SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Felisbelo Jaguar Sussuarana
Endereço: Rua Silverio Sirotheau Correa, S/N, CEP: 68040-020
E-mail: santarem.felisbelosussuarana@seduc.pa.gov.br
Etapas de Ensino: Educação de Jovens e Adultos – EJA e Ensino Médio
Diretor: Wanderley Figueira Garcia, Vice_Diretora: Cassandra Dea Diniz da Costa
Organização e Coordenação:
Alunos 2º Eja, Ensino Médio, Turma:
M2TJ01, Turno: Vespertino
Ana Patrícia dos Santos
Breno Rosa dos Santos
Kiusley Chisthian Sousa de Jesus
Maria Alessandra Castro Leal
Saulo Matheus Oliveira Duarte
Weslley Pereira de Almeida
Professora:
Neci Sousa Tapajós
Santarém-Pará
Dez/2017
ALUNOS COLABORADORES
Amanda Costa da Conceição
Jair Rocha Queiroz
Karolina Ribeiro Sampaio
Maria Andressa Castro Leal
Rodrigo Pimentel de Oliveira
PEDAGOGAS DA ESCOLA
Andrea Oliveira dos Santos
Agicelma Barroso Corrêa
SECRETÁRIA
Elice Alves Martins
Santarém-Pará
Dez/2017
APRESENTAÇÃO
Desenvolver no aluno a aptidão pelos gêneros textuais “poema e cordel” em
sala de aula é tarefa difícil, pois tais gêneros dependem também da criatividade do
aluno. Reconhecendo-as enquanto patrimônio social e cultural do povo brasileiro,
através da poesia popular, o aluno poderá conhecer aspectos da história e cultura
popular, pois o poema e o cordel como manifestações culturais retratam o cotidiano,
a realidade do povo brasileiro e suas peculiaridades.
O projeto “As maravilhas do Poema e da Literatura de Cordel”, Objetiva
“Promover situações de leitura e escrita baseadas nos gêneros textuais poema e
cordel, para a produção do conhecimento do aluno. Destaca também a importância
de se trabalhar a leitura e escrita com diversos temas de forma livre, proporcionando
aos alunos o contato com o gênero textual de forma criativa enquanto pensamento
critico do aluno, informando que o poema segue uma estrutura em versos e rimas,
reconhecendo-o como um texto possível de ser lido, interpretado, declamado e
dramatizado.
Trabalhar o referido tema com alunos do 2º Eja do Ensino Médio trouxe uma
experiência sem tamanho, pois foi possível descobrir grandes talentos em sala de
aula e possibilitou não só o conhecimento dos discentes, como também da
professora.
Professora: Neci Sousa Tapajós
ORGANIZAÇÃO E COORDENAÇÃO:
Santarém-Pará
Dez/2017
Professora: Neci Sousa Tapajós – Licenciada em Letras, Técnica e Especialista em
Informática e as Novas Tecnologias Educacionais.– Disciplina: Língua Portuguesa e suas
Literaturas.
Alunos do 2º Ano do Ensino Médio, Turma: M2TJ01, Turno: Vespertino.
Direitos Autorais:
Todos os textos reunidos neste, foram resultados da produção realizada pelos próprios
alunos na sala de aula.
DEDICADO AOS ALUNOS DO 2º EJA, TURMA M2TJ01/ 2017
A chance de saber mais da vida
O mundo parece ser feito apenas de coisas que a gente vê nele, mas há
outras coisas que não vemos. São as coisas que lemos. Elas estão escondidas no
meio das letras.
É preciso ler para que elas apareçam diretamente em nossas mentes. Não
lemos todas essas coisas que estão guardadas nos livros, não aparecem para nós.
Quem não lê só vê uma parte das coisas do mundo e não consegue conhecer tudo.
Muitas vezes no meio de uma conversa, ouvimos falar de uma pessoa ou de
uma história que o amigo conhece de leitura. Quem não lê fica de fora. Por isso,
estamos distribuindo esses livros queremos que conheça o que está em sua cabeça
a sua frente, mas esta dentro do livro.
Autor: Weslley Pereira de Almeida
DEDICADO À MEMÓRIA DA NOSSA SAUDOSA ALUNA ANA PATRÍCIA
Solidariedade
A solidariedade é uma das maiores formas de expressar o amor.
Ser solidário é se colocar no lugar do outro, perceber as coisas,
dificuldades e tentar ajudar.
Há muitas formas de ser solidário, ajudar alguém a encontrar seu caminho.
Ajudar o coleguinha que está com dificuldades de se locomover.
Ajudar seu irmãozinho na tarefa de casa. Devemos estar sempre prontos para
ajudar o outro em um momento difícil.
Ser solidário é ver o outro como irmão.
Autora: Ana Patrícia dos Santos
Texto produzido pela aluna Ana Patrícia, que no decorrer do projeto
veio a falecer.
POEMAS PRODUZIDOS PELOS ALUNOS DO 2º EJA, TURNO: VESPERTINO
As flores
Hoje eu vou falar das flores,
Fenômeno da natureza,
Que mora diante da gente,
Mas vive com sua beleza.
Tem vezes que é cheirosa,
Tem vezes que fica murcha.
Eu trouxe para você,
Essas flores de um buquê.
Autor: Breno Rosa dos Santos
O homem feliz
Posso não ser considerado,
Um homem feliz.
Mas estando com você,
Eu me sinto mais feliz.
Sofrendo calado,
Vivendo no escuro.
Sentindo o seu toque,
Abro os olhos e vejo o mundo.
Autor: Breno Rosa dos Santos
Teus olhos
Teus olhos são meus livros,
Que livro há de melhor.
Em que melhor se leia,
A página do amor.
Flores me são teus lábios,
Onde há mais bela flor,
Em que melhor se és bela,
Oh! Balsamo do amor.
Autor: Breno Rosa dos Santos
Amor
Quanta alegria,
Há nessa vida,
Só incerteza,
Só despedida.
Sem nenhuma lembrança,
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho,
Nas tuas mãos distraídas.
Se o coração lhe oferece sonho, sonhe!
Se o coração lhe oferece sorriso, sorria!
Por que há no céu um ser que te guia, Deus,
E na terra um ser que te ama, Eu.
Autor: Breno Rosa dos Santos
Tortura
Carretel não entra,
Em rabo de gato,
Não importa este,
Há de entrara exato.
Que anel mais estranho,
Ornato insensato,
Se tinge de sangue,
No rabo de gato.
Unha, presa, fúria,
Felino aparato,
Nada pode contra,
A mão e seu ato.
Foge o bicho tonto,
Esconde-se no mato,
Nunca mais que sai,
De rabo de gato.
Não, não foge: esconde-se,
Na cova do rato.
Outra mão piedosa,
Cure, salve o gato,
Que esta sabe apenas,
Torturar exato.
Autor: Weslley Pereira de Almeida
Simplesmente Alessandra
Ser tão bela,
Ser tão maravilhosa,
Ser tão baixinha.
Ser tão gostosinha,
Ser tão calada,
Ser tão apaixonada.
Ser tão lesa,
Ser tão cruel,
Ser tão distante.
Ser tão gigante,
Ser tão simplesmente maravilhosa.
Autora: Maria Alessandra Castro Leal
Indígenas
Eu sou Alessandra descendente de indígena,
Sou brava, valente,
Sou nobre.
Os meus gritos aflitos do índio, do pobre,
De todos os povos,
No meu peito, descubro forças.
Eu sou descendente de índio,
Com forças de gente indígena,
Com vozes bravas, mas sorridente de gente indígena.
Autora: Maria Alessandra Castro Leal
O meu sítio
O meu sítio é uma beleza,
Quando fica rachado,
Só Jesus na minha grandeza.
Nisso, ainda passa borracha,
Nunca vai faltar na mesa,
Nem que seja uma bolacha..
Autora: Maria Alessandra Castro Leal
Minha folha branca
Tenho uma folha branca,
Limpinha a minha espera,
Pronta para meu convite.
Tenho uma blusa branca,
Limpa a minha espera,
Pronto do meu convite.
Tenho um sapato branco,
Limpinho a minha espera
Pronto para meu convite.
Autora: Maria Alessandra Castro Leal
Encontro
O friozinho na barriga,
As mãos geladas,
O perfume francês,
Até sair o primeiro beijinho,
As nossas bocas molhadas,
Essa foi nossa primeira vez.
Autor: Kiusley Chisthian Sousa de Jesus
A vaca fofoqueira
Era uma vaca fofoqueira,
Uma vaca curiosa,
Em vez de dar leite e pastar com alegria,
Ficava de ouvido em pé.
Com a pulga atrás da orelha,
E com a língua muito afiada,
Um dia escondeu o leite,
Porque duas vacas cochilavam.
Ouviu o dono dizer,
Que vaca manhosa era boa pra corte,
E a vaca ficou arrepiada,
Soltou o leite e nunca mais deu ouvidos a fofoca.
Autor: Saulo Matheus Oliveira Duarte
A amizade eterna
Desta vida nada se leva,
Só se deixa...
Então, te deixo o meu melhor...
Meu melhor sorriso,
Meu melhor abraço,
Minha melhor história.
E todo meu amor, a maior porção,
Você fez parte da minha história,
Foi uma das melhores pessoas,
Que passou por minha vida,
Agora vá em paz, minha amiga.
Autora: Amanda Costa da Conceição
Dedicado à sua amiga Ana Patrícia.
Amor
O amor é fogo que queima sem dor,
Sem arder que não morre não tem fim,
O amor é feito um para o outro,
Mais sempre morrera, acabará.
O amor não é feito pedra,
Mais é feito de pedaço de palavra,
O amor e diferente de olhar, de desejos, de beijinhos.
Autora: Amanda Costa da Conceição
O amor
O amor é um fogo,
Que arde mais não queima,
É como o vento,
A gente não vê,
Apenas sente.
É como a brisa do mar,
Quando duas pessoas estão Juntas,
A lua beija o mar,
Só pra não ficar de vela,
Então os quatros ficam perdidos de amor,
Eu, você, o mar e ela.
Quando se ama não importa,
A cor dos céus...
Pois quem faz os dias mais bonitos,
É a pessoa amada,
O verdadeiro amor é aquele que te faz feliz,
Em todos os momentos.
Autora: Amanda Costa da Conceição
Quando eu queria crescer
Quando eu era criança queria crescer,
Quando cresci queria voltar a ser criança,
É que a gente quer crescer e quando cresce quer voltar do início,
Por que um joelho ralado dói bem menos que um coração partido.
Quando a gente é criança tem uma inocência,
Tudo é só brincadeira, só diversão!
Quando crescemos é só problema e bem mais confusão,
Mas nem sempre é assim às vezes também é diversão.
Autora: Karolina Ribeiro Sampaio
Céu azul
O azul do céu é tão lindo,
Que ilumina meu olhar,
Quem olha para cima,
É capaz de se apaixonar.
Aquele céu azul feito mar,
Grande e profundo, pena que no céu,
Não dar de navegar.
Mas se fosse passarinho não parava de voar,
Só para não ter que parar de olhar,
Aquele céu azul que sempre me seduz.
Autora: Karolina Ribeiro Sampaio
Os sonhos
Os sonhos são o que nos impulsionam,
Impulsionam a viver,
Impulsionam a crescer.
É algo que acreditamos,
E até alcançamos,
Nos sobes e desce da vida.
Às vezes faz com que a esperança seja retida,
Pois fácil não é realizá-los,
Mas o mais difícil é de desisti-los,
Pois a razão da vida e sonhar.
Autor: Rodrigo Pimentel de Oliveira
O príncipe Rodrigo
O príncipe Rodrigo, tão importante e bonito,
O seu jeito tão elegante, e discreto o faz,
Ainda mais bonito e distinto.
Distinto de outras pessoas ele é sempre,
O único e mais bonito,
O cara, o cara mais bonito.
O ícone da mistura de beleza, classe e discrição,
É o que verdadeiramente o torna único em meio à multidão,
O único dos únicos.
Autor: Rodrigo Pimentel de Oliveira, Inspirado no autor: Ferreira Goulart .
Pessoas
Pessoas que se destacam em meu cantar,
Não demonstram seu falar,
Quando um dia eu for, alguém,
Todos vocês vão pensar bem.
Às vezes suas transparências,
É tão que fico assustado,
De viajar para outro lado,
Destes olhares de brabeza,
Esta o abismo de sua beleza.
Autora: Maria Andressa Castro Leal
Flores
Flores que floresce o dia,
Onde sem ter florar,
Teus olhos são meus sonhos,
Que eu mereço sonhar.
Flores que floresce o dia,
Onde sem ter florar,
Teus olhos são meus sonhos,
Que eu mereço sonhar.
Quando ele resolver falar,
A voz alta se calar,
Um coração dolorido,
Suas magoas exalava,
E volta a ser um homem perdido.
Um homem maravilhoso,
Que brilhava no dia seguinte,
Nasceu no dia 15 de janeiro,
Como uma flor de janeiro.
Autora: Maria Andressa Castro Leal
Olhos pretos
Teus olhos são muito pretos,
Como uma noite secreta,
São lindos e profundos,
Como a maravilha dos dias perfumados.
Encanto-me com teu jeito,
Tua graça me fascina,
Vejo teus olhos pretos,
E digo: não desanima.
Só sei que um dia,
Irei vê-los de novo,
Ao ver os teus olhos pretos,
Já me sinto orgulhoso.
Autora: Maria Andressa Castro Leal
Maria
Maria é preta,
Maria é linda,
Maria sempre de boa.
Imagina a Maria entrando na lua,
Entrando no céu,
Entra Maria, você não pediria licença,
Entra no ceuzinho.
Autora: Maria Alessandra Castro Leal
Quando eu me sento à janela
Quando eu me sento á janela,
Pelos vidros que a neve embaça,
Vejo a doce imagem dela quando passa.
Lançou-me a mágoa seu véu,
Menos um ser neste mundo,
E mais um anjo no céu.
Quando eu me sento á janela,
Pelos vidros que a neve embaça,
Julgo ver a imagem dela,
Que já não passa... Não passa...
Aluno: Jair Rocha Queiroz, retirado de um livro.
FOTO DOS ALUNOS
Produção dos textos na sala de aula.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
Salomé Rocha
 
Planejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodoPlanejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodo
SimoneHelenDrumond
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
Fabiana Lopes
 
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Lucilene Rocha
 
Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012
Professora Cida
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas
Mary Alvarenga
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
Edilania Batalha Batalha
 
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
Necy
 
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da InformaçãoSugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
Fabiana Esteves
 
Avaliação descritiva42
Avaliação descritiva42Avaliação descritiva42
Avaliação descritiva42
SimoneHelenDrumond
 
Projeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu contoProjeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu conto
Leidi Laura Breguedo
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Maria Cecilia Silva
 
Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano
Mara Sueli
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANO
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANOAVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANO
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANO
Eliete Soares E Soares
 
Sequência Didática PARLENDA
Sequência Didática PARLENDASequência Didática PARLENDA
Sequência Didática PARLENDA
Eleúzia Lins Silva
 
Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesa
Jorge Luciano
 
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Kelry Carvalho
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
Josias Santiago
 
Adivinhas
AdivinhasAdivinhas
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Edna Lúcia Lopes Fernandes
 

Mais procurados (20)

ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
 
Planejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodoPlanejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodo
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
Apostila de atividades adaptadas para autistas Vol. 5
 
Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.O projeto “As maravilhas do Poema de  Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
O projeto “As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel”, 2º EJA, Ens. Médio.
 
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da InformaçãoSugestões de atividades - Tratamento da Informação
Sugestões de atividades - Tratamento da Informação
 
Avaliação descritiva42
Avaliação descritiva42Avaliação descritiva42
Avaliação descritiva42
 
Projeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu contoProjeto Conta que eu conto
Projeto Conta que eu conto
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
 
Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANO
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANOAVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANO
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA 2º ANO
 
Sequência Didática PARLENDA
Sequência Didática PARLENDASequência Didática PARLENDA
Sequência Didática PARLENDA
 
Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesa
 
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1Modelo  de plano de desenvolvimento individual 1
Modelo de plano de desenvolvimento individual 1
 
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
3ª ativ. ava. 6º ano adaptada Português
 
Adivinhas
AdivinhasAdivinhas
Adivinhas
 
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)
 

Semelhante a Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja

Primeira Antologia P
Primeira Antologia PPrimeira Antologia P
Primeira Antologia P
Diana Pilatti
 
Diogo sarau poético
Diogo sarau poético Diogo sarau poético
Diogo sarau poético
Karla Laiany
 
Dissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de Santana
Dissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de SantanaDissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de Santana
Dissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de Santana
Marttem Costa de Santana
 
Ao acaso
Ao acasoAo acaso
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
Biblioteca Escolar Aeob
 
Jornal maroto oficial
Jornal maroto oficialJornal maroto oficial
Jornal maroto oficial
Jornal Maroto
 
Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias
Cassiano Santana
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
Biblioteca Escolar Aeob
 
Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...
Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...
Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...
Enzo Luiz Henrique Lemos Koga
 
As mais belas poesias ok
As mais belas poesias   okAs mais belas poesias   ok
As mais belas poesias ok
viniciusmarcos
 
Jornal Mente Ativa 10
Jornal Mente Ativa 10Jornal Mente Ativa 10
Jornal Mente Ativa 10
Jeane Bordignon
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
Biblioteca Escolar Aeob
 
Dios tomo la forma de una montaña
Dios tomo la forma de una montañaDios tomo la forma de una montaña
Dios tomo la forma de una montaña
Mab Davilla
 
Homenagens aos professores
Homenagens aos professoresHomenagens aos professores
Homenagens aos professores
Ivanildo Gomes
 
Projeto curso proinfo
Projeto curso proinfoProjeto curso proinfo
Projeto curso proinfo
Berenicecrandrade
 
Slide dia das mães
Slide dia das mãesSlide dia das mães
Slide dia das mães
Ana Melo
 
Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50
Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50
Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50
Valter Gomes
 
Csr news
Csr news Csr news
Csr news
Patrícia Dias
 
Lp8 2 bim_aluno_2014
Lp8 2 bim_aluno_2014Lp8 2 bim_aluno_2014
Lp8 2 bim_aluno_2014
Johnnyssauro
 

Semelhante a Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja (20)

Primeira Antologia P
Primeira Antologia PPrimeira Antologia P
Primeira Antologia P
 
Diogo sarau poético
Diogo sarau poético Diogo sarau poético
Diogo sarau poético
 
Dissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de Santana
Dissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de SantanaDissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de Santana
Dissertação prática pedagógica na educação infantil Marttem Costa de Santana
 
Ao acaso
Ao acasoAo acaso
Ao acaso
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
 
Jornal maroto oficial
Jornal maroto oficialJornal maroto oficial
Jornal maroto oficial
 
Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
 
Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...
Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...
Pensamentos sobre o livro Minha vida em versos Edna Aparecida de Souza Mendon...
 
As mais belas poesias ok
As mais belas poesias   okAs mais belas poesias   ok
As mais belas poesias ok
 
Jornal Mente Ativa 10
Jornal Mente Ativa 10Jornal Mente Ativa 10
Jornal Mente Ativa 10
 
Concurso FaçA Lá Um Poema
Concurso  FaçA Lá Um PoemaConcurso  FaçA Lá Um Poema
Concurso FaçA Lá Um Poema
 
Dios tomo la forma de una montaña
Dios tomo la forma de una montañaDios tomo la forma de una montaña
Dios tomo la forma de una montaña
 
Homenagens aos professores
Homenagens aos professoresHomenagens aos professores
Homenagens aos professores
 
Projeto curso proinfo
Projeto curso proinfoProjeto curso proinfo
Projeto curso proinfo
 
Slide dia das mães
Slide dia das mãesSlide dia das mães
Slide dia das mães
 
Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50
Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50
Folhetim do Estudante - Ano V - Núm. 50
 
Csr news
Csr news Csr news
Csr news
 
Lp8 2 bim_aluno_2014
Lp8 2 bim_aluno_2014Lp8 2 bim_aluno_2014
Lp8 2 bim_aluno_2014
 
Lp8 2 bim_aluno_2014
Lp8 2 bim_aluno_2014Lp8 2 bim_aluno_2014
Lp8 2 bim_aluno_2014
 

Mais de Necy

Projeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando ConhecimentosProjeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando Conhecimentos
Necy
 
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasProjeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Necy
 
Projeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da frutaProjeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da fruta
Necy
 
Projeto Recontando Histórias
Projeto Recontando HistóriasProjeto Recontando Histórias
Projeto Recontando Histórias
Necy
 
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Necy
 
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto MotorProjeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Necy
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
Necy
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
Necy
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
Necy
 
Blog na-educacao
Blog na-educacaoBlog na-educacao
Blog na-educacao
Necy
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Necy
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Necy
 
Plano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdesPlano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdes
Necy
 
Acomp atividades
Acomp atividadesAcomp atividades
Acomp atividades
Necy
 
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
Necy
 
Projeto Interdisciplinar
Projeto InterdisciplinarProjeto Interdisciplinar
Projeto Interdisciplinar
Necy
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
Necy
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
Necy
 
Projeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do UrumariProjeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do Urumari
Necy
 
Plantas Medicinais1
Plantas Medicinais1Plantas Medicinais1
Plantas Medicinais1
Necy
 

Mais de Necy (20)

Projeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando ConhecimentosProjeto Somando Conhecimentos
Projeto Somando Conhecimentos
 
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasProjeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
 
Projeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da frutaProjeto O sabor da fruta
Projeto O sabor da fruta
 
Projeto Recontando Histórias
Projeto Recontando HistóriasProjeto Recontando Histórias
Projeto Recontando Histórias
 
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
Projeto A Produçao do conhecineto Atraves da Leitura e Escrita no 2º Ano das ...
 
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto MotorProjeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
Projeto Construindo Conhecimento com Auxílio do Jogo Alfabeto Motor
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
 
Tutorial openshot
Tutorial openshotTutorial openshot
Tutorial openshot
 
Blog na-educacao
Blog na-educacaoBlog na-educacao
Blog na-educacao
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
 
Projeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdesProjeto de a a z escola maria de lourdes
Projeto de a a z escola maria de lourdes
 
Plano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdesPlano de ação 2011 mlourdes
Plano de ação 2011 mlourdes
 
Acomp atividades
Acomp atividadesAcomp atividades
Acomp atividades
 
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
/Media/Kingston/PublicaçAo2/Resumo Congresso Necy
 
Projeto Interdisciplinar
Projeto InterdisciplinarProjeto Interdisciplinar
Projeto Interdisciplinar
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
 
Projeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do UrumariProjeto Igarapé Do Urumari
Projeto Igarapé Do Urumari
 
Plantas Medicinais1
Plantas Medicinais1Plantas Medicinais1
Plantas Medicinais1
 

Último

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 

Último (20)

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 

Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja

  • 1. Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Felisbelo Jaguar Sussuarana Endereço: Rua Silverio Sirotheau Correa, S/N, CEP: 68040-020 E-mail: santarem.felisbelosussuarana@seduc.pa.gov.br Etapas de Ensino: Educação de Jovens e Adultos – EJA e Ensino Médio Diretor: Wanderley Figueira Garcia, Vice_Diretora: Cassandra Dea Diniz da Costa Organização e Coordenação: Alunos 2º Eja, Ensino Médio, Turma: M2TJ01, Turno: Vespertino Ana Patrícia dos Santos Breno Rosa dos Santos Kiusley Chisthian Sousa de Jesus Maria Alessandra Castro Leal Saulo Matheus Oliveira Duarte Weslley Pereira de Almeida Professora: Neci Sousa Tapajós Santarém-Pará Dez/2017
  • 2. ALUNOS COLABORADORES Amanda Costa da Conceição Jair Rocha Queiroz Karolina Ribeiro Sampaio Maria Andressa Castro Leal Rodrigo Pimentel de Oliveira PEDAGOGAS DA ESCOLA Andrea Oliveira dos Santos Agicelma Barroso Corrêa SECRETÁRIA Elice Alves Martins Santarém-Pará Dez/2017
  • 3. APRESENTAÇÃO Desenvolver no aluno a aptidão pelos gêneros textuais “poema e cordel” em sala de aula é tarefa difícil, pois tais gêneros dependem também da criatividade do aluno. Reconhecendo-as enquanto patrimônio social e cultural do povo brasileiro, através da poesia popular, o aluno poderá conhecer aspectos da história e cultura popular, pois o poema e o cordel como manifestações culturais retratam o cotidiano, a realidade do povo brasileiro e suas peculiaridades. O projeto “As maravilhas do Poema e da Literatura de Cordel”, Objetiva “Promover situações de leitura e escrita baseadas nos gêneros textuais poema e cordel, para a produção do conhecimento do aluno. Destaca também a importância de se trabalhar a leitura e escrita com diversos temas de forma livre, proporcionando aos alunos o contato com o gênero textual de forma criativa enquanto pensamento critico do aluno, informando que o poema segue uma estrutura em versos e rimas, reconhecendo-o como um texto possível de ser lido, interpretado, declamado e dramatizado. Trabalhar o referido tema com alunos do 2º Eja do Ensino Médio trouxe uma experiência sem tamanho, pois foi possível descobrir grandes talentos em sala de aula e possibilitou não só o conhecimento dos discentes, como também da professora. Professora: Neci Sousa Tapajós ORGANIZAÇÃO E COORDENAÇÃO: Santarém-Pará Dez/2017 Professora: Neci Sousa Tapajós – Licenciada em Letras, Técnica e Especialista em Informática e as Novas Tecnologias Educacionais.– Disciplina: Língua Portuguesa e suas Literaturas. Alunos do 2º Ano do Ensino Médio, Turma: M2TJ01, Turno: Vespertino. Direitos Autorais: Todos os textos reunidos neste, foram resultados da produção realizada pelos próprios alunos na sala de aula.
  • 4. DEDICADO AOS ALUNOS DO 2º EJA, TURMA M2TJ01/ 2017 A chance de saber mais da vida O mundo parece ser feito apenas de coisas que a gente vê nele, mas há outras coisas que não vemos. São as coisas que lemos. Elas estão escondidas no meio das letras. É preciso ler para que elas apareçam diretamente em nossas mentes. Não lemos todas essas coisas que estão guardadas nos livros, não aparecem para nós. Quem não lê só vê uma parte das coisas do mundo e não consegue conhecer tudo. Muitas vezes no meio de uma conversa, ouvimos falar de uma pessoa ou de uma história que o amigo conhece de leitura. Quem não lê fica de fora. Por isso, estamos distribuindo esses livros queremos que conheça o que está em sua cabeça a sua frente, mas esta dentro do livro. Autor: Weslley Pereira de Almeida DEDICADO À MEMÓRIA DA NOSSA SAUDOSA ALUNA ANA PATRÍCIA Solidariedade A solidariedade é uma das maiores formas de expressar o amor. Ser solidário é se colocar no lugar do outro, perceber as coisas, dificuldades e tentar ajudar. Há muitas formas de ser solidário, ajudar alguém a encontrar seu caminho. Ajudar o coleguinha que está com dificuldades de se locomover. Ajudar seu irmãozinho na tarefa de casa. Devemos estar sempre prontos para ajudar o outro em um momento difícil. Ser solidário é ver o outro como irmão. Autora: Ana Patrícia dos Santos Texto produzido pela aluna Ana Patrícia, que no decorrer do projeto veio a falecer.
  • 5. POEMAS PRODUZIDOS PELOS ALUNOS DO 2º EJA, TURNO: VESPERTINO As flores Hoje eu vou falar das flores, Fenômeno da natureza, Que mora diante da gente, Mas vive com sua beleza. Tem vezes que é cheirosa, Tem vezes que fica murcha. Eu trouxe para você, Essas flores de um buquê. Autor: Breno Rosa dos Santos O homem feliz Posso não ser considerado, Um homem feliz. Mas estando com você, Eu me sinto mais feliz. Sofrendo calado, Vivendo no escuro. Sentindo o seu toque, Abro os olhos e vejo o mundo. Autor: Breno Rosa dos Santos
  • 6. Teus olhos Teus olhos são meus livros, Que livro há de melhor. Em que melhor se leia, A página do amor. Flores me são teus lábios, Onde há mais bela flor, Em que melhor se és bela, Oh! Balsamo do amor. Autor: Breno Rosa dos Santos Amor Quanta alegria, Há nessa vida, Só incerteza, Só despedida. Sem nenhuma lembrança, Das outras vezes perdidas, Atiro a rosa do sonho, Nas tuas mãos distraídas. Se o coração lhe oferece sonho, sonhe! Se o coração lhe oferece sorriso, sorria! Por que há no céu um ser que te guia, Deus, E na terra um ser que te ama, Eu. Autor: Breno Rosa dos Santos
  • 7. Tortura Carretel não entra, Em rabo de gato, Não importa este, Há de entrara exato. Que anel mais estranho, Ornato insensato, Se tinge de sangue, No rabo de gato. Unha, presa, fúria, Felino aparato, Nada pode contra, A mão e seu ato. Foge o bicho tonto, Esconde-se no mato, Nunca mais que sai, De rabo de gato. Não, não foge: esconde-se, Na cova do rato. Outra mão piedosa, Cure, salve o gato, Que esta sabe apenas, Torturar exato. Autor: Weslley Pereira de Almeida
  • 8. Simplesmente Alessandra Ser tão bela, Ser tão maravilhosa, Ser tão baixinha. Ser tão gostosinha, Ser tão calada, Ser tão apaixonada. Ser tão lesa, Ser tão cruel, Ser tão distante. Ser tão gigante, Ser tão simplesmente maravilhosa. Autora: Maria Alessandra Castro Leal Indígenas Eu sou Alessandra descendente de indígena, Sou brava, valente, Sou nobre. Os meus gritos aflitos do índio, do pobre, De todos os povos, No meu peito, descubro forças. Eu sou descendente de índio, Com forças de gente indígena, Com vozes bravas, mas sorridente de gente indígena. Autora: Maria Alessandra Castro Leal
  • 9. O meu sítio O meu sítio é uma beleza, Quando fica rachado, Só Jesus na minha grandeza. Nisso, ainda passa borracha, Nunca vai faltar na mesa, Nem que seja uma bolacha.. Autora: Maria Alessandra Castro Leal Minha folha branca Tenho uma folha branca, Limpinha a minha espera, Pronta para meu convite. Tenho uma blusa branca, Limpa a minha espera, Pronto do meu convite. Tenho um sapato branco, Limpinho a minha espera Pronto para meu convite. Autora: Maria Alessandra Castro Leal
  • 10. Encontro O friozinho na barriga, As mãos geladas, O perfume francês, Até sair o primeiro beijinho, As nossas bocas molhadas, Essa foi nossa primeira vez. Autor: Kiusley Chisthian Sousa de Jesus A vaca fofoqueira Era uma vaca fofoqueira, Uma vaca curiosa, Em vez de dar leite e pastar com alegria, Ficava de ouvido em pé. Com a pulga atrás da orelha, E com a língua muito afiada, Um dia escondeu o leite, Porque duas vacas cochilavam. Ouviu o dono dizer, Que vaca manhosa era boa pra corte, E a vaca ficou arrepiada, Soltou o leite e nunca mais deu ouvidos a fofoca. Autor: Saulo Matheus Oliveira Duarte
  • 11. A amizade eterna Desta vida nada se leva, Só se deixa... Então, te deixo o meu melhor... Meu melhor sorriso, Meu melhor abraço, Minha melhor história. E todo meu amor, a maior porção, Você fez parte da minha história, Foi uma das melhores pessoas, Que passou por minha vida, Agora vá em paz, minha amiga. Autora: Amanda Costa da Conceição Dedicado à sua amiga Ana Patrícia. Amor O amor é fogo que queima sem dor, Sem arder que não morre não tem fim, O amor é feito um para o outro, Mais sempre morrera, acabará. O amor não é feito pedra, Mais é feito de pedaço de palavra, O amor e diferente de olhar, de desejos, de beijinhos. Autora: Amanda Costa da Conceição
  • 12. O amor O amor é um fogo, Que arde mais não queima, É como o vento, A gente não vê, Apenas sente. É como a brisa do mar, Quando duas pessoas estão Juntas, A lua beija o mar, Só pra não ficar de vela, Então os quatros ficam perdidos de amor, Eu, você, o mar e ela. Quando se ama não importa, A cor dos céus... Pois quem faz os dias mais bonitos, É a pessoa amada, O verdadeiro amor é aquele que te faz feliz, Em todos os momentos. Autora: Amanda Costa da Conceição
  • 13. Quando eu queria crescer Quando eu era criança queria crescer, Quando cresci queria voltar a ser criança, É que a gente quer crescer e quando cresce quer voltar do início, Por que um joelho ralado dói bem menos que um coração partido. Quando a gente é criança tem uma inocência, Tudo é só brincadeira, só diversão! Quando crescemos é só problema e bem mais confusão, Mas nem sempre é assim às vezes também é diversão. Autora: Karolina Ribeiro Sampaio Céu azul O azul do céu é tão lindo, Que ilumina meu olhar, Quem olha para cima, É capaz de se apaixonar. Aquele céu azul feito mar, Grande e profundo, pena que no céu, Não dar de navegar. Mas se fosse passarinho não parava de voar, Só para não ter que parar de olhar, Aquele céu azul que sempre me seduz. Autora: Karolina Ribeiro Sampaio
  • 14. Os sonhos Os sonhos são o que nos impulsionam, Impulsionam a viver, Impulsionam a crescer. É algo que acreditamos, E até alcançamos, Nos sobes e desce da vida. Às vezes faz com que a esperança seja retida, Pois fácil não é realizá-los, Mas o mais difícil é de desisti-los, Pois a razão da vida e sonhar. Autor: Rodrigo Pimentel de Oliveira O príncipe Rodrigo O príncipe Rodrigo, tão importante e bonito, O seu jeito tão elegante, e discreto o faz, Ainda mais bonito e distinto. Distinto de outras pessoas ele é sempre, O único e mais bonito, O cara, o cara mais bonito. O ícone da mistura de beleza, classe e discrição, É o que verdadeiramente o torna único em meio à multidão, O único dos únicos. Autor: Rodrigo Pimentel de Oliveira, Inspirado no autor: Ferreira Goulart .
  • 15. Pessoas Pessoas que se destacam em meu cantar, Não demonstram seu falar, Quando um dia eu for, alguém, Todos vocês vão pensar bem. Às vezes suas transparências, É tão que fico assustado, De viajar para outro lado, Destes olhares de brabeza, Esta o abismo de sua beleza. Autora: Maria Andressa Castro Leal Flores Flores que floresce o dia, Onde sem ter florar, Teus olhos são meus sonhos, Que eu mereço sonhar. Flores que floresce o dia, Onde sem ter florar, Teus olhos são meus sonhos, Que eu mereço sonhar. Quando ele resolver falar, A voz alta se calar, Um coração dolorido, Suas magoas exalava, E volta a ser um homem perdido.
  • 16. Um homem maravilhoso, Que brilhava no dia seguinte, Nasceu no dia 15 de janeiro, Como uma flor de janeiro. Autora: Maria Andressa Castro Leal Olhos pretos Teus olhos são muito pretos, Como uma noite secreta, São lindos e profundos, Como a maravilha dos dias perfumados. Encanto-me com teu jeito, Tua graça me fascina, Vejo teus olhos pretos, E digo: não desanima. Só sei que um dia, Irei vê-los de novo, Ao ver os teus olhos pretos, Já me sinto orgulhoso. Autora: Maria Andressa Castro Leal Maria Maria é preta, Maria é linda, Maria sempre de boa. Imagina a Maria entrando na lua, Entrando no céu, Entra Maria, você não pediria licença, Entra no ceuzinho. Autora: Maria Alessandra Castro Leal
  • 17. Quando eu me sento à janela Quando eu me sento á janela, Pelos vidros que a neve embaça, Vejo a doce imagem dela quando passa. Lançou-me a mágoa seu véu, Menos um ser neste mundo, E mais um anjo no céu. Quando eu me sento á janela, Pelos vidros que a neve embaça, Julgo ver a imagem dela, Que já não passa... Não passa... Aluno: Jair Rocha Queiroz, retirado de um livro.
  • 19. Produção dos textos na sala de aula.