SlideShare uma empresa Scribd logo
Tema da Aula Digital
Escrevendo com coesão
Disciplina Ano Aula número
Língua Portuguesa PEJA II – BLOCO II 20
AULA DIGITAL
E
PLANO DE AULA
Equipe responsável pela produção
Nome do(a) Educopedista produtor(a) da aula: Yêda Barretto Magalhães
Nome do(a) Educopedista validador(a) da aula: Márcia Roberto
Nome do(a) Educopedista coordenador(a) da aula: Katia Moura
Competências e habilidades envolvidas
PARÂMETROS DIDÁTICOS
 Empregar de acordo com as possibilidades de cada gênero os mecanismos
básicos de coesão (retomada pronominal, repetição, substituição lexical).
Compreender o conceito de coesão referencial, lexical e sequencial.
Identificar a diferença entre coerência e coesão.
1. SANTOS, Leonor Wernek. Análise e produção de textos / Leonor Wernek
Santos, Rosa Cuba Riche, Claudia Souza Teixeira. – São Paulo: Contexto,
2012.
2. ____ . Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro
e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa, Brasília: MEC /
SEF, 1998b.
3. FURTADO, Lilian – Técnicas de redação para concursos: teoria e questões
/ Lilian Furtado, Vinícius Carvalho Pereira. 3 ed. – Rio de Janeiro: Forensa;
São Paulo: Método, 2012.
Referencial teórico
PRIMEIRO MOMENTO DA AULA DIGITAL
Revisão
ATIVIDADE 1
Apresentação
ATIVIDADE 2
Pergunta-desafio
ATIVIDADE 3
Justificativa
ATIVIDADE 4
Diagnóstico
ATIVIDADE 5
PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
MATEMÁTICA
Na aula anterior, você aprendeu a:
Clique no ícone a seguir e assista ao vídeo para relembrar os conceitos
trabalhados:
Identificar as relações morfossemânticas das diferentes
classes das palavras.
Aula 20: Escrevendo com coesão
Atividade 1: Relembrando
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, nesta atividade retomaremos conceitos já trabalhados
pelos alunos em aulas anteriores. Assistindo ao vídeo, poderemos relembrar
os conceitos trabalhados na aula anterior.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
O vídeo trata do tema da aula anterior cujo assunto é Relações
morfossemânticas das diferentes classes de palavras . É importante que você,
professor, assista antes para fazer as interferências necessárias.
Atividade 1: Relembrando
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagem disponível em:
http://2.bp.blogspot.com/pQFMvwpQhxw/TbjA_eNHk_I/AAAAAAAAAnk/ir54fW
QICkU/s1600/100palavras03.jpg Acesso em 8/02/2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
MATEMÁTICA
Atividade 2: Apresentação inicial
Nessa aula, você aprenderá a compreender a noção de coesão textual.
Ao final, você estará preparado para:
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, explique o tema da aula e justifique sua importância com o
auxílio da pergunta-desafio. Sempre que possível, utilize histórias, comparações
ou outros elementos para chamar a atenção dos alunos, gerar curiosidade e
levá-los a pensar sobre o tema.
Contextualize o tema, criando situações que faça com que os alunos
relacionem a conhecimentos anteriores.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 2: Apresentação inicial
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagem disponível em:
<http://3.bp.blogspot.com/_x4K1YZtp1c/SspscxzvdI/AAAAAAAAA7E/Q3eNTtt_
OR8/s320/l1.jpg>. Acesso em: 06 fev. 2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
MATEMÁTICA
Atividade 3: Pergunta-desafio
Você sabe o que significa argumentar?
Está lançado o desafio! Observe a imagem a seguir, leia atentamente as
informações e tente descobrir a solução desse desafio.
Está difícil solucionar o desafio? Fique tranquilo, ao final desta aula, você estará
apto a responder esta questão!
Você sabe o que significa
escrever um texto com
coesão?
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 3: Pergunta-desafio
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor.
Organização da sala de aula: Autonomia do professor.
Imagem disponível em:
http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQycJof86IkvgT91rvNrVmOLG7qEMSHCKbn
APjKWj5yB_GXaaM2sQ Acesso em: 8 fev. 2013
Professor, o aluno deverá pesquisar no dicionário o significado do
verbete coesão. Logo após, ele deverá aplicar esse conceito em diferentes
gêneros textuais.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
MATEMÁTICAAtividade 4: Por que isso é importante?
Após ler a charge atentamente, compreenda a importância de
escrever um texto com coesão.
Uma sequência de frases não pode ser chamada de texto, se não
houver um relação de significado entre elas. Nesse momento, o papel da
coesão é fundamental. Lembrando que coesão textual trata-se da ligação, da
conexão entre as palavras de um texto, por meio de elementos como
pronomes, conjunções, advérbios, principalmente, pelo fato de ser por meio
deles que se faz a retomada do referente, isto é, aquilo a que o texto se refere.
Na tirinha, Calvin faz referência à mãe dele através do pronome ela.
Então, entendeu por que é importante estudar um texto coeso?
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 4: Por que isso é importante?
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Professor, destaque a importância de um texto ser escrito com
coesão e dos elementos que estabelecem essa ligação.
Link disponível em:
http://apatossauros.files.wordpress.com/2007/10/calvinharodotira354.gif
Acesso em 9 fev 2013
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TICAAtividade 5: Educoquiz 1 – O que você já sabe?
Antes de iniciar o conteúdo da aula, vamos ver o que você já sabe
sobre o assunto. Resolva, atentamente, as questões do Educoquiz 1.
Após ler a tirinha de Calvin, responda:
A que termo o pronome isso está se referindo?
A) Ao fato de Calvin fazer uma peça na escola.
B) Ao fato de Calvin fazer uma peça na escola
e ter uma fala.
C) Ao fato de ser uma peça dramática.
D) Ao fato de Calvin ficar em lágrimas até o fim
do segundo ato.
http://2.bp.blogspot.com/_z1JyBxIESm8/SBBu0CQ3ehI/AAAAAAAACjk/jt_EwEOyG9c/s400/calvin.jpg
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TCAAtividade 5: Educoquiz 1 – Questão 2
http://cronicasurbanas.files.wordpress.com/2009/04/calvin-e-a-culpa.jpg
A quem o pronome ele está se referindo no
segundo quadrinho?
A) À mãe.
B) Ao Calvin.
C) Ao cachorrão.
D) Ao tigre chamado Haroldo.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TCAAtividade 5: Educoquiz 1 – Questão 3
Partilha
Os irmãos se separam e então um diz assim:
“Você fique com o que quiser, eu não faço questão de nada; mas se você não se
incomoda, eu queria levar essa rede. Você não gosta muito de rede, quem sempre
deitava nela era eu.
O relógio da parede eu estou acostumado com ele, mas você precisa mais de
relógio do que eu. O armário grande do quarto e essa mesa de canela e essa tralha de
cozinha, e o guarda-comida também. Tudo isso é seu. O retrato de nossa irmã você fica
com ele também: deixa comigo o de mãe, pois foi a mim que ela deu: você tinha aquele
dela de chapéu, e você perdeu. O tinteiro de pai é seu; você escreve mais carta; e até
que escreve bonito, você sabe que eu li sua carta para Júlia.
Essas linhas e chumbadas, o puçá e a tarrafa, tudo fica sendo seu; você não nem
empatar um anzol, de maneira que para mim é mais fácil arrumar outro aparelho no dia
que eu quiser pescar. [...]
Fonte: BRAGA, Rubem. In Elenco de cronistas modernos. Rio de Janeiro, José Olympio, 1994.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TICAAtividade 5: Educoquiz 1 – Questão 3
A que termo o pronome indefinido tudo está se referindo?
A) Ao armário grande.
B) À mesa de canela.
C) Ao relógio da parede, ao armário grande do quarto, à mesa de
canela, à tralha de cozinha e ao guarda-comida.
D) Ao guarda-comida.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
MÁTICAGABARITO
1. B
2. D
3. C
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Nesta atividade, o aluno irá responder a um quiz com três questões,
cujo objetivo é fazer uma autoavaliação de seu conhecimento prévio em
relação ao assunto da aula.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Professor, assim que o aluno assinalar uma das alternativas, a
resposta será dada.
Texto disponível em:
http://meudiarioembranco.blogspot.com/2008/01/all-i-really-want-is-some-
patience.html
Atividade 5: Educoquiz 1 – O que você já sabe?
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
SEGUNDO MOMENTO DA AULA DIGITAL
Reflexão
ATIVIDADE 6
Construção do conhecimento superficial
ATIVIDADE 7 a 9
Checagem
ATIVIDADE 10
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Clique na figura acima para saber mais sobre o assunto.
Atividade 6: Momento de reflexão
Que elementos são necessários para que
alguém escreva com coesão?
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 6: Momento de reflexão
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Professor, através dessa pergunta, discuta com os alunos em que
momentos eles usam esses recursos.
O vídeo, extraído do youtube, é do programa Palavra puxa palavra e
trata do tema coesão . É importante que você, professor, assista antes para
fazer as interferências necessárias.
Imagem disponível em:
data:image/jpeg;base64,/9j/4AAQSkZJRgABAQAAAQABAAD/2wCEAAkGBhI
QEBAUEBQSEBIQFBUWEBAVDRAUFQ8QFRAVFBQUFBUXHCYeFxkjGRQ
UHy8gJScpLCwsFR4xNTAqNSYrLCkBCQoKDgwOGg8PGjQiHiUuKTU1NDI1
LDQ1LC0sNSkyKTQpLy0pLSwqLCovLCkpLyksLCwpKS0sKSopKSwsLCwsL
P Acesso em 8/02/2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 7 A: Este ou esse?
PRONOME PESSOA ESPAÇO TEMPO
ESTE / ESTA
ISTO
ESTES
ESTAS
1ª (EU / NÓS)
Pessoa ou objeto perto
de quem fala.
Isto é meu.
AQUI (SITUAÇÃO
PRÓXIMA)
Este livro é
sensacional
PRESENTE
Nesta semana, estamos
em recesso.
ESSE / ESSA
ISSO
ESSES
ESSAS
2ª (TU / VÓS /VOCÊ(S))
Pessoa ou objeto longe
de quem fala e perto de
quem escuta.
Apanha esse aparelho.
AÍ (SITUAÇÃO
INTERMEDIÁRIA)
Isso aí deve ser
encaminhado.
PASSADO OU FUTURO
PRÓXIMO
Em julho, estive em São
Paulo; nessa ocasião
visitei meus tios.
AQUELE
AQUELA
AQUILO
AQUELES
AQUELAS
3ª (ELE(S) / ELA(S))
Pessoa ou objeto longe
de quem fala e de quem
escuta.
Aquela notícia me
intrigou.
ALI, LÁ (SITUAÇÃO
DISTANTE)
Estivemos naquela
cidade.
PASSADO REMOTO
Naquele tempo, os jovens
não tinham liberdade.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 7 B: Este ou esse?
Observação:
 ESSE, ESSA, ESSES, ESSAS, ISSO –
Quando o assunto já tiver sido recentemente mencionado (citado, referido):
Disse-lhe que não o amava. Isso o deixou triste.
 ESTE, ESTA, ESTES, ESTAS, ISTO –
Quando o assunto vai ser mencionado (seguinte):
Grave este lembrete: “Beba mais líquido no verão”.
 ESTE - designa o termo mais próximo, ESSE o intermediário e AQUELE o
mais afastado:
Apreciava os bons vinhos portugueses e as iguarias francesas. Estas
pelo paladar requintado; aqueles pelo buquê característico.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 7:
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula:
Autonomia do professor
Imagem disponível no link:
Acesso em: 10 /02/2013.
Professor, estabeleça a diferença do uso dos pronomes
demonstrativos como mecanismos básicos de coesão (retomada
pronominal).
noticias.universia.com.br
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO IIAtividade 8 A: Texto, coesão e coerência
LÍNGUA
PORTUGUESA
O texto é considerado um elemento de interação com o leitor,
marcado pela coesão entre seus elementos e pela sua coerência
interna e externa.
Um bilhete escrito por um jovem ou um adulto recém-
alfabetizado pode não ser perfeito quanto à coesão e cumprir seu
objetivo no ato comunicativo, por estabelecer interação com o leitor,
que atribuirá sentido a esse texto.
Esse sentido que se procura em um texto é a coerência. Um
texto pode ser coerente para um leitor e incoerente para outro, se eles
tiverem experiências diferentes de leitura.
Pode-se dizer que coerência e coesão estão intimamente
ligadas, pois dependem do conhecimento de mundo do leitor e da sua
capacidade de decifrar as ligações existentes entre os elementos da
língua.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO IIAtividade 8 B: Texto, coesão e coerência
LÍNGUA
PORTUGUESA
Veja o exemplo a seguir para entender melhor o
tema da aula.
Isabel tem um carro que foi comprado no
ano passado. O veículo foi adquirido em uma
concessionária, mas a professora desconfia de que
ele é roubado.
Nesse trecho, a palavra Isabel é retomada
por professora, evitando a repetição desnecessária
do mesmo vocábulo e relacionando algumas
informações sobre uma mesma pessoa. De maneira
semelhante, o termo carro é retomado pelas
palavras veículo, que e ele, estabelecendo outra
cadeia de referências entre os termos.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, após fazer a explanação do conteúdo, peça que os alunos
formulem um texto sobre um determinado tema a fim de verificar se
perceberam as diferenças das ideias apresentadas.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 8 A e B:
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula:
Autonomia do professor
Imagens disponíveis em: omeufuturo.com.br / oficinaborboletas.blogspot.com
Acesso em 11/02/2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 9: Amarrando as ideias...
Clique na figura a seguir para saber mais sobre o assunto
através de um podcast, ou seja, uma leitura sonora geralmente curta,
em que você pode retornar quantas vezes quiser.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 9: Amarrando as ideias...
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagem disponível em: http://www.google.com.br/imghp?hl=pt-BR&tab=wi
Acesso em: 11 fev 2013.
Professor, esse objeto de aprendizagem é do tipo exercício-e-
prática; eles permitem que o aluno tenha uma postura interativa diante do
seu aprendizado.
Professor, no desenvolvimento das ideias propostas no objeto de
aprendizagem, são apresentadas questões que versam sobre o assunto da
aula.
Link do podcast: https://dl.dropbox.com/u/83132726/podcast-coesao-textual-
lexical.html
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 10: Educoquiz 2 – O que você aprendeu até aqui?
Agora que você já estudou alguns conceitos sobre os mecanismos
básicos de coesão, teste o que você aprendeu até aqui. Responda ao quiz a
seguir sobre o conteúdo abordado.
Leia o trecho do poema-canção Que país é esse? do Legião Urbana e
responda à pergunta a seguir.
Nas favelas, no Senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a Constituição
Mas todos acreditam no futuro da
nação
Que país é esse?
[...]
O uso do pronome demonstrativo
esse no poema-canção encontra-se
justificado na seguinte alternativa:
A) Pessoa ou objeto perto de quem fala.
B) Pessoa ou objeto longe de quem
escuta.
C) Pessoa ou objeto longe de quem fala e
de quem escuta.
D) Pessoa ou objeto longe de quem fala e
perto de quem escuta.
Aula 11: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 10: Educoquiz 2 – Questão 2
Leia o poema de Cecília Meireles a seguir para responder à
questão proposta.
Que termo no poema
estabelece uma ideia de
adversidade, ou seja, oposição na
construção do sentido do texto?
A) Nada.
B) Jamais.
C) Mas.
D) Já.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 10: Educoquiz 2 – Questão 3
Leia a tira e responda à questão a seguir:
A que termo o pronome isso está se
referindo? À professora que deu péssimo
outra vez ao personagem.
A) À professora.
B) À gente.
C) À escola.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 10: Educoquiz 2 – Questão 4
Leia a tirinha do Níquel Náusea a seguir e responda:
A conjunção OU tem o sentido de:
A) Adição.
B) Alternância ou exclusão.
C) Conclusão.
D) Explicação.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
MÁTICAGABARITO
1. D
2. C
3. A
4. B
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Este é mais um momento de levar o aluno a uma autoavaliação. Um
quiz com 4 questões de nível fácil a médio é apresentado nesta atividade.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 10: Educoquiz 2 – O que você aprendeu até aqui?
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagens disponíveis: compare.buscape.com.br /
professormarcoscortinovis.blogspot.com /
http://dc212.4shared.com/doc/oOpKhaU2/preview.html
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=26782
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22350
Acesso em: 11 fev 2013.
Professor, assim que o aluno assinalar uma das alternativas, a
resposta será dada.
TERCEIRO MOMENTO DA AULA DIGITAL
Construção do conhecimento aprofundado
ATIVIDADE 11 a 15
Checagem
ATIVIDADE 16
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 11A:
Leia o texto a seguir atentamente.
Por que os planetas são redondos?
Bruno Vieira Feijó
Pode parecer estranho, mas uma das razões para que planetas sejam
globos é a mesma que explica por que bolhas de sabão são redondas: um conceito
conhecido como "energia mínima". A esfera é a mais estável de todas as formas
geométricas encontradas na natureza e, por isso, as partículas necessitam da
menor quantidade de energia para chegar a esse formato.
Mas o que torna a esfera tão estável? "Ela é a única figura onde todos os
pontos da superfície estão à mesma distância do núcleo", diz o astrônomo Ronaldo
Mourão, do Museu de Astronomia do Rio de Janeiro. Para os planetas, isso é
imprescindível. Como são corpos com uma quantidade enorme de massa, eles têm
um campo gravitacional fortíssimo, que suga tudo para o seu centro. Assim, o
formato esférico é a única maneira de garantir que o que está na superfície não seja
sugado para o centro do planeta pela força da gravidade.
Os planetas, no entanto, não são esferas perfeitas. A distorção no formato
original acontece por causa do movimento de rotação, que os achata um pouco
perto dos pólos. http://super.abril.com.br/superarquivo/2005/conteudo_373114.shtml
As conjunções adversativas e a coesão textual
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 11B: As conjunções adversativas e a coesão textual
As conjunções são elementos de ligação entre as palavras e as orações.
Também são chamadas de conectivos, pois elas ligam, conectam termos. Elas
podem dar ideia de adição ou união, adversidade ou oposição, alternância ou
opção, conclusão e explicação.
Destacaremos as conjunções adversativas, muito comuns de aparecer
nos diferentes tipos de texto. São elas: MAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO, NO
ENTANTO, ENTRETANTO.
No texto Por que os planetas são redondos? há três momentos
destacados em que as conjunções MAS e NO ENTANTO são usadas,
estabelecendo uma ideia contrária, oposta, adversa à que foi dita anteriormente.
São eles:
Pode parecer estranho, mas uma das razões para que planetas sejam
globos é a mesma que explica por que bolhas de sabão são redondas [...].
Os planetas, no entanto, não são esferas perfeitas.
Mas o que torna a esfera tão estável?
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, aproveite para explorar interdisciplinaridade com os
professores de Geografia e Matemática, estudando um pouco as formas
geométricas e o porquê de os planetas serem redondos.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 11:
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula:
Autonomia do professor
Link : www.getninjas.com.br
http://super.abril.com.br/superarquivo/2005/conteudo_373114.shtml
Acesso em 11/02/2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 12 : Agora é sua vez!
Você possui um tema para ser analisado. Neste caso, a melhor forma
de desenvolvê-lo é participar de um jogo para testar o que aprendeu até aqui,
clicando na figura a seguir.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Atividade 12 : Agora é a sua vez !
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Professor, esses objetos são do tipo exercício-e-prática. Eles permitem que
o aluno tenha uma postura interativa diante do seu aprendizado.
Professor, aproveite para explorar interdisciplinaridade com o professor de
História, pois o texto do OA remete a um dado histórico.
Imagem disponível: pbkids.com.br
Acesso em: 13 fev 2013.
Professor, esse jogo explora o assunto estudado, visando à coesão de
conectivos em um texto.
É importante que você, professor, assista antes para fazer as interferências
necessárias.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Link do jogo: https://dl.dropbox.com/u/83132726/peja-lp-morfossemantica.html
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 13A : Coesão referencial
Coesão referencial
Alcançamos a coesão referencial, utilizando expressões que
retomam ou antecipam nossas ideias:
 onde: indica a noção de lugar e pode substituir outras palavras.
São Paulo é uma cidade onde a poluição atinge níveis muito altos.
(No caso, onde retoma a palavra cidade.)
 cujo(a) : pode estabelecer uma relação de posse entre dois substantivos.
Vinícius de Moraes é um poeta cujas obras lemos com prazer.
 que: pode substituir (e evitar a repetição de) palavras ou de uma oração
inteira.
Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil, o que permitiu aos
portugueses ampliarem seu império marítimo.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 13B : Coesão referencial
 esse(a), isso: podem conectar duas frases, apontando
para uma ideia que já foi mencionada no texto.
O presidente de uma ONG tem inúmeras funções
a cumprir. Essas responsabilidades, no entanto, podem
ser divididas com outros membros da diretoria.
 este(a), isto: podem conectar duas frases, apontando
para uma ideia que será mencionada no texto.
O que me fascina em você é isto: sua sabedoria.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, nesse momento, você irá orientar o aluno para a
construção do conhecimento mais aprofundado sobre Coesão Referencial.
Explore-o de acordo com o nível de sua turma.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividades 13A e 13B:
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Link da imagem: gestariiporciuncula-rj.blogspot.com
Acesso em 13 fev 2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 14 : Coesão lexical
Coesão lexical
Permite evitar a repetição de palavras e, também, unir partes de um
texto. Pode ser alcançada, utilizando-se:
 Sinônimos: palavras semelhantes que podem ser usadas em diferentes
contextos, mas sem alterar o que o texto pretende transmitir.
O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, afirmou que o time tem
todas as condições para ganhar o campeonato carioca. Segundo o dirigente,
com Dedé na zaga, o gol vascaíno será impenetrável. Na opinião do cartola, a
torcida só terá motivos de alegria.
 Hiperônimos: vocábulo de sentido mais genérico em relação a outro.
A jovem estava na poltrona do cinema, esperando o filme começar,
quando, de repente, no assento ao lado, um adolescente começou a incomodá-
la.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, nesse momento, você irá orientar o aluno para a
construção do conhecimento mais aprofundado sobre Coesão lexical. Utilize-
o de acordo com o nível de sua turma!
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 14:
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 15A: Coesão sequencial
Coesão sequencial
Trata-se de estabelecer relações lógicas entre as ideias do texto.
Para tanto, utilizamos os chamados conectivos (principalmente preposições e
conjunções). Veja os principais:
 Conclusão: por isso, logo, portanto, pois, de modo que, assim, então, por
conseguinte, em vista disso.
Ela é muito competente, por isso conseguiu a vaga.
 Causa: porque, pois, visto que, já que, dado que, como, uma vez que,
porquanto, por, por causa de, em vista de, em virtude de, devido a, por motivo
de, por razões de.
Ela conseguiu a vaga, já que é muito competente.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 15B: Coesão sequencial
 Oposição: entretanto, mas, porém, no entanto,
todavia, contudo.
Paulo tinha tudo para ganhar a corrida, no
entanto, no dia da prova, sofreu um acidente de
carro.
 Condição: se, caso, desde que, contanto que.
Você pode ir brincar na rua, desde que faça
todo o dever.
 Finalidade: para que, a fim de que, com o objetivo
de, com o intuito de.
Com o intuito de conseguir a vaga no
emprego, Sílvia estagiava seis horas todos os dias.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, nesse momento, você irá orientar o aluno para a
construção do conhecimento mais aprofundado sobre Coesão sequencial.
Explore-o de acordo com o nível da sua turma!
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividades 15A e 15B:
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagem disponível: peadportfolio164206.blogspot.com
Acesso em: 13 fev 2013.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 16: Educoquiz 3 - O que mais você aprendeu?
Até aqui você trabalhou com todos os mecanismos para se escrever com
coesão.
1. Leia a charge e teste seus conhecimentos, realizando as atividades a
seguir com atenção.
O humor da charge está no fato de:
A) Fazer prova para o ENEM.
B) Não fazer prova para o ENEM.
C) Usar os conectivos NEM, NEM
para dar ideia de alternância.
D) Conhecer o ENEM.
http://www.cabonews.com.br/charge-do-dia-5/
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TEMÁTICAAtividade 16: Educoquiz 3 – Questão 2
Após ler a tirinha, atentamente, a seguir, responda.
Mafalda usa na fala o pronome este porque:
A) Está perto do globo terrestre.
B) Está distante do globo terrestre.
C) Está bem distante do globo terrestre.
D) Está perto do ursinho.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TEMÁTICAAtividade 16: Educoquiz 3 – Questão 3
Leia, atentamente, a tirinha para responder à questão a seguir.
A número um numa escala de um a dez quer dizer que :
A) Dustin teve um encontro uma mulher maravilhosa.
B) Dustin gostou do encontro.
C) Dustin não gostou do encontro.
D) Dustin não gostou da mulher com quem saiu.
universohq.com
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
TEMÁTICAAtividade 16: Educoquiz 3 – Questão 4
http://alfredovampiro.blogspot.com.br/2011/04/alfredo-no-globo.html
Leia, atentamente, a tirinha para responder à questão a seguir.
O termo lá que dá um tom de humor na tirinha refere-se a:
A) Um lugar que ambos conhecem.
B) Um lugar não conhecido por ambos.
C) Um lugar secreto só conhecido por ele.
D) Um lugar secreto conhecido por ela.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA I
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 16: Educoquiz 3 – Questão 5
Leia, atentamente, a tirinha para responder à questão a seguir.
O pronome ISSO, no terceiro quadrinho, refere-se:
A) Ao fato de o personagem querer ser um humorista.
B) Ao fato de na escola perguntarem sobre profissões.
C) Ao fato de a professora ter um ataque de riso.
D) Ao fato de o amigo considerar um bom sinal.
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
GABARITO
1 - C
2 - A
3 - D
4 - B
5 - C
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, este é o momento de levar o aluno a fazer mais uma
autoavaliação, contemplando o que já foi estudado até o momento. Aqui o aluno
poderá resolver um quiz com 5 questões de nível médio a difícil.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Professor, assim que o aluno assinalar uma das alternativas, a
resposta será dada.
Atividade 14: Educoquiz 3 – O que mais você aprendeu?
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagens disponíveis: jemagalhaes.blogspot.com
Acesso em: 13 fev 2013.
QUARTO MOMENTO DA AULA DIGITAL
Desafio do aluno com atividades complexas de produção
ATIVIDADE 17
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Você vai participar de um jogo onde o objetivo é
reconhecer e empregar pronomes e conjunções como elementos
coesivos em um texto.
Atividade 17: Você está sendo desafiado!
Clique na figura ao lado para começar.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 17: Você está sendo desafiado!
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagem disponível em: http://img1.mlstatic.com/chaveiro-cubo-magico-pura-
diverso-e-desafio-envio-imediato_MLB-O-3220605559_102012.jpg
Acesso em: 9 fev 2013
Professor, no desenvolvimento das ideias propostas no objeto de
aprendizagem, são apresentadas questões que versam sobre o assunto da
aula.
Professor, esse objeto de aprendizagem é do tipo exercício-e-prática;
eles permitem que o aluno tenha uma postura interativa diante do seu
aprendizado.
Link do AO: https://dl.dropbox.com/u/83132726/peja-lp-2013.html
QUINTO MOMENTO DA AULA DIGITAL
Construção
ATIVIDADE 18
Resumo
ATIVIDADE19
Próximo tema
ATIVIDADE 20
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 18: Construindo um resumo
Agora que você aprendeu a
escrever com coesão , escreva em seu
caderno virtual os principais pontos
estudados por você nesta aula.
Fique livre para expor suas
ideias através de textos, desenhos,
diagramas. O importante é que você
reveja e coloque em seu caderno tudo
o que foi compreendido nas atividades.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Nesta atividade, o aluno é levado a fazer um registro de tudo que
estudou até aqui. Oriente seu aluno a construir um resumo com os
principais pontos vistos na aula.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 16: Construindo um resumo
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Imagem disponível:
http://www.brasilescola.com/upload/conteudo/images/9c51017bb53a24fd420cf
800a24411b7.jpg Acesso em 14 jan 2013
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Atividade 19: Educossíntese
Agora faça uma comparação com os pontos que você
escreveu sobre o conteúdo:
 Elaborar textos, identificando elementos básicos de coesão
tais como: este(a) ou esse(a), isso ou isto, aquele(a) ou aquilo.
 Compreender e distinguir a noção de coesão e coerência
textual.
 Identificar a coesão referencial, ou seja, palavras como onde,
que, cujo(a), que retomam ou antecipam a ideia principal da
frase.
 Compreender a coesão sequencial, isto é, termos que
estabelecem relações de conclusão, causa, finalidade,
oposição, condição entre os elementos do texto.
 Identificar a coesão lexical, pois ela permite evitar a repetição
de palavras e também unir partes de um texto.
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, veja com seu aluno se ele soube citar todos ou então a
maioria dos itens apresentados na educossíntese. Este é o momento de
pontuar possíveis dúvidas ou assuntos que não foram bem compreendidos pelo
aluno.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 17: Educossíntese
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
Link da imagem: www.marinamara.com.br Acesso em 12/02/2013
Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II
BLOCO II
LÍNGUA
PORTUGUESA
Na aula de hoje, aprendemos a escrever com coesão.
Na próxima aula, aprenderemos a empregar os esquemas
temporais básicos.
Clique na imagem a seguir para começar a entender o assunto.
Atividade 20 : Na próxima aula
Orientações práticas de aplicação dessa atividade
Professor, nesta atividade o aluno deverá assistir ao vídeo-aula sobre
esquemas temporais básicos (presente, passado, futuro) para começar a se
familiarizar com o assunto da aula posterior de nº 21 cujo tema é Esquemas
temporais: quando e como usá-los.
Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem
Atividade 18: Na próxima aula...
Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor
Organização da sala de aula: Autonomia do professor
É importante que você, professor, assista antes para fazer as
interferências necessárias e, se quiser, dê uma pausa para fazer alguma
explanação.
Links: cinegnose.blogspot.com / manimaneon.wordpress.com
Acesso em: 9 fev 2013.
PARA IR ALÉM
Sugestões de jogos ou de outras atividades que extrapolem o
conteúdo digital
PARA CASA
Sugestões de exercícios ou atividades práticas que complementem o
entendimento do tema
Trabalhar com imagens de quadrinhos, charges e fotografias
que incentivem o debate também é bastante viável.
Sugestão de vídeo do Renato Russo com a música Que país é esse? No
site: <www.youtube.com/watch?v=UrDuMvR2JWo>.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Observação da sala de aula - Roteiro de obervação
Observação da sala de aula - Roteiro de obervaçãoObservação da sala de aula - Roteiro de obervação
Observação da sala de aula - Roteiro de obervação
sitedcoeste
 
Simulado 5c2ba-ano-lp-7
Simulado 5c2ba-ano-lp-7Simulado 5c2ba-ano-lp-7
Simulado 5c2ba-ano-lp-7
Cidinha Paulo
 
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área   língua portuguesaPlano de ação da coordenação de área   língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
eucenir
 
Estágio supervisionado ii
Estágio supervisionado iiEstágio supervisionado ii
Estágio supervisionado ii
familiaestagio
 
ESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO
ESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIOESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO
ESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO
JanielleCristina1
 
D11 (5º ano l.p.)
D11 (5º ano   l.p.)D11 (5º ano   l.p.)
D11 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPESimulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE
Marcia Oliveira
 
Sequencia didática literatura marginal
Sequencia didática literatura marginalSequencia didática literatura marginal
Sequencia didática literatura marginal
Néia Capitu
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Josilene Borges
 
3ª p.d 2013 (port. 5º ano)
3ª p.d   2013 (port. 5º ano)3ª p.d   2013 (port. 5º ano)
3ª p.d 2013 (port. 5º ano)
Cidinha Paulo
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
Nivea Neves
 
D15 (5º ano l.p.)
D15 (5º ano   l.p.)D15 (5º ano   l.p.)
D15 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
Organização da coletividade em sala de aula
Organização da coletividade em sala de aulaOrganização da coletividade em sala de aula
Organização da coletividade em sala de aula
Maria Cecilia Silva
 
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros TextuaisUnidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Elaine Cruz
 
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Crônicas para o 5º ano
Crônicas para o 5º anoCrônicas para o 5º ano
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Tânia Regina
 
Coesão e coerência
Coesão e coerênciaCoesão e coerência
Coesão e coerência
Rossana Silva
 
Atividades inclusão (1)
Atividades  inclusão (1)Atividades  inclusão (1)
Atividades inclusão (1)
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Observação da sala de aula - Roteiro de obervação
Observação da sala de aula - Roteiro de obervaçãoObservação da sala de aula - Roteiro de obervação
Observação da sala de aula - Roteiro de obervação
 
Simulado 5c2ba-ano-lp-7
Simulado 5c2ba-ano-lp-7Simulado 5c2ba-ano-lp-7
Simulado 5c2ba-ano-lp-7
 
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área   língua portuguesaPlano de ação da coordenação de área   língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
 
Estágio supervisionado ii
Estágio supervisionado iiEstágio supervisionado ii
Estágio supervisionado ii
 
ESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO
ESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIOESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO
ESTUDO ORIENTADO UM NOVO COMPONENTE CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO
 
D11 (5º ano l.p.)
D11 (5º ano   l.p.)D11 (5º ano   l.p.)
D11 (5º ano l.p.)
 
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPESimulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE
 
Coesao
CoesaoCoesao
Coesao
 
Sequencia didática literatura marginal
Sequencia didática literatura marginalSequencia didática literatura marginal
Sequencia didática literatura marginal
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
 
3ª p.d 2013 (port. 5º ano)
3ª p.d   2013 (port. 5º ano)3ª p.d   2013 (port. 5º ano)
3ª p.d 2013 (port. 5º ano)
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
 
D15 (5º ano l.p.)
D15 (5º ano   l.p.)D15 (5º ano   l.p.)
D15 (5º ano l.p.)
 
Organização da coletividade em sala de aula
Organização da coletividade em sala de aulaOrganização da coletividade em sala de aula
Organização da coletividade em sala de aula
 
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros TextuaisUnidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
 
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
Gabarito: Interpretação do texto: Sua mãe sabe que você propaga ódio na inter...
 
Crônicas para o 5º ano
Crônicas para o 5º anoCrônicas para o 5º ano
Crônicas para o 5º ano
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
 
Coesão e coerência
Coesão e coerênciaCoesão e coerência
Coesão e coerência
 
Atividades inclusão (1)
Atividades  inclusão (1)Atividades  inclusão (1)
Atividades inclusão (1)
 

Destaque

2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos
2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos
2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos
Angélica Manenti
 
Português Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicado
Português Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicadoPortuguês Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicado
Português Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicado
Nélson Bittencourt
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
Helia Coelho Mello
 
QUIZ - Centenário Vinicius de Moraes
QUIZ - Centenário Vinicius de MoraesQUIZ - Centenário Vinicius de Moraes
QUIZ - Centenário Vinicius de Moraes
Joyce Campos
 
Qualidade de conteúdo, o grande desafio
Qualidade de conteúdo, o grande desafioQualidade de conteúdo, o grande desafio
Qualidade de conteúdo, o grande desafio
Portal de Periódicos UFSC
 
Tiras
 Tiras Tiras
Tiras
Lino Santos
 
Um pequeno desafio da
Um pequeno desafio daUm pequeno desafio da
Um pequeno desafio da
Mensagens Virtuais
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Roberta Torres
 
Coerência e coesão 2013
Coerência e coesão 2013Coerência e coesão 2013
Coerência e coesão 2013
Sérgio Massagli
 
01 compreensão e interpretação de textos
01   compreensão e interpretação de textos01   compreensão e interpretação de textos
01 compreensão e interpretação de textos
Micilda
 
Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]
Renato Oliveira
 
Plano de Aula Sobre Pontos Turísticos
Plano de Aula Sobre Pontos TurísticosPlano de Aula Sobre Pontos Turísticos
Plano de Aula Sobre Pontos Turísticos
Vilma Ribeiro de Oliveira
 
Group Coaching - Uma opção possível
Group Coaching - Uma opção possívelGroup Coaching - Uma opção possível
Group Coaching - Uma opção possível
Antonio Azevedo
 
Slide
SlideSlide
Aula de lingua portuguesa slides
Aula de lingua portuguesa slidesAula de lingua portuguesa slides
Aula de lingua portuguesa slides
betaniap
 
O que é o SPAECE
O que é o SPAECEO que é o SPAECE
O que é o SPAECE
Fabiano Araujo
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
PacatubaLei
 
Coesão Referencial
Coesão ReferencialCoesão Referencial
Coesão Referencial
Plantão da Redação
 
Matriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECE
Matriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECEMatriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECE
Matriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECE
kilmebezerra
 
Apostila de Português completa versão final.
Apostila de Português completa versão final.Apostila de Português completa versão final.
Apostila de Português completa versão final.
PacatubaLei
 

Destaque (20)

2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos
2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos
2ª série E. M. - Pronomes: elementos coesivos
 
Português Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicado
Português Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicadoPortuguês Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicado
Português Básico - conjunções, vozes verbais, sujeito/predicado
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
QUIZ - Centenário Vinicius de Moraes
QUIZ - Centenário Vinicius de MoraesQUIZ - Centenário Vinicius de Moraes
QUIZ - Centenário Vinicius de Moraes
 
Qualidade de conteúdo, o grande desafio
Qualidade de conteúdo, o grande desafioQualidade de conteúdo, o grande desafio
Qualidade de conteúdo, o grande desafio
 
Tiras
 Tiras Tiras
Tiras
 
Um pequeno desafio da
Um pequeno desafio daUm pequeno desafio da
Um pequeno desafio da
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Coerência e coesão 2013
Coerência e coesão 2013Coerência e coesão 2013
Coerência e coesão 2013
 
01 compreensão e interpretação de textos
01   compreensão e interpretação de textos01   compreensão e interpretação de textos
01 compreensão e interpretação de textos
 
Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]
 
Plano de Aula Sobre Pontos Turísticos
Plano de Aula Sobre Pontos TurísticosPlano de Aula Sobre Pontos Turísticos
Plano de Aula Sobre Pontos Turísticos
 
Group Coaching - Uma opção possível
Group Coaching - Uma opção possívelGroup Coaching - Uma opção possível
Group Coaching - Uma opção possível
 
Slide
SlideSlide
Slide
 
Aula de lingua portuguesa slides
Aula de lingua portuguesa slidesAula de lingua portuguesa slides
Aula de lingua portuguesa slides
 
O que é o SPAECE
O que é o SPAECEO que é o SPAECE
O que é o SPAECE
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
 
Coesão Referencial
Coesão ReferencialCoesão Referencial
Coesão Referencial
 
Matriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECE
Matriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECEMatriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECE
Matriz Comentada de Língua Portuguesa SPAECE
 
Apostila de Português completa versão final.
Apostila de Português completa versão final.Apostila de Português completa versão final.
Apostila de Português completa versão final.
 

Semelhante a Coesao

Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
Samiures
 
4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio
4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio
4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio
FAETEC - ETESC
 
Ativ25joise
Ativ25joiseAtiv25joise
P pts analise do saresp
P pts analise do sarespP pts analise do saresp
P pts analise do saresp
Gildo Moitinho
 
Plano de 5ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de 5ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de 5ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de 5ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Desafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacional
Desafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacionalDesafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacional
Desafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacional
ledubowski
 
Plano de ação 2ª unidade
Plano de ação 2ª unidade Plano de ação 2ª unidade
Plano de ação 2ª unidade
Ítalo Bruno Dourado
 
Plano Intervenção em Sala de Aula
Plano Intervenção em Sala de AulaPlano Intervenção em Sala de Aula
Plano Intervenção em Sala de Aula
ritabbm
 
Plano de Intervenção em Sala de Aula
Plano de Intervenção em Sala de AulaPlano de Intervenção em Sala de Aula
Plano de Intervenção em Sala de Aula
ritabbm
 
Plano de 8ª aula 6ª série7º ano gestar 2012 cópia
Plano de 8ª aula 6ª série7º ano  gestar 2012   cópiaPlano de 8ª aula 6ª série7º ano  gestar 2012   cópia
Plano de 8ª aula 6ª série7º ano gestar 2012 cópia
Antonio Carneiro
 
Ciências
CiênciasCiências
Ciências
Felipe Holland
 
Projetowaine
ProjetowaineProjetowaine
Projetowaine
wainejunior
 
Apresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio iiApresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio ii
familiaestagio
 
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo BarbosaIntroducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Ronaldo Barbosa
 
Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...
Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...
Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...
LeciOne
 
Experimentação em Ciências na EaD
Experimentação em Ciências na EaDExperimentação em Ciências na EaD
Experimentação em Ciências na EaD
Valmir Heckler
 
Plano de 10ª aula 7ª série8º ano gestar 2012
Plano de 10ª aula 7ª série8º ano  gestar 2012Plano de 10ª aula 7ª série8º ano  gestar 2012
Plano de 10ª aula 7ª série8º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Ronaldo_Barbosa metodologias_ativas
Ronaldo_Barbosa metodologias_ativasRonaldo_Barbosa metodologias_ativas
Ronaldo_Barbosa metodologias_ativas
Ronaldo Barbosa
 
Plano de 7ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de 7ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de 7ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de 7ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Antonio Carneiro
 
Didática
DidáticaDidática

Semelhante a Coesao (20)

Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 
4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio
4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio
4 Tarefa Plano Aula Bullying Claudia Cunha O Ignacio
 
Ativ25joise
Ativ25joiseAtiv25joise
Ativ25joise
 
P pts analise do saresp
P pts analise do sarespP pts analise do saresp
P pts analise do saresp
 
Plano de 5ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de 5ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de 5ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de 5ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
 
Desafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacional
Desafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacionalDesafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacional
Desafio 12 maria_alessandra_laboratório_rotacional
 
Plano de ação 2ª unidade
Plano de ação 2ª unidade Plano de ação 2ª unidade
Plano de ação 2ª unidade
 
Plano Intervenção em Sala de Aula
Plano Intervenção em Sala de AulaPlano Intervenção em Sala de Aula
Plano Intervenção em Sala de Aula
 
Plano de Intervenção em Sala de Aula
Plano de Intervenção em Sala de AulaPlano de Intervenção em Sala de Aula
Plano de Intervenção em Sala de Aula
 
Plano de 8ª aula 6ª série7º ano gestar 2012 cópia
Plano de 8ª aula 6ª série7º ano  gestar 2012   cópiaPlano de 8ª aula 6ª série7º ano  gestar 2012   cópia
Plano de 8ª aula 6ª série7º ano gestar 2012 cópia
 
Ciências
CiênciasCiências
Ciências
 
Projetowaine
ProjetowaineProjetowaine
Projetowaine
 
Apresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio iiApresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio ii
 
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo BarbosaIntroducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
Introducao a metodologias ativas e uma visão de TBL - Ronaldo Barbosa
 
Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...
Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...
Mackenzie: Prova de Português, Inglês, Matemática, Geografia, Química, Biolog...
 
Experimentação em Ciências na EaD
Experimentação em Ciências na EaDExperimentação em Ciências na EaD
Experimentação em Ciências na EaD
 
Plano de 10ª aula 7ª série8º ano gestar 2012
Plano de 10ª aula 7ª série8º ano  gestar 2012Plano de 10ª aula 7ª série8º ano  gestar 2012
Plano de 10ª aula 7ª série8º ano gestar 2012
 
Ronaldo_Barbosa metodologias_ativas
Ronaldo_Barbosa metodologias_ativasRonaldo_Barbosa metodologias_ativas
Ronaldo_Barbosa metodologias_ativas
 
Plano de 7ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
Plano de 7ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012Plano de 7ª aula 8ª série9º ano  gestar 2012
Plano de 7ª aula 8ª série9º ano gestar 2012
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
 

Coesao

  • 1. Tema da Aula Digital Escrevendo com coesão Disciplina Ano Aula número Língua Portuguesa PEJA II – BLOCO II 20 AULA DIGITAL E PLANO DE AULA Equipe responsável pela produção Nome do(a) Educopedista produtor(a) da aula: Yêda Barretto Magalhães Nome do(a) Educopedista validador(a) da aula: Márcia Roberto Nome do(a) Educopedista coordenador(a) da aula: Katia Moura
  • 2. Competências e habilidades envolvidas PARÂMETROS DIDÁTICOS  Empregar de acordo com as possibilidades de cada gênero os mecanismos básicos de coesão (retomada pronominal, repetição, substituição lexical). Compreender o conceito de coesão referencial, lexical e sequencial. Identificar a diferença entre coerência e coesão. 1. SANTOS, Leonor Wernek. Análise e produção de textos / Leonor Wernek Santos, Rosa Cuba Riche, Claudia Souza Teixeira. – São Paulo: Contexto, 2012. 2. ____ . Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa, Brasília: MEC / SEF, 1998b. 3. FURTADO, Lilian – Técnicas de redação para concursos: teoria e questões / Lilian Furtado, Vinícius Carvalho Pereira. 3 ed. – Rio de Janeiro: Forensa; São Paulo: Método, 2012. Referencial teórico
  • 3. PRIMEIRO MOMENTO DA AULA DIGITAL Revisão ATIVIDADE 1 Apresentação ATIVIDADE 2 Pergunta-desafio ATIVIDADE 3 Justificativa ATIVIDADE 4 Diagnóstico ATIVIDADE 5
  • 4. PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA Na aula anterior, você aprendeu a: Clique no ícone a seguir e assista ao vídeo para relembrar os conceitos trabalhados: Identificar as relações morfossemânticas das diferentes classes das palavras. Aula 20: Escrevendo com coesão Atividade 1: Relembrando
  • 5. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, nesta atividade retomaremos conceitos já trabalhados pelos alunos em aulas anteriores. Assistindo ao vídeo, poderemos relembrar os conceitos trabalhados na aula anterior. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem O vídeo trata do tema da aula anterior cujo assunto é Relações morfossemânticas das diferentes classes de palavras . É importante que você, professor, assista antes para fazer as interferências necessárias. Atividade 1: Relembrando Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível em: http://2.bp.blogspot.com/pQFMvwpQhxw/TbjA_eNHk_I/AAAAAAAAAnk/ir54fW QICkU/s1600/100palavras03.jpg Acesso em 8/02/2013.
  • 6. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA Atividade 2: Apresentação inicial Nessa aula, você aprenderá a compreender a noção de coesão textual. Ao final, você estará preparado para:
  • 7. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, explique o tema da aula e justifique sua importância com o auxílio da pergunta-desafio. Sempre que possível, utilize histórias, comparações ou outros elementos para chamar a atenção dos alunos, gerar curiosidade e levá-los a pensar sobre o tema. Contextualize o tema, criando situações que faça com que os alunos relacionem a conhecimentos anteriores. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 2: Apresentação inicial Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível em: <http://3.bp.blogspot.com/_x4K1YZtp1c/SspscxzvdI/AAAAAAAAA7E/Q3eNTtt_ OR8/s320/l1.jpg>. Acesso em: 06 fev. 2013.
  • 8. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA Atividade 3: Pergunta-desafio Você sabe o que significa argumentar? Está lançado o desafio! Observe a imagem a seguir, leia atentamente as informações e tente descobrir a solução desse desafio. Está difícil solucionar o desafio? Fique tranquilo, ao final desta aula, você estará apto a responder esta questão! Você sabe o que significa escrever um texto com coesão?
  • 9. Orientações práticas de aplicação dessa atividade . Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 3: Pergunta-desafio Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor. Organização da sala de aula: Autonomia do professor. Imagem disponível em: http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQycJof86IkvgT91rvNrVmOLG7qEMSHCKbn APjKWj5yB_GXaaM2sQ Acesso em: 8 fev. 2013 Professor, o aluno deverá pesquisar no dicionário o significado do verbete coesão. Logo após, ele deverá aplicar esse conceito em diferentes gêneros textuais.
  • 10. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICAAtividade 4: Por que isso é importante? Após ler a charge atentamente, compreenda a importância de escrever um texto com coesão. Uma sequência de frases não pode ser chamada de texto, se não houver um relação de significado entre elas. Nesse momento, o papel da coesão é fundamental. Lembrando que coesão textual trata-se da ligação, da conexão entre as palavras de um texto, por meio de elementos como pronomes, conjunções, advérbios, principalmente, pelo fato de ser por meio deles que se faz a retomada do referente, isto é, aquilo a que o texto se refere. Na tirinha, Calvin faz referência à mãe dele através do pronome ela. Então, entendeu por que é importante estudar um texto coeso?
  • 11. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 4: Por que isso é importante? Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Professor, destaque a importância de um texto ser escrito com coesão e dos elementos que estabelecem essa ligação. Link disponível em: http://apatossauros.files.wordpress.com/2007/10/calvinharodotira354.gif Acesso em 9 fev 2013
  • 12. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TICAAtividade 5: Educoquiz 1 – O que você já sabe? Antes de iniciar o conteúdo da aula, vamos ver o que você já sabe sobre o assunto. Resolva, atentamente, as questões do Educoquiz 1. Após ler a tirinha de Calvin, responda: A que termo o pronome isso está se referindo? A) Ao fato de Calvin fazer uma peça na escola. B) Ao fato de Calvin fazer uma peça na escola e ter uma fala. C) Ao fato de ser uma peça dramática. D) Ao fato de Calvin ficar em lágrimas até o fim do segundo ato. http://2.bp.blogspot.com/_z1JyBxIESm8/SBBu0CQ3ehI/AAAAAAAACjk/jt_EwEOyG9c/s400/calvin.jpg
  • 13. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TCAAtividade 5: Educoquiz 1 – Questão 2 http://cronicasurbanas.files.wordpress.com/2009/04/calvin-e-a-culpa.jpg A quem o pronome ele está se referindo no segundo quadrinho? A) À mãe. B) Ao Calvin. C) Ao cachorrão. D) Ao tigre chamado Haroldo.
  • 14. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TCAAtividade 5: Educoquiz 1 – Questão 3 Partilha Os irmãos se separam e então um diz assim: “Você fique com o que quiser, eu não faço questão de nada; mas se você não se incomoda, eu queria levar essa rede. Você não gosta muito de rede, quem sempre deitava nela era eu. O relógio da parede eu estou acostumado com ele, mas você precisa mais de relógio do que eu. O armário grande do quarto e essa mesa de canela e essa tralha de cozinha, e o guarda-comida também. Tudo isso é seu. O retrato de nossa irmã você fica com ele também: deixa comigo o de mãe, pois foi a mim que ela deu: você tinha aquele dela de chapéu, e você perdeu. O tinteiro de pai é seu; você escreve mais carta; e até que escreve bonito, você sabe que eu li sua carta para Júlia. Essas linhas e chumbadas, o puçá e a tarrafa, tudo fica sendo seu; você não nem empatar um anzol, de maneira que para mim é mais fácil arrumar outro aparelho no dia que eu quiser pescar. [...] Fonte: BRAGA, Rubem. In Elenco de cronistas modernos. Rio de Janeiro, José Olympio, 1994.
  • 15. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TICAAtividade 5: Educoquiz 1 – Questão 3 A que termo o pronome indefinido tudo está se referindo? A) Ao armário grande. B) À mesa de canela. C) Ao relógio da parede, ao armário grande do quarto, à mesa de canela, à tralha de cozinha e ao guarda-comida. D) Ao guarda-comida.
  • 16. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA MÁTICAGABARITO 1. B 2. D 3. C
  • 17. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Nesta atividade, o aluno irá responder a um quiz com três questões, cujo objetivo é fazer uma autoavaliação de seu conhecimento prévio em relação ao assunto da aula. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Professor, assim que o aluno assinalar uma das alternativas, a resposta será dada. Texto disponível em: http://meudiarioembranco.blogspot.com/2008/01/all-i-really-want-is-some- patience.html Atividade 5: Educoquiz 1 – O que você já sabe? Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor
  • 18. SEGUNDO MOMENTO DA AULA DIGITAL Reflexão ATIVIDADE 6 Construção do conhecimento superficial ATIVIDADE 7 a 9 Checagem ATIVIDADE 10
  • 19. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Clique na figura acima para saber mais sobre o assunto. Atividade 6: Momento de reflexão Que elementos são necessários para que alguém escreva com coesão?
  • 20. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 6: Momento de reflexão Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Professor, através dessa pergunta, discuta com os alunos em que momentos eles usam esses recursos. O vídeo, extraído do youtube, é do programa Palavra puxa palavra e trata do tema coesão . É importante que você, professor, assista antes para fazer as interferências necessárias. Imagem disponível em: data:image/jpeg;base64,/9j/4AAQSkZJRgABAQAAAQABAAD/2wCEAAkGBhI QEBAUEBQSEBIQFBUWEBAVDRAUFQ8QFRAVFBQUFBUXHCYeFxkjGRQ UHy8gJScpLCwsFR4xNTAqNSYrLCkBCQoKDgwOGg8PGjQiHiUuKTU1NDI1 LDQ1LC0sNSkyKTQpLy0pLSwqLCovLCkpLyksLCwpKS0sKSopKSwsLCwsL P Acesso em 8/02/2013.
  • 21. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 7 A: Este ou esse? PRONOME PESSOA ESPAÇO TEMPO ESTE / ESTA ISTO ESTES ESTAS 1ª (EU / NÓS) Pessoa ou objeto perto de quem fala. Isto é meu. AQUI (SITUAÇÃO PRÓXIMA) Este livro é sensacional PRESENTE Nesta semana, estamos em recesso. ESSE / ESSA ISSO ESSES ESSAS 2ª (TU / VÓS /VOCÊ(S)) Pessoa ou objeto longe de quem fala e perto de quem escuta. Apanha esse aparelho. AÍ (SITUAÇÃO INTERMEDIÁRIA) Isso aí deve ser encaminhado. PASSADO OU FUTURO PRÓXIMO Em julho, estive em São Paulo; nessa ocasião visitei meus tios. AQUELE AQUELA AQUILO AQUELES AQUELAS 3ª (ELE(S) / ELA(S)) Pessoa ou objeto longe de quem fala e de quem escuta. Aquela notícia me intrigou. ALI, LÁ (SITUAÇÃO DISTANTE) Estivemos naquela cidade. PASSADO REMOTO Naquele tempo, os jovens não tinham liberdade.
  • 22. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 7 B: Este ou esse? Observação:  ESSE, ESSA, ESSES, ESSAS, ISSO – Quando o assunto já tiver sido recentemente mencionado (citado, referido): Disse-lhe que não o amava. Isso o deixou triste.  ESTE, ESTA, ESTES, ESTAS, ISTO – Quando o assunto vai ser mencionado (seguinte): Grave este lembrete: “Beba mais líquido no verão”.  ESTE - designa o termo mais próximo, ESSE o intermediário e AQUELE o mais afastado: Apreciava os bons vinhos portugueses e as iguarias francesas. Estas pelo paladar requintado; aqueles pelo buquê característico.
  • 23. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 7: Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível no link: Acesso em: 10 /02/2013. Professor, estabeleça a diferença do uso dos pronomes demonstrativos como mecanismos básicos de coesão (retomada pronominal). noticias.universia.com.br
  • 24. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO IIAtividade 8 A: Texto, coesão e coerência LÍNGUA PORTUGUESA O texto é considerado um elemento de interação com o leitor, marcado pela coesão entre seus elementos e pela sua coerência interna e externa. Um bilhete escrito por um jovem ou um adulto recém- alfabetizado pode não ser perfeito quanto à coesão e cumprir seu objetivo no ato comunicativo, por estabelecer interação com o leitor, que atribuirá sentido a esse texto. Esse sentido que se procura em um texto é a coerência. Um texto pode ser coerente para um leitor e incoerente para outro, se eles tiverem experiências diferentes de leitura. Pode-se dizer que coerência e coesão estão intimamente ligadas, pois dependem do conhecimento de mundo do leitor e da sua capacidade de decifrar as ligações existentes entre os elementos da língua.
  • 25. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO IIAtividade 8 B: Texto, coesão e coerência LÍNGUA PORTUGUESA Veja o exemplo a seguir para entender melhor o tema da aula. Isabel tem um carro que foi comprado no ano passado. O veículo foi adquirido em uma concessionária, mas a professora desconfia de que ele é roubado. Nesse trecho, a palavra Isabel é retomada por professora, evitando a repetição desnecessária do mesmo vocábulo e relacionando algumas informações sobre uma mesma pessoa. De maneira semelhante, o termo carro é retomado pelas palavras veículo, que e ele, estabelecendo outra cadeia de referências entre os termos.
  • 26. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, após fazer a explanação do conteúdo, peça que os alunos formulem um texto sobre um determinado tema a fim de verificar se perceberam as diferenças das ideias apresentadas. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 8 A e B: Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagens disponíveis em: omeufuturo.com.br / oficinaborboletas.blogspot.com Acesso em 11/02/2013.
  • 27. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 9: Amarrando as ideias... Clique na figura a seguir para saber mais sobre o assunto através de um podcast, ou seja, uma leitura sonora geralmente curta, em que você pode retornar quantas vezes quiser.
  • 28. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 9: Amarrando as ideias... Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível em: http://www.google.com.br/imghp?hl=pt-BR&tab=wi Acesso em: 11 fev 2013. Professor, esse objeto de aprendizagem é do tipo exercício-e- prática; eles permitem que o aluno tenha uma postura interativa diante do seu aprendizado. Professor, no desenvolvimento das ideias propostas no objeto de aprendizagem, são apresentadas questões que versam sobre o assunto da aula. Link do podcast: https://dl.dropbox.com/u/83132726/podcast-coesao-textual- lexical.html
  • 29. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 10: Educoquiz 2 – O que você aprendeu até aqui? Agora que você já estudou alguns conceitos sobre os mecanismos básicos de coesão, teste o que você aprendeu até aqui. Responda ao quiz a seguir sobre o conteúdo abordado. Leia o trecho do poema-canção Que país é esse? do Legião Urbana e responda à pergunta a seguir. Nas favelas, no Senado Sujeira pra todo lado Ninguém respeita a Constituição Mas todos acreditam no futuro da nação Que país é esse? [...] O uso do pronome demonstrativo esse no poema-canção encontra-se justificado na seguinte alternativa: A) Pessoa ou objeto perto de quem fala. B) Pessoa ou objeto longe de quem escuta. C) Pessoa ou objeto longe de quem fala e de quem escuta. D) Pessoa ou objeto longe de quem fala e perto de quem escuta.
  • 30. Aula 11: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 10: Educoquiz 2 – Questão 2 Leia o poema de Cecília Meireles a seguir para responder à questão proposta. Que termo no poema estabelece uma ideia de adversidade, ou seja, oposição na construção do sentido do texto? A) Nada. B) Jamais. C) Mas. D) Já.
  • 31. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 10: Educoquiz 2 – Questão 3 Leia a tira e responda à questão a seguir: A que termo o pronome isso está se referindo? À professora que deu péssimo outra vez ao personagem. A) À professora. B) À gente. C) À escola.
  • 32. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 10: Educoquiz 2 – Questão 4 Leia a tirinha do Níquel Náusea a seguir e responda: A conjunção OU tem o sentido de: A) Adição. B) Alternância ou exclusão. C) Conclusão. D) Explicação.
  • 33. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA MÁTICAGABARITO 1. D 2. C 3. A 4. B
  • 34. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Este é mais um momento de levar o aluno a uma autoavaliação. Um quiz com 4 questões de nível fácil a médio é apresentado nesta atividade. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 10: Educoquiz 2 – O que você aprendeu até aqui? Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagens disponíveis: compare.buscape.com.br / professormarcoscortinovis.blogspot.com / http://dc212.4shared.com/doc/oOpKhaU2/preview.html http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=26782 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22350 Acesso em: 11 fev 2013. Professor, assim que o aluno assinalar uma das alternativas, a resposta será dada.
  • 35. TERCEIRO MOMENTO DA AULA DIGITAL Construção do conhecimento aprofundado ATIVIDADE 11 a 15 Checagem ATIVIDADE 16
  • 36. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 11A: Leia o texto a seguir atentamente. Por que os planetas são redondos? Bruno Vieira Feijó Pode parecer estranho, mas uma das razões para que planetas sejam globos é a mesma que explica por que bolhas de sabão são redondas: um conceito conhecido como "energia mínima". A esfera é a mais estável de todas as formas geométricas encontradas na natureza e, por isso, as partículas necessitam da menor quantidade de energia para chegar a esse formato. Mas o que torna a esfera tão estável? "Ela é a única figura onde todos os pontos da superfície estão à mesma distância do núcleo", diz o astrônomo Ronaldo Mourão, do Museu de Astronomia do Rio de Janeiro. Para os planetas, isso é imprescindível. Como são corpos com uma quantidade enorme de massa, eles têm um campo gravitacional fortíssimo, que suga tudo para o seu centro. Assim, o formato esférico é a única maneira de garantir que o que está na superfície não seja sugado para o centro do planeta pela força da gravidade. Os planetas, no entanto, não são esferas perfeitas. A distorção no formato original acontece por causa do movimento de rotação, que os achata um pouco perto dos pólos. http://super.abril.com.br/superarquivo/2005/conteudo_373114.shtml As conjunções adversativas e a coesão textual
  • 37. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 11B: As conjunções adversativas e a coesão textual As conjunções são elementos de ligação entre as palavras e as orações. Também são chamadas de conectivos, pois elas ligam, conectam termos. Elas podem dar ideia de adição ou união, adversidade ou oposição, alternância ou opção, conclusão e explicação. Destacaremos as conjunções adversativas, muito comuns de aparecer nos diferentes tipos de texto. São elas: MAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO, NO ENTANTO, ENTRETANTO. No texto Por que os planetas são redondos? há três momentos destacados em que as conjunções MAS e NO ENTANTO são usadas, estabelecendo uma ideia contrária, oposta, adversa à que foi dita anteriormente. São eles: Pode parecer estranho, mas uma das razões para que planetas sejam globos é a mesma que explica por que bolhas de sabão são redondas [...]. Os planetas, no entanto, não são esferas perfeitas. Mas o que torna a esfera tão estável?
  • 38. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, aproveite para explorar interdisciplinaridade com os professores de Geografia e Matemática, estudando um pouco as formas geométricas e o porquê de os planetas serem redondos. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 11: Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Link : www.getninjas.com.br http://super.abril.com.br/superarquivo/2005/conteudo_373114.shtml Acesso em 11/02/2013.
  • 39. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 12 : Agora é sua vez! Você possui um tema para ser analisado. Neste caso, a melhor forma de desenvolvê-lo é participar de um jogo para testar o que aprendeu até aqui, clicando na figura a seguir.
  • 40. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Atividade 12 : Agora é a sua vez ! Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Professor, esses objetos são do tipo exercício-e-prática. Eles permitem que o aluno tenha uma postura interativa diante do seu aprendizado. Professor, aproveite para explorar interdisciplinaridade com o professor de História, pois o texto do OA remete a um dado histórico. Imagem disponível: pbkids.com.br Acesso em: 13 fev 2013. Professor, esse jogo explora o assunto estudado, visando à coesão de conectivos em um texto. É importante que você, professor, assista antes para fazer as interferências necessárias. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Link do jogo: https://dl.dropbox.com/u/83132726/peja-lp-morfossemantica.html
  • 41. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 13A : Coesão referencial Coesão referencial Alcançamos a coesão referencial, utilizando expressões que retomam ou antecipam nossas ideias:  onde: indica a noção de lugar e pode substituir outras palavras. São Paulo é uma cidade onde a poluição atinge níveis muito altos. (No caso, onde retoma a palavra cidade.)  cujo(a) : pode estabelecer uma relação de posse entre dois substantivos. Vinícius de Moraes é um poeta cujas obras lemos com prazer.  que: pode substituir (e evitar a repetição de) palavras ou de uma oração inteira. Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil, o que permitiu aos portugueses ampliarem seu império marítimo.
  • 42. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 13B : Coesão referencial  esse(a), isso: podem conectar duas frases, apontando para uma ideia que já foi mencionada no texto. O presidente de uma ONG tem inúmeras funções a cumprir. Essas responsabilidades, no entanto, podem ser divididas com outros membros da diretoria.  este(a), isto: podem conectar duas frases, apontando para uma ideia que será mencionada no texto. O que me fascina em você é isto: sua sabedoria.
  • 43. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, nesse momento, você irá orientar o aluno para a construção do conhecimento mais aprofundado sobre Coesão Referencial. Explore-o de acordo com o nível de sua turma. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividades 13A e 13B: Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Link da imagem: gestariiporciuncula-rj.blogspot.com Acesso em 13 fev 2013.
  • 44. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 14 : Coesão lexical Coesão lexical Permite evitar a repetição de palavras e, também, unir partes de um texto. Pode ser alcançada, utilizando-se:  Sinônimos: palavras semelhantes que podem ser usadas em diferentes contextos, mas sem alterar o que o texto pretende transmitir. O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, afirmou que o time tem todas as condições para ganhar o campeonato carioca. Segundo o dirigente, com Dedé na zaga, o gol vascaíno será impenetrável. Na opinião do cartola, a torcida só terá motivos de alegria.  Hiperônimos: vocábulo de sentido mais genérico em relação a outro. A jovem estava na poltrona do cinema, esperando o filme começar, quando, de repente, no assento ao lado, um adolescente começou a incomodá- la.
  • 45. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, nesse momento, você irá orientar o aluno para a construção do conhecimento mais aprofundado sobre Coesão lexical. Utilize- o de acordo com o nível de sua turma! Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 14: Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor
  • 46. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 15A: Coesão sequencial Coesão sequencial Trata-se de estabelecer relações lógicas entre as ideias do texto. Para tanto, utilizamos os chamados conectivos (principalmente preposições e conjunções). Veja os principais:  Conclusão: por isso, logo, portanto, pois, de modo que, assim, então, por conseguinte, em vista disso. Ela é muito competente, por isso conseguiu a vaga.  Causa: porque, pois, visto que, já que, dado que, como, uma vez que, porquanto, por, por causa de, em vista de, em virtude de, devido a, por motivo de, por razões de. Ela conseguiu a vaga, já que é muito competente.
  • 47. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 15B: Coesão sequencial  Oposição: entretanto, mas, porém, no entanto, todavia, contudo. Paulo tinha tudo para ganhar a corrida, no entanto, no dia da prova, sofreu um acidente de carro.  Condição: se, caso, desde que, contanto que. Você pode ir brincar na rua, desde que faça todo o dever.  Finalidade: para que, a fim de que, com o objetivo de, com o intuito de. Com o intuito de conseguir a vaga no emprego, Sílvia estagiava seis horas todos os dias.
  • 48. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, nesse momento, você irá orientar o aluno para a construção do conhecimento mais aprofundado sobre Coesão sequencial. Explore-o de acordo com o nível da sua turma! Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividades 15A e 15B: Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível: peadportfolio164206.blogspot.com Acesso em: 13 fev 2013.
  • 49. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 16: Educoquiz 3 - O que mais você aprendeu? Até aqui você trabalhou com todos os mecanismos para se escrever com coesão. 1. Leia a charge e teste seus conhecimentos, realizando as atividades a seguir com atenção. O humor da charge está no fato de: A) Fazer prova para o ENEM. B) Não fazer prova para o ENEM. C) Usar os conectivos NEM, NEM para dar ideia de alternância. D) Conhecer o ENEM. http://www.cabonews.com.br/charge-do-dia-5/
  • 50. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TEMÁTICAAtividade 16: Educoquiz 3 – Questão 2 Após ler a tirinha, atentamente, a seguir, responda. Mafalda usa na fala o pronome este porque: A) Está perto do globo terrestre. B) Está distante do globo terrestre. C) Está bem distante do globo terrestre. D) Está perto do ursinho.
  • 51. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TEMÁTICAAtividade 16: Educoquiz 3 – Questão 3 Leia, atentamente, a tirinha para responder à questão a seguir. A número um numa escala de um a dez quer dizer que : A) Dustin teve um encontro uma mulher maravilhosa. B) Dustin gostou do encontro. C) Dustin não gostou do encontro. D) Dustin não gostou da mulher com quem saiu. universohq.com
  • 52. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA TEMÁTICAAtividade 16: Educoquiz 3 – Questão 4 http://alfredovampiro.blogspot.com.br/2011/04/alfredo-no-globo.html Leia, atentamente, a tirinha para responder à questão a seguir. O termo lá que dá um tom de humor na tirinha refere-se a: A) Um lugar que ambos conhecem. B) Um lugar não conhecido por ambos. C) Um lugar secreto só conhecido por ele. D) Um lugar secreto conhecido por ela.
  • 53. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA I BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 16: Educoquiz 3 – Questão 5 Leia, atentamente, a tirinha para responder à questão a seguir. O pronome ISSO, no terceiro quadrinho, refere-se: A) Ao fato de o personagem querer ser um humorista. B) Ao fato de na escola perguntarem sobre profissões. C) Ao fato de a professora ter um ataque de riso. D) Ao fato de o amigo considerar um bom sinal.
  • 54. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA GABARITO 1 - C 2 - A 3 - D 4 - B 5 - C
  • 55. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, este é o momento de levar o aluno a fazer mais uma autoavaliação, contemplando o que já foi estudado até o momento. Aqui o aluno poderá resolver um quiz com 5 questões de nível médio a difícil. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Professor, assim que o aluno assinalar uma das alternativas, a resposta será dada. Atividade 14: Educoquiz 3 – O que mais você aprendeu? Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagens disponíveis: jemagalhaes.blogspot.com Acesso em: 13 fev 2013.
  • 56. QUARTO MOMENTO DA AULA DIGITAL Desafio do aluno com atividades complexas de produção ATIVIDADE 17
  • 57. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Você vai participar de um jogo onde o objetivo é reconhecer e empregar pronomes e conjunções como elementos coesivos em um texto. Atividade 17: Você está sendo desafiado! Clique na figura ao lado para começar.
  • 58. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 17: Você está sendo desafiado! Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível em: http://img1.mlstatic.com/chaveiro-cubo-magico-pura- diverso-e-desafio-envio-imediato_MLB-O-3220605559_102012.jpg Acesso em: 9 fev 2013 Professor, no desenvolvimento das ideias propostas no objeto de aprendizagem, são apresentadas questões que versam sobre o assunto da aula. Professor, esse objeto de aprendizagem é do tipo exercício-e-prática; eles permitem que o aluno tenha uma postura interativa diante do seu aprendizado. Link do AO: https://dl.dropbox.com/u/83132726/peja-lp-2013.html
  • 59. QUINTO MOMENTO DA AULA DIGITAL Construção ATIVIDADE 18 Resumo ATIVIDADE19 Próximo tema ATIVIDADE 20
  • 60. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 18: Construindo um resumo Agora que você aprendeu a escrever com coesão , escreva em seu caderno virtual os principais pontos estudados por você nesta aula. Fique livre para expor suas ideias através de textos, desenhos, diagramas. O importante é que você reveja e coloque em seu caderno tudo o que foi compreendido nas atividades.
  • 61. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Nesta atividade, o aluno é levado a fazer um registro de tudo que estudou até aqui. Oriente seu aluno a construir um resumo com os principais pontos vistos na aula. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 16: Construindo um resumo Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Imagem disponível: http://www.brasilescola.com/upload/conteudo/images/9c51017bb53a24fd420cf 800a24411b7.jpg Acesso em 14 jan 2013
  • 62. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Atividade 19: Educossíntese Agora faça uma comparação com os pontos que você escreveu sobre o conteúdo:  Elaborar textos, identificando elementos básicos de coesão tais como: este(a) ou esse(a), isso ou isto, aquele(a) ou aquilo.  Compreender e distinguir a noção de coesão e coerência textual.  Identificar a coesão referencial, ou seja, palavras como onde, que, cujo(a), que retomam ou antecipam a ideia principal da frase.  Compreender a coesão sequencial, isto é, termos que estabelecem relações de conclusão, causa, finalidade, oposição, condição entre os elementos do texto.  Identificar a coesão lexical, pois ela permite evitar a repetição de palavras e também unir partes de um texto.
  • 63. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, veja com seu aluno se ele soube citar todos ou então a maioria dos itens apresentados na educossíntese. Este é o momento de pontuar possíveis dúvidas ou assuntos que não foram bem compreendidos pelo aluno. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 17: Educossíntese Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor Link da imagem: www.marinamara.com.br Acesso em 12/02/2013
  • 64. Aula 20: Escrevendo com coesão PEJA II BLOCO II LÍNGUA PORTUGUESA Na aula de hoje, aprendemos a escrever com coesão. Na próxima aula, aprenderemos a empregar os esquemas temporais básicos. Clique na imagem a seguir para começar a entender o assunto. Atividade 20 : Na próxima aula
  • 65. Orientações práticas de aplicação dessa atividade Professor, nesta atividade o aluno deverá assistir ao vídeo-aula sobre esquemas temporais básicos (presente, passado, futuro) para começar a se familiarizar com o assunto da aula posterior de nº 21 cujo tema é Esquemas temporais: quando e como usá-los. Orientações sobre a utilização dos objetos de aprendizagem Atividade 18: Na próxima aula... Tempo de duração da atividade: Autonomia do professor Organização da sala de aula: Autonomia do professor É importante que você, professor, assista antes para fazer as interferências necessárias e, se quiser, dê uma pausa para fazer alguma explanação. Links: cinegnose.blogspot.com / manimaneon.wordpress.com Acesso em: 9 fev 2013.
  • 66. PARA IR ALÉM Sugestões de jogos ou de outras atividades que extrapolem o conteúdo digital PARA CASA Sugestões de exercícios ou atividades práticas que complementem o entendimento do tema Trabalhar com imagens de quadrinhos, charges e fotografias que incentivem o debate também é bastante viável. Sugestão de vídeo do Renato Russo com a música Que país é esse? No site: <www.youtube.com/watch?v=UrDuMvR2JWo>.