SlideShare uma empresa Scribd logo

Culturas indigenas-pre-colombianas

dmflores21
dmflores21
dmflores21Professora

Incas, astecas e maias

Culturas indigenas-pre-colombianas

1 de 62
Baixar para ler offline
PRÉ-COLOMBIANOS
CULTURAS INDÍGENAS PRÉ-COLOMBIANAS
ALGUNS POVOS PRÉ-COLOMBIANOS
ALCANÇARAM UM ELEVADO GRAU DE
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E
CULTURAL. TINHAM UMA SOCIEDADE BEM
ORGANIZADA E VIVIAM DE FORMA HARMÔNICA
COM A NATUREZA. ERAM POLITEÍSTA E CHEGARAM
A FORMAR GRANDES CIVILIZAÇÕES. DESTAQUE
PARA OS MAIAS, ASTECAS E INCAS.
MAIAS
yucatan
Culturas indigenas-pre-colombianas
AS CIDADES ERAM GOVERNADAS POR UM ESTADO
TEOCRÁTICO. A ZONA URBANA ERA HABITADA PELOS
NOBRES. TODAVIA, NÃO CHEGARAM A FORMAR UM
IMPÉRIO MAS SIM, O QUE SE CONVENCIONOU CHAMAR
DE “CIDADES ESTADO”.

Recomendados

Os Primeiros Filósofos e o Conhecimento - João Luís
Os Primeiros Filósofos e o Conhecimento - João Luís Os Primeiros Filósofos e o Conhecimento - João Luís
Os Primeiros Filósofos e o Conhecimento - João Luís Turma Olímpica
 
Grandes navegações século xv e xvi
Grandes navegações século xv e xviGrandes navegações século xv e xvi
Grandes navegações século xv e xviIzaac Erder
 
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012Elisa Maria Gomide
 
ιωνική επανάσταση - περσικοί πόλεμοι
ιωνική επανάσταση - περσικοί πόλεμοιιωνική επανάσταση - περσικοί πόλεμοι
ιωνική επανάσταση - περσικοί πόλεμοιekati
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
ArtrópodesURCA
 
Cordados- Zoologia dos Vertebrados
Cordados- Zoologia dos VertebradosCordados- Zoologia dos Vertebrados
Cordados- Zoologia dos VertebradosCarlos Priante
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7 ερωτησεις και απαντησεις
7 ερωτησεις και απαντησεις7 ερωτησεις και απαντησεις
7 ερωτησεις και απαντησειςDimitra Stefani
 
Ο μυκηναϊκός πολιτισμός
Ο μυκηναϊκός πολιτισμόςΟ μυκηναϊκός πολιτισμός
Ο μυκηναϊκός πολιτισμόςAkis Ampelas
 
η πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματος
η πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματοςη πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματος
η πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματοςVasso Rabaouni
 
Filo Arthropoda (Artrópodes)
Filo Arthropoda (Artrópodes)Filo Arthropoda (Artrópodes)
Filo Arthropoda (Artrópodes)RayssaDias8
 
Projeto Afro-Índigena
Projeto Afro-ÍndigenaProjeto Afro-Índigena
Projeto Afro-ÍndigenaQuel Konda
 
Trabalho de historia periodo arcaico
Trabalho de historia   periodo arcaicoTrabalho de historia   periodo arcaico
Trabalho de historia periodo arcaicoJhorlando
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia GréciaLuci Bonini
 
O modelo ateniense a democracia
O modelo ateniense  a democraciaO modelo ateniense  a democracia
O modelo ateniense a democraciaCarla Teixeira
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antigalgreggio10
 

Mais procurados (20)

éTica moral e valores
éTica moral e valoreséTica moral e valores
éTica moral e valores
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
7 ερωτησεις και απαντησεις
7 ερωτησεις και απαντησεις7 ερωτησεις και απαντησεις
7 ερωτησεις και απαντησεις
 
Ο μυκηναϊκός πολιτισμός
Ο μυκηναϊκός πολιτισμόςΟ μυκηναϊκός πολιτισμός
Ο μυκηναϊκός πολιτισμός
 
A américa espanhola
A américa espanholaA américa espanhola
A américa espanhola
 
η πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματος
η πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματοςη πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματος
η πόλη κράτος και η εξέλιξη του πολιτεύματος
 
Idade antiga
Idade antigaIdade antiga
Idade antiga
 
Filo Arthropoda (Artrópodes)
Filo Arthropoda (Artrópodes)Filo Arthropoda (Artrópodes)
Filo Arthropoda (Artrópodes)
 
Filosofia e arte no medievo
Filosofia e arte no medievoFilosofia e arte no medievo
Filosofia e arte no medievo
 
Projeto Afro-Índigena
Projeto Afro-ÍndigenaProjeto Afro-Índigena
Projeto Afro-Índigena
 
Trabalho de historia periodo arcaico
Trabalho de historia   periodo arcaicoTrabalho de historia   periodo arcaico
Trabalho de historia periodo arcaico
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
 
Atenas - Grécia
Atenas - GréciaAtenas - Grécia
Atenas - Grécia
 
Civilização Grega
Civilização GregaCivilização Grega
Civilização Grega
 
O modelo ateniense a democracia
O modelo ateniense  a democraciaO modelo ateniense  a democracia
O modelo ateniense a democracia
 
Povos berberes
Povos berberesPovos berberes
Povos berberes
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Arte Fenícia
Arte FeníciaArte Fenícia
Arte Fenícia
 
Grecia Antiga
Grecia AntigaGrecia Antiga
Grecia Antiga
 

Destaque

Brasil ditadura militar 1964 1985
Brasil ditadura militar 1964 1985Brasil ditadura militar 1964 1985
Brasil ditadura militar 1964 1985dmflores21
 
Império árabe
Império árabeImpério árabe
Império árabedmflores21
 
Lindas fotos e provérbios
Lindas fotos e provérbiosLindas fotos e provérbios
Lindas fotos e provérbiosOracy Filho
 
Momentos magicos
Momentos magicosMomentos magicos
Momentos magicosOracy Filho
 
Brasil Processo de Independência
Brasil Processo de IndependênciaBrasil Processo de Independência
Brasil Processo de Independênciadmflores21
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia euadmflores21
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espadadmflores21
 
Uniformes de mulheres soldados planeta afora
Uniformes de mulheres soldados planeta aforaUniformes de mulheres soldados planeta afora
Uniformes de mulheres soldados planeta aforaOracy Filho
 
Modo produção asiático
Modo produção asiáticoModo produção asiático
Modo produção asiáticodmflores21
 
Brasil colônia2
Brasil colônia2Brasil colônia2
Brasil colônia2dmflores21
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia euadmflores21
 
Fotos magníficas de Arthus-Bertrand
Fotos magníficas de Arthus-BertrandFotos magníficas de Arthus-Bertrand
Fotos magníficas de Arthus-BertrandOracy Filho
 
Anna kostenko, a pintora
Anna kostenko, a pintoraAnna kostenko, a pintora
Anna kostenko, a pintoraOracy Filho
 
Imagens do passado
Imagens do passado   Imagens do passado
Imagens do passado Oracy Filho
 
Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich
Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich
Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich Oracy Filho
 
Marcas Famosas e suas Origens
Marcas Famosas e suas Origens Marcas Famosas e suas Origens
Marcas Famosas e suas Origens Oracy Filho
 
Império Bizantino
Império BizantinoImpério Bizantino
Império Bizantinodmflores21
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesasdmflores21
 
Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964dmflores21
 

Destaque (20)

Brasil ditadura militar 1964 1985
Brasil ditadura militar 1964 1985Brasil ditadura militar 1964 1985
Brasil ditadura militar 1964 1985
 
Império árabe
Império árabeImpério árabe
Império árabe
 
Lindas fotos e provérbios
Lindas fotos e provérbiosLindas fotos e provérbios
Lindas fotos e provérbios
 
Momentos magicos
Momentos magicosMomentos magicos
Momentos magicos
 
Brasil Processo de Independência
Brasil Processo de IndependênciaBrasil Processo de Independência
Brasil Processo de Independência
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espada
 
Uniformes de mulheres soldados planeta afora
Uniformes de mulheres soldados planeta aforaUniformes de mulheres soldados planeta afora
Uniformes de mulheres soldados planeta afora
 
Modo produção asiático
Modo produção asiáticoModo produção asiático
Modo produção asiático
 
Brasil colônia2
Brasil colônia2Brasil colônia2
Brasil colônia2
 
Independencia eua
Independencia euaIndependencia eua
Independencia eua
 
Fotos magníficas de Arthus-Bertrand
Fotos magníficas de Arthus-BertrandFotos magníficas de Arthus-Bertrand
Fotos magníficas de Arthus-Bertrand
 
Anna kostenko, a pintora
Anna kostenko, a pintoraAnna kostenko, a pintora
Anna kostenko, a pintora
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Imagens do passado
Imagens do passado   Imagens do passado
Imagens do passado
 
Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich
Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich
Fotos raras de 1939, publicadas na Revista Life, sobre o Terceiro Reich
 
Marcas Famosas e suas Origens
Marcas Famosas e suas Origens Marcas Famosas e suas Origens
Marcas Famosas e suas Origens
 
Império Bizantino
Império BizantinoImpério Bizantino
Império Bizantino
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964
 

Semelhante a Culturas indigenas-pre-colombianas

CULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.ppt
CULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.pptCULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.ppt
CULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.pptCyrusDraks
 
Primeira aula 2 ano cca 2014
Primeira aula 2 ano cca 2014Primeira aula 2 ano cca 2014
Primeira aula 2 ano cca 2014Vitor Ferreira
 
Primeira aula 2 ano 2014
Primeira aula 2 ano 2014Primeira aula 2 ano 2014
Primeira aula 2 ano 2014ferreiraITOR
 
América précolombiana
América précolombianaAmérica précolombiana
América précolombianaJonathan Alves
 
Astecas, incas e maias texto
Astecas, incas e maias textoAstecas, incas e maias texto
Astecas, incas e maias textoRenata Ramires
 
AMERICA-ESPANHOLA.pptx
AMERICA-ESPANHOLA.pptxAMERICA-ESPANHOLA.pptx
AMERICA-ESPANHOLA.pptxRafaelyLeite1
 
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)Valéria Shoujofan
 
3 capitulo a colonização espanhola na américa
3 capitulo a colonização espanhola na américa3 capitulo a colonização espanhola na américa
3 capitulo a colonização espanhola na américaVitor Ferreira
 
2014 01-historia-civ-pre-col
2014 01-historia-civ-pre-col2014 01-historia-civ-pre-col
2014 01-historia-civ-pre-colNúcia História
 
Trabalho de história
Trabalho de históriaTrabalho de história
Trabalho de históriaLarissa
 
Pre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIXPre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIXCarlos Glufke
 

Semelhante a Culturas indigenas-pre-colombianas (20)

CULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.ppt
CULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.pptCULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.ppt
CULTURAS INDIGENAS PRE COLOMBIANAS.ppt
 
Pré colombianos
Pré colombianosPré colombianos
Pré colombianos
 
America espanhola
America espanhola America espanhola
America espanhola
 
Primeira aula 2 ano cca 2014
Primeira aula 2 ano cca 2014Primeira aula 2 ano cca 2014
Primeira aula 2 ano cca 2014
 
Primeira aula 2 ano 2014
Primeira aula 2 ano 2014Primeira aula 2 ano 2014
Primeira aula 2 ano 2014
 
América précolombiana
América précolombianaAmérica précolombiana
América précolombiana
 
AMERICA-ESPANHOLA.ppt
AMERICA-ESPANHOLA.pptAMERICA-ESPANHOLA.ppt
AMERICA-ESPANHOLA.ppt
 
América Espanhola
América EspanholaAmérica Espanhola
América Espanhola
 
Astecas, incas e maias texto
Astecas, incas e maias textoAstecas, incas e maias texto
Astecas, incas e maias texto
 
Cpm his 2 ano - colonização da américa espanhola
Cpm   his 2 ano - colonização da américa espanholaCpm   his 2 ano - colonização da américa espanhola
Cpm his 2 ano - colonização da américa espanhola
 
Cpm his2ano-colonizaodaamricaespanhola-160414035722
Cpm his2ano-colonizaodaamricaespanhola-160414035722Cpm his2ano-colonizaodaamricaespanhola-160414035722
Cpm his2ano-colonizaodaamricaespanhola-160414035722
 
AMERICA-ESPANHOLA.pptx
AMERICA-ESPANHOLA.pptxAMERICA-ESPANHOLA.pptx
AMERICA-ESPANHOLA.pptx
 
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
 
Astecas
AstecasAstecas
Astecas
 
3 capitulo a colonização espanhola na américa
3 capitulo a colonização espanhola na américa3 capitulo a colonização espanhola na américa
3 capitulo a colonização espanhola na américa
 
2014 01-historia-civ-pre-col
2014 01-historia-civ-pre-col2014 01-historia-civ-pre-col
2014 01-historia-civ-pre-col
 
Apostila 1
Apostila 1Apostila 1
Apostila 1
 
Trabalho de história
Trabalho de históriaTrabalho de história
Trabalho de história
 
Pre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIXPre colombianos ate euro XIX
Pre colombianos ate euro XIX
 
01 apostila fundamental menor
01 apostila fundamental menor01 apostila fundamental menor
01 apostila fundamental menor
 

Mais de dmflores21

Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiáticadmflores21
 
Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945dmflores21
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitáriosdmflores21
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasdmflores21
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasdmflores21
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptdmflores21
 
Revolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptRevolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptdmflores21
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à históriadmflores21
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempodmflores21
 
Independência américas
Independência américasIndependência américas
Independência américasdmflores21
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquicadmflores21
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil repúblicadmflores21
 
Homem americano
Homem americanoHomem americano
Homem americanodmflores21
 

Mais de dmflores21 (18)

Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945Brasil república - era vargas 1930-1945
Brasil república - era vargas 1930-1945
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
 
Revolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.pptRevolucaoinglesa.ppt
Revolucaoinglesa.ppt
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempo
 
Independência américas
Independência américasIndependência américas
Independência américas
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Antigo regime
Antigo regimeAntigo regime
Antigo regime
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 
Homem americano
Homem americanoHomem americano
Homem americano
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...pj989014
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfalexandrerodriguespk
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfalexandrerodriguespk
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxfran50171
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...Colaborar Educacional
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfalexandrerodriguespk
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLucineideDosSantos2
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfAndreiaSilva852193
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfkeiciany
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itineráriosRonanDasFlores
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...Colaborar Educacional
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfkeiciany
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 

Último (20)

Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 7º ANO.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 

Culturas indigenas-pre-colombianas

  • 3. ALGUNS POVOS PRÉ-COLOMBIANOS ALCANÇARAM UM ELEVADO GRAU DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E CULTURAL. TINHAM UMA SOCIEDADE BEM ORGANIZADA E VIVIAM DE FORMA HARMÔNICA COM A NATUREZA. ERAM POLITEÍSTA E CHEGARAM A FORMAR GRANDES CIVILIZAÇÕES. DESTAQUE PARA OS MAIAS, ASTECAS E INCAS.
  • 6. AS CIDADES ERAM GOVERNADAS POR UM ESTADO TEOCRÁTICO. A ZONA URBANA ERA HABITADA PELOS NOBRES. TODAVIA, NÃO CHEGARAM A FORMAR UM IMPÉRIO MAS SIM, O QUE SE CONVENCIONOU CHAMAR DE “CIDADES ESTADO”.
  • 8. ERGUERAM PIRÂMIDES, TEMPLOS E PALÁCIOS, DEMONSTRANDO UM GRANDE AVANÇO ARQUITETÔNICO.
  • 9. ELABORARAM UM EFICIENTE E COMPLEXO CALENDÁRIO QUE ESTABELECIA COM EXATIDÃO OS 365 DIAS DO ANO.
  • 10. USARAM UMA ESCRITA BASEADA EM SÍMBOLOS E DESENHOS (HIERÓGLIFOS).
  • 11. DESENVOLVERAM A MATEMÁTICA, DESTAQUE PARA A INVENÇÃO DAS CASAS DECIMAIS E O VALOR ZERO.
  • 12. NÃO CHEGARAM A FORMAR UM IMPÉRIO UNIFICADO, O QUE FAVORECEU A INVASÃO E DOMÍNIO DE OUTROS POVOS.
  • 14. POVO GUERREIRO. FUNDARAM NO SÉCULO XIV A IMPORTANTE CIDADE DE TENOCHTITLÁN (ATUAL CIDADE DO MÉXICO), NUMA REGIÃO DE PÂNTANOS.
  • 16. DESENVOLVERAM VÁRIAS TÉCNICAS AGRÍCOLAS, CONSTRUÍRAM OBRAS DE DRENAGEM AS CHINAMPAS (ILHAS DE CULTIVO).
  • 17. FORMAVAM UMA SOCIEDADE HIERARQUIZADA COMANDADA POR UM IMPERADOR. CAMPONESES, ARTESÃOS E TRABALHADORES URBANOS COMPUNHAM GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO A QUAL ERA OBRIGADA A EXERCER UM TRABALHO COMPULSÓRIO PARA O IMPERADOR, QUANDO ESTE OS CONVOCAVA PARA TRABALHOS EM OBRAS PÚBLICAS.
  • 19. PRATICAVAM RITUAIS DE SACRIFÍCIO HUMANO. ACREDITAVAM, QUE COM OS SACRIFÍCIOS, PODERIAM DEIXAR OS DEUSES MAIS CALMOS E FELIZES.
  • 20. Possuíam um rico artesanato: tecidos, objetos de ouro, prata e artigos com pinturas.
  • 21. O IMPÉRIO COMEÇOU A SER DESTRUÍDO EM 1519 COM AS INVASÕES ESPANHOLAS. QUE DOMINARAM OS ASTECAS E TOMARAM GRANDE PARTE DOS OBJETOS DE OURO DESTA CIVILIZAÇÃO.
  • 22. INCASO TAHUANTISSUYU Não possuíam escrita e estabeleceram um Estado teocrático absolutista, tendo à frente o rei soberano (Inca).
  • 25. Camadas médias, artesãos, demais militares, camponeses e escravos. No topo da pirâmide social estava o Inca (filho do Sol) Alta aristocracia: sacerdotes, burocratas, e os curacas (cobradores de impostos, chefes locais, juízes e comandantes militares)
  • 28. SEGUNDO A LENDA ANDINA, FOI NAS ÁGUAS DO TITICACA QUE NASCEU A CIVILIZAÇÃO INCA.
  • 29. A AGRICULTURA ERA A BASE DA ECONOMIA INCA; A ELA SE DEDICAVAM OS HABITANTES PLEBEUS DAS ALDEIAS. ESSA ATIVIDADE BASEAVA-SE NO CULTIVO DO O MILHO E DA BATATA.
  • 30. DESENVOLVIMENTO DOS QUIPPOS (CONJUNTO DE NÓS E BARBANTES COLORIDOS), FUNDAMENTAIS PARA A ORGANIZAÇÃO DE UM COMPLEXO SISTEMA DE CONTABILIDADE..
  • 31. RELIGIÃO: MISTURA DE CULTO À NATUREZA E CRENÇAS MÁGICAS. OS MAIORES TEMPLOS ERAM DEDICADOS AO SOL (INTI). REALIZAVAM SACRIFÍCIOS TANTO DE ANIMAIS COMO DE HUMANOS
  • 33. A MENTALIDADE EUROPEIA SUPERANDO SEUS MEDOS A Europa inventou a América e se reinventou com ela
  • 35. CONSELHO DAS ÍNDIAS: nomeação de Vice-reis, Capitães gerais e autoridades militares. OBS II : Nas colônias, o poder dos adelantados foi eliminado com a formação dos Vice-Reinos e posteriormente dos Capitães gerais. O TERRITÓRIO COLONIAL FOI DIVIDIDO EM QUATRO VICE-REINOS 1. Nova Espanha: rico em ouro e prata, já existia civilizações complexas e a base da economia já estava formada;
  • 36. •ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE CAPITULAÇÕES. PRIMEIRO MOMENTO DA COLONIZAÇÃO ESPANHOLAPRIMEIRO MOMENTO DA COLONIZAÇÃO ESPANHOLA Contratos em que a Coroa concedia permissão para explorar, conquistar e povoar terras, fixando direitos e deveres recíprocos CARACTERÍSTICAS: •PEQUENA PARTICIPAÇÃO DA COROA •CONQUISTA COMANDADA PELA INICIATIVA PARTICULAR
  • 37. OBS: À medida que se revelavam as riquezas do novo mundo, a coroa foi centralizando o processo de colonização, anulando as concessões feitas aos particulares. ADELANTADOS
  • 38. CASA DE CONTRATAÇÃO: primeiro órgão estatal / criada em 1503, era responsável pelo controle de todo o comércio realizado com as colônias da América e foi responsável pelo estabelecimento do Sistema de PORTO ÚNICO. OBS: A princípio o porto de Havana, anos depois os portos de Vera Cruz, Porto Belo e Cartagena. SISTEMA DE FROTAS ANUAIS (duas); proibição de barcos navegarem isoladamente. ÓRGÃOS ADMINISTRATIVOS DA AMÉRICA ESPANHOLAÓRGÃOS ADMINISTRATIVOS DA AMÉRICA ESPANHOLA
  • 39. 2. Nova Granada: América Central, exceto México, economia baseada na agricultura; 3. Vice-reino do Peru e Bolívia: mineração de ouro e prata. A estrutura já estava montada. 4. Vice-reino do Prata (Paraguai, Uruguai, Argentina bacia do prata): economia baseada na pecuária. Criaram ainda 4 capitanias: Venezuela, Chile, Cuba, Guatemala.
  • 40. Os Vice-Reis eram nomeados pelo Conselho das Índias e possuíam amplos poderes, apesar de estarem sujeitos à fiscalização das Audiências
  • 41. CABILDOS ou AYUNTAMIENTOS: equivalentes às câmaras municipais, eram formadas por elementos da elite colonial, subordinados as leis da Espanha, mas com autonomia para promover a administração local e municipal.
  • 42. A AMÉRICA ESPANHOLAA AMÉRICA ESPANHOLA Chapetones Criollos Mestiços Negros e Ameríndios CHAPETONES: Metropolitanos Ocupantes dos cargos públicos mais importantes Grandes proprietários. CRIOLLOS: Descendentes de espanhóis, nascidos nas colônias Excluídos dos cargos importantes Grandes e médios proprietários. NEGROS E AMERÍNDIOS: Submetidos às formas Compulsórias de trabalho: Mita e Encomienda - Ameríndios Escravidão - Negros MESTIÇOS: Filhos de espanhóis com negros ou ameríndios: Pequenos proprietários, trabalhadores livres.
  • 43. MITA: Fazia sorteio nas tribos para obter trabalhadores/ regime de trabalho sub-humano. Resultado: genocídio hecatombe demográfica, morte em grande quantidade de pessoas de uma mesma categoria; FORMAS DE TRABALHOFORMAS DE TRABALHO
  • 44. ENCOMIENDA: Europeus pegavam índios nas tribos para supostamente “cristianiza-los”, mas fazia-os trabalhar nas minas. Dava bebida alcoólica para os trabalhadores e os viciava, quando os índios enfraqueciam trocavam-nos, os dispensados se abrigavam ao redor das cidades; Provocou Etnocídio ( “morte” da cultura, europeização).
  • 45. PORQUE A AMÉRICA ESPANHOLA UTILIZAVA ÍNDIOS COMO MÃO-DE-OBRA E A AMÉRICA PORTUGUESA USAVA A MÃO-DE-OBRA NEGRA? Na América Espanhola já existiam sociedades complexas, que já conheciam sistemas de trabalho (Ex. Mita, cuatequil ) O Tratado de Tordesilhas deu a África à Portugal, estimulando o uso de negros como mão-de-obra pelos lusos e dificultando o uso de negros pela Espanha. Concentração demográfica.
  • 48. O TRATADO DE ULTRECHT ( 1713) FORÇA A ESPANHA A FAZER CONCESSÕES À INGLATERRA, GARANTINDO-LHE A POSSIBILIDADE DE INTERVIR NO COMÉRCIO COLONIAL ATRAVÉS DO: PERMISO VENDA DIRETA DE MANUFATURADOS ÀS COLÔNIAS. ASIENTO FORNECIMENTO ANUAL DE ESCRAVOS AFRICANOS
  • 49. A Espanha foi obrigada a modificar de maneira significativa sua relação com as colônias, promovendo um processo de abertura. A Espanha foi obrigada a modificar de maneira significativa sua relação com as colônias, promovendo um processo de abertura. PRINCIPAIS MUDANÇAS: Abolição do sistema de porto único Liberação do comércio intercolonial Os criollos passaram a ter o direito de comercializar diretamente com a metrópole. CONSEQÜÊNCIAS: Aumento do lucro e fortalecimento da elite criolla na América CONTRADIÇÃO INTRÍNSECA
  • 50. Por meio do MONOPÓLIO COMERCIAL a metrópole lucrava duplamente revendendo os produtos coloniais à Europa e as manufaturas inglesas às suas colônias. OS ENTRAVES DO PACTO COLONIALOS ENTRAVES DO PACTO COLONIAL O monopólio prejudicava tanto a burguesia inglesa quanto às elites coloniais. O desenvolvimento do CAPITALISMO INDUSTRIAL acelerou a crise do antigo sistema colonial mercantilista. SOLUÇÃO? INDEPENDÊNCIA
  • 52. As elites da América colonial encontraram na filosofia iluminista o embasamento ideológico, nos entraves do pacto colonial a razão e nas invasões napoleônicas a oportunidade para a independência.
  • 53. CHAPETONES - ESPANHÓIS NATOS. DOMINAVAM OS ALTOS CARGOS DA ADMINISTRAÇÃO COLONIAL; CRIOLLOS - DESCENDENTES DE ESPANHÓIS NASCIDOS NA AMÉRICA. ELITE ECONÔMICA E INTELECTUAL DA COLÔNIA; CONFLITO INTERNO X
  • 54. ESSES MOVIMENTOS SOFRERAM DURA REPRESSÃO DAS AUTORIDADES METROPOLITANAS, MAS CONTRIBUÍRAM PARA ENFRAQUECER A DOMINAÇÃO COLONIAL E AMADURECER AS CONDIÇÕES PARA A GUERRA DE INDEPENDÊNCIA REVOLTA DE TUPAC AMARU.( 1780) LEVANTES DE FRANCISCO MIRANDA (1806) 1. MOVIMENTOS PRECURSORES (1780 - 1810)
  • 55. “Juramos destruir os brancos e tudo o que possuem; que morramos se falharmos nesta promessa”. A INDEPENDÊNCIA DO HAITI
  • 56. O HAITI FOI O PRIMEIRO PAÍS LATINO- AMERICANO A DECLARAR-SE INDEPENDENTE 1793.
  • 57. •INFLUÊNCIA DAS IDEIAS ILUMINISTAS E DA REVOLUÇÃO FRANCESA •INFLUENCIOU OUTRAS REVOLTAS DE ESCRAVOS PELA AMÉRICA • SÍMBOLO DE RESISTÊNCIA NEGRA E DA LUTA PELA ABOLIÇÃO.
  • 58. “Mas presos são quase todos pretos Ou quase pretos Ou quase brancos quase pretos de tão pobres E pobres são como podres E todos sabem como se tratam os pretos E quando você for dar uma volta no Caribe Pense no Haiti Reze pelo Haiti O Haiti é aqui O Haiti não é aqui”
  • 59. EM 1816, OS MOVIMENTOS EMANCIPACIONISTAS, ISOLADOS INTERNAMENTE E SEM APOIO INTERNACIONAL, FORAM MOMENTANEAMENTE VENCIDOS PELAS TROPAS ESPANHOLAS. UMA DAS RAZÕES FOI A FALTA DE APOIO DA INGLATERRA E DOS ESTADOS UNIDOS". 2. REBELIÕES FRACASSADAS (1810 - 1816)
  • 60. SIMON BOLÍVAR DESENCADEOU A CAMPANHA MILITAR QUE CULMINARIA COM A LIBERTAÇÃO DA VENEZUELA, DA COLÔMBIA E DO EQUADOR E, MAIS AO SUL, JOSÉ DE SAN MARTÍN PROMOVIA A LIBERTAÇÃO DA ARGENTINA, DO CHILE E DO PERU. 3. REBELIÕES VITORIOSAS (1817 - 1824).
  • 61. O processo de independência tornou-se irreversível quando, em 1823, os EUA proclamaram a Doutrina Monroe, opondo-se a qualquer tentativa de intervenção militar, imperialista ou colonizadora, da Santa Aliança, no continente americano. O MONROÍSMO
  • 62. AS CONSEQÜÊNCIAS DA INDEPENDÊNCIAAS CONSEQÜÊNCIAS DA INDEPENDÊNCIA AMÉRICA LATINA FRAGMENTOU-SE POLITICAMENTE EM QUASE DUAS DEZENAS DE PEQUENOS ESTADOS ARISTOCRÁTICOS . ISOLAMENTO GEOGRÁFICO DAS DIVERSAS REGIÕES INDEPENDENTES AUSÊNCIA DE INTEGRAÇÃO ECONÔMICA DO CONTINENTE.