SlideShare uma empresa Scribd logo
Conceitos Básicos INDICADORES PERFIL AUDIÊNCIA RESULTADOS EFICIÊNCIA DE MÍDIA PÚBLICO B E C D A
Fonte: Ibope/ Mídia Dados 2008 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],A) PÚBLICO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],A) PÚBLICO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],B) PERFIL É uma parcela do público total. E o público potencialmente consumidor
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],B) PERFIL
[object Object],[object Object],B) PERFIL
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],C) AUDIÊNCIA
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],C) AUDIÊNCIA
Brasil x Coréia do Norte - 15h30 -  UNIVERSO PESQUISADO: 10 Pessoas Audiência C) AUDIÊNCIA EMISSORAS AUDIÊNCIA 40% 20% 10% 10% TOTAL 80% TELEVISORES LIGADOS
Fonte: Ibope – Media Quiz – Maio - DFE / Marplan – Sisem Suite – Jan a Dez - 2009 Ex.:  Audiência do Jornal Nacional em Brasília Universo domicílios com TV= 721.000 Audiência domiciliar = 29% = 209.000 domicílios Audiência da Revista Veja em mulheres residentes nos 9 principais  mercados brasileiros Universo mulheres 9 mercados: 21.229.000 mulheres Audiência* Veja = 8% = 1.743.000 mulheres * Também chamada de penetração. Audiência / Penetração C) AUDIÊNCIA
Penetração Tem o mesmo princípio de audiência, ou seja, quando nos referimos ao total percentual da população geral ou de determinado target que consome cada meio. Nos utilizamos principalmente quando nos referimos aos meios em geral e na mídia impressa. C) AUDIÊNCIA Fonte:  Marplan – Sisem Suite – Jan a Dez - 2009
Impactos É o total de GRP ou TRP em números absolutos. Por exemplo: Se programarmos 5 inserções em um programa ou qualquer outro veículo publicitário que atinge 1 milhão de pessoas, dizemos que foram atingidos  5 milhões de impactos. C) AUDIÊNCIA
UNIVERSO DF: 721.000 36 PONTOS = 35% DO UNIVERSO TOTAL DE IMPACTOS: 47% DE 721.000  =  259.560 Impactos C) AUDIÊNCIA Fonte: Ibope – Media Quiz – Maio - DFE / Marplan – Sisem Suite – Jan a Dez - 2009 IA NOVELA III (Viver a Vida) 36 FUTEBOL (Quarta – Feira) 31 DF TV 2ª EDIÇÃO 29 JORNAL NACIONAL 29 A GRANDE FAMÍLIA 26 MAIORES AUDIÊNCIAS GLOBO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
COBERTURA = 60% / FREQÜÊNCIA = 3,0 Pessoas que viram : 1 vez  = 10%   2 vezes = 40%   3 vezes = 10% FREQUÊNCIA MÉDIA : IMPACTOS (TRP)    COBERTURA = 120    60 = 2,0 Freqüência Média / Cobertura D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA PROGRAMA ITÁLIA X PARAGUAI C. MARFIM X PORTUGAL BRASIL X COR. DO NORTE X X X X X X X X X X X X 2 - - 1 2 - 3 - 2 2
Embora não exista uma fórmula para responder à esta pergunta, o mídia utiliza algumas ferramentas para definir o que se chama de FREQUÊNCIA EFICAZ - o número ideal de oportunidades de ver a propaganda que se deve proporcionar ao público (OTS – Opportunity to see). A determinação deste número passa pela análise da dinâmica de consumo do produto (durável, não durável, preço, distribuição,etc), do mercado (competitivo ou não, sazonal, capitalizado,etc), da concorrência (ativa ou não), da mensagem (hermética ou fácil de entender) e uma série de outros fatores. Porém, pode-se inferir que, pelo menos nos meios eletrônicos, onde a mensagem é mais rápida, são necessárias pelo menos três exposições para que o público ao menos entenda o que se quer comunicar. Nos meios impressos o entendimento da mensagem acontece já na primeira exposição da mensagem. Freqüência Eficaz D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
Programação de TV Aberta Base de Freqüência Eficaz 3,0 Pontos Adicionais   0,6 Freq Média de Exposição Ideal   3,6 Cobertura (%)  52,0 TRP (Cob. X Freq. Média)   187 Programação de Jornal Base de Freqüência Eficaz 1,0 Pontos Adicionais   0,6 Freq Média de Exposição Ideal   1,6 Cobertura (%)   98,0 TRP (Cob. X Freq. Média)   157 D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],E) RESULTADOS
Custo relativo domiciliar de uma inserção de 30" no Jornal Nacional  em Brasília: Preço 30":  R$ 11.298,00 Audiência Domiciliar:  Percentual: 29% Nº Absolutos: 209.090 domicílios C.P.M.:  R$ 54,03 (preço / nº absoluto x 1000) Custo GRP:  R$ 389,58 (preço / percentual de  audiência) CPP / CPM E) RESULTADOS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],E) RESULTADOS
Custo relativo de inserção de jornal, calculado a partir da circulação/tiragem: Preço cm/col CB:  R$ 201,00 Circulação - DU:  52.484 exemplares C.P.M.:  R$ 3,83 (preço / circulação x 1000) CPM Leitores Custo relativo de inserção de jornal, calculado a partir da circulação/tiragem: Preço cm/col CB:  R$ 201,00 Leitura Líquida:  300.000 leitores C.P.M.:  R$ 0,67 (preço / leitores x 1000) CPM E) RESULTADOS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],E) RESULTADOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Planejamento de Mídia
Aula Planejamento de MídiaAula Planejamento de Mídia
Aula Planejamento de Mídia
Lucas Pelaez
 
Planejamento e gestão de mídia fase 4
Planejamento  e gestão de mídia fase 4Planejamento  e gestão de mídia fase 4
Planejamento e gestão de mídia fase 4
Amadeu Nogueira
 
Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]
sschlumbom
 
Planejamento de midia apostila
Planejamento de midia apostilaPlanejamento de midia apostila
Planejamento de midia apostila
Liliane Ennes
 

Mais procurados (20)

Estrategias de midia_ii
Estrategias de midia_iiEstrategias de midia_ii
Estrategias de midia_ii
 
Mídia I
Mídia IMídia I
Mídia I
 
Curso de Midia - UnG
Curso de Midia - UnGCurso de Midia - UnG
Curso de Midia - UnG
 
Aula Planejamento de Mídia
Aula Planejamento de MídiaAula Planejamento de Mídia
Aula Planejamento de Mídia
 
Aula - Florianópolis, Blumenau e Joinville- Conceitos Básicos de Mídia
Aula - Florianópolis, Blumenau e Joinville- Conceitos Básicos de MídiaAula - Florianópolis, Blumenau e Joinville- Conceitos Básicos de Mídia
Aula - Florianópolis, Blumenau e Joinville- Conceitos Básicos de Mídia
 
O passo a passo da mídia com Letícia Herrmann
O passo a passo da mídia com Letícia HerrmannO passo a passo da mídia com Letícia Herrmann
O passo a passo da mídia com Letícia Herrmann
 
Midia2
Midia2Midia2
Midia2
 
Planejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Planejamento de Mídia - Estratégia e TáticaPlanejamento de Mídia - Estratégia e Tática
Planejamento de Mídia - Estratégia e Tática
 
Estrategias de midia
Estrategias de midiaEstrategias de midia
Estrategias de midia
 
Midia - Aula 05
Midia - Aula 05Midia - Aula 05
Midia - Aula 05
 
Planejamento e gestão de mídia fase 4
Planejamento  e gestão de mídia fase 4Planejamento  e gestão de mídia fase 4
Planejamento e gestão de mídia fase 4
 
MíDia Online Offline
MíDia Online OfflineMíDia Online Offline
MíDia Online Offline
 
Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]Como montar um plano de Midia[1]
Como montar um plano de Midia[1]
 
Introdução ao planejamento de mídia.
Introdução ao planejamento de mídia.Introdução ao planejamento de mídia.
Introdução ao planejamento de mídia.
 
[ESPM] Planejamento de Mídia Online no Planejamento de Comunicação Integrada
[ESPM] Planejamento de Mídia Online no Planejamento de Comunicação Integrada [ESPM] Planejamento de Mídia Online no Planejamento de Comunicação Integrada
[ESPM] Planejamento de Mídia Online no Planejamento de Comunicação Integrada
 
Planejamento de midia apostila
Planejamento de midia apostilaPlanejamento de midia apostila
Planejamento de midia apostila
 
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLORPLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
PLANO DE MÍDIA: NATURA SEIVA COLOR
 
Classificação dos meios
Classificação dos meiosClassificação dos meios
Classificação dos meios
 
Planner e planejamento de campanha
Planner e planejamento de campanhaPlanner e planejamento de campanha
Planner e planejamento de campanha
 
Aula 05 alcance, penetração, cpm, cpp, cpc
Aula 05   alcance, penetração, cpm, cpp, cpcAula 05   alcance, penetração, cpm, cpp, cpc
Aula 05 alcance, penetração, cpm, cpp, cpc
 

Semelhante a Conceitos Básicos Mídia

05 Termos E TéCnicas
05 Termos E TéCnicas05 Termos E TéCnicas
05 Termos E TéCnicas
lia.lvo
 
REVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIA
REVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIAREVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIA
REVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIA
profjucavalcante
 
Aula 02 4 Ppan 2009 2
Aula 02 4 Ppan 2009 2Aula 02 4 Ppan 2009 2
Aula 02 4 Ppan 2009 2
Ney Queiroz
 
Aula 02 4 Rpan 2009 2
Aula 02 4 Rpan 2009 2Aula 02 4 Rpan 2009 2
Aula 02 4 Rpan 2009 2
Ney Queiroz
 
Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2
Ney Queiroz
 
Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2
Ney Queiroz
 

Semelhante a Conceitos Básicos Mídia (20)

05 Termos E TéCnicas
05 Termos E TéCnicas05 Termos E TéCnicas
05 Termos E TéCnicas
 
Planejamento de Mídia
Planejamento de MídiaPlanejamento de Mídia
Planejamento de Mídia
 
Treinamento comercial
Treinamento comercialTreinamento comercial
Treinamento comercial
 
Mídia I
Mídia IMídia I
Mídia I
 
Mídia IELUSC - Terminologia
Mídia IELUSC - TerminologiaMídia IELUSC - Terminologia
Mídia IELUSC - Terminologia
 
REVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIA
REVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIAREVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIA
REVISÃO - PROJETO EXPERIMENTAL - PLANEJAMENTO DE MÍDIA
 
Curso GMSC Itajaí - Aula Conceitos Básicos de Mídia
Curso GMSC Itajaí - Aula Conceitos Básicos de MídiaCurso GMSC Itajaí - Aula Conceitos Básicos de Mídia
Curso GMSC Itajaí - Aula Conceitos Básicos de Mídia
 
Midia - Aula 7
Midia - Aula 7Midia - Aula 7
Midia - Aula 7
 
GMSC - Florianópolis, Blumenau e Joinville -Aula Planejamento de mídia
GMSC - Florianópolis, Blumenau e Joinville  -Aula Planejamento de mídia GMSC - Florianópolis, Blumenau e Joinville  -Aula Planejamento de mídia
GMSC - Florianópolis, Blumenau e Joinville -Aula Planejamento de mídia
 
Apresentao de midia 101027082136-phpapp02
Apresentao de midia 101027082136-phpapp02Apresentao de midia 101027082136-phpapp02
Apresentao de midia 101027082136-phpapp02
 
Mídia - Aula 06
Mídia - Aula 06Mídia - Aula 06
Mídia - Aula 06
 
Aula 02 4 Ppan 2009 2
Aula 02 4 Ppan 2009 2Aula 02 4 Ppan 2009 2
Aula 02 4 Ppan 2009 2
 
Midias
MidiasMidias
Midias
 
Aula 02 4 Rpan 2009 2
Aula 02 4 Rpan 2009 2Aula 02 4 Rpan 2009 2
Aula 02 4 Rpan 2009 2
 
Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2
 
Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2Aula 02 4 Ppad 2009 2
Aula 02 4 Ppad 2009 2
 
Palestra planejamento mídia_15-03-12
Palestra planejamento mídia_15-03-12Palestra planejamento mídia_15-03-12
Palestra planejamento mídia_15-03-12
 
Palestra de Mídia - Agência Espaço Nobre - Rodrigo Cordeiro
Palestra de Mídia -  Agência Espaço Nobre - Rodrigo CordeiroPalestra de Mídia -  Agência Espaço Nobre - Rodrigo Cordeiro
Palestra de Mídia - Agência Espaço Nobre - Rodrigo Cordeiro
 
Midiatrabalho1.pptx
Midiatrabalho1.pptxMidiatrabalho1.pptx
Midiatrabalho1.pptx
 
Palestra planejamento mídia_21-05-12
Palestra planejamento mídia_21-05-12Palestra planejamento mídia_21-05-12
Palestra planejamento mídia_21-05-12
 

Conceitos Básicos Mídia

  • 1. Conceitos Básicos INDICADORES PERFIL AUDIÊNCIA RESULTADOS EFICIÊNCIA DE MÍDIA PÚBLICO B E C D A
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9. Brasil x Coréia do Norte - 15h30 - UNIVERSO PESQUISADO: 10 Pessoas Audiência C) AUDIÊNCIA EMISSORAS AUDIÊNCIA 40% 20% 10% 10% TOTAL 80% TELEVISORES LIGADOS
  • 10. Fonte: Ibope – Media Quiz – Maio - DFE / Marplan – Sisem Suite – Jan a Dez - 2009 Ex.: Audiência do Jornal Nacional em Brasília Universo domicílios com TV= 721.000 Audiência domiciliar = 29% = 209.000 domicílios Audiência da Revista Veja em mulheres residentes nos 9 principais mercados brasileiros Universo mulheres 9 mercados: 21.229.000 mulheres Audiência* Veja = 8% = 1.743.000 mulheres * Também chamada de penetração. Audiência / Penetração C) AUDIÊNCIA
  • 11. Penetração Tem o mesmo princípio de audiência, ou seja, quando nos referimos ao total percentual da população geral ou de determinado target que consome cada meio. Nos utilizamos principalmente quando nos referimos aos meios em geral e na mídia impressa. C) AUDIÊNCIA Fonte: Marplan – Sisem Suite – Jan a Dez - 2009
  • 12. Impactos É o total de GRP ou TRP em números absolutos. Por exemplo: Se programarmos 5 inserções em um programa ou qualquer outro veículo publicitário que atinge 1 milhão de pessoas, dizemos que foram atingidos 5 milhões de impactos. C) AUDIÊNCIA
  • 13. UNIVERSO DF: 721.000 36 PONTOS = 35% DO UNIVERSO TOTAL DE IMPACTOS: 47% DE 721.000 = 259.560 Impactos C) AUDIÊNCIA Fonte: Ibope – Media Quiz – Maio - DFE / Marplan – Sisem Suite – Jan a Dez - 2009 IA NOVELA III (Viver a Vida) 36 FUTEBOL (Quarta – Feira) 31 DF TV 2ª EDIÇÃO 29 JORNAL NACIONAL 29 A GRANDE FAMÍLIA 26 MAIORES AUDIÊNCIAS GLOBO
  • 14.
  • 15. COBERTURA = 60% / FREQÜÊNCIA = 3,0 Pessoas que viram : 1 vez = 10% 2 vezes = 40% 3 vezes = 10% FREQUÊNCIA MÉDIA : IMPACTOS (TRP)  COBERTURA = 120  60 = 2,0 Freqüência Média / Cobertura D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA PROGRAMA ITÁLIA X PARAGUAI C. MARFIM X PORTUGAL BRASIL X COR. DO NORTE X X X X X X X X X X X X 2 - - 1 2 - 3 - 2 2
  • 16. Embora não exista uma fórmula para responder à esta pergunta, o mídia utiliza algumas ferramentas para definir o que se chama de FREQUÊNCIA EFICAZ - o número ideal de oportunidades de ver a propaganda que se deve proporcionar ao público (OTS – Opportunity to see). A determinação deste número passa pela análise da dinâmica de consumo do produto (durável, não durável, preço, distribuição,etc), do mercado (competitivo ou não, sazonal, capitalizado,etc), da concorrência (ativa ou não), da mensagem (hermética ou fácil de entender) e uma série de outros fatores. Porém, pode-se inferir que, pelo menos nos meios eletrônicos, onde a mensagem é mais rápida, são necessárias pelo menos três exposições para que o público ao menos entenda o que se quer comunicar. Nos meios impressos o entendimento da mensagem acontece já na primeira exposição da mensagem. Freqüência Eficaz D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
  • 17. Programação de TV Aberta Base de Freqüência Eficaz 3,0 Pontos Adicionais 0,6 Freq Média de Exposição Ideal 3,6 Cobertura (%) 52,0 TRP (Cob. X Freq. Média) 187 Programação de Jornal Base de Freqüência Eficaz 1,0 Pontos Adicionais 0,6 Freq Média de Exposição Ideal 1,6 Cobertura (%) 98,0 TRP (Cob. X Freq. Média) 157 D) EFICIÊNCIA DE MÍDIA
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Custo relativo domiciliar de uma inserção de 30" no Jornal Nacional em Brasília: Preço 30": R$ 11.298,00 Audiência Domiciliar: Percentual: 29% Nº Absolutos: 209.090 domicílios C.P.M.: R$ 54,03 (preço / nº absoluto x 1000) Custo GRP: R$ 389,58 (preço / percentual de audiência) CPP / CPM E) RESULTADOS
  • 22.
  • 23. Custo relativo de inserção de jornal, calculado a partir da circulação/tiragem: Preço cm/col CB: R$ 201,00 Circulação - DU: 52.484 exemplares C.P.M.: R$ 3,83 (preço / circulação x 1000) CPM Leitores Custo relativo de inserção de jornal, calculado a partir da circulação/tiragem: Preço cm/col CB: R$ 201,00 Leitura Líquida: 300.000 leitores C.P.M.: R$ 0,67 (preço / leitores x 1000) CPM E) RESULTADOS
  • 24.