SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Campo Grande, MS 02 de abril de 2013.
Escola Estadual Dona Consuelo Müller
Professora: Elizangela
Série: 1° ano G
Aluno: Lucas Gonçalves da Silva n° 38




   Tema:

Língua e Linguagem
Níveis de linguagem e
Funções de linguagem.




               Índice

Introdução
Língua e Linguagem
Níveis de linguagem
Funções de linguagem
Conclusão
Bibliografia
Introdução

  Neste trabalho iremos apresentar sobre as línguas e linguagens
níveis de linguagens e funções de linguagens, explica o que é
cada um deles.
  Quais são os tipos de variedades linguísticas, tipos de níveis, e
de funções; exemplos de cada. Muito importando é que a
linguagem é conjunto de sinais que permite o ato de
comunicação.
   São seis tipos de funções de linguagens, explicara com
exemplos , referencial, emotivas, conativa, metalinguística, fática
e poética
  E mais informações sobre este assunto, ao aprofundar o
trabalho.
Língua e Linguagem

Língua: É o tipo de código formado por palavras e leis
combinatórias por meio do qual as pessoas se comunicam e
interagem entre si.

Variedades lingüísticas:
São as variações que uma língua apresenta, de acordo com as
condições sociais, culturais, regionais e históricas em que é
utilizada.

-Norma culta: é a língua padrão, a variedade lingüística de maior
prestígio social.
Ex: ‘’Houve muitos acidentes’’
-Norma popular: são todas as variedades lingüísticas diferentes
da língua padrão.
Ex: "U treim tá saindu atrasadu"


Linguagem:
Linguagem é a representação do pensamento por meio de sinais
que permitem a comunicação e a interação entre as pessoas.

-Linguagem verbal: é aquela que tem por unidade a palavra.
Ex: Bom dia professora Clara!

-Linguagem não verbal: tem outros tipos de unidade, como
gestos, o movimento, a imagem e etc.

-Linguagem mista: como as histórias em quadrinhos, o cinema e
a tv que utilizam a imagem e a palavra.
Ex.: Placas de trânsito
Níveis de Linguagem
    A linguagem é qualquer conjunto de sinais que nos permite
realizar atos de comunicação. Dependendo dos sinais escolhidos,
teremos uma comunicação verbal visual, auditiva, etc.
   Dá-se o nome de fala à utilização que cada membro da
comunidade faz da língua, tanto na forma oral quanto na escrita.
A forma oral se caracteriza por maior espontaneidade do que a
forma escrita. Dessa forma, em decorrência do caráter individual
da fala, pode-se observar que ela possui vários níveis, segue
abaixo os mais utilizados:

Formal (culto): é o nível de fala utilizado pelas pessoas cultas,
em situações formais. Caracteriza-se por um cuidado maior com
o vocabulário e pela obediência às regras estabelecidas. Observe
o exemplo abaixo:

      “Depois da campanha mais disputada e volátil dos últimos
tempos, os resultados parciais de apuração e as projeções dão a
vitória ao democrata Bill Clinton nas eleições à presidência dos
Estados Unidos, realizadas ontem.”

Informal (coloquial/popular): é a fala que a maioria das
pessoas utiliza no seu dia-dia, sobretudo nas situações mais
formais. Caracteriza-se pela espontaneidade, pois não existe
uma preocupação com as normas estabelecidas pela
comunidade linguística. Observe o exemplo abaixo:

     “Sei lá! Acho que tudo vai ficar legal. Pra que então ficar
esquentando tanto? Me parece que as coisas no fim sempre dão
certo.”
Técnico (profissional): é a fala que alguns profissionais
(advogados, economistas, etc.) utilizam no exercício de suas
atividades profissionais. Observe o exemplo abaixo:

“Vamos direto ao assunto: interface gráfica ou não, muitas
vezes, é preciso trabalhar com o prompt do DOS, sendo
aborrecedor esforçar-se na redigitação de subdiretórios longos
ou comandos mal digitados.”

Literário (artístico): é a utilização da língua como finalidade
expressiva, como a que é feita pelos artistas da palavra poetas e
romancista. Observe o exemplo abaixo:

     “O céu jogava tinas de água sobre o noturno que me
devolvia a São Paulo. O comboio brecou, lento, para as ruas
molhadas, furou a gare suntuosa e me jogou nos óculos
menineiros de um grupo negro.


      Funções de Linguagem
Estamos imersos em meio a um cotidiano estritamente social, no
qual nos interagimos com nossos semelhantes por meio da
linguagem. A mesma permite-nos revelarmos nossos
sentimentos, expressarmos nossas opiniões, trocarmos
informações no intuito de ampliarmos nossa visão de mundo,
dentre outros benefícios. O objetivo de qualquer ato
comunicativo está vinculado à intenção de quem o envia, no
caso, o emissor. De acordo com a natureza do discurso presente
na relação emissor X interlocutor, a linguagem assume diferentes
funções, todas elas portando-se de características específicas,
conforme analisaremos adiante:
Função referencial ou denotativa: transmite uma
informação objetiva, expõe dados da realidade de modo
objetivo, não faz comentários, nem avaliação. Geralmente, o
texto apresenta-se na terceira pessoa do singular ou plural, pois
transmite impessoalidade. A linguagem é de notativa, não há
possibilidades de outra interpretação além da que está exposta.
Em alguns textos é mais predominante essa função, como:
científicos, jornalísticos, técnicos, didáticos ou em
correspondências comerciais.
Por exemplo: “Bancos terão novas regras para acesso de
deficientes”.


Função emotiva ou expressiva: o objetivo do emissor é
transmitir suas emoções e anseios. A realidade é transmitida sob
o ponto de vista do emissor, a mensagem é subjetiva e centrada
no emitente e, portanto, apresenta-se na primeira pessoa. A
pontuação é uma característica da função emotiva, pois
transmite a subjetividade da mensagem e reforça a entonação
emotiva. Essa função é comum em poemas ou narrativas de teor
dramático ou romântico.
Por exemplo: “Porém meus olhos não perguntam nada’’.


Função conativa ou apelativa: O objetivo é de influenciar,
convencer o receptor de alguma coisa por meio de uma ordem,
sugestão, convite ou apelo. Os verbos costumam estar no
imperativo ou conjugados na 2ª ou 3ª pessoa. Esse tipo de
função é muito comum em textos publicitários, em discursos
políticos ou de autoridade.
Por exemplo: ’’ Não perca a chance de ir ao cinema pagando
menos!’’
Função metalinguística: Essa função refere-se à
metalinguagem, que é quando o emissor explica um código
usando o próprio código. Quando um poema fala da própria ação
de se fazer um poema, por exemplo.

Exemplo: “Pegue um jornal
Pegue a tesoura.
Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja
Recorte o artigo.”

Função fática: O objetivo dessa função é estabelecer uma
relação com o emissor, um contato para verificar se a mensagem
está sendo transmitida ou para dilatar a conversa.
Quando estamos em um diálogo, por exemplo, e dizemos ao
nosso receptor “Está entendendo?”, estamos utilizando este tipo
de função ou quando atendemos o celular e dizemos “Oi” ou
“Alô”.

Função poética: O objetivo do emissor é expressar seus
sentimentos através de textos que podem ser enfatizados por
meio das formas das palavras, da sonoridade, do ritmo, além de
elaborar novas possibilidades de combinações dos signos
lingüísticos. É presente em textos literários, publicitários e em
letras de música.


Por exemplo: negócio/ego/ócio/cio/0
Conclusão

 Através deste trabalho concluí e entendi muito sobre as línguas
e linguagens, seus significados, seus tipos, as normas, linguagens
verbais e não verbais.
 Os tipos de variedades, linguagens, e tipos de funções que
existem seis, ao desenvolver do trabalho aprendi isso.
   Os níveis de linguagens, formal, informal, técnico e literário
com frases de exemplos para a melhor fixação do assunto. E no
futuro quando fazer um curso, faculdade, provas, redação, ter
uma noção de como é a língua portuguesa.
  Isso e muitas coisas interessantes e importantes no cotidiano
da língua portuguesa.
Bibliografia
https://sites.google.com/site/portugueschaveead/17

http://www.grupoescolar.com/pesquisa/linguagem-e-
lingua.html

http://www.brasilescola.com/gramatica/funcoes-linguagem.htm

http://www.portugues.com.br/redacao/funcoes-
linguagem-.html
Bibliografia
https://sites.google.com/site/portugueschaveead/17

http://www.grupoescolar.com/pesquisa/linguagem-e-
lingua.html

http://www.brasilescola.com/gramatica/funcoes-linguagem.htm

http://www.portugues.com.br/redacao/funcoes-
linguagem-.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Funções da linguagem slides
Funções da linguagem slidesFunções da linguagem slides
Funções da linguagem slides
nunesmaril
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Valeria Nunes
 
3. as funcoes da linguegem na propaganda
3. as funcoes da linguegem na propaganda3. as funcoes da linguegem na propaganda
3. as funcoes da linguegem na propaganda
Carolina Kallas
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
julilp10
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
CrisBiagio
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
nixsonmachado
 

Mais procurados (20)

Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagemTipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
 
Funções da linguagem slides
Funções da linguagem slidesFunções da linguagem slides
Funções da linguagem slides
 
Função referencial
Função referencialFunção referencial
Função referencial
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da Linguagem na Publicidade Interativa-1
Funções da Linguagem na Publicidade Interativa-1Funções da Linguagem na Publicidade Interativa-1
Funções da Linguagem na Publicidade Interativa-1
 
Funcões da linguagem -
Funcões da linguagem - Funcões da linguagem -
Funcões da linguagem -
 
Comunicação e expressão
Comunicação e expressãoComunicação e expressão
Comunicação e expressão
 
3. as funcoes da linguegem na propaganda
3. as funcoes da linguegem na propaganda3. as funcoes da linguegem na propaganda
3. as funcoes da linguegem na propaganda
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funcões da linguagem 10ºano trabalho
Funcões da linguagem 10ºano trabalho Funcões da linguagem 10ºano trabalho
Funcões da linguagem 10ºano trabalho
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
 
Linguagem e língua 97
Linguagem e língua 97Linguagem e língua 97
Linguagem e língua 97
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Comunicação e redação organizacional-parte 1
Comunicação e redação organizacional-parte 1Comunicação e redação organizacional-parte 1
Comunicação e redação organizacional-parte 1
 

Semelhante a Portugues lucas

Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
johnypakato
 

Semelhante a Portugues lucas (20)

Aula de linguagens
Aula de linguagensAula de linguagens
Aula de linguagens
 
Aula de linguagens
Aula de linguagensAula de linguagens
Aula de linguagens
 
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptxADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
ADMINISTRAÇÃO_LOGISTICA - MÓDULO I - PORTUGUÊS INSTRUMENTAL (3).pptx
 
Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
 
Apostila jurídica
Apostila jurídicaApostila jurídica
Apostila jurídica
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
 
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médioFunções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
O Processo de Comunicação
 
Leitura e producao textual fmb
Leitura e producao textual fmbLeitura e producao textual fmb
Leitura e producao textual fmb
 
Ipt resumo
Ipt   resumoIpt   resumo
Ipt resumo
 
Tp3
Tp3Tp3
Tp3
 
Tp3
Tp3Tp3
Tp3
 
Funções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptxFunções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptx
 
Apostila Português – UFBA 2017 – Nível médio - Amostra
Apostila Português – UFBA 2017 – Nível médio  -   AmostraApostila Português – UFBA 2017 – Nível médio  -   Amostra
Apostila Português – UFBA 2017 – Nível médio - Amostra
 
Apostila português-2014-patrícia
Apostila português-2014-patríciaApostila português-2014-patrícia
Apostila português-2014-patrícia
 
LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptx
LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptxLINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptx
LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptx
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Capitulo 1
Capitulo 1Capitulo 1
Capitulo 1
 
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
 

Portugues lucas

  • 1. Campo Grande, MS 02 de abril de 2013. Escola Estadual Dona Consuelo Müller Professora: Elizangela Série: 1° ano G Aluno: Lucas Gonçalves da Silva n° 38 Tema: Língua e Linguagem Níveis de linguagem e Funções de linguagem. Índice Introdução Língua e Linguagem Níveis de linguagem Funções de linguagem Conclusão Bibliografia
  • 2. Introdução Neste trabalho iremos apresentar sobre as línguas e linguagens níveis de linguagens e funções de linguagens, explica o que é cada um deles. Quais são os tipos de variedades linguísticas, tipos de níveis, e de funções; exemplos de cada. Muito importando é que a linguagem é conjunto de sinais que permite o ato de comunicação. São seis tipos de funções de linguagens, explicara com exemplos , referencial, emotivas, conativa, metalinguística, fática e poética E mais informações sobre este assunto, ao aprofundar o trabalho.
  • 3. Língua e Linguagem Língua: É o tipo de código formado por palavras e leis combinatórias por meio do qual as pessoas se comunicam e interagem entre si. Variedades lingüísticas: São as variações que uma língua apresenta, de acordo com as condições sociais, culturais, regionais e históricas em que é utilizada. -Norma culta: é a língua padrão, a variedade lingüística de maior prestígio social. Ex: ‘’Houve muitos acidentes’’ -Norma popular: são todas as variedades lingüísticas diferentes da língua padrão. Ex: "U treim tá saindu atrasadu" Linguagem: Linguagem é a representação do pensamento por meio de sinais que permitem a comunicação e a interação entre as pessoas. -Linguagem verbal: é aquela que tem por unidade a palavra. Ex: Bom dia professora Clara! -Linguagem não verbal: tem outros tipos de unidade, como gestos, o movimento, a imagem e etc. -Linguagem mista: como as histórias em quadrinhos, o cinema e a tv que utilizam a imagem e a palavra. Ex.: Placas de trânsito
  • 4. Níveis de Linguagem A linguagem é qualquer conjunto de sinais que nos permite realizar atos de comunicação. Dependendo dos sinais escolhidos, teremos uma comunicação verbal visual, auditiva, etc. Dá-se o nome de fala à utilização que cada membro da comunidade faz da língua, tanto na forma oral quanto na escrita. A forma oral se caracteriza por maior espontaneidade do que a forma escrita. Dessa forma, em decorrência do caráter individual da fala, pode-se observar que ela possui vários níveis, segue abaixo os mais utilizados: Formal (culto): é o nível de fala utilizado pelas pessoas cultas, em situações formais. Caracteriza-se por um cuidado maior com o vocabulário e pela obediência às regras estabelecidas. Observe o exemplo abaixo: “Depois da campanha mais disputada e volátil dos últimos tempos, os resultados parciais de apuração e as projeções dão a vitória ao democrata Bill Clinton nas eleições à presidência dos Estados Unidos, realizadas ontem.” Informal (coloquial/popular): é a fala que a maioria das pessoas utiliza no seu dia-dia, sobretudo nas situações mais formais. Caracteriza-se pela espontaneidade, pois não existe uma preocupação com as normas estabelecidas pela comunidade linguística. Observe o exemplo abaixo: “Sei lá! Acho que tudo vai ficar legal. Pra que então ficar esquentando tanto? Me parece que as coisas no fim sempre dão certo.”
  • 5. Técnico (profissional): é a fala que alguns profissionais (advogados, economistas, etc.) utilizam no exercício de suas atividades profissionais. Observe o exemplo abaixo: “Vamos direto ao assunto: interface gráfica ou não, muitas vezes, é preciso trabalhar com o prompt do DOS, sendo aborrecedor esforçar-se na redigitação de subdiretórios longos ou comandos mal digitados.” Literário (artístico): é a utilização da língua como finalidade expressiva, como a que é feita pelos artistas da palavra poetas e romancista. Observe o exemplo abaixo: “O céu jogava tinas de água sobre o noturno que me devolvia a São Paulo. O comboio brecou, lento, para as ruas molhadas, furou a gare suntuosa e me jogou nos óculos menineiros de um grupo negro. Funções de Linguagem Estamos imersos em meio a um cotidiano estritamente social, no qual nos interagimos com nossos semelhantes por meio da linguagem. A mesma permite-nos revelarmos nossos sentimentos, expressarmos nossas opiniões, trocarmos informações no intuito de ampliarmos nossa visão de mundo, dentre outros benefícios. O objetivo de qualquer ato comunicativo está vinculado à intenção de quem o envia, no caso, o emissor. De acordo com a natureza do discurso presente na relação emissor X interlocutor, a linguagem assume diferentes funções, todas elas portando-se de características específicas, conforme analisaremos adiante:
  • 6. Função referencial ou denotativa: transmite uma informação objetiva, expõe dados da realidade de modo objetivo, não faz comentários, nem avaliação. Geralmente, o texto apresenta-se na terceira pessoa do singular ou plural, pois transmite impessoalidade. A linguagem é de notativa, não há possibilidades de outra interpretação além da que está exposta. Em alguns textos é mais predominante essa função, como: científicos, jornalísticos, técnicos, didáticos ou em correspondências comerciais. Por exemplo: “Bancos terão novas regras para acesso de deficientes”. Função emotiva ou expressiva: o objetivo do emissor é transmitir suas emoções e anseios. A realidade é transmitida sob o ponto de vista do emissor, a mensagem é subjetiva e centrada no emitente e, portanto, apresenta-se na primeira pessoa. A pontuação é uma característica da função emotiva, pois transmite a subjetividade da mensagem e reforça a entonação emotiva. Essa função é comum em poemas ou narrativas de teor dramático ou romântico. Por exemplo: “Porém meus olhos não perguntam nada’’. Função conativa ou apelativa: O objetivo é de influenciar, convencer o receptor de alguma coisa por meio de uma ordem, sugestão, convite ou apelo. Os verbos costumam estar no imperativo ou conjugados na 2ª ou 3ª pessoa. Esse tipo de função é muito comum em textos publicitários, em discursos políticos ou de autoridade. Por exemplo: ’’ Não perca a chance de ir ao cinema pagando menos!’’
  • 7. Função metalinguística: Essa função refere-se à metalinguagem, que é quando o emissor explica um código usando o próprio código. Quando um poema fala da própria ação de se fazer um poema, por exemplo. Exemplo: “Pegue um jornal Pegue a tesoura. Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja Recorte o artigo.” Função fática: O objetivo dessa função é estabelecer uma relação com o emissor, um contato para verificar se a mensagem está sendo transmitida ou para dilatar a conversa. Quando estamos em um diálogo, por exemplo, e dizemos ao nosso receptor “Está entendendo?”, estamos utilizando este tipo de função ou quando atendemos o celular e dizemos “Oi” ou “Alô”. Função poética: O objetivo do emissor é expressar seus sentimentos através de textos que podem ser enfatizados por meio das formas das palavras, da sonoridade, do ritmo, além de elaborar novas possibilidades de combinações dos signos lingüísticos. É presente em textos literários, publicitários e em letras de música. Por exemplo: negócio/ego/ócio/cio/0
  • 8. Conclusão Através deste trabalho concluí e entendi muito sobre as línguas e linguagens, seus significados, seus tipos, as normas, linguagens verbais e não verbais. Os tipos de variedades, linguagens, e tipos de funções que existem seis, ao desenvolver do trabalho aprendi isso. Os níveis de linguagens, formal, informal, técnico e literário com frases de exemplos para a melhor fixação do assunto. E no futuro quando fazer um curso, faculdade, provas, redação, ter uma noção de como é a língua portuguesa. Isso e muitas coisas interessantes e importantes no cotidiano da língua portuguesa.