
  • 63. Cite duas regiões fitogeográficas diretamente afetadas: 1. Restinga na região litorânea. 2. Mangue.
  • 64. b) Cite dois fatores abióticos que comprometeram a teia alimentar desses ambientes:
  • 65. Fatores Abióticos Elementos físico-químicos Água, luz, calor, pressão, oxigênio, CO 2 , gravidade
  • 66. Fatores BIÓTICOS Comunidade de organismos Produtores, consumidores e decompositores
  • 67. Fatores BIÓTICOS Fatores Abióticos + ECOSSISTEMA =
  • 68. b) Cite dois fatores abióticos que comprometeram a teia alimentar desses ambientes: 1. Falta de luz. 2. Redução na taxa de oxigênio.
  • 69. c) Qual o nível trófico mais baixo da pirâmide alimentar atingido pela camada de petróleo? O nível mais baixo atingido pela camada de petróleo é o nível dos produtores, uma vez que as algas morrem pela falta de luz provocada pelas manchas de óleo na superfície.
  • 70. d) Cite a conseqüência grave que o derramamento de petróleo no rio Barigüi poderia ter causado para o homem, e cujo tipo difere dos riscos do ocorrido no mar. Contaminação dos mananciais hídricos de onde se retira a água para consumo humano.
  • 71. 07. O esquema abaixo representa uma teia alimentar simplificada. Supondo-se a existência de DDT no ambiente, em qual dos organismos se espera encontrar a maior concentração desse inseticida. Explique.
  • 72. Ave marinha. Explicação: O DDT é um composto não-biodegradável, assim, ele tende a se concentrar ao longo da cadeia alimentar. A concentração mais alta ocorrerá nos níveis mais elevados da cadeia alimentar, no caso, as aves marinhas que estão no último nível da cadeia apresentada.