SlideShare uma empresa Scribd logo
Elementos da Comunicação
O processo da comunicação   Em todo ato de comunicação estão envolvidos vários elementos : Emissor ou remetente :  é aquele que codifica e envia a mensagem. Ocupa um dos pólos do circuito da comunicação. Receptor ou destinatário : é aquele que recebe e decodifica a mensagem.  Mensagem:  é o conteúdo que se pretende transmitir. Suporte/portador/veículo :   é o meio pelo qual a mensagem é transmitida do emissor para o rec eptor.
5.  Código :  é um sistema de signos convencionais que permite dar à informação emitida (pelo emissor) uma interpretação adequada (pelo receptor).  A língua portuguesa, por exemplo,  é um código; o sistema de sinais Morse é outro código. Mas, para que o processo comunicativo se realize  a contento, o emissor e o receptor devem empregar um mesmo código, do contrário não haverá comunicação. 6. Contexto ou referente:  ambientação, situação em que se dá o processo de comunicação.
suporte Os principais elementos da comunicação podem ser assim esquematizados: Emissor Receptor Contexto Mensagem Código
Língua, fala, níveis de fala, linguagem, gramática Antes de iniciarmos uma revisão básica da gramática de língua portuguesa, é útil e necessário esclarecermos alguns conceitos básicos:  1.  Língua:   Língua é um sistema de signos que serve de meio de comunicação entre os membros de uma comunidade lingüística. Os signos de uma língua substituem os objetos e os representam. Assim : Signo = significante significado = Bola = Significação  A língua é, portanto, um verdadeiro código social, enriquecido com o passar do tempo  e à disposição dos indivíduos para que dele se apropriem adequadamente. É importante, ainda, observar as diferenças entre a língua falada e a língua escrita. Desse modo, o usuário da língua terá um melhor desempenho nas circunstância em que atua.
2. Fala: Denominamos fala ao uso que os membros da comunidade lingüística fazem da mesma língua. Em outras palavras, ele é o ato concreto e individual das pessoas que se apropriam da língua comum e lhe imprimem um estilo particular de expressão. Portanto, ao selecionar as palavras do código comum, sua cultura, seu meio ambiente, etc. Daí surgem os chamados estilos próprios e níveis de fala. 3.Níveis de fala:  Níveis de fala são os modos variados com que o individuo usa a língua, de acordo com o meio sociocultural em que ele vive. Nesse sentindo, distinguimos o nível comum do literário, o coloquial do formal e o popular erudito.
4. Linguagem: Linguagem é a capacidade comunicativa que têm os seres humanos de usar qualquer sistema de sinais significativos, expressando seus pensamentos, sentimentos e experiências. Desse modo, desenhos, gestos, sons, cores, cheiro, onomatopéias, palavras, etc... são formas de linguagem. A linguagem é uma faculdade muito antiga da espécie humana e deve ter precedido os elementos mais rudimentares da cultura material. 5. Gramática: Finalmente, gramática é a descrição do sistema de uma língua, ou descrição da língua como sistema de meios de expressão. Como esse sistema é tríplice —fônico (de sons), mórfico(de formas), sintático (de frases) —, a gramática divide-se normalmente em fonologia, morfologia e sintaxe, ficando a estilística e a semântica como partes suplementares.
5. Gramática: Finalmente, gramática é a descrição do sistema de uma língua, ou descrição da língua como sistema de meios de expressão. Como esse sistema é tríplice —fônico (de sons), mórfico(de formas), sintático (de frases) —, a gramática divide-se normalmente em fonologia, morfologia e sintaxe, ficando a estilística e a semântica como partes suplementares. Essa gramática é chamada de descritiva, pois preocupa-se em descrever os fatos. Quando ela se atém mais às normas do falar e do escrever corretamente, de acordo com os modelos da classe culta, é denominada gramática normativa. Há, ainda, a gramática histórica e a comparativa. Com relação à fala dos indivíduos e aos níveis de linguagem, é imprescindível o estudo da gramática para que se possa manter a unidade da língua. Compete à escola a função de ensinar a gramática, isto é, o padrão culto da língua, descrevendo e analisando os diversos falares e ponderando os conceitos do que é certo e do que é errado.
Em síntese, as funções da  linguagem podem ser resumidas assim:   Funções predominantes  Finalidade Recursos A)Referencial ou denotativa Transmitir informações Frase declarativa: Comunicação impessoal e objetiva.   B)Emotiva ou expressiva Exprimir sentimentos e emoções  Frase exclamativa: Comunicação pessoal e subjetiva; uso de recursos como: interjeição, superlativos, aumentativos, diminutivos, hipérboles, figuras, entonação e etc...   C) Apelativa ou conotativa Influenciar, persuadir o receptor  Frases imperativa:  Comunicação indutora, convincente, decidida.   D)Fática ou de contato Gerar, sustentar, favorecer e facilitar a comunicação Frases breve, exata, clara, de fácil compreensão. E) Metalingüística  Definir, explicar, analisar, criticar o código lingüístico  Explicações, definições, conceituações. F) Poética  Valoriza a elaboração da linguagem como meio de expressão  Frases de valor artístico, com o predomínio da conotação, figuras de linguagem e musicalidade.
Vemos abaixo os componentes do processo de comunicação e a relação entre eles. Na comunicação oral ou escrita, normalmente, um dos elementos é mais enfatizado que outros. Emissor função emotiva Receptor função apelativa  Contexto função referencial Mensagem função poética Canal função fática  Código função metalingüística

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides cartas
Slides  cartasSlides  cartas
Slides cartas
Vitória Medeiros
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
Sadrak Silva
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
7 de Setembro
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Valeria Nunes
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
Jose Arnaldo Silva
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Funcões da linguagem -
Funcões da linguagem - Funcões da linguagem -
Funcões da linguagem -
Colégio Santa Luzia
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
bubble13
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
Slides sobre reportagem
Slides sobre reportagemSlides sobre reportagem
Slides sobre reportagem
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Funções da linguagem 3
Funções da linguagem   3Funções da linguagem   3
Funções da linguagem 3
nixsonmachado
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
Valeria Nunes
 
Gênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoGênero Textual: Conto
Gênero Textual: Conto
Myllenne Abreu
 
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBALCOMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
John Joseph
 
Comunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não VerbalComunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não Verbal
Andreza Oliveira
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
Fábio Guimarães
 

Mais procurados (20)

Slides cartas
Slides  cartasSlides  cartas
Slides cartas
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Funcões da linguagem -
Funcões da linguagem - Funcões da linguagem -
Funcões da linguagem -
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Slides sobre reportagem
Slides sobre reportagemSlides sobre reportagem
Slides sobre reportagem
 
Funções da linguagem 3
Funções da linguagem   3Funções da linguagem   3
Funções da linguagem 3
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
 
Gênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoGênero Textual: Conto
Gênero Textual: Conto
 
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBALCOMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
 
Comunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não VerbalComunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não Verbal
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 

Semelhante a Elementos da comunicacao

Ling.
Ling.Ling.
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Éric Santos
 
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptxADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
carminhadc38
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
Netosaimon Silva
 
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.pptcomunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
JULIANEDANCZUK
 
Trabalho LPL
Trabalho LPLTrabalho LPL
Trabalho LPL
Taissccp
 
Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
johnypakato
 
Aula pratica linguagem
Aula pratica linguagemAula pratica linguagem
Aula pratica linguagem
Taís Vasconcelos
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
Hena Meira
 
C:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãOC:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãO
Crys Bastos
 
ComunicaçãO
ComunicaçãOComunicaçãO
ComunicaçãO
Crys Bastos
 
Claudia pre alfa
Claudia pre alfaClaudia pre alfa
Claudia pre alfa
Abner Silvio
 
Pdf portugues
Pdf portuguesPdf portugues
Pdf portugues
EMSNEWS
 
Apostila Português
Apostila PortuguêsApostila Português
Apostila Português
Maurício Vieira
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Roberta Scheibe
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Roberta Scheibe
 
Tecnicas de comunicaca
Tecnicas de comunicacaTecnicas de comunicaca
Tecnicas de comunicaca
Victor Loforte
 
Apostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redaçãoApostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redação
Gleiton Cezar B. Oliveira
 
Apostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redaçãoApostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redação
cleversongarciafelicio1974
 

Semelhante a Elementos da comunicacao (20)

Ling.
Ling.Ling.
Ling.
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
 
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptxADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
O Processo de Comunicação
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.pptcomunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
 
Trabalho LPL
Trabalho LPLTrabalho LPL
Trabalho LPL
 
Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
 
Aula pratica linguagem
Aula pratica linguagemAula pratica linguagem
Aula pratica linguagem
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
C:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãOC:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãO
 
ComunicaçãO
ComunicaçãOComunicaçãO
ComunicaçãO
 
Claudia pre alfa
Claudia pre alfaClaudia pre alfa
Claudia pre alfa
 
Pdf portugues
Pdf portuguesPdf portugues
Pdf portugues
 
Apostila Português
Apostila PortuguêsApostila Português
Apostila Português
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Tecnicas de comunicaca
Tecnicas de comunicacaTecnicas de comunicaca
Tecnicas de comunicaca
 
Apostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redaçãoApostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redação
 
Apostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redaçãoApostila de técnica de redação
Apostila de técnica de redação
 

Mais de Sandra Paula

Termos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracaoTermos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracao
Sandra Paula
 
Sujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividadesSujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividades
Sandra Paula
 
Conjuncoes2
Conjuncoes2Conjuncoes2
Conjuncoes2
Sandra Paula
 
Conjuncoes
ConjuncoesConjuncoes
Conjuncoes
Sandra Paula
 
Português 1
Português 1Português 1
Português 1
Sandra Paula
 
A natureza da leitura escrita
A natureza da leitura escritaA natureza da leitura escrita
A natureza da leitura escrita
Sandra Paula
 
Quando me amei de verdade charleschaplin
Quando me amei de verdade charleschaplinQuando me amei de verdade charleschaplin
Quando me amei de verdade charleschaplin
Sandra Paula
 

Mais de Sandra Paula (7)

Termos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracaoTermos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracao
 
Sujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividadesSujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividades
 
Conjuncoes2
Conjuncoes2Conjuncoes2
Conjuncoes2
 
Conjuncoes
ConjuncoesConjuncoes
Conjuncoes
 
Português 1
Português 1Português 1
Português 1
 
A natureza da leitura escrita
A natureza da leitura escritaA natureza da leitura escrita
A natureza da leitura escrita
 
Quando me amei de verdade charleschaplin
Quando me amei de verdade charleschaplinQuando me amei de verdade charleschaplin
Quando me amei de verdade charleschaplin
 

Último

Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 

Elementos da comunicacao

  • 2. O processo da comunicação Em todo ato de comunicação estão envolvidos vários elementos : Emissor ou remetente : é aquele que codifica e envia a mensagem. Ocupa um dos pólos do circuito da comunicação. Receptor ou destinatário : é aquele que recebe e decodifica a mensagem. Mensagem: é o conteúdo que se pretende transmitir. Suporte/portador/veículo : é o meio pelo qual a mensagem é transmitida do emissor para o rec eptor.
  • 3. 5. Código : é um sistema de signos convencionais que permite dar à informação emitida (pelo emissor) uma interpretação adequada (pelo receptor). A língua portuguesa, por exemplo, é um código; o sistema de sinais Morse é outro código. Mas, para que o processo comunicativo se realize a contento, o emissor e o receptor devem empregar um mesmo código, do contrário não haverá comunicação. 6. Contexto ou referente: ambientação, situação em que se dá o processo de comunicação.
  • 4. suporte Os principais elementos da comunicação podem ser assim esquematizados: Emissor Receptor Contexto Mensagem Código
  • 5. Língua, fala, níveis de fala, linguagem, gramática Antes de iniciarmos uma revisão básica da gramática de língua portuguesa, é útil e necessário esclarecermos alguns conceitos básicos: 1. Língua: Língua é um sistema de signos que serve de meio de comunicação entre os membros de uma comunidade lingüística. Os signos de uma língua substituem os objetos e os representam. Assim : Signo = significante significado = Bola = Significação A língua é, portanto, um verdadeiro código social, enriquecido com o passar do tempo e à disposição dos indivíduos para que dele se apropriem adequadamente. É importante, ainda, observar as diferenças entre a língua falada e a língua escrita. Desse modo, o usuário da língua terá um melhor desempenho nas circunstância em que atua.
  • 6. 2. Fala: Denominamos fala ao uso que os membros da comunidade lingüística fazem da mesma língua. Em outras palavras, ele é o ato concreto e individual das pessoas que se apropriam da língua comum e lhe imprimem um estilo particular de expressão. Portanto, ao selecionar as palavras do código comum, sua cultura, seu meio ambiente, etc. Daí surgem os chamados estilos próprios e níveis de fala. 3.Níveis de fala: Níveis de fala são os modos variados com que o individuo usa a língua, de acordo com o meio sociocultural em que ele vive. Nesse sentindo, distinguimos o nível comum do literário, o coloquial do formal e o popular erudito.
  • 7. 4. Linguagem: Linguagem é a capacidade comunicativa que têm os seres humanos de usar qualquer sistema de sinais significativos, expressando seus pensamentos, sentimentos e experiências. Desse modo, desenhos, gestos, sons, cores, cheiro, onomatopéias, palavras, etc... são formas de linguagem. A linguagem é uma faculdade muito antiga da espécie humana e deve ter precedido os elementos mais rudimentares da cultura material. 5. Gramática: Finalmente, gramática é a descrição do sistema de uma língua, ou descrição da língua como sistema de meios de expressão. Como esse sistema é tríplice —fônico (de sons), mórfico(de formas), sintático (de frases) —, a gramática divide-se normalmente em fonologia, morfologia e sintaxe, ficando a estilística e a semântica como partes suplementares.
  • 8. 5. Gramática: Finalmente, gramática é a descrição do sistema de uma língua, ou descrição da língua como sistema de meios de expressão. Como esse sistema é tríplice —fônico (de sons), mórfico(de formas), sintático (de frases) —, a gramática divide-se normalmente em fonologia, morfologia e sintaxe, ficando a estilística e a semântica como partes suplementares. Essa gramática é chamada de descritiva, pois preocupa-se em descrever os fatos. Quando ela se atém mais às normas do falar e do escrever corretamente, de acordo com os modelos da classe culta, é denominada gramática normativa. Há, ainda, a gramática histórica e a comparativa. Com relação à fala dos indivíduos e aos níveis de linguagem, é imprescindível o estudo da gramática para que se possa manter a unidade da língua. Compete à escola a função de ensinar a gramática, isto é, o padrão culto da língua, descrevendo e analisando os diversos falares e ponderando os conceitos do que é certo e do que é errado.
  • 9. Em síntese, as funções da linguagem podem ser resumidas assim: Funções predominantes Finalidade Recursos A)Referencial ou denotativa Transmitir informações Frase declarativa: Comunicação impessoal e objetiva. B)Emotiva ou expressiva Exprimir sentimentos e emoções Frase exclamativa: Comunicação pessoal e subjetiva; uso de recursos como: interjeição, superlativos, aumentativos, diminutivos, hipérboles, figuras, entonação e etc... C) Apelativa ou conotativa Influenciar, persuadir o receptor Frases imperativa: Comunicação indutora, convincente, decidida. D)Fática ou de contato Gerar, sustentar, favorecer e facilitar a comunicação Frases breve, exata, clara, de fácil compreensão. E) Metalingüística Definir, explicar, analisar, criticar o código lingüístico Explicações, definições, conceituações. F) Poética Valoriza a elaboração da linguagem como meio de expressão Frases de valor artístico, com o predomínio da conotação, figuras de linguagem e musicalidade.
  • 10. Vemos abaixo os componentes do processo de comunicação e a relação entre eles. Na comunicação oral ou escrita, normalmente, um dos elementos é mais enfatizado que outros. Emissor função emotiva Receptor função apelativa Contexto função referencial Mensagem função poética Canal função fática Código função metalingüística