SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Igualdade de Género
ExpressARTE
Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais
Conceitos
ExpressARTE
Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais
Conceitos base da Igualdade de Género
Sexo
 Reporta a características biológicas que diferenciam
as mulheres e os homens.
 São universais e não se alteram.
Conceitos base da Igualdade de Género
Género
 Refere-se às diferenças sociais entre homens e
mulheres.
 É a representação social do sexo biológico.
 Tem por base representações (crenças, ideias e
valores) em torno do sexo biológico.
Conceitos base da Igualdade de Género
Género
 Construção social do que é a masculinidade e a
feminilidade tendo em conta os papéis e funções que são
atribuídos normalmente a homens e mulheres na vida
pública e privada.
Conceitos base da Igualdade de Género
Igualdade de Género
 Todos os seres humanos são livres de desenvolver as
suas capacidades pessoais e de fazer opções,
independentemente dos papéis atribuídos a homens e
mulheres.
 Os diversos comportamentos, aspirações e
necessidades de mulheres e homens são igualmente
considerados e valorizados.
Conceitos base da Igualdade de Género
 O conceito contrário à igualdade de género não é o de
diferença de género, mas sim o de desigualdade de
género, uma vez que este pressupõe direitos, estatutos
e dignidade hierarquizados entre mulheres e homens.
Conceitos base da Igualdade de Género
Diferença de Género
 Reconhece a existência de valores constitutivos da
identidade feminina e masculina, com igual valor.
Conceitos base da Igualdade de Género
 É o processo de garantir justiça para mulheres e
homens.
 Para tal, são frequentemente necessárias medidas
capazes de compensar as desvantagens históricas e
sociais que impedem mulheres e homens de actuar em
níveis equivalentes.
 A equidade conduz à igualdade.
Equidade de Género
 São as representações generalizadas e socialmente
valorizadas acerca do que os homens e as devem ser e
fazer.
(e.g. o homem é bruto a mulher é carinhosa)
Estereótipos de Género
 Papéis de género são comportamentos aprendidos numa
dada sociedade, que fazem com que os seus membros
percepcionem certas actividades como pertencentes a
homens ou mulheres, valorizando-os de forma diferente.
Homem = Produção
Mulher = Reprodução
Papeis Sociais de Género
 Processo que consiste em aceder aos recursos por
parte de um indivíduo e desenvolver as suas capacidades
pessoais no sentido da participação activa na construção
da sua própria vida e da sua comunidade, em termos
económicos, sociais e políticos.
 Requer uma transformação na divisão sexual do
trabalho e da sociedade.
Empoderamento (Empowerment)
 Normas ou práticas que directamente produzem um
tratamento desigual e desfavorável a uma pessoa em
função do sexo.
Discriminação Directa
 Medida ou prática aparentemente neutra, que
prejudica de modo desproporcionado os indivíduos de um
dos sexos.
(e.g. perguntas relacionadas com o estado civil, se
pretendem casar e constituir família)
Discriminação Indirecta
 Que não tem qualquer impacto diferencial, negativo ou
positivo, nas relações de género ou na igualdade entre
mulheres e homens.
Neutro em termos de Género
 O masculino universal.
 Utilizar o género masculino para englobar homens e
mulheres.
(e.g. Direitos do Homem ou Direitos Humanos)
Falso Neutro
 Nós pensamos com palavras.
 A utilização abusiva do falso neutro (masculino) conduz
à invisibilidade social do feminino.
 A “bhurka gramatical”.
A importância da linguagem
Igualdade de Género
ExpressARTE
Recursos Didácticos
para Aprender a Ser Mais
Formador: João Paiva
Entidades Parceiras
ASSOCIAÇÃO PARA O PLANEAMENTO DA FAMÍLIA
Delegação regional de Lisboa e Vale do Tejo
Co-financiado por
_______________________________
_______________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNeroDesigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNero
guestf0ccd3
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
pief2
 
Igualdade e nao discriminação - trabalho de grupo
Igualdade e nao discriminação - trabalho de grupoIgualdade e nao discriminação - trabalho de grupo
Igualdade e nao discriminação - trabalho de grupo
figo
 
Como redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escrito
Como redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escritoComo redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escrito
Como redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escrito
Biblioteca Escolar Ourique
 
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenasAuto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Claudia Lazarini
 
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Paulo Portelada
 

Mais procurados (20)

Loucos Anos 20
Loucos Anos 20Loucos Anos 20
Loucos Anos 20
 
Desigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNeroDesigualdade De GéNero
Desigualdade De GéNero
 
Direitos da mulher
Direitos da mulherDireitos da mulher
Direitos da mulher
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
 
Ensaio Filosófico
Ensaio FilosóficoEnsaio Filosófico
Ensaio Filosófico
 
Igualdade de Género
Igualdade de GéneroIgualdade de Género
Igualdade de Género
 
Igualdade e nao discriminação - trabalho de grupo
Igualdade e nao discriminação - trabalho de grupoIgualdade e nao discriminação - trabalho de grupo
Igualdade e nao discriminação - trabalho de grupo
 
Sílabas Métricas
Sílabas MétricasSílabas Métricas
Sílabas Métricas
 
Redes sociais
Redes sociais Redes sociais
Redes sociais
 
Como redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escrito
Como redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escritoComo redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escrito
Como redigir a introdução e a conclusão de um trabalho escrito
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenasAuto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereira
 
Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
 
A mulher nos anos 20
A mulher  nos anos 20A mulher  nos anos 20
A mulher nos anos 20
 
Determinismo_moderado
Determinismo_moderadoDeterminismo_moderado
Determinismo_moderado
 
A sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo RegimeA sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo Regime
 
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
 

Semelhante a Igualdade de Género

Corpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidade
Corpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidadeCorpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidade
Corpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidade
pstec25
 
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNEROCIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
Prof. Noe Assunção
 
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroDimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
José António Farias
 
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedadeDesigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Italo Colares
 
Oficina sexualidade ot
Oficina sexualidade otOficina sexualidade ot
Oficina sexualidade ot
georgerlanio
 

Semelhante a Igualdade de Género (20)

Corpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidade
Corpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidadeCorpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidade
Corpo, gênero e sexualidade - Educando para a diversidade
 
O que é sexo
O que é sexoO que é sexo
O que é sexo
 
Gênero inicialppt
Gênero   inicialpptGênero   inicialppt
Gênero inicialppt
 
Gênero inicialppt
Gênero   inicialpptGênero   inicialppt
Gênero inicialppt
 
Conceito de gênero.
Conceito de gênero.Conceito de gênero.
Conceito de gênero.
 
Identidade de gênero e o ambiente escolar
Identidade de gênero e o ambiente escolarIdentidade de gênero e o ambiente escolar
Identidade de gênero e o ambiente escolar
 
Aprest GêNero
Aprest GêNeroAprest GêNero
Aprest GêNero
 
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNEROCIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
 
Plano de Ação - NADGS
Plano de Ação - NADGSPlano de Ação - NADGS
Plano de Ação - NADGS
 
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de géneroDimensões da sexulidade estereotipos de género
Dimensões da sexulidade estereotipos de género
 
Gênero Formação.pdf
Gênero Formação.pdfGênero Formação.pdf
Gênero Formação.pdf
 
BRB - Curso ead pro equidade raça e genero
BRB - Curso ead pro equidade raça e generoBRB - Curso ead pro equidade raça e genero
BRB - Curso ead pro equidade raça e genero
 
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vidaDiversidade sexual e os diferentes estilos de vida
Diversidade sexual e os diferentes estilos de vida
 
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedadeDesigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
 
slid sexualidades.pptx
slid sexualidades.pptxslid sexualidades.pptx
slid sexualidades.pptx
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
ação sensibilização 21.02.2020.pptx
ação sensibilização 21.02.2020.pptxação sensibilização 21.02.2020.pptx
ação sensibilização 21.02.2020.pptx
 
Oficina sexualidade ot
Oficina sexualidade otOficina sexualidade ot
Oficina sexualidade ot
 
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
Gênero e sexualidade na Educação Infantil (Jonas Alves da Silva Junior)
 
Slides semana 4
Slides semana 4Slides semana 4
Slides semana 4
 

Mais de Ana Lúcia Francisco

Mais de Ana Lúcia Francisco (20)

Membranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla
Membranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, TablaMembranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla
Membranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla
 
Membranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla, Adufe
Membranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla, AdufeMembranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla, Adufe
Membranofones no mundo - Bodhran, Djembé, Taiko, Tabla, Adufe
 
Cordofones no mundo - Banjo e Sitar
Cordofones no mundo - Banjo e SitarCordofones no mundo - Banjo e Sitar
Cordofones no mundo - Banjo e Sitar
 
Cordofones no mundo - Kora e Sitar
Cordofones no mundo - Kora e SitarCordofones no mundo - Kora e Sitar
Cordofones no mundo - Kora e Sitar
 
Membranofones no mundo
Membranofones no mundoMembranofones no mundo
Membranofones no mundo
 
Membranofones em Portugal
Membranofones em PortugalMembranofones em Portugal
Membranofones em Portugal
 
Idiofones no mundo
Idiofones no mundoIdiofones no mundo
Idiofones no mundo
 
Idiofones em Portugal
Idiofones em PortugalIdiofones em Portugal
Idiofones em Portugal
 
Instrumentos da Orquestra Sinfónica
Instrumentos da Orquestra SinfónicaInstrumentos da Orquestra Sinfónica
Instrumentos da Orquestra Sinfónica
 
O Violino
O ViolinoO Violino
O Violino
 
Instrumentos da Orquestra Sinfónica
Instrumentos da Orquestra SinfónicaInstrumentos da Orquestra Sinfónica
Instrumentos da Orquestra Sinfónica
 
Orquestra Sinfónica, família das cordas
Orquestra Sinfónica, família das cordasOrquestra Sinfónica, família das cordas
Orquestra Sinfónica, família das cordas
 
Orquestra Sinfónica, família das cordas
Orquestra Sinfónica, família das cordasOrquestra Sinfónica, família das cordas
Orquestra Sinfónica, família das cordas
 
Orquestra Sinfónica, família dos sopros/metais
Orquestra Sinfónica, família dos sopros/metaisOrquestra Sinfónica, família dos sopros/metais
Orquestra Sinfónica, família dos sopros/metais
 
Orquestra Sinfónica, família dos sopros/madeiras
Orquestra Sinfónica, família dos sopros/madeirasOrquestra Sinfónica, família dos sopros/madeiras
Orquestra Sinfónica, família dos sopros/madeiras
 
Aerofones em Portugal
Aerofones em PortugalAerofones em Portugal
Aerofones em Portugal
 
Aerofones no mundo
Aerofones no mundoAerofones no mundo
Aerofones no mundo
 
Aerofones no mundo
Aerofones no mundoAerofones no mundo
Aerofones no mundo
 
Aerofones em Portugal e Aerofones no mundo
Aerofones em Portugal e Aerofones no mundoAerofones em Portugal e Aerofones no mundo
Aerofones em Portugal e Aerofones no mundo
 
Aerofones em Portugal
Aerofones em PortugalAerofones em Portugal
Aerofones em Portugal
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 

Igualdade de Género

  • 1. Igualdade de Género ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais
  • 3. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 4. Sexo  Reporta a características biológicas que diferenciam as mulheres e os homens.  São universais e não se alteram. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 5. Género  Refere-se às diferenças sociais entre homens e mulheres.  É a representação social do sexo biológico.  Tem por base representações (crenças, ideias e valores) em torno do sexo biológico. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 6. Género  Construção social do que é a masculinidade e a feminilidade tendo em conta os papéis e funções que são atribuídos normalmente a homens e mulheres na vida pública e privada. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 7. Igualdade de Género  Todos os seres humanos são livres de desenvolver as suas capacidades pessoais e de fazer opções, independentemente dos papéis atribuídos a homens e mulheres.  Os diversos comportamentos, aspirações e necessidades de mulheres e homens são igualmente considerados e valorizados. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 8.  O conceito contrário à igualdade de género não é o de diferença de género, mas sim o de desigualdade de género, uma vez que este pressupõe direitos, estatutos e dignidade hierarquizados entre mulheres e homens. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 9. Diferença de Género  Reconhece a existência de valores constitutivos da identidade feminina e masculina, com igual valor. Conceitos base da Igualdade de Género
  • 10.  É o processo de garantir justiça para mulheres e homens.  Para tal, são frequentemente necessárias medidas capazes de compensar as desvantagens históricas e sociais que impedem mulheres e homens de actuar em níveis equivalentes.  A equidade conduz à igualdade. Equidade de Género
  • 11.  São as representações generalizadas e socialmente valorizadas acerca do que os homens e as devem ser e fazer. (e.g. o homem é bruto a mulher é carinhosa) Estereótipos de Género
  • 12.  Papéis de género são comportamentos aprendidos numa dada sociedade, que fazem com que os seus membros percepcionem certas actividades como pertencentes a homens ou mulheres, valorizando-os de forma diferente. Homem = Produção Mulher = Reprodução Papeis Sociais de Género
  • 13.  Processo que consiste em aceder aos recursos por parte de um indivíduo e desenvolver as suas capacidades pessoais no sentido da participação activa na construção da sua própria vida e da sua comunidade, em termos económicos, sociais e políticos.  Requer uma transformação na divisão sexual do trabalho e da sociedade. Empoderamento (Empowerment)
  • 14.  Normas ou práticas que directamente produzem um tratamento desigual e desfavorável a uma pessoa em função do sexo. Discriminação Directa
  • 15.  Medida ou prática aparentemente neutra, que prejudica de modo desproporcionado os indivíduos de um dos sexos. (e.g. perguntas relacionadas com o estado civil, se pretendem casar e constituir família) Discriminação Indirecta
  • 16.  Que não tem qualquer impacto diferencial, negativo ou positivo, nas relações de género ou na igualdade entre mulheres e homens. Neutro em termos de Género
  • 17.  O masculino universal.  Utilizar o género masculino para englobar homens e mulheres. (e.g. Direitos do Homem ou Direitos Humanos) Falso Neutro
  • 18.  Nós pensamos com palavras.  A utilização abusiva do falso neutro (masculino) conduz à invisibilidade social do feminino.  A “bhurka gramatical”. A importância da linguagem
  • 19. Igualdade de Género ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Formador: João Paiva
  • 20. Entidades Parceiras ASSOCIAÇÃO PARA O PLANEAMENTO DA FAMÍLIA Delegação regional de Lisboa e Vale do Tejo Co-financiado por _______________________________ _______________________________