SlideShare uma empresa Scribd logo
1
ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER
EXTENSÃO/SALA TRIGUENÃ
RELEITURA DE UMA OBRA DE ARTE
UM CAMINHO PARA A OBSERVAÇÃO
IVINHEMA-MS
2016
2
ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER
EXTENSÃO/SALA TRIGUENÃ
Projeto elaborado em consonância com o
Referencial Curricular dos Anos iniciais do Ensino
Fundamental/STE para ser desenvolvido com os
estudantes do 3º, 4º e 5º Anos - período Matutino
e Vespertino da Escola Estadual Senador Filinto
Muller - Extensão/Sala Triguenã.
Orientação: Coordenadora Pedagógica e
PROGETC
IVINHEMA-MS
2016
3
RELEITURA
É uma nova interpretação de uma obra de arte, pintura, escultura, peça teatral,
conto, etc. Feita com estilo próprio, mas sem fugir ao tema original da obra. Cada
ser humano tem um modo próprio de ver e interpretar a realidade.
4
“O aluno observa obras de arte e é
estimulado a escolher uma delas como
suporte de seu trabalho plástico. O
importante é que não exija representação
fiel, pois a obra observada é suporte
interpretativo e não modelo para os
alunos copiarem... Assim estaremos ao
mesmo tempo preservando a livre-
expressão, importante conquista do
modernismo e nos tornando
contemporâneos.”
(Ana Mae Barbosa)
5
SUMÁRIO
IDENTIFICAÇÃO 06
1 APRESENTAÇÃO 08
2 OBJETIVOS 08
2.1 Objetivo Geral 08
2.2 Objetivos Específicos 08
3 METODOLOGIA 09
3.1 Descrições das Atividades 10
3.2 Procedimentos Didáticos/Estratégias 11
4 RECURSOS DIDÁTICOS 11
4.1 Recursos Humanos 11
4.2 Recursos Materiais 11
4.3 Recursos Tecnológicos 12
4.4 Sites e aplicativos utilizados 12
5 AVALIAÇÃO 13
6 RESULTADOS 13
7 REFERENCIAS 14
6
IDENTIFICAÇÃO
Nome do Projeto: RELEITURA DE UMA OBRA DE ARTE: UM CAMINHO PARA A
OBSERVAÇÃO
Autores: Professores ARTE/Coordenadora Pedagógica/PROGETC
Professores: Nilcelene Santina Bouzizo Gomes e Jeronimo Alves Dias
Público Alvo: 3º ao 5º Anos do Ensino Fundamental
Áreas de Conhecimentos: ARTE
Conteúdos Propostos: Espaço, superfície, volume, linha, textura, forma, cor,
luminosidade e ponto; Coordenação motora ampla e fina; Expressão oral e escrita;
Vida e obra de artistas.
Duração do Projeto: Meses de Maio /Junho /Julho
7
1 APRESENTAÇÃO
A arte promove a ampliação do conhecimento de mundo que possuem. As
crianças têm suas próprias impressões, idéias e interpretações sobre a produção de
arte e o fazer artístico. Tais construções são elaboradas a partir de suas
experiências ao longo da vida, que envolvem a relação com a arte, com o mundo
dos objetos e com seu próprio fazer. As crianças exploram, sentem, agem, refletem
e elaboram sentidos de suas experiências. A partir daí constroem significações
sobre como se faz, o que é, para que serve e sobre outros conhecimentos a respeito
da arte. É no fazer artístico e no contato com os objetos de arte que parte
significativa do conhecimento em artes visuais acontece.
Amparados pela proposta triangular de Ana Mae Barbosa (1991), tais
atividades fundamentaram-se e pretendem levar o educando não apenas ao
conhecimento da arte, mas também à apreciação do objeto artístico e à reflexão
acerca do contexto em que se situa, ela sita que temos que alfabetizar para a leitura
da imagem. Através da leitura das obras de artes plásticas, estaremos preparando a
criança para a decodificação da gramática visual, da imagem fixa e, através da
leitura do cinema e da televisão, prepararemos para aprender a gramática da
imagem em movimento. Essa decodificação precisa ser associada ao julgamento da
qualidade do que está sendo visto aqui e agora e em relação ao passado.
Amparados pela proposta triangular de Ana Mae Barbosa (1991), tais
atividades fundamentaram-se e pretendem levar o educando não apenas ao
conhecimento da arte, mas também à apreciação do objeto artístico e à reflexão
acerca do contexto em que se situa que temos que alfabetizar para a leitura da
imagem.
Através da leitura das obras de artes plásticas, estaremos preparando a
criança para a decodificação da gramática visual, da imagem fixa e, através da
leitura do cinema e da televisão, preparamos para aprender a gramática da imagem
em movimento.
Assim, pode-se dizer que o uso das tecnologias no ensino da arte é de
extrema importância no ambiente escolar, pois possibilita ao aluno o acesso ao
conhecimento de forma mais direta e prazerosa. Através da internet, o estudante
8
que nunca teria condições de sair do país e visitar obras de arte, pode fazê-lo
virtualmente. Programas de computador como o Editor de texto, o Google
Koulorpaint que possibilita o desenvolvimento das releituras de obras de arte,
pesquisas, desenvolvimento de atividades de raciocínio e percepção entre outras,
pois são inúmeras as possibilidades de se trabalhar arte com toda a tecnologia
disponível nos dias atuais.
Acreditando que a observação leva a criança a diferentes descobertas e
estimula as diversas áreas do conhecimento e da inteligência, desenvolveremos um
projeto que promoverá, nos estudantes, um conjunto amplo de experiências. O
estudo sobre os artistas e suas obras incluirá percepção, imaginação, sensibilidade,
interpretação, senso crítico e expressão pessoal.
Dessa forma, a proposta deste projeto é trabalhar a integração de das
tecnologias no ensino de arte, pois cabe a escola propiciar esse contato e assim
contribuir para que as crianças tornem-se sujeitos críticos, ativos, sensível,
argumentativo e não apenas um mero reprodutor de conhecimentos. Sendo assim a
arte proporciona o desenvolvimento criador do seu próprio conhecimento. Desta
forma, as atividades artísticas fornecerão ricas oportunidades para o seu
desenvolvimento.
2 OBJETIVOS
2.1 Objetivo Geral
Levar os alunos a analisar, interpretar as obras de arte, ver além das linhas,
formas e expressão a mensagem, sentimentos, emoções, crítica que a autora quer
nos transmitir através de suas telas e assim com sua criatividade e vivência de
mundo os discentes reproduzirão a releitura das telas da autora como gostariam de
vê-la, passando uma mensagem de acordo com o mundo que está à sua volta.
2.2 Objetivos Específicos
9
 Despertar nas crianças o gosto pela pintura e pelas artes a partir da releitura
das obras do artista plástico em estudo.
 Reconhecer através de suas obras os elementos básicos da linguagem visual
como linhas, plano, cor, textura, formas, através da observação estudo e
socialização.
 Produzir trabalhos de arte, utilizando os recursos tecnológicos, da construção,
desenvolvendo a sensibilidade estética, o cuidado e o respeito pelo processo
de produção e criação;
 Organizar-se em grupos para a construção do trabalho, a fim de que a criança
compreenda que a ajuda mutua é benéfica para o desenvolvimento de
grandes projetos.
 Criar e construir formas artísticas através de desenho, pintura.
 Reconhecer a arte como forma de conhecimento, ampliando assim sua
concepção acerca do saber artístico.
 Respeitar e valorizar a diversidade presente nas obras artísticas.
 Criar e recriar obras artísticas a partir da organização das informações sobre
a arte, a cultura e os artistas estudados através dos recursos tecnológicos
disponíveis.
3 METODOLOGIA
O projeto será desenvolvido com os estudantes dos 3º ao 5º Anos do Ensino
Fundamental nos períodos matutino e vespertino. Para melhor desenvolvimento o
referido projeto será dividido em duas etapas:
 A 1ª etapa será realizada em sala de aula com uma revisão geral de
conteúdos a serem trabalhados de acordo com as orientações do Referencial
Curricular de Ensino de Arte;
 A 2ª etapa, culminância do projeto, será realizada em sala de aula e na STE
onde os estudantes terão a oportunidade de reforçar a aprendizagem dos
conteúdos ministrados em sala de aula com o uso das tecnologias
disponíveis.
Inicialmente, serão realizados encontros e oficinas entre Coordenação
Pedagógica, professores e PROGETEC sobre o tema e as atividades que serão
10
trabalhadas no projeto, para que possa realizar as pesquisas com o intuito de
preparar o acervo com os softwares educacionais para disponibilizá-los para estudos
dos professores.
Depois serão realizadas as primeiras aulas na STE, onde será feita a
apresentação aos professores em suas horas atividades, do projeto com auxílio do
Projetor Integrado e ou Data show onde serão demonstrados os softwares,
orientando a elaboração das aulas no Planejamento de Arte.
Na segunda etapa, os estudantes sob a orientação dos professores terão aula
através de pesquisas no Google, vídeos, atividades em sala de aula e outras com
recursos disponibilizados pela escola e pelo próprio estudante.
3.1 Descrições das Atividades
 Exploração das obras de Tarsila do Amaral, Romero Britto e Alfredo Volpi nos
livros didáticos, através de vídeos e na STE;
 Discussão sobre a vida, obra e características das pinturas;
 Sensibilização do estudante para apreciação estética das obras;
 Leitura da biografia dos pintores nos computadores da STE através de
pesquisas;
 Produção de desenhos em papel ofício retratando as obras;
 Produção das obras no kolourpaint, a partir da apreciação das telas;
 Produção escrita de textos, através de narrativas e descrição a partir da
observação das telas.
 Digitação no Impress (Editor de Apresentação) das características das obras
junto aos desenhos retratados pelos estudantes.
 Desenvolver atividades no aplicativo JClic através jogo da memória e quebra-
cabeça.
 Desenvolver atividades no site Jotform através interpretação de uma obra de
arte.
 Edição de vídeos para apresentação final.
11
3.2 Procedimentos Didáticos/Estratégias
- Sala de aula: Aulas expositivas para conhecimento sobre o artista trabalhado
utilizando-se de recursos tecnológicos, com participação e reflexão dos alunos
quanto aos conceitos propostos.
- Sala de aula: Confecção dos cartazes com as releituras das obras com o uso de
lápis, lápis de cor e tinta guache; Releitura através do desenho e pintura no caderno
de Arte.
- Internet: Pesquisa Google, Youtube para conhecimento da biografia e obras do
artista;
- Youtube: Apresentações de vídeos sobre o tema abordado através de
documentários, desenhos e imagens das obras dos artistas.
-Digitação: Editor de texto.
- Aplicativos como Jclic com Quebra-Cabeça, caça palavra, jogo da memória.
- Sulfite para impressão de algumas atividades realizadas e pesquisa.
- Fotografias.
- kolourpaint para desenho livre, dirigido e pinturas sobre o tema abordado.
- Impress ou Movie Maker: Apresentações dos trabalhos dos temas abordados.
4 RECURSOS DIDÁTICOS
Recursos didáticos são todos os materiais, atividades e soluções utilizadas
durante a realização do projeto.
4.1 Recursos Humanos
Estudantes e professores;
Coordenação pedagógica;
PROGETEC.
4.2 Recursos Materiais
12
Sulfite,
Atividades complementares;
Quadro-negro,
Cadernos;
Retalhos de EVA,
Revistas para recorte,
Cola branca,
Tesoura,
Outros.
4.3 Recursos Tecnológicos
Computadores;
Internet;
Sites,
Impressora,
Aplicativos do Linux;
Pendrive;
Projetor Integrado com lousa Integrada
Celular;
Outros.
4.4 Sites e aplicativos utilizados
https://www.youtube.com/watch?v=2tq54kq_RdI
https://www.youtube.com/watch?v=yG84icaqoJk&NR=1
http://br.youtube.com/watch?v=Hgwy1v7T8RI
http://pt.slideshare.net/cespiritosanto/tarsila-do-amaral-slide-21997046.
http://pt.slideshare.net/cespiritosanto/tarsila-do-amaral-slide-21997046.
http://ikotonainfantil.blogspot.com.br/2011/06/paisagem-com-touro-e-feira-tarsila-
do.html
http://professoraivaniferreira.blogspot.com.br/2012/01/na-loja-do-mestre-andre.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Abaporu
13
http://atividadesoficina.blogcindario.com/ficheros/TARSILA/tarsila.html
http://www.mac.usp.br/mac/templates/projetos/seculoxx/modulo7/britto/index.html
http://www.atividadesparacolorir.com.br/2012/05/desenhos-do-romero-britto.html
http://pt.slideshare.net/SimoneHelenDrumond/atividade-3-projeto-de-artes-simone-
helen-drumond
http://mundodosabersalvador.blogspot.com.br/2012/04/romero-britto-para-
criancas.html
http://cardapiopedagogico.blogspot.com.br/2012/08/leitura-de-obra-de-arte-
operarios.html
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=1112
http://pt.slideshare.net/claudiarocosta/arte-alfredo-volpi
http://pt.slideshare.net/Cristianerocharibas/volpi-14889885
Aplicativo JClic
Site JotForm
Programas Writer, Impress e kolourpaint
5 AVALIAÇÃO
Após a execução dos trabalhos, será possível notar se os estudantes
compreenderam a arte como linguagem que constrói objetos plenos de sentido,
entender a dinâmica dos trabalhos dos pintores estudados, o que leram formalmente
e interpretaram uma obra dando significado, por fim, demonstraram que possuem
sentimento de valorização da arte como forma de conhecimento capaz de interpretar
e transformar a realidade. Os registros serão realizados ao lado de cada ação a fim
de facilitar a visualização da ação e resultado do projeto.
6 RESULTADOS
Vídeo e slides das fotos com os trabalhos realizados.
Fazer um apanhado geral dos pintores estudados e organizar uma exposição com
os trabalhos realizados pelos estudantes com a criação de mural relacionado ao
tema,
14
Exposição das produções das crianças feitas ao longo do ano dos diversos pintores
no Facebook, Blog da escola e na Mostra Cultural de Encerramento de Projeto.
7 REFERENCIAS
AURORA. A criança e arte: o dia - dia na sala de aula /Aurora Ferreira. 3. ed.-Rio de
Janeiro: Wak Ed.,2008.Disponível em http://docplayer.com.br/6664402-A-
importancia-da-releitura-de-obras-de-arte-na-educacao-infantil.html. Acessado em
10 de Maio de 2016.
BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte: anos oitenta e novos tempos.
São Paulo/Porto Alegre: Perspectiva/Fundação Iochpe, 1991. p. (34-35.)
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais:
Arte. Brasília: MEC/SEF, 1997.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2ºPlanejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2º
Rednei Pinto
 
Projeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo ArteProjeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo Arte
Lene Reis
 
Plano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docxPlano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docx
GiovannaOliveira436544
 
Projeto de artes
Projeto de artesProjeto de artes
Projeto de artes
Lucia Machado
 
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Vera Britto
 
Guia de aprendizagem arte
Guia de aprendizagem   arteGuia de aprendizagem   arte
Guia de aprendizagem arte
LANCIATIAGO
 
Artes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e AtividadesArtes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e Atividades
Geo Honório
 
Elementos visuais I
Elementos visuais IElementos visuais I
Elementos visuais I
Helena Romero
 
Arte 1
Arte   1Arte   1
Planejamento ArtesVisuais
Planejamento  ArtesVisuaisPlanejamento  ArtesVisuais
Planejamento ArtesVisuais
Dulcinea Lisboa Passos
 
Elementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º anoElementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º ano
GeovanaPorto
 
Artes 2º ano
Artes 2º anoArtes 2º ano
Artes 2º ano
GERALDOGOMESDEBARROS
 
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docxPLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
WeslleyDias8
 
Artes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 anoArtes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 ano
Luciene Moreira
 
23416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp02
23416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp0223416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp02
23416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp02
yara raquel correa
 
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Fabiola Oliveira
 
Projeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escolaProjeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escola
Ivete Diniz
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
Andreza Andrade
 
Projeto: Nós também somos artistas
Projeto: Nós também somos artistasProjeto: Nós também somos artistas
Projeto: Nós também somos artistas
Débora Lambert
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Secretaria de Educação do Maranhão e Imagética Consultoria e Design
 

Mais procurados (20)

Planejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2ºPlanejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2º
 
Projeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo ArteProjeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo Arte
 
Plano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docxPlano de Aula de Artes.docx
Plano de Aula de Artes.docx
 
Projeto de artes
Projeto de artesProjeto de artes
Projeto de artes
 
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
 
Guia de aprendizagem arte
Guia de aprendizagem   arteGuia de aprendizagem   arte
Guia de aprendizagem arte
 
Artes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e AtividadesArtes O Teatro e Atividades
Artes O Teatro e Atividades
 
Elementos visuais I
Elementos visuais IElementos visuais I
Elementos visuais I
 
Arte 1
Arte   1Arte   1
Arte 1
 
Planejamento ArtesVisuais
Planejamento  ArtesVisuaisPlanejamento  ArtesVisuais
Planejamento ArtesVisuais
 
Elementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º anoElementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º ano
 
Artes 2º ano
Artes 2º anoArtes 2º ano
Artes 2º ano
 
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docxPLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
 
Artes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 anoArtes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 ano
 
23416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp02
23416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp0223416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp02
23416525 arte-planos-de-aula-120831073551-phpapp02
 
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
 
Projeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escolaProjeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escola
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
 
Projeto: Nós também somos artistas
Projeto: Nós também somos artistasProjeto: Nós também somos artistas
Projeto: Nós também somos artistas
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 

Destaque

Entendendo a arte
Entendendo a arteEntendendo a arte
Entendendo a arte
Aurimar Bianchi Júnior
 
¿Cuántos hay?
¿Cuántos hay?¿Cuántos hay?
¿Cuántos hay?
Lilian
 
Pop projeto oficina de pintura
Pop projeto oficina de pinturaPop projeto oficina de pintura
Pop projeto oficina de pintura
Nuno Quaresma
 
TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...
TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...
TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...
Vis-UAB
 
Presentacion ppt jugando con los números
Presentacion ppt jugando con los númerosPresentacion ppt jugando con los números
Presentacion ppt jugando con los números
annsand.ana
 
Projeto interdisciplinar artes
Projeto interdisciplinar artesProjeto interdisciplinar artes
Projeto interdisciplinar artes
Júlia Gama
 
A função da arte slide
A função da arte   slideA função da arte   slide
A função da arte slide
2011saletekm
 

Destaque (7)

Entendendo a arte
Entendendo a arteEntendendo a arte
Entendendo a arte
 
¿Cuántos hay?
¿Cuántos hay?¿Cuántos hay?
¿Cuántos hay?
 
Pop projeto oficina de pintura
Pop projeto oficina de pinturaPop projeto oficina de pintura
Pop projeto oficina de pintura
 
TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...
TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...
TÉCNICAS DE PINTURAS: USOS E POSSIBILIDADES EM AULAS DE ARTES, NO ENSINO FUND...
 
Presentacion ppt jugando con los números
Presentacion ppt jugando con los númerosPresentacion ppt jugando con los números
Presentacion ppt jugando con los números
 
Projeto interdisciplinar artes
Projeto interdisciplinar artesProjeto interdisciplinar artes
Projeto interdisciplinar artes
 
A função da arte slide
A função da arte   slideA função da arte   slide
A função da arte slide
 

Semelhante a Projeto de arte

Projeto interdisciplinar artes grupo sol
Projeto interdisciplinar artes grupo solProjeto interdisciplinar artes grupo sol
Projeto interdisciplinar artes grupo sol
Júlia Gama
 
Serigrafia apresentação
Serigrafia apresentaçãoSerigrafia apresentação
Serigrafia apresentação
Cristielene Terra
 
Projeto muralismo
Projeto muralismoProjeto muralismo
Projeto muralismo
Silvia Lúcia
 
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
pibiduergsmontenegro
 
Projeto interdisciplinar arte e educação
Projeto interdisciplinar   arte e educaçãoProjeto interdisciplinar   arte e educação
Projeto interdisciplinar arte e educação
lina1974
 
Projeto hq 2011
Projeto hq 2011Projeto hq 2011
Técnicas em artes visuais
Técnicas em artes visuaisTécnicas em artes visuais
Técnicas em artes visuais
Cris Akemi
 
Apresentação projeto tics
Apresentação projeto ticsApresentação projeto tics
Apresentação projeto tics
lilianfqm
 
Teoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escola
Teoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escolaTeoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escola
Teoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escola
Sebastiana-Gomes
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
O ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantilO ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantil
erlonmoreira
 
ESTERIÓTIPOS
ESTERIÓTIPOSESTERIÓTIPOS
ESTERIÓTIPOS
Erica Goulart
 
Apresentação projeto tics
Apresentação projeto ticsApresentação projeto tics
Apresentação projeto tics
lilianfqm
 
Proposições e Estudos na Visualidade - Provocando Arte
Proposições e Estudos na Visualidade - Provocando ArteProposições e Estudos na Visualidade - Provocando Arte
Proposições e Estudos na Visualidade - Provocando Arte
Rose Silva
 
O Noviço de Martins Penna
O Noviço de Martins PennaO Noviço de Martins Penna
O Noviço de Martins Penna
Profº Ferreira
 
Projeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 Poderes
Projeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 PoderesProjeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 Poderes
Projeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 Poderes
Profº Ferreira
 
Trabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 Poderes
Trabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 PoderesTrabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 Poderes
Trabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 Poderes
Profº Ferreira
 
Apresentação projeto tics
Apresentação projeto ticsApresentação projeto tics
Apresentação projeto tics
lilianfqm
 
3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica
3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica
3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica
Eduardo Lopes
 

Semelhante a Projeto de arte (20)

Projeto interdisciplinar artes grupo sol
Projeto interdisciplinar artes grupo solProjeto interdisciplinar artes grupo sol
Projeto interdisciplinar artes grupo sol
 
Serigrafia apresentação
Serigrafia apresentaçãoSerigrafia apresentação
Serigrafia apresentação
 
Projeto muralismo
Projeto muralismoProjeto muralismo
Projeto muralismo
 
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
 
Projeto interdisciplinar arte e educação
Projeto interdisciplinar   arte e educaçãoProjeto interdisciplinar   arte e educação
Projeto interdisciplinar arte e educação
 
Projeto hq 2011
Projeto hq 2011Projeto hq 2011
Projeto hq 2011
 
Técnicas em artes visuais
Técnicas em artes visuaisTécnicas em artes visuais
Técnicas em artes visuais
 
Apresentação projeto tics
Apresentação projeto ticsApresentação projeto tics
Apresentação projeto tics
 
Teoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escola
Teoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escolaTeoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escola
Teoria e prática : registro das atividades desenvolvidas na escola
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
O ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantilO ensino-da arte na educacao infantil
O ensino-da arte na educacao infantil
 
ESTERIÓTIPOS
ESTERIÓTIPOSESTERIÓTIPOS
ESTERIÓTIPOS
 
Apresentação projeto tics
Apresentação projeto ticsApresentação projeto tics
Apresentação projeto tics
 
Proposições e Estudos na Visualidade - Provocando Arte
Proposições e Estudos na Visualidade - Provocando ArteProposições e Estudos na Visualidade - Provocando Arte
Proposições e Estudos na Visualidade - Provocando Arte
 
O Noviço de Martins Penna
O Noviço de Martins PennaO Noviço de Martins Penna
O Noviço de Martins Penna
 
Projeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 Poderes
Projeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 PoderesProjeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 Poderes
Projeto do 2º Bim para os 2º e 3º Anos: Voce Tem 3 Poderes
 
Trabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 Poderes
Trabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 PoderesTrabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 Poderes
Trabalho para 2º e 3º Anos: voce Tem 3 Poderes
 
Apresentação projeto tics
Apresentação projeto ticsApresentação projeto tics
Apresentação projeto tics
 
3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica
3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica
3347459 artes-apostila-de-educacao-artistica
 

Mais de SimoneHelenDrumond

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 

Mais de SimoneHelenDrumond (20)

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 

Projeto de arte

  • 1. 1 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER EXTENSÃO/SALA TRIGUENÃ RELEITURA DE UMA OBRA DE ARTE UM CAMINHO PARA A OBSERVAÇÃO IVINHEMA-MS 2016
  • 2. 2 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER EXTENSÃO/SALA TRIGUENÃ Projeto elaborado em consonância com o Referencial Curricular dos Anos iniciais do Ensino Fundamental/STE para ser desenvolvido com os estudantes do 3º, 4º e 5º Anos - período Matutino e Vespertino da Escola Estadual Senador Filinto Muller - Extensão/Sala Triguenã. Orientação: Coordenadora Pedagógica e PROGETC IVINHEMA-MS 2016
  • 3. 3 RELEITURA É uma nova interpretação de uma obra de arte, pintura, escultura, peça teatral, conto, etc. Feita com estilo próprio, mas sem fugir ao tema original da obra. Cada ser humano tem um modo próprio de ver e interpretar a realidade.
  • 4. 4 “O aluno observa obras de arte e é estimulado a escolher uma delas como suporte de seu trabalho plástico. O importante é que não exija representação fiel, pois a obra observada é suporte interpretativo e não modelo para os alunos copiarem... Assim estaremos ao mesmo tempo preservando a livre- expressão, importante conquista do modernismo e nos tornando contemporâneos.” (Ana Mae Barbosa)
  • 5. 5 SUMÁRIO IDENTIFICAÇÃO 06 1 APRESENTAÇÃO 08 2 OBJETIVOS 08 2.1 Objetivo Geral 08 2.2 Objetivos Específicos 08 3 METODOLOGIA 09 3.1 Descrições das Atividades 10 3.2 Procedimentos Didáticos/Estratégias 11 4 RECURSOS DIDÁTICOS 11 4.1 Recursos Humanos 11 4.2 Recursos Materiais 11 4.3 Recursos Tecnológicos 12 4.4 Sites e aplicativos utilizados 12 5 AVALIAÇÃO 13 6 RESULTADOS 13 7 REFERENCIAS 14
  • 6. 6 IDENTIFICAÇÃO Nome do Projeto: RELEITURA DE UMA OBRA DE ARTE: UM CAMINHO PARA A OBSERVAÇÃO Autores: Professores ARTE/Coordenadora Pedagógica/PROGETC Professores: Nilcelene Santina Bouzizo Gomes e Jeronimo Alves Dias Público Alvo: 3º ao 5º Anos do Ensino Fundamental Áreas de Conhecimentos: ARTE Conteúdos Propostos: Espaço, superfície, volume, linha, textura, forma, cor, luminosidade e ponto; Coordenação motora ampla e fina; Expressão oral e escrita; Vida e obra de artistas. Duração do Projeto: Meses de Maio /Junho /Julho
  • 7. 7 1 APRESENTAÇÃO A arte promove a ampliação do conhecimento de mundo que possuem. As crianças têm suas próprias impressões, idéias e interpretações sobre a produção de arte e o fazer artístico. Tais construções são elaboradas a partir de suas experiências ao longo da vida, que envolvem a relação com a arte, com o mundo dos objetos e com seu próprio fazer. As crianças exploram, sentem, agem, refletem e elaboram sentidos de suas experiências. A partir daí constroem significações sobre como se faz, o que é, para que serve e sobre outros conhecimentos a respeito da arte. É no fazer artístico e no contato com os objetos de arte que parte significativa do conhecimento em artes visuais acontece. Amparados pela proposta triangular de Ana Mae Barbosa (1991), tais atividades fundamentaram-se e pretendem levar o educando não apenas ao conhecimento da arte, mas também à apreciação do objeto artístico e à reflexão acerca do contexto em que se situa, ela sita que temos que alfabetizar para a leitura da imagem. Através da leitura das obras de artes plásticas, estaremos preparando a criança para a decodificação da gramática visual, da imagem fixa e, através da leitura do cinema e da televisão, prepararemos para aprender a gramática da imagem em movimento. Essa decodificação precisa ser associada ao julgamento da qualidade do que está sendo visto aqui e agora e em relação ao passado. Amparados pela proposta triangular de Ana Mae Barbosa (1991), tais atividades fundamentaram-se e pretendem levar o educando não apenas ao conhecimento da arte, mas também à apreciação do objeto artístico e à reflexão acerca do contexto em que se situa que temos que alfabetizar para a leitura da imagem. Através da leitura das obras de artes plásticas, estaremos preparando a criança para a decodificação da gramática visual, da imagem fixa e, através da leitura do cinema e da televisão, preparamos para aprender a gramática da imagem em movimento. Assim, pode-se dizer que o uso das tecnologias no ensino da arte é de extrema importância no ambiente escolar, pois possibilita ao aluno o acesso ao conhecimento de forma mais direta e prazerosa. Através da internet, o estudante
  • 8. 8 que nunca teria condições de sair do país e visitar obras de arte, pode fazê-lo virtualmente. Programas de computador como o Editor de texto, o Google Koulorpaint que possibilita o desenvolvimento das releituras de obras de arte, pesquisas, desenvolvimento de atividades de raciocínio e percepção entre outras, pois são inúmeras as possibilidades de se trabalhar arte com toda a tecnologia disponível nos dias atuais. Acreditando que a observação leva a criança a diferentes descobertas e estimula as diversas áreas do conhecimento e da inteligência, desenvolveremos um projeto que promoverá, nos estudantes, um conjunto amplo de experiências. O estudo sobre os artistas e suas obras incluirá percepção, imaginação, sensibilidade, interpretação, senso crítico e expressão pessoal. Dessa forma, a proposta deste projeto é trabalhar a integração de das tecnologias no ensino de arte, pois cabe a escola propiciar esse contato e assim contribuir para que as crianças tornem-se sujeitos críticos, ativos, sensível, argumentativo e não apenas um mero reprodutor de conhecimentos. Sendo assim a arte proporciona o desenvolvimento criador do seu próprio conhecimento. Desta forma, as atividades artísticas fornecerão ricas oportunidades para o seu desenvolvimento. 2 OBJETIVOS 2.1 Objetivo Geral Levar os alunos a analisar, interpretar as obras de arte, ver além das linhas, formas e expressão a mensagem, sentimentos, emoções, crítica que a autora quer nos transmitir através de suas telas e assim com sua criatividade e vivência de mundo os discentes reproduzirão a releitura das telas da autora como gostariam de vê-la, passando uma mensagem de acordo com o mundo que está à sua volta. 2.2 Objetivos Específicos
  • 9. 9  Despertar nas crianças o gosto pela pintura e pelas artes a partir da releitura das obras do artista plástico em estudo.  Reconhecer através de suas obras os elementos básicos da linguagem visual como linhas, plano, cor, textura, formas, através da observação estudo e socialização.  Produzir trabalhos de arte, utilizando os recursos tecnológicos, da construção, desenvolvendo a sensibilidade estética, o cuidado e o respeito pelo processo de produção e criação;  Organizar-se em grupos para a construção do trabalho, a fim de que a criança compreenda que a ajuda mutua é benéfica para o desenvolvimento de grandes projetos.  Criar e construir formas artísticas através de desenho, pintura.  Reconhecer a arte como forma de conhecimento, ampliando assim sua concepção acerca do saber artístico.  Respeitar e valorizar a diversidade presente nas obras artísticas.  Criar e recriar obras artísticas a partir da organização das informações sobre a arte, a cultura e os artistas estudados através dos recursos tecnológicos disponíveis. 3 METODOLOGIA O projeto será desenvolvido com os estudantes dos 3º ao 5º Anos do Ensino Fundamental nos períodos matutino e vespertino. Para melhor desenvolvimento o referido projeto será dividido em duas etapas:  A 1ª etapa será realizada em sala de aula com uma revisão geral de conteúdos a serem trabalhados de acordo com as orientações do Referencial Curricular de Ensino de Arte;  A 2ª etapa, culminância do projeto, será realizada em sala de aula e na STE onde os estudantes terão a oportunidade de reforçar a aprendizagem dos conteúdos ministrados em sala de aula com o uso das tecnologias disponíveis. Inicialmente, serão realizados encontros e oficinas entre Coordenação Pedagógica, professores e PROGETEC sobre o tema e as atividades que serão
  • 10. 10 trabalhadas no projeto, para que possa realizar as pesquisas com o intuito de preparar o acervo com os softwares educacionais para disponibilizá-los para estudos dos professores. Depois serão realizadas as primeiras aulas na STE, onde será feita a apresentação aos professores em suas horas atividades, do projeto com auxílio do Projetor Integrado e ou Data show onde serão demonstrados os softwares, orientando a elaboração das aulas no Planejamento de Arte. Na segunda etapa, os estudantes sob a orientação dos professores terão aula através de pesquisas no Google, vídeos, atividades em sala de aula e outras com recursos disponibilizados pela escola e pelo próprio estudante. 3.1 Descrições das Atividades  Exploração das obras de Tarsila do Amaral, Romero Britto e Alfredo Volpi nos livros didáticos, através de vídeos e na STE;  Discussão sobre a vida, obra e características das pinturas;  Sensibilização do estudante para apreciação estética das obras;  Leitura da biografia dos pintores nos computadores da STE através de pesquisas;  Produção de desenhos em papel ofício retratando as obras;  Produção das obras no kolourpaint, a partir da apreciação das telas;  Produção escrita de textos, através de narrativas e descrição a partir da observação das telas.  Digitação no Impress (Editor de Apresentação) das características das obras junto aos desenhos retratados pelos estudantes.  Desenvolver atividades no aplicativo JClic através jogo da memória e quebra- cabeça.  Desenvolver atividades no site Jotform através interpretação de uma obra de arte.  Edição de vídeos para apresentação final.
  • 11. 11 3.2 Procedimentos Didáticos/Estratégias - Sala de aula: Aulas expositivas para conhecimento sobre o artista trabalhado utilizando-se de recursos tecnológicos, com participação e reflexão dos alunos quanto aos conceitos propostos. - Sala de aula: Confecção dos cartazes com as releituras das obras com o uso de lápis, lápis de cor e tinta guache; Releitura através do desenho e pintura no caderno de Arte. - Internet: Pesquisa Google, Youtube para conhecimento da biografia e obras do artista; - Youtube: Apresentações de vídeos sobre o tema abordado através de documentários, desenhos e imagens das obras dos artistas. -Digitação: Editor de texto. - Aplicativos como Jclic com Quebra-Cabeça, caça palavra, jogo da memória. - Sulfite para impressão de algumas atividades realizadas e pesquisa. - Fotografias. - kolourpaint para desenho livre, dirigido e pinturas sobre o tema abordado. - Impress ou Movie Maker: Apresentações dos trabalhos dos temas abordados. 4 RECURSOS DIDÁTICOS Recursos didáticos são todos os materiais, atividades e soluções utilizadas durante a realização do projeto. 4.1 Recursos Humanos Estudantes e professores; Coordenação pedagógica; PROGETEC. 4.2 Recursos Materiais
  • 12. 12 Sulfite, Atividades complementares; Quadro-negro, Cadernos; Retalhos de EVA, Revistas para recorte, Cola branca, Tesoura, Outros. 4.3 Recursos Tecnológicos Computadores; Internet; Sites, Impressora, Aplicativos do Linux; Pendrive; Projetor Integrado com lousa Integrada Celular; Outros. 4.4 Sites e aplicativos utilizados https://www.youtube.com/watch?v=2tq54kq_RdI https://www.youtube.com/watch?v=yG84icaqoJk&NR=1 http://br.youtube.com/watch?v=Hgwy1v7T8RI http://pt.slideshare.net/cespiritosanto/tarsila-do-amaral-slide-21997046. http://pt.slideshare.net/cespiritosanto/tarsila-do-amaral-slide-21997046. http://ikotonainfantil.blogspot.com.br/2011/06/paisagem-com-touro-e-feira-tarsila- do.html http://professoraivaniferreira.blogspot.com.br/2012/01/na-loja-do-mestre-andre.html https://pt.wikipedia.org/wiki/Abaporu
  • 13. 13 http://atividadesoficina.blogcindario.com/ficheros/TARSILA/tarsila.html http://www.mac.usp.br/mac/templates/projetos/seculoxx/modulo7/britto/index.html http://www.atividadesparacolorir.com.br/2012/05/desenhos-do-romero-britto.html http://pt.slideshare.net/SimoneHelenDrumond/atividade-3-projeto-de-artes-simone- helen-drumond http://mundodosabersalvador.blogspot.com.br/2012/04/romero-britto-para- criancas.html http://cardapiopedagogico.blogspot.com.br/2012/08/leitura-de-obra-de-arte- operarios.html http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=1112 http://pt.slideshare.net/claudiarocosta/arte-alfredo-volpi http://pt.slideshare.net/Cristianerocharibas/volpi-14889885 Aplicativo JClic Site JotForm Programas Writer, Impress e kolourpaint 5 AVALIAÇÃO Após a execução dos trabalhos, será possível notar se os estudantes compreenderam a arte como linguagem que constrói objetos plenos de sentido, entender a dinâmica dos trabalhos dos pintores estudados, o que leram formalmente e interpretaram uma obra dando significado, por fim, demonstraram que possuem sentimento de valorização da arte como forma de conhecimento capaz de interpretar e transformar a realidade. Os registros serão realizados ao lado de cada ação a fim de facilitar a visualização da ação e resultado do projeto. 6 RESULTADOS Vídeo e slides das fotos com os trabalhos realizados. Fazer um apanhado geral dos pintores estudados e organizar uma exposição com os trabalhos realizados pelos estudantes com a criação de mural relacionado ao tema,
  • 14. 14 Exposição das produções das crianças feitas ao longo do ano dos diversos pintores no Facebook, Blog da escola e na Mostra Cultural de Encerramento de Projeto. 7 REFERENCIAS AURORA. A criança e arte: o dia - dia na sala de aula /Aurora Ferreira. 3. ed.-Rio de Janeiro: Wak Ed.,2008.Disponível em http://docplayer.com.br/6664402-A- importancia-da-releitura-de-obras-de-arte-na-educacao-infantil.html. Acessado em 10 de Maio de 2016. BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte: anos oitenta e novos tempos. São Paulo/Porto Alegre: Perspectiva/Fundação Iochpe, 1991. p. (34-35.) BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Arte. Brasília: MEC/SEF, 1997.