SlideShare uma empresa Scribd logo
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS:
• Formação e apogeu do Feudalismo.
• Período de constantes invasões e
deslocamentos populacionais.
• Síntese de elementos do antigo
Império Romano + povos bárbaros
+ cristianismo.
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
2 – OS POVOS BÁRBAROS:
• Povos fora das fronteiras (sem cultura greco-romana).
• Germânicos – principal grupo (suevos, lombardos,
teutônicos, francos, godos, visigodos, ostrogodos,
vândalos, burgúndios, anglos, saxões...).
• Economia agropastoril.
• Ausência de comércio e moeda.
• Ausência de escrita.
• Politeístas.
• Inicialmente sem propriedade privada.
• Poder político = casta de guerreiros.
• Direito Consuetudinário (tradição).
• COMITATUS (laços de dependência entre guerreiros).
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
3 – O FEUDALISMO
• Economia: agrícola, auto-suficiente (subsistência), sem comércio
e moeda.
• Unidade econômica básica: FEUDO (benefício).
– MANSO SENHORIAL – castelo + melhores terras.
– MANSO SERVIL- terras arrendadas (lotes = glebas ou tenências)
– MANSO COMUNAL – bosques e pastos (uso comum)
Visão interna da casa dos servos
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
• Sociedade:
– Estamental (posição social definida pelo nascimento).
– Poder vinculado à posse e extensão da terra.
– Laços de dependência pessoal:
 SUSERANIA e VASSALAGEM (entre nobres);
 SENHOR e SERVOS.
– CLERO: terra + poder político + poder ideológico
(salvação)
–NOBREZA: terra + poder político (defesa)
–SERVOS: obrigações (corvéia, talha,
banalidades, tostão de Pedro, dízimo, mão-morta,
capitação, formariage...) e VILÕES: quase servos,
porém com menos obrigações
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
• Política: descentralização;
• Ideologia:
– Teocentrismo
– IGREJA: maior instituição (atuante em todos os setores)
– Conformismo, continuismo
– Ética paternalista cristã
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
• Elementos feudais:
ROMANOS GERMÂNICOS
Clientela (dependência entre
servos e senhores)
Comitatus (dependência entre
nobres – base da suserania e
vassalagem)
Colonato (fixação na terra –
origem da servidão)
Subsistência (ausência de
comércio e moeda)
Vilas (grandes propriedades rurais
– origem dos feudos)
Economia agropastoril
Igreja Direito consuetudinário (tradição
oral)
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
4 – O IMPÉRIO CAROLÍNGEO ou REINO CRISTÃO DOS
FRANCOS
• Atual França.
• Único reino bárbaro relativamente duradouro.
• Dinastia Merovíngea:
–Clóvis (496) – conversão ao cristianismo.
–Conquista da Gália.
–Ruralização.
–Distribuição de terras entre clero e nobreza. (Fragmentação do poder.)
–Últimos reis da dinastia: Reis Indolentes (incomp. administrativa).
–Poder de fato: Mordomos do Paço ou do Palácio (espécies de
“prefeitos” ou primeiro ministro).
–Carlos Martel (732) – Bloqueio aos árabes na França (Batalha de
Poitiers).
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
• Dinastia Carolíngea
– Pepino, o Breve (751–768):
 Expulsão dos lombardos
da Península Itálica.
 Doação para a Igreja
(Patrimônio de São Pedro)
 Apoio da Igreja.
– Carlos Magno (768 – 814):
 Auge.
 Guerras de conquista.
 Doações para nobres (laços de dependência).
 Centralização relativa.
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
Apoio da Igreja (expansão do cristianismo).
Tentativa de reconstruir o Império Romano
do Ocidente.
Divisão imperial em 300 partes (condados,
ducados e marcas).
Missi Dominici – funcionários imperiais
(burocracia).CARLOS MAGNO
– Luís, o Piedoso (814 – 841)
 Enfraquecimento.
 Agravamento da descentralização política.
– Disputas pela sucessão imperial após morte de Luís, o Piedoso.
Capitulares – leis imperiais.
Renascimento carolíngeo – preservação de obras clássicas em
escolas eclesiásticas.
ProfaProfa
ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X)
– Tratado de Verdum (843):
 Divisão do Império.
 OCIDENTE – Carlos, o
Calvo (atual França);
 CENTRO – Lotário (atuais
Itália e Suíça);
 ORIENTE – Luís, o
Germânico (atual
Alemanha).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os povos bárbaros
Os povos bárbarosOs povos bárbaros
Os povos bárbaros
Dalton Lopes Reis Jr.
 
Idade Média - Reinos Bárbaros e Feudalismo
Idade Média - Reinos Bárbaros e FeudalismoIdade Média - Reinos Bárbaros e Feudalismo
Idade Média - Reinos Bárbaros e Feudalismo
Paulo Alexandre
 
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Edenilson Morais
 
Alta Idade Média ocidental
Alta Idade Média ocidentalAlta Idade Média ocidental
Alta Idade Média ocidental
Elton Zanoni
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
Carlos Zaranza
 
Invasões bárbaras e império carolíngio
Invasões bárbaras e império carolíngioInvasões bárbaras e império carolíngio
Invasões bárbaras e império carolíngio
Fatima Freitas
 
Os francos e o feudalismo
Os francos e o feudalismoOs francos e o feudalismo
Os francos e o feudalismo
maida marciano
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Professor Marcelo
 
Povos barbaros
Povos barbarosPovos barbaros
Povos barbaros
Marcos Souza
 
Invasões bárbaras e formação da europa moderna
Invasões bárbaras e formação da europa modernaInvasões bárbaras e formação da europa moderna
Invasões bárbaras e formação da europa moderna
Fatima Freitas
 
2011 história
2011 história2011 história
Alta idade média ocidental
Alta idade média ocidentalAlta idade média ocidental
Alta idade média ocidental
Murilo Benevides
 
Dominios Germanicos
Dominios GermanicosDominios Germanicos
Dominios Germanicos
Josefa Libório
 
Idade Media
Idade MediaIdade Media
A expansão dos francos e o império carolíngio.
A expansão dos francos e o império carolíngio.A expansão dos francos e o império carolíngio.
A expansão dos francos e o império carolíngio.
Joemille Leal
 
Feudalismo - Alta Idade Média
Feudalismo - Alta Idade MédiaFeudalismo - Alta Idade Média
Feudalismo - Alta Idade Média
Valeria Kosicki
 
Resumo alta idade média
Resumo   alta idade médiaResumo   alta idade média
Resumo alta idade média
Claudenilson da Silva
 
A idade média no ocidente
A idade média no ocidenteA idade média no ocidente
A idade média no ocidente
guest85fbf7c
 
Plano invasão dos bárbaros
Plano invasão dos bárbarosPlano invasão dos bárbaros
Plano invasão dos bárbaros
Péricles Penuel
 
Reino franco
Reino francoReino franco
Reino franco
PROFºWILTONREIS
 

Mais procurados (20)

Os povos bárbaros
Os povos bárbarosOs povos bárbaros
Os povos bárbaros
 
Idade Média - Reinos Bárbaros e Feudalismo
Idade Média - Reinos Bárbaros e FeudalismoIdade Média - Reinos Bárbaros e Feudalismo
Idade Média - Reinos Bárbaros e Feudalismo
 
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
 
Alta Idade Média ocidental
Alta Idade Média ocidentalAlta Idade Média ocidental
Alta Idade Média ocidental
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
 
Invasões bárbaras e império carolíngio
Invasões bárbaras e império carolíngioInvasões bárbaras e império carolíngio
Invasões bárbaras e império carolíngio
 
Os francos e o feudalismo
Os francos e o feudalismoOs francos e o feudalismo
Os francos e o feudalismo
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
Povos barbaros
Povos barbarosPovos barbaros
Povos barbaros
 
Invasões bárbaras e formação da europa moderna
Invasões bárbaras e formação da europa modernaInvasões bárbaras e formação da europa moderna
Invasões bárbaras e formação da europa moderna
 
2011 história
2011 história2011 história
2011 história
 
Alta idade média ocidental
Alta idade média ocidentalAlta idade média ocidental
Alta idade média ocidental
 
Dominios Germanicos
Dominios GermanicosDominios Germanicos
Dominios Germanicos
 
Idade Media
Idade MediaIdade Media
Idade Media
 
A expansão dos francos e o império carolíngio.
A expansão dos francos e o império carolíngio.A expansão dos francos e o império carolíngio.
A expansão dos francos e o império carolíngio.
 
Feudalismo - Alta Idade Média
Feudalismo - Alta Idade MédiaFeudalismo - Alta Idade Média
Feudalismo - Alta Idade Média
 
Resumo alta idade média
Resumo   alta idade médiaResumo   alta idade média
Resumo alta idade média
 
A idade média no ocidente
A idade média no ocidenteA idade média no ocidente
A idade média no ocidente
 
Plano invasão dos bárbaros
Plano invasão dos bárbarosPlano invasão dos bárbaros
Plano invasão dos bárbaros
 
Reino franco
Reino francoReino franco
Reino franco
 

Destaque

Fenícios, persas, hebreus01
Fenícios, persas, hebreus01Fenícios, persas, hebreus01
Fenícios, persas, hebreus01
dmflores21
 
Brasil Imperio II
Brasil Imperio IIBrasil Imperio II
Brasil Imperio II
dmflores21
 
A guerra-da-secessao1861-e28093-1865
A guerra-da-secessao1861-e28093-1865A guerra-da-secessao1861-e28093-1865
A guerra-da-secessao1861-e28093-1865
dmflores21
 
Roma3 império
Roma3 impérioRoma3 império
Roma3 império
dmflores21
 
Roma2 república
Roma2 repúblicaRoma2 república
Roma2 república
dmflores21
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
dmflores21
 
Roma1 localização e monarquia
Roma1 localização e monarquiaRoma1 localização e monarquia
Roma1 localização e monarquia
dmflores21
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
dmflores21
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
dmflores21
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
dmflores21
 
Roma4 cultura
Roma4 culturaRoma4 cultura
Roma4 cultura
dmflores21
 
Independência América Espanhola
Independência América EspanholaIndependência América Espanhola
Independência América Espanhola
dmflores21
 
Aula sobre o_mito_hoje
Aula sobre o_mito_hojeAula sobre o_mito_hoje
Aula sobre o_mito_hoje
dmflores21
 
Aula trabalho-e_lazer
Aula  trabalho-e_lazerAula  trabalho-e_lazer
Aula trabalho-e_lazer
dmflores21
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
dmflores21
 
Brasil I Reinado (História P2)
Brasil I Reinado (História P2)Brasil I Reinado (História P2)
Brasil I Reinado (História P2)
dmflores21
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
dmflores21
 
Idade média alta idade média (séc. v- x)
Idade média   alta idade média (séc. v- x)Idade média   alta idade média (séc. v- x)
Idade média alta idade média (séc. v- x)
jfquirino
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
dmflores21
 
Brasil Colonial 01
Brasil Colonial 01Brasil Colonial 01
Brasil Colonial 01
dmflores21
 

Destaque (20)

Fenícios, persas, hebreus01
Fenícios, persas, hebreus01Fenícios, persas, hebreus01
Fenícios, persas, hebreus01
 
Brasil Imperio II
Brasil Imperio IIBrasil Imperio II
Brasil Imperio II
 
A guerra-da-secessao1861-e28093-1865
A guerra-da-secessao1861-e28093-1865A guerra-da-secessao1861-e28093-1865
A guerra-da-secessao1861-e28093-1865
 
Roma3 império
Roma3 impérioRoma3 império
Roma3 império
 
Roma2 república
Roma2 repúblicaRoma2 república
Roma2 república
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
 
Roma1 localização e monarquia
Roma1 localização e monarquiaRoma1 localização e monarquia
Roma1 localização e monarquia
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
 
Roma4 cultura
Roma4 culturaRoma4 cultura
Roma4 cultura
 
Independência América Espanhola
Independência América EspanholaIndependência América Espanhola
Independência América Espanhola
 
Aula sobre o_mito_hoje
Aula sobre o_mito_hojeAula sobre o_mito_hoje
Aula sobre o_mito_hoje
 
Aula trabalho-e_lazer
Aula  trabalho-e_lazerAula  trabalho-e_lazer
Aula trabalho-e_lazer
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
 
Brasil I Reinado (História P2)
Brasil I Reinado (História P2)Brasil I Reinado (História P2)
Brasil I Reinado (História P2)
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Idade média alta idade média (séc. v- x)
Idade média   alta idade média (séc. v- x)Idade média   alta idade média (séc. v- x)
Idade média alta idade média (séc. v- x)
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Brasil Colonial 01
Brasil Colonial 01Brasil Colonial 01
Brasil Colonial 01
 

Semelhante a Feudalismo e Bárbaros

Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
Over Lane
 
Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
Over Lane
 
A idade média no ocidente
A idade média no ocidenteA idade média no ocidente
A idade média no ocidente
guest85fbf7c
 
Idade média ´revisão
Idade média ´revisãoIdade média ´revisão
Idade média ´revisão
Fernando Sergio Leão Castilho
 
IDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDO
IDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDOIDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDO
IDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDO
mariapinheiro710
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Luana Alves
 
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Portal do Vestibulando
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02
Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02
Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02
Fatima Freitas
 
Idade Media1
Idade Media1Idade Media1
Idade Media1
Semone
 
O feudalismo
O feudalismoO feudalismo
O feudalismo
Denis Gasco
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Elaine Bogo Pavani
 
Idade média
Idade médiaIdade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
Kerol Brombal
 
Idade média - 3º Ano
Idade média - 3º AnoIdade média - 3º Ano
Idade média - 3º Ano
Auxiliadora
 
capitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensino
capitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensinocapitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensino
capitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensino
estefanymiimille
 
O feudalismo 2015
O feudalismo 2015O feudalismo 2015
O feudalismo 2015
Denis Gasco
 
Feudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade médiaFeudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade média
Charlies Ponciano
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
Braulio Santos Pereira
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
Bruno-machado Bruno
 

Semelhante a Feudalismo e Bárbaros (20)

Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
 
Idade média 1 ano
Idade média 1 anoIdade média 1 ano
Idade média 1 ano
 
A idade média no ocidente
A idade média no ocidenteA idade média no ocidente
A idade média no ocidente
 
Idade média ´revisão
Idade média ´revisãoIdade média ´revisão
Idade média ´revisão
 
IDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDO
IDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDOIDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDO
IDADE MEDIA E REINOS EXPLICAÇÃO RESUMIDO
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02
Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02
Invasesbrbaraseformaodaeuropamoderna 111101132734-phpapp02
 
Idade Media1
Idade Media1Idade Media1
Idade Media1
 
O feudalismo
O feudalismoO feudalismo
O feudalismo
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
 
Idade média - 3º Ano
Idade média - 3º AnoIdade média - 3º Ano
Idade média - 3º Ano
 
capitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensino
capitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensinocapitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensino
capitulo 2.pdfhis historiafeudalinfantil7anoensino
 
O feudalismo 2015
O feudalismo 2015O feudalismo 2015
O feudalismo 2015
 
Feudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade médiaFeudalismo - baixa idade média
Feudalismo - baixa idade média
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
 
Feudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademediaFeudalimo baixaidademedia
Feudalimo baixaidademedia
 

Mais de dmflores21

Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
dmflores21
 
Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945
dmflores21
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
dmflores21
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
dmflores21
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
dmflores21
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
dmflores21
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
dmflores21
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
dmflores21
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
dmflores21
 
Revolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptRevolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.ppt
dmflores21
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
dmflores21
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempo
dmflores21
 
Culturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasCulturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianas
dmflores21
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
dmflores21
 
Independência américas
Independência américasIndependência américas
Independência américas
dmflores21
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
dmflores21
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espada
dmflores21
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
dmflores21
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
dmflores21
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
dmflores21
 

Mais de dmflores21 (20)

Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
 
Revolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptRevolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.ppt
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempo
 
Culturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianasCulturas indigenas-pre-colombianas
Culturas indigenas-pre-colombianas
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
Independência américas
Independência américasIndependência américas
Independência américas
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espada
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 

Último

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Renato Henriques
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Feudalismo e Bárbaros

  • 1. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) 1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS: • Formação e apogeu do Feudalismo. • Período de constantes invasões e deslocamentos populacionais. • Síntese de elementos do antigo Império Romano + povos bárbaros + cristianismo.
  • 2. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) 2 – OS POVOS BÁRBAROS: • Povos fora das fronteiras (sem cultura greco-romana). • Germânicos – principal grupo (suevos, lombardos, teutônicos, francos, godos, visigodos, ostrogodos, vândalos, burgúndios, anglos, saxões...). • Economia agropastoril. • Ausência de comércio e moeda. • Ausência de escrita. • Politeístas. • Inicialmente sem propriedade privada. • Poder político = casta de guerreiros. • Direito Consuetudinário (tradição). • COMITATUS (laços de dependência entre guerreiros).
  • 3. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) 3 – O FEUDALISMO • Economia: agrícola, auto-suficiente (subsistência), sem comércio e moeda. • Unidade econômica básica: FEUDO (benefício). – MANSO SENHORIAL – castelo + melhores terras. – MANSO SERVIL- terras arrendadas (lotes = glebas ou tenências) – MANSO COMUNAL – bosques e pastos (uso comum) Visão interna da casa dos servos
  • 4. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) • Sociedade: – Estamental (posição social definida pelo nascimento). – Poder vinculado à posse e extensão da terra. – Laços de dependência pessoal:  SUSERANIA e VASSALAGEM (entre nobres);  SENHOR e SERVOS. – CLERO: terra + poder político + poder ideológico (salvação) –NOBREZA: terra + poder político (defesa) –SERVOS: obrigações (corvéia, talha, banalidades, tostão de Pedro, dízimo, mão-morta, capitação, formariage...) e VILÕES: quase servos, porém com menos obrigações
  • 5. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) • Política: descentralização; • Ideologia: – Teocentrismo – IGREJA: maior instituição (atuante em todos os setores) – Conformismo, continuismo – Ética paternalista cristã
  • 6. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) • Elementos feudais: ROMANOS GERMÂNICOS Clientela (dependência entre servos e senhores) Comitatus (dependência entre nobres – base da suserania e vassalagem) Colonato (fixação na terra – origem da servidão) Subsistência (ausência de comércio e moeda) Vilas (grandes propriedades rurais – origem dos feudos) Economia agropastoril Igreja Direito consuetudinário (tradição oral)
  • 7. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) 4 – O IMPÉRIO CAROLÍNGEO ou REINO CRISTÃO DOS FRANCOS • Atual França. • Único reino bárbaro relativamente duradouro. • Dinastia Merovíngea: –Clóvis (496) – conversão ao cristianismo. –Conquista da Gália. –Ruralização. –Distribuição de terras entre clero e nobreza. (Fragmentação do poder.) –Últimos reis da dinastia: Reis Indolentes (incomp. administrativa). –Poder de fato: Mordomos do Paço ou do Palácio (espécies de “prefeitos” ou primeiro ministro). –Carlos Martel (732) – Bloqueio aos árabes na França (Batalha de Poitiers).
  • 8. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) • Dinastia Carolíngea – Pepino, o Breve (751–768):  Expulsão dos lombardos da Península Itálica.  Doação para a Igreja (Patrimônio de São Pedro)  Apoio da Igreja. – Carlos Magno (768 – 814):  Auge.  Guerras de conquista.  Doações para nobres (laços de dependência).  Centralização relativa.
  • 9. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) Apoio da Igreja (expansão do cristianismo). Tentativa de reconstruir o Império Romano do Ocidente. Divisão imperial em 300 partes (condados, ducados e marcas). Missi Dominici – funcionários imperiais (burocracia).CARLOS MAGNO – Luís, o Piedoso (814 – 841)  Enfraquecimento.  Agravamento da descentralização política. – Disputas pela sucessão imperial após morte de Luís, o Piedoso. Capitulares – leis imperiais. Renascimento carolíngeo – preservação de obras clássicas em escolas eclesiásticas.
  • 10. ProfaProfa ALTA IDADE MÉDIA (SÉC V – X) – Tratado de Verdum (843):  Divisão do Império.  OCIDENTE – Carlos, o Calvo (atual França);  CENTRO – Lotário (atuais Itália e Suíça);  ORIENTE – Luís, o Germânico (atual Alemanha).