SlideShare uma empresa Scribd logo
A palestra espírita
e sua função no
tratamento
espiritual
A todos nós, quando passamos por um tratamento
espiritual, nos recomendam que devemos assistir
às palestras espíritas, mas a maioria não entende
por que assistir, se o que buscamos é o tratamento
energético dos passes.
Aqui ficam, então, algumas perguntas e suas respostas para que possamos
entender por que é importante participar dessas palestras e ainda dos cursos
regulares numa casa espírita.
– Por que alguns de nós só enxergamos o
tratamento nas salas de passe específicas?
Quando vamos a uma casa espírita buscamos a cura de
nossos males e problemas e entendemos que nas sessões de
passe é que encontraremos a solução. Podemos ver na sala
de passe a movimentação de pessoas, o processo de passe
tem suas técnicas, enquanto que na palestra ficamos
sentados e imóveis e, aparentemente, nada acontece.
Essa análise está um pouco
fora da realidade, pois a
energização oferecida pelo
passe realmente nos ajuda e
muito. Como no dizer de
Jesus, “Vai e não peques
mais” encerra uma
observação de que é preciso
deixar de errar. Se
precisamos conhecer o certo,
conhecer a nós mesmos,
conhecer a realidade
espiritual que circula em todo
o orbe, precisamos estudar,
conhecer, ouvir assuntos e
observações muitas vezes
novas para nós.
Assim, as palestras permitirão, passo a passo, encontrar um
equilíbrio interno, obtido pela reflexão e a vontade de mudar.
Para a solução de nossos problemas são necessárias três
coisas distintas e, ao mesmo tempo, ligadas: O passe, como
carga energética; nosso esforço pessoal para a mudança; e
o entendimento mediante o conhecimento e a reflexão. Assim,
verificamos que vamos precisar do passe, dos estudos e do
mais importante: a nossa real vontade de mudar.
Reforma intima
– Qual a importância da palestra para o equilíbrio
emocional e espiritual das pessoas em tratamento, ou
não?
Durante os momentos que passamos numa palestra construtiva, forças
energéticas e assistência dos nossos mentores e guias espirituais nos dão
as energias necessárias, como um complemento ao obtido na sala de
passe, e, assim, formarmos uma estrutura psicossomática aliada ao
esforço pessoal. Desta mescla de silêncio, análise e recepção de conceitos,
teremos como resultado um equilíbrio, tanto no aspecto físico, como
emocional e espiritual, além do afastamento de Espíritos obsessores, que
também se aproveitam desses ensinamentos.
– De que forma a espiritualidade atua
enquanto estamos ouvindo uma palestra?
Da mesma forma que na sala de passes, só que agora está
sendo feito pelos Espíritos lá presentes. Na sala de
palestra recebemos energias diretamente dos Espíritos
que têm a finalidade de mexer com o nosso íntimo mais
profundo. É um trabalho de mudança, reflexão e
entendimento. Na sala de passes, as energias vêm do
plano espiritual também, mas agora com uma carga
energética anímica. Ambas as situações são fundamentais
no tratamento.
– Qual a relação entre os passes e as palestras?
É um trabalho em conjunto. Enquanto as palestras fazem o
trabalho íntimo de nos “acordar”, ensinar, energizar de uma
forma mais sutil, os passes nos oferecem energias
diferentes, que atuam diretamente no nosso perispírito.
Podemos ver que uma completa a outra. Se assistimos à
palestra para depois tomar os passes, estaremos mais
receptivos para a segunda fase. A palestra nos faz refletir,
nos ensina e nos dá energias muito sutis para o nosso
Espírito. O passe vem completar e fechar todo o processo.
Assim, devemos entender que há um conjunto
de energias (fluidos) no tratamento “palestra e
passe”. É a aplicação dos ensinos de Jesus de
forma objetiva: “Conheça a verdade e ela vos
libertará”, como também, “Eu não te curei, mas,
sim, a tua fé te curou. Vai e não peques
novamente para que não te aconteça coisa
pior”.
Importância de
Frequentar as
Palestras
Doutrinárias
Não são poucos os confrades que, à semelhança de
estudantes omissos, preferem não comparecer às
sessões doutrinárias na sua casa espírita alegando os
mais variados motivos. Geralmente, preferem os passes
ou as sessões mediúnicas. E, no entanto, sua presença
é importantíssima nestas palestras doutrinárias.
Porque sempre que alguém precisa de atendimento
espiritual, são os seus acompanhantes espirituais os
que mais necessitam ouvir as palavras
esclarecedoras afim de que possam mudar sua
maneira de pensar e agir.
Além disso, enquanto se realizam as palestras
doutrinárias, muitos espíritos perturbados que
acompanham os presentes são socorridos, afastados e
encaminhados para tratamento em hospitais do plano
espiritual.
Convém lembrar que, onde quer que estejamos, somos sempre cercados
por uma nuvem de testemunhas espirituais, conforme revelou o Apóstolo
Paulo. (Epístola aos Hebreus, 12.1). E Emmanuel complementa que esses
acompanhantes espirituais, entre os quais alguns inimigos nossos de
vidas passadas, são vulgarmente chamados “Espíritos Maus”, quando,
mais propriamente, são Espíritos infelizes.
Zombam de tudo o lhes escape o domínio, supõem-se invencíveis na
cidadela do seu orgulho, escarnecem aos mais altos valores da
Humanidade e acreditam ludibriar o próprio Deus. Decerto que esses
irmãos, enredados em profundo desequilíbrio, estão entre nós adestrando-
nos as forças mais íntimas para que aprendamos a auxiliar. (...) Os
companheiros infelizes, além de serem irmãos problemas, são também
nossos observadores de cada dia. (Do livro Seara dos Médiuns).
Obviamente, tais espíritos detestam ouvir doutrinações. E ficam
influenciando nossos pensamentos, tentando infiltrar-se no dialogo
interno de cada um, com idéias do tipo: estou perdendo meu tempo aqui,
isso não tem nada a ver, lá em casa está melhor, não volto mais, etc. Por
isso, insistimos: é muito importante que você assista as palestras
doutrinárias pois equivalem a um tratamento psicoespiritual, extensivo
também a esses acompanhantes espirituais..
Confirmando Paulo e Emmanuel aqui citados, Kardec, na questão 459 em
O Livro dos Espíritos, faz a seguinte pergunta: interferem os espíritos em
nossos pensamentos e nossa vida? Resposta: Sim, interferem a tal ponto
que são eles que comumente vos dirigem. E uma vez que eles interferem
em nossos pensamentos e atos, eles interferem sobre nossas vidas, que
são forjadas por atos, depois dos nossos pensamentos. Motivos mais do
que suficientes para voltarmos a recomendar, com toda a ênfase: vença
as resistências, evite o desculpismo e compareça sempre às palestras
doutrinárias em sua casa espírita.
A importância da palestra espirita

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Denise Aguiar
 
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Denise Aguiar
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritos
Bruno Cechinel Filho
 
Desencarne
DesencarneDesencarne
Desencarne
Fatoze
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
A Força da Prece - Palestra Mauro Santos
A Força da Prece - Palestra Mauro SantosA Força da Prece - Palestra Mauro Santos
A Força da Prece - Palestra Mauro Santos
Mauro Santos
 
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITAAUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
Eduardo Ottonelli Pithan
 
NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptx
NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptxNECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptx
NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptx
francisco celio
 
Imortalidade da alma
Imortalidade da almaImortalidade da alma
Imortalidade da alma
home
 
Como vencer as más paixões
Como vencer as más paixõesComo vencer as más paixões
Como vencer as más paixões
Graça Maciel
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Ricardo Azevedo
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Vencendo a morte
Vencendo a morteVencendo a morte
Vencendo a morte
Lisete B.
 
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
Jorge Luiz dos Santos
 
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
Bruno Cechinel Filho
 

Mais procurados (20)

Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
 
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritos
 
Desencarne
DesencarneDesencarne
Desencarne
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
A Força da Prece - Palestra Mauro Santos
A Força da Prece - Palestra Mauro SantosA Força da Prece - Palestra Mauro Santos
A Força da Prece - Palestra Mauro Santos
 
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITAAUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptx
NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptxNECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptx
NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO.pptx
 
Imortalidade da alma
Imortalidade da almaImortalidade da alma
Imortalidade da alma
 
Como vencer as más paixões
Como vencer as más paixõesComo vencer as más paixões
Como vencer as más paixões
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Vencendo a morte
Vencendo a morteVencendo a morte
Vencendo a morte
 
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
 
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
 

Destaque

Bons Espíritas
Bons EspíritasBons Espíritas
Bons Espíritas
Izabel Cristina Fonseca
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
Carlos Alberto Freire De Souza
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
Jorge Luiz dos Santos
 
O que é ser espírita
O que é ser espírita  O que é ser espírita
O que é ser espírita
Amadeu Wolff
 
Conduta Espírita
Conduta EspíritaConduta Espírita
Conduta Espírita
Izabel Cristina Fonseca
 
Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........
Sonia Dalmeida Dalmeida
 
Ser espírita
Ser espíritaSer espírita
Ser espírita
Sônia Marques
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
Graça Maciel
 
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritasPalestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Divulgador do Espiritismo
 
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
Jorge Luiz dos Santos
 
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
Jorge Luiz dos Santos
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
Wilma Badan C.G.
 
Amai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro Santos
Amai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro SantosAmai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro Santos
Amai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro Santos
Mauro Santos
 
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!
Jorge Luiz dos Santos
 
O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!
Leonardo Pereira
 
Medicina E Espiritismo
Medicina E EspiritismoMedicina E Espiritismo
Medicina E Espiritismo
Grupo Espírita Cristão
 
Missionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnaçãoMissionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnação
Lar Irmã Zarabatana
 
Ser espírita ok
Ser espírita okSer espírita ok
Ser espírita ok
jorge hessen hessen
 
Paulo e Estevão
Paulo e EstevãoPaulo e Estevão

Destaque (20)

Bons Espíritas
Bons EspíritasBons Espíritas
Bons Espíritas
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
 
O que é ser espírita
O que é ser espírita  O que é ser espírita
O que é ser espírita
 
Conduta Espírita
Conduta EspíritaConduta Espírita
Conduta Espírita
 
Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........
 
Ser espírita
Ser espíritaSer espírita
Ser espírita
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritasPalestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
 
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
2012 2-9-Palestra-Como Lidar com as Necessidades Materiais-Rosana De Rosa
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
 
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
 
Amai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro Santos
Amai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro SantosAmai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro Santos
Amai-vos e Instrui-vos - Palestra Mauro Santos
 
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO I - AMAI-VOS!
 
O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!
 
Medicina E Espiritismo
Medicina E EspiritismoMedicina E Espiritismo
Medicina E Espiritismo
 
Missionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnaçãoMissionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnação
 
Ser espírita ok
Ser espírita okSer espírita ok
Ser espírita ok
 
Paulo e Estevão
Paulo e EstevãoPaulo e Estevão
Paulo e Estevão
 

Semelhante a A importância da palestra espirita

Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 11 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 11 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 11 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 11 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 11 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 11 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 11 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 11 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
O valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaO valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espírita
Helio Cruz
 
Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2
Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2
Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2
Prof. Paulo Ratki
 
Mediunidade o que é isso apostila 018
Mediunidade o que é isso   apostila 018Mediunidade o que é isso   apostila 018
Mediunidade o que é isso apostila 018
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
Alencar Santana
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
Movimento da Fraternidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Esclarecedores de Reunião Mediúnica
Esclarecedores de Reunião MediúnicaEsclarecedores de Reunião Mediúnica
Esclarecedores de Reunião Mediúnica
M.R.L
 
Desobsessao
DesobsessaoDesobsessao
Desobsessao
paikachambi
 
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptxReunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
ClodoaldoFernandes5
 
Mediunidade o que é isso apostila 020
Mediunidade o que é isso   apostila 020Mediunidade o que é isso   apostila 020
Mediunidade o que é isso apostila 020
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Brasilia módulo 1
Brasilia   módulo 1Brasilia   módulo 1
Brasilia módulo 1
Claudionor Pereira Sena .'.
 
O doutrinador Dialogo com as Sombras
O doutrinador   Dialogo com as SombrasO doutrinador   Dialogo com as Sombras
O doutrinador Dialogo com as Sombras
Prof. Paulo Ratki
 
Reiki nivel-i-shoden-ic1
Reiki nivel-i-shoden-ic1Reiki nivel-i-shoden-ic1
Reiki nivel-i-shoden-ic1
Liliana Rui Vieira Conde
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
AnaBressane
 
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
ventofrio
 
Meditacao e Mediunidade
Meditacao e MediunidadeMeditacao e Mediunidade
Meditacao e Mediunidade
Alfweb Sistemas
 
20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?
20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?
20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?
Lar Irmã Zarabatana
 

Semelhante a A importância da palestra espirita (20)

Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 11 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 11 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 11 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 11 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 11 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 11 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 11 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 11 doc
 
O valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaO valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espírita
 
Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2
Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2
Psicologia espírita um olhar sobre si aula 2
 
Mediunidade o que é isso apostila 018
Mediunidade o que é isso   apostila 018Mediunidade o que é isso   apostila 018
Mediunidade o que é isso apostila 018
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Esclarecedores de Reunião Mediúnica
Esclarecedores de Reunião MediúnicaEsclarecedores de Reunião Mediúnica
Esclarecedores de Reunião Mediúnica
 
Desobsessao
DesobsessaoDesobsessao
Desobsessao
 
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptxReunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
 
Mediunidade o que é isso apostila 020
Mediunidade o que é isso   apostila 020Mediunidade o que é isso   apostila 020
Mediunidade o que é isso apostila 020
 
Brasilia módulo 1
Brasilia   módulo 1Brasilia   módulo 1
Brasilia módulo 1
 
O doutrinador Dialogo com as Sombras
O doutrinador   Dialogo com as SombrasO doutrinador   Dialogo com as Sombras
O doutrinador Dialogo com as Sombras
 
Reiki nivel-i-shoden-ic1
Reiki nivel-i-shoden-ic1Reiki nivel-i-shoden-ic1
Reiki nivel-i-shoden-ic1
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
 
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
 
Meditacao e Mediunidade
Meditacao e MediunidadeMeditacao e Mediunidade
Meditacao e Mediunidade
 
20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?
20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?
20/09/2103 POR QUE IR À CASA ESPÍRITA?
 

Mais de carlos freire

magnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispiritomagnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispirito
carlos freire
 
animismo e-mediunidade
animismo e-mediunidade animismo e-mediunidade
animismo e-mediunidade
carlos freire
 
Cm 6a aula-o-pensamento
Cm 6a aula-o-pensamentoCm 6a aula-o-pensamento
Cm 6a aula-o-pensamento
carlos freire
 
O papel da ciencia na genese
  O papel da ciencia na genese  O papel da ciencia na genese
O papel da ciencia na genese
carlos freire
 
Aula 03 FCU - Fluído Cósmico ou Universal
Aula 03 FCU - Fluído Cósmico ou UniversalAula 03 FCU - Fluído Cósmico ou Universal
Aula 03 FCU - Fluído Cósmico ou Universal
carlos freire
 
Fe esperanca-e-caridade
Fe esperanca-e-caridadeFe esperanca-e-caridade
Fe esperanca-e-caridade
carlos freire
 
02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus
02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus
02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus
carlos freire
 
01 carater revelacao espirita
01 carater revelacao espirita01 carater revelacao espirita
01 carater revelacao espirita
carlos freire
 
2016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-170830003409
2016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-1708300034092016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-170830003409
2016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-170830003409
carlos freire
 
sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo
   sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo   sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo
sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo
carlos freire
 
2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal
2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal
2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal
carlos freire
 
Caracteres da lei natural
Caracteres da lei natural Caracteres da lei natural
Caracteres da lei natural
carlos freire
 
Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho
   Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho   Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho
Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho
carlos freire
 
Os tres reinos
Os tres reinosOs tres reinos
Os tres reinos
carlos freire
 
1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas
carlos freire
 
A fé que transporta montanhas - evangelho
   A fé que transporta montanhas - evangelho   A fé que transporta montanhas - evangelho
A fé que transporta montanhas - evangelho
carlos freire
 
Fluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivados
Fluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivadosFluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivados
Fluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivados
carlos freire
 
Os trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o Espiritismo
Os trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o EspiritismoOs trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o Espiritismo
Os trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o Espiritismo
carlos freire
 
Reencarnacao como processo_educativo-samara_n
Reencarnacao como processo_educativo-samara_nReencarnacao como processo_educativo-samara_n
Reencarnacao como processo_educativo-samara_n
carlos freire
 
Aula 05 ninguém pode ver o reino de deus... - evangelho
Aula 05   ninguém pode ver o reino de deus... - evangelhoAula 05   ninguém pode ver o reino de deus... - evangelho
Aula 05 ninguém pode ver o reino de deus... - evangelho
carlos freire
 

Mais de carlos freire (20)

magnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispiritomagnetismo-fluidos e perispirito
magnetismo-fluidos e perispirito
 
animismo e-mediunidade
animismo e-mediunidade animismo e-mediunidade
animismo e-mediunidade
 
Cm 6a aula-o-pensamento
Cm 6a aula-o-pensamentoCm 6a aula-o-pensamento
Cm 6a aula-o-pensamento
 
O papel da ciencia na genese
  O papel da ciencia na genese  O papel da ciencia na genese
O papel da ciencia na genese
 
Aula 03 FCU - Fluído Cósmico ou Universal
Aula 03 FCU - Fluído Cósmico ou UniversalAula 03 FCU - Fluído Cósmico ou Universal
Aula 03 FCU - Fluído Cósmico ou Universal
 
Fe esperanca-e-caridade
Fe esperanca-e-caridadeFe esperanca-e-caridade
Fe esperanca-e-caridade
 
02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus
02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus
02 genese cap 02 de 1-19 existencia de deus
 
01 carater revelacao espirita
01 carater revelacao espirita01 carater revelacao espirita
01 carater revelacao espirita
 
2016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-170830003409
2016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-1708300034092016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-170830003409
2016 02-05-cicloce-leideadoracaopreceevangelho-marisal-170830003409
 
sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo
   sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo   sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo
sede perfeitos - evangelho segundo o espiritismo
 
2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal
2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal
2016 02-05-ciclo ce-lei-de_adoracao_prece_evangelho-marisal
 
Caracteres da lei natural
Caracteres da lei natural Caracteres da lei natural
Caracteres da lei natural
 
Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho
   Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho   Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho
Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita - evangelho
 
Os tres reinos
Os tres reinosOs tres reinos
Os tres reinos
 
1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas
 
A fé que transporta montanhas - evangelho
   A fé que transporta montanhas - evangelho   A fé que transporta montanhas - evangelho
A fé que transporta montanhas - evangelho
 
Fluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivados
Fluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivadosFluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivados
Fluído cósmico ( Ou universal 0 e seus derivados
 
Os trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o Espiritismo
Os trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o EspiritismoOs trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o Espiritismo
Os trabalhadores da ultima hora - Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Reencarnacao como processo_educativo-samara_n
Reencarnacao como processo_educativo-samara_nReencarnacao como processo_educativo-samara_n
Reencarnacao como processo_educativo-samara_n
 
Aula 05 ninguém pode ver o reino de deus... - evangelho
Aula 05   ninguém pode ver o reino de deus... - evangelhoAula 05   ninguém pode ver o reino de deus... - evangelho
Aula 05 ninguém pode ver o reino de deus... - evangelho
 

Último

A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 

Último (14)

A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 

A importância da palestra espirita

  • 1. A palestra espírita e sua função no tratamento espiritual
  • 2. A todos nós, quando passamos por um tratamento espiritual, nos recomendam que devemos assistir às palestras espíritas, mas a maioria não entende por que assistir, se o que buscamos é o tratamento energético dos passes. Aqui ficam, então, algumas perguntas e suas respostas para que possamos entender por que é importante participar dessas palestras e ainda dos cursos regulares numa casa espírita.
  • 3. – Por que alguns de nós só enxergamos o tratamento nas salas de passe específicas? Quando vamos a uma casa espírita buscamos a cura de nossos males e problemas e entendemos que nas sessões de passe é que encontraremos a solução. Podemos ver na sala de passe a movimentação de pessoas, o processo de passe tem suas técnicas, enquanto que na palestra ficamos sentados e imóveis e, aparentemente, nada acontece.
  • 4. Essa análise está um pouco fora da realidade, pois a energização oferecida pelo passe realmente nos ajuda e muito. Como no dizer de Jesus, “Vai e não peques mais” encerra uma observação de que é preciso deixar de errar. Se precisamos conhecer o certo, conhecer a nós mesmos, conhecer a realidade espiritual que circula em todo o orbe, precisamos estudar, conhecer, ouvir assuntos e observações muitas vezes novas para nós.
  • 5. Assim, as palestras permitirão, passo a passo, encontrar um equilíbrio interno, obtido pela reflexão e a vontade de mudar. Para a solução de nossos problemas são necessárias três coisas distintas e, ao mesmo tempo, ligadas: O passe, como carga energética; nosso esforço pessoal para a mudança; e o entendimento mediante o conhecimento e a reflexão. Assim, verificamos que vamos precisar do passe, dos estudos e do mais importante: a nossa real vontade de mudar. Reforma intima
  • 6. – Qual a importância da palestra para o equilíbrio emocional e espiritual das pessoas em tratamento, ou não? Durante os momentos que passamos numa palestra construtiva, forças energéticas e assistência dos nossos mentores e guias espirituais nos dão as energias necessárias, como um complemento ao obtido na sala de passe, e, assim, formarmos uma estrutura psicossomática aliada ao esforço pessoal. Desta mescla de silêncio, análise e recepção de conceitos, teremos como resultado um equilíbrio, tanto no aspecto físico, como emocional e espiritual, além do afastamento de Espíritos obsessores, que também se aproveitam desses ensinamentos.
  • 7. – De que forma a espiritualidade atua enquanto estamos ouvindo uma palestra? Da mesma forma que na sala de passes, só que agora está sendo feito pelos Espíritos lá presentes. Na sala de palestra recebemos energias diretamente dos Espíritos que têm a finalidade de mexer com o nosso íntimo mais profundo. É um trabalho de mudança, reflexão e entendimento. Na sala de passes, as energias vêm do plano espiritual também, mas agora com uma carga energética anímica. Ambas as situações são fundamentais no tratamento.
  • 8. – Qual a relação entre os passes e as palestras? É um trabalho em conjunto. Enquanto as palestras fazem o trabalho íntimo de nos “acordar”, ensinar, energizar de uma forma mais sutil, os passes nos oferecem energias diferentes, que atuam diretamente no nosso perispírito. Podemos ver que uma completa a outra. Se assistimos à palestra para depois tomar os passes, estaremos mais receptivos para a segunda fase. A palestra nos faz refletir, nos ensina e nos dá energias muito sutis para o nosso Espírito. O passe vem completar e fechar todo o processo.
  • 9. Assim, devemos entender que há um conjunto de energias (fluidos) no tratamento “palestra e passe”. É a aplicação dos ensinos de Jesus de forma objetiva: “Conheça a verdade e ela vos libertará”, como também, “Eu não te curei, mas, sim, a tua fé te curou. Vai e não peques novamente para que não te aconteça coisa pior”.
  • 11. Não são poucos os confrades que, à semelhança de estudantes omissos, preferem não comparecer às sessões doutrinárias na sua casa espírita alegando os mais variados motivos. Geralmente, preferem os passes ou as sessões mediúnicas. E, no entanto, sua presença é importantíssima nestas palestras doutrinárias. Porque sempre que alguém precisa de atendimento espiritual, são os seus acompanhantes espirituais os que mais necessitam ouvir as palavras esclarecedoras afim de que possam mudar sua maneira de pensar e agir. Além disso, enquanto se realizam as palestras doutrinárias, muitos espíritos perturbados que acompanham os presentes são socorridos, afastados e encaminhados para tratamento em hospitais do plano espiritual.
  • 12. Convém lembrar que, onde quer que estejamos, somos sempre cercados por uma nuvem de testemunhas espirituais, conforme revelou o Apóstolo Paulo. (Epístola aos Hebreus, 12.1). E Emmanuel complementa que esses acompanhantes espirituais, entre os quais alguns inimigos nossos de vidas passadas, são vulgarmente chamados “Espíritos Maus”, quando, mais propriamente, são Espíritos infelizes. Zombam de tudo o lhes escape o domínio, supõem-se invencíveis na cidadela do seu orgulho, escarnecem aos mais altos valores da Humanidade e acreditam ludibriar o próprio Deus. Decerto que esses irmãos, enredados em profundo desequilíbrio, estão entre nós adestrando- nos as forças mais íntimas para que aprendamos a auxiliar. (...) Os companheiros infelizes, além de serem irmãos problemas, são também nossos observadores de cada dia. (Do livro Seara dos Médiuns).
  • 13. Obviamente, tais espíritos detestam ouvir doutrinações. E ficam influenciando nossos pensamentos, tentando infiltrar-se no dialogo interno de cada um, com idéias do tipo: estou perdendo meu tempo aqui, isso não tem nada a ver, lá em casa está melhor, não volto mais, etc. Por isso, insistimos: é muito importante que você assista as palestras doutrinárias pois equivalem a um tratamento psicoespiritual, extensivo também a esses acompanhantes espirituais.. Confirmando Paulo e Emmanuel aqui citados, Kardec, na questão 459 em O Livro dos Espíritos, faz a seguinte pergunta: interferem os espíritos em nossos pensamentos e nossa vida? Resposta: Sim, interferem a tal ponto que são eles que comumente vos dirigem. E uma vez que eles interferem em nossos pensamentos e atos, eles interferem sobre nossas vidas, que são forjadas por atos, depois dos nossos pensamentos. Motivos mais do que suficientes para voltarmos a recomendar, com toda a ênfase: vença as resistências, evite o desculpismo e compareça sempre às palestras doutrinárias em sua casa espírita.