SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Municipal de Ed. Infantil e Ens. Fundamental Maria de Lourdes Almeida
Laboratório de Informática Educativa
Endereço: Av. Barão de São Nicolau nº2655 Fone:(093) 3524 3547
E-mail: mlourdesalmeida12@gmail.com Blog: http://mlourdes12.wordpress.com
5º Ano-502, Turno: matutino
5º Ano, Turma: 502, Turno: Matutino
Coordenação e Organização:
Professoras:
Dilmarina Guimarães Cabral.
Disciplinas: Português, Histária/Geografia.
Neci Sousa Tapajós – Lab. de Informática.
Santarém-Pará
Abril/2017
APRESENTAÇÃO
Em tempos de dificuldades da leitura e escrita é necessário
mobilizar alternativas para romper obstáculos. Sabemos que a crônica é
um texto curto e leve, escrito com objetivo de divertir o leitor ou levá-lo a
refletir crítica ou filosoficamente sobre a vida e os comportamentos
humanos. É geralmente breve, que apresenta a visão pessoal do
cronista sobre um fato escolhido no noticiário do jornal ou do cotidiano.
Sua linguagem é simples e direta, próxima do leitor.
Nesse sentido o estudo tem como objetivo desenvolver um
trabalho com a tipologia textual crônica em sala de aula. Através dos
temas políticos, problemas sociais, esportes e fatos da vida. O aluno
poderá criar textos a partir da realidade vivenciada.
O referido projeto visa provocar a criatividade no mundo da escrita,
pois acredita-se que só através da educação o ser humano constrói seu
conhecimento e transforma em ações verdadeiras, objetivando
possibilidades aos alunos de desenvolver a comunicação usando
situações do cotidiano para a produção de textos.
Professoras: Dilmarina Cabral e Neci Tapajós
CRÔNICA DE ALINE REBELO NINAS
A chegada da tia
Minha tia havia de chegar sábado 18 de Janeiro. Eu estava
ansiosa porque ela veio do Amapá.
Finalmente, chegou com sua filha Isabele nós duas fomos brincar
e a cada dia a gente brincava nos divertindo.
Minha tia gostou muito da minha cidade.
Ela falou com entusiasmo:
__Que cidade bonita!
__Que povo educado!
Mas na esquina ela viu uma montanha de lixo e suspirou
__Ah! A educação passou longe de muita gente.
CRONICA DE MATEUS DIAS MARINHO
A fatalidade separou mãe do filho
Numa tarde de um sábado, a mãe estava em uma rua
movimentada querendo atravessá-la.
Os dois aguardavam com tranquilidade o momento para fazer a
travessia. De repente, o inesperado.
Um motorista irresponsável conduzia seu veículo em alta
velocidade e bateu os dois que já estavam na faixa de pedestres. A mãe
salvou a vida do filho dando-lhe um empurrão para fora da rua.
Infelizmente ela veio a falecer deixando seu filho órfão por uma
imprudência no trânsito de um motorista maluco.
Até quando meu Jesus esses absurdos continuarão acontecendo
na minha cidade, no meu país.
CRÔNICA DE ANNA LUIZA SANTOS DE JESUS
A que foi anunciada
Havia um rapaz como todos os outros, mas ele começou a agir de
modo estranho ele postou no facebook assim: Hoje o céu chora por
mais uma estrela que vai brilhar. Em seguida postou um vídeo, mas
ninguém ligou pra isso. O tempo passou e doze horas depois ele se
suicidou, ninguém sabe qual foi o motivo pra ele chegar a esse ponto.
Eu acho que as pessoas não tem Deus no coração e são fracas de
espirito. A solidão leva o ser humano a praticar barbaridades consigo
mesmo sem pensar duas vezes.
CRÔNICA DE JEFFERSON ALMEIDA DA SILVA
A noite no atoleiro
Uma noite alegre entre família nos divertimos bastante, papai e eu
resolvemos lavar o carro. Ele tirou o veículo da garagem e parou
próximo de um lamaçal.
Eu falei:
__Cuidado com o atoleiro, mas o papai nem ligou. Já sabe o que
aconteceu?
Isso mesmo o carro atolou, papai acelerou e espirrou lama na
família,
Papai pede minha ajuda dizendo:
__Pega pedra, eu peguei.
__Pega pau, eu peguei.
__Pega o macaco, eu falei o macaco está muito longe na mata ou
no zoológico e papai bem zangado falou:
__Moleque bobo! Macaco é uma ferramenta que levanta o carro
pegue no porta mala.
Eu peguei a ferramenta e papai suspendeu o carro do atoleiro.
CRÔNICA DE ARYADNE FERNANDA PEREIRA DE OLIVEIRA
A traição
A mãe estava em Santarém se tratando de uma depressão
consigo, levou a filha mais nova. O pai ficou em Manaus com o filho
primogênito.
O pai tinha um amigo que ajudou a resolver problemas sérios.
Tirou da prisão e bebiam juntos nos bares.
O filho disse ao pai:
__Estou com fome.
__Vou comprar seu lanche disse o pai. Neste momento chega o
amigo da onça e fala:
__Vamos ali no bar nos divertir!
__Não! Não posso vou comprar o lanche do meu filho.
O homem insistiu, vamos é rapidinho, tomamos só duas e pronto.
O pai pegou a moto e dirigiu-se ao bar. E, nesse momento ele foi
alvejado com 7 tiros que acabou com sua vida .O amigo foi ingrato com
quem sempre lhe estendeu a mão.
O choque foi terrível para toda família.
Será que não tem justiça?
Será que os filhos ficarão órfãos?
Será que a violência nunca vai parar?
É não podemos criar uma onça dentro de casa que um dia ela da o
bote...
CRÔNICA DA ADIÉLEN SAIORY RAMOS DA SILVA
O cúmulo da irresponsabilidade
Ao ligar a televisão me assustei com uma notícia que até hoje me
impressionou. O pai saiu com seus amigos e seu filho para beber, e
depois de se embriagarem, fizeram racha em via pública, causando uma
morte de um inocente.
Que absurdo! O que mais me deixou abismada foi que, além do
pai, a mãe também estava na bebedeira. Aonde vai chegar uma família
que dá mau exemplo. Que futuro um filho criado em meio aos vícios
poderá chegar?
Com esse tipo de irresponsabilidade não merecem ser chamados
de pai. O resultado de uma diversão causou uma vítima fatal.
E agora? Pai e filho estão presos, e um rapaz que levava o
alimento para sua família, foi vitima. Aonde vamos chegar com tanta
imprudência nesse país?
Até quando meu Deus, a falta de responsabilidade deixará órfãos?
CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO
O baby chá
Laura foi a um baby chã da mulher de seu primo. Estava lindo
tinha ursinhos para enfeitar a mesa tinha guloseimas, brindes com
doces dentro do pote, tinha brigadeiros e até brincadeiras. Todos
participaram de duas brincadeiras legais e a futura mamãe também. Os
de pais Laura ganharam um espelho. Laura participou de uma
brincadeira era para pegar a fralda que caia no chão.
De repente a dor no barrigão. A família correu para o hospital e
nasceu um lindo garotão chamado Henrique Gabriel.
CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO
Cachorro abandonado
Andando pelos bairros e ruas da cidade é visível encontrar muitos
cachorros pela rua. Muitos deles são abandonados pelos seus próprios
donos pela rua, sabemos que para ter um cachorro de estimação exige
muita responsabilidade, dar banho, dar comida, cortar os pelos e dar as
vacinas para evitar doenças que os mesmos transmitem.
Pesquisas mostram que o zoonose de nossa cidade indicam que a
demanda de cachorros que vagam pela nossa cidade muitos deles
estão infectados por doenças como: calazar e carrapato sendo assim,
prejudicando a saúde do ser humano.
Por isso, para quem tem animais domésticos incluído o cachorro,
manter sempre o local limpo e arejado, manter a carteira de vacina em
dias para evitar possíveis doenças que venham se contaminar. Portanto,
em tempos de vacinação cuide de seu cão.
CRÔNICA DE ANNA LUÍZA SANTOS DE JESUS
O campo de futebol
Quando eu fui ao campo de futebol meu irmão Maike subiu na
Árvore, mas como ele só sabe subir eu e minha irmã Emanuele e mais
um menino que apareceu lá ajudamos ele a descer, mas quando
conseguimos tirar ele de lá NHEC, o calção dele rasgou todo atrás.
Envergonhado ele foi se sentar na arquibancada e começou a
pedir para irmos embora e dissemos que ainda não. Então ele se sentou
e ficamos esperando por uns 30 minutos, mas meu irmão ainda queria ir
embora ele pediu tanto que no mesmo instante nós fomos embora pra
casa, chegamos em casa e ele saiu correndo para se trocar.
CRONICA DE LUIZ ROCHA DA SILVA
O cavalo rebelde
O meu avó tem uma fazenda e nessa fazenda tem um cavalo que
se chama Rebelde, ele tem esse nome porque ele nunca deixou montar.
Certo dia um dois vaqueiros quis montar o Rebelde. Sem ter
sucesso, pois o mesmo pulou até jogar o vaqueiro no chão. Então
jamais outro peão quis montar nele.
Rebelde desde então vive na fazenda sem que ninguém consiga
monta-lo. Até hoje, meu avó já tentou vender, mas com sua fama até
agora não apareceu nem um compra.
Apesar dele ser um cavalo bravo, ele é muito bonito e forte meu
avô diz que ele daria um bom reprodutor sendo que já havia filhos dele,
só espero que eles tenham herdado o mesmo gênio do pai por que se
não terá um a cavalaria de pequenos rebeldes.
CRÔNICA DE ALESSANDRO VICTOR DA CONCEIÇÃO FERREIRA
O bom desempenho do São Raimundo
O São Raimundo teve um bom desempenho nesse campeonato
paraense de 2017, muito diferente do São Francisco que foi rebaixado
para segunda divisão do parazão, mas o São Raimundo na minha
opinião e na de muita gente é o segundo melhor time desse ano no
parazão.
No sábado que passou dia 22 de abril o pantera vai enfrentar o
Paysandu no Mangueirão em Belém.
Coitado do São Raimundo com certeza o juiz vai favorecer o
Papão da Curuzu . Tomara que eu esteja errado.
CRÔNICA DO CAÍQUE DE SOUSA LINHARES
Escaparam por um milagre
A mãe e a filha recolheram-se para dormir. De repente começou a
chover muito forte as duas ouviram um barulho em cima da casa. A
menina ficou assustada e a mãe acalmou a filha.
Novamente ouve o estrondo no telhado a garotinha gritava
apavorada. A mãe não podia ajudá-la porque estava muito ferida uma
telha despencou de um prédio vizinho no telhado da casa onde as duas
estavam e elas foram atingidas.
As duas foram para o hospital e escaparam por um milagre de
Deus.
É preciso uma vigilância muito seria nessas construções para
evitar uma tragédia.
CRÔNICA DE DANIEL KAUÃ BRAGA PINHEIRO NASCIMENTO
O gentil
O carro esta encostado no meio fio o homem para o carrão desce
e olha o pneu furado, ele olha para a moça e vai trocando o pneu sem
saber que o carro era dela ele vai consertando, e ele pergunta:
__Tem macaco - Perguntou o homem.
__Não. Respondeu a moça.
__Vamos usar o meu disse o homem.
__Tem estepe, disse o homem.
__Não, disse a moça.
__Vamos usar o meu, disse o homem.
E ele foi tirando o pneu, trocando o outro, mas ele não escutou o
ônibus e o dono chegar. O dono do veículo volta e vê o homem
consertando e diz:
__Muito obrigado: disse o dono do carro.
O homem levanta a cabeça e fala:
__É eu não posso ver pneu furado tenho que trocar.
CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO
Meu aniversário
Meu aniversário está próximo e estou feliz fazer 10 anos de idade
por isso, vou convidar os meus amigos e familiares. Vai ser uma
confraternização simples onde minha mãe e minhas tias vão organizar,
com a ajuda de todos minha festinha vai sair do jeito que eu queria; com
doces ,salgados, refrigerante e o bolo principal .
Estou ansiosa para que chegue logo este dia tão inesperado falta
pouco para esse grande evento acontecer. 13 de maio, esse dia,
esperar para que saia tudo perfeitinho para os meus convidados gostar.
Assim no final da festa estarei dando uma lembrancinha aos meus
convidados
CRONICA DE ENZO FELIPE REGO CRUZ SILVA
Meu desejo
Eu sempre quis ter um cachorro somente há um ano atrás
consegui encontrar um lindo filhote que o batizei de Meny, mas oque eu
não sabia era que dava tanto trabalho precisa banhá-lo e alimentá-lo.
Eu prendo de manhã e muito grande e brincalhão tem força e
grandes garras que quando ele pula na gente é capaz de ferir, mas
mesmo cheio de cicatrizes estou feliz com meu querido Meny o melhor
cachorro do Mundo.
CRÔNICA DE ANA CLARA CUNHA DA SILVA
Na Escola
Na hora da educação física a professora Amanda nunes na sala
de aula disse:
__Vamos para aula de educação física meus alunos?
E todos disseram:
__Sim. A professora respondeu.
__Então vou fazer a chamada e vão fazendo a fila.
Eles fizeram os alongamentos, aulas esportivas etc.
Em seguida eles voltaram para sala e a professora despediu-se e
escorregou no piso os alunos correram para ajudá-la.
Marcelo falou:
__A professora é magrinha, mas pesa mais que uma cantina.
Todos riram é ela se levantou e disse:
__Tem razão Marcelo então podem sentar.
CRÔNICA DE LUIZ ROCHA DA SILVA
O nascimento dos filhotes
Em uma madrugada, chuvosa, ouvimos ao fundo do quintal
chorinhos que pareciam de filhotes.
Fomos seguindo aqueles pequenos sons, quando por de trás da
caixa d'agua ali estava uma ninhada de filhotes era da cadela Alfa que
deu a luz a oito filhotinhos.
Quando nos aproximamos lá estava ela, tão pequenos que
pareciam até de mentira.
Minha mãe com muito cuidado pegou os pequenos filhotes e os
colocou em um lugar seguro da chuva.
A cadela Alfa parecia agradecida, pois deitou junto de seus filhotes
e ale ela ficou e dele só sai para comer e bebe.
Espero que eles cresçam logo para que eu possa acarinhar e
segura no colo.
CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO
O arrastão
Em um ônibus dois assaltantes entraram como passageiros, ao
observar só havia dois homens e os outros passageiros mulheres.
Realizaram o assalto, foram pegando bolsas, relógios, celulares, anéis,
dinheiro, tudo de valor dos passageiros, logo em seguida apontaram a
arma para o motorista abrir a porta imediatamente para que fugisse do
local.
Um passageiro revoltado com a situação liga pra polícia e corre
atrás dos bandidos e tudo termina bem.
Não estamos seguros em lugar nenhum, pois nossa cidade esta
ficando muito perigosa é nas ruas, nos supermercado, nos coletivos, em
toda parte devemos ficar atento e evitar ficar sozinho nesses lugares, e
sempre manter a polícia avisada de qualquer situação.
CRÔNICA DE: ANA CLARA CUNHA DA SILVA
O assalto
Ontem por volta das 15:30 da tarde, aconteceu que um rapaz
trabalhador estava chegando em sua residência, e o assaltante
anunciou o assalto e no nervosismo atirou em sua vítima levando sua
moto.
O rapaz infelizmente faleceu no caminho do hospital municipal.
É muito triste, pois em Santarém está cada vez mais frequente em
nossa cidade assaltos violentos dessa forma.
Acho que essas pessoas que vivem fazendo mal devem receber
uma dura punição para amenizar a tranquilidade entre a população que
não aguenta mais tanta violência.
CRÔNICA DE ADIÉLEN SAIORY RAMOS DA SILVA
O cachorro e a velinha
Um dia Dona Joaquina foi visitar sua amiga de infância, dona
Raimunda.
A sua filha Samanta trouxe um cachorro que se chama Aikie, ele é
muito amoroso.
Na casa da amiga o cachorrinho estranhou a velinha. Ela gritou
Raimunda, dona Raimunda seu cachorro que me morde! Assustada,
não teve outra escolha pegou o cabo de vassoura para assustar o
cachorro, porém o amável cachorrinho só queria brincar com ela, que se
parecia com a sua antiga dona Nenê.
Amar os animais é muito nobre, mas acho que não devemos levá-
los para as casa dos outros, assim evitaremos pequenos acidentes e
aborrecimentos.
CRÔNICA DE SAMUEL DE OLIVEIRA LOPES
O caminho
Um padre ia para a igreja quando viu que estava perdido. Então
ele chegou até um homem e disse:
__O moço! Onde é a igreja da matriz? E o homem respondeu:
__O caminho da igreja é muito fácil. Subindo é descendo o senhor
vai dobrar a esquerda depois suba de novo, ai vai chegar em uma igreja.
Mas não é lá não. Depois de o senhor passar dessa igreja dobre a
esquerda ai o senhor vai chegar em uma outra igreja. Mas não é lá
também não. Depois que o seu padre passar dessa igreja o senhor faz
só olhar pra ela, suba de novo e desça já na praça da igreja. Então o
padre disse:
__A hoje eu vou celebrar a missa na matriz, vai lá que eu vou falar
sobre o caminho do céu.
__A mais eu não acredito no senhor não seu padre. O senhor não
tá sabendo o caminho da igreja que é perto imagine o caminho do céu
que é muito mais difícil.
CRÔNICA DE DEIVISSON MÁRIO COSTA CAMPOS
O cão e o gato
Lá em casa tem um gato que come e fica dormindo o dia todo
quando ele está na vadiação ele passa uns 3 dias na rua ele não veio
em casa para comer.
Outro animal é um cachorro ele come e fica o dia inteiro dormindo
e também ele gosta de ficar atentando o gato, ele ficam numa correria, o
gato acabar o cachorro.
Acho que as pessoas erram quando dizem que cão e gato são
inimigos, por que os que eu conheço brincam como amigos.
CRÔMICA DE MARCELO HENRIQUE DE ARAÚJO ROSPIERSKI
O castigo
Um garoto Muito desobediente e Mimado brigava Demais com
seus colegas. Ele continuava arrumando confusos. Certa vez brigou na
frente da igreja com um grupo de garotos de sua antiga turma.
Sempre que era liberado de sua sala de aula já tinha uma briga
marcada.
O assunto chegou ao conhecimento da diretora, que conversou
com os meninos indisciplinados advertindo cada um para evitar essas
violências sem resultado.
A professora do garoto bobo e brigão soube do problema e deu lhe
uma punição ficou fora da recreação por trinta dias ate aprender a lição
que não se briga com irmão tomara que ele nunca esqueça que a vida e
paz e união.
CRÔNICA DE JADSON MENDES DOS SANTOS
O coração do carro
Um homem comprou um carro de segunda mão.
Um dia o veículo bateu em um buraco e o coração do carro parou.
Ele levou para a oficina o mecânico examinou tudo e disse:
__ Esse carro está muito usado.
__ O que eu posso fazer?
__ Disse o dono do veículo.
__ Troque por um seminovo ou gaste uma boa grana para comprar
as peças do coração do carro o dono do carro exclamou.
__ Onde já se viu carro ter coração.
O mecânico respondeu:
__ Coitado do carro.
Crônica de Ana Clara Cunha da Silva
O escorregão
Fomos para o sítio dos meus avós passar o feriado. Lá tem lindos
igarapés e belas arvores. Minha mãe disse:
__Vamos para o igarapé?
Eu fui a primeira a trocar a roupa para entrar na gostosa água fria
toda a família foi o igarapé se divertir e matar o calor.
Meu pai aparece na escada com um sabonete na mão ele desceu
rápido demais e acabou escorregando, todo mundo riu tanto ,que ele
ficou com vergonha será ri do outro quando cai?
Como eu me sentia se caísse e as pessoas ficassem zombando
de mim?
CRÔNICA DE SAMUEL DE OLIVEIRA LOPES
O homem cego
Um homem estava na igreja e os irmãos estavam orando.
Ele se sentou no banco e começou a cochilar. De repente faltou
energia.
Quando o homem despertou ele viu que estava tudo escuro, então
ele disse:
__Irmãos orem por mim, pois estou cego.
Cuidado não vá cochilar! Na hora mais necessária se não você
pode ficar cego de verdade.
CRÔNICA DE MATEUS DIAS MARINHO
O homem e o cego
Um homem estava andando pela rua quando viu outro homem
sentado, do seu lado uma caneca de café vazia.
O homem estava pensando.
__Será que ele é cego mesmo?
O homem acreditou e deu umas notas de dez reais e uma moeda
de um real, depois de um tempo o homem foi embora e o cego disse:
__Ah enganei mais um, adoro meu trabalho.
No outro dia o fingido cego foi assaltado e perdeu tudo que tinha
na caneca e apanhou bastante.
Ele pensou e disse.
__ O troco do roubo do roubo machuca muito.
Crônica de Alessandro Victor da Conceição Ferreira
O livramento
Minha família e eu sofremos um acidente de moto.
Eu tinha apenas dois anos. Meus pais contam que quebramos
pernas esquerdas e direitas. Fizemos tratamento e escapamos com o
livramento de Deus.
Mamãe disse:
__Quebrei minha perna direita, mas escapei.
Meu pai disse:
__Quebrei minha perna esquerda e o meu filho também.
Então papai e mamãe agradecem a vitória que tivemos.
Nunca devemos esqueça que o livramento vem de Deus.
CRÔNICA DE INGRID DA PAZ ARAÚJO
O milagre
Eu tenho um irmãozinho que fez um cirurgia quando tinha dois
meses de nascido ele tem uma cardiopatia congênita e portado de
marca-passo.
Hoje ele tem 5 anos e muito danado que nem parece ser
cardiopata e portador de marca-passo só ele viaja 3 vezes no ano para
Belém para as consultas com os médicos deli. A vida e um presente que
devemos cuida lá nunca perder a esperança.
CRÔNICA DE LARISSA PEREIRA GONÇALVES
O Papagaio
Num belo dia estava uma moça com sua banca de peixe. Ela dizia:
__ Olha o peixe fresco! Olha o peixe fresco!
Na mesma hora um papagaio que morava com o seu dono bem
atrás da banca de peixe gritou:
__ Olha o peixe estragado! Olha o peixe estragado!
Então veio um rapaz para comprar peixe o rapaz perguntou:
__ Isso é peixe fresco mesmo?
__ Sim é peixe fresco-disse a dona da banca.
__ Não é peixe estragado-falou o papagaio.
O rapaz ao ouvir aquilo não pensou duas vezes ele saiu na hora
de la.
A mulher subiu a onde o papagaio estava pegou-o e levou o
coitado para a oficina do marido dela pegou piche quente e lascou no
papagaio ele ficou todo preto.
Então a mulher colocou o papagaio numa arvore bem longe assim
ele nunca ia voltar para atrapalhar sua venda. De repente passou um
grupo de turistas e falaram assim.
__ Olha aquele urubu!
__ Eu não sou urubu eu sou o Maicon Jackson falou o papagaio.
CRÔNICA DE DEIVISSON MÁRIO COSTA CAMPOS
O pedido
Tinha vontade de ter um celular, ele é muito importante para a
comunicação, estudos e diversão.
Eu pedia sempre.
__ Eu quero um celular.
__ Eu quero um celular.
Finalmente, meu pedido foi atendido. Ganhei um lindo aparelho de
celular do meu avô ele advertiu-me:
__ Cuidado! Não deixe cai
__ Não fique com ele distraído na rua
__ Fique atento com ladrão de celular.
Sou grato com meu avô por ter atendido o meu desejo.
CRÔNICA DE AMANDA VITÓRIA DOS SANTOS SOUSA
O piquenique
Vamos para o piquenique na floresta, o quê você acha?
Eu preferia no parque da cidade. Oque Vamos levar para o
lanche?
Hot-dog, Julie não pizza. Eu prefiro frutas. Então para não da briga
vamos levar um pouco de cada vocês concordam (Amanda) sim ótima
ideia.
CRÔNICA DE ALESSANDRO VICTOR DA CONCEIÇÃO FERREIRA
O rebaixamento do São Francisco
O São Francisco teve um mau desempenho no campeonato
paraense de 2017. Ele foi um dos piores times do campeonato paraense
nessas ele perdeu 7 vezes , empatou 1 vez e ganhou 1 vez até o Águia
de Marabá e o Castanhal eles deixaram o São Francisco para trás.
__ O que aconteceu com a base?
__ O problema está no técnico ou na direção do clube?
__ O que fazer para mudar essa situação do time?
Agora ele caiu para a segunda divisão do parazão!
É só levanta a poeira e continua a crescer com vontade.
CRÔNICA DE MATEUS DIAS MARINHO
O supermercado
Um menino chamado Gabriel a mãe dele disse para comprar
comida no supermercado.
__ Gabriel vá comprar comida no supermercado.
Gabriel disse
__ Posso comprar doces também.
A mãe de Gabriel disse não.
Quando Gabriel estava no supermercado viu que tinha sobrado
troco então foi na padaria perto da casa dele comprar um pedaço de
bolo quando Gabriel já estava comendo o bolo a mãe dele disse.
__ Moleque tá comendo bolo. Gabriel disse:
__ Mas é de cenoura.
CRÔNICA DE JONAS ALEXANDRE LUZ NUNES
Os bombeiros
No dia 13 de maio de 2016 aconteceu um incêndio na rua
onde moro iniciou na cozinha da casa da minha vizinha . Ela
ficou muito assustada mas conseguiu pede socorro . Os bombeiros
dentro de uma hora chegaram e apagaram o fogo que já tinha
queimado a metade da casa.
Quando concluíram o serviço a dona da casa ficou muito triste
por perdeu partes de suas coisas mas agradecido por ter recibo
ajudas deles os bombeiros dedicados arriscaram sus próprias vidas
para salvar a dos outros .
Será que você quer ser um bombeiro você arriscaria suas vidas
enfrentando a fúria do fogo.
CRÔNICA DE ADIÉLEN SAIORY RAMOS DA SILVA
Quem não tem cão caça com gato
Luciana estava fazendo seu para casa a noite. Quando ela estava
no meio do para casa PLOFIT a luz se foi. Ela sai pedindo socorro
__ Socorro! Socorro! Estou cega
A mãe correu desesperada:
__ O que foi minha filha?
__ Estou cega mamãe.
__ Faltou energia minha filha não se preocupe.
__ Ufa… pensei que estava cega… mas meu para casa.
__ Eu guardei uma vela disse a garota.
Então a menina fez o para casa a luz de vela terminando com
responsabilidade sua tarefa.
Quem não tem cão caça com gato. Quer dizer quando as
alternativas falham procuraram outras para solucionar o problema.
CRÔNICA DE DEIVISSON MÁRIO COSTA CAMPOS
Um presente
Num dia fui ao centro com minha vó chegando lá ela comprou um
animal pra mim, criei ele até a fase adulta.
Quando pequeno era um animal muito manso e agora está grande
e se tornou agressivo, bravo, não posso mais nem chegar perto dele
pois ele corre atrás mim não posso mais brincar no quintal com meus
coleguinhas pois temos medo dele.
Você já imaginou que animal e esse serão uma onça será que o
leão esse animal é um galo que cresceu e ficou grande e bravo.
Mas mesmo assim tenho um carinho por ele.
CRONICA DO CAIQUE DE SOUSA LINHARES
Uma tragédia no fim de semana
Num final de semana onde parecia ser um dia normal e tranquilo
para dona de casa Val do Bairro Maracanã, Rua Jacarandá, quando ela
saiu com seu filhinho de cinco anos para irem a igreja a qual ela
congregava de repente ao atravessar a faixa de pedestre da Avenida
Fernando Guilhon ela foi surpreendida pelo um carro particular em alta
velocidade que não respeitou a parada para os pedestre , e ela teve que
jogar seu filho tentando salva-lo do acidente. Mais não foi possível ela
se livrar da enorme batida, pois o carro que atropelou lhe jogou quinze
metros de distancia.
A mesma foi socorrida por populares e em seguida pela equipe do
SAMU onde deu entrada no hospital municipal de Santarém mais não
resistiu aos ferimentos Graves e morreu nessa madrugada por volta das
duas horas.
Pois seus familiares se encontram muito tristes e revoltados com
essa situação de inadimplência no transito a cada dia que se passa
aumenta os dados de mortes no transito isso acontece por causa que
alguns motorista que não respeitam a sinalização corretamente .
Dai fica um alerta para os órgãos competentes que devem sempre
fazer valer as leis que mostram que devemos respeitar as placas de
sinalização porque isso é revoltante o pedestre respeitou e o motorista
não.
FOTOS DOS ALUNOS DO 5º ANO, TURMA: 502, ANO LETIVO: 2017
DIGITAÇÃO DOS TEXTOS NO LAB. DE INFORMÁTICA EDUCATIVA
PRODUÇÃO DOS TEXTOS NA SALA DE AULA
RELAÇÃO DOS ALUNOS DO 5º ANO, TURMA: 502, ANO LETIVO: 2017
Adiélen Saiory Ramos da Silva
Aílton José Moreira Neto
Alana Carolina Brasil Torres
Aldilano Almeida dos Santos
Alessandro Victor da Conceição Ferreira
Alice Brincês da Silva Pinto
Aline Rebelo Ninas
Amanda Vitória dos Santos Sousa
Ana Clara Cunha da Silva
Anna Luíza Santos de Jesus
Aryadne Fernanda Pereira de Oliveira
Caíque de Sousa Linhares
Daniel Kauã Braga Pinheiro Nascimento
Deivisson Mário Costa Campos
Enzo Felipe Rego Cruz Silva
Flávia Gabriela Ferreira Neres
Gabriel Richard Santos Carvalho
Ingrid Paz Araújo
Jadson Mendes dos Santos
Jefferson Almeida da Silva
Jonas Alexandre Luz Nunes
Larissa Pereira Gonçalves
Luiz Rocha da Silva
Marcelo Henrique de Araújo Rospierski
Mateus Dias Marinho
Samuel de Oliveira Lopes
Wédrey Vinícius dos Reis Torres

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
orientadoresdeestudopaic
 
Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano
Mara Sueli
 
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da músicaTrem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Mary Alvarenga
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Mary Alvarenga
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
Mary Alvarenga
 
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Mary Alvarenga
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
Mary Alvarenga
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
Mary Alvarenga
 
Classes Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoClasses Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - Revisão
Mary Alvarenga
 
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaParecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
SimoneHelenDrumond
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTREAVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTRE
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Pontuando piadas
Pontuando piadasPontuando piadas
Pontuando piadas
Rose Tavares
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
Mara Sueli
 
Plano de aula bncc0
Plano de aula bncc0Plano de aula bncc0
Plano de aula bncc0
Benigno Andrade Vieira
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Apostila matemática em pdf
Apostila  matemática em pdfApostila  matemática em pdf
Apostila matemática em pdf
Isa ...
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
Edilania Batalha Batalha
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
Isa ...
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
Valdinei Junio
 
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto  e Interpretação - Dia Internacional da MulherTexto  e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
 
Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano
 
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da músicaTrem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
 
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
Gênero textual: Cardápio e bula de remédio
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
 
Classes Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoClasses Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - Revisão
 
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemáticaParecer de uma aluno com dificuldade em matemática
Parecer de uma aluno com dificuldade em matemática
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTREAVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA: ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 1º ANO - 4º BIMESTRE
 
Pontuando piadas
Pontuando piadasPontuando piadas
Pontuando piadas
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
 
Plano de aula bncc0
Plano de aula bncc0Plano de aula bncc0
Plano de aula bncc0
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: TRÂNSITO E MEIOS DE TRANSPORTE - 3º ANO DO E.F. 1
 
Apostila matemática em pdf
Apostila  matemática em pdfApostila  matemática em pdf
Apostila matemática em pdf
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto  e Interpretação - Dia Internacional da MulherTexto  e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
 

Semelhante a Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas

Histórias em família
Histórias em famíliaHistórias em família
Histórias em família
Marcia Neves
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
sallesz
 
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Aline Manzini
 
Produção de texto 2ºsemestre
Produção de texto 2ºsemestreProdução de texto 2ºsemestre
Produção de texto 2ºsemestre
Dalva Pereira Martins
 
prova 1 ano
prova 1 anoprova 1 ano
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
Atividades Diversas Cláudia
 
O doce de buriti
O doce de buritiO doce de buriti
O doce de buriti
Eng. Eduardo F. dos Santos
 
Apresentação textos
Apresentação textosApresentação textos
Apresentação textos
Dalva Pereira Martins
 
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Miquéias Vitorino
 
Projeto Recordação
Projeto RecordaçãoProjeto Recordação
Projeto Recordação
Cassiano Santana
 
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power PointHistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
enir.ester
 
Pai posso dá um soco nele
Pai posso dá um soco nelePai posso dá um soco nele
Pai posso dá um soco nele
Ângela Miranda
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunos
celiagarci
 
Livrinho 4ªF
Livrinho 4ªFLivrinho 4ªF
Livrinho 4ªF
EMEBJuca2
 
Ajudaris 2017 AE Arcozelo
Ajudaris 2017   AE ArcozeloAjudaris 2017   AE Arcozelo
Ajudaris 2017 AE Arcozelo
AEA-BE
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
anaparecidaraca
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendes
Susete Rodrigues Mendes
 
Anorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique BrandAnorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique Brand
Moradores do Ype
 
Apres.textos2014
Apres.textos2014Apres.textos2014
Apres.textos2014
Dalva Pereira Martins
 
Adote Pet
Adote PetAdote Pet
Adote Pet
ACIDADE ON
 

Semelhante a Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas (20)

Histórias em família
Histórias em famíliaHistórias em família
Histórias em família
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
 
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
Sugestões de problemas criados a partir do gênero.
 
Produção de texto 2ºsemestre
Produção de texto 2ºsemestreProdução de texto 2ºsemestre
Produção de texto 2ºsemestre
 
prova 1 ano
prova 1 anoprova 1 ano
prova 1 ano
 
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
 
O doce de buriti
O doce de buritiO doce de buriti
O doce de buriti
 
Apresentação textos
Apresentação textosApresentação textos
Apresentação textos
 
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
 
Projeto Recordação
Projeto RecordaçãoProjeto Recordação
Projeto Recordação
 
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power PointHistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
 
Pai posso dá um soco nele
Pai posso dá um soco nelePai posso dá um soco nele
Pai posso dá um soco nele
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunos
 
Livrinho 4ªF
Livrinho 4ªFLivrinho 4ªF
Livrinho 4ªF
 
Ajudaris 2017 AE Arcozelo
Ajudaris 2017   AE ArcozeloAjudaris 2017   AE Arcozelo
Ajudaris 2017 AE Arcozelo
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendes
 
Anorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique BrandAnorexia - Dominique Brand
Anorexia - Dominique Brand
 
Apres.textos2014
Apres.textos2014Apres.textos2014
Apres.textos2014
 
Adote Pet
Adote PetAdote Pet
Adote Pet
 

Mais de Necy

Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-EjaProjeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Necy
 
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
Necy
 
Projeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando ConhecimentosProjeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando Conhecimentos
Necy
 
Projeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da frutaProjeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da fruta
Necy
 
Projeto Recontando Histórias
Projeto Recontando HistóriasProjeto Recontando Histórias
Projeto Recontando Histórias
Necy
 
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Necy
 
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto MotorProjeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Necy
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
Necy
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
Necy
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
Necy
 
Blog na-educacao
Blog na-educacaoBlog na-educacao
Blog na-educacao
Necy
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Necy
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Necy
 
Plano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdesPlano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdes
Necy
 
Acomp atividades
Acomp atividadesAcomp atividades
Acomp atividades
Necy
 
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
Necy
 
Projeto Interdisciplinar
Projeto InterdisciplinarProjeto Interdisciplinar
Projeto Interdisciplinar
Necy
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
Necy
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
Necy
 
Projeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do UrumariProjeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do Urumari
Necy
 

Mais de Necy (20)

Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-EjaProjeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
 
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
 
Projeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando ConhecimentosProjeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando Conhecimentos
 
Projeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da frutaProjeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da fruta
 
Projeto Recontando Histórias
Projeto Recontando HistóriasProjeto Recontando Histórias
Projeto Recontando Histórias
 
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
 
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto MotorProjeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
 
Blog na-educacao
Blog na-educacaoBlog na-educacao
Blog na-educacao
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
 
Plano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdesPlano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdes
 
Acomp atividades
Acomp atividadesAcomp atividades
Acomp atividades
 
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
 
Projeto Interdisciplinar
Projeto InterdisciplinarProjeto Interdisciplinar
Projeto Interdisciplinar
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
 
Projeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do UrumariProjeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do Urumari
 

Último

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 

Último (20)

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 

Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas

  • 1. Escola Municipal de Ed. Infantil e Ens. Fundamental Maria de Lourdes Almeida Laboratório de Informática Educativa Endereço: Av. Barão de São Nicolau nº2655 Fone:(093) 3524 3547 E-mail: mlourdesalmeida12@gmail.com Blog: http://mlourdes12.wordpress.com 5º Ano-502, Turno: matutino 5º Ano, Turma: 502, Turno: Matutino Coordenação e Organização: Professoras: Dilmarina Guimarães Cabral. Disciplinas: Português, Histária/Geografia. Neci Sousa Tapajós – Lab. de Informática. Santarém-Pará Abril/2017
  • 2. APRESENTAÇÃO Em tempos de dificuldades da leitura e escrita é necessário mobilizar alternativas para romper obstáculos. Sabemos que a crônica é um texto curto e leve, escrito com objetivo de divertir o leitor ou levá-lo a refletir crítica ou filosoficamente sobre a vida e os comportamentos humanos. É geralmente breve, que apresenta a visão pessoal do cronista sobre um fato escolhido no noticiário do jornal ou do cotidiano. Sua linguagem é simples e direta, próxima do leitor. Nesse sentido o estudo tem como objetivo desenvolver um trabalho com a tipologia textual crônica em sala de aula. Através dos temas políticos, problemas sociais, esportes e fatos da vida. O aluno poderá criar textos a partir da realidade vivenciada. O referido projeto visa provocar a criatividade no mundo da escrita, pois acredita-se que só através da educação o ser humano constrói seu conhecimento e transforma em ações verdadeiras, objetivando possibilidades aos alunos de desenvolver a comunicação usando situações do cotidiano para a produção de textos. Professoras: Dilmarina Cabral e Neci Tapajós
  • 3. CRÔNICA DE ALINE REBELO NINAS A chegada da tia Minha tia havia de chegar sábado 18 de Janeiro. Eu estava ansiosa porque ela veio do Amapá. Finalmente, chegou com sua filha Isabele nós duas fomos brincar e a cada dia a gente brincava nos divertindo. Minha tia gostou muito da minha cidade. Ela falou com entusiasmo: __Que cidade bonita! __Que povo educado! Mas na esquina ela viu uma montanha de lixo e suspirou __Ah! A educação passou longe de muita gente.
  • 4. CRONICA DE MATEUS DIAS MARINHO A fatalidade separou mãe do filho Numa tarde de um sábado, a mãe estava em uma rua movimentada querendo atravessá-la. Os dois aguardavam com tranquilidade o momento para fazer a travessia. De repente, o inesperado. Um motorista irresponsável conduzia seu veículo em alta velocidade e bateu os dois que já estavam na faixa de pedestres. A mãe salvou a vida do filho dando-lhe um empurrão para fora da rua. Infelizmente ela veio a falecer deixando seu filho órfão por uma imprudência no trânsito de um motorista maluco. Até quando meu Jesus esses absurdos continuarão acontecendo na minha cidade, no meu país.
  • 5. CRÔNICA DE ANNA LUIZA SANTOS DE JESUS A que foi anunciada Havia um rapaz como todos os outros, mas ele começou a agir de modo estranho ele postou no facebook assim: Hoje o céu chora por mais uma estrela que vai brilhar. Em seguida postou um vídeo, mas ninguém ligou pra isso. O tempo passou e doze horas depois ele se suicidou, ninguém sabe qual foi o motivo pra ele chegar a esse ponto. Eu acho que as pessoas não tem Deus no coração e são fracas de espirito. A solidão leva o ser humano a praticar barbaridades consigo mesmo sem pensar duas vezes.
  • 6. CRÔNICA DE JEFFERSON ALMEIDA DA SILVA A noite no atoleiro Uma noite alegre entre família nos divertimos bastante, papai e eu resolvemos lavar o carro. Ele tirou o veículo da garagem e parou próximo de um lamaçal. Eu falei: __Cuidado com o atoleiro, mas o papai nem ligou. Já sabe o que aconteceu? Isso mesmo o carro atolou, papai acelerou e espirrou lama na família, Papai pede minha ajuda dizendo: __Pega pedra, eu peguei. __Pega pau, eu peguei. __Pega o macaco, eu falei o macaco está muito longe na mata ou no zoológico e papai bem zangado falou: __Moleque bobo! Macaco é uma ferramenta que levanta o carro pegue no porta mala. Eu peguei a ferramenta e papai suspendeu o carro do atoleiro.
  • 7. CRÔNICA DE ARYADNE FERNANDA PEREIRA DE OLIVEIRA A traição A mãe estava em Santarém se tratando de uma depressão consigo, levou a filha mais nova. O pai ficou em Manaus com o filho primogênito. O pai tinha um amigo que ajudou a resolver problemas sérios. Tirou da prisão e bebiam juntos nos bares. O filho disse ao pai: __Estou com fome. __Vou comprar seu lanche disse o pai. Neste momento chega o amigo da onça e fala: __Vamos ali no bar nos divertir! __Não! Não posso vou comprar o lanche do meu filho. O homem insistiu, vamos é rapidinho, tomamos só duas e pronto. O pai pegou a moto e dirigiu-se ao bar. E, nesse momento ele foi alvejado com 7 tiros que acabou com sua vida .O amigo foi ingrato com quem sempre lhe estendeu a mão. O choque foi terrível para toda família. Será que não tem justiça? Será que os filhos ficarão órfãos? Será que a violência nunca vai parar? É não podemos criar uma onça dentro de casa que um dia ela da o bote...
  • 8. CRÔNICA DA ADIÉLEN SAIORY RAMOS DA SILVA O cúmulo da irresponsabilidade Ao ligar a televisão me assustei com uma notícia que até hoje me impressionou. O pai saiu com seus amigos e seu filho para beber, e depois de se embriagarem, fizeram racha em via pública, causando uma morte de um inocente. Que absurdo! O que mais me deixou abismada foi que, além do pai, a mãe também estava na bebedeira. Aonde vai chegar uma família que dá mau exemplo. Que futuro um filho criado em meio aos vícios poderá chegar? Com esse tipo de irresponsabilidade não merecem ser chamados de pai. O resultado de uma diversão causou uma vítima fatal. E agora? Pai e filho estão presos, e um rapaz que levava o alimento para sua família, foi vitima. Aonde vamos chegar com tanta imprudência nesse país? Até quando meu Deus, a falta de responsabilidade deixará órfãos?
  • 9. CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO O baby chá Laura foi a um baby chã da mulher de seu primo. Estava lindo tinha ursinhos para enfeitar a mesa tinha guloseimas, brindes com doces dentro do pote, tinha brigadeiros e até brincadeiras. Todos participaram de duas brincadeiras legais e a futura mamãe também. Os de pais Laura ganharam um espelho. Laura participou de uma brincadeira era para pegar a fralda que caia no chão. De repente a dor no barrigão. A família correu para o hospital e nasceu um lindo garotão chamado Henrique Gabriel.
  • 10. CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO Cachorro abandonado Andando pelos bairros e ruas da cidade é visível encontrar muitos cachorros pela rua. Muitos deles são abandonados pelos seus próprios donos pela rua, sabemos que para ter um cachorro de estimação exige muita responsabilidade, dar banho, dar comida, cortar os pelos e dar as vacinas para evitar doenças que os mesmos transmitem. Pesquisas mostram que o zoonose de nossa cidade indicam que a demanda de cachorros que vagam pela nossa cidade muitos deles estão infectados por doenças como: calazar e carrapato sendo assim, prejudicando a saúde do ser humano. Por isso, para quem tem animais domésticos incluído o cachorro, manter sempre o local limpo e arejado, manter a carteira de vacina em dias para evitar possíveis doenças que venham se contaminar. Portanto, em tempos de vacinação cuide de seu cão.
  • 11. CRÔNICA DE ANNA LUÍZA SANTOS DE JESUS O campo de futebol Quando eu fui ao campo de futebol meu irmão Maike subiu na Árvore, mas como ele só sabe subir eu e minha irmã Emanuele e mais um menino que apareceu lá ajudamos ele a descer, mas quando conseguimos tirar ele de lá NHEC, o calção dele rasgou todo atrás. Envergonhado ele foi se sentar na arquibancada e começou a pedir para irmos embora e dissemos que ainda não. Então ele se sentou e ficamos esperando por uns 30 minutos, mas meu irmão ainda queria ir embora ele pediu tanto que no mesmo instante nós fomos embora pra casa, chegamos em casa e ele saiu correndo para se trocar.
  • 12. CRONICA DE LUIZ ROCHA DA SILVA O cavalo rebelde O meu avó tem uma fazenda e nessa fazenda tem um cavalo que se chama Rebelde, ele tem esse nome porque ele nunca deixou montar. Certo dia um dois vaqueiros quis montar o Rebelde. Sem ter sucesso, pois o mesmo pulou até jogar o vaqueiro no chão. Então jamais outro peão quis montar nele. Rebelde desde então vive na fazenda sem que ninguém consiga monta-lo. Até hoje, meu avó já tentou vender, mas com sua fama até agora não apareceu nem um compra. Apesar dele ser um cavalo bravo, ele é muito bonito e forte meu avô diz que ele daria um bom reprodutor sendo que já havia filhos dele, só espero que eles tenham herdado o mesmo gênio do pai por que se não terá um a cavalaria de pequenos rebeldes.
  • 13. CRÔNICA DE ALESSANDRO VICTOR DA CONCEIÇÃO FERREIRA O bom desempenho do São Raimundo O São Raimundo teve um bom desempenho nesse campeonato paraense de 2017, muito diferente do São Francisco que foi rebaixado para segunda divisão do parazão, mas o São Raimundo na minha opinião e na de muita gente é o segundo melhor time desse ano no parazão. No sábado que passou dia 22 de abril o pantera vai enfrentar o Paysandu no Mangueirão em Belém. Coitado do São Raimundo com certeza o juiz vai favorecer o Papão da Curuzu . Tomara que eu esteja errado.
  • 14. CRÔNICA DO CAÍQUE DE SOUSA LINHARES Escaparam por um milagre A mãe e a filha recolheram-se para dormir. De repente começou a chover muito forte as duas ouviram um barulho em cima da casa. A menina ficou assustada e a mãe acalmou a filha. Novamente ouve o estrondo no telhado a garotinha gritava apavorada. A mãe não podia ajudá-la porque estava muito ferida uma telha despencou de um prédio vizinho no telhado da casa onde as duas estavam e elas foram atingidas. As duas foram para o hospital e escaparam por um milagre de Deus. É preciso uma vigilância muito seria nessas construções para evitar uma tragédia.
  • 15. CRÔNICA DE DANIEL KAUÃ BRAGA PINHEIRO NASCIMENTO O gentil O carro esta encostado no meio fio o homem para o carrão desce e olha o pneu furado, ele olha para a moça e vai trocando o pneu sem saber que o carro era dela ele vai consertando, e ele pergunta: __Tem macaco - Perguntou o homem. __Não. Respondeu a moça. __Vamos usar o meu disse o homem. __Tem estepe, disse o homem. __Não, disse a moça. __Vamos usar o meu, disse o homem. E ele foi tirando o pneu, trocando o outro, mas ele não escutou o ônibus e o dono chegar. O dono do veículo volta e vê o homem consertando e diz: __Muito obrigado: disse o dono do carro. O homem levanta a cabeça e fala: __É eu não posso ver pneu furado tenho que trocar.
  • 16. CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO Meu aniversário Meu aniversário está próximo e estou feliz fazer 10 anos de idade por isso, vou convidar os meus amigos e familiares. Vai ser uma confraternização simples onde minha mãe e minhas tias vão organizar, com a ajuda de todos minha festinha vai sair do jeito que eu queria; com doces ,salgados, refrigerante e o bolo principal . Estou ansiosa para que chegue logo este dia tão inesperado falta pouco para esse grande evento acontecer. 13 de maio, esse dia, esperar para que saia tudo perfeitinho para os meus convidados gostar. Assim no final da festa estarei dando uma lembrancinha aos meus convidados
  • 17. CRONICA DE ENZO FELIPE REGO CRUZ SILVA Meu desejo Eu sempre quis ter um cachorro somente há um ano atrás consegui encontrar um lindo filhote que o batizei de Meny, mas oque eu não sabia era que dava tanto trabalho precisa banhá-lo e alimentá-lo. Eu prendo de manhã e muito grande e brincalhão tem força e grandes garras que quando ele pula na gente é capaz de ferir, mas mesmo cheio de cicatrizes estou feliz com meu querido Meny o melhor cachorro do Mundo.
  • 18. CRÔNICA DE ANA CLARA CUNHA DA SILVA Na Escola Na hora da educação física a professora Amanda nunes na sala de aula disse: __Vamos para aula de educação física meus alunos? E todos disseram: __Sim. A professora respondeu. __Então vou fazer a chamada e vão fazendo a fila. Eles fizeram os alongamentos, aulas esportivas etc. Em seguida eles voltaram para sala e a professora despediu-se e escorregou no piso os alunos correram para ajudá-la. Marcelo falou: __A professora é magrinha, mas pesa mais que uma cantina. Todos riram é ela se levantou e disse: __Tem razão Marcelo então podem sentar.
  • 19. CRÔNICA DE LUIZ ROCHA DA SILVA O nascimento dos filhotes Em uma madrugada, chuvosa, ouvimos ao fundo do quintal chorinhos que pareciam de filhotes. Fomos seguindo aqueles pequenos sons, quando por de trás da caixa d'agua ali estava uma ninhada de filhotes era da cadela Alfa que deu a luz a oito filhotinhos. Quando nos aproximamos lá estava ela, tão pequenos que pareciam até de mentira. Minha mãe com muito cuidado pegou os pequenos filhotes e os colocou em um lugar seguro da chuva. A cadela Alfa parecia agradecida, pois deitou junto de seus filhotes e ale ela ficou e dele só sai para comer e bebe. Espero que eles cresçam logo para que eu possa acarinhar e segura no colo.
  • 20. CRÔNICA DE ALICE BRINCÊS DA SILVA PINTO O arrastão Em um ônibus dois assaltantes entraram como passageiros, ao observar só havia dois homens e os outros passageiros mulheres. Realizaram o assalto, foram pegando bolsas, relógios, celulares, anéis, dinheiro, tudo de valor dos passageiros, logo em seguida apontaram a arma para o motorista abrir a porta imediatamente para que fugisse do local. Um passageiro revoltado com a situação liga pra polícia e corre atrás dos bandidos e tudo termina bem. Não estamos seguros em lugar nenhum, pois nossa cidade esta ficando muito perigosa é nas ruas, nos supermercado, nos coletivos, em toda parte devemos ficar atento e evitar ficar sozinho nesses lugares, e sempre manter a polícia avisada de qualquer situação.
  • 21. CRÔNICA DE: ANA CLARA CUNHA DA SILVA O assalto Ontem por volta das 15:30 da tarde, aconteceu que um rapaz trabalhador estava chegando em sua residência, e o assaltante anunciou o assalto e no nervosismo atirou em sua vítima levando sua moto. O rapaz infelizmente faleceu no caminho do hospital municipal. É muito triste, pois em Santarém está cada vez mais frequente em nossa cidade assaltos violentos dessa forma. Acho que essas pessoas que vivem fazendo mal devem receber uma dura punição para amenizar a tranquilidade entre a população que não aguenta mais tanta violência.
  • 22. CRÔNICA DE ADIÉLEN SAIORY RAMOS DA SILVA O cachorro e a velinha Um dia Dona Joaquina foi visitar sua amiga de infância, dona Raimunda. A sua filha Samanta trouxe um cachorro que se chama Aikie, ele é muito amoroso. Na casa da amiga o cachorrinho estranhou a velinha. Ela gritou Raimunda, dona Raimunda seu cachorro que me morde! Assustada, não teve outra escolha pegou o cabo de vassoura para assustar o cachorro, porém o amável cachorrinho só queria brincar com ela, que se parecia com a sua antiga dona Nenê. Amar os animais é muito nobre, mas acho que não devemos levá- los para as casa dos outros, assim evitaremos pequenos acidentes e aborrecimentos.
  • 23. CRÔNICA DE SAMUEL DE OLIVEIRA LOPES O caminho Um padre ia para a igreja quando viu que estava perdido. Então ele chegou até um homem e disse: __O moço! Onde é a igreja da matriz? E o homem respondeu: __O caminho da igreja é muito fácil. Subindo é descendo o senhor vai dobrar a esquerda depois suba de novo, ai vai chegar em uma igreja. Mas não é lá não. Depois de o senhor passar dessa igreja dobre a esquerda ai o senhor vai chegar em uma outra igreja. Mas não é lá também não. Depois que o seu padre passar dessa igreja o senhor faz só olhar pra ela, suba de novo e desça já na praça da igreja. Então o padre disse: __A hoje eu vou celebrar a missa na matriz, vai lá que eu vou falar sobre o caminho do céu. __A mais eu não acredito no senhor não seu padre. O senhor não tá sabendo o caminho da igreja que é perto imagine o caminho do céu que é muito mais difícil.
  • 24. CRÔNICA DE DEIVISSON MÁRIO COSTA CAMPOS O cão e o gato Lá em casa tem um gato que come e fica dormindo o dia todo quando ele está na vadiação ele passa uns 3 dias na rua ele não veio em casa para comer. Outro animal é um cachorro ele come e fica o dia inteiro dormindo e também ele gosta de ficar atentando o gato, ele ficam numa correria, o gato acabar o cachorro. Acho que as pessoas erram quando dizem que cão e gato são inimigos, por que os que eu conheço brincam como amigos.
  • 25. CRÔMICA DE MARCELO HENRIQUE DE ARAÚJO ROSPIERSKI O castigo Um garoto Muito desobediente e Mimado brigava Demais com seus colegas. Ele continuava arrumando confusos. Certa vez brigou na frente da igreja com um grupo de garotos de sua antiga turma. Sempre que era liberado de sua sala de aula já tinha uma briga marcada. O assunto chegou ao conhecimento da diretora, que conversou com os meninos indisciplinados advertindo cada um para evitar essas violências sem resultado. A professora do garoto bobo e brigão soube do problema e deu lhe uma punição ficou fora da recreação por trinta dias ate aprender a lição que não se briga com irmão tomara que ele nunca esqueça que a vida e paz e união.
  • 26. CRÔNICA DE JADSON MENDES DOS SANTOS O coração do carro Um homem comprou um carro de segunda mão. Um dia o veículo bateu em um buraco e o coração do carro parou. Ele levou para a oficina o mecânico examinou tudo e disse: __ Esse carro está muito usado. __ O que eu posso fazer? __ Disse o dono do veículo. __ Troque por um seminovo ou gaste uma boa grana para comprar as peças do coração do carro o dono do carro exclamou. __ Onde já se viu carro ter coração. O mecânico respondeu: __ Coitado do carro.
  • 27. Crônica de Ana Clara Cunha da Silva O escorregão Fomos para o sítio dos meus avós passar o feriado. Lá tem lindos igarapés e belas arvores. Minha mãe disse: __Vamos para o igarapé? Eu fui a primeira a trocar a roupa para entrar na gostosa água fria toda a família foi o igarapé se divertir e matar o calor. Meu pai aparece na escada com um sabonete na mão ele desceu rápido demais e acabou escorregando, todo mundo riu tanto ,que ele ficou com vergonha será ri do outro quando cai? Como eu me sentia se caísse e as pessoas ficassem zombando de mim?
  • 28. CRÔNICA DE SAMUEL DE OLIVEIRA LOPES O homem cego Um homem estava na igreja e os irmãos estavam orando. Ele se sentou no banco e começou a cochilar. De repente faltou energia. Quando o homem despertou ele viu que estava tudo escuro, então ele disse: __Irmãos orem por mim, pois estou cego. Cuidado não vá cochilar! Na hora mais necessária se não você pode ficar cego de verdade.
  • 29. CRÔNICA DE MATEUS DIAS MARINHO O homem e o cego Um homem estava andando pela rua quando viu outro homem sentado, do seu lado uma caneca de café vazia. O homem estava pensando. __Será que ele é cego mesmo? O homem acreditou e deu umas notas de dez reais e uma moeda de um real, depois de um tempo o homem foi embora e o cego disse: __Ah enganei mais um, adoro meu trabalho. No outro dia o fingido cego foi assaltado e perdeu tudo que tinha na caneca e apanhou bastante. Ele pensou e disse. __ O troco do roubo do roubo machuca muito.
  • 30. Crônica de Alessandro Victor da Conceição Ferreira O livramento Minha família e eu sofremos um acidente de moto. Eu tinha apenas dois anos. Meus pais contam que quebramos pernas esquerdas e direitas. Fizemos tratamento e escapamos com o livramento de Deus. Mamãe disse: __Quebrei minha perna direita, mas escapei. Meu pai disse: __Quebrei minha perna esquerda e o meu filho também. Então papai e mamãe agradecem a vitória que tivemos. Nunca devemos esqueça que o livramento vem de Deus.
  • 31. CRÔNICA DE INGRID DA PAZ ARAÚJO O milagre Eu tenho um irmãozinho que fez um cirurgia quando tinha dois meses de nascido ele tem uma cardiopatia congênita e portado de marca-passo. Hoje ele tem 5 anos e muito danado que nem parece ser cardiopata e portador de marca-passo só ele viaja 3 vezes no ano para Belém para as consultas com os médicos deli. A vida e um presente que devemos cuida lá nunca perder a esperança.
  • 32. CRÔNICA DE LARISSA PEREIRA GONÇALVES O Papagaio Num belo dia estava uma moça com sua banca de peixe. Ela dizia: __ Olha o peixe fresco! Olha o peixe fresco! Na mesma hora um papagaio que morava com o seu dono bem atrás da banca de peixe gritou: __ Olha o peixe estragado! Olha o peixe estragado! Então veio um rapaz para comprar peixe o rapaz perguntou: __ Isso é peixe fresco mesmo? __ Sim é peixe fresco-disse a dona da banca. __ Não é peixe estragado-falou o papagaio. O rapaz ao ouvir aquilo não pensou duas vezes ele saiu na hora de la. A mulher subiu a onde o papagaio estava pegou-o e levou o coitado para a oficina do marido dela pegou piche quente e lascou no papagaio ele ficou todo preto. Então a mulher colocou o papagaio numa arvore bem longe assim ele nunca ia voltar para atrapalhar sua venda. De repente passou um grupo de turistas e falaram assim. __ Olha aquele urubu! __ Eu não sou urubu eu sou o Maicon Jackson falou o papagaio.
  • 33. CRÔNICA DE DEIVISSON MÁRIO COSTA CAMPOS O pedido Tinha vontade de ter um celular, ele é muito importante para a comunicação, estudos e diversão. Eu pedia sempre. __ Eu quero um celular. __ Eu quero um celular. Finalmente, meu pedido foi atendido. Ganhei um lindo aparelho de celular do meu avô ele advertiu-me: __ Cuidado! Não deixe cai __ Não fique com ele distraído na rua __ Fique atento com ladrão de celular. Sou grato com meu avô por ter atendido o meu desejo.
  • 34. CRÔNICA DE AMANDA VITÓRIA DOS SANTOS SOUSA O piquenique Vamos para o piquenique na floresta, o quê você acha? Eu preferia no parque da cidade. Oque Vamos levar para o lanche? Hot-dog, Julie não pizza. Eu prefiro frutas. Então para não da briga vamos levar um pouco de cada vocês concordam (Amanda) sim ótima ideia.
  • 35. CRÔNICA DE ALESSANDRO VICTOR DA CONCEIÇÃO FERREIRA O rebaixamento do São Francisco O São Francisco teve um mau desempenho no campeonato paraense de 2017. Ele foi um dos piores times do campeonato paraense nessas ele perdeu 7 vezes , empatou 1 vez e ganhou 1 vez até o Águia de Marabá e o Castanhal eles deixaram o São Francisco para trás. __ O que aconteceu com a base? __ O problema está no técnico ou na direção do clube? __ O que fazer para mudar essa situação do time? Agora ele caiu para a segunda divisão do parazão! É só levanta a poeira e continua a crescer com vontade.
  • 36. CRÔNICA DE MATEUS DIAS MARINHO O supermercado Um menino chamado Gabriel a mãe dele disse para comprar comida no supermercado. __ Gabriel vá comprar comida no supermercado. Gabriel disse __ Posso comprar doces também. A mãe de Gabriel disse não. Quando Gabriel estava no supermercado viu que tinha sobrado troco então foi na padaria perto da casa dele comprar um pedaço de bolo quando Gabriel já estava comendo o bolo a mãe dele disse. __ Moleque tá comendo bolo. Gabriel disse: __ Mas é de cenoura.
  • 37. CRÔNICA DE JONAS ALEXANDRE LUZ NUNES Os bombeiros No dia 13 de maio de 2016 aconteceu um incêndio na rua onde moro iniciou na cozinha da casa da minha vizinha . Ela ficou muito assustada mas conseguiu pede socorro . Os bombeiros dentro de uma hora chegaram e apagaram o fogo que já tinha queimado a metade da casa. Quando concluíram o serviço a dona da casa ficou muito triste por perdeu partes de suas coisas mas agradecido por ter recibo ajudas deles os bombeiros dedicados arriscaram sus próprias vidas para salvar a dos outros . Será que você quer ser um bombeiro você arriscaria suas vidas enfrentando a fúria do fogo.
  • 38. CRÔNICA DE ADIÉLEN SAIORY RAMOS DA SILVA Quem não tem cão caça com gato Luciana estava fazendo seu para casa a noite. Quando ela estava no meio do para casa PLOFIT a luz se foi. Ela sai pedindo socorro __ Socorro! Socorro! Estou cega A mãe correu desesperada: __ O que foi minha filha? __ Estou cega mamãe. __ Faltou energia minha filha não se preocupe. __ Ufa… pensei que estava cega… mas meu para casa. __ Eu guardei uma vela disse a garota. Então a menina fez o para casa a luz de vela terminando com responsabilidade sua tarefa. Quem não tem cão caça com gato. Quer dizer quando as alternativas falham procuraram outras para solucionar o problema.
  • 39. CRÔNICA DE DEIVISSON MÁRIO COSTA CAMPOS Um presente Num dia fui ao centro com minha vó chegando lá ela comprou um animal pra mim, criei ele até a fase adulta. Quando pequeno era um animal muito manso e agora está grande e se tornou agressivo, bravo, não posso mais nem chegar perto dele pois ele corre atrás mim não posso mais brincar no quintal com meus coleguinhas pois temos medo dele. Você já imaginou que animal e esse serão uma onça será que o leão esse animal é um galo que cresceu e ficou grande e bravo. Mas mesmo assim tenho um carinho por ele.
  • 40. CRONICA DO CAIQUE DE SOUSA LINHARES Uma tragédia no fim de semana Num final de semana onde parecia ser um dia normal e tranquilo para dona de casa Val do Bairro Maracanã, Rua Jacarandá, quando ela saiu com seu filhinho de cinco anos para irem a igreja a qual ela congregava de repente ao atravessar a faixa de pedestre da Avenida Fernando Guilhon ela foi surpreendida pelo um carro particular em alta velocidade que não respeitou a parada para os pedestre , e ela teve que jogar seu filho tentando salva-lo do acidente. Mais não foi possível ela se livrar da enorme batida, pois o carro que atropelou lhe jogou quinze metros de distancia. A mesma foi socorrida por populares e em seguida pela equipe do SAMU onde deu entrada no hospital municipal de Santarém mais não resistiu aos ferimentos Graves e morreu nessa madrugada por volta das duas horas. Pois seus familiares se encontram muito tristes e revoltados com essa situação de inadimplência no transito a cada dia que se passa aumenta os dados de mortes no transito isso acontece por causa que alguns motorista que não respeitam a sinalização corretamente . Dai fica um alerta para os órgãos competentes que devem sempre fazer valer as leis que mostram que devemos respeitar as placas de sinalização porque isso é revoltante o pedestre respeitou e o motorista não.
  • 41. FOTOS DOS ALUNOS DO 5º ANO, TURMA: 502, ANO LETIVO: 2017 DIGITAÇÃO DOS TEXTOS NO LAB. DE INFORMÁTICA EDUCATIVA
  • 42. PRODUÇÃO DOS TEXTOS NA SALA DE AULA
  • 43. RELAÇÃO DOS ALUNOS DO 5º ANO, TURMA: 502, ANO LETIVO: 2017 Adiélen Saiory Ramos da Silva Aílton José Moreira Neto Alana Carolina Brasil Torres Aldilano Almeida dos Santos Alessandro Victor da Conceição Ferreira Alice Brincês da Silva Pinto Aline Rebelo Ninas Amanda Vitória dos Santos Sousa Ana Clara Cunha da Silva Anna Luíza Santos de Jesus Aryadne Fernanda Pereira de Oliveira Caíque de Sousa Linhares Daniel Kauã Braga Pinheiro Nascimento Deivisson Mário Costa Campos Enzo Felipe Rego Cruz Silva Flávia Gabriela Ferreira Neres Gabriel Richard Santos Carvalho Ingrid Paz Araújo Jadson Mendes dos Santos Jefferson Almeida da Silva Jonas Alexandre Luz Nunes Larissa Pereira Gonçalves Luiz Rocha da Silva Marcelo Henrique de Araújo Rospierski Mateus Dias Marinho Samuel de Oliveira Lopes Wédrey Vinícius dos Reis Torres