SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Caldas da Saúde, outubro 2018
2
Era uma vez um famoso físico chamado Albert Einstein, que um
dia encontrou uma senhora extremamente desejosa de ver o
seu filho triunfar numa carreira científica. A senhora pediu ao
sábio que lhe desse conselhos sobre a educação do seu filho, em
particular sobre o tipo de livros que lhe deveria ler.
- “Contos de Fadas”, respondeu Einstein sem hesitar.
- “ Está bem, mas o que deverei ler-lhe em seguida?” –
perguntou a ansiosa mãe.
- “Mais Contos de Fadas”, replicou o grande cientista acenando
com o seu cachimbo como um feiticeiro que prenuncia um final
feliz para uma longa aventura.
Maria Emília Traça, In O fio da memória: do conto popular ao
conto para crianças
[…] Emocionou-se ao ver tantos livros juntos. A professora
possuía uns cinquenta volumes arrumados num armário de
tábuas, e entregou-se à agradável tarefa de os vistoriar ajudado
pela lupa recentemente adquirida. Foram cinco meses, durante
os quais formou e poliu as suas preferências de leitor, ao mesmo
tempo que se enchia de dúvidas e de respostas.
Luís Sepúlveda, In O velho que lia romances de amor
3
APRESENTAÇÃO
Não basta aprender a ler e a escrever. É preciso […] ler para
compreender. Ler para interpretar. Ler para saber. Ler para
ver. Ler para participar. […] Ler é fundamental. […] Que se
leia para se ser mais consciente e mais livre.
Boletim Cultural da Fundação Gulbenkian, VI série, nº 2, 1984
Hoje, numa sociedade em permanente mudança, onde a formação
se deve fazer continuamente, a leitura é um meio que permite a
aprendizagem permanente, o desenvolvimento do espírito crítico e a
fundamentação da opinião.
Ler não é uma atividade espontânea. A sua aprendizagem exige
esforço e treino constante que se aprofunda ao longo da vida, mas é uma
das capacidades mais importantes do ser humano e é condição de
autonomia e de sucesso na vida e na aprendizagem.
Quanto mais se lê, melhor se lê e mais se quer ler.
É nosso imperativo desenvolver atividades lúdicas e culturais que
promovam e desenvolvam nas nossas crianças e jovens o hábito e gosto
pela leitura, aumentar a compreensão leitora, formar leitores competentes
e fazer da leitura uma festa a celebrar constantemente.
Para o desenvolvimento das propostas de atividades, tivemos em
consideração os seguintes documentos: Projeto educativo do Instituto
4
Nun’Alvres, Referencial “Aprender com a biblioteca escolar”, “Roteiro para
o uso da biblioteca escolar” da RBE – Rede de Bibliotecas Escolares e as
“Aprendizagens essenciais” para o Ensino Básico.
OBJETIVOS GERAIS
 Desenvolver os domínios da leitura, da escrita e da oralidade;
 Assegurar o máximo de visibilidade à leitura em contexto
escolar;
 Envolver, na promoção da leitura, agentes diversos da
comunidade escolar;
 Treinar a capacidade de adequar formas de escrita a
diferentes situações de comunicação;
 Relatar experiências de leitura, exprimindo sentimentos e
emitindo opiniões;
 Adquirir, progressivamente, hábitos de leitura;
 Aumentar os índices de leitura autónoma;
 Sensibilizar as famílias para a importância da leitura;
 Articular a leitura com outras dimensões comunicativas: a
pesquisa e apresentação da informação;
 Promover a divulgação interna e externa dos trabalhos dos
alunos;
 Promover práticas de trabalho colaborativo.
5
ÁREAS INTERVENIENTES
 Aprendizagem baseada em Projetos;
 Biblioteca;
 Educação para a Cidadania;
 Entidades locais;
 Família;
 Grupo de Português;
 Pensamento Crítico.
ATIVIDADES/AÇÕES/ESTRATÉGIAS
1º CEB
 À descoberta da Biblioteca Geral
 Caderneta de Leitura
 Hora do Conto;
 Concurso de poesia. Poesia Livre;
 Participação em concurso nacional de Leitura
 Barra de crítica;
 Tão, tão;
 Parecidos;
 Ler imagens;
 Adivinha, adivinha;
6
 A voz aos alunos;
 Hoje falo eu;
 Biografias;
 Educação Literária;
 Semana da Leitura;
 Poesia livre;
 A Leitura sobe ao palco.
2º e 3º CEB
 À descoberta da Biblioteca Geral;
 Hora do Conto;
 Leituras 5 estrelas;
 Oficina de leitura e escrita;
 Livros que falam;
 Miúdos a Votos;
 Educação Literária;
 Semana da Leitura;
 Poesia Livre;
 A leitura sobe ao palco.
Secundário
 Semana da Leitura;
 Poesia Livre.
7
DIVULGAÇÃO
 Cartazes;
 Folhetos informativos;
 Registos fotográficos;
 Publicações online: redes da biblioteca
o Blogue
o Facebook
o Twitter
o Instagram
AVALIAÇÃO
Em julho de 2019:
 Avaliar estratégias e ações implementadas;
 Definir alterações;
 Avaliar novas propostas de atividades.
8
GUIÃO DE ATIVIDADES
Atividade Objetivos Destinatários Intervenientes
À descoberta da
Biblioteca Geral
Dar a conhecer a
biblioteca, a organi-
zação da informa-
ção, os recursos e os
serviços.
1º, 5º, 10º e
1º Profissional
Biblioteca
Português
Caderneta de
Leitura
Registar e comentar
as leituras efetua-
das numa caderneta
especial.
1º CEB Biblioteca
Família
Português
Hora do Conto Ouvir contar
histórias.
1º e 2º CEB Biblioteca
Português
Poesia Livre.
Concurso
Celebrar a poesia
através da expressão
artística.
1º CEB Biblioteca
CMST
Português
Concurso de
Leitura
Participar em
concurso de leitura a
definir anualmente.
1º CEB Biblioteca
Português
Barra de crítica Desenvolver o
pensamento crítico;
Sugerir pistas de
leitura;
Conhecer géneros
literários.
3º e 4ºanos Biblioteca
Pensamento
Crítico
Tão tão Estimular a
imaginação;
Fortalecer o pensa-
mento crítico.
Parecidos
9
Atividade Objetivos Destinatários Intervenientes
Ler imagens Estimular a
imaginação e a
construção do
conhecimento;
Criar narrativas a
partir das imagens.
1º e 2º anos Biblioteca
Português
Adivinha,
adivinha
Adquirir
competências de
pesquisa e
tratamento da
informação.
3ºano
A voz aos alunos 4ºano
Hoje falo eu Adquirir
competências de
apresentação oral
da informação
3º e 4ºanos
Biografias Dar a conhecer o
género bibliografia;
Desenvolver
competências de
pesquisa da
informação.
4ºano
Educação
Literária
Abordar textos de
Educação Literária
em metodologia de
ABP.
1º, 2º, 3º CEB ABP
Biblioteca
Família
Português
Semana da
Leitura
Assinalar a
importância do livro
e da leitura;
Fomentar o gosto
pela leitura;
Fazer a festa do
livro e da leitura.
1º, 2º, 3º CEB
Secundário
Biblioteca
Família
Português
Rede de
Bibliotecas
Escolares ST
10
Atividade Objetivos Destinatários Intervenientes
Poesia Livre Fomentar o gosto
pela leitura do texto
poético;
Integrar iniciativas
da CMST;
Promover a
articulação
curricular;
Desenvolver
parcerias.
1º, 2º, 3º CEB
Secundário
Comunidade
Artes
Biblioteca
CMST
Comunidade
Família
Português
A leitura sobe ao
palco
Divulgar o trabalho
dos alunos;
Dar a conhecer às
Famílias atividades
de leitura
apresentadas em
palco.
1º, 2º, 3º CEB Artes
Biblioteca
Português
Oficina de leitura
e escrita
Treinar a leitura e a
escrita a partir de
atividades lúdicas
5ºano Biblioteca
Português
Leituras 5
estrelas
Fomentar o gosto
pela leitura;
Promover a leitura
recreativa;
Partilhar leituras
utilizando
estratégias diversas.
Livros que falam 6º, 7º, 8º e
9ºanos
Miúdos a votos Promover a leitura e
a cidadania
valorizando o ato de
votar.
6º e 8ºanos Biblioteca
Educação para a
Cidadania
Pensamento
Crítico
Português
Visão Júnior

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Biblioteca Geral.Evidências 2018.19
Biblioteca Geral.Evidências 2018.19Biblioteca Geral.Evidências 2018.19
Biblioteca Geral.Evidências 2018.19
INAbiblioteca
 
Ciencia em linha
Ciencia em linhaCiencia em linha
Ciencia em linha
BoaspraticasRBE
 
Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14
Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14
Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14
INAbiblioteca
 
BE_Evidências_2011.2014
BE_Evidências_2011.2014BE_Evidências_2011.2014
BE_Evidências_2011.2014
INAbiblioteca
 
RBST.Boa pratica: Espaço de Troca
RBST.Boa pratica: Espaço de TrocaRBST.Boa pratica: Espaço de Troca
RBST.Boa pratica: Espaço de Troca
INAbiblioteca
 
BE_Evidências_ 2ºP_2011.12
BE_Evidências_ 2ºP_2011.12BE_Evidências_ 2ºP_2011.12
BE_Evidências_ 2ºP_2011.12
INAbiblioteca
 
Evidências_3ºPeriodo_2012.13
Evidências_3ºPeriodo_2012.13 Evidências_3ºPeriodo_2012.13
Evidências_3ºPeriodo_2012.13
INAbiblioteca
 
Evidências BibliotecaGeral.2015.16
Evidências BibliotecaGeral.2015.16Evidências BibliotecaGeral.2015.16
Evidências BibliotecaGeral.2015.16
INAbiblioteca
 
BE_Evidências_1ºP_2012.13
BE_Evidências_1ºP_2012.13BE_Evidências_1ºP_2012.13
BE_Evidências_1ºP_2012.13
INAbiblioteca
 
Biblioteca fora de portas
Biblioteca fora de portasBiblioteca fora de portas
Biblioteca fora de portas
António Pires
 
BE_Evidências_3ºP.2011.12
BE_Evidências_3ºP.2011.12BE_Evidências_3ºP.2011.12
BE_Evidências_3ºP.2011.12
INAbiblioteca
 
InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15
InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15
InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15
INAbiblioteca
 
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
Luisa Dinis
 
Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12
Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12
Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12
INAbiblioteca
 
Concurso nacional de leitura
Concurso nacional de leituraConcurso nacional de leitura
Concurso nacional de leitura
Bibliotecas Escolares Gil Eanes
 
Biblioteca da escola - Direito de Ler
Biblioteca da escola - Direito de LerBiblioteca da escola - Direito de Ler
Biblioteca da escola - Direito de Ler
ecoleitura
 
Evidências_2ºPeriodo_2012.13
Evidências_2ºPeriodo_2012.13Evidências_2ºPeriodo_2012.13
Evidências_2ºPeriodo_2012.13
INAbiblioteca
 
Evidências BliotecaGeral.2016.17
Evidências BliotecaGeral.2016.17Evidências BliotecaGeral.2016.17
Evidências BliotecaGeral.2016.17
INAbiblioteca
 

Mais procurados (18)

Biblioteca Geral.Evidências 2018.19
Biblioteca Geral.Evidências 2018.19Biblioteca Geral.Evidências 2018.19
Biblioteca Geral.Evidências 2018.19
 
Ciencia em linha
Ciencia em linhaCiencia em linha
Ciencia em linha
 
Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14
Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14
Biblioteca Geral_Instituto NunAlvres_ plano atividades.2013.14
 
BE_Evidências_2011.2014
BE_Evidências_2011.2014BE_Evidências_2011.2014
BE_Evidências_2011.2014
 
RBST.Boa pratica: Espaço de Troca
RBST.Boa pratica: Espaço de TrocaRBST.Boa pratica: Espaço de Troca
RBST.Boa pratica: Espaço de Troca
 
BE_Evidências_ 2ºP_2011.12
BE_Evidências_ 2ºP_2011.12BE_Evidências_ 2ºP_2011.12
BE_Evidências_ 2ºP_2011.12
 
Evidências_3ºPeriodo_2012.13
Evidências_3ºPeriodo_2012.13 Evidências_3ºPeriodo_2012.13
Evidências_3ºPeriodo_2012.13
 
Evidências BibliotecaGeral.2015.16
Evidências BibliotecaGeral.2015.16Evidências BibliotecaGeral.2015.16
Evidências BibliotecaGeral.2015.16
 
BE_Evidências_1ºP_2012.13
BE_Evidências_1ºP_2012.13BE_Evidências_1ºP_2012.13
BE_Evidências_1ºP_2012.13
 
Biblioteca fora de portas
Biblioteca fora de portasBiblioteca fora de portas
Biblioteca fora de portas
 
BE_Evidências_3ºP.2011.12
BE_Evidências_3ºP.2011.12BE_Evidências_3ºP.2011.12
BE_Evidências_3ºP.2011.12
 
InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15
InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15
InstitutoNun'Alvres.BibliotecaGeral.Planodeatividades.2014.15
 
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
 
Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12
Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12
Biblioteca institutonun'alvres projecto de actividades 2011-12
 
Concurso nacional de leitura
Concurso nacional de leituraConcurso nacional de leitura
Concurso nacional de leitura
 
Biblioteca da escola - Direito de Ler
Biblioteca da escola - Direito de LerBiblioteca da escola - Direito de Ler
Biblioteca da escola - Direito de Ler
 
Evidências_2ºPeriodo_2012.13
Evidências_2ºPeriodo_2012.13Evidências_2ºPeriodo_2012.13
Evidências_2ºPeriodo_2012.13
 
Evidências BliotecaGeral.2016.17
Evidências BliotecaGeral.2016.17Evidências BliotecaGeral.2016.17
Evidências BliotecaGeral.2016.17
 

Semelhante a + Leitura.2018.19

+ Leitura
 + Leitura + Leitura
+ Leitura
INAbiblioteca
 
Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa
Rodrigo Calabar
 
Promoção do Livro e da Leitura
Promoção do Livro e da LeituraPromoção do Livro e da Leitura
Promoção do Livro e da Leitura
leiturascoloridas
 
Promoo do-livro-e-da-leitura
Promoo do-livro-e-da-leituraPromoo do-livro-e-da-leitura
Promoo do-livro-e-da-leitura
MariaJoaoSantos
 
Feira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compactFeira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compact
Ana Paula Cecato
 
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Dores Pinto
 
Lobato viva 2010
Lobato viva  2010Lobato viva  2010
Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa
Rodrigo Calabar
 
A traça Teca
A traça TecaA traça Teca
A traça Teca
Professora Cida
 
Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016
Risoleta Montez
 
Emilia
EmiliaEmilia
Emilia
Isabel Rosa
 
Apostila salvador site
Apostila salvador siteApostila salvador site
Apostila salvador site
Rosi Dias
 
Agenda junho 2011 versão final-1
Agenda junho 2011   versão final-1Agenda junho 2011   versão final-1
Agenda junho 2011 versão final-1
Maria Da Graça Oliveira
 
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a bibliotecaFazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
António Pires
 
Incentivo à Leitura
Incentivo à LeituraIncentivo à Leitura
Incentivo à Leitura
Evaí Oliveira
 
ABiblioteca Escolar e a família como promotoras da Leitura
ABiblioteca Escolar e a família como promotoras da LeituraABiblioteca Escolar e a família como promotoras da Leitura
ABiblioteca Escolar e a família como promotoras da Leitura
BE Lorosae
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
C:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unhoC:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unho
franciscamonteiro
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 

Semelhante a + Leitura.2018.19 (20)

+ Leitura
 + Leitura + Leitura
+ Leitura
 
Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa
 
Promoção do Livro e da Leitura
Promoção do Livro e da LeituraPromoção do Livro e da Leitura
Promoção do Livro e da Leitura
 
Promoo do-livro-e-da-leitura
Promoo do-livro-e-da-leituraPromoo do-livro-e-da-leitura
Promoo do-livro-e-da-leitura
 
Feira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compactFeira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compact
 
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
 
Lobato viva 2010
Lobato viva  2010Lobato viva  2010
Lobato viva 2010
 
Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa Projetos de pesquisa
Projetos de pesquisa
 
A traça Teca
A traça TecaA traça Teca
A traça Teca
 
Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016
 
Emilia
EmiliaEmilia
Emilia
 
Apostila salvador site
Apostila salvador siteApostila salvador site
Apostila salvador site
 
Agenda junho 2011 versão final-1
Agenda junho 2011   versão final-1Agenda junho 2011   versão final-1
Agenda junho 2011 versão final-1
 
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a bibliotecaFazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
 
Incentivo à Leitura
Incentivo à LeituraIncentivo à Leitura
Incentivo à Leitura
 
ABiblioteca Escolar e a família como promotoras da Leitura
ABiblioteca Escolar e a família como promotoras da LeituraABiblioteca Escolar e a família como promotoras da Leitura
ABiblioteca Escolar e a família como promotoras da Leitura
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
C:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unhoC:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unho
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 

Mais de INAbiblioteca

Biblioteca Geral. PAA. 2023.24
Biblioteca Geral. PAA. 2023.24Biblioteca Geral. PAA. 2023.24
Biblioteca Geral. PAA. 2023.24
INAbiblioteca
 
Roteiro para uso da BE
Roteiro para uso da BERoteiro para uso da BE
Roteiro para uso da BE
INAbiblioteca
 
Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23
Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23
Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23
INAbiblioteca
 
Novas regras. Biblioteca 2020.21
Novas regras. Biblioteca 2020.21Novas regras. Biblioteca 2020.21
Novas regras. Biblioteca 2020.21
INAbiblioteca
 
Os Piratas
Os PiratasOs Piratas
Os Piratas
INAbiblioteca
 
Jornal Mágico
Jornal MágicoJornal Mágico
Jornal Mágico
INAbiblioteca
 
Concurso.regulamento. mesas de natal.2019
Concurso.regulamento. mesas de natal.2019Concurso.regulamento. mesas de natal.2019
Concurso.regulamento. mesas de natal.2019
INAbiblioteca
 
Pedro Alecrim
Pedro AlecrimPedro Alecrim
Pedro Alecrim
INAbiblioteca
 
O senhor do seu nariz
O senhor do seu narizO senhor do seu nariz
O senhor do seu nariz
INAbiblioteca
 
Dez dedos dez segredos
Dez dedos dez segredosDez dedos dez segredos
Dez dedos dez segredos
INAbiblioteca
 
Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19
Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19
Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19
INAbiblioteca
 
Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)
Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)
Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)
INAbiblioteca
 
Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)
Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)
Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)
INAbiblioteca
 
Livros PNL 2027 2ºsemestre
Livros PNL 2027 2ºsemestreLivros PNL 2027 2ºsemestre
Livros PNL 2027 2ºsemestre
INAbiblioteca
 
Livros recomendados PNL_1_semestre_2018
Livros recomendados PNL_1_semestre_2018Livros recomendados PNL_1_semestre_2018
Livros recomendados PNL_1_semestre_2018
INAbiblioteca
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºC
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºCProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºC
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºC
INAbiblioteca
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºF
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºFProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºF
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºF
INAbiblioteca
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºE
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºEProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºE
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºE
INAbiblioteca
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºB
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºBProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºB
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºB
INAbiblioteca
 
Quiz.Resultados.2017.8ºano
Quiz.Resultados.2017.8ºanoQuiz.Resultados.2017.8ºano
Quiz.Resultados.2017.8ºano
INAbiblioteca
 

Mais de INAbiblioteca (20)

Biblioteca Geral. PAA. 2023.24
Biblioteca Geral. PAA. 2023.24Biblioteca Geral. PAA. 2023.24
Biblioteca Geral. PAA. 2023.24
 
Roteiro para uso da BE
Roteiro para uso da BERoteiro para uso da BE
Roteiro para uso da BE
 
Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23
Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23
Biblioteca Geral. Plano de Atividades.pdf 2022.23
 
Novas regras. Biblioteca 2020.21
Novas regras. Biblioteca 2020.21Novas regras. Biblioteca 2020.21
Novas regras. Biblioteca 2020.21
 
Os Piratas
Os PiratasOs Piratas
Os Piratas
 
Jornal Mágico
Jornal MágicoJornal Mágico
Jornal Mágico
 
Concurso.regulamento. mesas de natal.2019
Concurso.regulamento. mesas de natal.2019Concurso.regulamento. mesas de natal.2019
Concurso.regulamento. mesas de natal.2019
 
Pedro Alecrim
Pedro AlecrimPedro Alecrim
Pedro Alecrim
 
O senhor do seu nariz
O senhor do seu narizO senhor do seu nariz
O senhor do seu nariz
 
Dez dedos dez segredos
Dez dedos dez segredosDez dedos dez segredos
Dez dedos dez segredos
 
Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19
Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19
Miúdos a Votos. Materiais. 2018.19
 
Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)
Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)
Como Fazer? Bibliografia e Citações (resumo)
 
Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)
Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)
Como fazer? Apresentação do trabalho Escrito (organização formal)
 
Livros PNL 2027 2ºsemestre
Livros PNL 2027 2ºsemestreLivros PNL 2027 2ºsemestre
Livros PNL 2027 2ºsemestre
 
Livros recomendados PNL_1_semestre_2018
Livros recomendados PNL_1_semestre_2018Livros recomendados PNL_1_semestre_2018
Livros recomendados PNL_1_semestre_2018
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºC
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºCProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºC
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºC
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºF
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºFProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºF
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºF
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºE
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºEProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºE
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºE
 
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºB
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºBProjeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºB
Projeto Nhangau é a minha casa. Parte teórica. 9ºB
 
Quiz.Resultados.2017.8ºano
Quiz.Resultados.2017.8ºanoQuiz.Resultados.2017.8ºano
Quiz.Resultados.2017.8ºano
 

Último

Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 

+ Leitura.2018.19

  • 1. 1 Caldas da Saúde, outubro 2018
  • 2. 2 Era uma vez um famoso físico chamado Albert Einstein, que um dia encontrou uma senhora extremamente desejosa de ver o seu filho triunfar numa carreira científica. A senhora pediu ao sábio que lhe desse conselhos sobre a educação do seu filho, em particular sobre o tipo de livros que lhe deveria ler. - “Contos de Fadas”, respondeu Einstein sem hesitar. - “ Está bem, mas o que deverei ler-lhe em seguida?” – perguntou a ansiosa mãe. - “Mais Contos de Fadas”, replicou o grande cientista acenando com o seu cachimbo como um feiticeiro que prenuncia um final feliz para uma longa aventura. Maria Emília Traça, In O fio da memória: do conto popular ao conto para crianças […] Emocionou-se ao ver tantos livros juntos. A professora possuía uns cinquenta volumes arrumados num armário de tábuas, e entregou-se à agradável tarefa de os vistoriar ajudado pela lupa recentemente adquirida. Foram cinco meses, durante os quais formou e poliu as suas preferências de leitor, ao mesmo tempo que se enchia de dúvidas e de respostas. Luís Sepúlveda, In O velho que lia romances de amor
  • 3. 3 APRESENTAÇÃO Não basta aprender a ler e a escrever. É preciso […] ler para compreender. Ler para interpretar. Ler para saber. Ler para ver. Ler para participar. […] Ler é fundamental. […] Que se leia para se ser mais consciente e mais livre. Boletim Cultural da Fundação Gulbenkian, VI série, nº 2, 1984 Hoje, numa sociedade em permanente mudança, onde a formação se deve fazer continuamente, a leitura é um meio que permite a aprendizagem permanente, o desenvolvimento do espírito crítico e a fundamentação da opinião. Ler não é uma atividade espontânea. A sua aprendizagem exige esforço e treino constante que se aprofunda ao longo da vida, mas é uma das capacidades mais importantes do ser humano e é condição de autonomia e de sucesso na vida e na aprendizagem. Quanto mais se lê, melhor se lê e mais se quer ler. É nosso imperativo desenvolver atividades lúdicas e culturais que promovam e desenvolvam nas nossas crianças e jovens o hábito e gosto pela leitura, aumentar a compreensão leitora, formar leitores competentes e fazer da leitura uma festa a celebrar constantemente. Para o desenvolvimento das propostas de atividades, tivemos em consideração os seguintes documentos: Projeto educativo do Instituto
  • 4. 4 Nun’Alvres, Referencial “Aprender com a biblioteca escolar”, “Roteiro para o uso da biblioteca escolar” da RBE – Rede de Bibliotecas Escolares e as “Aprendizagens essenciais” para o Ensino Básico. OBJETIVOS GERAIS  Desenvolver os domínios da leitura, da escrita e da oralidade;  Assegurar o máximo de visibilidade à leitura em contexto escolar;  Envolver, na promoção da leitura, agentes diversos da comunidade escolar;  Treinar a capacidade de adequar formas de escrita a diferentes situações de comunicação;  Relatar experiências de leitura, exprimindo sentimentos e emitindo opiniões;  Adquirir, progressivamente, hábitos de leitura;  Aumentar os índices de leitura autónoma;  Sensibilizar as famílias para a importância da leitura;  Articular a leitura com outras dimensões comunicativas: a pesquisa e apresentação da informação;  Promover a divulgação interna e externa dos trabalhos dos alunos;  Promover práticas de trabalho colaborativo.
  • 5. 5 ÁREAS INTERVENIENTES  Aprendizagem baseada em Projetos;  Biblioteca;  Educação para a Cidadania;  Entidades locais;  Família;  Grupo de Português;  Pensamento Crítico. ATIVIDADES/AÇÕES/ESTRATÉGIAS 1º CEB  À descoberta da Biblioteca Geral  Caderneta de Leitura  Hora do Conto;  Concurso de poesia. Poesia Livre;  Participação em concurso nacional de Leitura  Barra de crítica;  Tão, tão;  Parecidos;  Ler imagens;  Adivinha, adivinha;
  • 6. 6  A voz aos alunos;  Hoje falo eu;  Biografias;  Educação Literária;  Semana da Leitura;  Poesia livre;  A Leitura sobe ao palco. 2º e 3º CEB  À descoberta da Biblioteca Geral;  Hora do Conto;  Leituras 5 estrelas;  Oficina de leitura e escrita;  Livros que falam;  Miúdos a Votos;  Educação Literária;  Semana da Leitura;  Poesia Livre;  A leitura sobe ao palco. Secundário  Semana da Leitura;  Poesia Livre.
  • 7. 7 DIVULGAÇÃO  Cartazes;  Folhetos informativos;  Registos fotográficos;  Publicações online: redes da biblioteca o Blogue o Facebook o Twitter o Instagram AVALIAÇÃO Em julho de 2019:  Avaliar estratégias e ações implementadas;  Definir alterações;  Avaliar novas propostas de atividades.
  • 8. 8 GUIÃO DE ATIVIDADES Atividade Objetivos Destinatários Intervenientes À descoberta da Biblioteca Geral Dar a conhecer a biblioteca, a organi- zação da informa- ção, os recursos e os serviços. 1º, 5º, 10º e 1º Profissional Biblioteca Português Caderneta de Leitura Registar e comentar as leituras efetua- das numa caderneta especial. 1º CEB Biblioteca Família Português Hora do Conto Ouvir contar histórias. 1º e 2º CEB Biblioteca Português Poesia Livre. Concurso Celebrar a poesia através da expressão artística. 1º CEB Biblioteca CMST Português Concurso de Leitura Participar em concurso de leitura a definir anualmente. 1º CEB Biblioteca Português Barra de crítica Desenvolver o pensamento crítico; Sugerir pistas de leitura; Conhecer géneros literários. 3º e 4ºanos Biblioteca Pensamento Crítico Tão tão Estimular a imaginação; Fortalecer o pensa- mento crítico. Parecidos
  • 9. 9 Atividade Objetivos Destinatários Intervenientes Ler imagens Estimular a imaginação e a construção do conhecimento; Criar narrativas a partir das imagens. 1º e 2º anos Biblioteca Português Adivinha, adivinha Adquirir competências de pesquisa e tratamento da informação. 3ºano A voz aos alunos 4ºano Hoje falo eu Adquirir competências de apresentação oral da informação 3º e 4ºanos Biografias Dar a conhecer o género bibliografia; Desenvolver competências de pesquisa da informação. 4ºano Educação Literária Abordar textos de Educação Literária em metodologia de ABP. 1º, 2º, 3º CEB ABP Biblioteca Família Português Semana da Leitura Assinalar a importância do livro e da leitura; Fomentar o gosto pela leitura; Fazer a festa do livro e da leitura. 1º, 2º, 3º CEB Secundário Biblioteca Família Português Rede de Bibliotecas Escolares ST
  • 10. 10 Atividade Objetivos Destinatários Intervenientes Poesia Livre Fomentar o gosto pela leitura do texto poético; Integrar iniciativas da CMST; Promover a articulação curricular; Desenvolver parcerias. 1º, 2º, 3º CEB Secundário Comunidade Artes Biblioteca CMST Comunidade Família Português A leitura sobe ao palco Divulgar o trabalho dos alunos; Dar a conhecer às Famílias atividades de leitura apresentadas em palco. 1º, 2º, 3º CEB Artes Biblioteca Português Oficina de leitura e escrita Treinar a leitura e a escrita a partir de atividades lúdicas 5ºano Biblioteca Português Leituras 5 estrelas Fomentar o gosto pela leitura; Promover a leitura recreativa; Partilhar leituras utilizando estratégias diversas. Livros que falam 6º, 7º, 8º e 9ºanos Miúdos a votos Promover a leitura e a cidadania valorizando o ato de votar. 6º e 8ºanos Biblioteca Educação para a Cidadania Pensamento Crítico Português Visão Júnior