Oficina para Equipe Diretiva

1.537 visualizações

Publicada em

Material apresentado na VI Semana Pedagógica em Itabaianinha /SE.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Oficina para Equipe Diretiva

  1. 1.   Os quatro pilares básicos para a escola de hoje, que juntos formam uma unidade, dependes um da realização dos outros, segundo José Carlos Libâneo. 1. O primeiro deles é o de preparar os alunos para o processo produtivo e para a vida na sociedade atual, investindo na formação geral, isto é, no domínio de instrumentos básicos: conhecimentos, conceitos, habilidades, valores, atitudes que propiciem uma visão de conjunto das coisas, capacidade de tomar decisões, de fazer análises globalizantes de interpretar informações, de trabalhar em equipes interdisciplinares, etc. PAPEL DA ESCOLA
  2. 2.  PAPEL DA ESCOLA NOVO PERFIL DA JUVENTUDE QUE TEM TUDO NAS MÃOS. Preparada do ponto de vista das habilidades, despreparada porque não sabe lidar com frustrações. Preparada porque é capaz de usar as ferramentas da tecnologia, despreparada porque despreza o esforço. Preparada porque conhece o mundo em que só é servido (sic), despreparada porque desconhece a fragilidade da matéria da vida. E por tudo isso sofre, sofre muito, porque foi ensinada a acreditar que nasceu com o patrimônio da felicidade. E não foi ensinada a criar a partir da dor. (Jornalista Eliane Brum)
  3. 3.  PAPEL DA ESCOLA VAMOS A PRÁTICA: A escola desenvolveu um projeto ambiental, com tema cuidados com o lixo. Os alunos participaram de todas as atividades do projeto, tiraram notas médias e altas (conhecimento), entenderam a importância coletiva do tema (valor), desenvolveram técnicas de como selecionar e armazenar corretamente os resíduos (habilidades), porém, o pátio da escola permanece sujo. MORAL: Não houve a aprendizagem significativa já que não se percebeu uma mudança de comportamento/atitude.
  4. 4.  2. Em segundo lugar, auxiliar os alunos nas competências do pensar autônomo, crítico e criativo, para que estes possam desenvolver a capacidade de aprender, de desenvolver os próprios meios de pensamento, de buscar informações. PAPEL DA ESCOLA
  5. 5.  PAPEL DA ESCOLA 3. O terceiro é a formação para a cidadania crítica e participativa, onde escolas criem espaços de participação dos alunos dentro e fora da sala de aula de forma organizada onde estes possam praticar democracia, iniciativa, liderança e responsabilidade.
  6. 6.  EXEMPLOS: participação de conselhos de classes, ou escolar. Desenvolver GINCANAS, JOGOS ESTUDANTIS, JORNAL CONTÍNUO, SARAUS, todas as atividades em grupo. A importância de estruturar as atividades com clareza e facilidade no entendimento sobre as regras e do respeito e admiração ao próximo. PAPEL DA ESCOLA
  7. 7. O quarto objetivo é a formação ética. É urgente que os diretores, coordenadores e professores entendam que a educação moral é uma necessidade premente da escola atual e que eles precisam constantemente investir na capacitação efetiva para empregos reais e na formação do sujeito político socialmente responsável. PAPEL DA ESCOLA
  8. 8.  PAPEL DO DIRETOR
  9. 9.   Ele deve ser um profissional que, na definição clássica do pesquisador Antônio Carlos Gomes da Costa, conjuga três perfis básicos: Administrador escolar: mantém a escola dentro das normas do sistema educacional, segue portarias e instruções, é exigente no cumprimento de prazos; Supervisor pedagógico: valoriza a qualidade do ensino, o projeto pedagógico, a supervisão e a orientação pedagógica e cria oportunidades de capacitação docente; Líder sociocomunitário: preocupa-se com a gestão democrática e com a participação da comunidade, está sempre rodeado de pais, alunos e lideranças do bairro, abre a escola nos finais de semana e permite trânsito livre em sua sala. PAPEL DO DIRETOR
  10. 10.  PAPEL DO DIRETOR As principais funções do diretor: 1. Cuidar das finanças da escola; 2. Prestar contas à comunidade; 3. Conhecer a legislação e as normas da Secretaria de Educação para reivindicar ações junto a esse órgão; 4. Identificar as necessidades da instituição e buscar soluções junto às comunidades interna e externa e à Secretaria de Educação; 5. Prezar pelo bom relacionamento entre os membros da equipe escolar, garantindo um ambiente agradável; 6. Manter a escola limpa e organizada;
  11. 11.  PAPEL DO DIRETOR As principais funções do diretor: 7. Garantir a integridade física da escola, tanto na manutenção dos ambientes quanto dos objetos e equipamentos; 8. Conduzir a elaboração do projeto político-pedagógico, o PPP, mobilizando toda a comunidade escolar nesse trabalho e garantindo que o processo seja democrático até o fim; 9. Acompanhar o cotidiano da sala de aula e o avanço na aprendizagem dos alunos; 10. Ser parceiro do coordenador pedagógico na gestão da aprendizagem dos alunos; 11. Incentivar e apoiar a implantação de projetos e iniciativas inovadoras, provendo o material e o espaço necessário para seu desenvolvimento; 12. Gerenciar e articular o trabalho de professores, coordenadores, orientadores e funcionários; 13. Manter a comunicação com os pais e atendê-los quando necessário.
  12. 12.  FLUXOGRAMA DO DIRETOR DIRETOR PPP RELAÇÕES INTERPESSOAIS DIAGNÓSTICO S DA ESCOLA ADMINISTRATIV O: RH, FINANCEIRO, PATRIMONIO, INFRAESTRUTUR A PEDAGÓGICO PLANEJAMENTO ANÁLISE DOS RESULTADOS ESTUDOS PARA INTERVENÇÕES ENCONTRO COM A EQUIPE ESCOLAR E COMUNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS
  13. 13.  O COORDENADOR
  14. 14.  1. Identidade profissional: QUAL É O SEU PAPEL? 2. Concepção de formação Se essa é a essência do trabalho da coordenação pedagógica, quem a exerce tem de ter consciência de que não basta encaminhar os docentes para cursos da Secretaria ou repassar programas prontos. O trabalho do dia a dia deve incluir o monitoramento constante das práticas em sala de aula. "A melhor forma de disseminar a ideia é debatê-la em encontros periódicos com profissionais da rede", diz Cybele. O COORDENADOR
  15. 15. 3. Relações interpessoais Para ser articulador e formador, ele deve saber se relacionar bem. Só assim conseguirá observar a aula sem parecer um fiscal intrometido, apresentar críticas sem despertar raiva e integrar um professor novato. 4. Liderança e condução de grupo O líder pedagógico tem que ter competência para conduzir a equipe em reuniões de trabalho, conquistando a adesão de pessoas. Quem pensa não ter essa habilidade pode aprender desde que se disponha. O COORDENADOR
  16. 16.  5. Planejamento Elaborar uma pauta produtiva para os horários de trabalho coletivo e para reuniões setorizadas, orientar os professores a planejar as aulas, o semestre e o ano e criar estratégias para melhorar o trabalho em sala de aula. 6. Estratégias de avaliação Para ajudar os docentes a aprimorar o trabalho, o coordenador precisa saber observá-los em aula, analisando o conhecimento do conteúdo, a forma como ele é ensinado e as interações. A supervisão em serviço, como uma tutoria, é a melhor forma de fornecer parâmetros para ele criar suas ferramentas de acompanhamento. O COORDENADOR
  17. 17. 7 Instrumentos metodológicos e cuidados com seus manuseios e conservação Alguns documentos são essenciais para o líder da equipe docente: Os planejamentos dos docentes, simulados, sistemáticas, resultados bimestrais, demais estatísticas, por exemplo, dão pistas sobre as necessidades de ensino que precisam ser supridas e devem ser arquivados, assim como o portfólio de cada turma, com relatos, fotos, produções dos alunos, registro de dúvidas e notas sobre avanços, que ajuda a avaliar a evolução de uma classe. Tudo isso pode ser arquivado por data ou tema. 8 Conhecimentos didáticos (possibilidade de intervenção) Só conhecendo as peculiaridades das diferentes fases de desenvolvimento da criança e do adolescente e a forma como se aprende em cada uma delas o coordenador é capaz de avaliar se os métodos usados em sala de aula são apropriados. Ele precisa ainda ter clareza sobre os mecanismos de assimilação dos adultos, pois conduz os docentes em um processo dinâmico, no qual eles ensinam e aprendem ao mesmo tempo. O COORDENADOR
  18. 18.  O COORDENADOR 9 Tematização da prática Consiste na reflexão, à luz de teorias, sobre boas práticas em sala de aula - em geral, gravadas em vídeo. O objetivo é que o docente aprenda vendo modelos, pensando sobre eles e discutindo-os. Cabe ao coordenador fornecer a base teórica e indicar como aquele exemplo pode ser usado em sala. 10 Troca de experiências Se um professor fez um projeto de sucesso, outros docentes devem conhecer o trabalho. Portanto, o coordenador precisa saber documentar, sistematizar e compartilhar experiências. Isso pode ser feito na escola, com a criação de um arquivo de boas práticas aberto a consultas, ou na internet, com a organização de uma rede colaborativa, da qual docentes de outras escolas podem participar. De novo, poderá aprender a fazer isso com uma orientação individualizada. http://gestaoescolar.abril.com.br/formacao/10-conteudos-indispensaveis- formacao-coordenador-pedagogico-629894.shtml
  19. 19.  COORDENADOR FORMADOR PPP DIAGNÓSTICO PLANEJAMENTO COORD/PROF ANÁLISE DOS RESULTADOS ESTUDOS PARA INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ENCONTRO PARA SUPERAÇÃO DAS DIFICULDADES - HTPC FLUXOGRAMA DO COORDENADOR SUPORTEDAATIVIDADEPEDAGÓGICA
  20. 20.  O QUE NÃO COMPETE E NEM DEVE O COORDENADOR FAZER 1. ASSUMIR O PAPEL DO SECRETÁRIO ESCOLAR. 2. SER FISCAL 3. SER O PSICÓLOGO - DEVIDO AS BRIGAS CONSTANTES DE ALUNOS. OBSERVAÇÃO O ALUNO INDISCIPLINADO É UM SINAL DE QUE PRECISA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA PARA DIRECIONA-LO A MOTIVAÇÃO PELA APRENDIZAGEM. PORÉM, O COORDENADOR NÃO PODE E NEM DEVE ESTÁ SEPARANDO BRIGAS OU TENDO QUE ASSUMIR O TEMPO TODO UM ALUNO QUE É REJEITADO DIARIAMENTE DA SALA DE AULA. 4. SER O SINDICO OU O INSPETOR – NO QUAL A MAIOR PREOCUPAÇÃO É COM O ESTADO DO PRÉDIO. 5. RELAÇÕES PÚBLICAS – TEM GINCANA, FESTA JUNINA OU QUALQUER EVENTO NA ESCOLA? ELE CORTA BANDEIROLAS E FAZ CARTAZES E CONVITES. BEM COMO CORRER ATRAS DE PATROCÍNIO E/OU PARCERIAS.
  21. 21.  PRATICANDO CONSTITUIR GRUPOS DE 10 PESSOAS SENDO: 1. COORDENADOR + ATIVIDADE PEDAGÓGICA 2. DIRETOR + SECRETÁRIO META: ELABORAR O PLANEJAMENTO (ANUAL E ROTINA) CORRESPONDENTE A CADA PAPEL (COORDENADOR E DIRETOR)
  22. 22.
  23. 23.
  24. 24.
  25. 25.
  26. 26.  DESAFIOS DO DIRETOR/SECRETÁRIO ESCOLAR 1. PROJETO INOVADOR PARA OBTER O APOIO DA COMUNIDADE NA ESCOLA 2. RELAÇÕES INTERPESSOAIS. COMO CRIAR UM CLIMA AGRADAVEL NO AMBIENTE ESCOLAR? 3. VIOLÊNCIA NA ESCOLA E NO ENTORNO. 4. COMO AUXILIAR A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA SUPERAÇÃO DOS FRACASSOS NOS INDICADORES DE APRENDIZAGEM? 5. EVASÃO, FICAR ATENTO E BUSCAR RECUPERAR O ALUNO. 6. COMO O SECRETÁRIO ESCOLAR PODE AUXILIAR AO COORDENADOR E AO PROFISSIONAL DA ATIVIDADE PEDAGÓGICA?
  27. 27. 1. COMO ORIENTAR DIDATICAMENTE OS PAIS PARA OBTERMOS UM ACOMPANHAMENTO ESCOLAR DE SEUS FILHOS MAIS EFICAZ? 2. PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA TURMA DE COM DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM. 3. PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA TURMAS COM DISTORÇÃO IDADE SÉRIE. 4. ELABORANDO O RELATÓRIO/INSTRUMENTAL “PERFIL DA TURMA” 5. COMO TRABALHAR COM AS TURMAS MULTISSERIADAS? 6. MOTIVAÇÃO DO ALUNO E A NEUROCIENCIA. DESAFIOS DO COORDENADOR/ATIVIDADE PEDAGÓGICA
  28. 28.  OBRIGADA!

×