SlideShare uma empresa Scribd logo
Dez competências para ensinar
Philippe Perrenoud
A especialização, o pensamento e as competências dos professores são objetos de inúmeros
trabalhos, inspirados na ergonomia e na antropologia cognitiva, na psicologia e na sociologia do
trabalho, bem como na análise das práticas.
A obra de Perrenoud pretende ser um convite para uma viagem, e para debate, a partir de uma
grande constatação: os programas de formação e as estratégias de inovação fundamentam-se,
com demasiada freqüência, em representações pouco explícitas e, insuficientemente, negociadas
do ofício e das competências subjacentes, ou, então, em referenciais técnicos e áridos, cujos
fundamentos os leitores normalmente não assimilam.
O ofício de professor não é imutável e por isso suas transformações passam, principalmente,
pela emergência de novas competências reconhecidas, por exemplo, para enfrentar a crescente
heterogeneidade dos efetivos escolares e a evolução dos programas.
Para Perrenoud, todo referencial tende a se desatualizar pela mudança das práticas e,
também, porque a maneira de concebê-las se transforma. Ele escolhe como referencial aquele que
acentua as competências julgadas prioritárias por serem coerentes com o novo papel dos
professores, com a evolução da formação contínua, com as reformas da formação inicial, com as
ambições das políticas educativas. Enfim, um referencial compatível com os eixos de renovação da
escola; individualizar e diversificar os percursos de formação, introduzir ciclos de aprendizagem,
diferenciar a pedagogia, direcionar-se para uma avaliação mais formativa do que normativa,
conduzir projetos de estabelecimento, desenvolver o trabalho em equipe docente e
responsabilizar-se coletivamente pelos alunos, colocar as crianças no centro da ação pedagógica,
recorrer aos métodos ativos, aos procedimentos de projeto, ao trabalho por problemas abertos e
por situações-problema, desenvolver as competências e a transferência de conhecimentos, educar
para a cidadania. Em um inventário não definitivo, nem exaustivo, são tratadas dez grandes
famílias de competências. O autor nos alerta para o fato de nenhum referencial poder garantir uma
representação consensual, completa e estável de um ofício das competências que ele
operacionaliza.
O referencial escolhido associa a cada competência principal algumas competências mais
específicas, que são, de certa forma, seus componentes principais. Seguem-se abaixo as dez
famílias propostas pelo autor com um referencial que servirá para seu melhor entendimento e para
a formação de representações cada vez mais precisas de competências em questão.
A noção de competência é designada pelo autor como uma capacidade de mobilizar diversos
recursos cognitivos para enfrentar um tipo de situação, baseando-se em quatro aspectos:
1. as competências não são saberes ou atitudes, mas mobilizam, integram e orquestram tais
recursos;
2. essa mobilização só é pertinente em situação, sendo cada situação singular, ainda que se
possa tratá-la em analogia com outras, já encontradas;
3. o exercício da competência passa por operações mentais complexas subentendidas por
esquemas de pensamento que permitem determinar (mais ou menos conscientemente e
rapidamente) e realizar (de modo mais ou menos eficaz) uma ação relativamente adaptada à
situação;
4. as competências profissionais constróem-se, em formação, mas também ao sabor da
navegação diária de um professor, de uma situação de trabalho à outra.
Administrar a progressão das aprendizagens mobiliza cinco competências mais específicas:
1. conceber e administrar situações-problema ajustadas ao nível e às possibilidades dos
alunos;
2. adquirir visão longitudinal dos objetivos de ensino;
3. estabelecer laços com as teorias subjacentes às atividades de aprendizagem;
4. observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagem, de acordo com uma
abordagem formativa;
5. fazer balanços periódicos de competências e tomar decisões de progressão.
Na maioria das vezes, descrever uma competência equivale a evocar três elementos
complementares:
1. os tipos de situações nas quais há um certo domínio;
2. os recursos que mobiliza, os conhecimentos teóricos ou metodológicos, as atitudes, o “saber
fazer” (savoir-faire) e as competências mais específicas, os esquemas motores, os esquemas de
percepção, de avaliação, de antecipação e de decisão;
3. A natureza dos esquemas de pensamento que permitem a solicitação, a mobilização e a
orquestração dos recursos pertinentes em situação complexa e em tempo real.
PHILIPPE PERRENOUD
10 NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR
1. organizar e dirigir situações de Aprendizagem
· conhecer, para determinada disciplina, os conteúdos
a serem ensinados e sua tradução em objetivos
de aprendizagem;
· construir e planejar dispositivos e seqüências didáticas
2. administrar a progressão das aprendizagens:
· adquirir uma visão longitudinal dos objetivos do ensino;
· observar e avaliar os alunos em situações de
aprendizagem, de acordo com uma abordagem formativa.
3. Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação:
· fornecer apoio integrado, trabalhar com alunos
portadores de grandes dificuldades;
· desenvolver a cooperação entre os alunos e certas
formas simples de ensino mútuo.
4. envolver os alunos em sua aprendizagem e
em seu trabalho:
· suscitar o desejo de aprender, explicitar a relação
com o saber, o sentido do trabalho escolar e
desenvolver na criança a capacidade de auto-avaliação;
· favorecer a definição de um projeto pessoal do aluno.
5. Trabalhar em equipe:
· enfrentar e analisar em conjunto situações complexas,
práticas e problemas profissionais;
· administrar crises ou conflitos interpessoais.
6. participar da administração da escola:
· organizar e fazer evoluir, no âmbito da escola, a
participação dos alunos;
· coordenar, dirigir uma escola com todos os seus
parceiros (serviços para escolares, bairro, associações
de pais, professores de língua e cultura de origem).
7.informar e envolver os pais:
· dirigir reuniões de informação e de debate;
· envolver os pais na construção dos saberes.
8. utilizar novas tecnologias:
· utilizar as ferramentas multimídia no ensino;
· explorar as potencialidades didáticas dos
programas em relação aos objetivos do ensino.
9.enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão:
· lutar contra os preconceitos e as discriminações
sexuais, étnicas e sociais;
· desenvolver o senso de responsabilidade, a
solidariedade e o sentimento de justiça.
10. administrar sua própria formação contínua:
· saber explicitar as próprias práticas;
· acolher a formação dos colegas e participar dela
· negociar um projeto de formação comum com os colegas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
Cléo Lima
 
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Ana Mara Oliveira de Sousa
 
Ficha de leitura assumindo a dimensão interacional da linguagem.
Ficha de leitura   assumindo a dimensão interacional da linguagem.Ficha de leitura   assumindo a dimensão interacional da linguagem.
Ficha de leitura assumindo a dimensão interacional da linguagem.
Daniella Bezerra
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de Aprendizagem
Kelly Vanderlei
 
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagemTeorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Lucas Vinícius
 
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de SkinnerTeoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Eduardo Petrucci
 
Tendências ou concepções pedagógicas brasileiras
Tendências ou concepções pedagógicas brasileirasTendências ou concepções pedagógicas brasileiras
Tendências ou concepções pedagógicas brasileiras
CDIM Daniel
 
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em LibâneoTeorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
R.A Gomes
 
Aprendizagem e ensino as teorias pedagógicas da educação
Aprendizagem e ensino   as teorias pedagógicas da educaçãoAprendizagem e ensino   as teorias pedagógicas da educação
Aprendizagem e ensino as teorias pedagógicas da educação
Kelly Lima
 
Formação docente
Formação docenteFormação docente
Formação docente
Maria Cristina Bortolozo
 
Educacao matematica
Educacao matematicaEducacao matematica
Educacao matematica
michaelmelo
 
Tendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciênciasTendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciências
Binatto
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
Magda Marques
 
Projeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoProjeto Político Pedagógico
Projeto Político Pedagógico
nadjelena
 
Quadro síntese tendências pedagógicas
Quadro síntese tendências pedagógicasQuadro síntese tendências pedagógicas
Quadro síntese tendências pedagógicas
LEONARDO RODRIGUES DA SILVA
 
Os projetos didáticos
Os projetos didáticosOs projetos didáticos
Os projetos didáticos
marisa liotti
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Ulisses Vakirtzis
 
Psicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagemPsicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagem
na educação
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
pibidsociais
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
Thiago de Almeida
 

Mais procurados (20)

"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
 
Ficha de leitura assumindo a dimensão interacional da linguagem.
Ficha de leitura   assumindo a dimensão interacional da linguagem.Ficha de leitura   assumindo a dimensão interacional da linguagem.
Ficha de leitura assumindo a dimensão interacional da linguagem.
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de Aprendizagem
 
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagemTeorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
Teorias da aprendizagem de Piaget: equilibração e fases de aprendizagem
 
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de SkinnerTeoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de Skinner
 
Tendências ou concepções pedagógicas brasileiras
Tendências ou concepções pedagógicas brasileirasTendências ou concepções pedagógicas brasileiras
Tendências ou concepções pedagógicas brasileiras
 
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em LibâneoTeorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
 
Aprendizagem e ensino as teorias pedagógicas da educação
Aprendizagem e ensino   as teorias pedagógicas da educaçãoAprendizagem e ensino   as teorias pedagógicas da educação
Aprendizagem e ensino as teorias pedagógicas da educação
 
Formação docente
Formação docenteFormação docente
Formação docente
 
Educacao matematica
Educacao matematicaEducacao matematica
Educacao matematica
 
Tendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciênciasTendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciências
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Projeto Político Pedagógico
Projeto Político PedagógicoProjeto Político Pedagógico
Projeto Político Pedagógico
 
Quadro síntese tendências pedagógicas
Quadro síntese tendências pedagógicasQuadro síntese tendências pedagógicas
Quadro síntese tendências pedagógicas
 
Os projetos didáticos
Os projetos didáticosOs projetos didáticos
Os projetos didáticos
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
 
Psicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagemPsicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagem
 
Apresentação jean piaget
Apresentação jean piagetApresentação jean piaget
Apresentação jean piaget
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 

Destaque

Philippe Perrenoud
Philippe PerrenoudPhilippe Perrenoud
Philippe Perrenoud
Giovana Cristina
 
Dez novas competências para ensinar
Dez novas competências para ensinarDez novas competências para ensinar
Dez novas competências para ensinar
elianinha
 
Dez novas competências para ensinar – philippe perrenoud
Dez novas competências para ensinar – philippe perrenoudDez novas competências para ensinar – philippe perrenoud
Dez novas competências para ensinar – philippe perrenoud
Soares Junior
 
Dez CompetêNcias Para Ensinar
Dez CompetêNcias Para EnsinarDez CompetêNcias Para Ensinar
Dez CompetêNcias Para Ensinar
Fernando José Ribeiro dos Santos
 
10 novas competências para ensinar
10 novas competências para ensinar10 novas competências para ensinar
10 novas competências para ensinar
Francijane Lima
 
Dez competências para ensinar
Dez competências para ensinarDez competências para ensinar
Dez competências para ensinar
Regina Karla de Azevedo
 
Habilidades e Competências
Habilidades e CompetênciasHabilidades e Competências
Habilidades e Competências
Meri RochaLeite
 
10 novas competências para ensinar philippe perrenoud
10 novas competências para ensinar   philippe perrenoud10 novas competências para ensinar   philippe perrenoud
10 novas competências para ensinar philippe perrenoud
Starosky Consultoria de RH
 

Destaque (8)

Philippe Perrenoud
Philippe PerrenoudPhilippe Perrenoud
Philippe Perrenoud
 
Dez novas competências para ensinar
Dez novas competências para ensinarDez novas competências para ensinar
Dez novas competências para ensinar
 
Dez novas competências para ensinar – philippe perrenoud
Dez novas competências para ensinar – philippe perrenoudDez novas competências para ensinar – philippe perrenoud
Dez novas competências para ensinar – philippe perrenoud
 
Dez CompetêNcias Para Ensinar
Dez CompetêNcias Para EnsinarDez CompetêNcias Para Ensinar
Dez CompetêNcias Para Ensinar
 
10 novas competências para ensinar
10 novas competências para ensinar10 novas competências para ensinar
10 novas competências para ensinar
 
Dez competências para ensinar
Dez competências para ensinarDez competências para ensinar
Dez competências para ensinar
 
Habilidades e Competências
Habilidades e CompetênciasHabilidades e Competências
Habilidades e Competências
 
10 novas competências para ensinar philippe perrenoud
10 novas competências para ensinar   philippe perrenoud10 novas competências para ensinar   philippe perrenoud
10 novas competências para ensinar philippe perrenoud
 

Semelhante a Perrenoud, phillipie dez competencias para ensinar

Competências e Habilidades
Competências e HabilidadesCompetências e Habilidades
Competências e Habilidades
Uilson Nunnes
 
10 Novas Competência para Ensinar
10 Novas Competência para Ensinar10 Novas Competência para Ensinar
10 Novas Competência para Ensinar
Deise Delf
 
10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar
pedagogia para licenciados
 
10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar
pedagogia para licenciados
 
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Giba Canto
 
10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar
pedagogia para licenciados
 
5 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-09
5 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-095 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-09
5 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-09
Ana Vanessa Paim
 
Masetto docencia universitaria
Masetto   docencia universitariaMasetto   docencia universitaria
Masetto docencia universitaria
Renata Vieira da Cunha
 
A formação do professor refelxivo
A formação do professor refelxivoA formação do professor refelxivo
A formação do professor refelxivo
Marga Fadanelli Simionato
 
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdbot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
DanielTuber
 
08 o enade_e_a_formacao_de_professores
08 o enade_e_a_formacao_de_professores08 o enade_e_a_formacao_de_professores
08 o enade_e_a_formacao_de_professores
Pablo Santos
 
T. básico cúrriculo baseado em competências
T. básico   cúrriculo baseado em competênciasT. básico   cúrriculo baseado em competências
T. básico cúrriculo baseado em competências
Natalia Santos
 
curriculo_baseado_em_competencias.pdf
curriculo_baseado_em_competencias.pdfcurriculo_baseado_em_competencias.pdf
curriculo_baseado_em_competencias.pdf
Helena Azevedo
 
A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXI
A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXIA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXI
A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXI
Julhinha Camara
 
Apresentação inicial agosto
Apresentação inicial agostoApresentação inicial agosto
Apresentação inicial agosto
Elvira Aliceda
 
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosMacedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
marcaocampos
 
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosMacedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
marcaocampos
 
Oficina para Equipe Diretiva
Oficina para Equipe Diretiva Oficina para Equipe Diretiva
Oficina para Equipe Diretiva
Fabio Batista
 
Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]
UNICEP
 
04 o papel do coordenador e supervisor
04  o papel do coordenador e supervisor04  o papel do coordenador e supervisor
04 o papel do coordenador e supervisor
Joao Balbi
 

Semelhante a Perrenoud, phillipie dez competencias para ensinar (20)

Competências e Habilidades
Competências e HabilidadesCompetências e Habilidades
Competências e Habilidades
 
10 Novas Competência para Ensinar
10 Novas Competência para Ensinar10 Novas Competência para Ensinar
10 Novas Competência para Ensinar
 
10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar
 
10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar
 
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
Docencia Universitaria (Dr. Marcos Masetto)
 
10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar10+novas+competências+para+ensinar
10+novas+competências+para+ensinar
 
5 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-09
5 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-095 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-09
5 docencia competencias_para_ensinar ppt 15-09-09
 
Masetto docencia universitaria
Masetto   docencia universitariaMasetto   docencia universitaria
Masetto docencia universitaria
 
A formação do professor refelxivo
A formação do professor refelxivoA formação do professor refelxivo
A formação do professor refelxivo
 
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdbot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
ot_-formao-pca.pptxebebebebebdbdbebrbddbdb
 
08 o enade_e_a_formacao_de_professores
08 o enade_e_a_formacao_de_professores08 o enade_e_a_formacao_de_professores
08 o enade_e_a_formacao_de_professores
 
T. básico cúrriculo baseado em competências
T. básico   cúrriculo baseado em competênciasT. básico   cúrriculo baseado em competências
T. básico cúrriculo baseado em competências
 
curriculo_baseado_em_competencias.pdf
curriculo_baseado_em_competencias.pdfcurriculo_baseado_em_competencias.pdf
curriculo_baseado_em_competencias.pdf
 
A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXI
A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXIA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXI
A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO SÉCULO XXI
 
Apresentação inicial agosto
Apresentação inicial agostoApresentação inicial agosto
Apresentação inicial agosto
 
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosMacedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
 
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosMacedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
 
Oficina para Equipe Diretiva
Oficina para Equipe Diretiva Oficina para Equipe Diretiva
Oficina para Equipe Diretiva
 
Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]Planejamento de ensino[1]
Planejamento de ensino[1]
 
04 o papel do coordenador e supervisor
04  o papel do coordenador e supervisor04  o papel do coordenador e supervisor
04 o papel do coordenador e supervisor
 

Mais de marcaocampos

Vigotsky, a formacao social da mente cap. 6, 7 e 8
Vigotsky, a formacao social da mente  cap. 6, 7 e 8Vigotsky, a formacao social da mente  cap. 6, 7 e 8
Vigotsky, a formacao social da mente cap. 6, 7 e 8
marcaocampos
 
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanalTardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
marcaocampos
 
Sousa. sandra m. zakia avaliacao na organizacao do ensino
Sousa. sandra m. zakia   avaliacao na organizacao do ensino Sousa. sandra m. zakia   avaliacao na organizacao do ensino
Sousa. sandra m. zakia avaliacao na organizacao do ensino
marcaocampos
 
Soares, magda linguagem e escola
Soares, magda   linguagem e escolaSoares, magda   linguagem e escola
Soares, magda linguagem e escola
marcaocampos
 
Sawaia, bader as artimanhas da exclusao
Sawaia, bader   as artimanhas da exclusaoSawaia, bader   as artimanhas da exclusao
Sawaia, bader as artimanhas da exclusao
marcaocampos
 
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadoresSaul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
marcaocampos
 
Sacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temosSacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temos
marcaocampos
 
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
marcaocampos
 
Piaget, jean para onde vai a educação
Piaget, jean para onde vai a educaçãoPiaget, jean para onde vai a educação
Piaget, jean para onde vai a educação
marcaocampos
 
Perrenoud, phillipie ensinando competencias
Perrenoud, phillipie   ensinando competenciasPerrenoud, phillipie   ensinando competencias
Perrenoud, phillipie ensinando competencias
marcaocampos
 
Perrenoud, phillipe pedagogia diferenciada- da inteção a a
Perrenoud, phillipe   pedagogia diferenciada- da inteção a aPerrenoud, phillipe   pedagogia diferenciada- da inteção a a
Perrenoud, phillipe pedagogia diferenciada- da inteção a a
marcaocampos
 
Peb i hipóteses de escrita texto
Peb i hipóteses de  escrita  textoPeb i hipóteses de  escrita  texto
Peb i hipóteses de escrita texto
marcaocampos
 
Peb i hipotese leitura texto
Peb i hipotese leitura   textoPeb i hipotese leitura   texto
Peb i hipotese leitura texto
marcaocampos
 
PEB l analise de texto
PEB l analise de textoPEB l analise de texto
PEB l analise de texto
marcaocampos
 
Oliveira, marta kholl vigostski - aprendizado e desenvolvi
Oliveira, marta kholl   vigostski - aprendizado e desenvolviOliveira, marta kholl   vigostski - aprendizado e desenvolvi
Oliveira, marta kholl vigostski - aprendizado e desenvolvi
marcaocampos
 
Mantoan, maria tereza égler, integracao de pessoas com defi
Mantoan, maria tereza égler, integracao  de pessoas com defiMantoan, maria tereza égler, integracao  de pessoas com defi
Mantoan, maria tereza égler, integracao de pessoas com defi
marcaocampos
 
Linhares, célia os professores e a reinvencao da escola
Linhares, célia   os professores e a reinvencao da escolaLinhares, célia   os professores e a reinvencao da escola
Linhares, célia os professores e a reinvencao da escola
marcaocampos
 
Lerner,delia ler e escrever na escola 3
Lerner,delia   ler e escrever na escola 3Lerner,delia   ler e escrever na escola 3
Lerner,delia ler e escrever na escola 3
marcaocampos
 
Lajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundo
Lajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundoLajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundo
Lajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundo
marcaocampos
 
La taylle, yves de o erro na perspectiva piagetiana
La taylle, yves de   o  erro na perspectiva piagetianaLa taylle, yves de   o  erro na perspectiva piagetiana
La taylle, yves de o erro na perspectiva piagetiana
marcaocampos
 

Mais de marcaocampos (20)

Vigotsky, a formacao social da mente cap. 6, 7 e 8
Vigotsky, a formacao social da mente  cap. 6, 7 e 8Vigotsky, a formacao social da mente  cap. 6, 7 e 8
Vigotsky, a formacao social da mente cap. 6, 7 e 8
 
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanalTardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
 
Sousa. sandra m. zakia avaliacao na organizacao do ensino
Sousa. sandra m. zakia   avaliacao na organizacao do ensino Sousa. sandra m. zakia   avaliacao na organizacao do ensino
Sousa. sandra m. zakia avaliacao na organizacao do ensino
 
Soares, magda linguagem e escola
Soares, magda   linguagem e escolaSoares, magda   linguagem e escola
Soares, magda linguagem e escola
 
Sawaia, bader as artimanhas da exclusao
Sawaia, bader   as artimanhas da exclusaoSawaia, bader   as artimanhas da exclusao
Sawaia, bader as artimanhas da exclusao
 
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadoresSaul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
 
Sacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temosSacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temos
 
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
 
Piaget, jean para onde vai a educação
Piaget, jean para onde vai a educaçãoPiaget, jean para onde vai a educação
Piaget, jean para onde vai a educação
 
Perrenoud, phillipie ensinando competencias
Perrenoud, phillipie   ensinando competenciasPerrenoud, phillipie   ensinando competencias
Perrenoud, phillipie ensinando competencias
 
Perrenoud, phillipe pedagogia diferenciada- da inteção a a
Perrenoud, phillipe   pedagogia diferenciada- da inteção a aPerrenoud, phillipe   pedagogia diferenciada- da inteção a a
Perrenoud, phillipe pedagogia diferenciada- da inteção a a
 
Peb i hipóteses de escrita texto
Peb i hipóteses de  escrita  textoPeb i hipóteses de  escrita  texto
Peb i hipóteses de escrita texto
 
Peb i hipotese leitura texto
Peb i hipotese leitura   textoPeb i hipotese leitura   texto
Peb i hipotese leitura texto
 
PEB l analise de texto
PEB l analise de textoPEB l analise de texto
PEB l analise de texto
 
Oliveira, marta kholl vigostski - aprendizado e desenvolvi
Oliveira, marta kholl   vigostski - aprendizado e desenvolviOliveira, marta kholl   vigostski - aprendizado e desenvolvi
Oliveira, marta kholl vigostski - aprendizado e desenvolvi
 
Mantoan, maria tereza égler, integracao de pessoas com defi
Mantoan, maria tereza égler, integracao  de pessoas com defiMantoan, maria tereza égler, integracao  de pessoas com defi
Mantoan, maria tereza égler, integracao de pessoas com defi
 
Linhares, célia os professores e a reinvencao da escola
Linhares, célia   os professores e a reinvencao da escolaLinhares, célia   os professores e a reinvencao da escola
Linhares, célia os professores e a reinvencao da escola
 
Lerner,delia ler e escrever na escola 3
Lerner,delia   ler e escrever na escola 3Lerner,delia   ler e escrever na escola 3
Lerner,delia ler e escrever na escola 3
 
Lajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundo
Lajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundoLajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundo
Lajolo, marisa do mundo da leitura para a leitura do mundo
 
La taylle, yves de o erro na perspectiva piagetiana
La taylle, yves de   o  erro na perspectiva piagetianaLa taylle, yves de   o  erro na perspectiva piagetiana
La taylle, yves de o erro na perspectiva piagetiana
 

Perrenoud, phillipie dez competencias para ensinar

  • 1. Dez competências para ensinar Philippe Perrenoud A especialização, o pensamento e as competências dos professores são objetos de inúmeros trabalhos, inspirados na ergonomia e na antropologia cognitiva, na psicologia e na sociologia do trabalho, bem como na análise das práticas. A obra de Perrenoud pretende ser um convite para uma viagem, e para debate, a partir de uma grande constatação: os programas de formação e as estratégias de inovação fundamentam-se, com demasiada freqüência, em representações pouco explícitas e, insuficientemente, negociadas do ofício e das competências subjacentes, ou, então, em referenciais técnicos e áridos, cujos fundamentos os leitores normalmente não assimilam. O ofício de professor não é imutável e por isso suas transformações passam, principalmente, pela emergência de novas competências reconhecidas, por exemplo, para enfrentar a crescente heterogeneidade dos efetivos escolares e a evolução dos programas. Para Perrenoud, todo referencial tende a se desatualizar pela mudança das práticas e, também, porque a maneira de concebê-las se transforma. Ele escolhe como referencial aquele que acentua as competências julgadas prioritárias por serem coerentes com o novo papel dos professores, com a evolução da formação contínua, com as reformas da formação inicial, com as ambições das políticas educativas. Enfim, um referencial compatível com os eixos de renovação da escola; individualizar e diversificar os percursos de formação, introduzir ciclos de aprendizagem, diferenciar a pedagogia, direcionar-se para uma avaliação mais formativa do que normativa, conduzir projetos de estabelecimento, desenvolver o trabalho em equipe docente e responsabilizar-se coletivamente pelos alunos, colocar as crianças no centro da ação pedagógica, recorrer aos métodos ativos, aos procedimentos de projeto, ao trabalho por problemas abertos e por situações-problema, desenvolver as competências e a transferência de conhecimentos, educar para a cidadania. Em um inventário não definitivo, nem exaustivo, são tratadas dez grandes famílias de competências. O autor nos alerta para o fato de nenhum referencial poder garantir uma representação consensual, completa e estável de um ofício das competências que ele operacionaliza. O referencial escolhido associa a cada competência principal algumas competências mais específicas, que são, de certa forma, seus componentes principais. Seguem-se abaixo as dez famílias propostas pelo autor com um referencial que servirá para seu melhor entendimento e para a formação de representações cada vez mais precisas de competências em questão. A noção de competência é designada pelo autor como uma capacidade de mobilizar diversos recursos cognitivos para enfrentar um tipo de situação, baseando-se em quatro aspectos: 1. as competências não são saberes ou atitudes, mas mobilizam, integram e orquestram tais recursos; 2. essa mobilização só é pertinente em situação, sendo cada situação singular, ainda que se possa tratá-la em analogia com outras, já encontradas; 3. o exercício da competência passa por operações mentais complexas subentendidas por esquemas de pensamento que permitem determinar (mais ou menos conscientemente e rapidamente) e realizar (de modo mais ou menos eficaz) uma ação relativamente adaptada à situação; 4. as competências profissionais constróem-se, em formação, mas também ao sabor da navegação diária de um professor, de uma situação de trabalho à outra. Administrar a progressão das aprendizagens mobiliza cinco competências mais específicas: 1. conceber e administrar situações-problema ajustadas ao nível e às possibilidades dos alunos; 2. adquirir visão longitudinal dos objetivos de ensino; 3. estabelecer laços com as teorias subjacentes às atividades de aprendizagem;
  • 2. 4. observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagem, de acordo com uma abordagem formativa; 5. fazer balanços periódicos de competências e tomar decisões de progressão. Na maioria das vezes, descrever uma competência equivale a evocar três elementos complementares: 1. os tipos de situações nas quais há um certo domínio; 2. os recursos que mobiliza, os conhecimentos teóricos ou metodológicos, as atitudes, o “saber fazer” (savoir-faire) e as competências mais específicas, os esquemas motores, os esquemas de percepção, de avaliação, de antecipação e de decisão; 3. A natureza dos esquemas de pensamento que permitem a solicitação, a mobilização e a orquestração dos recursos pertinentes em situação complexa e em tempo real. PHILIPPE PERRENOUD 10 NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR 1. organizar e dirigir situações de Aprendizagem · conhecer, para determinada disciplina, os conteúdos a serem ensinados e sua tradução em objetivos de aprendizagem; · construir e planejar dispositivos e seqüências didáticas 2. administrar a progressão das aprendizagens: · adquirir uma visão longitudinal dos objetivos do ensino; · observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagem, de acordo com uma abordagem formativa. 3. Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação: · fornecer apoio integrado, trabalhar com alunos portadores de grandes dificuldades; · desenvolver a cooperação entre os alunos e certas formas simples de ensino mútuo. 4. envolver os alunos em sua aprendizagem e em seu trabalho: · suscitar o desejo de aprender, explicitar a relação com o saber, o sentido do trabalho escolar e desenvolver na criança a capacidade de auto-avaliação; · favorecer a definição de um projeto pessoal do aluno. 5. Trabalhar em equipe: · enfrentar e analisar em conjunto situações complexas, práticas e problemas profissionais; · administrar crises ou conflitos interpessoais. 6. participar da administração da escola: · organizar e fazer evoluir, no âmbito da escola, a participação dos alunos; · coordenar, dirigir uma escola com todos os seus parceiros (serviços para escolares, bairro, associações de pais, professores de língua e cultura de origem). 7.informar e envolver os pais:
  • 3. · dirigir reuniões de informação e de debate; · envolver os pais na construção dos saberes. 8. utilizar novas tecnologias: · utilizar as ferramentas multimídia no ensino; · explorar as potencialidades didáticas dos programas em relação aos objetivos do ensino. 9.enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão: · lutar contra os preconceitos e as discriminações sexuais, étnicas e sociais; · desenvolver o senso de responsabilidade, a solidariedade e o sentimento de justiça. 10. administrar sua própria formação contínua: · saber explicitar as próprias práticas; · acolher a formação dos colegas e participar dela · negociar um projeto de formação comum com os colegas.