SlideShare uma empresa Scribd logo
EMEB José Luiz Jucá



    Contos
      De
  Assombração
             Ilustradores e Autores:
        Alunos do 2º Ano Ciclo II F
                         1ª Edição 2
                1
Contos de Assombração




              1ª Edição

 Autores:Equipe dedo 2º Ano Ciclo II F
          Alunos Gestão:
                 2
Vanessa de Magalhães Pina

       Graziela Valizi Bertoluci Braz

   Giovanna Lima dos Santos de Souza



       Coordenadoras Pedagógica:

          Anie Masquete Paruta

            Clemir de Almeida

        Roberta Cinto de Andrade



Professora: Elaine Cristina Meireles Gabane



   Digitação: Alunos do 2º Ano Ciclo II F



             Projeto Gráfico:

       PAPE: Priscila Ferreira Simão



  Editoração eletrônica e criação gráfica:

       PAPE: Priscila Ferreira Simão



                 Revisão:

     Elaine Cristina Meireles Gabane

          Priscila Ferreira Simão

            Clemir de Almeida


                     3
Apresentação


      Sustos, fantasmas, seres misteriosos, casas abandonadas,
arrastar de correntes, portas que rangem. Estes são os
componentes de muitos contos de assombração. Nestas histórias
você encontrará este cenário perfeito e temos certeza que irão
sentir uma pontinha de medo nestas histórias de arrepiar...



                                     Alunos do 2º Ano Ciclo II F




                              4
Dedicatória

      Dedicamos esse trabalho às professoras dos 2ª anos do
ciclo II e aos alunos, em especial, à professora Elaine, por nos
apresentar várias histórias e com elas proporcionar novos
conhecimentos para a leitura e escrita.
                               5
6
Sumário

O menino da casa assombrada ......................... 8
O Assustado ...................................................... 9
A boneca assassina e o defunto ..................... 10
A boneca assassina ......................................... 11
O fantasma do cemitério ................................ 12
O esqueleto de mentira .................................. 13
Um casarão abandonado ................................ 14
Moringa .......................................................... 15
O fantasma ..................................................... 16
Maria Sangrenta ............................................. 18
Assombrações ................................................. 20
A menina assassina e a noiva do Gabriel ........ 21
Uma casa assombrada .................................... 23
A faxineira ruiva .............................................. 29
O Boneco assassino ........................................ 30
Lista de alunos ................................................ 31
Considerações Finais ...................................... 32

                                  7
O menino da casa assombrada




      Um dia um menino estava com raiva e sua mãe fugiu de
casa. No dia seguinte a mãe ficou preocupada com seu filho e
chamou a polícia:
      - Polícia!Polícia, meu filho saiu de casa e não voltou. Ajude-
me!!!
      - Você sabe para onde ele foi?
      - Não sei onde ele está, quando saí, o deixei dormindo em
casa, e quando voltei, ele não estava mais.
      O policial falou:
      - Vou procurar, fique ai!
      Quando o telefone tocou a mãe atendeu e chorou, pois o
corpo do seu filho estava no IML, a mãe ficou assustada quando
viu aquilo!
      Chorava bastante em cima do caixão. Desde então seu
espírito sempre aparece no cemitério.

                                                Addylla e Henrique




                                 8
O Assustado




     Existia um homem que assustava todo mundo.
     Um dia o pai de uma menina falou:
     - Filha, vá para a casa!
      E a menina foi, e seu pai saiu com a sua mãe e quando a
menina voltou viu os dois mortos.
     A menina saiu correndo assustada.
     As pessoas perguntaram o que tinha acontecido, pois
ouviram gritos por toda a rua.
     Muito assustada a menina falou que seu pai e sua mãe
estavam mortos na cama. Ela chorava descontroladamente.
     O mistério ficou por muitos dias assombrando todo mundo,
até que as pessoas ficaram muito assustadas e fizeram uma
armadilha para o assassino que um dia caiu num buraco e
morreu asfixiado.

                                                   Ana Paula




                              9
A boneca assassina e o
              defunto




     Numa bela cidade, vivia uma linda menina e sua mãe.
     Um dia a mãe da menina a mandou ir ao açougue. No meio
do caminho ela encontrou o “homem do saco” e ele falou:
     - Você quer uma boneca, menina linda?
      A menina respondeu:
     - Eu aceito esta boneca!

     - Então vamos ali atrás do muro que eu te dou a boneca.
     - Mas minha mãe me mandou ir ali ao açougue.
     - Tudo bem, eu te espero aqui. Falou o homem.
     Quando a menina voltou, ele estava esperando com uma
faca e a menina começou a pedir socorro, e nunca mais
apareceu.

                                             Larissa e Camila

                             10
A boneca assassina




     Um dia uma menina estava brincando e um homem
colocou uma macumba na boneca nela.
     A noite, a boneca foi no quarto da menina e a matou.
Sentou no sofá e ficou assistindo TV como se nada tivesse
acontecido.
     A mãe da menina chegou e ficou desesperada ao ver aquela
cena, então resolveu queimar a boneca.
     As pessoas da cidade nunca compreenderam o que tinha
acontecido realmente.

                                                      Charles




                             11
O fantasma do cemitério




      Um dia, eu estava passeando perto de um cemitério que
tinha um fantasma.
      Fiquei com tanto medo que saí correndo e fui contar para
um amigo e ele foi até lá para ver o fantasma.
      Meu amigo disse que não tinha medo e começou a gritar
bem alto:
      - Ei, fantasma, eu não tenho medo de você!!!!
      Quando de repente, viu uma sombra atrás de um túmulo, e
saiu correndo, desesperado.
      Jurou que nunca mais entraria em um cemitério!!!!

                                                       Gabriel




                              12
O esqueleto de mentira




      Numa noite de muita chuva, do lado da casa de um menino
tinha uma casa abandonada, todos pensavam que a casa era
assombrada.
      Em outra noite o menino viu uma sombra, resolveu ir até a
casa abandonada e descobrir o que estava acontecendo.
      Pulou a janela da casa e viu que tinha um esqueleto de
plástico, pegou um porrete que estava no chão e bateu no
esqueleto, quando descobriu que um homem tinha deixado o
esqueleto na casa para assustar a vizinhança.
      O homem foi preso, o menino e a vizinhança viveram sem
medos e mistérios.

                                                  Jafé e Carlos




                              13
Um casarão abandonado




       Certo dia de chuva um casal estava muito feliz porque sabia
que a mulher estava grávida.
       Eles decidiram mudar de casa porque era muito pequena,
então arrumaram as malas e foram em frente.
       Mas tinha um problema Gilliany, a filha do casal, não queria
ir, achava muito estranho, mas seus pais insistiram e ela acabou
indo.
       Encontraram um casarão abandonado, entraram, deitaram
numa cama de casal e adormeceram. Quando o marido acordou
viu que estava sem sua filha, olhou embaixo da cama e
encontrou Gilliany cheia de sangue, morta.
       Descobriu que sua esposa tinha matado a menina de 1 ano,
pois tinha muito ciúmes da criança.
       Acabaram tendo uma briga e ela matou suas filhas e seu
marido, ela também morreu...
       Quem gosta de matar tem que morrer!
       Ela deve estar tramando, quer levar você e sua família!
       Cuidado... Você poderá ser a próxima vítima!!!

                                                      Jeane Cintia
                                14
Moringa




      Tinha uma casa abandonada e um menino estava lá
assistindo um filme de terror na televisão, quando de repente...
Uma mão preta veio por traz dele, e ele gritou
desesperadamente:
      - Socorro!!! Uma mão está me pegando!
      Saiu correndo e foi chamar seus colegas para verem o que
estava acontecendo.
      Quando entraram na casa viram um homem dando muitas
gargalhadas por causa da peça que tinha pregado no menino.

                                                     José Dilson




                               15
O fantasma




      Certo dia um menino foi à uma casa mal assombrada, e
disse que fantasma não existia, até ele ouvir um barulho e muito
assustado disse:
      - Quem esta aí? Um fantasma? Sei que não existe!
       De repente o fantasma apareceu e o menino correu, mas ai
veio uma ventania tão forte que o menino caiu, e se machucou.
Ele foi para casa e no caminho viu um vulto. O menino resolveu
seguir aquele vulto estranho e viu um monte de pessoas mortas
que se levantaram e gritaram:
       -Uuuuuuuuuuuuu!
      Ele correu para casa, pálido de tanto medo e sua mãe disse:
      - O que aconteceu?
      - Eu vi um fantasma! Disse o menino apavorado.
      - Filho, fantasma não existe, eu vou fazer um chá para você
se acalmar tá?


                               16
Ele foi tomar o chá e adormeceu. No dia seguinte o
fantasma apareceu e disse:
     - Agora é hora de sua mãe morrer, e ele falou:
     -Nãoooo!!!
     E assim acaba a história e o que aconteceu fica por conta da
sua imaginação!
                                                 Karina e Gilliany




                                17
Maria Sangrenta




Em uma casa tinha um espírito de uma mulher que se chamava
MARIA SANGRENTA, ela não gostava de crianças e na casa
moravam várias crianças e ela se assustava todas as noites.
      Para chamar ela tinha que apagar as luzes, acender uma
vela e chamar no espelho três vezes e ela aparecia e falava:
      - Vou te pegar quando você estiver dormindo!
      E quando as crianças desceram na cozinha para pegar
pipoca a mãe estava morta. E elas foram chamar o pai delas
no quintal e eles também estavam mortos e as crianças
disseram:
      - E agora, quem chamaremos para nos ajudar?
      E Maria Sangrenta falou:
      -
        Eu quero ver o que vocês farão, as portas estão trancadas
e as janelas também. Agora vou arrancar as suas cabeças e vou
comer seu fígado e vou comer seu coração.
      E as crianças gritaram:

                               18
- Ahhhhhhhhhhhh!!!
      Maria fez o que prometeu: matou as crianças e sentindo-se
vitoriosa disse:
      - Quem será a próxima vítima? Assim, Maria Sangrenta saiu
pelo mato a procura de uma nova casa para assombrar.

                                         Mariana e Williana




                              19
Assombrações




      Era uma vez um menino que se chamava Léo.
      Ele gostava de assombrações e ficava perto de casa
assombrando todos que passavam.
      Um dia, ele entrou numa casa assombrada e dizia que
não tinha medo, ficou lá dentro, dizendo que as pessoas não
falavam a verdade, pois aquela casa não tinha nada de
assombração, quando de repente apareceu um fantasma
fazendo um barulho assustador.
      Léo mais que depressa saiu correndo, sem olhar para trás
e dizendo que nunca mais iria assustar ninguém.


                                                       Gabriel




                              20
A menina assassina e a noiva
         do Gabriel




      Um dia a menina Larissa e a noiva do Gabriel foram ao
cemitério para vê-lo no caixão, pois ela o havia matado.
      O tempo passou e Larissa estava com muita vontade de
matar alguém então matou seu pai e a mãe desesperada gritou:
      - Pára, não faça isso!
        E ela com muita raiva matou a mãe também.
      Larissa foi para casa da noiva do Gabriel e contou tudo,
disse que tinha matado seus próprios pais e orgulhosa a menina
falou:
       - Eles estavam muitos chatos! Eu não agüentava mais!
       - Sabe, eu nunca faria isto com meus pais mesmo eu sendo
uma assassina. _ falou a noiva do Gabriel.
       - Não me diga que você não faria a mesma coisa!
        -Não! Sabe, eu não gosto das pessoas que fazem isto com
seus pais, eu tenho ódio dá até vontade de matar...
                              21
- Mas você não vai me matar, vai?
      - Eu acho que sim, isto que você fez é muito errado!
      - Por favor, não me mate já estou arrependida!
      Mas a noiva do Gabriel não teve dó e matou a menina a
facadas.
      Depois disso, ela mata todas as pessoas que matam seus
pais.

                                             Raquel




                             22
Uma casa assombrada




      Numa noite, um homem, sem ter onde morar com seus
três filhos, viu uma casa muito velha e como chegaram muito
cansados, entraram para descansar, mas lá tinha um bicho muito
grande.
      O nome dele era Vertebral, comia pessoas e já tinha
matado muita gente.
       Ele matou a família que tinha acabado de chegar e depois
disso ninguém mais ficou sabendo deles.

                                                Uriel e Rychard




                              23
A faxineira ruiva




      Uma faxineira estava limpando o chão da escola quando
caiu e bateu a cabeça.
      Dois meses depois ela acordou na autopsia, se
perguntando:
      - Onde estou?
      E uma semana depois uma menina viu a misteriosa
faxineira ruiva e saiu correndo. Quando olhou para trás, ficou
tonta e caiu.
      Ninguém nunca mais a viu.


                                              Victor e William




                              24
O Boneco assassino




     Um homem tinha um boneco assassino e ele não sabia que
seu boneco Chuck e a sua namorada Typhanie tinham suas caras
cortadas.
     À noite, o boneco subiu na cama de seu dono para
aterrorizá-lo, porém, ouvindo o barulho do telefone, Chuck se
escondeu embaixo da cama.
     As portas começaram a se bater e as luzes a se apagaram
sem que ninguém tocasse nelas. Chuck e Typhanie aproveitaram
para assustar o homem.
     Amarraram suas mãos e seus pés, tamparam sua boca e
mataram ele.

                                                        Yzac




                             25
Lista de alunos
ADDYLLA MAIZZA DOS SANTOS BESERRA
  ANA PAULA PEREIRA DOS SANTOS
       CAMILA SOARES PEREIRA
 CARLOS EDUARDO RIBEIRO DA SILVA
    CHARLES BRUNO ALVES SOARES
     GABRIEL GARVES DO CARMO
    GILLIANY MENDES DOS SANTOS
 HENRIQUE MARCELO DE SOUZA SILVA
        JAFE SILVANO DA SILVA
       JEANE CINTIA APARECIDO
   JOSÉ DILSON DOS SANTOS NETO
  KARINA GONÇALVES DOS SANTOS
           LARISSA DA SILVA
     MARIANA FERREIRA DA SILVA
        RAFAEL LOPES DE VERAS
      RAQUEL SANTOS DA SILVA
   RYCHARD PINHEIRO DOS SANTOS
          URIEL DA SILVA REIS
   VINÍCIUS ALVES DA SILVA MACIEL
      WILIANA SILVA DE OLIVEIRA
            WILLIAM VIEIRA
      YZAC SANTOS GONÇALVES
   VICTOR HUGO MATIAS DE SOUSA

               26
Considerações Finais
      Através dos contos de assombração foi possível ampliar
nossos conhecimentos sobre diferentes culturas, pois
trabalhamos com diversos mitos da América Latina e com
histórias contadas por nossos pais.
      Vivenciamos momentos divertidos e assustadores, mas que
com certeza ficarão marcados em nossas vidas.

                                            Professora: Elaine




                             27
28

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades mat 2º ano b
Atividades mat 2º ano bAtividades mat 2º ano b
Atividades mat 2º ano b
Roseli Aparecida Tavares
 
Cronica da noite
Cronica da noiteCronica da noite
Cronica da noite
Daniela Lamas
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
Mary Alvarenga
 
Texto festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copy
Texto   festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copyTexto   festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copy
Texto festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copy
Maria Terra
 
Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música
Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música
Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música
Mary Alvarenga
 
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º anoGuia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Paulo Alves de Araujo
 
Proposta de atividade do conto terror oficia
Proposta de atividade do conto terror  oficiaProposta de atividade do conto terror  oficia
Proposta de atividade do conto terror oficia
Janete Garcia de Freitas
 
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na IlhaContos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
bedjoaoii
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguística
Nivea Neves
 
Pontuando piadas
Pontuando piadasPontuando piadas
Pontuando piadas
Rose Tavares
 
Atividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordelAtividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordel
juditholima
 
Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo -
Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo - Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo -
Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo -
Renata Marani Dourado Marques
 
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Raquel Becker
 
Texto A coisa de Ruth Rocha
Texto A coisa de Ruth RochaTexto A coisa de Ruth Rocha
Texto A coisa de Ruth Rocha
Rose Tavares
 
O Menino que não Gostava de Ler
O Menino que não Gostava de LerO Menino que não Gostava de Ler
O Menino que não Gostava de Ler
Biblioteca Escolar Sobreira
 
Lenda da mandioca texto com interpretação
Lenda da mandioca texto com interpretação Lenda da mandioca texto com interpretação
Lenda da mandioca texto com interpretação
Josianne Lacerda
 
Lista de-atividades preposicao-artigos
Lista de-atividades preposicao-artigosLista de-atividades preposicao-artigos
Lista de-atividades preposicao-artigos
Luisa Cristina Rothe Mayer
 
Texto " A amizade"
Texto " A amizade"Texto " A amizade"
Texto " A amizade"
Ana Paula Santos
 
Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5
Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5
Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docxAtividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docx
Fabiola Cerqueira
 

Mais procurados (20)

Atividades mat 2º ano b
Atividades mat 2º ano bAtividades mat 2º ano b
Atividades mat 2º ano b
 
Cronica da noite
Cronica da noiteCronica da noite
Cronica da noite
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
 
Texto festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copy
Texto   festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copyTexto   festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copy
Texto festa junina para 4 ano um caipira apaixonado copy
 
Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música
Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música
Meu Abrigo - Análise e entendimento da letra da música
 
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º anoGuia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
Guia para estudo dos pronomes pessoais 4º ano
 
Proposta de atividade do conto terror oficia
Proposta de atividade do conto terror  oficiaProposta de atividade do conto terror  oficia
Proposta de atividade do conto terror oficia
 
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na IlhaContos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguística
 
Pontuando piadas
Pontuando piadasPontuando piadas
Pontuando piadas
 
Atividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordelAtividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordel
 
Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo -
Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo - Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo -
Avaliaçao 2 bimestre 5 ano - sobre Menino Maluquinho e Ziraldo -
 
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
 
Texto A coisa de Ruth Rocha
Texto A coisa de Ruth RochaTexto A coisa de Ruth Rocha
Texto A coisa de Ruth Rocha
 
O Menino que não Gostava de Ler
O Menino que não Gostava de LerO Menino que não Gostava de Ler
O Menino que não Gostava de Ler
 
Lenda da mandioca texto com interpretação
Lenda da mandioca texto com interpretação Lenda da mandioca texto com interpretação
Lenda da mandioca texto com interpretação
 
Lista de-atividades preposicao-artigos
Lista de-atividades preposicao-artigosLista de-atividades preposicao-artigos
Lista de-atividades preposicao-artigos
 
Texto " A amizade"
Texto " A amizade"Texto " A amizade"
Texto " A amizade"
 
Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5
Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5
Avaliacao bimestral-de-lingua-portuguesa 5
 
Atividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docxAtividade Substantivos 6 ano.docx
Atividade Substantivos 6 ano.docx
 

Destaque

Contos de mistério digital
Contos de mistério   digitalContos de mistério   digital
Contos de mistério digital
nacirbertini
 
Conto de terror- Estudo de gêneros textuais
Conto de terror- Estudo de gêneros textuaisConto de terror- Estudo de gêneros textuais
Conto de terror- Estudo de gêneros textuais
Maurício Francisco Dos Santos
 
Sequência didática de contos de terror
Sequência didática de contos de terrorSequência didática de contos de terror
Sequência didática de contos de terror
SusanaFrighetto
 
O cavaleiro sem cabeça rodrigo
O cavaleiro sem cabeça   rodrigoO cavaleiro sem cabeça   rodrigo
O cavaleiro sem cabeça rodrigo
fantas45
 
Como são os Contos de fadas?
Como são os Contos de fadas?Como são os Contos de fadas?
Como são os Contos de fadas?
Celina Sousa
 
Conto de mistério
Conto de mistérioConto de mistério
Conto de mistério
fernandavsm
 
Histórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power pointHistórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power point
dione mompean fernandes
 

Destaque (7)

Contos de mistério digital
Contos de mistério   digitalContos de mistério   digital
Contos de mistério digital
 
Conto de terror- Estudo de gêneros textuais
Conto de terror- Estudo de gêneros textuaisConto de terror- Estudo de gêneros textuais
Conto de terror- Estudo de gêneros textuais
 
Sequência didática de contos de terror
Sequência didática de contos de terrorSequência didática de contos de terror
Sequência didática de contos de terror
 
O cavaleiro sem cabeça rodrigo
O cavaleiro sem cabeça   rodrigoO cavaleiro sem cabeça   rodrigo
O cavaleiro sem cabeça rodrigo
 
Como são os Contos de fadas?
Como são os Contos de fadas?Como são os Contos de fadas?
Como são os Contos de fadas?
 
Conto de mistério
Conto de mistérioConto de mistério
Conto de mistério
 
Histórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power pointHistórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power point
 

Semelhante a Livrinho 4ªF

Livrinho 4ª J
Livrinho 4ª JLivrinho 4ª J
Livrinho 4ª J
EMEBJuca2
 
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Guilherme Leão
 
Projeto contos de arrepiar...
Projeto contos de arrepiar...Projeto contos de arrepiar...
Projeto contos de arrepiar...
andrea
 
Histórias em família
Histórias em famíliaHistórias em família
Histórias em família
Marcia Neves
 
Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)
Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)
Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)
Claudia Valério
 
Contando Histórias
Contando HistóriasContando Histórias
Contando Histórias
Cassiano Santana
 
Livro virtual 5º ano a profª claudete
Livro virtual 5º ano a profª claudeteLivro virtual 5º ano a profª claudete
Livro virtual 5º ano a profª claudete
claudetepb
 
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
enir.ester
 
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power PointHistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
enir.ester
 
AplicaçãOalunomonitor
AplicaçãOalunomonitorAplicaçãOalunomonitor
AplicaçãOalunomonitor
Ana Maria Pomarino Monasterios
 
Histórias que a 5ª D conta
Histórias que a 5ª D conta  Histórias que a 5ª D conta
Histórias que a 5ª D conta
enir.ester
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
Josiane Carlos
 
1 as lembranças da guerra
1  as lembranças da guerra1  as lembranças da guerra
1 as lembranças da guerra
ahelenadutra
 
Contos assombracao
Contos assombracaoContos assombracao
Contos assombracao
AnaPaulaNadim
 
A história de Florzinha
A história de FlorzinhaA história de Florzinha
A história de Florzinha
Sylvia Seny
 
Wiki barbara e valesca
Wiki barbara e valescaWiki barbara e valesca
Wiki barbara e valesca
bluiza
 
Bianca
BiancaBianca
Bianca
Lakalondres
 
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º cicloApresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Biblioteca Soares Dos Reis
 
Mascotes da turma - 4.º A
Mascotes da turma - 4.º AMascotes da turma - 4.º A
Mascotes da turma - 4.º A
profigor
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
sallesz
 

Semelhante a Livrinho 4ªF (20)

Livrinho 4ª J
Livrinho 4ª JLivrinho 4ª J
Livrinho 4ª J
 
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
Livro - Contos de terror - 5º ano "E"
 
Projeto contos de arrepiar...
Projeto contos de arrepiar...Projeto contos de arrepiar...
Projeto contos de arrepiar...
 
Histórias em família
Histórias em famíliaHistórias em família
Histórias em família
 
Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)
Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)
Mortes sobrenaturais (aluna monitora stefanny b tolesano)
 
Contando Histórias
Contando HistóriasContando Histórias
Contando Histórias
 
Livro virtual 5º ano a profª claudete
Livro virtual 5º ano a profª claudeteLivro virtual 5º ano a profª claudete
Livro virtual 5º ano a profª claudete
 
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...H I S TÓ R I A S  Q U E  A 5ª  B  C O N T A    V E R SÃ O  A N T E R I O R  D...
H I S TÓ R I A S Q U E A 5ª B C O N T A V E R SÃ O A N T E R I O R D...
 
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power PointHistóRias Que A 5ª A Conta   VersãO Anterior Power Point
HistóRias Que A 5ª A Conta VersãO Anterior Power Point
 
AplicaçãOalunomonitor
AplicaçãOalunomonitorAplicaçãOalunomonitor
AplicaçãOalunomonitor
 
Histórias que a 5ª D conta
Histórias que a 5ª D conta  Histórias que a 5ª D conta
Histórias que a 5ª D conta
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
 
1 as lembranças da guerra
1  as lembranças da guerra1  as lembranças da guerra
1 as lembranças da guerra
 
Contos assombracao
Contos assombracaoContos assombracao
Contos assombracao
 
A história de Florzinha
A história de FlorzinhaA história de Florzinha
A história de Florzinha
 
Wiki barbara e valesca
Wiki barbara e valescaWiki barbara e valesca
Wiki barbara e valesca
 
Bianca
BiancaBianca
Bianca
 
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º cicloApresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
 
Mascotes da turma - 4.º A
Mascotes da turma - 4.º AMascotes da turma - 4.º A
Mascotes da turma - 4.º A
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 

Livrinho 4ªF

  • 1. EMEB José Luiz Jucá Contos De Assombração Ilustradores e Autores: Alunos do 2º Ano Ciclo II F 1ª Edição 2 1
  • 2. Contos de Assombração 1ª Edição Autores:Equipe dedo 2º Ano Ciclo II F Alunos Gestão: 2
  • 3. Vanessa de Magalhães Pina Graziela Valizi Bertoluci Braz Giovanna Lima dos Santos de Souza Coordenadoras Pedagógica: Anie Masquete Paruta Clemir de Almeida Roberta Cinto de Andrade Professora: Elaine Cristina Meireles Gabane Digitação: Alunos do 2º Ano Ciclo II F Projeto Gráfico: PAPE: Priscila Ferreira Simão Editoração eletrônica e criação gráfica: PAPE: Priscila Ferreira Simão Revisão: Elaine Cristina Meireles Gabane Priscila Ferreira Simão Clemir de Almeida 3
  • 4. Apresentação Sustos, fantasmas, seres misteriosos, casas abandonadas, arrastar de correntes, portas que rangem. Estes são os componentes de muitos contos de assombração. Nestas histórias você encontrará este cenário perfeito e temos certeza que irão sentir uma pontinha de medo nestas histórias de arrepiar... Alunos do 2º Ano Ciclo II F 4
  • 5. Dedicatória Dedicamos esse trabalho às professoras dos 2ª anos do ciclo II e aos alunos, em especial, à professora Elaine, por nos apresentar várias histórias e com elas proporcionar novos conhecimentos para a leitura e escrita. 5
  • 6. 6
  • 7. Sumário O menino da casa assombrada ......................... 8 O Assustado ...................................................... 9 A boneca assassina e o defunto ..................... 10 A boneca assassina ......................................... 11 O fantasma do cemitério ................................ 12 O esqueleto de mentira .................................. 13 Um casarão abandonado ................................ 14 Moringa .......................................................... 15 O fantasma ..................................................... 16 Maria Sangrenta ............................................. 18 Assombrações ................................................. 20 A menina assassina e a noiva do Gabriel ........ 21 Uma casa assombrada .................................... 23 A faxineira ruiva .............................................. 29 O Boneco assassino ........................................ 30 Lista de alunos ................................................ 31 Considerações Finais ...................................... 32 7
  • 8. O menino da casa assombrada Um dia um menino estava com raiva e sua mãe fugiu de casa. No dia seguinte a mãe ficou preocupada com seu filho e chamou a polícia: - Polícia!Polícia, meu filho saiu de casa e não voltou. Ajude- me!!! - Você sabe para onde ele foi? - Não sei onde ele está, quando saí, o deixei dormindo em casa, e quando voltei, ele não estava mais. O policial falou: - Vou procurar, fique ai! Quando o telefone tocou a mãe atendeu e chorou, pois o corpo do seu filho estava no IML, a mãe ficou assustada quando viu aquilo! Chorava bastante em cima do caixão. Desde então seu espírito sempre aparece no cemitério. Addylla e Henrique 8
  • 9. O Assustado Existia um homem que assustava todo mundo. Um dia o pai de uma menina falou: - Filha, vá para a casa! E a menina foi, e seu pai saiu com a sua mãe e quando a menina voltou viu os dois mortos. A menina saiu correndo assustada. As pessoas perguntaram o que tinha acontecido, pois ouviram gritos por toda a rua. Muito assustada a menina falou que seu pai e sua mãe estavam mortos na cama. Ela chorava descontroladamente. O mistério ficou por muitos dias assombrando todo mundo, até que as pessoas ficaram muito assustadas e fizeram uma armadilha para o assassino que um dia caiu num buraco e morreu asfixiado. Ana Paula 9
  • 10. A boneca assassina e o defunto Numa bela cidade, vivia uma linda menina e sua mãe. Um dia a mãe da menina a mandou ir ao açougue. No meio do caminho ela encontrou o “homem do saco” e ele falou: - Você quer uma boneca, menina linda? A menina respondeu: - Eu aceito esta boneca! - Então vamos ali atrás do muro que eu te dou a boneca. - Mas minha mãe me mandou ir ali ao açougue. - Tudo bem, eu te espero aqui. Falou o homem. Quando a menina voltou, ele estava esperando com uma faca e a menina começou a pedir socorro, e nunca mais apareceu. Larissa e Camila 10
  • 11. A boneca assassina Um dia uma menina estava brincando e um homem colocou uma macumba na boneca nela. A noite, a boneca foi no quarto da menina e a matou. Sentou no sofá e ficou assistindo TV como se nada tivesse acontecido. A mãe da menina chegou e ficou desesperada ao ver aquela cena, então resolveu queimar a boneca. As pessoas da cidade nunca compreenderam o que tinha acontecido realmente. Charles 11
  • 12. O fantasma do cemitério Um dia, eu estava passeando perto de um cemitério que tinha um fantasma. Fiquei com tanto medo que saí correndo e fui contar para um amigo e ele foi até lá para ver o fantasma. Meu amigo disse que não tinha medo e começou a gritar bem alto: - Ei, fantasma, eu não tenho medo de você!!!! Quando de repente, viu uma sombra atrás de um túmulo, e saiu correndo, desesperado. Jurou que nunca mais entraria em um cemitério!!!! Gabriel 12
  • 13. O esqueleto de mentira Numa noite de muita chuva, do lado da casa de um menino tinha uma casa abandonada, todos pensavam que a casa era assombrada. Em outra noite o menino viu uma sombra, resolveu ir até a casa abandonada e descobrir o que estava acontecendo. Pulou a janela da casa e viu que tinha um esqueleto de plástico, pegou um porrete que estava no chão e bateu no esqueleto, quando descobriu que um homem tinha deixado o esqueleto na casa para assustar a vizinhança. O homem foi preso, o menino e a vizinhança viveram sem medos e mistérios. Jafé e Carlos 13
  • 14. Um casarão abandonado Certo dia de chuva um casal estava muito feliz porque sabia que a mulher estava grávida. Eles decidiram mudar de casa porque era muito pequena, então arrumaram as malas e foram em frente. Mas tinha um problema Gilliany, a filha do casal, não queria ir, achava muito estranho, mas seus pais insistiram e ela acabou indo. Encontraram um casarão abandonado, entraram, deitaram numa cama de casal e adormeceram. Quando o marido acordou viu que estava sem sua filha, olhou embaixo da cama e encontrou Gilliany cheia de sangue, morta. Descobriu que sua esposa tinha matado a menina de 1 ano, pois tinha muito ciúmes da criança. Acabaram tendo uma briga e ela matou suas filhas e seu marido, ela também morreu... Quem gosta de matar tem que morrer! Ela deve estar tramando, quer levar você e sua família! Cuidado... Você poderá ser a próxima vítima!!! Jeane Cintia 14
  • 15. Moringa Tinha uma casa abandonada e um menino estava lá assistindo um filme de terror na televisão, quando de repente... Uma mão preta veio por traz dele, e ele gritou desesperadamente: - Socorro!!! Uma mão está me pegando! Saiu correndo e foi chamar seus colegas para verem o que estava acontecendo. Quando entraram na casa viram um homem dando muitas gargalhadas por causa da peça que tinha pregado no menino. José Dilson 15
  • 16. O fantasma Certo dia um menino foi à uma casa mal assombrada, e disse que fantasma não existia, até ele ouvir um barulho e muito assustado disse: - Quem esta aí? Um fantasma? Sei que não existe! De repente o fantasma apareceu e o menino correu, mas ai veio uma ventania tão forte que o menino caiu, e se machucou. Ele foi para casa e no caminho viu um vulto. O menino resolveu seguir aquele vulto estranho e viu um monte de pessoas mortas que se levantaram e gritaram: -Uuuuuuuuuuuuu! Ele correu para casa, pálido de tanto medo e sua mãe disse: - O que aconteceu? - Eu vi um fantasma! Disse o menino apavorado. - Filho, fantasma não existe, eu vou fazer um chá para você se acalmar tá? 16
  • 17. Ele foi tomar o chá e adormeceu. No dia seguinte o fantasma apareceu e disse: - Agora é hora de sua mãe morrer, e ele falou: -Nãoooo!!! E assim acaba a história e o que aconteceu fica por conta da sua imaginação! Karina e Gilliany 17
  • 18. Maria Sangrenta Em uma casa tinha um espírito de uma mulher que se chamava MARIA SANGRENTA, ela não gostava de crianças e na casa moravam várias crianças e ela se assustava todas as noites. Para chamar ela tinha que apagar as luzes, acender uma vela e chamar no espelho três vezes e ela aparecia e falava: - Vou te pegar quando você estiver dormindo! E quando as crianças desceram na cozinha para pegar pipoca a mãe estava morta. E elas foram chamar o pai delas no quintal e eles também estavam mortos e as crianças disseram: - E agora, quem chamaremos para nos ajudar? E Maria Sangrenta falou: - Eu quero ver o que vocês farão, as portas estão trancadas e as janelas também. Agora vou arrancar as suas cabeças e vou comer seu fígado e vou comer seu coração. E as crianças gritaram: 18
  • 19. - Ahhhhhhhhhhhh!!! Maria fez o que prometeu: matou as crianças e sentindo-se vitoriosa disse: - Quem será a próxima vítima? Assim, Maria Sangrenta saiu pelo mato a procura de uma nova casa para assombrar. Mariana e Williana 19
  • 20. Assombrações Era uma vez um menino que se chamava Léo. Ele gostava de assombrações e ficava perto de casa assombrando todos que passavam. Um dia, ele entrou numa casa assombrada e dizia que não tinha medo, ficou lá dentro, dizendo que as pessoas não falavam a verdade, pois aquela casa não tinha nada de assombração, quando de repente apareceu um fantasma fazendo um barulho assustador. Léo mais que depressa saiu correndo, sem olhar para trás e dizendo que nunca mais iria assustar ninguém. Gabriel 20
  • 21. A menina assassina e a noiva do Gabriel Um dia a menina Larissa e a noiva do Gabriel foram ao cemitério para vê-lo no caixão, pois ela o havia matado. O tempo passou e Larissa estava com muita vontade de matar alguém então matou seu pai e a mãe desesperada gritou: - Pára, não faça isso! E ela com muita raiva matou a mãe também. Larissa foi para casa da noiva do Gabriel e contou tudo, disse que tinha matado seus próprios pais e orgulhosa a menina falou: - Eles estavam muitos chatos! Eu não agüentava mais! - Sabe, eu nunca faria isto com meus pais mesmo eu sendo uma assassina. _ falou a noiva do Gabriel. - Não me diga que você não faria a mesma coisa! -Não! Sabe, eu não gosto das pessoas que fazem isto com seus pais, eu tenho ódio dá até vontade de matar... 21
  • 22. - Mas você não vai me matar, vai? - Eu acho que sim, isto que você fez é muito errado! - Por favor, não me mate já estou arrependida! Mas a noiva do Gabriel não teve dó e matou a menina a facadas. Depois disso, ela mata todas as pessoas que matam seus pais. Raquel 22
  • 23. Uma casa assombrada Numa noite, um homem, sem ter onde morar com seus três filhos, viu uma casa muito velha e como chegaram muito cansados, entraram para descansar, mas lá tinha um bicho muito grande. O nome dele era Vertebral, comia pessoas e já tinha matado muita gente. Ele matou a família que tinha acabado de chegar e depois disso ninguém mais ficou sabendo deles. Uriel e Rychard 23
  • 24. A faxineira ruiva Uma faxineira estava limpando o chão da escola quando caiu e bateu a cabeça. Dois meses depois ela acordou na autopsia, se perguntando: - Onde estou? E uma semana depois uma menina viu a misteriosa faxineira ruiva e saiu correndo. Quando olhou para trás, ficou tonta e caiu. Ninguém nunca mais a viu. Victor e William 24
  • 25. O Boneco assassino Um homem tinha um boneco assassino e ele não sabia que seu boneco Chuck e a sua namorada Typhanie tinham suas caras cortadas. À noite, o boneco subiu na cama de seu dono para aterrorizá-lo, porém, ouvindo o barulho do telefone, Chuck se escondeu embaixo da cama. As portas começaram a se bater e as luzes a se apagaram sem que ninguém tocasse nelas. Chuck e Typhanie aproveitaram para assustar o homem. Amarraram suas mãos e seus pés, tamparam sua boca e mataram ele. Yzac 25
  • 26. Lista de alunos ADDYLLA MAIZZA DOS SANTOS BESERRA ANA PAULA PEREIRA DOS SANTOS CAMILA SOARES PEREIRA CARLOS EDUARDO RIBEIRO DA SILVA CHARLES BRUNO ALVES SOARES GABRIEL GARVES DO CARMO GILLIANY MENDES DOS SANTOS HENRIQUE MARCELO DE SOUZA SILVA JAFE SILVANO DA SILVA JEANE CINTIA APARECIDO JOSÉ DILSON DOS SANTOS NETO KARINA GONÇALVES DOS SANTOS LARISSA DA SILVA MARIANA FERREIRA DA SILVA RAFAEL LOPES DE VERAS RAQUEL SANTOS DA SILVA RYCHARD PINHEIRO DOS SANTOS URIEL DA SILVA REIS VINÍCIUS ALVES DA SILVA MACIEL WILIANA SILVA DE OLIVEIRA WILLIAM VIEIRA YZAC SANTOS GONÇALVES VICTOR HUGO MATIAS DE SOUSA 26
  • 27. Considerações Finais Através dos contos de assombração foi possível ampliar nossos conhecimentos sobre diferentes culturas, pois trabalhamos com diversos mitos da América Latina e com histórias contadas por nossos pais. Vivenciamos momentos divertidos e assustadores, mas que com certeza ficarão marcados em nossas vidas. Professora: Elaine 27
  • 28. 28