SlideShare uma empresa Scribd logo
da A FUNÇÃO SOCIAL  CASA ESPÍRITA ORGANIZAÇÃO: Fatima Araujo de Carvalho  -  CEJEN  - julho 2009
SAPSE -  SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA  E PROMOÇÃO SOCIAL ESPÍRITA
Assistência Social, através dos tempos Assistência Social com o Espiritismo Assistência Social  com o Cristo e depois dEle Assistência Social antes do Cristo
Assistência Social, através dos tempos Assistência Social antes do Cristo
Assistência Social, através dos tempos Assistência Social  com o Cristo e depois dEle
CARIDADE Qual o verdadeiro sentido  da palavra caridade, tal como a entendia Jesus? ALLAN KARDEC  questão 886
cap. X, XI, XII, XIII e XV fundamenta a prática da fraternidade  no Evangelho do Cristo
PARÁBOLA DO BOM SAMARITANO
 
ENEVOLÊNCIA para com todos, NDULGÊNCIA para as imperfeições dos outros ERDÃO das ofensas
Assistência Social com o Cristo e depois dEle ,[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
REVOLUÇÃO FRANCESA - ANO 1.789 marca a primeira vitória na luta pelo reconhecimento dos Direitos Humanos, com a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.
REVOLUÇÃO FRANCESA - ANO 1.789 LIBERDADE, IGUALDADE  E FRATERNIDADE
DECLARAÇÃO UNIVERSAL  DOS DIREITOS HUMANOS LIBERDADE, IGUALDADE  E FRATERNIDADE  -  ONU –  10 de dezembro de 1948
SEGUNDO KARDEC: FRATERNIDADE, IGUALDADE  E LIBERDADE Kardec, O.P. p. 234
 
Assistência Social com o Espiritismo
ATIVIDADE-FIM  DA CASA ESPÍRITA Assistência Social  com o Espiritismo
ASSISTÊNCIA SOCIAL -  Da Esmola à Promoção Integral do Homem CARIDADE
a) Atender às pessoas e às famílias assistidas pelo Centro Espírita, conjugando a ajuda material, o socorro espiritual e a orientação moral-doutrinária,  FINALIDADES: visando à sua promoção social e crescimento espiritual.
CONCEITO ASSISTIDOS SOMOS TODOS NÓS  COM CARÊNCIAS DIVERSAS CARIDADE
CARIDADE MATERIAL
CARIDADE PROMOÇÃO SOCIAL
CARIDADE ESPIRITUAL
Assistência Social Assistencialismo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ENFOQUE: CARIDADE PROMOÇÃO SOCIAL DO  HOMEM INTEGRAL (CORPO-ESPÍRITO)
ENFOQUE: CARIDADE ELEVANDO-SE O SER HUMANO PELO TRABALHO,  A FIM DE AUXILIÁ-LO NA SUA ESCALADA EVOLUTIVA,  SOB AS BÊNÇÃOS DA REENCARNAÇÃO.
A ATIVIDADE-FIM  DE TODAS AS INSTITUIÇÕES ESPÍRITAS SERÁ SEMPRE A PRÁTICA DA CARIDADE, NO SEU SENTIDO MAIS ABRANGENTE  E MAIS PROFUNDO,  COMO A APRESENTA A DOUTRINA ESPÍRITA, INCLUINDO, NESTA PRÁTICA, NECESSARIAMENTE, O ESTUDO E A DIFUSÃO DO ESPIRITISMO ATIVIDADE-FIM DA CASA ESPÍRITA CARIDADE
Então os justos lhe perguntarão:  MATEUS, 25:37  a 40 Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer?  ou com sede, e te demos de beber?
Então os justos lhe perguntarão:  MATEUS, 25:37  a 40 Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos?  ou nu  e te vestimos?
Então os justos lhe perguntarão:  MATEUS, 25:37  a 40 Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te?
E responder-lhes-á o Rei:  MATEUS, 25:37  a 40 Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes.
Os Espíritos Superiores, através de São Vicente de Paulo, nos alertam: “ (...) Não pode a alma elevar-se às altas regiões espirituais, senão pelo devotamento ao próximo; somente nos arroubos da caridade encontra ela ventura e consolação.  Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprido esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.
Os Espíritos Superiores, através de São Vicente de Paulo, nos alertam: “ (...) Não pode a alma elevar-se às altas regiões espirituais, senão pelo devotamento ao próximo; somente nos arroubos da caridade encontra ela ventura e consolação.  Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprido esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.
Por que além da promoção social também o  crescimento espiritual?
Cartas e crônicas – Irmão X
01 - LIÇÃO DAS TREVAS No vale das trevas, delirava a legião de Espíritos infelizes. Rixas, obscenidades, doestos, baldões. Planejavam-se assaltos, maquinavam-se crimes. O Espírito Benfeitor penetrou a caverna, apaziguando e abençoando. Aqui, abraçava um desventurado, apartando-o da malta, de modo a entregá-lo, mais tarde, a equipes socorristas; mais adiante, aliviava com suave magnetismo a cabeça atormentada de entidades em desvario.
01 - LIÇÃO DAS TREVAS O serviço assistencial seguia difícil, quando enfurecido mandante da crueldade, ao descobri-lo, se aquietou em súbita acalmia e, impondo respeitosa serenidade a chusma de loucos, declinou-lhe a nobre condição.  Que os companheiros rebelados se acomodassem, deixando livre passagem àquele que reconhecia por missionário do bem.
01 - LIÇÃO DAS TREVAS - Conheces-me? - interrogou o recém-chegado, entra espantado e agradecido. - Sim - disse o rude empreiteiro da sombra -, eu era um doente na Terra e curaste meu corpo que a moléstia desfigurava. Lembro-me perfeitamente de teu cuidado ao lavar-me as feridas. Os circunstantes entraram na conversação de improviso e um deles, de dura carranca, apontou o visitador e clamou para o amigo:
01 - LIÇÃO DAS TREVAS Que mais te fez este homem no mundo para que sejamos forçados à deferência? Deu-me teto e agasalho. Outro inquiriu: Que mais? Supriu minha casa de pão e roupa, libertando-nos, a mim e a família, da nudez e da fome. Outro ainda perguntou com ironia: Mais nada?
01 - LIÇÃO DAS TREVAS Muitas vezes, dividia comigo o que trazia na bolsa, entregando-me abençoado dinheiro para que a penúria não me arrasasse. Estabelecido o silêncio, o Espírito Benfeitor, encorajado pelo que ouvia, indagou com humildade: Meu irmão, nada fiz senão cumprir o dever que a fraternidade me impunha; entretanto, se te mostras tão generoso para comigo, em tuas manifestações de reconhecimento e de amor que reconheço não merecer, porque te entregas, assim, à obsessão e à delinqüência?! .
01 - LIÇÃO DAS TREVAS O interpelado pareceu sensibilizar-se, meneou tristemente a cabeça e explicou: Em verdade, és bom e amparaste a minha vida, mas não me ensinaste a viver!
01 - LIÇÃO DAS TREVAS Espíritas, irmãos! Cultivemos a divulgação da Doutrina Renovadora que nos esclarece e reúne! Com o pão do corpo, estendamos a luz da alma que nos habilite a aprender e compreender, raciocinar e servir..
MATERIAL ESPIRITUAL CARIDADE ASSISTÊNCIA FRATERNA
CARIDADE PROMOÇÃO SOCIAL
OFICINA INFORMÁTICA
 
Alimento material
Oficina de Artesanato Promoção Social
Oficina de Artesanato Capacitação para geração de renda própria
Oficina de Artesanato
Bazar Artesanato
Comemoração aniversariantes do mês INTEGRAÇÃO DOS VOLUNTÁRIOS E DOS ASSISTIDOS
ESTUDO SEMANAL  DO EVANGELHO
ESTUDO SEMANAL  DO EVANGELHO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
CARIDADE ESPIRITUAL
CARIDADE Assistência Espiritual
Assistência IMEDIATA Passe - lavarrápido
MAQUIAGEM TRANSFORMADORA APARÊNCIA EXTERIOR
CARIDADE Assistência Espiritual Palestras públicas auxiliam no esclarecimento ao  necessitado, que irá mudando a sintonia mental, atraindo as coisas boas, emanando vibrações de amor, se autoajudando.
ALIMENTO PARA A ALMA Sofremos influenciações, necessitamos de reequilíbrio fluídico, harmonização interior. É necessário receber o auxílio espiritual. Tanto obsidiado quanto obsessor devem receber o auxílio espiritual da palestra, do passe, da água fluidificada.
ALIMENTO PARA A ALMA
ALIMENTO PARA A ALMA ORAÇÃO
 
 
 
Pelo convite ao despertar  do  espírito PONTO  DE  MUTAÇÃO : A Transformação  para uma nova consciência humana
CONTRIBUI PARA A CONSTRUÇÃO DA PAZ NA GRANDE OBRA DE REGENERAÇÃO DA HUMANIDADE   PROPOSTA DE PROMOÇÃO SOCIAL ESPÍRITA:
Vigiemos, oremos e façamos o bem, até o limite de nossas possibilidades!
ASSISTÊNCIA  FRATERNAL Maria Dolores
Deus te compense, alma boa, A ti, que estendes a mão, Repartindo alegremente carinho, agasalho e pão.
Deus te envolva em alegria  Todo esforço de esquecer A ofensa que se te faça, Buscando a paz por prazer.
Deus te exalte o gesto amigo quando levantas alguém Da tristeza do infortúnio Para as estradas do bem.
Deus te engrandeça o trabalho Com que te esqueces e vais Auxiliar e servir Àqueles que sofrem mais.
Por toda a bênção que espalhes Que o mundo nem sempre diz Que a Vida te recompense E Deus te faça feliz.
MUITA PAZ !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
Mauro Santos
 
Inimigos desencarnados
Inimigos desencarnadosInimigos desencarnados
Inimigos desencarnados
Graça Maciel
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
Divulgador do Espiritismo
 
Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
Leonardo Pereira
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Divulgador do Espiritismo
 
Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
Denise Tamaê
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
nelmarvoc
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
igmateus
 
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIODESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
Jorge Luiz dos Santos
 
O Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDEO Centro Espírita - ESDE
Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)
Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)
Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)
Sonia Dalmeida Dalmeida
 
Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel
Ceile Bernardo
 
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Euzebio Raimundo da Silva
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O Papel do Centro Espírita
O Papel do Centro EspíritaO Papel do Centro Espírita
O Papel do Centro Espírita
Ricardo Azevedo
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 

Mais procurados (20)

PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
 
Inimigos desencarnados
Inimigos desencarnadosInimigos desencarnados
Inimigos desencarnados
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
 
Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
 
Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
 
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIODESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
 
O Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDEO Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDE
 
Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)
Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)
Dimensoes espirituais do centro espirita (suely caldas schubert)
 
Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel
 
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
O Papel do Centro Espírita
O Papel do Centro EspíritaO Papel do Centro Espírita
O Papel do Centro Espírita
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
 

Semelhante a O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA

Convite
ConviteConvite
Convite
Klenze Soares
 
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaValores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Fatima Carvalho
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
Eduardo Manoel Araujo
 
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terraBem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
msdbiasi
 
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Mediunidade o que é isso apostila 030
Mediunidade o que é isso   apostila 030Mediunidade o que é isso   apostila 030
Mediunidade o que é isso apostila 030
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Estudando a mediunidade
Estudando a mediunidadeEstudando a mediunidade
Estudando a mediunidade
havatar
 
Mediunidade o que é isso apostila 035
Mediunidade o que é isso   apostila 035Mediunidade o que é isso   apostila 035
Mediunidade o que é isso apostila 035
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Correio de luz julho-2014-impressao
Correio de luz julho-2014-impressaoCorreio de luz julho-2014-impressao
Correio de luz julho-2014-impressao
Ume Maria
 
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Leonardo Pereira
 
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
Fatima Carvalho
 
A fe e a caridade (allan kardec)
A fe e a caridade (allan kardec)A fe e a caridade (allan kardec)
A fe e a caridade (allan kardec)
MovimentoEspirita
 
Mediunidade o que é isso apostila 022
Mediunidade o que é isso   apostila 022Mediunidade o que é isso   apostila 022
Mediunidade o que é isso apostila 022
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Pery Salgado
 
Caridade um reflexo de amor
Caridade um reflexo de amorCaridade um reflexo de amor
Caridade um reflexo de amor
Helio Cruz
 
Correio de luz julho-2014
Correio de luz julho-2014Correio de luz julho-2014
Correio de luz julho-2014
Ume Maria
 
Estudando a mediunidade (martins peralva)
Estudando a mediunidade (martins peralva)Estudando a mediunidade (martins peralva)
Estudando a mediunidade (martins peralva)
Helio Cruz
 
Bezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atual
Bezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atualBezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atual
Bezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atual
Fatima Carvalho
 
Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........
Sonia Dalmeida Dalmeida
 
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda... Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Tiburcio Santos
 

Semelhante a O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA (20)

Convite
ConviteConvite
Convite
 
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaValores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
 
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terraBem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
 
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
 
Mediunidade o que é isso apostila 030
Mediunidade o que é isso   apostila 030Mediunidade o que é isso   apostila 030
Mediunidade o que é isso apostila 030
 
Estudando a mediunidade
Estudando a mediunidadeEstudando a mediunidade
Estudando a mediunidade
 
Mediunidade o que é isso apostila 035
Mediunidade o que é isso   apostila 035Mediunidade o que é isso   apostila 035
Mediunidade o que é isso apostila 035
 
Correio de luz julho-2014-impressao
Correio de luz julho-2014-impressaoCorreio de luz julho-2014-impressao
Correio de luz julho-2014-impressao
 
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
 
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
 
A fe e a caridade (allan kardec)
A fe e a caridade (allan kardec)A fe e a caridade (allan kardec)
A fe e a caridade (allan kardec)
 
Mediunidade o que é isso apostila 022
Mediunidade o que é isso   apostila 022Mediunidade o que é isso   apostila 022
Mediunidade o que é isso apostila 022
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
 
Caridade um reflexo de amor
Caridade um reflexo de amorCaridade um reflexo de amor
Caridade um reflexo de amor
 
Correio de luz julho-2014
Correio de luz julho-2014Correio de luz julho-2014
Correio de luz julho-2014
 
Estudando a mediunidade (martins peralva)
Estudando a mediunidade (martins peralva)Estudando a mediunidade (martins peralva)
Estudando a mediunidade (martins peralva)
 
Bezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atual
Bezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atualBezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atual
Bezerra Menezes mensagem: O espírita cristão no mundo atual
 
Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........
 
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda... Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
 

Mais de Fatima Carvalho

Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores
Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Fatima Carvalho
 
Mulheres novos rumos 2015
Mulheres novos rumos  2015Mulheres novos rumos  2015
Mulheres novos rumos 2015
Fatima Carvalho
 
As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho
Fatima Carvalho
 
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoEurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Fatima Carvalho
 
A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015
Fatima Carvalho
 
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Fatima Carvalho
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
Fatima Carvalho
 
Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)
Fatima Carvalho
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
Fatima Carvalho
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
Fatima Carvalho
 
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos ExistenciaisVazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Fatima Carvalho
 
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Fatima Carvalho
 
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Fatima Carvalho
 
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorCasimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Fatima Carvalho
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
Fatima Carvalho
 
Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011
Fatima Carvalho
 
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAOOS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
Fatima Carvalho
 

Mais de Fatima Carvalho (20)

Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores
Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
 
Mulheres novos rumos 2015
Mulheres novos rumos  2015Mulheres novos rumos  2015
Mulheres novos rumos 2015
 
As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho
 
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoEurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
 
A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015
 
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
 
Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
 
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos ExistenciaisVazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
 
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
 
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
 
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
 
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
 
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
 
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorCasimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
 
Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011Narcisismo na juventude 09 2011
Narcisismo na juventude 09 2011
 
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAOOS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
 

Último

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 

Último (12)

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 

O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA

  • 1. da A FUNÇÃO SOCIAL CASA ESPÍRITA ORGANIZAÇÃO: Fatima Araujo de Carvalho - CEJEN - julho 2009
  • 2. SAPSE - SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA E PROMOÇÃO SOCIAL ESPÍRITA
  • 3. Assistência Social, através dos tempos Assistência Social com o Espiritismo Assistência Social com o Cristo e depois dEle Assistência Social antes do Cristo
  • 4. Assistência Social, através dos tempos Assistência Social antes do Cristo
  • 5. Assistência Social, através dos tempos Assistência Social com o Cristo e depois dEle
  • 6. CARIDADE Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, tal como a entendia Jesus? ALLAN KARDEC questão 886
  • 7. cap. X, XI, XII, XIII e XV fundamenta a prática da fraternidade no Evangelho do Cristo
  • 8. PARÁBOLA DO BOM SAMARITANO
  • 9.  
  • 10. ENEVOLÊNCIA para com todos, NDULGÊNCIA para as imperfeições dos outros ERDÃO das ofensas
  • 11.
  • 12.  
  • 13.  
  • 14. REVOLUÇÃO FRANCESA - ANO 1.789 marca a primeira vitória na luta pelo reconhecimento dos Direitos Humanos, com a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.
  • 15. REVOLUÇÃO FRANCESA - ANO 1.789 LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE
  • 16. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE - ONU – 10 de dezembro de 1948
  • 17. SEGUNDO KARDEC: FRATERNIDADE, IGUALDADE E LIBERDADE Kardec, O.P. p. 234
  • 18.  
  • 19. Assistência Social com o Espiritismo
  • 20. ATIVIDADE-FIM DA CASA ESPÍRITA Assistência Social com o Espiritismo
  • 21. ASSISTÊNCIA SOCIAL - Da Esmola à Promoção Integral do Homem CARIDADE
  • 22. a) Atender às pessoas e às famílias assistidas pelo Centro Espírita, conjugando a ajuda material, o socorro espiritual e a orientação moral-doutrinária, FINALIDADES: visando à sua promoção social e crescimento espiritual.
  • 23. CONCEITO ASSISTIDOS SOMOS TODOS NÓS COM CARÊNCIAS DIVERSAS CARIDADE
  • 27.
  • 28. ENFOQUE: CARIDADE PROMOÇÃO SOCIAL DO HOMEM INTEGRAL (CORPO-ESPÍRITO)
  • 29. ENFOQUE: CARIDADE ELEVANDO-SE O SER HUMANO PELO TRABALHO, A FIM DE AUXILIÁ-LO NA SUA ESCALADA EVOLUTIVA, SOB AS BÊNÇÃOS DA REENCARNAÇÃO.
  • 30. A ATIVIDADE-FIM DE TODAS AS INSTITUIÇÕES ESPÍRITAS SERÁ SEMPRE A PRÁTICA DA CARIDADE, NO SEU SENTIDO MAIS ABRANGENTE E MAIS PROFUNDO, COMO A APRESENTA A DOUTRINA ESPÍRITA, INCLUINDO, NESTA PRÁTICA, NECESSARIAMENTE, O ESTUDO E A DIFUSÃO DO ESPIRITISMO ATIVIDADE-FIM DA CASA ESPÍRITA CARIDADE
  • 31. Então os justos lhe perguntarão: MATEUS, 25:37 a 40 Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
  • 32. Então os justos lhe perguntarão: MATEUS, 25:37 a 40 Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? ou nu e te vestimos?
  • 33. Então os justos lhe perguntarão: MATEUS, 25:37 a 40 Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te?
  • 34. E responder-lhes-á o Rei: MATEUS, 25:37 a 40 Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes.
  • 35. Os Espíritos Superiores, através de São Vicente de Paulo, nos alertam: “ (...) Não pode a alma elevar-se às altas regiões espirituais, senão pelo devotamento ao próximo; somente nos arroubos da caridade encontra ela ventura e consolação. Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprido esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.
  • 36. Os Espíritos Superiores, através de São Vicente de Paulo, nos alertam: “ (...) Não pode a alma elevar-se às altas regiões espirituais, senão pelo devotamento ao próximo; somente nos arroubos da caridade encontra ela ventura e consolação. Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprido esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.
  • 37. Por que além da promoção social também o crescimento espiritual?
  • 38. Cartas e crônicas – Irmão X
  • 39. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS No vale das trevas, delirava a legião de Espíritos infelizes. Rixas, obscenidades, doestos, baldões. Planejavam-se assaltos, maquinavam-se crimes. O Espírito Benfeitor penetrou a caverna, apaziguando e abençoando. Aqui, abraçava um desventurado, apartando-o da malta, de modo a entregá-lo, mais tarde, a equipes socorristas; mais adiante, aliviava com suave magnetismo a cabeça atormentada de entidades em desvario.
  • 40. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS O serviço assistencial seguia difícil, quando enfurecido mandante da crueldade, ao descobri-lo, se aquietou em súbita acalmia e, impondo respeitosa serenidade a chusma de loucos, declinou-lhe a nobre condição. Que os companheiros rebelados se acomodassem, deixando livre passagem àquele que reconhecia por missionário do bem.
  • 41. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS - Conheces-me? - interrogou o recém-chegado, entra espantado e agradecido. - Sim - disse o rude empreiteiro da sombra -, eu era um doente na Terra e curaste meu corpo que a moléstia desfigurava. Lembro-me perfeitamente de teu cuidado ao lavar-me as feridas. Os circunstantes entraram na conversação de improviso e um deles, de dura carranca, apontou o visitador e clamou para o amigo:
  • 42. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS Que mais te fez este homem no mundo para que sejamos forçados à deferência? Deu-me teto e agasalho. Outro inquiriu: Que mais? Supriu minha casa de pão e roupa, libertando-nos, a mim e a família, da nudez e da fome. Outro ainda perguntou com ironia: Mais nada?
  • 43. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS Muitas vezes, dividia comigo o que trazia na bolsa, entregando-me abençoado dinheiro para que a penúria não me arrasasse. Estabelecido o silêncio, o Espírito Benfeitor, encorajado pelo que ouvia, indagou com humildade: Meu irmão, nada fiz senão cumprir o dever que a fraternidade me impunha; entretanto, se te mostras tão generoso para comigo, em tuas manifestações de reconhecimento e de amor que reconheço não merecer, porque te entregas, assim, à obsessão e à delinqüência?! .
  • 44. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS O interpelado pareceu sensibilizar-se, meneou tristemente a cabeça e explicou: Em verdade, és bom e amparaste a minha vida, mas não me ensinaste a viver!
  • 45. 01 - LIÇÃO DAS TREVAS Espíritas, irmãos! Cultivemos a divulgação da Doutrina Renovadora que nos esclarece e reúne! Com o pão do corpo, estendamos a luz da alma que nos habilite a aprender e compreender, raciocinar e servir..
  • 46. MATERIAL ESPIRITUAL CARIDADE ASSISTÊNCIA FRATERNA
  • 49.  
  • 51. Oficina de Artesanato Promoção Social
  • 52. Oficina de Artesanato Capacitação para geração de renda própria
  • 55. Comemoração aniversariantes do mês INTEGRAÇÃO DOS VOLUNTÁRIOS E DOS ASSISTIDOS
  • 56. ESTUDO SEMANAL DO EVANGELHO
  • 57. ESTUDO SEMANAL DO EVANGELHO
  • 58.
  • 59.  
  • 62. Assistência IMEDIATA Passe - lavarrápido
  • 64. CARIDADE Assistência Espiritual Palestras públicas auxiliam no esclarecimento ao necessitado, que irá mudando a sintonia mental, atraindo as coisas boas, emanando vibrações de amor, se autoajudando.
  • 65. ALIMENTO PARA A ALMA Sofremos influenciações, necessitamos de reequilíbrio fluídico, harmonização interior. É necessário receber o auxílio espiritual. Tanto obsidiado quanto obsessor devem receber o auxílio espiritual da palestra, do passe, da água fluidificada.
  • 67. ALIMENTO PARA A ALMA ORAÇÃO
  • 68.  
  • 69.  
  • 70.  
  • 71. Pelo convite ao despertar do espírito PONTO DE MUTAÇÃO : A Transformação para uma nova consciência humana
  • 72. CONTRIBUI PARA A CONSTRUÇÃO DA PAZ NA GRANDE OBRA DE REGENERAÇÃO DA HUMANIDADE PROPOSTA DE PROMOÇÃO SOCIAL ESPÍRITA:
  • 73. Vigiemos, oremos e façamos o bem, até o limite de nossas possibilidades!
  • 75. Deus te compense, alma boa, A ti, que estendes a mão, Repartindo alegremente carinho, agasalho e pão.
  • 76. Deus te envolva em alegria Todo esforço de esquecer A ofensa que se te faça, Buscando a paz por prazer.
  • 77. Deus te exalte o gesto amigo quando levantas alguém Da tristeza do infortúnio Para as estradas do bem.
  • 78. Deus te engrandeça o trabalho Com que te esqueces e vais Auxiliar e servir Àqueles que sofrem mais.
  • 79. Por toda a bênção que espalhes Que o mundo nem sempre diz Que a Vida te recompense E Deus te faça feliz.