SlideShare uma empresa Scribd logo
Neste boletim iremos dando conta das nossas actividades, desejos e escritos
dos nossos alunos. Esta edição destaca o Dia Internacional das Bibliotecas Es-
colares e os 10 anos da criação da Rede de Bibliotecas Escolares.
Mas...temos de fazer mais vezes! Envolver todos para voltar a colocar o
desejo de ler nas nossas vontades., não só pelo que eles nos disseram, mas
sobretudo pelos sorrisos que registámos!
Gostaríamos que fosse um local de encontro, um espaço de partilha, de sa-
ber e de prazer.. As referências ao sítio do nosso agrupamento serão uma cons-
tante:foi criado a pensar na melhoria dos resultados dos nossos alunos e, com o
empenho de todos, torná-lo um sítio eficaz, com sabor a saber!
eu...biblioteca
Já fui uma sala com livros em estantes fechadas: era só eu, os meus livros. Cresci com os tempos e iniciei a lei-
tura domiciliária. Fiz baús pedagógicos para as criancinhas (É verdade..este ano ainda não saiu nenhum… mas
está para breve!). Nessa altura, apenas o silêncio me acompanhava. Hoje não! Tenho as portas sempre abertas
e por elas entram muitos visitantes, embora alguns me confundam com uma sala de convívio...ou de castigo para
os que se portam mal nas aulas. Rendi-me às novas tecnologias e pensei que fosse o meu fim...pois a minha
amiga Internet é imbatível em diversidade. Hoje, as nova tecnologias fazem parte de mim e sou um centro de
recursos multimédia para miúdos e graúdos, destinado à consulta e produção de informação em suportes varia-
dos. Ganhei mais responsabilidades. Deram-me um dia para me dar mais destaque… é hoje! Pertenço a um clã
– a Rede de Bibliotecas Escolares – com um lema, definido no Manifesto da Biblioteca Escolar da IFLA/UNESCO
“A Biblioteca Escolar disponibiliza serviços de aprendizagem, livros e recursos que permitem a todos os membros
da comunidade escolar tornarem-se pensadores críticos e utilizadores efectivos da informação em todos os su-
portes e meios de comunicação. ”
As dicas que demos a quem gosta de navegar pela via rápida da informação: A Internet!
 Para poder viajar nessa via rápida há que ter um comportamento correcto e defensivo e evitar manobras perigosas: não dês informa-
ções pessoais como a morada ou o número de telemóvel a desconhecidos;
 não uses o apelido no teu e-mail ou nas salas de conversa;
 limita o teu tempo nos “chatrooms ”;
 não abras mails e/ou anexos de pessoas que não conheces;
Boletim da Biblioteca
E.B.2,3/S José Silvestre Ribeiro
Biblioteca Escolar Centro de Recursos Educativos
BE/CRE
Nº 1
2006 / 07
Novembro
Nesta edição:
Eu...biblioteca
As nossas dicas
Dia Internacional das
Bibliotecas Escolares
Clube de Xadrez
Top Leituras
Novidades
Plano de Actividades da BE/CRE
Plano Nacional de Leitura
Textos e composição da responsabilida-
de da equipa da BE/CRE
Coordenadora: professora Dores Pinto
crejsr@gmail.com
www.anossaescola.com/idanha
Decorreu de 23 a 27 de Outubro um
Pedipaper leitura organizado pela
equipa da Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, em colaboração com
o Departamento de Língua Portuguesa, para comemorar o Dia Internacional das
Bibliotecas Escolares e os 10 anos da criação da Rede de Bibliotecas Escolares.
Inserida no plano de actividades da BE/CRE, esta actividade cotou com a colabo-
ração do departamento de Língua Portuguesa, tendo aderido todos os docentes de
bom grado e disponibilizando-se a efectuá-la, preferencialmente durante um bloco de 90 minutos. O calendário,
afixado na BE/CRE foi preenchido pelos docentes que participaram .
O roteiro foi elaborado no 2º ciclo pelas professoras Dores Pinto e Maximina; no 3º ciclo pela professora
Cecília Mendes e no Secundário pelas professoras Maria Luís e Célia Gonçalves.
Para divulgar a actividade a BECRE divulgou um folheto subordinado ao
tema. Foram também colocadas informações no portal do agrupamento, bem co-
mo panfletos informativos pela escola. A Professora Cecília Lemos construiu um
painel com o logótipo deste dia com a turma do 9ºA, na Oficina de Artes.
A leitura
Não tendo nós, na maioria, o talento da escrita ou o dom da palavra, oferecer, sugerir um livro especial a um familiar ou a
um amigo é uma outra forma de nos exprimirmos. (in revista XIS, 14/10/2006)
A leitura, um dos melhores antítodos contra o insucesso escolar, a violência ou a exclusão, tem hoje concorrentes de
peso em várias áreas, em particular na do entretenimento, mas se porventura ao seu encontro se produz o “clic”, a magia
acontece!
O verbo “ler” não suporta o imperativo. É uma aversão compartilhada com outros: o verbo “amar”...o verbo “sonhar”...
Pennac, Daniel, Como um Romance, Edições Asa.
O livro
Dos diversos instrumentos do homem, o mais assombroso é, indubitavelmente, o livro. Os
outros são extensões do seu corpo. O microscópio e o telescópio são extensões da vista:
o telefone é o prolongamento da voz; seguem-se o arado e a espada, extensões do seu
braço. Mas o livro é outro coisa: o livro é uma extensão da memória e da imaginação.
(…) Se lemos um livro antigo, é como se lêssemos todo o tempo que transcorreu até nós
desde o dia em que ele foi escrito. Por isso convém manter o culto do livro. O livro pode
estar cheio de coisas erradas, podemos não estar de acordo com as opiniões do autor,
mas mesmo assim conserva alguma coisa de sagrado, algo de divino”.
Jorge Luís Borges
Dia Internacional das Bibliotecas Escolares
A divulgação do folheto informativo:
As equipas foram constituídas nas aulas de Língua Portuguesa e obedeceram a crité-
rios definidos previamente. A actividade, que constava de provas de carácter cultural,
adequadas aos ciclos de ensino, teve um regulamento produzido pelo grupo. Foi utiliza-
do o suporte papel e informático nas provas.
Participaram 60 equipas, num total
de 232 alunos:
5º ano—0 alunos
6º ano—43 alunos
7º ano—58 alunos
8º ano—48 alunos
9º ano—20 alunos
10ºano—38 alunos
11º ano—30 alunos
12º ano—30 alunos
A avaliação feita pelas equipas:
Pedip@per leitura
 Promover a animação da leitura e da
informação
 Despertar o gosto pela leitura, de
forma lúdica;
 Conhecer melhor o site da nossa es-
cola
 Divulgar livros e autores do interes-
se dos alunos
“ Nós gostamos muito de fazer a prova, de ir aos computadores, de procurar nos dicioná-
rios, dos slogans do Luís, das palavras cruzadas, da sopa de letras, do livro Ulisses, etc
Gostávamos de ter jogado sudoku e tangran”.
4 em linha, 6ºB – Maria Bianca, Ilísia, Luis Jóia, João Tiago
“ Na opinião do nosso grupo “ As 4 estrelas da Literatura”, achámos muito interessante
e gostávamos que se repetisse. Foi muito competitivo, o que nos fez empenhar mais no
trabalho que estamos a realizar.
Era muito gratificante para os alunos se realizassem mais actividades culturais deste
género.
Foi muito interessante ter feito este trabalho.
Esperemos que voltem a repetir.”
As 4 estrelas da Literatura - Inês de Melo, Iolanda Soares, Carlos, Vasco
“O grupo A malta do 6ºB gostou de toda a actividade. Gostamos muito de fazer o dese-
nho do e scritor Fernando Pessoa. Foi interessante procurar os significados das pala-
vras. Tivemos dificuldades só na área vocabular.
O que gostamos menos foi não haver Internet nos computadores”.
A malta do 6ºB
“Na nossa opinião foi muito divertido, aprendemos algumas coisas que não sabíamos, foi interessante.
Achamos que seria muito interessante se organizassem mais actividades deste tipo, mas noutras disciplinas.”
10ºC - Elizabete Pires, Isabel Caldeira, Joana Proença, Lucélia Louro e Nicole Wipfelder
Opinião do 12º ano:
Bom método de revisão de matérias dadas;
Contribui para a cooperação entre os membros do grupo;
Desenvolvimento de cultura geral;
Actividade divertida, educativa, instrutiva;
Aula diferente, deve ser feito mais vezes;
Ser realizada por outras disciplinas;
Aprender de forma divertida!
SLOGANS:
Porta-te bem e vem também!
Se um livro quiseres ler, silêncio tem que haver!
Porta-te bem e brinca também!
Silêncio se faz na biblioteca
Ler é gosto e prazer
Não é uma seca!
Top leituras
O Clube de Xadrez tem cada vez mais adeptos!
Esta actividade começou em Setembro, com o único tabuleiro da escola e dois tabuleiros do professor Mário Rapo-
so. Actualmente dispomos já de 13 jogos de xadrez.
A funcionar às quartas-feiras, das 13h10 às 17 horas, regista adeptos entre alunos do 5º ao 12º ano.
No portal da escola, no sítio do xadrez, estão sendo colocados problemas para os alunos resolverem. Aplica-te!
E que tal uma final com um xadrez ao vivo na nossa festa de Março?
A BE vai eleger os melhores leitores ao longo do ano lectivo. O Top de Leitores será elaborado
mensalmente com o registo dos alunos que requisitaram mais livros para leitura domiciliária.
A professora Lucília está já a trabalhar, em Excel, para conhecermos o livro mais requisitado e
o aluno leitor q.b.
Daremos regularmente a conhecer as nossas novas aquisições. Em breve haverá uma montra de novidades numa
mesa decorada especialmente para termos o livro em destaque. Afinal queremos que se reencontrem com o cheiro
dos livros...e não esqueceremos os cd-roms!
Novid@des
Plano de acção 2006-2009, de acordo com as orientações da RBE
2006 / 2007
Reorganização do espaço: sala de leitura, obras de melhoramento na área das novas tecnologias ( instalação da rede em ca-
lha, reforço das prateleiras de suporte dos equipamentos informático)
Diagnóstico da situação actual
Elaboração da Política de Desenvolvimento de Colecção PDC
Propor a política de aquisição de fundos documentais que funcionem como suporte ao desenvolvimento curricular, a activida-
des extra curriculares e projectos interdisciplinares
Organização de Dossiers Temáticos
Optimizar o portal do agrupamento www.anossaescola.com
2007 / 2008
Desbaste da colecção
Propor a política de aquisição de fundos documentais que funcionem como suporte ao desenvolvimento curricular, a activida-
des extra curriculares e projectos interdisciplinares
Organização de Dossiers Temáticos
2008 / 2009
Renovação de parque informático
PLANO DE ACTIVIDADES 2006 / 2007
A dinamização da BECRE é um objectivo contínuo e deve proporcionar actividades que permitam a integração
dos seus recursos na operacionalização do currículo, na promoção da leitura fomentando o gosto e os hábitos de
leitura, ao mesmo tempo que se constitui como espaço de formação dos utilizadores no acesso e utilização efecti-
va e crítica da informação, independentemente dos suportes em que é veiculada. Assim, porque as competências
que correspondem a uma plena alfabetização ultrapassam hoje largamente o domínio da tradicional capacidade
de leitura, escrita e aritmética, cabe à biblioteca a função de contribuir para a promoção da literacia, isto é para a
promoção de competências de informação tais como: aprender a definir; saber localizar e usar recursos informati-
vos em múltiplas fontes; saber aceder, avaliar e usar a informação com origem em múltiplas fontes (seleccionar);
saber organizar a informação para a produção de um novo conhecimento; saber comunicar a informação produzi-
da e avaliar a informação
De acordo com estes princípios, a equipa da Biblioteca Escolar procede à elaboração do seu Plano de Activi-
dades, em articulação com o PAA, e com o Projecto Educativo do Agrupamento.
Equipa BE/CRE
Coordenação – Professora Maria das Dores Ferreira Pinto
Equipamento Informático e audiovisual – Professor João Oliveira
Apoio às Actividades de Animação - Professora Lucília Flor
Clube de Xadrez – Professor Mário Raposo
Auxiliares de Acção Educativa – Arminda Lourenço (equipamento audiovisual )
Maria Clara Poejo (atendimento na biblioteca )
Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis
Gestão e Organização da BE
Actualização dos documentos regula-
dores da actividade da biblioteca
Actualizar os documentos reguladores
da actividade da biblioteca: Regulamento
Interno da BE; Regimento Interno; Manual
de Operações/Procedimento.
Conhecer a política de desenvolvimento de
colecção (PDC ) e fazer o diagnóstico.
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Coord. BE/CRE
Órgãos de gestão
Organização do Espaço /
Ajuda aos utilizadores
Revisão da sinalética da BE;
Uniformização do grafismo e revisão
das informações das estantes e das
prateleiras; Organização de uma
planta da BE facilitadora da informa-
ção estantes/ conteúdos;
Produção de um guia da BE para
utilizadores - 5º Ano.
Proporcionar aos alunos um espaço
aberto e facultativo onde poderão encontrar
apoio.
Formar os utilizadores
Ao longo do ano
lectivo
Junho e Setembro
utilizadores Coord. BE/CRE
Equipa BE/CRE
Tratamento documental
Gestão do Fundo Documental: Se-
lecção, Aquisição, Registo, Carimba-
gem;
Tratamento/classificação do fundo
documental (com base nas regras
gerais de Catalogação e na Classifi-
cação Decimal Universal (CDU ) :
suporte escrito software
educativo, fundo multimédia: Vídeo,
DVD, Cd-Rom, Cd-audio,
Permanente organização dos fundos
documentais
Informatização do fundo documental
Manutenção do material informático
Proporcionar à comunidade educativa
o acesso a todos os recursos existentes.
Contribuir para a melhoria da qualida-
de do ensino
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Coord. BE/CRE
Equipa BE/CRE
Coord. Proj. TIC
Cooperar com todos os projec-
tos/actividades a realizar pela
escola
Criar apetência pela escola
Promover o sucesso educativo
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Coord. BE/CRE
Coord. Proj. TIC
Equipa BE/CRE
Órgãos de gestão
Avaliar a execução do plano Considerar as estratégias e os instrumen-
tos de avaliação para as actividades reali-
zadas para a BE/CRE
Final de período;
Julho-relatório
anual de avaliação
Órgão de gestão
Cons. Pedagógico
Ass. Agrupamento
Coord.BE/CRE
Órgãos de gestão
Disponibilizar, sempre que
necessário, espaços, recursos
equipamentos e meios técni-
cos que facilitem as activida-
des de formação promovidas
pelo CFAERC.
Colaborar com o Centro de Formação
( CFAERC ) c/ sede na escola, apoiando
as actividades do seu plano de formação e
( ou ) outras a levar a efeito ao longo do
ano lectivo
Dinamizar a utilização do CRE para além
do horário lectivo
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Coord..BE/CRE
Coord. Proj. TIC
Prof2000
Centro de Forma-
ção
Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis
Clube de Xadrez Desenvolver o raciocínio lógico e capacida-
des criativas do aluno
Ao longo do ano,
todas as quartas
– feiras, das
13h10 às 17 horas
Utilizadores inscri-
tos no clube
u
l
u
Professor Mário
Raposo
Equipa BECRE
SCUTIC
(Sem Custo para o Utilizador
TIC -
Auto-estradas da informação e
Comunicação sem porta-
gens... )
Levar as auto estradas da informação
e comunicação a toda a comunidade edu-
cativa do interior raiano em que o agrupa-
mento de escolas se integra, proporcionan-
do-lhe também o acesso ao mundo da
informação disponibilizada pela manuten-
ção no CRE de de 18 pcs multimédia, liga-
dos à Internet e de acesso livre a todos os
utilizadores
Democratizar, no meio desfavorecido em
que o agrupamento de escolas se insere, o
acesso às TIC por parte de toda a comuni-
dade educativa
Contribuir para a integração da comu-
nidade educativa na nova “Sociedade da
Informação e do Conhecimento “
Promover o “e-learning ”
Promover o uso das TIC no ensino
Promover a formação e auto-formação
dos utilizadores
Apoiar as actividades
Ao longo do ano
lectivo
utilizadores Equipa BECRE
Coord. Proj. TIC
Prof2000
Ticolândia Proporcionar às crianças do pré escolar
contacto com as novas tecnologias através
de actividades lúdicas on-line
Março Alunos do pré-
escolar
Coord. Proj.TiC
Equipa BE/CRE
Alunos monitores
Educadoras
Carmo Lindeza
Gestão e manutenção de to-
dos os equipamentos audiovi-
suais da escola
Contribuir para a rendibilização de
todo o equipamento audiovisual da escola.
Continuar a política de partilha dos
recursos audiovisuais instituída em 1998
Ao longo do ano
lectivo
Toda a comu-
nidade educa-
tiva
Coord. Proj.TiC
Equipa BE/CRE
Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis
Difusão da Informação
www.anossaescola.com
Biblioteca virtual
Optimizar a informação do portal
Apoiar utilizadores
Seleccionar material relacionado com te-
máticas dos curricula
Ao longo do ano
lectivo
utilizadores Coord. Proj.Tic
Coord. BE/CRE
Organização de dossiers de
passatempos, palavras cruza-
das, sopas de letras e demais
actividades lúdicas de carácter
pedagógico e didáctico
Estimular a utilização da BE/CRE pela
comunidade escolar;
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Equipa BE/CRE
Folhetos informativos da BE/
CRE
Guiões com indicações do
funcionamento da BE: significado
da CDU, das cotas, da sinalética e
utilização do catálogo
Optimizar a pesquisa na BECRE atra-
vés da construção de
Divulgar conteúdos temáticos da pági-
na da BECRE em suporte papel
Permitir ao utilizador ter uma visão
global do sítio e facilitar o acesso imediato
às áreas do seu interesse.
Desenvolver competências de infor-
mação
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Equipa BE/CRE
Centro de
Formação
Boletim da BE/CRE
Rubrica mensal com:
divulgação à comunidade educativa
das actividades da BECRE ;
divulgação de textos produzidos pelos
alunos nas modalidades de escrita
livre ou orientada e concursos;
divulgação das actividades do projecto
de Matemática
Divulgar actividades realizadas na BE/
CRE e agrupamento, em suporte papel e
portal do agrupamento
Aperfeiçoar a expressão oral e escrita.
Fomentar o gosto por uma actualiza-
ção constante dos conhecimentos.
Divulgar textos dos alunos/
professores
Todos os meses Toda a comunida-
de educativa
Equipa BE/CRE
Coord.Proj. TIC
Centro de Forma-
ção
Professores titu-
lares
Educadoras
Departamento de
Matemática
A pesquisa de informação
Participação de alunos e professores
de Área Projecto
Desenvolver material de apoio
ao trabalho de projecto
Guião de pesquisa de informa-
ção ( 2ºe 3º ciclos e secundário )
1º semestre Utilizadores
Alunos de A.P.
Equipa BE/CRE
Professores de
Área-Projecto
Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis
Promoção da Leitura / Escrita; Animação da leitura
Escrita criativa
Concursos literários
“ S e eu fosse? ”
“ Um postal de Natal com um poema
Divulgar concursos chegados à Esco-
la incrementando a participação dos alu-
nos;
Promover a competência da escrita
Ao longo do ano
lectivo
Novembro
Todos os alunos
Alunos do pré-
escolar
1º ciclo
Professora Cecí-
lia Mendes
equipa BE/CRE
Departamento de
Expressões
educadoras
“ Quanto mais livros melhor ”
Plano Nacional de Leitura
Webquests sobre “Ulisses ”, “ A
Fada Oriana ”, “ O Livro da Desmate-
mática ”…
Optimizar o Plano Nacional de Leitura
Seduzir para a leitura através da
apresentação/divulgação de obras de lite-
ratura juvenil
Exposição de trabalhos
Leitura e construção de uma história colec-
tiva
Debates sobre temas actuais
Exposição de trabalhos realizados pelos
alunos em contexto familiar subordinados
ao desafio “O saber não ocupa lugar ”
Alunos do 2º ciclo Coord BE/CRE
equipa BE/CRE
Professores de
Língua Portugue-
sa do 2º ciclo
Ao longo do ano
lectivo
Março
“ Está na hora da leitura ”
Plano Nacional de Leitura
Hora do Conto
Serões Culturais
Alunos do 1º ciclo Professores do 1º
ciclo
“ Está na hora dos livros ”
Plano Nacional de Leitura
Maleta Viajante
Alunos do pré-
escolar
Educadores de
Infância
Baús Itinerantes
Plano Nacional de Leitura
Proporcionar às escolas do 1º Ciclo o
acesso a um baú itinerante com conteúdos peda-
gógicos diversos adequados a este nível de
escolaridade: livros , vídeos , cds multimédia etc.
Promover actividades de intercâmbio entre as
bibliotecas escolares e as escolas do Agrupa-
mento
Proporcionar e incentivar a leitura domiciliária
aos alunos do 1º ciclo
Utilizar as TIC como ferramentas e instrumentos
de trabalho e aprendizagem na sala de aula
Ao longo do ano
lectivo
Utilizadores Coord. BECRE
Professores do 1º
Ciclo
Educadores de
Infância
Órgão de gestão
Ler Dá Gozo
Plano Nacional de Leitura
Concurso de leitura com incidência
nas obras seleccionadas para o 2º
ciclo
Jogos de escrita e leitura
Contribuir para o desenvolvimento do
Plano Nacional de Leitura;
Fomentar o gosto pela leitura como
instrumento de trabalho, de ocupação de
tempos livres e de prazer, contribuindo
para o desenvolvimento cultural dos utiliza-
dores
Conhecer biografias de autores de
obras de literatura juvenil
1 por trimestre Alunos do 2º ciclo Coord BE/CRE
equipa BE/CRE
professoras Cecí-
lia Mendes, Carla
Manuela, António
Paula
Biblioteca Fora D´Horas
Plano Nacional de Leitura
com
Dramatização de episódios de Ulis-
sesSombras chinesas
Luísa Ducla Soares: “Meninos de
Todas as cores ”
 Proporcionar o desenvolvimento de
atitudes de curiosidade intelectual.
 Poesia dita por pais
 Realizar um espectáculo com som-
bras chinesas
Dramatizar de episódios de Ulisses
Ao longo do ano,
quartas-feiras, das
13h30 às 17h
Utilizadores inscri-
tos no clube
Coord BE/CRE
Equipa BE/CRE
Alunos do 6ºB
Alunos do 6ºA
Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis
Natal na Biblioteca
Plano Nacional de Leitura
Divulgação de textos de Natal
Leitura de um conto de Natal
 Festejar a quadra natalícia
com poemas e textos alusivos à
época do ano, de autores de reco-
nhecido mérito e de alunos/
professores.
Fazer um presépio
Dezembro Equipa BE/CRE
Professora Cecí-
lia Lemos
Professores de
Língua Portuguesa
Dia Mundial da Poesia
Plano Nacional de Leitura
Poesia dita por elementos da
comunidade educativa
Marcadores de livros , tapetes
de rato
Divulgar poesia através de marcadores de
livros e tapetes de rato
21Março Utilizadores Equipa BE/CRE
Professora Cecí-
lia Lemos
Professores de
Língua Portuguesa
Dia Mundial do Livro Infantil
Plano Nacional de Leitura
Hans Cristian Andersen e a lite-
ratura Infantil.
Exposição de obras de literatura
infantil
Dramatização de contos
Incentivar o hábito de utilização da
biblioteca como espaço de trabalho e de
lazer
Dar a conhecer Hans Cristian Ander-
sen e a literatura Infantil.
Ilustrar um conto/sentimento presente num
conto para proporcionar o desenvolvimento
de atitudes de curiosidade intelectual
Abril
Maio
Junho
2º ciclo
Aluno do pré-
escolar
Equipa BE/CRE
Professora Cecí-
lia Lemos
Professores de
Língua Portugue-
sa
Prof Carmo Lin-
deza
Animação da Informação
Animação do placard
Efemérides “ O dia de …
Informar o utilizador Ao longo do ano
lectivo
Toda a comunida-
de educativa
Equipa BE/CRE
“ Dia Internacional das Bibliote-
cas Escolares + 10 anos da Re-
de de Bibliotecas - 23/Outubro
“Pedipaper leitura” com todos
os alunos
 Divulgação de folheto promocional da
BE
Comemoração dos 10 anos da Rede
de Bibliotecas Escolares
De 23 a a 30 de
Outubro
Todos os alunos
do ensino diurno e
nocturno
Coord. BE/CRE
Equipa BE/CRE
Professoras
Cecília Mendes,
Maria Luís Belo,
Célia Gonçalves,
Luísa Coelho,
Cecília Lemos
Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis
Dia de São Martinho  Proporcionar às escolas do 1º Ciclo o
Propiciar situações de convívio.
Proporcionar o desenvolvimento de atitu-
des de curiosidade intelectual
11 de Novem-
bro
Utilizadores Equipa BE/CRE
Professores do 1º
Ciclo
Órgão de gestão
Dia da Mulher:
Exposição/divulgação de textos e
imagens, sobre as mulheres nas
artes, nas letras, nas ciências, no
desporto e poemas de Florbela Es-
panca, Maria Judite de Carvalho,
Natália Correia, Agustina Bessa-Luís,
Lídia Jorge, Sophia de Mello Breyner
Andersen..
 Informar o utilizador da BE/
CRE
 Divulgar textos de autoras por-
tuguesas do universo literário por-
tuguês.
Construção de marcadores de
livros na BE/CRE.
8 de Março Toda a comunida-
de educativa
Coord. BE/CRE
Equipa BE/CRE
Professoras
Cecília Mendes,
Cecília Lemos
Dinamização de diversos pla-
cares informativos:
Temas da actualidade e
de índole cultural
Galeria de autores
Regulamentos
Novidades
TOP + da Leitura, …
Associar a leitura, os livros e a frequência
da BE/CRE à ocupação lúdica dos tempos
livres.
Ao longo do ano Utilizadores
Coord. BE/CRE
Equipa BE/CRE
Animação do espaço
Pintura dos cortinados da BE/
CRE
Entrada da BE/CRE
Compreender a função e uso de um
objecto
Potenciar a criatividade
Desenvolver estratégias técnicas e
artísticas
Desenvolver a autonomia
Valorizar a dimensão técnica, cultural
e prática na aprendizagem
1º semestre Toda a comunida-
de educativa
Equipa BE/CRE
Professora Cecí-
lia Lemos
A.A.E. Arminda
Lourenço
8º C Oficina de
Artes e Tecnolo-
gias
Equipa BE/CRE
Ver e Ouvir Filmes
ciclo de cinema épico
 Visualização de alguns filmes épicos
Sobre o Natal (a designar )
“Tróia ”
A designar
Final de período 2º ciclo Equipa BE/CRE
O Plano Nacional de Leitura, aprovado em Conselho de Ministros a 1 de Junho de 2006, determina a inserção de
actividades de leitura orientada na sala de aula para todos os alunos do 1º Ciclo, do 2º Ciclo e do Jardim de Infância.
site (http://www.rbe.min-edu.pt/pnl/index.htm ) www.planonacionaldeleitura.gov.pt
Com
os se-
Públicos prioritários Programas de promoção da leitura Lançamento 2006-2007
Áreas de Interven-
ção
Nome do programa Actividades Apoio
Jardim-de-infância Está na hora dos
Livros
Leitura diária na aula
Actividades de expressão com livros
Encontros com autores
Jogos, concursos, prémios
Envolvimento de Pais
Feiras de livro
Recomendação de listas de livros or-
ganizadas por níveis de dificuldade
Orientações para Actividades (Site )
Formação
Escolas
1º ciclo
Está na Hora da
Leitura
Escolas
2º ciclo
Quanto mais livros
melhor
Um tempo lectivo por semana para leitura de
livros
Encontros com autores
Jogos, concursos, prémios
Feiras de livro
Lançamento gradual a partir de 2008
Áreas de Interven-
ção
Nome do programa Actividades Apoios
3ºCiclo/Ensino
Secundário
Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunica-
ção Social
Tempo lectivo dedicado à realização de acti-
vidades de leitura
Utilização nas aulas dos recursos disponíveis
nas Bibliotecas
Escolares
Clubes de leitura entre pares
Feiras do livro, concursos, jogos
Animadores de leitura
Serviço de empréstimo domiciliário
centrado na
Biblioteca Escolar
Tempos Livres
Alunos 3º Ciclo/
Ensino Secundário
Ler. com Tempo lectivo dedicado à realização de acti-
vidades de leitura
Comunidades de leitores
Apoio a blogs e chat-rooms sobre livros,
jornais e revistas e sobre leitura
Disponibilização de apoio na Biblioteca
Escolar
Áreas de IntervençãoNome do programa Actividades Apoios
3ºCiclo/Ensino
Secundário
Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunica-
ção Social
Tempo lectivo dedicado à realização de activi-
dades de leitura
Utilização nas aulas dos recursos disponíveis
nas Bibliotecas
Escolares
Clubes de leitura entre pares
Feiras do livro, concursos, jogos
Animadores de leitura
Serviço de empréstimo domiciliário
centrado na
Biblioteca Escolar
Tempos Livres
Alunos 3º Ciclo/
Ensino Secundário
Ler. com Tempo lectivo dedicado à realização de activi-
dades de leitura
Comunidades de leitores
Apoio a blogs e chat-rooms sobre livros, jor-
nais e revistas e sobre leitura
Disponibilização de apoio na Biblioteca
Escolar
Lançamento gradual a partir de 2008
Áreas de Intervenção Nome do programa Actividades Apoios
3ºCiclo/Ensino
Secundário
Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunica-
ção Social
Tempo lectivo dedicado à realização de activi-
dades de leitura
Utilização nas aulas dos recursos disponíveis
nas Bibliotecas
Escolares
Clubes de leitura entre pares
Feiras do livro, concursos, jogos
Animadores de leitura
Serviço de empréstimo domiciliário
centrado na
Biblioteca Escolar
Tempos Livres
Alunos 3º Ciclo/
Ensino Secundário
Ler. com Tempo lectivo dedicado à realização de activi-
dades de leitura
Comunidades de leitores
Apoio a blogs e chat-rooms sobre livros, jor-
nais e revistas e sobre leitura
Disponibilização de apoio na Biblioteca
Escolar
Programas para Contexto Familiar / Tempo Livre
Áreas de Interven-
ção
Nome do programa Actividades Apoios
Famílias
( c/ crianças no
Jardim de
Infância
e no 1º e
2º ano )
Leitura a Par Actividades de leitura entre pais
e filhos
Empréstimo domiciliário, centrado
na Biblioteca Escolar
Listas de Livros
recomendadas p/
leitura familiar, organizadas por
nível de dificuldade
Orientações para
actividades
Famílias
( c/ crianças
entre o 3º o 6º
ano )
Tempos livres
Há sempre tempo
para Ler
Incentivo à leitura em tempo livre
Empréstimo domiciliário, centrado
na Biblioteca Escolar
Concursos e jogos on-line e presenciais, que
tomem como
base a leitura domiciliária
As candidaturas foram enviadas a 16 de Outubro
Este projecto de promoção de leitura envolve todo o agrupamento e os registos poderão ser renovados.
 No Jardim de Infância e no 1º Ciclo os professores devem proporcionar o contacto com grande diversidade de obras para
que os alunos conheçam ao longo do ano vários autores, vários estilos, muitos temas, ilustradores diferentes.
 No 2º Ciclo os professores devem trabalhar no mínimo um autor diferente por trimestre, 45 minutos por semana, na discipli-
na de português, TCRA ou Estudo Acompanhado
 No 1º Ciclo e no 2º Ciclo os professores devem tentar assegurar a existência de pelo menos um livro para cada dois alu-
nos, sempre que realizem leitura orientada na sala de aula.
 Ensino pré-primário e 1º ciclo - uma hora de leitura por dia, integrada no tempo atribuído ao português curricular
Ficha de Registo
Outras actividades além da leitura:
Concursos/prémios/jogos
Dramatizações de episódios de “ Ulisses ” e teatro de sombras com poema de Luisa Ducla Soares “ Meninos de Todas as cores ”
Recitais de poesia “Chá com livros ” no dia da poesia
Fichas de leitura – portfolios e webquests sobre “Ulisses ”, “ A Fada Oriana ” e “ O livro da desmatemática ”
Ilustração/Expressão plástica – Mostra de trabalhos na festa da escola
Feira do livro
Encontro com escritor – em viabilização
Projectos com pais e Encarregados de Educação
A Escola não conseguiu financiamento para o PNLOutras informações úteis: A BE/CRE não possui nenhum título com exemplares sufici-
entes de modo a desenvolver a actividade com pares de alunos, o que poderá inviabilizar as actividades propostas pelo PNL
Ficha de projecto
Nome do Projecto - Ler Dá Gozo
Objectivo Central: Incentivar o prazer da leitura
Responsáveis:Coordenadora da BE/CRE, Vice presidente pré escolar, Vice presidente 1º ciclo, Coordenadora departamento Língua
Portuguesa
Intervenientes no projecto
Professores do 1º e 2º ciclo, educadores, Pais/EE, AAE
Nº alunos abrangidos: 570
Nº professores envolvidos: 53
Descrição sumária do projecto:
Todas as semanas há uma hora destinada à leitura: no pré-escolar e 1º ciclo, respectivamente “ Maleta Viajante ” leitura e construção
de uma história colectiva e “Hora do Conto ”
No 2º ciclo haverá um tempo de 45 minutos, alternado entre as aulas de Língua Portuguesa e Estudo Acompanhado. Estas aulas serão,
sempre que possível, no espaço da BE/CRE, a transformar num espaço acolhedor
Locais onde se realizam as acções: sala anexa À BE/CRE e salas de aula
Data de início …… data da conclusão: 1/6/2007
Outras informações úteis:
A actividade do PNL depende em grande parte dos recursos que nos venham a ser afectos ao projecto, por via desta candidatura
ctividades...projectos para este ano
A dinamização da BECRE é um objectivo contínuo e deve proporcionar activi-
dades que permitam a integração dos seus recursos na operacionalização do
currículo, na promoção da leitura fomentando o gosto e os hábitos de leitura, ao
mesmo tempo que se constitui como espaço de formação dos utilizadores no
acesso e utilização efectiva e crítica da informação, independentemente dos su-
portes em que é veiculada. Assim, porque as competências que correspondem a
uma plena alfabetização ultrapassam hoje largamente o domínio da tradicional
capacidade de leitura, escrita e aritmética, cabe à biblioteca a função de contri-
buir para a promoção da literacia, isto é para a promoção de competências de in-
formação tais como: aprender a definir; saber localizar e usar recursos informati-
vos em múltiplas fontes; saber aceder, avaliar e usar a informação com origem
em múltiplas fontes (seleccionar); saber organizar a informação para a produção
de um novo conhecimento; saber comunicar a informação produzida e avaliar a
informação
De acordo com estes princípios, a equipa da Biblioteca Escolar
procede à elaboração do seu Plano de Actividades, em articulação
com o P.A.A., e com o Projecto Educativo do Agrupamento.
Equipa BE/CRE
Coordenação – Professora Maria das Dores Ferreira Pinto
Equipamento Informático e audiovisual – Professor João Oliveira
Apoio às Actividades de Animação - Professora Lucília Flor
Clube de Xadrez – Professor Mário Raposo
Auxiliares de Acção Educativa – Arminda Lourenço (equipamento audiovisual)
Maria Clara Poejo (atendimento na biblioteca)
PLANO DE ACTIVIDADES 2006/2007
BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECUROS EDUCATIVOS
BE/CRE
Equipa BE/CRE
Coordenação – Professora Maria das Dores Ferreira Pinto
Equipamento Informático e audiovisual – Professor João Oliveira
Apoio às Actividades de Animação - Professora Lucília Flor
Clube de Xadrez – Professor Mário Raposo
Auxiliares de Acção Educativa
Equipamento audiovisual — Arminda Lourenço
Atendimento na biblioteca — (Clara Poejo) Fevereiro : Zélia Torres
Horário da BE/CRE : 2.ª a 6.ª feira, das 8h 30 às 17h
2ª 3ª 4ª 5ª 6ª
8h30 Coord TE BESC
9h15 Coord RBE
10h30 Coord RBE
Coord RBE
Coord TE BESC Animação Ani-
mação
11h15
12h00
13h10 Coord TE BESC
Coord TE BESC
Coord RBE
Clube de Xa-
drez
Animação
13h55 Coord TE BESC
14h50
15h35

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casaBoletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Becre Forte da Casa
 
Ler + jovem aeob
Ler + jovem   aeobLer + jovem   aeob
Ler + jovem aeob
Biblioteca Escolar Aeob
 
Boletim abril2013
Boletim abril2013Boletim abril2013
Literatura, Muito Prazer!
Literatura, Muito Prazer!Literatura, Muito Prazer!
Literatura, Muito Prazer!
Richard Reinaldo
 
Jornal mais educação em ação
Jornal mais educação em açãoJornal mais educação em ação
Jornal mais educação em ação
Marizangela Do Nascimento
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
O que queremos para o futuro das Bibliotecas Escolares
O que queremos para o futuro das Bibliotecas EscolaresO que queremos para o futuro das Bibliotecas Escolares
O que queremos para o futuro das Bibliotecas Escolares
Graça Rosa
 
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila RealProjeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Carla Azevedo
 
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Cirlei Santos
 
Ciência em Linha em Espinho
Ciência em Linha em  EspinhoCiência em Linha em  Espinho
Ciência em Linha em Espinho
António Pires
 
Bibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva histórica
Bibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva históricaBibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva histórica
Bibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva histórica
António Pires
 
Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)
Biblioleca
 
Boletim pfd email
Boletim pfd emailBoletim pfd email
Boletim pfd email
Graça Madeira da Silva
 
Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.
Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.
Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.
Elizangela Delfino Mendonça Martins
 
Evidencias 1 periodo_14
Evidencias 1 periodo_14Evidencias 1 periodo_14
Evidencias 1 periodo_14
Biblioarnoso Aeve
 
Gondomar 2014
Gondomar 2014Gondomar 2014
Gondomar 2014
António Pires
 
Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13
BE Lorosae
 
Projeto aluno estrela
Projeto aluno estrelaProjeto aluno estrela
Projeto aluno estrela
Marcos Valdeir da Silva
 

Mais procurados (18)

Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casaBoletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
 
Ler + jovem aeob
Ler + jovem   aeobLer + jovem   aeob
Ler + jovem aeob
 
Boletim abril2013
Boletim abril2013Boletim abril2013
Boletim abril2013
 
Literatura, Muito Prazer!
Literatura, Muito Prazer!Literatura, Muito Prazer!
Literatura, Muito Prazer!
 
Jornal mais educação em ação
Jornal mais educação em açãoJornal mais educação em ação
Jornal mais educação em ação
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
O que queremos para o futuro das Bibliotecas Escolares
O que queremos para o futuro das Bibliotecas EscolaresO que queremos para o futuro das Bibliotecas Escolares
O que queremos para o futuro das Bibliotecas Escolares
 
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila RealProjeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
 
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
 
Ciência em Linha em Espinho
Ciência em Linha em  EspinhoCiência em Linha em  Espinho
Ciência em Linha em Espinho
 
Bibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva histórica
Bibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva históricaBibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva histórica
Bibliotecas escolares em Portugal: uma perspetiva histórica
 
Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)
 
Boletim pfd email
Boletim pfd emailBoletim pfd email
Boletim pfd email
 
Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.
Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.
Projeto:Ler & Brincar é só começar Tema: “A magia de contar histórias”.
 
Evidencias 1 periodo_14
Evidencias 1 periodo_14Evidencias 1 periodo_14
Evidencias 1 periodo_14
 
Gondomar 2014
Gondomar 2014Gondomar 2014
Gondomar 2014
 
Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13Portefólio | Atividades 2012/13
Portefólio | Atividades 2012/13
 
Projeto aluno estrela
Projeto aluno estrelaProjeto aluno estrela
Projeto aluno estrela
 

Destaque

Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...
Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...
Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...
Dores Pinto
 
Newsletter - ler, interpretar e desenhar - novembro 2016
Newsletter -  ler, interpretar e  desenhar - novembro 2016Newsletter -  ler, interpretar e  desenhar - novembro 2016
Newsletter - ler, interpretar e desenhar - novembro 2016
Dores Pinto
 
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Dores Pinto
 
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Dores Pinto
 
Entrepalavras9 julho 2016
Entrepalavras9 julho 2016Entrepalavras9 julho 2016
Entrepalavras9 julho 2016
Dores Pinto
 
Entrepalavras8 marco2016
Entrepalavras8 marco2016Entrepalavras8 marco2016
Entrepalavras8 marco2016
Dores Pinto
 

Destaque (6)

Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...
Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...
Newsletter inauguração da requalificação da Biblioteca Escolar José Silvestre...
 
Newsletter - ler, interpretar e desenhar - novembro 2016
Newsletter -  ler, interpretar e  desenhar - novembro 2016Newsletter -  ler, interpretar e  desenhar - novembro 2016
Newsletter - ler, interpretar e desenhar - novembro 2016
 
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
Newsletter BEJSR ação pordatakids outubro 2016
 
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
Entrepalavras- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanh...
 
Entrepalavras9 julho 2016
Entrepalavras9 julho 2016Entrepalavras9 julho 2016
Entrepalavras9 julho 2016
 
Entrepalavras8 marco2016
Entrepalavras8 marco2016Entrepalavras8 marco2016
Entrepalavras8 marco2016
 

Semelhante a Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006

Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014
Risoleta Montez
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
C:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unhoC:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unho
franciscamonteiro
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
franciscamonteiro
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 
Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.
Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.
Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.
Max Teles Teles
 
Boletim informativo1 2014_2015
Boletim informativo1 2014_2015Boletim informativo1 2014_2015
Boletim informativo1 2014_2015
Risoleta Montez
 
Boletim 1 r
Boletim 1 rBoletim 1 r
Boletim 1 r
bibliotecasaevn
 
Zoom 4final
Zoom 4finalZoom 4final
Zoom 4final
Vítor Rocha
 
Jornal escolar palavras d'encantar 27.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 27.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 27.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 27.º edição
Max Teles Teles
 
Menu paa 11_12
Menu paa 11_12Menu paa 11_12
Menu paa 11_12
beabispo
 
Boletim 1
Boletim 1Boletim 1
Boletim 1
adelinafonseca
 
Boletim Informativo 2
Boletim Informativo 2Boletim Informativo 2
Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011
tessvalente
 
Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011
tessvalente
 
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
Luisa Dinis
 
Projeto Final do Curso Mediadores de Leitura
Projeto Final do Curso Mediadores de LeituraProjeto Final do Curso Mediadores de Leitura
Projeto Final do Curso Mediadores de Leitura
bboldrini
 
Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014
Risoleta Montez
 
Feira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compactFeira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compact
Ana Paula Cecato
 
Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016
Risoleta Montez
 

Semelhante a Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006 (20)

Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
C:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unhoC:\fakepath\bi j unho
C:\fakepath\bi j unho
 
C:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J UnhoC:\Fakepath\Bi J Unho
C:\Fakepath\Bi J Unho
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.
Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.
Jornal escolar palavras d'encantar 17.ª ed.
 
Boletim informativo1 2014_2015
Boletim informativo1 2014_2015Boletim informativo1 2014_2015
Boletim informativo1 2014_2015
 
Boletim 1 r
Boletim 1 rBoletim 1 r
Boletim 1 r
 
Zoom 4final
Zoom 4finalZoom 4final
Zoom 4final
 
Jornal escolar palavras d'encantar 27.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 27.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 27.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 27.º edição
 
Menu paa 11_12
Menu paa 11_12Menu paa 11_12
Menu paa 11_12
 
Boletim 1
Boletim 1Boletim 1
Boletim 1
 
Boletim Informativo 2
Boletim Informativo 2Boletim Informativo 2
Boletim Informativo 2
 
Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011
 
Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011Newsletter set out 2011
Newsletter set out 2011
 
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
BE Sabugo - Unidos pela Leitura 15-16
 
Projeto Final do Curso Mediadores de Leitura
Projeto Final do Curso Mediadores de LeituraProjeto Final do Curso Mediadores de Leitura
Projeto Final do Curso Mediadores de Leitura
 
Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014Boletim informativo1 2013_2014
Boletim informativo1 2013_2014
 
Feira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compactFeira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compact
 
Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016Boletim informativo1 2015_2016
Boletim informativo1 2015_2016
 

Mais de Dores Pinto

Entrepalavras - os 12 números do jornal
Entrepalavras - os 12 números do jornalEntrepalavras - os 12 números do jornal
Entrepalavras - os 12 números do jornal
Dores Pinto
 
Entrepalavras12 julho2017.pub
Entrepalavras12  julho2017.pubEntrepalavras12  julho2017.pub
Entrepalavras12 julho2017.pub
Dores Pinto
 
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...
Dores Pinto
 
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...
Dores Pinto
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Dores Pinto
 
Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...
Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...
Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...
Dores Pinto
 
Dia da europa 2016
Dia da europa 2016Dia da europa 2016
Dia da europa 2016
Dores Pinto
 
10ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 2016
10ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 201610ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 2016
10ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 2016
Dores Pinto
 
À conversa com Manuela Ribeiro
À conversa com Manuela Ribeiro À conversa com Manuela Ribeiro
À conversa com Manuela Ribeiro
Dores Pinto
 
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro SeromenhoNewsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Dores Pinto
 
Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)
Dores Pinto
 
entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d...
 entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d... entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d...
entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d...
Dores Pinto
 
6 entrepalavras julho 2015 final
6 entrepalavras julho 2015 final6 entrepalavras julho 2015 final
6 entrepalavras julho 2015 final
Dores Pinto
 
Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...
Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...
Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...
Dores Pinto
 
Spoken word
Spoken wordSpoken word
Spoken word
Dores Pinto
 
9 fest amostra
9 fest amostra9 fest amostra
9 fest amostra
Dores Pinto
 
Mundo brilhante 28 de abril
Mundo brilhante 28 de abrilMundo brilhante 28 de abril
Mundo brilhante 28 de abril
Dores Pinto
 
Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...
Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...
Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...
Dores Pinto
 
áLbum de fotografias 2ª fase CNL - Covilhã
áLbum de fotografias 2ª fase  CNL -  CovilhãáLbum de fotografias 2ª fase  CNL -  Covilhã
áLbum de fotografias 2ª fase CNL - Covilhã
Dores Pinto
 
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 finalEntrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Dores Pinto
 

Mais de Dores Pinto (20)

Entrepalavras - os 12 números do jornal
Entrepalavras - os 12 números do jornalEntrepalavras - os 12 números do jornal
Entrepalavras - os 12 números do jornal
 
Entrepalavras12 julho2017.pub
Entrepalavras12  julho2017.pubEntrepalavras12  julho2017.pub
Entrepalavras12 julho2017.pub
 
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pps. Autoria: Celeste de Almeida Gon...
 
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...
Divulgação do livro " A Oliveira Mágica" pdf - autoria: Celeste de Almeida Go...
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
 
Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...
Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...
Newsletter colaboração Projeto Afirma te + BECRE2016: dia da Tolerância com a...
 
Dia da europa 2016
Dia da europa 2016Dia da europa 2016
Dia da europa 2016
 
10ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 2016
10ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 201610ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 2016
10ª Concurso Nacional de Leitura - Belmonte 2016
 
À conversa com Manuela Ribeiro
À conversa com Manuela Ribeiro À conversa com Manuela Ribeiro
À conversa com Manuela Ribeiro
 
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro SeromenhoNewsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
Newsletter Encontro com o escritor e ilustrador Pedro Seromenho
 
Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)Newsletter CNL(1ª fase)
Newsletter CNL(1ª fase)
 
entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d...
 entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d... entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d...
entrepalavras 7- jornal do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro - d...
 
6 entrepalavras julho 2015 final
6 entrepalavras julho 2015 final6 entrepalavras julho 2015 final
6 entrepalavras julho 2015 final
 
Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...
Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...
Ivo Rocha - Workshop de Escrita Criativa no Agrupamento de Escolas José Silve...
 
Spoken word
Spoken wordSpoken word
Spoken word
 
9 fest amostra
9 fest amostra9 fest amostra
9 fest amostra
 
Mundo brilhante 28 de abril
Mundo brilhante 28 de abrilMundo brilhante 28 de abril
Mundo brilhante 28 de abril
 
Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...
Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...
Elisabete Jacinto abril 2015 na Biblioteca Escolar José Silvestre Ribeiro, Id...
 
áLbum de fotografias 2ª fase CNL - Covilhã
áLbum de fotografias 2ª fase  CNL -  CovilhãáLbum de fotografias 2ª fase  CNL -  Covilhã
áLbum de fotografias 2ª fase CNL - Covilhã
 
Entrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 finalEntrepalavras 27 marco 2015 final
Entrepalavras 27 marco 2015 final
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 

Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006

  • 1. Neste boletim iremos dando conta das nossas actividades, desejos e escritos dos nossos alunos. Esta edição destaca o Dia Internacional das Bibliotecas Es- colares e os 10 anos da criação da Rede de Bibliotecas Escolares. Mas...temos de fazer mais vezes! Envolver todos para voltar a colocar o desejo de ler nas nossas vontades., não só pelo que eles nos disseram, mas sobretudo pelos sorrisos que registámos! Gostaríamos que fosse um local de encontro, um espaço de partilha, de sa- ber e de prazer.. As referências ao sítio do nosso agrupamento serão uma cons- tante:foi criado a pensar na melhoria dos resultados dos nossos alunos e, com o empenho de todos, torná-lo um sítio eficaz, com sabor a saber! eu...biblioteca Já fui uma sala com livros em estantes fechadas: era só eu, os meus livros. Cresci com os tempos e iniciei a lei- tura domiciliária. Fiz baús pedagógicos para as criancinhas (É verdade..este ano ainda não saiu nenhum… mas está para breve!). Nessa altura, apenas o silêncio me acompanhava. Hoje não! Tenho as portas sempre abertas e por elas entram muitos visitantes, embora alguns me confundam com uma sala de convívio...ou de castigo para os que se portam mal nas aulas. Rendi-me às novas tecnologias e pensei que fosse o meu fim...pois a minha amiga Internet é imbatível em diversidade. Hoje, as nova tecnologias fazem parte de mim e sou um centro de recursos multimédia para miúdos e graúdos, destinado à consulta e produção de informação em suportes varia- dos. Ganhei mais responsabilidades. Deram-me um dia para me dar mais destaque… é hoje! Pertenço a um clã – a Rede de Bibliotecas Escolares – com um lema, definido no Manifesto da Biblioteca Escolar da IFLA/UNESCO “A Biblioteca Escolar disponibiliza serviços de aprendizagem, livros e recursos que permitem a todos os membros da comunidade escolar tornarem-se pensadores críticos e utilizadores efectivos da informação em todos os su- portes e meios de comunicação. ” As dicas que demos a quem gosta de navegar pela via rápida da informação: A Internet!  Para poder viajar nessa via rápida há que ter um comportamento correcto e defensivo e evitar manobras perigosas: não dês informa- ções pessoais como a morada ou o número de telemóvel a desconhecidos;  não uses o apelido no teu e-mail ou nas salas de conversa;  limita o teu tempo nos “chatrooms ”;  não abras mails e/ou anexos de pessoas que não conheces; Boletim da Biblioteca E.B.2,3/S José Silvestre Ribeiro Biblioteca Escolar Centro de Recursos Educativos BE/CRE Nº 1 2006 / 07 Novembro Nesta edição: Eu...biblioteca As nossas dicas Dia Internacional das Bibliotecas Escolares Clube de Xadrez Top Leituras Novidades Plano de Actividades da BE/CRE Plano Nacional de Leitura Textos e composição da responsabilida- de da equipa da BE/CRE Coordenadora: professora Dores Pinto crejsr@gmail.com www.anossaescola.com/idanha
  • 2. Decorreu de 23 a 27 de Outubro um Pedipaper leitura organizado pela equipa da Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, em colaboração com o Departamento de Língua Portuguesa, para comemorar o Dia Internacional das Bibliotecas Escolares e os 10 anos da criação da Rede de Bibliotecas Escolares. Inserida no plano de actividades da BE/CRE, esta actividade cotou com a colabo- ração do departamento de Língua Portuguesa, tendo aderido todos os docentes de bom grado e disponibilizando-se a efectuá-la, preferencialmente durante um bloco de 90 minutos. O calendário, afixado na BE/CRE foi preenchido pelos docentes que participaram . O roteiro foi elaborado no 2º ciclo pelas professoras Dores Pinto e Maximina; no 3º ciclo pela professora Cecília Mendes e no Secundário pelas professoras Maria Luís e Célia Gonçalves. Para divulgar a actividade a BECRE divulgou um folheto subordinado ao tema. Foram também colocadas informações no portal do agrupamento, bem co- mo panfletos informativos pela escola. A Professora Cecília Lemos construiu um painel com o logótipo deste dia com a turma do 9ºA, na Oficina de Artes. A leitura Não tendo nós, na maioria, o talento da escrita ou o dom da palavra, oferecer, sugerir um livro especial a um familiar ou a um amigo é uma outra forma de nos exprimirmos. (in revista XIS, 14/10/2006) A leitura, um dos melhores antítodos contra o insucesso escolar, a violência ou a exclusão, tem hoje concorrentes de peso em várias áreas, em particular na do entretenimento, mas se porventura ao seu encontro se produz o “clic”, a magia acontece! O verbo “ler” não suporta o imperativo. É uma aversão compartilhada com outros: o verbo “amar”...o verbo “sonhar”... Pennac, Daniel, Como um Romance, Edições Asa. O livro Dos diversos instrumentos do homem, o mais assombroso é, indubitavelmente, o livro. Os outros são extensões do seu corpo. O microscópio e o telescópio são extensões da vista: o telefone é o prolongamento da voz; seguem-se o arado e a espada, extensões do seu braço. Mas o livro é outro coisa: o livro é uma extensão da memória e da imaginação. (…) Se lemos um livro antigo, é como se lêssemos todo o tempo que transcorreu até nós desde o dia em que ele foi escrito. Por isso convém manter o culto do livro. O livro pode estar cheio de coisas erradas, podemos não estar de acordo com as opiniões do autor, mas mesmo assim conserva alguma coisa de sagrado, algo de divino”. Jorge Luís Borges Dia Internacional das Bibliotecas Escolares A divulgação do folheto informativo:
  • 3. As equipas foram constituídas nas aulas de Língua Portuguesa e obedeceram a crité- rios definidos previamente. A actividade, que constava de provas de carácter cultural, adequadas aos ciclos de ensino, teve um regulamento produzido pelo grupo. Foi utiliza- do o suporte papel e informático nas provas. Participaram 60 equipas, num total de 232 alunos: 5º ano—0 alunos 6º ano—43 alunos 7º ano—58 alunos 8º ano—48 alunos 9º ano—20 alunos 10ºano—38 alunos 11º ano—30 alunos 12º ano—30 alunos A avaliação feita pelas equipas: Pedip@per leitura  Promover a animação da leitura e da informação  Despertar o gosto pela leitura, de forma lúdica;  Conhecer melhor o site da nossa es- cola  Divulgar livros e autores do interes- se dos alunos “ Nós gostamos muito de fazer a prova, de ir aos computadores, de procurar nos dicioná- rios, dos slogans do Luís, das palavras cruzadas, da sopa de letras, do livro Ulisses, etc Gostávamos de ter jogado sudoku e tangran”. 4 em linha, 6ºB – Maria Bianca, Ilísia, Luis Jóia, João Tiago “ Na opinião do nosso grupo “ As 4 estrelas da Literatura”, achámos muito interessante e gostávamos que se repetisse. Foi muito competitivo, o que nos fez empenhar mais no trabalho que estamos a realizar. Era muito gratificante para os alunos se realizassem mais actividades culturais deste género. Foi muito interessante ter feito este trabalho. Esperemos que voltem a repetir.” As 4 estrelas da Literatura - Inês de Melo, Iolanda Soares, Carlos, Vasco “O grupo A malta do 6ºB gostou de toda a actividade. Gostamos muito de fazer o dese- nho do e scritor Fernando Pessoa. Foi interessante procurar os significados das pala- vras. Tivemos dificuldades só na área vocabular. O que gostamos menos foi não haver Internet nos computadores”. A malta do 6ºB “Na nossa opinião foi muito divertido, aprendemos algumas coisas que não sabíamos, foi interessante. Achamos que seria muito interessante se organizassem mais actividades deste tipo, mas noutras disciplinas.” 10ºC - Elizabete Pires, Isabel Caldeira, Joana Proença, Lucélia Louro e Nicole Wipfelder
  • 4. Opinião do 12º ano: Bom método de revisão de matérias dadas; Contribui para a cooperação entre os membros do grupo; Desenvolvimento de cultura geral; Actividade divertida, educativa, instrutiva; Aula diferente, deve ser feito mais vezes; Ser realizada por outras disciplinas; Aprender de forma divertida! SLOGANS: Porta-te bem e vem também! Se um livro quiseres ler, silêncio tem que haver! Porta-te bem e brinca também! Silêncio se faz na biblioteca Ler é gosto e prazer Não é uma seca! Top leituras O Clube de Xadrez tem cada vez mais adeptos! Esta actividade começou em Setembro, com o único tabuleiro da escola e dois tabuleiros do professor Mário Rapo- so. Actualmente dispomos já de 13 jogos de xadrez. A funcionar às quartas-feiras, das 13h10 às 17 horas, regista adeptos entre alunos do 5º ao 12º ano. No portal da escola, no sítio do xadrez, estão sendo colocados problemas para os alunos resolverem. Aplica-te! E que tal uma final com um xadrez ao vivo na nossa festa de Março? A BE vai eleger os melhores leitores ao longo do ano lectivo. O Top de Leitores será elaborado mensalmente com o registo dos alunos que requisitaram mais livros para leitura domiciliária. A professora Lucília está já a trabalhar, em Excel, para conhecermos o livro mais requisitado e o aluno leitor q.b. Daremos regularmente a conhecer as nossas novas aquisições. Em breve haverá uma montra de novidades numa mesa decorada especialmente para termos o livro em destaque. Afinal queremos que se reencontrem com o cheiro dos livros...e não esqueceremos os cd-roms! Novid@des
  • 5. Plano de acção 2006-2009, de acordo com as orientações da RBE 2006 / 2007 Reorganização do espaço: sala de leitura, obras de melhoramento na área das novas tecnologias ( instalação da rede em ca- lha, reforço das prateleiras de suporte dos equipamentos informático) Diagnóstico da situação actual Elaboração da Política de Desenvolvimento de Colecção PDC Propor a política de aquisição de fundos documentais que funcionem como suporte ao desenvolvimento curricular, a activida- des extra curriculares e projectos interdisciplinares Organização de Dossiers Temáticos Optimizar o portal do agrupamento www.anossaescola.com 2007 / 2008 Desbaste da colecção Propor a política de aquisição de fundos documentais que funcionem como suporte ao desenvolvimento curricular, a activida- des extra curriculares e projectos interdisciplinares Organização de Dossiers Temáticos 2008 / 2009 Renovação de parque informático PLANO DE ACTIVIDADES 2006 / 2007 A dinamização da BECRE é um objectivo contínuo e deve proporcionar actividades que permitam a integração dos seus recursos na operacionalização do currículo, na promoção da leitura fomentando o gosto e os hábitos de leitura, ao mesmo tempo que se constitui como espaço de formação dos utilizadores no acesso e utilização efecti- va e crítica da informação, independentemente dos suportes em que é veiculada. Assim, porque as competências que correspondem a uma plena alfabetização ultrapassam hoje largamente o domínio da tradicional capacidade de leitura, escrita e aritmética, cabe à biblioteca a função de contribuir para a promoção da literacia, isto é para a promoção de competências de informação tais como: aprender a definir; saber localizar e usar recursos informati- vos em múltiplas fontes; saber aceder, avaliar e usar a informação com origem em múltiplas fontes (seleccionar); saber organizar a informação para a produção de um novo conhecimento; saber comunicar a informação produzi- da e avaliar a informação De acordo com estes princípios, a equipa da Biblioteca Escolar procede à elaboração do seu Plano de Activi- dades, em articulação com o PAA, e com o Projecto Educativo do Agrupamento. Equipa BE/CRE Coordenação – Professora Maria das Dores Ferreira Pinto Equipamento Informático e audiovisual – Professor João Oliveira Apoio às Actividades de Animação - Professora Lucília Flor Clube de Xadrez – Professor Mário Raposo Auxiliares de Acção Educativa – Arminda Lourenço (equipamento audiovisual ) Maria Clara Poejo (atendimento na biblioteca )
  • 6. Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis Gestão e Organização da BE Actualização dos documentos regula- dores da actividade da biblioteca Actualizar os documentos reguladores da actividade da biblioteca: Regulamento Interno da BE; Regimento Interno; Manual de Operações/Procedimento. Conhecer a política de desenvolvimento de colecção (PDC ) e fazer o diagnóstico. Ao longo do ano lectivo Utilizadores Coord. BE/CRE Órgãos de gestão Organização do Espaço / Ajuda aos utilizadores Revisão da sinalética da BE; Uniformização do grafismo e revisão das informações das estantes e das prateleiras; Organização de uma planta da BE facilitadora da informa- ção estantes/ conteúdos; Produção de um guia da BE para utilizadores - 5º Ano. Proporcionar aos alunos um espaço aberto e facultativo onde poderão encontrar apoio. Formar os utilizadores Ao longo do ano lectivo Junho e Setembro utilizadores Coord. BE/CRE Equipa BE/CRE Tratamento documental Gestão do Fundo Documental: Se- lecção, Aquisição, Registo, Carimba- gem; Tratamento/classificação do fundo documental (com base nas regras gerais de Catalogação e na Classifi- cação Decimal Universal (CDU ) : suporte escrito software educativo, fundo multimédia: Vídeo, DVD, Cd-Rom, Cd-audio, Permanente organização dos fundos documentais Informatização do fundo documental Manutenção do material informático Proporcionar à comunidade educativa o acesso a todos os recursos existentes. Contribuir para a melhoria da qualida- de do ensino Ao longo do ano lectivo Utilizadores Coord. BE/CRE Equipa BE/CRE Coord. Proj. TIC Cooperar com todos os projec- tos/actividades a realizar pela escola Criar apetência pela escola Promover o sucesso educativo Ao longo do ano lectivo Utilizadores Coord. BE/CRE Coord. Proj. TIC Equipa BE/CRE Órgãos de gestão Avaliar a execução do plano Considerar as estratégias e os instrumen- tos de avaliação para as actividades reali- zadas para a BE/CRE Final de período; Julho-relatório anual de avaliação Órgão de gestão Cons. Pedagógico Ass. Agrupamento Coord.BE/CRE Órgãos de gestão Disponibilizar, sempre que necessário, espaços, recursos equipamentos e meios técni- cos que facilitem as activida- des de formação promovidas pelo CFAERC. Colaborar com o Centro de Formação ( CFAERC ) c/ sede na escola, apoiando as actividades do seu plano de formação e ( ou ) outras a levar a efeito ao longo do ano lectivo Dinamizar a utilização do CRE para além do horário lectivo Ao longo do ano lectivo Utilizadores Coord..BE/CRE Coord. Proj. TIC Prof2000 Centro de Forma- ção
  • 7. Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis Clube de Xadrez Desenvolver o raciocínio lógico e capacida- des criativas do aluno Ao longo do ano, todas as quartas – feiras, das 13h10 às 17 horas Utilizadores inscri- tos no clube u l u Professor Mário Raposo Equipa BECRE SCUTIC (Sem Custo para o Utilizador TIC - Auto-estradas da informação e Comunicação sem porta- gens... ) Levar as auto estradas da informação e comunicação a toda a comunidade edu- cativa do interior raiano em que o agrupa- mento de escolas se integra, proporcionan- do-lhe também o acesso ao mundo da informação disponibilizada pela manuten- ção no CRE de de 18 pcs multimédia, liga- dos à Internet e de acesso livre a todos os utilizadores Democratizar, no meio desfavorecido em que o agrupamento de escolas se insere, o acesso às TIC por parte de toda a comuni- dade educativa Contribuir para a integração da comu- nidade educativa na nova “Sociedade da Informação e do Conhecimento “ Promover o “e-learning ” Promover o uso das TIC no ensino Promover a formação e auto-formação dos utilizadores Apoiar as actividades Ao longo do ano lectivo utilizadores Equipa BECRE Coord. Proj. TIC Prof2000 Ticolândia Proporcionar às crianças do pré escolar contacto com as novas tecnologias através de actividades lúdicas on-line Março Alunos do pré- escolar Coord. Proj.TiC Equipa BE/CRE Alunos monitores Educadoras Carmo Lindeza Gestão e manutenção de to- dos os equipamentos audiovi- suais da escola Contribuir para a rendibilização de todo o equipamento audiovisual da escola. Continuar a política de partilha dos recursos audiovisuais instituída em 1998 Ao longo do ano lectivo Toda a comu- nidade educa- tiva Coord. Proj.TiC Equipa BE/CRE
  • 8. Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis Difusão da Informação www.anossaescola.com Biblioteca virtual Optimizar a informação do portal Apoiar utilizadores Seleccionar material relacionado com te- máticas dos curricula Ao longo do ano lectivo utilizadores Coord. Proj.Tic Coord. BE/CRE Organização de dossiers de passatempos, palavras cruza- das, sopas de letras e demais actividades lúdicas de carácter pedagógico e didáctico Estimular a utilização da BE/CRE pela comunidade escolar; Ao longo do ano lectivo Utilizadores Equipa BE/CRE Folhetos informativos da BE/ CRE Guiões com indicações do funcionamento da BE: significado da CDU, das cotas, da sinalética e utilização do catálogo Optimizar a pesquisa na BECRE atra- vés da construção de Divulgar conteúdos temáticos da pági- na da BECRE em suporte papel Permitir ao utilizador ter uma visão global do sítio e facilitar o acesso imediato às áreas do seu interesse. Desenvolver competências de infor- mação Ao longo do ano lectivo Utilizadores Equipa BE/CRE Centro de Formação Boletim da BE/CRE Rubrica mensal com: divulgação à comunidade educativa das actividades da BECRE ; divulgação de textos produzidos pelos alunos nas modalidades de escrita livre ou orientada e concursos; divulgação das actividades do projecto de Matemática Divulgar actividades realizadas na BE/ CRE e agrupamento, em suporte papel e portal do agrupamento Aperfeiçoar a expressão oral e escrita. Fomentar o gosto por uma actualiza- ção constante dos conhecimentos. Divulgar textos dos alunos/ professores Todos os meses Toda a comunida- de educativa Equipa BE/CRE Coord.Proj. TIC Centro de Forma- ção Professores titu- lares Educadoras Departamento de Matemática A pesquisa de informação Participação de alunos e professores de Área Projecto Desenvolver material de apoio ao trabalho de projecto Guião de pesquisa de informa- ção ( 2ºe 3º ciclos e secundário ) 1º semestre Utilizadores Alunos de A.P. Equipa BE/CRE Professores de Área-Projecto
  • 9. Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis Promoção da Leitura / Escrita; Animação da leitura Escrita criativa Concursos literários “ S e eu fosse? ” “ Um postal de Natal com um poema Divulgar concursos chegados à Esco- la incrementando a participação dos alu- nos; Promover a competência da escrita Ao longo do ano lectivo Novembro Todos os alunos Alunos do pré- escolar 1º ciclo Professora Cecí- lia Mendes equipa BE/CRE Departamento de Expressões educadoras “ Quanto mais livros melhor ” Plano Nacional de Leitura Webquests sobre “Ulisses ”, “ A Fada Oriana ”, “ O Livro da Desmate- mática ”… Optimizar o Plano Nacional de Leitura Seduzir para a leitura através da apresentação/divulgação de obras de lite- ratura juvenil Exposição de trabalhos Leitura e construção de uma história colec- tiva Debates sobre temas actuais Exposição de trabalhos realizados pelos alunos em contexto familiar subordinados ao desafio “O saber não ocupa lugar ” Alunos do 2º ciclo Coord BE/CRE equipa BE/CRE Professores de Língua Portugue- sa do 2º ciclo Ao longo do ano lectivo Março “ Está na hora da leitura ” Plano Nacional de Leitura Hora do Conto Serões Culturais Alunos do 1º ciclo Professores do 1º ciclo “ Está na hora dos livros ” Plano Nacional de Leitura Maleta Viajante Alunos do pré- escolar Educadores de Infância Baús Itinerantes Plano Nacional de Leitura Proporcionar às escolas do 1º Ciclo o acesso a um baú itinerante com conteúdos peda- gógicos diversos adequados a este nível de escolaridade: livros , vídeos , cds multimédia etc. Promover actividades de intercâmbio entre as bibliotecas escolares e as escolas do Agrupa- mento Proporcionar e incentivar a leitura domiciliária aos alunos do 1º ciclo Utilizar as TIC como ferramentas e instrumentos de trabalho e aprendizagem na sala de aula Ao longo do ano lectivo Utilizadores Coord. BECRE Professores do 1º Ciclo Educadores de Infância Órgão de gestão Ler Dá Gozo Plano Nacional de Leitura Concurso de leitura com incidência nas obras seleccionadas para o 2º ciclo Jogos de escrita e leitura Contribuir para o desenvolvimento do Plano Nacional de Leitura; Fomentar o gosto pela leitura como instrumento de trabalho, de ocupação de tempos livres e de prazer, contribuindo para o desenvolvimento cultural dos utiliza- dores Conhecer biografias de autores de obras de literatura juvenil 1 por trimestre Alunos do 2º ciclo Coord BE/CRE equipa BE/CRE professoras Cecí- lia Mendes, Carla Manuela, António Paula Biblioteca Fora D´Horas Plano Nacional de Leitura com Dramatização de episódios de Ulis- sesSombras chinesas Luísa Ducla Soares: “Meninos de Todas as cores ”  Proporcionar o desenvolvimento de atitudes de curiosidade intelectual.  Poesia dita por pais  Realizar um espectáculo com som- bras chinesas Dramatizar de episódios de Ulisses Ao longo do ano, quartas-feiras, das 13h30 às 17h Utilizadores inscri- tos no clube Coord BE/CRE Equipa BE/CRE Alunos do 6ºB Alunos do 6ºA
  • 10. Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis Natal na Biblioteca Plano Nacional de Leitura Divulgação de textos de Natal Leitura de um conto de Natal  Festejar a quadra natalícia com poemas e textos alusivos à época do ano, de autores de reco- nhecido mérito e de alunos/ professores. Fazer um presépio Dezembro Equipa BE/CRE Professora Cecí- lia Lemos Professores de Língua Portuguesa Dia Mundial da Poesia Plano Nacional de Leitura Poesia dita por elementos da comunidade educativa Marcadores de livros , tapetes de rato Divulgar poesia através de marcadores de livros e tapetes de rato 21Março Utilizadores Equipa BE/CRE Professora Cecí- lia Lemos Professores de Língua Portuguesa Dia Mundial do Livro Infantil Plano Nacional de Leitura Hans Cristian Andersen e a lite- ratura Infantil. Exposição de obras de literatura infantil Dramatização de contos Incentivar o hábito de utilização da biblioteca como espaço de trabalho e de lazer Dar a conhecer Hans Cristian Ander- sen e a literatura Infantil. Ilustrar um conto/sentimento presente num conto para proporcionar o desenvolvimento de atitudes de curiosidade intelectual Abril Maio Junho 2º ciclo Aluno do pré- escolar Equipa BE/CRE Professora Cecí- lia Lemos Professores de Língua Portugue- sa Prof Carmo Lin- deza Animação da Informação Animação do placard Efemérides “ O dia de … Informar o utilizador Ao longo do ano lectivo Toda a comunida- de educativa Equipa BE/CRE “ Dia Internacional das Bibliote- cas Escolares + 10 anos da Re- de de Bibliotecas - 23/Outubro “Pedipaper leitura” com todos os alunos  Divulgação de folheto promocional da BE Comemoração dos 10 anos da Rede de Bibliotecas Escolares De 23 a a 30 de Outubro Todos os alunos do ensino diurno e nocturno Coord. BE/CRE Equipa BE/CRE Professoras Cecília Mendes, Maria Luís Belo, Célia Gonçalves, Luísa Coelho, Cecília Lemos
  • 11. Actividades Objectivos Calendarização Público-alvo Responsáveis Dia de São Martinho  Proporcionar às escolas do 1º Ciclo o Propiciar situações de convívio. Proporcionar o desenvolvimento de atitu- des de curiosidade intelectual 11 de Novem- bro Utilizadores Equipa BE/CRE Professores do 1º Ciclo Órgão de gestão Dia da Mulher: Exposição/divulgação de textos e imagens, sobre as mulheres nas artes, nas letras, nas ciências, no desporto e poemas de Florbela Es- panca, Maria Judite de Carvalho, Natália Correia, Agustina Bessa-Luís, Lídia Jorge, Sophia de Mello Breyner Andersen..  Informar o utilizador da BE/ CRE  Divulgar textos de autoras por- tuguesas do universo literário por- tuguês. Construção de marcadores de livros na BE/CRE. 8 de Março Toda a comunida- de educativa Coord. BE/CRE Equipa BE/CRE Professoras Cecília Mendes, Cecília Lemos Dinamização de diversos pla- cares informativos: Temas da actualidade e de índole cultural Galeria de autores Regulamentos Novidades TOP + da Leitura, … Associar a leitura, os livros e a frequência da BE/CRE à ocupação lúdica dos tempos livres. Ao longo do ano Utilizadores Coord. BE/CRE Equipa BE/CRE Animação do espaço Pintura dos cortinados da BE/ CRE Entrada da BE/CRE Compreender a função e uso de um objecto Potenciar a criatividade Desenvolver estratégias técnicas e artísticas Desenvolver a autonomia Valorizar a dimensão técnica, cultural e prática na aprendizagem 1º semestre Toda a comunida- de educativa Equipa BE/CRE Professora Cecí- lia Lemos A.A.E. Arminda Lourenço 8º C Oficina de Artes e Tecnolo- gias Equipa BE/CRE Ver e Ouvir Filmes ciclo de cinema épico  Visualização de alguns filmes épicos Sobre o Natal (a designar ) “Tróia ” A designar Final de período 2º ciclo Equipa BE/CRE
  • 12. O Plano Nacional de Leitura, aprovado em Conselho de Ministros a 1 de Junho de 2006, determina a inserção de actividades de leitura orientada na sala de aula para todos os alunos do 1º Ciclo, do 2º Ciclo e do Jardim de Infância. site (http://www.rbe.min-edu.pt/pnl/index.htm ) www.planonacionaldeleitura.gov.pt Com os se- Públicos prioritários Programas de promoção da leitura Lançamento 2006-2007 Áreas de Interven- ção Nome do programa Actividades Apoio Jardim-de-infância Está na hora dos Livros Leitura diária na aula Actividades de expressão com livros Encontros com autores Jogos, concursos, prémios Envolvimento de Pais Feiras de livro Recomendação de listas de livros or- ganizadas por níveis de dificuldade Orientações para Actividades (Site ) Formação Escolas 1º ciclo Está na Hora da Leitura Escolas 2º ciclo Quanto mais livros melhor Um tempo lectivo por semana para leitura de livros Encontros com autores Jogos, concursos, prémios Feiras de livro Lançamento gradual a partir de 2008 Áreas de Interven- ção Nome do programa Actividades Apoios 3ºCiclo/Ensino Secundário Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunica- ção Social Tempo lectivo dedicado à realização de acti- vidades de leitura Utilização nas aulas dos recursos disponíveis nas Bibliotecas Escolares Clubes de leitura entre pares Feiras do livro, concursos, jogos Animadores de leitura Serviço de empréstimo domiciliário centrado na Biblioteca Escolar Tempos Livres Alunos 3º Ciclo/ Ensino Secundário Ler. com Tempo lectivo dedicado à realização de acti- vidades de leitura Comunidades de leitores Apoio a blogs e chat-rooms sobre livros, jornais e revistas e sobre leitura Disponibilização de apoio na Biblioteca Escolar Áreas de IntervençãoNome do programa Actividades Apoios 3ºCiclo/Ensino Secundário Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunica- ção Social Tempo lectivo dedicado à realização de activi- dades de leitura Utilização nas aulas dos recursos disponíveis nas Bibliotecas Escolares Clubes de leitura entre pares Feiras do livro, concursos, jogos Animadores de leitura Serviço de empréstimo domiciliário centrado na Biblioteca Escolar Tempos Livres Alunos 3º Ciclo/ Ensino Secundário Ler. com Tempo lectivo dedicado à realização de activi- dades de leitura Comunidades de leitores Apoio a blogs e chat-rooms sobre livros, jor- nais e revistas e sobre leitura Disponibilização de apoio na Biblioteca Escolar
  • 13. Lançamento gradual a partir de 2008 Áreas de Intervenção Nome do programa Actividades Apoios 3ºCiclo/Ensino Secundário Navegar na Leitura Prémios de Leitura com apoio da Comunica- ção Social Tempo lectivo dedicado à realização de activi- dades de leitura Utilização nas aulas dos recursos disponíveis nas Bibliotecas Escolares Clubes de leitura entre pares Feiras do livro, concursos, jogos Animadores de leitura Serviço de empréstimo domiciliário centrado na Biblioteca Escolar Tempos Livres Alunos 3º Ciclo/ Ensino Secundário Ler. com Tempo lectivo dedicado à realização de activi- dades de leitura Comunidades de leitores Apoio a blogs e chat-rooms sobre livros, jor- nais e revistas e sobre leitura Disponibilização de apoio na Biblioteca Escolar Programas para Contexto Familiar / Tempo Livre Áreas de Interven- ção Nome do programa Actividades Apoios Famílias ( c/ crianças no Jardim de Infância e no 1º e 2º ano ) Leitura a Par Actividades de leitura entre pais e filhos Empréstimo domiciliário, centrado na Biblioteca Escolar Listas de Livros recomendadas p/ leitura familiar, organizadas por nível de dificuldade Orientações para actividades Famílias ( c/ crianças entre o 3º o 6º ano ) Tempos livres Há sempre tempo para Ler Incentivo à leitura em tempo livre Empréstimo domiciliário, centrado na Biblioteca Escolar Concursos e jogos on-line e presenciais, que tomem como base a leitura domiciliária As candidaturas foram enviadas a 16 de Outubro Este projecto de promoção de leitura envolve todo o agrupamento e os registos poderão ser renovados.  No Jardim de Infância e no 1º Ciclo os professores devem proporcionar o contacto com grande diversidade de obras para que os alunos conheçam ao longo do ano vários autores, vários estilos, muitos temas, ilustradores diferentes.  No 2º Ciclo os professores devem trabalhar no mínimo um autor diferente por trimestre, 45 minutos por semana, na discipli- na de português, TCRA ou Estudo Acompanhado  No 1º Ciclo e no 2º Ciclo os professores devem tentar assegurar a existência de pelo menos um livro para cada dois alu- nos, sempre que realizem leitura orientada na sala de aula.  Ensino pré-primário e 1º ciclo - uma hora de leitura por dia, integrada no tempo atribuído ao português curricular
  • 14. Ficha de Registo Outras actividades além da leitura: Concursos/prémios/jogos Dramatizações de episódios de “ Ulisses ” e teatro de sombras com poema de Luisa Ducla Soares “ Meninos de Todas as cores ” Recitais de poesia “Chá com livros ” no dia da poesia Fichas de leitura – portfolios e webquests sobre “Ulisses ”, “ A Fada Oriana ” e “ O livro da desmatemática ” Ilustração/Expressão plástica – Mostra de trabalhos na festa da escola Feira do livro Encontro com escritor – em viabilização Projectos com pais e Encarregados de Educação A Escola não conseguiu financiamento para o PNLOutras informações úteis: A BE/CRE não possui nenhum título com exemplares sufici- entes de modo a desenvolver a actividade com pares de alunos, o que poderá inviabilizar as actividades propostas pelo PNL Ficha de projecto Nome do Projecto - Ler Dá Gozo Objectivo Central: Incentivar o prazer da leitura Responsáveis:Coordenadora da BE/CRE, Vice presidente pré escolar, Vice presidente 1º ciclo, Coordenadora departamento Língua Portuguesa Intervenientes no projecto Professores do 1º e 2º ciclo, educadores, Pais/EE, AAE Nº alunos abrangidos: 570 Nº professores envolvidos: 53 Descrição sumária do projecto: Todas as semanas há uma hora destinada à leitura: no pré-escolar e 1º ciclo, respectivamente “ Maleta Viajante ” leitura e construção de uma história colectiva e “Hora do Conto ” No 2º ciclo haverá um tempo de 45 minutos, alternado entre as aulas de Língua Portuguesa e Estudo Acompanhado. Estas aulas serão, sempre que possível, no espaço da BE/CRE, a transformar num espaço acolhedor Locais onde se realizam as acções: sala anexa À BE/CRE e salas de aula Data de início …… data da conclusão: 1/6/2007 Outras informações úteis: A actividade do PNL depende em grande parte dos recursos que nos venham a ser afectos ao projecto, por via desta candidatura
  • 15. ctividades...projectos para este ano A dinamização da BECRE é um objectivo contínuo e deve proporcionar activi- dades que permitam a integração dos seus recursos na operacionalização do currículo, na promoção da leitura fomentando o gosto e os hábitos de leitura, ao mesmo tempo que se constitui como espaço de formação dos utilizadores no acesso e utilização efectiva e crítica da informação, independentemente dos su- portes em que é veiculada. Assim, porque as competências que correspondem a uma plena alfabetização ultrapassam hoje largamente o domínio da tradicional capacidade de leitura, escrita e aritmética, cabe à biblioteca a função de contri- buir para a promoção da literacia, isto é para a promoção de competências de in- formação tais como: aprender a definir; saber localizar e usar recursos informati- vos em múltiplas fontes; saber aceder, avaliar e usar a informação com origem em múltiplas fontes (seleccionar); saber organizar a informação para a produção de um novo conhecimento; saber comunicar a informação produzida e avaliar a informação De acordo com estes princípios, a equipa da Biblioteca Escolar procede à elaboração do seu Plano de Actividades, em articulação com o P.A.A., e com o Projecto Educativo do Agrupamento. Equipa BE/CRE Coordenação – Professora Maria das Dores Ferreira Pinto Equipamento Informático e audiovisual – Professor João Oliveira Apoio às Actividades de Animação - Professora Lucília Flor Clube de Xadrez – Professor Mário Raposo Auxiliares de Acção Educativa – Arminda Lourenço (equipamento audiovisual) Maria Clara Poejo (atendimento na biblioteca) PLANO DE ACTIVIDADES 2006/2007 BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECUROS EDUCATIVOS BE/CRE
  • 16. Equipa BE/CRE Coordenação – Professora Maria das Dores Ferreira Pinto Equipamento Informático e audiovisual – Professor João Oliveira Apoio às Actividades de Animação - Professora Lucília Flor Clube de Xadrez – Professor Mário Raposo Auxiliares de Acção Educativa Equipamento audiovisual — Arminda Lourenço Atendimento na biblioteca — (Clara Poejo) Fevereiro : Zélia Torres Horário da BE/CRE : 2.ª a 6.ª feira, das 8h 30 às 17h 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 8h30 Coord TE BESC 9h15 Coord RBE 10h30 Coord RBE Coord RBE Coord TE BESC Animação Ani- mação 11h15 12h00 13h10 Coord TE BESC Coord TE BESC Coord RBE Clube de Xa- drez Animação 13h55 Coord TE BESC 14h50 15h35