SlideShare uma empresa Scribd logo
CRIOFREQUÊNCIA
Prof. Andrielly Fernanda
RADIOFREQUÊNCIA
RADIOFRÊNCIA
• Onda Eletromagnética;
• Frequências entre 0,5MHz e 10GHz;
• Penetração no tecido biológico subcutâneo (diretamente
proporcional)
• Absorção pelo tecido biológico – Calor
Uma corrente é formada quando as partículas carregadas fluem
através do tecido.
Quando a corrente é aplicada, o tecido apresenta uma impedância
(resistência) à corrente.
Corrente Tecido Energia Térmica
Dispositivos de Radiofrequência produzem corrente
elétrica usando uma radiação eletromagnética na
frequência de 3kHz a 300MHz (CONVERSÃO DE ENERGIA
ELÉTRICA EM ENERGIA TÉRMICA)
MECANISMO DE AÇÃO
Desnaturação Colágeno
• Espessamento e Contração das Fibras de
Colágeno pela quebra das Pontes de Hidrogênio
das triplas hélices da molécula do colágeno.
• Contração do tecido subcutâneo por aquecimento
septos compostos por colágeno
Processo inflamatório
• Neocolagenese. Mudança na estrutura e
comprimento do colágeno induzem resposta de
fibroblastos para a remodelação do colágeno a
longo prazo
EFEITO BIOLÓGICO
• Tratamento
• da obesidade
Drenagem
linfática
Eliminação
de material de
descarte
Aumento
do Metabolismo
Estímulo
do sistema imune
Aumento
Nutriicional
Aumento do
metabolismo
Reposição
de colágeno
Aumento
da Oxigenação
Aumento do
metabolismo
↓
↓
↓
↓ ↓
Aumento da temperatura local até 40~42℃
Vasodilatação
Aumento do fluxo sanguíneo.
GRÁFICO DE CURVAS DE COLÁGENO
EFEITO BIOLÓGICO DA RF
- Promove a contração das fibras, tornando mais eficiente na
sustentação da pele
- Alteração das fibras colágenas (calibre, formato, etc.)
- Resposta de termoregulação;
- Estimula a Neocolagênese entre 40 a 45°C
TIPOS DE RF
● Monopolar;
● Unipolar;
● Bipolar;
● Tripolar;
● Hexapolar (Multipolar);
● Qual a diferença???
CRIOFREQUÊNCIA
• O encontro das duas temperaturas
• geram milhões de choques térmicos
• garantindo o controle de temperatura,
• dispensando o uso termómetro, porque
• é frio todo o tempo na epiderme .
• Estes avanços desenvolvidos pelo
• departamento de pesquisa da Body Health
garantem a segurança resultados imediatos
e efetivos.
Tecnologia do aplicador
• MULTIPOLAR - com 6 polos que cruzam entre si;
• MONOPOLAR - com um polo central e outro paciente;
• SISTEMA CRIO - que gera temperaturas até –10 graus
• O aplicador se diferencia por ter 3 tecnologias que
podem ser aplicadas simulltaneamente e somadas
chegam a 1050 watts de potência.
MONOPOLAR
Com 400w de potência a RF
monopolar age mais profundo, e o
tecido adiposo absorve mais energia .
Assim o tratamento para gordura
localizada é mais eficiente, causando
lipólise em todos os tecidos onde
temos excesso gordura.
MULTIPOLAR
• Com 650w de potência - arcos
cruzados
- a tecnologia permite o
controle da profundidade
• Possui frequências diferentes
para cada tipo de tratamento.
• High a nível de derme 5,5 mm (
face)
• Média 7,5 mm (papada,colo,
seio)
• Low e Mix 12 mm (corpo)
CRIOFREQUÊNCIA
• Esta terapia íntegra
muito mais tecnología que
qualquer outra radio
frequência.
• Entrega de maneira condutiva
até (-) menos 10 graus desde o
aplicador até a derme e
simultaneamente, 1050w de onda
eletro magnética que como
qualquer radio frequência gera
calor por converção.
DIFERENÇA ENTRE:
- Radiofreqüência
- Criolipólise
- Criofrequência
DIFERENÇA:
CRIOLIPÓLISE X CRIOFREQUÊNCIA
A Criolipólise apresentada no Meeting da Academia
Americana de Dermatologia 2009 apenas usa frio como
terapia, chegando a congelar os adipócitos, após este
processo a uma eliminação gradativa de 2 a 3 meses
para se ver o resultado final, sendo assim uma terapia
diferente da proposta pela Criofrequência.
Indicações:
Multipolar+Monopolar
• FLACIDEZ FACIAL
• FLACIDEZ CORPORAL
• ENVELHECIMENTO PELE
• CELULITE e LIPODISTROFIA GINÓIDE
• ADIPOSIDADE LOCALIZADA
BENEFÍCIOS:
MONOPOLAR+MULTIPOLAR
• Reduz volume e modela corpo.
• Previne celulite e a gordura localizada.
• Se pode aplicar em qualquer fototipo.
• Se pode aplicar em qualquer época do ano.
• Não requer hospitalização, nem tempo de repouso.
• Mais resultado em menos tempo.
• Sessões rápidas, seguras, NÃO INVASIVAS e com
resultados imediatos e duradouros.
BENEFÍCIOS:
MONOPOLAR+MULTIPOLAR
• Lifting instantâneo e
duradouro;
• Estimulação de colágeno e
elastina;
• Rejuvenecimento da
pele;
• Combate ao mesmo tempo a gordura e a
flacidez;
• Promovendo lipólise e favorecendo drenagem e
combate celulite.
POR QUE É UMA TERAPIADIFERENTE?
• É extremanente confortável,
podendo ser usada por
pessoas que tem intolerância
ao calor.(ex. Rosáceas
,Melasmas)
Imagem
termográfica
PATOLOGIAS A TRATAR: LIPODISTROFIA GINÓIDE
(CELULITE) E ADIPOSIDADE LOCALIZADA
• EFEITOS QUE PRODUZ:
• Estimula a microcirculação
• Favorece sistema linfático
• Disponibiliza gordura para ser
utilizada
• Maior oxigenação
• Diminuição celulite
• RESULTADOS OBTIDOS:
• Alívio de dores devido a problemas
circulatórios
• Lipólise
• Melhora tonicidade e aspecto pele
• Diminuição de medidas
PATOLOGIAS A TRATAR: LIPODISTROFIA GINÓIDE
(CELULITE) E ADIPOSIDADE LOCALIZADA
ZONAS DE APLICAÇÃO
• Abdômen
• Flancos
• Glúteos
• Pernas
• Braços
• Face
• Colo
• Intercostal
CONTRAINDICAÇÕES
• Marcapassos
• Câncer de pele
• Gravidez
• Implantes (metálicos/silicone) na área tratar (monopolar)
• Corticóides
• Epilepsia
• Lesões primárias e secundarias da pele
APLICAÇÃO DO TRATAMENTO
• 6 a 8 sessões, dependendo da quantidade de tecido adiposo da
àrea a tratar e o estado da pele.
• Tempo 20 minutos por área.
• Potencias entre 70 e 85 % para obter os resultados esperados.
• Toma de medidas.
APLICAÇÃO DO PRODUTO CONDUTIVO
• Glicerina
• Gel condutivo
• Cremes para Radiofrequência
ANALISE LABORATORIAL
• Análise das mudanças estruturais após o tratamento de
Criofrequência no tecido subcutâneo observado através de ultra-
sonografia (2-5MZ) e microscopia.
• As mudanças são quantitativas e qualitativas.
• Quantitativa: Distâncias entre derme e banda de tecido fibroso
entre derme e muscular. Com diminuição do tecido adiposo.
• Qualitativa: Tiro panorâmico para medir a quantidade,
espessura, qualidade de bandas fibrosas.
ECOGRAFIA
Imagem do abdomem do paciente
antes do tratamento com
criofrequência, é notavel que o
tecido conjuntivo está disperso e
desorganizado.
Depois de 25 dias após 45 min de
tratamento de criofrequência. O
tecido gorduroso superficial
diminuiu 37% e o tecido conectivo
está mais espesso, alinhado e
uniforme; e novas fibras de
colágeno.
ECOGRAFIA
Imagem do abdomem
antes do tratamento
de Criofrequência.
Imagen do abdomem
após 45 min de
tratamento com
Criofrequência,
observe a marcação
clara da diminuição
do tecido gorduroso.
6 SESSÕES DE CRIOFREQUÊNCIA
Após 20 dias mesmo nas
férias a cliente manda foto
com resultados ainda
melhores.
3 SESSÕES DE CRIOFREQUÊNCIA
ANTES DEPOIS
8 SESSÕES - CRIOFREQUÊNCIA
6 SESSÕES DE CRIOFREQUÊNCIA
criofrequencia.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TREINAMENTO UF3.pptx
TREINAMENTO UF3.pptxTREINAMENTO UF3.pptx
TREINAMENTO UF3.pptx
SulLaserLocaes1
 
4 radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...
4   radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...4   radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...
4 radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...
HTM ELETRÔNICA
 
microagulhamento
microagulhamentomicroagulhamento
microagulhamento
julianadosanjosmedei
 
Curso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYag
Curso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYagCurso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYag
Curso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYag
Dra. Ana Carolin Puga
 
Microagulhamento
MicroagulhamentoMicroagulhamento
Ares 2013
Ares 2013Ares 2013
Ares 2013
IBRAMED
 
APRESENTACAO LAVIEEN.pptx
APRESENTACAO LAVIEEN.pptxAPRESENTACAO LAVIEEN.pptx
APRESENTACAO LAVIEEN.pptx
SulLaserLocaes1
 
Crystal 3D- Apresentação.pptx
Crystal 3D- Apresentação.pptxCrystal 3D- Apresentação.pptx
Crystal 3D- Apresentação.pptx
SulLaserLocaes1
 
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdfslide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
Roosivelt Honorato
 
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...
Lupe Bello Cuerpo
 
Técnica de indução de colágeno
Técnica de indução de colágeno Técnica de indução de colágeno
Técnica de indução de colágeno
Amanda Hamaue
 
Seminário 09: Celulite e Estrias
Seminário 09: Celulite e EstriasSeminário 09: Celulite e Estrias
Seminário 09: Celulite e Estrias
Alexandre H.P. Ferreira
 
Massagem modeladora
Massagem modeladoraMassagem modeladora
Massagem modeladora
Amanda Hamaue
 
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Cleanto Santos Vieira
 
O alta freqüência.
O alta freqüência.O alta freqüência.
O alta freqüência.
Míriam Ferreira
 
Avaliacao estetica
Avaliacao esteticaAvaliacao estetica
Avaliacao estetica
ICosmetologia Educacional
 
Olheiras
OlheirasOlheiras
Olheiras
Amanda Hamaue
 
Laser de baixa potência efeitos primários e secundarios
Laser de baixa potência  efeitos primários e secundariosLaser de baixa potência  efeitos primários e secundarios
Laser de baixa potência efeitos primários e secundarios
Ezequiel Paulo de Souza
 
Microcorrente
MicrocorrenteMicrocorrente
Aula microrrentes (1).pptx aula
Aula microrrentes (1).pptx aulaAula microrrentes (1).pptx aula
Aula microrrentes (1).pptx aula
Milena Vicário Perez
 

Mais procurados (20)

TREINAMENTO UF3.pptx
TREINAMENTO UF3.pptxTREINAMENTO UF3.pptx
TREINAMENTO UF3.pptx
 
4 radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...
4   radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...4   radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...
4 radiofrequência multifrequencial e multipolar nos tratamentos corporais e...
 
microagulhamento
microagulhamentomicroagulhamento
microagulhamento
 
Curso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYag
Curso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYagCurso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYag
Curso de Depilação a Laser de Diodo, LIP e NdYag
 
Microagulhamento
MicroagulhamentoMicroagulhamento
Microagulhamento
 
Ares 2013
Ares 2013Ares 2013
Ares 2013
 
APRESENTACAO LAVIEEN.pptx
APRESENTACAO LAVIEEN.pptxAPRESENTACAO LAVIEEN.pptx
APRESENTACAO LAVIEEN.pptx
 
Crystal 3D- Apresentação.pptx
Crystal 3D- Apresentação.pptxCrystal 3D- Apresentação.pptx
Crystal 3D- Apresentação.pptx
 
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdfslide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
 
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Facia...
 
Técnica de indução de colágeno
Técnica de indução de colágeno Técnica de indução de colágeno
Técnica de indução de colágeno
 
Seminário 09: Celulite e Estrias
Seminário 09: Celulite e EstriasSeminário 09: Celulite e Estrias
Seminário 09: Celulite e Estrias
 
Massagem modeladora
Massagem modeladoraMassagem modeladora
Massagem modeladora
 
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
 
O alta freqüência.
O alta freqüência.O alta freqüência.
O alta freqüência.
 
Avaliacao estetica
Avaliacao esteticaAvaliacao estetica
Avaliacao estetica
 
Olheiras
OlheirasOlheiras
Olheiras
 
Laser de baixa potência efeitos primários e secundarios
Laser de baixa potência  efeitos primários e secundariosLaser de baixa potência  efeitos primários e secundarios
Laser de baixa potência efeitos primários e secundarios
 
Microcorrente
MicrocorrenteMicrocorrente
Microcorrente
 
Aula microrrentes (1).pptx aula
Aula microrrentes (1).pptx aulaAula microrrentes (1).pptx aula
Aula microrrentes (1).pptx aula
 

Semelhante a criofrequencia.pdf

Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 grausCriofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Lupe Bello Cuerpo
 
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptxpriscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
AndriellyFernanda1
 
Apresentação Unique.pptx
Apresentação Unique.pptxApresentação Unique.pptx
Apresentação Unique.pptx
SulLaserLocaes1
 
Apresentação - BHS 156.pptx
Apresentação - BHS 156.pptxApresentação - BHS 156.pptx
Apresentação - BHS 156.pptx
SulLaserLocaes1
 
Lipo a Laser Aula Dr. Urias Carrijo
Lipo a Laser Aula Dr. Urias CarrijoLipo a Laser Aula Dr. Urias Carrijo
Lipo a Laser Aula Dr. Urias Carrijo
Urias Carrijo
 
Exilis-Elite - Apresentação.pptx
Exilis-Elite - Apresentação.pptxExilis-Elite - Apresentação.pptx
Exilis-Elite - Apresentação.pptx
SulLaserLocaes1
 
Curso Fusiomed - Apresentação.ppt
Curso Fusiomed - Apresentação.pptCurso Fusiomed - Apresentação.ppt
Curso Fusiomed - Apresentação.ppt
SulLaserLocaes1
 
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptxVibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
TailaDias1
 
Raytrace- Apresentação.pptx
Raytrace- Apresentação.pptxRaytrace- Apresentação.pptx
Raytrace- Apresentação.pptx
SulLaserLocaes1
 
Aula cirurgia plástica
Aula cirurgia plásticaAula cirurgia plástica
Aula cirurgia plástica
Liliane Ennes
 
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13 Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Cleanto Santos Vieira
 
A eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facialA eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facial
Rosiane Bezerra
 
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcionalRecursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Nathanael Amparo
 
Manual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical San
Manual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical SanManual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical San
Manual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical San
AmericanFisio
 
TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.
TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.
TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.
Gilberto Neide
 
Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...
Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...
Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...
Lupe Bello Cuerpo
 
Nona vita
Nona vitaNona vita
Nona vita
Luzinei Barbosa
 
termoterapia.ppt
termoterapia.ppttermoterapia.ppt
termoterapia.ppt
thiagopennachaves
 
Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02
Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02
Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02
Jackeline Guimaraes
 
Apresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Apresentação Lux Laserterapia e Spa CapilarApresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Apresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Bila herrmann
 

Semelhante a criofrequencia.pdf (20)

Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 grausCriofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
 
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptxpriscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
 
Apresentação Unique.pptx
Apresentação Unique.pptxApresentação Unique.pptx
Apresentação Unique.pptx
 
Apresentação - BHS 156.pptx
Apresentação - BHS 156.pptxApresentação - BHS 156.pptx
Apresentação - BHS 156.pptx
 
Lipo a Laser Aula Dr. Urias Carrijo
Lipo a Laser Aula Dr. Urias CarrijoLipo a Laser Aula Dr. Urias Carrijo
Lipo a Laser Aula Dr. Urias Carrijo
 
Exilis-Elite - Apresentação.pptx
Exilis-Elite - Apresentação.pptxExilis-Elite - Apresentação.pptx
Exilis-Elite - Apresentação.pptx
 
Curso Fusiomed - Apresentação.ppt
Curso Fusiomed - Apresentação.pptCurso Fusiomed - Apresentação.ppt
Curso Fusiomed - Apresentação.ppt
 
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptxVibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
 
Raytrace- Apresentação.pptx
Raytrace- Apresentação.pptxRaytrace- Apresentação.pptx
Raytrace- Apresentação.pptx
 
Aula cirurgia plástica
Aula cirurgia plásticaAula cirurgia plástica
Aula cirurgia plástica
 
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13 Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
 
A eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facialA eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facial
 
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcionalRecursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
 
Manual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical San
Manual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical SanManual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical San
Manual Coldfrequência Ethernia Cold - Medical San
 
TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.
TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.
TECNOLOGIA BIOQUANTICA, INFRAVERMELHOS LONGOS EM ROUPAS E PULSEIRAS.
 
Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...
Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...
Associação da Fototerapia e ativos cosméticos nos tratamentos estéticos facia...
 
Nona vita
Nona vitaNona vita
Nona vita
 
termoterapia.ppt
termoterapia.ppttermoterapia.ppt
termoterapia.ppt
 
Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02
Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02
Aeletroterapiaaplicadanaestticafacial 120526114057-phpapp02
 
Apresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Apresentação Lux Laserterapia e Spa CapilarApresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Apresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
 

Mais de AndriellyFernanda1

BIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.pptBIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.ppt
AndriellyFernanda1
 
segurança do paciente.ppt
segurança do paciente.pptsegurança do paciente.ppt
segurança do paciente.ppt
AndriellyFernanda1
 
1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt
1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt
1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt
AndriellyFernanda1
 
Cultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.ppt
Cultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.pptCultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.ppt
Cultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.ppt
AndriellyFernanda1
 
aulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdf
aulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdfaulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdf
aulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdf
AndriellyFernanda1
 
SISTEMA TEGUMENTAR.ppt
SISTEMA TEGUMENTAR.pptSISTEMA TEGUMENTAR.ppt
SISTEMA TEGUMENTAR.ppt
AndriellyFernanda1
 
DEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptx
DEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptxDEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptx
DEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptx
AndriellyFernanda1
 
PSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.ppt
PSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.pptPSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.ppt
PSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.ppt
AndriellyFernanda1
 
TECNICAS DE BANHO.ppt
TECNICAS DE BANHO.pptTECNICAS DE BANHO.ppt
TECNICAS DE BANHO.ppt
AndriellyFernanda1
 
psicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdf
psicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdfpsicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdf
psicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdf
AndriellyFernanda1
 
Sistema Linfático aula 1.ppt
Sistema Linfático aula 1.pptSistema Linfático aula 1.ppt
Sistema Linfático aula 1.ppt
AndriellyFernanda1
 

Mais de AndriellyFernanda1 (11)

BIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.pptBIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.ppt
 
segurança do paciente.ppt
segurança do paciente.pptsegurança do paciente.ppt
segurança do paciente.ppt
 
1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt
1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt
1 WEBINAR CULTURA DE PREV INFECÇÃO 21012016.ppt
 
Cultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.ppt
Cultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.pptCultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.ppt
Cultura de Segurança do Paciente por onde começar_Final.ppt
 
aulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdf
aulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdfaulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdf
aulaacessosvenosos-140517001241-phpapp01.pdf
 
SISTEMA TEGUMENTAR.ppt
SISTEMA TEGUMENTAR.pptSISTEMA TEGUMENTAR.ppt
SISTEMA TEGUMENTAR.ppt
 
DEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptx
DEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptxDEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptx
DEPILAÇÃO A LASER - PUC.pptx
 
PSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.ppt
PSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.pptPSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.ppt
PSICOLOGIA_APLICADA_A_ESTETICA_APOSTILA.ppt
 
TECNICAS DE BANHO.ppt
TECNICAS DE BANHO.pptTECNICAS DE BANHO.ppt
TECNICAS DE BANHO.ppt
 
psicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdf
psicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdfpsicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdf
psicologiadodesenvolvimento-160417000111.pdf
 
Sistema Linfático aula 1.ppt
Sistema Linfático aula 1.pptSistema Linfático aula 1.ppt
Sistema Linfático aula 1.ppt
 

criofrequencia.pdf

  • 3. RADIOFRÊNCIA • Onda Eletromagnética; • Frequências entre 0,5MHz e 10GHz; • Penetração no tecido biológico subcutâneo (diretamente proporcional) • Absorção pelo tecido biológico – Calor
  • 4. Uma corrente é formada quando as partículas carregadas fluem através do tecido. Quando a corrente é aplicada, o tecido apresenta uma impedância (resistência) à corrente. Corrente Tecido Energia Térmica
  • 5. Dispositivos de Radiofrequência produzem corrente elétrica usando uma radiação eletromagnética na frequência de 3kHz a 300MHz (CONVERSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA EM ENERGIA TÉRMICA)
  • 6. MECANISMO DE AÇÃO Desnaturação Colágeno • Espessamento e Contração das Fibras de Colágeno pela quebra das Pontes de Hidrogênio das triplas hélices da molécula do colágeno. • Contração do tecido subcutâneo por aquecimento septos compostos por colágeno Processo inflamatório • Neocolagenese. Mudança na estrutura e comprimento do colágeno induzem resposta de fibroblastos para a remodelação do colágeno a longo prazo
  • 7. EFEITO BIOLÓGICO • Tratamento • da obesidade Drenagem linfática Eliminação de material de descarte Aumento do Metabolismo Estímulo do sistema imune Aumento Nutriicional Aumento do metabolismo Reposição de colágeno Aumento da Oxigenação Aumento do metabolismo ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ Aumento da temperatura local até 40~42℃ Vasodilatação Aumento do fluxo sanguíneo.
  • 8. GRÁFICO DE CURVAS DE COLÁGENO
  • 9. EFEITO BIOLÓGICO DA RF - Promove a contração das fibras, tornando mais eficiente na sustentação da pele - Alteração das fibras colágenas (calibre, formato, etc.) - Resposta de termoregulação; - Estimula a Neocolagênese entre 40 a 45°C
  • 10. TIPOS DE RF ● Monopolar; ● Unipolar; ● Bipolar; ● Tripolar; ● Hexapolar (Multipolar); ● Qual a diferença???
  • 11. CRIOFREQUÊNCIA • O encontro das duas temperaturas • geram milhões de choques térmicos • garantindo o controle de temperatura, • dispensando o uso termómetro, porque • é frio todo o tempo na epiderme . • Estes avanços desenvolvidos pelo • departamento de pesquisa da Body Health garantem a segurança resultados imediatos e efetivos.
  • 12. Tecnologia do aplicador • MULTIPOLAR - com 6 polos que cruzam entre si; • MONOPOLAR - com um polo central e outro paciente; • SISTEMA CRIO - que gera temperaturas até –10 graus • O aplicador se diferencia por ter 3 tecnologias que podem ser aplicadas simulltaneamente e somadas chegam a 1050 watts de potência.
  • 13. MONOPOLAR Com 400w de potência a RF monopolar age mais profundo, e o tecido adiposo absorve mais energia . Assim o tratamento para gordura localizada é mais eficiente, causando lipólise em todos os tecidos onde temos excesso gordura.
  • 14. MULTIPOLAR • Com 650w de potência - arcos cruzados - a tecnologia permite o controle da profundidade • Possui frequências diferentes para cada tipo de tratamento. • High a nível de derme 5,5 mm ( face) • Média 7,5 mm (papada,colo, seio) • Low e Mix 12 mm (corpo)
  • 15. CRIOFREQUÊNCIA • Esta terapia íntegra muito mais tecnología que qualquer outra radio frequência. • Entrega de maneira condutiva até (-) menos 10 graus desde o aplicador até a derme e simultaneamente, 1050w de onda eletro magnética que como qualquer radio frequência gera calor por converção.
  • 16. DIFERENÇA ENTRE: - Radiofreqüência - Criolipólise - Criofrequência
  • 17. DIFERENÇA: CRIOLIPÓLISE X CRIOFREQUÊNCIA A Criolipólise apresentada no Meeting da Academia Americana de Dermatologia 2009 apenas usa frio como terapia, chegando a congelar os adipócitos, após este processo a uma eliminação gradativa de 2 a 3 meses para se ver o resultado final, sendo assim uma terapia diferente da proposta pela Criofrequência.
  • 18. Indicações: Multipolar+Monopolar • FLACIDEZ FACIAL • FLACIDEZ CORPORAL • ENVELHECIMENTO PELE • CELULITE e LIPODISTROFIA GINÓIDE • ADIPOSIDADE LOCALIZADA
  • 19. BENEFÍCIOS: MONOPOLAR+MULTIPOLAR • Reduz volume e modela corpo. • Previne celulite e a gordura localizada. • Se pode aplicar em qualquer fototipo. • Se pode aplicar em qualquer época do ano. • Não requer hospitalização, nem tempo de repouso. • Mais resultado em menos tempo. • Sessões rápidas, seguras, NÃO INVASIVAS e com resultados imediatos e duradouros.
  • 20. BENEFÍCIOS: MONOPOLAR+MULTIPOLAR • Lifting instantâneo e duradouro; • Estimulação de colágeno e elastina; • Rejuvenecimento da pele; • Combate ao mesmo tempo a gordura e a flacidez; • Promovendo lipólise e favorecendo drenagem e combate celulite.
  • 21. POR QUE É UMA TERAPIADIFERENTE? • É extremanente confortável, podendo ser usada por pessoas que tem intolerância ao calor.(ex. Rosáceas ,Melasmas) Imagem termográfica
  • 22. PATOLOGIAS A TRATAR: LIPODISTROFIA GINÓIDE (CELULITE) E ADIPOSIDADE LOCALIZADA • EFEITOS QUE PRODUZ: • Estimula a microcirculação • Favorece sistema linfático • Disponibiliza gordura para ser utilizada • Maior oxigenação • Diminuição celulite
  • 23. • RESULTADOS OBTIDOS: • Alívio de dores devido a problemas circulatórios • Lipólise • Melhora tonicidade e aspecto pele • Diminuição de medidas PATOLOGIAS A TRATAR: LIPODISTROFIA GINÓIDE (CELULITE) E ADIPOSIDADE LOCALIZADA
  • 24. ZONAS DE APLICAÇÃO • Abdômen • Flancos • Glúteos • Pernas • Braços • Face • Colo • Intercostal
  • 25. CONTRAINDICAÇÕES • Marcapassos • Câncer de pele • Gravidez • Implantes (metálicos/silicone) na área tratar (monopolar) • Corticóides • Epilepsia • Lesões primárias e secundarias da pele
  • 26. APLICAÇÃO DO TRATAMENTO • 6 a 8 sessões, dependendo da quantidade de tecido adiposo da àrea a tratar e o estado da pele. • Tempo 20 minutos por área. • Potencias entre 70 e 85 % para obter os resultados esperados. • Toma de medidas. APLICAÇÃO DO PRODUTO CONDUTIVO • Glicerina • Gel condutivo • Cremes para Radiofrequência
  • 27. ANALISE LABORATORIAL • Análise das mudanças estruturais após o tratamento de Criofrequência no tecido subcutâneo observado através de ultra- sonografia (2-5MZ) e microscopia. • As mudanças são quantitativas e qualitativas. • Quantitativa: Distâncias entre derme e banda de tecido fibroso entre derme e muscular. Com diminuição do tecido adiposo. • Qualitativa: Tiro panorâmico para medir a quantidade, espessura, qualidade de bandas fibrosas.
  • 28. ECOGRAFIA Imagem do abdomem do paciente antes do tratamento com criofrequência, é notavel que o tecido conjuntivo está disperso e desorganizado. Depois de 25 dias após 45 min de tratamento de criofrequência. O tecido gorduroso superficial diminuiu 37% e o tecido conectivo está mais espesso, alinhado e uniforme; e novas fibras de colágeno.
  • 29. ECOGRAFIA Imagem do abdomem antes do tratamento de Criofrequência. Imagen do abdomem após 45 min de tratamento com Criofrequência, observe a marcação clara da diminuição do tecido gorduroso.
  • 30. 6 SESSÕES DE CRIOFREQUÊNCIA Após 20 dias mesmo nas férias a cliente manda foto com resultados ainda melhores.
  • 31. 3 SESSÕES DE CRIOFREQUÊNCIA ANTES DEPOIS
  • 32. 8 SESSÕES - CRIOFREQUÊNCIA
  • 33. 6 SESSÕES DE CRIOFREQUÊNCIA