SlideShare uma empresa Scribd logo
EEM PROFESSORA MARIETA SANTOS




             POLÍTICA POR MELHORIA DE RESULTADOS
* PROJETO: Monitores do LIE protagonizando e redefinindo os rumos do SPAECE
* AÇÃO: LIEs
* APOIO: SALA DE LEITURA
O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Educação
(SEDUC), vem implementando, desde 1992, o Sistema Permanente de
Avaliação da Educação Básica do Ceará - SPAECE.
Desde 2007, a abrangência do SPAECE, incorporando a avaliação da
alfabetização e expandindo a avaliação do Ensino Médio para as três
séries . Desta forma, o SPAECE passa a ter três focos:

  * Avaliação da Alfabetização - SPAECE-Alfa (2º ano).
  * Avaliação do Ensino Fundamental (5º e 9º anos) e
  * Avaliação do Ensino Médio (1a, 2a e 3a séries).
OBJETIVO

     Fornecer subsídios para formulação,
 reformulação e monitoramento das políticas
    educacionais, além de possibilitar aos
professores, dirigentes escolares e gestores um
  quadro da situação da Educação Básica da
           Rede Pública de ensino.
A   AVALIAÇÃO

MATRIZ DE REFERÊNCIA




    DESCRITORES
●   MATRIZ DE REFERÊNCIA

 Bússola indicativa do que será avaliado,
 informando o que se espera dos alunos ao final
 de uma determinada etapa de sua trajetória
 escolar.

 Indica as habilidades consideradas básicas para
 cada período de escolarização.
Composta por DESCRITORES ( 23 LP E MT)

  CADA DESCRITOR DESCREVE UMA HABILIDADE
UMA QUESTÃO É


       BASEADA EM UM DESCRITOR
ENUNCIADO
               SUPORTE
                             COMANDO

                              ALTERNATIVAS


                  GABARITO      DISTRATORES
O que é o SPAECE
NÍVEIS

DISCIPLINA   MUITO CRÍTICO    CRÍTICO     INTERMEDIÁRIO   ADEQUADO


   MT        ABAIXO DE 250    250 A 300      300-350      ACIMA DE 350


   LP        ABAIXO DE 225    225 A 275     275 A 325     ACIMA DE 325
NOSSOS DADOS
LÍNGUA PORTUGUESA

ANO          1a SÉRIE           2a SÉRIE               3a SÉRIE
2008           212,3              223,6                  231,7
2009           230,2              237,9                  248,0
2010           238,0              240,8                  249,2
 2011          237,7              258,0                  244,1
2012


DISCIPLINA   MUITO CRÍTICO   CRÍTICO     INTERMEDIÁRIO     ADEQUADO

   LP        ABAIXO DE 225   225 A 275     275 A 325      ACIMA DE 325
MATEMÁTICA
  ANO         1a SÉRIE          2a SÉRIE              3a SÉRIE
  2008          221,2             238,2                  251,3
  2009          235,7             248,3                  270,8
  2010          247,4             251,8                  258,2
  2011          238,5             260,8                  256,8
  2012


DISCIPLINA   MUITO CRÍTICO   CRÍTICO     INTERMEDIÁRIO     ADEQUADO

   MT        ABAIXO DE 250   250 A 300      300-350       ACIMA DE 350
VAMOS CONSTRUIR BEM O
PROCESSO PARA A MELHORIA
     DOS RESULTADO
         EM 2012?
POLÍTICA DE MELHORIA:




Monitores  do  LIE  protagonizando   e  redefinindo 
               os rumos do SPAECE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
PacatubaLei
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano
Ana Maria Pereira da Silva
 
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunosIi   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Hilton Cézar Rezende
 
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área   língua portuguesaPlano de ação da coordenação de área   língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
eucenir
 
LIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdf
LIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdfLIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdf
LIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdf
EMERSONMUNIZDECARVAL
 
Adaptação de atividades para os autistas
Adaptação de atividades para os autistasAdaptação de atividades para os autistas
Adaptação de atividades para os autistas
Lucilene Rocha
 
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhosGênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
Alice Nogueira
 
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
Paula Meyer Piagentini
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Denise Oliveira
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
ClaudiaAdrianaSouzaS
 
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCCMPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
profamiriamnavarro
 
Projeto soletrando
Projeto soletrandoProjeto soletrando
Projeto soletrando
Aridiane Santos
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Aula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aulaAula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aula
Karlla Costa
 
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoDISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência
Beatriz Otto Ramos
 
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turmaAta da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
Maria Araújo
 

Mais procurados (20)

Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano
 
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunosIi   simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
Ii simulado da prova saego-saeb-9ºano - alunos
 
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área   língua portuguesaPlano de ação da coordenação de área   língua portuguesa
Plano de ação da coordenação de área língua portuguesa
 
LIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdf
LIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdfLIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdf
LIVRO DE ATIVIDADES DESPLUGADAS v1.pdf
 
Adaptação de atividades para os autistas
Adaptação de atividades para os autistasAdaptação de atividades para os autistas
Adaptação de atividades para os autistas
 
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhosGênero Textual: histórias em quadrinhos
Gênero Textual: histórias em quadrinhos
 
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
 
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCCMPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
MPEMC AULA 2: Matemática na BNCC
 
Projeto soletrando
Projeto soletrandoProjeto soletrando
Projeto soletrando
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
 
Aula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aulaAula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aula
 
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoDISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência
 
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turmaAta da eleição de lider e vice lider de turma
Ata da eleição de lider e vice lider de turma
 

Mais de Fabiano Araujo

Gráficos indicadores enem_2013
Gráficos indicadores enem_2013Gráficos indicadores enem_2013
Gráficos indicadores enem_2013
Fabiano Araujo
 
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabianoRadc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
Fabiano Araujo
 
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabianoRadc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
Fabiano Araujo
 
PTA _LIE_2012_marietasantos
PTA _LIE_2012_marietasantosPTA _LIE_2012_marietasantos
PTA _LIE_2012_marietasantos
Fabiano Araujo
 
PPP_MARIETASANTOS
PPP_MARIETASANTOSPPP_MARIETASANTOS
PPP_MARIETASANTOS
Fabiano Araujo
 
Descritores_matematica_SPAECE fabiano
Descritores_matematica_SPAECE fabianoDescritores_matematica_SPAECE fabiano
Descritores_matematica_SPAECE fabiano
Fabiano Araujo
 
Bingão da matemática
Bingão da matemáticaBingão da matemática
Bingão da matemática
Fabiano Araujo
 
Proteção aos tempos pedagógicos da escola
Proteção aos tempos pedagógicos da escolaProteção aos tempos pedagógicos da escola
Proteção aos tempos pedagógicos da escola
Fabiano Araujo
 
Reunião NTE 3ª CREDE
Reunião NTE 3ª CREDEReunião NTE 3ª CREDE
Reunião NTE 3ª CREDE
Fabiano Araujo
 
Pauta 3
Pauta 3Pauta 3
Pauta 2
Pauta 2Pauta 2
Pauta 1
Pauta 1Pauta 1

Mais de Fabiano Araujo (12)

Gráficos indicadores enem_2013
Gráficos indicadores enem_2013Gráficos indicadores enem_2013
Gráficos indicadores enem_2013
 
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabianoRadc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
 
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabianoRadc03 1 atividade_1_2_fabiano
Radc03 1 atividade_1_2_fabiano
 
PTA _LIE_2012_marietasantos
PTA _LIE_2012_marietasantosPTA _LIE_2012_marietasantos
PTA _LIE_2012_marietasantos
 
PPP_MARIETASANTOS
PPP_MARIETASANTOSPPP_MARIETASANTOS
PPP_MARIETASANTOS
 
Descritores_matematica_SPAECE fabiano
Descritores_matematica_SPAECE fabianoDescritores_matematica_SPAECE fabiano
Descritores_matematica_SPAECE fabiano
 
Bingão da matemática
Bingão da matemáticaBingão da matemática
Bingão da matemática
 
Proteção aos tempos pedagógicos da escola
Proteção aos tempos pedagógicos da escolaProteção aos tempos pedagógicos da escola
Proteção aos tempos pedagógicos da escola
 
Reunião NTE 3ª CREDE
Reunião NTE 3ª CREDEReunião NTE 3ª CREDE
Reunião NTE 3ª CREDE
 
Pauta 3
Pauta 3Pauta 3
Pauta 3
 
Pauta 2
Pauta 2Pauta 2
Pauta 2
 
Pauta 1
Pauta 1Pauta 1
Pauta 1
 

O que é o SPAECE

  • 1. EEM PROFESSORA MARIETA SANTOS POLÍTICA POR MELHORIA DE RESULTADOS * PROJETO: Monitores do LIE protagonizando e redefinindo os rumos do SPAECE * AÇÃO: LIEs * APOIO: SALA DE LEITURA
  • 2. O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (SEDUC), vem implementando, desde 1992, o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará - SPAECE. Desde 2007, a abrangência do SPAECE, incorporando a avaliação da alfabetização e expandindo a avaliação do Ensino Médio para as três séries . Desta forma, o SPAECE passa a ter três focos: * Avaliação da Alfabetização - SPAECE-Alfa (2º ano). * Avaliação do Ensino Fundamental (5º e 9º anos) e * Avaliação do Ensino Médio (1a, 2a e 3a séries).
  • 3. OBJETIVO Fornecer subsídios para formulação, reformulação e monitoramento das políticas educacionais, além de possibilitar aos professores, dirigentes escolares e gestores um quadro da situação da Educação Básica da Rede Pública de ensino.
  • 4. A AVALIAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DESCRITORES
  • 5. MATRIZ DE REFERÊNCIA Bússola indicativa do que será avaliado, informando o que se espera dos alunos ao final de uma determinada etapa de sua trajetória escolar. Indica as habilidades consideradas básicas para cada período de escolarização. Composta por DESCRITORES ( 23 LP E MT) CADA DESCRITOR DESCREVE UMA HABILIDADE
  • 6. UMA QUESTÃO É BASEADA EM UM DESCRITOR ENUNCIADO SUPORTE COMANDO ALTERNATIVAS GABARITO DISTRATORES
  • 8. NÍVEIS DISCIPLINA MUITO CRÍTICO CRÍTICO INTERMEDIÁRIO ADEQUADO MT ABAIXO DE 250 250 A 300 300-350 ACIMA DE 350 LP ABAIXO DE 225 225 A 275 275 A 325 ACIMA DE 325
  • 9. NOSSOS DADOS LÍNGUA PORTUGUESA ANO 1a SÉRIE 2a SÉRIE 3a SÉRIE 2008 212,3 223,6 231,7 2009 230,2 237,9 248,0 2010 238,0 240,8 249,2 2011 237,7 258,0 244,1 2012 DISCIPLINA MUITO CRÍTICO CRÍTICO INTERMEDIÁRIO ADEQUADO LP ABAIXO DE 225 225 A 275 275 A 325 ACIMA DE 325
  • 10. MATEMÁTICA ANO 1a SÉRIE 2a SÉRIE 3a SÉRIE 2008 221,2 238,2 251,3 2009 235,7 248,3 270,8 2010 247,4 251,8 258,2 2011 238,5 260,8 256,8 2012 DISCIPLINA MUITO CRÍTICO CRÍTICO INTERMEDIÁRIO ADEQUADO MT ABAIXO DE 250 250 A 300 300-350 ACIMA DE 350
  • 11. VAMOS CONSTRUIR BEM O PROCESSO PARA A MELHORIA DOS RESULTADO EM 2012?