SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
TicEduca 2014
Maturidade 
Maximizar competências e talentos 
Optimizar a resposta a necessidades 
Reflectir experiências passadas 
Recuperar do que correu mal
Estádios de Maturidade 
Conflitos 
Desafios 
Metas 
Resultados esperados
Maturidade das Empresas 
As empresas também têm estádios de maturidade e existem 
modelos de maturidade para diversas áreas da empresa
Modelos de Maturidade 
Permitem: 
- Compreender uma realidade complexa 
- Situar a empresa numa escala/modelo 
- Facilitar a identificação de um trajecto 
de progressão
Proposta de Valor 
Avaliar a maturidade da empresa para empreender 
projectos de e-learning, preparar a empresa para esses 
projectos e melhorar a sua estratégia, procedimentos e 
práticas em termos de e-learning
Objectivo 
Identificar indicadores de 
maturidade que pudessem ser 
usados para diagnosticar práticas 
e procedimentos e definir 
estratégias para os melhorar
Banca Metodologia 
Seguros 
Retalho 
Energia 
Telecomunicações 
Farmacêuticas 
Alimentação e bebidas 
Transportes 
Entrevistas semi-estruturadas 
com empresas prime de vários 
sectores e com orçamentos de 
formação superiores a 
€ 5 milhões/ano
Dimensões de Maturidade
Dimensões de Maturidade 
Estratégia 
• Motivos para usar o e-learning e os 
objectivos que perssegue 
• Ligação entre o e-learning e a estratégia de 
negócio 
• Capacidade de equilibrar as idiossincrasias do 
negócio com as tendências do sector 
formativo 
• Importância, peso e papel do e-learning na 
estratégia de formação e desenvolvimento 
• Grau de centralização/descentralização e 
convergência/divergência das estratégias de 
e-learning internacional 
• Capacidade para desenvolver estratégias de 
e-learning pensar global, agir localmente 
• Usos efectivos do e-learning 
• Atitudes da gestão de topo face ao e-learning
Dimensões de Maturidade 
Estrutura 
• Estrutura organizacional da formação e a 
sua evolução 
• Recursos físicos para suportar a 
aprendizagem e a sua adequação à estratégia 
de e-learning 
• Investimento financeiro no e-learning e 
peso do e-learning nas iniciativas e 
orçamentos de formação 
• Grau de dependência de financiamento 
externo 
• Tipo de cortes que são feitos em períodos de 
recessão ou crise 
• Certificação do processo formativo e 
conformidade com requisitos legais, normais e 
standards 
• Procedimentos internos no e-learning e seu 
grau de formalização e monitorização
Dimensões de Maturidade 
Experiência 
• Confiança nas iniciativas actuais de e-learning 
• Percepção das iniciativas de e-learning como 
experiências isoladas ou como um 
desempenho em velocidade cruzeiro 
• Percepção da qualidade das experiências 
prévias em e-learning 
• Capacidade para lidar e recuperar de más 
experiências no e-learning 
• Capacidade para desenvolver novas 
experiências e testar diferentes abordagens
Dimensões de Maturidade 
Design da Aprendizagem 
• Adequação das ferramentas e plataformas 
usadas 
• Grau de integração das ferramentas de e-learning 
com as ferramentas de gestão de RH 
• Grau de uso e percepção de facilidade de 
uso das ferramentas e plataformas 
• Grau, motivos e metodologias usadas para 
subcontratar as actividades nucleares do 
design do processo de aprendizagem 
• Metodologias para criar e actualizar os 
cursos 
• Grau de centralização/descentralização do 
processo de design 
• Inovação pedagógica 
• Atitudes gerais face às tendências 
formativas
Dimensões de Maturidade 
Produtos de Aprendizagem 
• Tipos de produtos formativos que são 
criados ou usados 
• Complexidade, diversidade e 
profundidade do portefólio formativo 
• Suporte tecnológico dos produtos 
formativos
Dimensões de Maturidade 
Processo de Aprendizagem 
• Desenvolvimento de planos de e-learning 
individualizados 
• Indicadores de desempenho, métodos e 
ferramentas usadas para avaliar as 
iniciativas de e-learning 
• Dinâmica social e sistemas de suporte à 
aprendizagem 
• Uso do e-learning para promover a 
aprendizagem informal, as comunidades de 
prática online e o coaching online
Dimensões de Maturidade 
Pessoas 
• Para quem os cursos se destinam, grau de 
abertura dos cursos, restrições de uso e grau 
de voluntariado 
• Maturidade dos formandos, suas reacções 
e atitudes face ao e-learning e suas literacias 
básicas e digitais 
• Maturidade, poder, investigação e 
desenvolvimento e atitudes gerais da equipa 
de gestão da formação
Conclusão 
Compreender a maturidade da empresa permite identificar as 
áreas que precisam de ser melhoradas e permite preparar a 
empresa para projectos de e-learning
rosario@evolui.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano Formacao Complementar
Plano Formacao ComplementarPlano Formacao Complementar
Plano Formacao ComplementarJoão Lima
 
2014 04 04 plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
2014 04 04   plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-12014 04 04   plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
2014 04 04 plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1Sandra Guarnier
 
Plano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafaldaPlano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafaldajoanatoky
 
2011 competencias empreendedoras
2011 competencias empreendedoras2011 competencias empreendedoras
2011 competencias empreendedorasSofia Novo
 
Treinamento organizacional
Treinamento organizacionalTreinamento organizacional
Treinamento organizacionalLuciana Gomes
 
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - FlyerFormação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - FlyerDianova
 
Escrita Digital
Escrita DigitalEscrita Digital
Escrita Digitalrfaria
 
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade CorporativaComo Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade CorporativawebAula S/A
 
Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1
Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1
Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1Pablo Deivid Valle
 
Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...
Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...
Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...Goncalo Venceslau Bernardino
 
Produção de material para ead fluxograma
Produção de material para ead fluxogramaProdução de material para ead fluxograma
Produção de material para ead fluxogramalpereirapoa
 
Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...
Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...
Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...nuno.jose.duarte
 

Mais procurados (20)

Plano Formacao Complementar
Plano Formacao ComplementarPlano Formacao Complementar
Plano Formacao Complementar
 
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formaçãoreferencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
 
2014 04 04 plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
2014 04 04   plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-12014 04 04   plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
2014 04 04 plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
 
Plano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafaldaPlano de formação para uma empresa mafalda
Plano de formação para uma empresa mafalda
 
Submodulo 8.1
Submodulo 8.1Submodulo 8.1
Submodulo 8.1
 
2011 competencias empreendedoras
2011 competencias empreendedoras2011 competencias empreendedoras
2011 competencias empreendedoras
 
Treinamento
TreinamentoTreinamento
Treinamento
 
Treinamento organizacional
Treinamento organizacionalTreinamento organizacional
Treinamento organizacional
 
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - FlyerFormação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
Formação Pedagógica Inicial de Formadores - Flyer
 
Escrita Digital
Escrita DigitalEscrita Digital
Escrita Digital
 
O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador...
O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador...O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador...
O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador...
 
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade CorporativaComo Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
 
referencial detalhado do curso formação pedagógica inicial de formadores | CCP
referencial detalhado do curso formação pedagógica inicial de formadores | CCPreferencial detalhado do curso formação pedagógica inicial de formadores | CCP
referencial detalhado do curso formação pedagógica inicial de formadores | CCP
 
Apresentação cegoc
Apresentação   cegocApresentação   cegoc
Apresentação cegoc
 
Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1
Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1
Warm Up Academia Lean Brasil 2016.1
 
Plano de sessão
Plano de sessãoPlano de sessão
Plano de sessão
 
Oficina de Construção de Aprendizagem
Oficina de Construção de AprendizagemOficina de Construção de Aprendizagem
Oficina de Construção de Aprendizagem
 
Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...
Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...
Apresentação O Retorno do Investimento em Formação_O Caso das Infraestruturas...
 
Produção de material para ead fluxograma
Produção de material para ead fluxogramaProdução de material para ead fluxograma
Produção de material para ead fluxograma
 
Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...
Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...
Dr Manuel Louro Profissional Rvc Formador Mediador Efa Formador Como Se Artic...
 

Destaque

Itil uma introducao
Itil   uma introducaoItil   uma introducao
Itil uma introducaoJorge Rocha
 
Forcing Disruption in b‐Learning Workgroups
Forcing Disruption in b‐Learning WorkgroupsForcing Disruption in b‐Learning Workgroups
Forcing Disruption in b‐Learning WorkgroupsRosario Cação
 
Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...
Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...
Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...Rosario Cação
 
Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...
Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...
Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...Rosario Cação
 
Legislacao da formação profissional
Legislacao da formação profissionalLegislacao da formação profissional
Legislacao da formação profissionalRosario Cação
 
Gestao de Referencias Bibliograficas
Gestao de Referencias BibliograficasGestao de Referencias Bibliograficas
Gestao de Referencias BibliograficasRosario Cação
 
B-learning: Expectativas, comportamentos e impactos
B-learning: Expectativas, comportamentos e impactosB-learning: Expectativas, comportamentos e impactos
B-learning: Expectativas, comportamentos e impactosRosario Cação
 
Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...
Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...
Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...Rosario Cação
 
Complementos de formação de formadores
Complementos de formação de formadoresComplementos de formação de formadores
Complementos de formação de formadoresRosario Cação
 
Trabalho escuta activa
Trabalho escuta activaTrabalho escuta activa
Trabalho escuta activaEurydice Lino
 
Governança ti tcu - outros processos
Governança ti   tcu - outros processosGovernança ti   tcu - outros processos
Governança ti tcu - outros processosGustavo Loureiro
 
Análise de Sobrevivência de Kaplan-Meier
Análise de Sobrevivência de Kaplan-MeierAnálise de Sobrevivência de Kaplan-Meier
Análise de Sobrevivência de Kaplan-MeierRosario Cação
 
Theories of Motivation and Other Inspiring Theories
Theories of Motivation and Other Inspiring TheoriesTheories of Motivation and Other Inspiring Theories
Theories of Motivation and Other Inspiring TheoriesRosario Cação
 
Tools for learning and teaching rosario cacao
Tools for learning and teaching rosario cacaoTools for learning and teaching rosario cacao
Tools for learning and teaching rosario cacaoRosario Cação
 
Testes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosTestes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosRosario Cação
 

Destaque (19)

Itil uma introducao
Itil   uma introducaoItil   uma introducao
Itil uma introducao
 
Forcing Disruption in b‐Learning Workgroups
Forcing Disruption in b‐Learning WorkgroupsForcing Disruption in b‐Learning Workgroups
Forcing Disruption in b‐Learning Workgroups
 
Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...
Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...
Fitness for Use: Present or Future? Insights on Utility as a Primary Dimensio...
 
Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...
Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...
Modeling Critical Factors of Quality in e-Learning - A Structural Equations M...
 
Legislacao da formação profissional
Legislacao da formação profissionalLegislacao da formação profissional
Legislacao da formação profissional
 
Gestao de Referencias Bibliograficas
Gestao de Referencias BibliograficasGestao de Referencias Bibliograficas
Gestao de Referencias Bibliograficas
 
Taxonomia de Anderson
Taxonomia de AndersonTaxonomia de Anderson
Taxonomia de Anderson
 
B-learning: Expectativas, comportamentos e impactos
B-learning: Expectativas, comportamentos e impactosB-learning: Expectativas, comportamentos e impactos
B-learning: Expectativas, comportamentos e impactos
 
Manuais de qualidade
Manuais de qualidadeManuais de qualidade
Manuais de qualidade
 
Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...
Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...
Escalas para Medição de Atitudes - Com Exemplos Práticos Aplicados à Educação...
 
Complementos de formação de formadores
Complementos de formação de formadoresComplementos de formação de formadores
Complementos de formação de formadores
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Trabalho escuta activa
Trabalho escuta activaTrabalho escuta activa
Trabalho escuta activa
 
Tipos de eventos
Tipos de eventosTipos de eventos
Tipos de eventos
 
Governança ti tcu - outros processos
Governança ti   tcu - outros processosGovernança ti   tcu - outros processos
Governança ti tcu - outros processos
 
Análise de Sobrevivência de Kaplan-Meier
Análise de Sobrevivência de Kaplan-MeierAnálise de Sobrevivência de Kaplan-Meier
Análise de Sobrevivência de Kaplan-Meier
 
Theories of Motivation and Other Inspiring Theories
Theories of Motivation and Other Inspiring TheoriesTheories of Motivation and Other Inspiring Theories
Theories of Motivation and Other Inspiring Theories
 
Tools for learning and teaching rosario cacao
Tools for learning and teaching rosario cacaoTools for learning and teaching rosario cacao
Tools for learning and teaching rosario cacao
 
Testes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosTestes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricos
 

Semelhante a Indicadores de Maturidade no E-learning @TicEDUCA2014

Universidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o AutodesenvolvimentoUniversidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o AutodesenvolvimentoINSTITUTO MVC
 
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem OrganizacionalConhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacionalrfaria
 
Aprendizagem Organizacional
Aprendizagem OrganizacionalAprendizagem Organizacional
Aprendizagem Organizacionalnesi
 
slides_da_videoconferencia_do_tcc.pdf
slides_da_videoconferencia_do_tcc.pdfslides_da_videoconferencia_do_tcc.pdf
slides_da_videoconferencia_do_tcc.pdfEtecProfessoraNairLu
 
Programa gestao
Programa gestaoPrograma gestao
Programa gestaoTiti Mimi
 
Porto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EAD
Porto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EADPorto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EAD
Porto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EADStella Porto
 
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slidesManual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slidesINSTITUTO MVC
 
Programa disciplina Comunicação Gráfica e Audiovisual
Programa disciplina Comunicação Gráfica e AudiovisualPrograma disciplina Comunicação Gráfica e Audiovisual
Programa disciplina Comunicação Gráfica e AudiovisualCarina Lopes
 
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacionalPanorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacionalFátima Correia
 
Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.
Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.
Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.Gydyzany Pires
 
Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o modelo de ...
Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o  modelo de ...Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o  modelo de ...
Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o modelo de ...Organizacion Universitaria Interamericana
 
Dimensoes e componentes de um curso online
Dimensoes e componentes de um curso onlineDimensoes e componentes de um curso online
Dimensoes e componentes de um curso onlineJoaquim Guerra
 
Sandra apresentação sime
Sandra apresentação simeSandra apresentação sime
Sandra apresentação simeLuis Pedro
 
silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...
silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...
silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...DelaneLima
 
Pré-Vestibular 2014
Pré-Vestibular 2014Pré-Vestibular 2014
Pré-Vestibular 2014colegiocolag
 
Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores InovadoresAnother Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores InovadoresHugo Caldeira
 

Semelhante a Indicadores de Maturidade no E-learning @TicEDUCA2014 (20)

Universidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o AutodesenvolvimentoUniversidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
Universidade Corporativa I - Caminho para o Autodesenvolvimento
 
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem OrganizacionalConhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional
 
Aprendizagem Organizacional
Aprendizagem OrganizacionalAprendizagem Organizacional
Aprendizagem Organizacional
 
slides_da_videoconferencia_do_tcc.pdf
slides_da_videoconferencia_do_tcc.pdfslides_da_videoconferencia_do_tcc.pdf
slides_da_videoconferencia_do_tcc.pdf
 
Programa gestao
Programa gestaoPrograma gestao
Programa gestao
 
Porto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EAD
Porto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EADPorto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EAD
Porto - 2nd encontro sincrono de Gesta em EAD
 
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slidesManual para desenvolvimento de uma universidade corporativa   slides
Manual para desenvolvimento de uma universidade corporativa slides
 
Programa disciplina Comunicação Gráfica e Audiovisual
Programa disciplina Comunicação Gráfica e AudiovisualPrograma disciplina Comunicação Gráfica e Audiovisual
Programa disciplina Comunicação Gráfica e Audiovisual
 
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacionalPanorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
 
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacionalPanorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
Panorama e-Learning Portugal 360 - resultados do estudo nacional
 
Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.
Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.
Motores de busca by Gilson Pires & Cleide Gomes.
 
Carlos Fernando
Carlos FernandoCarlos Fernando
Carlos Fernando
 
Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o modelo de ...
Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o  modelo de ...Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o  modelo de ...
Eficiência, Eficácia ou Efetividade, para onde o está orientado o modelo de ...
 
DigCompEdu.pptx
DigCompEdu.pptxDigCompEdu.pptx
DigCompEdu.pptx
 
Dimensoes e componentes de um curso online
Dimensoes e componentes de um curso onlineDimensoes e componentes de um curso online
Dimensoes e componentes de um curso online
 
Sandra apresentação sime
Sandra apresentação simeSandra apresentação sime
Sandra apresentação sime
 
silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...
silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...
silo.tips_plano-de-curso-recepcionista-qualificaao-profissional-eixo-tecnolog...
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
Pré-Vestibular 2014
Pré-Vestibular 2014Pré-Vestibular 2014
Pré-Vestibular 2014
 
Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores InovadoresAnother Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
Another Step - 8 Conferência de Professores Inovadores
 

Mais de Rosario Cação

Evolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 Seville
Evolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 SevilleEvolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 Seville
Evolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 SevilleRosario Cação
 
Gestão e Formação de Expatriados e Quadros Internacionais
Gestão e Formação de Expatriados e Quadros InternacionaisGestão e Formação de Expatriados e Quadros Internacionais
Gestão e Formação de Expatriados e Quadros InternacionaisRosario Cação
 
Dimensions of Quality in e-Learning
Dimensions of Quality in e-LearningDimensions of Quality in e-Learning
Dimensions of Quality in e-LearningRosario Cação
 
Análise Qualitativa de Dados com o NVIVO
Análise Qualitativa de Dados com o NVIVOAnálise Qualitativa de Dados com o NVIVO
Análise Qualitativa de Dados com o NVIVORosario Cação
 

Mais de Rosario Cação (6)

Flipped Conferences
Flipped ConferencesFlipped Conferences
Flipped Conferences
 
Evolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 Seville
Evolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 SevilleEvolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 Seville
Evolution and Trauma in Corporate e-Learning @ ICERI 2014 Seville
 
Gestão e Formação de Expatriados e Quadros Internacionais
Gestão e Formação de Expatriados e Quadros InternacionaisGestão e Formação de Expatriados e Quadros Internacionais
Gestão e Formação de Expatriados e Quadros Internacionais
 
Dimensions of Quality in e-Learning
Dimensions of Quality in e-LearningDimensions of Quality in e-Learning
Dimensions of Quality in e-Learning
 
Qualidade no e-learning
Qualidade no e-learningQualidade no e-learning
Qualidade no e-learning
 
Análise Qualitativa de Dados com o NVIVO
Análise Qualitativa de Dados com o NVIVOAnálise Qualitativa de Dados com o NVIVO
Análise Qualitativa de Dados com o NVIVO
 

Último

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 

Indicadores de Maturidade no E-learning @TicEDUCA2014

  • 2. Maturidade Maximizar competências e talentos Optimizar a resposta a necessidades Reflectir experiências passadas Recuperar do que correu mal
  • 3. Estádios de Maturidade Conflitos Desafios Metas Resultados esperados
  • 4. Maturidade das Empresas As empresas também têm estádios de maturidade e existem modelos de maturidade para diversas áreas da empresa
  • 5. Modelos de Maturidade Permitem: - Compreender uma realidade complexa - Situar a empresa numa escala/modelo - Facilitar a identificação de um trajecto de progressão
  • 6. Proposta de Valor Avaliar a maturidade da empresa para empreender projectos de e-learning, preparar a empresa para esses projectos e melhorar a sua estratégia, procedimentos e práticas em termos de e-learning
  • 7. Objectivo Identificar indicadores de maturidade que pudessem ser usados para diagnosticar práticas e procedimentos e definir estratégias para os melhorar
  • 8. Banca Metodologia Seguros Retalho Energia Telecomunicações Farmacêuticas Alimentação e bebidas Transportes Entrevistas semi-estruturadas com empresas prime de vários sectores e com orçamentos de formação superiores a € 5 milhões/ano
  • 10. Dimensões de Maturidade Estratégia • Motivos para usar o e-learning e os objectivos que perssegue • Ligação entre o e-learning e a estratégia de negócio • Capacidade de equilibrar as idiossincrasias do negócio com as tendências do sector formativo • Importância, peso e papel do e-learning na estratégia de formação e desenvolvimento • Grau de centralização/descentralização e convergência/divergência das estratégias de e-learning internacional • Capacidade para desenvolver estratégias de e-learning pensar global, agir localmente • Usos efectivos do e-learning • Atitudes da gestão de topo face ao e-learning
  • 11. Dimensões de Maturidade Estrutura • Estrutura organizacional da formação e a sua evolução • Recursos físicos para suportar a aprendizagem e a sua adequação à estratégia de e-learning • Investimento financeiro no e-learning e peso do e-learning nas iniciativas e orçamentos de formação • Grau de dependência de financiamento externo • Tipo de cortes que são feitos em períodos de recessão ou crise • Certificação do processo formativo e conformidade com requisitos legais, normais e standards • Procedimentos internos no e-learning e seu grau de formalização e monitorização
  • 12. Dimensões de Maturidade Experiência • Confiança nas iniciativas actuais de e-learning • Percepção das iniciativas de e-learning como experiências isoladas ou como um desempenho em velocidade cruzeiro • Percepção da qualidade das experiências prévias em e-learning • Capacidade para lidar e recuperar de más experiências no e-learning • Capacidade para desenvolver novas experiências e testar diferentes abordagens
  • 13. Dimensões de Maturidade Design da Aprendizagem • Adequação das ferramentas e plataformas usadas • Grau de integração das ferramentas de e-learning com as ferramentas de gestão de RH • Grau de uso e percepção de facilidade de uso das ferramentas e plataformas • Grau, motivos e metodologias usadas para subcontratar as actividades nucleares do design do processo de aprendizagem • Metodologias para criar e actualizar os cursos • Grau de centralização/descentralização do processo de design • Inovação pedagógica • Atitudes gerais face às tendências formativas
  • 14. Dimensões de Maturidade Produtos de Aprendizagem • Tipos de produtos formativos que são criados ou usados • Complexidade, diversidade e profundidade do portefólio formativo • Suporte tecnológico dos produtos formativos
  • 15. Dimensões de Maturidade Processo de Aprendizagem • Desenvolvimento de planos de e-learning individualizados • Indicadores de desempenho, métodos e ferramentas usadas para avaliar as iniciativas de e-learning • Dinâmica social e sistemas de suporte à aprendizagem • Uso do e-learning para promover a aprendizagem informal, as comunidades de prática online e o coaching online
  • 16. Dimensões de Maturidade Pessoas • Para quem os cursos se destinam, grau de abertura dos cursos, restrições de uso e grau de voluntariado • Maturidade dos formandos, suas reacções e atitudes face ao e-learning e suas literacias básicas e digitais • Maturidade, poder, investigação e desenvolvimento e atitudes gerais da equipa de gestão da formação
  • 17. Conclusão Compreender a maturidade da empresa permite identificar as áreas que precisam de ser melhoradas e permite preparar a empresa para projectos de e-learning