SlideShare uma empresa Scribd logo
CÓDIGO DE
CONDUTA E ÉTICA
Código de Conduta
Sumário


O Código de Ética é um documento que
                                           5    Filosofia e
                                                Princípios
sintetiza os valores de nossa empresa
e os princípios que norteiam nossa
atividade cotidiana. Tem a finalidade
                                           7    Compromissos
                                                Específicos
de zelar pela cultura ética na empresa,
garantindo sua continuidade.
Pedimos a sua colaboração na divulgação
interna e externa deste documento,
                                           8    Política de
                                                Relacionamento
para que todos conheçam a forma como
atuamos e de que maneira pensamos.
Estamos certos do seu apoio e
                                           13   Gestão do
                                                Código de Ética
participação na construção de uma
empresa ainda mais ética e transparente.
É obrigação de todos os colaboradores
                                           15   Termos e
                                                Definições
conhecer, observar e cumprir este
Código de Ética.
                                           17   Termo de
                                                Compromisso
Objetivo                                          Princípios e Valores
                                   O Código de Ética tem o objetivo de tornar        Foco no cliente:
                                   claras e transparentes as diretrizes básicas da   Nosso maior ativo
                                   empresa, como, também, sua forma de atuação       Rentabilidade:
                                   no ambiente empresarial e sociedade.              Garantir a continuidade da empresa
                                   Este instrumento deve direcionar a totalidade     Inovação:
                                   de nossas ações e procedimentos.                  Como meio de crescimento
                                   Neste Código de Ética estão relacionados os       Respeito ao ser humano:
                                   princípios e valores da empresa, que devem ser    Em todos os aspectos
                                   considerados por todos aqueles que compõem        Qualidade:
                                   a organização.                                    Em todos os sentidos
                                                                                     Respeito ao meio ambiente:
                                                                                     Para garantir um futuro sustentável
                                                                                     Ética:
                                                                                     Como valor básico
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




4
Filosofia e princípios
básicos das relações Keko:
1. Satisfação do Cliente: É o nosso principal    mercado. Nossa intenção é que, na medida em
objetivo e deve nos guiar em todos os aspectos   que ambas as partes sejam bem sucedidas, os
de nosso relacionamento. “O cliente vem em       benefícios sejam uma consequência.
primeiro lugar” é uma atitude que nos levará     4. Melhoria Contínua: Para manter a vantagem
à melhoria contínua e, no final, à vantagem      competitiva no mercado é necessário realizar
competitiva.                                     cada transação no mais alto nível e procurar
2. Confiança: É a base de um relacionamento      melhorar a cada dia. Portanto, devemos adotar
firme. Devemos procurar estabelecer um           a filosofia de melhoria contínua em todas as
relacionamento próximo e sincero através         áreas de nossas transações comerciais.
do desenvolvimento de uma atmosfera de           5. Redução de Custo: Uma parte significativa do
confiança mútua e cooperação. Para promover      método de fabricação da Keko se concentra em
tal ambiente, esperamos que, juntos, possamos    obter alta qualidade pelo menor custo possível.
estabelecer uma comunicação próxima,             Tais custos menores deverão ser atingidos
compartilhar informações em detalhes e,          por meio de um esforço contínuo, tanto no




                                                                                                   KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
objetivamente, avaliar a necessidade de          projeto como na manufatura de cada produto. A
melhoria em todos os aspectos.                   melhoria contínua é uma prática que queremos
3. Benefício Mútuo: O desenvolvimento de um      estimular em cada processo.
relacionamento forte pode levar ao sucesso no




                                                                                                   5
6. Esforço Conjunto para a Solução de              8. Contribuição Social – Questões
                                   Problemas: Qualquer ambiente de fabricação         Ambientais: A Keko considera as
                                   está sujeito a problemas. Portanto, é necessário   questões ambientais um aspecto vital da
                                   ter uma capacidade real de solução de              administração. O setor automotivo, no Brasil
                                   problemas para cada operação. Assim que            e em outros países, deverá ser conduzido
                                   o problema principal for identificado, cada        em total harmonia com a sociedade. Assim,
                                   parte deverá informar o ocorrido a outra           ambas as partes deverão cumprir as leis
                                   imediatamente. Através de uma estreita             nacionais e internacionais, contribuindo
                                   comunicação e cooperação entre as partes, a        para o desenvolvimento sustentável da
                                   causa do problema poderá ser identificada e        sociedade e da Terra, através da promoção
                                   poderão ser tomadas as providências para sua       da responsabilidade social por parte de
                                   eliminação e evitar sua repetição.                 seus executivos, funcionários e parceiros
                                   7. Envolvimento da Administração: Esperamos        comerciais, bem como de atividades
                                   que os representantes da Gerência Sênior do        comerciais corretas.
                                   Fornecedor desempenhem um papel ativo na
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




                                   administração da empresa, a fim de atender a
                                   nossa necessidade. Isto incluirá conhecimento
                                   especializado e envolvimento na solução de
                                   questões administrativas e de fabricação.




6
A. Compromissos
Específicos
1. Meio Ambiente                                  tipo de incidente seja prontamente informado
Assegurar o uso responsável dos recursos          à Administração da Empresa.
naturais, promovendo a preservação do meio        3. Concorrência
ambiente e dos ecossistemas, considerando         Estabelecer como princípio fundamental
as variáveis ambientais em todas as etapas das    em sua relação com a Concorrência, a ética
suas atividades.                                  e a transparência, buscando padrões cada
2. Saúde e Segurança                              vez mais elevados, não participando e
Proporcionar a todos os Colaboradores e           combatendo a formação de cartéis, práticas
Prestadores de Serviço que trabalhem em           desleais de comércio, fraudes em licitações e
nossas dependências um ambiente de trabalho       espionagem industrial.
seguro, onde ninguém esteja sujeito a riscos      4. Comunidade
desnecessários. Promover uma cultura de           Respeitar a tradição e a qualidade de vida das
saúde e segurança que incentivem todos            comunidades na área de atuação e manter
a estarem alertas a riscos de segurança ao        permanente diálogo com a sociedade,




                                                                                                   KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
realizarem seu trabalho, pois toda atividade      objetivando a avaliação, monitoramento e
deve ser realizada de forma segura.               minimização dos impactos decorrentes de
Incentivar e garantir que todo acidente, lesão,   suas atividades.
doença, condição insegura ou qualquer outro




                                                                                                   7
B. Política de
                                   Relacionamento
                                   As políticas de relacionamento do Código    economicamente viáveis, ambientalmente
                                   de Ética abordam questões práticas do       corretas e socialmente justas;
                                   nosso cotidiano.                            2. Garantir pronta resposta e, quando aplicável,
                                   Ao seguir suas diretrizes e suas            reparação para os casos de insatisfação dos
                                   determinações, estamos contribuindo         clientes;
                                   para que seja efetivado entre nós, nossos   3. Garantir o cumprimento das Leis e demais
                                   clientes, fornecedores, acionistas e        requisitos legais aplicáveis;
                                   órgãos públicos e governamentais um         4. Combater a corrupção em suas atividades
                                   relacionamento mais transparente e          e no relacionamento com quaisquer partes
                                   harmonioso.                                 interessadas. Qualquer denúncia relacionada
                                   São nesses objetivos que residem o valor    ao tema obrigatoriamente deverá propiciar a
                                   do nosso Código.                            abertura de sindicância e ações correlatas;
                                   Os comportamentos a seguir                  5. Atuar com respeito, transparência,
                                   descritos são esperados de todos os         integridade, dignidade, igualdade e
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




                                   nossos Dirigentes, Representantes e         imparcialidade, considerando a relação com
                                   Colaboradores:                              seus pares, subordinados e superiores, bem
                                   1. Desenvolver o negócio com base na        como clientes, fornecedores e prestadores de
                                   sustentabilidade, com práticas que sejam    serviço, comunidade e órgãos públicos;




8
6. Basear o crescimento profissional na empresa    a utilização de mão-de-obra infantil, forçada
no mérito individual, pautado pelo desempenho      ou degradante, bem como práticas de assédio
e competências dos colaboradores,                  moral ou sexual e toda e qualquer forma de
estimulando o trabalho com responsabilidade,       discriminação;
retidão e eficácia, buscando a melhoria contínua   9. O colaborador desta empresa não pode
em suas atividades, e ressaltar o trabalho em      trabalhar, prestar serviços ou ser proprietário
equipe;                                            de empresa, cujos interesses possam ser
7. Assegurar um ambiente de trabalho saudável      conflitantes com os da organização. Os
e seguro que estimule o desenvolvimento            colaboradores que porventura prestarem
das pessoas, a criatividade e a inovação,          serviços terceirizados às organizações,
incentivando a troca de experiências e o           devem comunicar expressamente ao setor
compartilhamento do conhecimento;                  de Recursos Humanos, para que não seja
8. Zelar pela preservação da saúde e integridade   caracterizado favorecimento em relação
física e psíquica dos profissionais e a promoção   a público externo. As atividades exercidas




                                                                                                     KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
da qualidade de vida, desaprovando atitudes        na Keko, em hipótese alguma poderão ser
ou comportamentos que provoquem                    prejudicadas em decorrência de
constrangimentos ou intimidações, tais como        atividades terceiras;
violência física, verbal ou psíquica. Repudiar




                                                                                                     9
10. Assegurar a equidade no cumprimento        evitando-se comentários externos que possam
                                   das normas internas em todos os níveis         comprometer a imagem e os resultados da
                                   hierárquicos da empresa;                       empresa;
                                   11. O acesso às informações e funções nos      14. São repudiados quaisquer tipos de
                                   sistemas informatizados deve estar restrito    discriminação nos processos de recrutamento e
                                   às atribuições e responsabilidades de cada     seleção, treinamento, remuneração, promoção
                                   colaborador, de acordo com o seu cargo,        e transferência ou qualquer outro fator que
                                   sendo proibido o compartilhamento de           esteja relacionado ao ambiente de trabalho;
                                   usuário e senhas de acesso;                    15. Não é permitido o uso de máquina
                                   12. É proibido ao colaborador desta empresa    fotográfica ou filmagens na área fabril, salvo se
                                   o uso do nome da mesma e de suas marcas        autorizado pela diretoria;
                                   para fins particulares. Qualquer contato com   16. O colaborador desta Empresa deve
                                   os meios de comunicação relacionados a         responder por prejuízos causados à empresa
                                   assuntos da empresa necessita de validação     (quer por dolo ou culpa, negligência, imperícia
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




                                   prévia da direção;                             ou imprudência), caracterizando-se a
                                   13. Assuntos de caráter sigiloso ou acerca     responsabilidade por:
                                   de procedimentos utilizados na empresa
                                   devem ser restritos ao ambiente interno,




10
a) Sonegação de valores e objetos confiados;     origem desconhecida ou duvidosa;
b) Danos e avarias em materiais sob sua guarda   20. Combater exigências, insinuações, favores,
ou sujeitos à sua fiscalização;                  vantagens, benefícios, doações, gratificações,
17. É proibida a introdução e consumo de         seja para si ou para outros, com origem nas
drogas, cigarros e bebidas alcoólicas nas        empresas ou profissionais que participem
dependências da empresa. Durante o               ou tenham interesses na cadeia produtiva,
expediente, é proibido trabalhar ou permanecer   mantendo seu superior imediato. Em caso
sob efeito de álcool e entorpecentes. Cigarros   de recebimento de brinde, presente, etc, o
serão permitidos em locais e horários pré-       colaborador deverá informar expressamente
estabelecidos e, bebidas alcoólicas, somente     o superior imediato. Estes serão destinados
em comemorações específicas;                     para sorteio entre todos os colaboradores em
18. Buscar parceiros FORNECEDORES que            evento específico;
atuem em conformidade com a legislação           21. A Keko não participará diretamente de
aplicável, normas da Keko e com este Código      atividades político-partidárias;




                                                                                                  KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
de Ética, estabelecendo critérios de exclusão,   22. Não é permitida a manifestação afetiva,
quando necessário;                               religiosa, política, agremiações esportivas
19. Repudiar a aquisição de produtos             e outras desta natureza em excesso nas
falsificados ou fruto de roubo de carga ou de    dependências da empresa;




                                                                                                  11
23. É proibido o comércio de produtos ou
                                   serviços de qualquer natureza dentro das
                                   dependências da empresa;
                                   24. É proibido o porte de armas brancas e
                                   de fogo nas dependências da empresa;
                                   25. Comunicar à ouvidoria quaisquer
                                   situações de descumprimento deste
                                   Código de Conduta Ética.
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




12
C. Gestão do
Código de Ética
1. O Comitê de Ética                                sugestões, reclamações e denúncias
O Comitê de Ética é formado por um                  recebidas através dos canais de ouvidoria
representante do RH, um representante               interna e externa.
do setor industrial e um administrativo,            • Aprovar as súmulas da jurisprudência
envolvendo o Diretor Superintendente quando         firmada, bem como deliberar sobre sua
necessário.                                         alteração e cancelamento, mediante proposta
O Comitê tem como competências principais:          formal de qualquer membro do Comitê.
• Receber, processar e julgar as representações     2. Ouvidoria
por infração ao Código de Ética e Regulamento       Canal de comunicação colocado à disposição
Interno da Empresa.                                 dos Colaboradores e demais Públicos
• Atuar como mediador nos casos de                  de interesse com atribuições de ouvir,
divergências nos mais diversos setores e            encaminhar e acompanhar, junto ao Comitê
departamentos da empresa, promovendo                de Ética, sugestões, dúvidas, reclamações
tentativas de conciliação das partes.               e denúncias relacionadas a este Código de




                                                                                                  KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
• Aplicar as medidas, providências e sanções        Ética, a desvios de conduta e conflitos de
disciplinares legais previstas no Código de Ética   natureza ética.
aos infratores das normas nele estabelecidos.       Grupo formado por um Colaborador de
• Apreciar, deliberar e dar despachos nas           cada setor que exercerão a função com as




                                                                                                  13
seguintes atribuições:                            3. Sanções e Penalidades
                                   • Zelar pelo cumprimento dos princípios e         As violações a este Código de Ética sujeitarão
                                   orientações aqui descritos;                       seus autores a medidas disciplinares
                                   • Dirimir dúvidas e receber sugestões para o      definidas pelo regulamento da Empresa e pela
                                   aprimoramento do Código de Conduta Ética;         legislação e serão aplicadas de acordo com a
                                   • Receber relatos de desvios de conduta e         gravidade de cada caso.
                                   de conflitos de natureza ética, inclusive as
                                   recebidas através das caixas de sugestão e
                                   ouvidoria, encaminhando-os para o Comitê de
                                   Ética. Canal para encaminhamento de relatos
                                   ou denúncias por meio de telefone e por e-mail,
                                   que assegure a confidencialidade e preserve
                                   a identidade do denunciante. Os relatos
                                   registrados por intermédio deste canal serão
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




                                   encaminhados ao Comitê de Ética
                                                                                     Este código de conduta tem
                                                                                     validade de 2 anos, a partir da
                                                                                     data de publicação do mesmo.



14
D. Termos e Definições

1. Sustentabilidade: É a forma de administrar     4. Clientes: Toda pessoa física ou jurídica
um negócio que é capaz de satisfazer suas         que adquire ou utiliza produtos ou serviços
necessidades presentes, sem comprometer a         derivados do negócio, com base em suas
capacidade das futuras gerações satisfazerem      necessidades e requisitos.
suas próprias necessidades, além de assegurar     5. Fornecedores: Toda pessoa física ou jurídica,
o sucesso do negócio em longo prazo, sendo        pública ou privada, nacional ou estrangeira,
economicamente viável, ambientalmente             bem como entes despersonalizados, que
correto e socialmente justo.                      desenvolvem atividades de produção,
2. Conflito de interesse: Toda situação na qual   montagem, criação, construção,
o colaborador e/ou seus dependentes possam        transformação, importação, exportação,
se beneficiar do vínculo com a empresa ou do      distribuição ou comercialização de produtos ou
cargo que exerce para obter vantagens pessoais    prestação de serviços.
ou em proveito de terceiros.                      6. Órgão do poder público: Todos os órgãos
3. Colaboradores: Empregados efetivos/            investidos de autoridade para realizar os fins




                                                                                                     KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
temporários: toda pessoa física que presta        do Estado, em quaisquer dos Três Poderes
serviços de natureza não eventual, mediante       (Legislativo, Executivo e Judiciário), bem como
contrato de trabalho e remuneração.               seus representantes.




                                                                                                     15
7. Comunidade: Qualquer grupo social que
                                   influi e é influenciado direto ou indiretamente
                                   pelas atividades do negócio e que não possuem
                                   política específica.
                                   8. Meio ambiente: Circunvizinhança que uma
                                   organização opera, incluindo-se ar, água, solo,
                                   recursos naturais, flora/fauna, seres humanos e
                                   suas inter-relações.
KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA




16
Termo de
Compromisso
Recebi o Código de Conduta da KEKO ACESSÓRIOS S.A e, após ler, entender e concordar com
os princípios e orientações nele contidos, eu assumo o compromisso de cumpri-lo no exercício
de minhas atividades profissionais e zelar pelo seu cumprimento junto às partes interessadas
com as quais tenho contato.
Estou ciente de que o meu desenvolvimento profissional e desenvolvimento da KEKO
ACESSÓRIOS S.A dependerão da minha responsabilidade em aplicar esses valores no meu
dia-a-dia, através das condutas éticas apresentadas neste Código de Ética.
Estou ciente, também, de que todas as atualizações promovidas pelo Comitê de Ética serão
automaticamente incorporadas ao Código de Ética e adotadas por mim.
Caso discorde de alguma destas atualizações, manifestarei por escrito minha discordância ao
Comitê de Ética.




Data:                                                               de                 de




                                                                                               KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA
                                                             ,

Nome do Colaborador:
Unidade / Área:




                                            Assinatura



                                                                                               17
Código de Conduta
Código de Conduta
Código de Conduta

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manual de conduta ética (portuguese only)
Manual de conduta ética (portuguese only)Manual de conduta ética (portuguese only)
Manual de conduta ética (portuguese only)
vigor_ri
 
Codigo de Conduta Votorantim
Codigo de Conduta VotorantimCodigo de Conduta Votorantim
Codigo de Conduta Votorantim
Blan Tavares
 
Aula 4 ética e responsabilidade social animada
Aula 4   ética e responsabilidade social animadaAula 4   ética e responsabilidade social animada
Aula 4 ética e responsabilidade social animada
Luiz Siles
 
Ética nas Empresas
Ética nas EmpresasÉtica nas Empresas
Ética nas Empresas
ffasolo3
 
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Dialogus Consultoria
 
Como Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus Consultoria
Como Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus ConsultoriaComo Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus Consultoria
Como Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus Consultoria
Dialogus Consultoria
 
Cartilha Compliance
Cartilha ComplianceCartilha Compliance
Cartilha Compliance
nova/sb Comunicação Ltda
 
codigodecondutaetica
codigodecondutaeticacodigodecondutaetica
codigodecondutaetica
nathaliakcorreia
 
Cartilha Compliance
Cartilha ComplianceCartilha Compliance
Cartilha Compliance
nova/sb Comunicação Ltda
 
E boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentosE boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentos
Marcelo Martinez
 
Codigo de etica_iii
Codigo de etica_iiiCodigo de etica_iii
Codigo de etica_iii
moniqueli
 
Apresentação integridade empreendedora
Apresentação integridade empreendedoraApresentação integridade empreendedora
Apresentação integridade empreendedora
Clecynha Lima
 
ÉTica organizacional
ÉTica organizacionalÉTica organizacional
ÉTica organizacional
Thamires Sant'Ana
 
Etica internet
Etica internetEtica internet
Etica internet
Raphael Lourenço
 
Codigo etica conduta
Codigo etica condutaCodigo etica conduta
Codigo etica conduta
Paula Salvador
 
Seccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas OrganizaçõesSeccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
1o
1o 1o
Princípios para uma deontologia profissional
Princípios para uma deontologia profissionalPrincípios para uma deontologia profissional
Princípios para uma deontologia profissional
Paulo Rui
 
Seccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas OrganizaçõesSeccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Seccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas OrganizaçõesSeccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 

Mais procurados (20)

Manual de conduta ética (portuguese only)
Manual de conduta ética (portuguese only)Manual de conduta ética (portuguese only)
Manual de conduta ética (portuguese only)
 
Codigo de Conduta Votorantim
Codigo de Conduta VotorantimCodigo de Conduta Votorantim
Codigo de Conduta Votorantim
 
Aula 4 ética e responsabilidade social animada
Aula 4   ética e responsabilidade social animadaAula 4   ética e responsabilidade social animada
Aula 4 ética e responsabilidade social animada
 
Ética nas Empresas
Ética nas EmpresasÉtica nas Empresas
Ética nas Empresas
 
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
 
Como Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus Consultoria
Como Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus ConsultoriaComo Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus Consultoria
Como Implantar a Responsabilidade Social nas Empresas - Dialogus Consultoria
 
Cartilha Compliance
Cartilha ComplianceCartilha Compliance
Cartilha Compliance
 
codigodecondutaetica
codigodecondutaeticacodigodecondutaetica
codigodecondutaetica
 
Cartilha Compliance
Cartilha ComplianceCartilha Compliance
Cartilha Compliance
 
E boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentosE boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentos
 
Codigo de etica_iii
Codigo de etica_iiiCodigo de etica_iii
Codigo de etica_iii
 
Apresentação integridade empreendedora
Apresentação integridade empreendedoraApresentação integridade empreendedora
Apresentação integridade empreendedora
 
ÉTica organizacional
ÉTica organizacionalÉTica organizacional
ÉTica organizacional
 
Etica internet
Etica internetEtica internet
Etica internet
 
Codigo etica conduta
Codigo etica condutaCodigo etica conduta
Codigo etica conduta
 
Seccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas OrganizaçõesSeccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Sorocaba: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
 
1o
1o 1o
1o
 
Princípios para uma deontologia profissional
Princípios para uma deontologia profissionalPrincípios para uma deontologia profissional
Princípios para uma deontologia profissional
 
Seccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas OrganizaçõesSeccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Bauru: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
 
Seccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas OrganizaçõesSeccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
Seccional Presidente Prudente: Ética e Responsabilidade Social nas Organizações
 

Destaque

Ética
ÉticaÉtica
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tpTrabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
alemisturini
 
Introdução à Filosofia
Introdução à FilosofiaIntrodução à Filosofia
Introdução à Filosofia
PriscillaTomazi2015
 
Ética
ÉticaÉtica
éTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mpéTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mp
Alexandre Misturini
 
Aula 05
Aula 05Aula 05
Aula 05
luccy18
 
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionaisA contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
Diólia de Carvalho Graziano
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
Rafaella Cavalca
 
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Allagi Open Innovation Services
 
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete PaísesEstratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Luis Nassif
 
Codigo etica
Codigo eticaCodigo etica
Codigo etica
Sesc Rio
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
Rafaella Cavalca
 
BMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
BMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - BizzieBMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
BMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Rafaella Cavalca
 
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Allagi Open Innovation Services
 
Inovação: Estratégias em 7 pa
Inovação: Estratégias em 7 paInovação: Estratégias em 7 pa
Inovação: Estratégias em 7 pa
InovarFINEP
 
A escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais pptA escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais ppt
Marília Silva
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
Rafaella Cavalca
 
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - BizzieDesign thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Rafaella Cavalca
 
Percebendo oportunidades
Percebendo oportunidadesPercebendo oportunidades
Percebendo oportunidades
Rafael Clemente
 
Mario Salerno, apresentação
Mario Salerno, apresentaçãoMario Salerno, apresentação
Mario Salerno, apresentação
Lilian Milena
 

Destaque (20)

Ética
ÉticaÉtica
Ética
 
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tpTrabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
 
Introdução à Filosofia
Introdução à FilosofiaIntrodução à Filosofia
Introdução à Filosofia
 
Ética
ÉticaÉtica
Ética
 
éTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mpéTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mp
 
Aula 05
Aula 05Aula 05
Aula 05
 
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionaisA contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 5, 6 e 7 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
 
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
 
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete PaísesEstratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
 
Codigo etica
Codigo eticaCodigo etica
Codigo etica
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
 
BMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
BMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - BizzieBMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
BMGen Canva - Bloco 2, 3 e 4 - Aula 5 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
 
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
 
Inovação: Estratégias em 7 pa
Inovação: Estratégias em 7 paInovação: Estratégias em 7 pa
Inovação: Estratégias em 7 pa
 
A escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais pptA escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais ppt
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 8 e 9 - Aula 6 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
 
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - BizzieDesign thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
 
Percebendo oportunidades
Percebendo oportunidadesPercebendo oportunidades
Percebendo oportunidades
 
Mario Salerno, apresentação
Mario Salerno, apresentaçãoMario Salerno, apresentação
Mario Salerno, apresentação
 

Semelhante a Código de Conduta

Codigo de etica do Grupo Pão de Açúcar
Codigo de etica do Grupo Pão de AçúcarCodigo de etica do Grupo Pão de Açúcar
Codigo de etica do Grupo Pão de Açúcar
Priscila Brandao
 
Manual conduta apadiv3
Manual conduta apadiv3Manual conduta apadiv3
Manual conduta apadiv3
Bruno Joka
 
Iso 20121 por Anelise Stahl
Iso 20121 por Anelise StahlIso 20121 por Anelise Stahl
Iso 20121 por Anelise Stahl
CASAMUNDOBRAZIL Projetos Sustentáveis
 
Apresentação ISO 20121
Apresentação ISO 20121Apresentação ISO 20121
Como fazer um evento sustentável
Como fazer um evento sustentável Como fazer um evento sustentável
Como fazer um evento sustentável
CASAMUNDOBRAZIL Projetos Sustentáveis
 
Por que certificar a ISO 20121
Por que certificar a  ISO 20121Por que certificar a  ISO 20121
Por que certificar a ISO 20121
CASAMUNDOBRAZIL Projetos Sustentáveis
 
ÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
ÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESASÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
ÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
yokoigawa
 
A Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da Empresa
A Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da EmpresaA Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da Empresa
A Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da Empresa
Escola Básica e Secundária Vale do Tamel
 
Sustentavel - Febrac
Sustentavel - FebracSustentavel - Febrac
Sustentavel - Febrac
dragiselecunha
 
Sustentabilidade no Mercado Imobiliário
Sustentabilidade no Mercado ImobiliárioSustentabilidade no Mercado Imobiliário
Sustentabilidade no Mercado Imobiliário
tana bassi
 
Responsabilidade social como imperativo ético
Responsabilidade social como imperativo éticoResponsabilidade social como imperativo ético
Responsabilidade social como imperativo ético
Universidade Pedagogica
 
RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICO
RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICORESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICO
RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICO
Universidade Pedagogica
 
Responsabilidade social aprendiz
Responsabilidade social aprendizResponsabilidade social aprendiz
Responsabilidade social aprendiz
Carlos Santos
 
ABPS - Saúde e Responsabilidade Social
ABPS - Saúde e Responsabilidade Social ABPS - Saúde e Responsabilidade Social
ABPS - Saúde e Responsabilidade Social
tana bassi
 
Aula 2 - O papel da empresa.pptx
Aula 2 - O papel da empresa.pptxAula 2 - O papel da empresa.pptx
Aula 2 - O papel da empresa.pptx
DaniDu3
 
Responsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus Consultoria
Responsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus ConsultoriaResponsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus Consultoria
Responsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus Consultoria
Dialogus Consultoria
 
Aula 5 secretariado
Aula 5 secretariadoAula 5 secretariado
Aula 5 secretariado
RASC EAD
 
Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)
Katia Gomide
 
Iso 26000...
Iso 26000...Iso 26000...
NeoEmpresa
NeoEmpresaNeoEmpresa
NeoEmpresa
infowayhc
 

Semelhante a Código de Conduta (20)

Codigo de etica do Grupo Pão de Açúcar
Codigo de etica do Grupo Pão de AçúcarCodigo de etica do Grupo Pão de Açúcar
Codigo de etica do Grupo Pão de Açúcar
 
Manual conduta apadiv3
Manual conduta apadiv3Manual conduta apadiv3
Manual conduta apadiv3
 
Iso 20121 por Anelise Stahl
Iso 20121 por Anelise StahlIso 20121 por Anelise Stahl
Iso 20121 por Anelise Stahl
 
Apresentação ISO 20121
Apresentação ISO 20121Apresentação ISO 20121
Apresentação ISO 20121
 
Como fazer um evento sustentável
Como fazer um evento sustentável Como fazer um evento sustentável
Como fazer um evento sustentável
 
Por que certificar a ISO 20121
Por que certificar a  ISO 20121Por que certificar a  ISO 20121
Por que certificar a ISO 20121
 
ÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
ÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESASÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
ÉTICA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
 
A Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da Empresa
A Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da EmpresaA Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da Empresa
A Ética, a Qualidade e a Responsabilidade Social da Empresa
 
Sustentavel - Febrac
Sustentavel - FebracSustentavel - Febrac
Sustentavel - Febrac
 
Sustentabilidade no Mercado Imobiliário
Sustentabilidade no Mercado ImobiliárioSustentabilidade no Mercado Imobiliário
Sustentabilidade no Mercado Imobiliário
 
Responsabilidade social como imperativo ético
Responsabilidade social como imperativo éticoResponsabilidade social como imperativo ético
Responsabilidade social como imperativo ético
 
RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICO
RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICORESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICO
RESPONSABILIDADE SOCIAL COMO IMPERATIVO ETICO
 
Responsabilidade social aprendiz
Responsabilidade social aprendizResponsabilidade social aprendiz
Responsabilidade social aprendiz
 
ABPS - Saúde e Responsabilidade Social
ABPS - Saúde e Responsabilidade Social ABPS - Saúde e Responsabilidade Social
ABPS - Saúde e Responsabilidade Social
 
Aula 2 - O papel da empresa.pptx
Aula 2 - O papel da empresa.pptxAula 2 - O papel da empresa.pptx
Aula 2 - O papel da empresa.pptx
 
Responsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus Consultoria
Responsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus ConsultoriaResponsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus Consultoria
Responsabilidade Social para Pequenas e Médias Empresas - Dialogus Consultoria
 
Aula 5 secretariado
Aula 5 secretariadoAula 5 secretariado
Aula 5 secretariado
 
Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)
 
Iso 26000...
Iso 26000...Iso 26000...
Iso 26000...
 
NeoEmpresa
NeoEmpresaNeoEmpresa
NeoEmpresa
 

Código de Conduta

  • 3. Sumário O Código de Ética é um documento que 5 Filosofia e Princípios sintetiza os valores de nossa empresa e os princípios que norteiam nossa atividade cotidiana. Tem a finalidade 7 Compromissos Específicos de zelar pela cultura ética na empresa, garantindo sua continuidade. Pedimos a sua colaboração na divulgação interna e externa deste documento, 8 Política de Relacionamento para que todos conheçam a forma como atuamos e de que maneira pensamos. Estamos certos do seu apoio e 13 Gestão do Código de Ética participação na construção de uma empresa ainda mais ética e transparente. É obrigação de todos os colaboradores 15 Termos e Definições conhecer, observar e cumprir este Código de Ética. 17 Termo de Compromisso
  • 4. Objetivo Princípios e Valores O Código de Ética tem o objetivo de tornar Foco no cliente: claras e transparentes as diretrizes básicas da Nosso maior ativo empresa, como, também, sua forma de atuação Rentabilidade: no ambiente empresarial e sociedade. Garantir a continuidade da empresa Este instrumento deve direcionar a totalidade Inovação: de nossas ações e procedimentos. Como meio de crescimento Neste Código de Ética estão relacionados os Respeito ao ser humano: princípios e valores da empresa, que devem ser Em todos os aspectos considerados por todos aqueles que compõem Qualidade: a organização. Em todos os sentidos Respeito ao meio ambiente: Para garantir um futuro sustentável Ética: Como valor básico KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA 4
  • 5. Filosofia e princípios básicos das relações Keko: 1. Satisfação do Cliente: É o nosso principal mercado. Nossa intenção é que, na medida em objetivo e deve nos guiar em todos os aspectos que ambas as partes sejam bem sucedidas, os de nosso relacionamento. “O cliente vem em benefícios sejam uma consequência. primeiro lugar” é uma atitude que nos levará 4. Melhoria Contínua: Para manter a vantagem à melhoria contínua e, no final, à vantagem competitiva no mercado é necessário realizar competitiva. cada transação no mais alto nível e procurar 2. Confiança: É a base de um relacionamento melhorar a cada dia. Portanto, devemos adotar firme. Devemos procurar estabelecer um a filosofia de melhoria contínua em todas as relacionamento próximo e sincero através áreas de nossas transações comerciais. do desenvolvimento de uma atmosfera de 5. Redução de Custo: Uma parte significativa do confiança mútua e cooperação. Para promover método de fabricação da Keko se concentra em tal ambiente, esperamos que, juntos, possamos obter alta qualidade pelo menor custo possível. estabelecer uma comunicação próxima, Tais custos menores deverão ser atingidos compartilhar informações em detalhes e, por meio de um esforço contínuo, tanto no KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA objetivamente, avaliar a necessidade de projeto como na manufatura de cada produto. A melhoria em todos os aspectos. melhoria contínua é uma prática que queremos 3. Benefício Mútuo: O desenvolvimento de um estimular em cada processo. relacionamento forte pode levar ao sucesso no 5
  • 6. 6. Esforço Conjunto para a Solução de 8. Contribuição Social – Questões Problemas: Qualquer ambiente de fabricação Ambientais: A Keko considera as está sujeito a problemas. Portanto, é necessário questões ambientais um aspecto vital da ter uma capacidade real de solução de administração. O setor automotivo, no Brasil problemas para cada operação. Assim que e em outros países, deverá ser conduzido o problema principal for identificado, cada em total harmonia com a sociedade. Assim, parte deverá informar o ocorrido a outra ambas as partes deverão cumprir as leis imediatamente. Através de uma estreita nacionais e internacionais, contribuindo comunicação e cooperação entre as partes, a para o desenvolvimento sustentável da causa do problema poderá ser identificada e sociedade e da Terra, através da promoção poderão ser tomadas as providências para sua da responsabilidade social por parte de eliminação e evitar sua repetição. seus executivos, funcionários e parceiros 7. Envolvimento da Administração: Esperamos comerciais, bem como de atividades que os representantes da Gerência Sênior do comerciais corretas. Fornecedor desempenhem um papel ativo na KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA administração da empresa, a fim de atender a nossa necessidade. Isto incluirá conhecimento especializado e envolvimento na solução de questões administrativas e de fabricação. 6
  • 7. A. Compromissos Específicos 1. Meio Ambiente tipo de incidente seja prontamente informado Assegurar o uso responsável dos recursos à Administração da Empresa. naturais, promovendo a preservação do meio 3. Concorrência ambiente e dos ecossistemas, considerando Estabelecer como princípio fundamental as variáveis ambientais em todas as etapas das em sua relação com a Concorrência, a ética suas atividades. e a transparência, buscando padrões cada 2. Saúde e Segurança vez mais elevados, não participando e Proporcionar a todos os Colaboradores e combatendo a formação de cartéis, práticas Prestadores de Serviço que trabalhem em desleais de comércio, fraudes em licitações e nossas dependências um ambiente de trabalho espionagem industrial. seguro, onde ninguém esteja sujeito a riscos 4. Comunidade desnecessários. Promover uma cultura de Respeitar a tradição e a qualidade de vida das saúde e segurança que incentivem todos comunidades na área de atuação e manter a estarem alertas a riscos de segurança ao permanente diálogo com a sociedade, KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA realizarem seu trabalho, pois toda atividade objetivando a avaliação, monitoramento e deve ser realizada de forma segura. minimização dos impactos decorrentes de Incentivar e garantir que todo acidente, lesão, suas atividades. doença, condição insegura ou qualquer outro 7
  • 8. B. Política de Relacionamento As políticas de relacionamento do Código economicamente viáveis, ambientalmente de Ética abordam questões práticas do corretas e socialmente justas; nosso cotidiano. 2. Garantir pronta resposta e, quando aplicável, Ao seguir suas diretrizes e suas reparação para os casos de insatisfação dos determinações, estamos contribuindo clientes; para que seja efetivado entre nós, nossos 3. Garantir o cumprimento das Leis e demais clientes, fornecedores, acionistas e requisitos legais aplicáveis; órgãos públicos e governamentais um 4. Combater a corrupção em suas atividades relacionamento mais transparente e e no relacionamento com quaisquer partes harmonioso. interessadas. Qualquer denúncia relacionada São nesses objetivos que residem o valor ao tema obrigatoriamente deverá propiciar a do nosso Código. abertura de sindicância e ações correlatas; Os comportamentos a seguir 5. Atuar com respeito, transparência, descritos são esperados de todos os integridade, dignidade, igualdade e KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA nossos Dirigentes, Representantes e imparcialidade, considerando a relação com Colaboradores: seus pares, subordinados e superiores, bem 1. Desenvolver o negócio com base na como clientes, fornecedores e prestadores de sustentabilidade, com práticas que sejam serviço, comunidade e órgãos públicos; 8
  • 9. 6. Basear o crescimento profissional na empresa a utilização de mão-de-obra infantil, forçada no mérito individual, pautado pelo desempenho ou degradante, bem como práticas de assédio e competências dos colaboradores, moral ou sexual e toda e qualquer forma de estimulando o trabalho com responsabilidade, discriminação; retidão e eficácia, buscando a melhoria contínua 9. O colaborador desta empresa não pode em suas atividades, e ressaltar o trabalho em trabalhar, prestar serviços ou ser proprietário equipe; de empresa, cujos interesses possam ser 7. Assegurar um ambiente de trabalho saudável conflitantes com os da organização. Os e seguro que estimule o desenvolvimento colaboradores que porventura prestarem das pessoas, a criatividade e a inovação, serviços terceirizados às organizações, incentivando a troca de experiências e o devem comunicar expressamente ao setor compartilhamento do conhecimento; de Recursos Humanos, para que não seja 8. Zelar pela preservação da saúde e integridade caracterizado favorecimento em relação física e psíquica dos profissionais e a promoção a público externo. As atividades exercidas KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA da qualidade de vida, desaprovando atitudes na Keko, em hipótese alguma poderão ser ou comportamentos que provoquem prejudicadas em decorrência de constrangimentos ou intimidações, tais como atividades terceiras; violência física, verbal ou psíquica. Repudiar 9
  • 10. 10. Assegurar a equidade no cumprimento evitando-se comentários externos que possam das normas internas em todos os níveis comprometer a imagem e os resultados da hierárquicos da empresa; empresa; 11. O acesso às informações e funções nos 14. São repudiados quaisquer tipos de sistemas informatizados deve estar restrito discriminação nos processos de recrutamento e às atribuições e responsabilidades de cada seleção, treinamento, remuneração, promoção colaborador, de acordo com o seu cargo, e transferência ou qualquer outro fator que sendo proibido o compartilhamento de esteja relacionado ao ambiente de trabalho; usuário e senhas de acesso; 15. Não é permitido o uso de máquina 12. É proibido ao colaborador desta empresa fotográfica ou filmagens na área fabril, salvo se o uso do nome da mesma e de suas marcas autorizado pela diretoria; para fins particulares. Qualquer contato com 16. O colaborador desta Empresa deve os meios de comunicação relacionados a responder por prejuízos causados à empresa assuntos da empresa necessita de validação (quer por dolo ou culpa, negligência, imperícia KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA prévia da direção; ou imprudência), caracterizando-se a 13. Assuntos de caráter sigiloso ou acerca responsabilidade por: de procedimentos utilizados na empresa devem ser restritos ao ambiente interno, 10
  • 11. a) Sonegação de valores e objetos confiados; origem desconhecida ou duvidosa; b) Danos e avarias em materiais sob sua guarda 20. Combater exigências, insinuações, favores, ou sujeitos à sua fiscalização; vantagens, benefícios, doações, gratificações, 17. É proibida a introdução e consumo de seja para si ou para outros, com origem nas drogas, cigarros e bebidas alcoólicas nas empresas ou profissionais que participem dependências da empresa. Durante o ou tenham interesses na cadeia produtiva, expediente, é proibido trabalhar ou permanecer mantendo seu superior imediato. Em caso sob efeito de álcool e entorpecentes. Cigarros de recebimento de brinde, presente, etc, o serão permitidos em locais e horários pré- colaborador deverá informar expressamente estabelecidos e, bebidas alcoólicas, somente o superior imediato. Estes serão destinados em comemorações específicas; para sorteio entre todos os colaboradores em 18. Buscar parceiros FORNECEDORES que evento específico; atuem em conformidade com a legislação 21. A Keko não participará diretamente de aplicável, normas da Keko e com este Código atividades político-partidárias; KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA de Ética, estabelecendo critérios de exclusão, 22. Não é permitida a manifestação afetiva, quando necessário; religiosa, política, agremiações esportivas 19. Repudiar a aquisição de produtos e outras desta natureza em excesso nas falsificados ou fruto de roubo de carga ou de dependências da empresa; 11
  • 12. 23. É proibido o comércio de produtos ou serviços de qualquer natureza dentro das dependências da empresa; 24. É proibido o porte de armas brancas e de fogo nas dependências da empresa; 25. Comunicar à ouvidoria quaisquer situações de descumprimento deste Código de Conduta Ética. KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA 12
  • 13. C. Gestão do Código de Ética 1. O Comitê de Ética sugestões, reclamações e denúncias O Comitê de Ética é formado por um recebidas através dos canais de ouvidoria representante do RH, um representante interna e externa. do setor industrial e um administrativo, • Aprovar as súmulas da jurisprudência envolvendo o Diretor Superintendente quando firmada, bem como deliberar sobre sua necessário. alteração e cancelamento, mediante proposta O Comitê tem como competências principais: formal de qualquer membro do Comitê. • Receber, processar e julgar as representações 2. Ouvidoria por infração ao Código de Ética e Regulamento Canal de comunicação colocado à disposição Interno da Empresa. dos Colaboradores e demais Públicos • Atuar como mediador nos casos de de interesse com atribuições de ouvir, divergências nos mais diversos setores e encaminhar e acompanhar, junto ao Comitê departamentos da empresa, promovendo de Ética, sugestões, dúvidas, reclamações tentativas de conciliação das partes. e denúncias relacionadas a este Código de KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA • Aplicar as medidas, providências e sanções Ética, a desvios de conduta e conflitos de disciplinares legais previstas no Código de Ética natureza ética. aos infratores das normas nele estabelecidos. Grupo formado por um Colaborador de • Apreciar, deliberar e dar despachos nas cada setor que exercerão a função com as 13
  • 14. seguintes atribuições: 3. Sanções e Penalidades • Zelar pelo cumprimento dos princípios e As violações a este Código de Ética sujeitarão orientações aqui descritos; seus autores a medidas disciplinares • Dirimir dúvidas e receber sugestões para o definidas pelo regulamento da Empresa e pela aprimoramento do Código de Conduta Ética; legislação e serão aplicadas de acordo com a • Receber relatos de desvios de conduta e gravidade de cada caso. de conflitos de natureza ética, inclusive as recebidas através das caixas de sugestão e ouvidoria, encaminhando-os para o Comitê de Ética. Canal para encaminhamento de relatos ou denúncias por meio de telefone e por e-mail, que assegure a confidencialidade e preserve a identidade do denunciante. Os relatos registrados por intermédio deste canal serão KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA encaminhados ao Comitê de Ética Este código de conduta tem validade de 2 anos, a partir da data de publicação do mesmo. 14
  • 15. D. Termos e Definições 1. Sustentabilidade: É a forma de administrar 4. Clientes: Toda pessoa física ou jurídica um negócio que é capaz de satisfazer suas que adquire ou utiliza produtos ou serviços necessidades presentes, sem comprometer a derivados do negócio, com base em suas capacidade das futuras gerações satisfazerem necessidades e requisitos. suas próprias necessidades, além de assegurar 5. Fornecedores: Toda pessoa física ou jurídica, o sucesso do negócio em longo prazo, sendo pública ou privada, nacional ou estrangeira, economicamente viável, ambientalmente bem como entes despersonalizados, que correto e socialmente justo. desenvolvem atividades de produção, 2. Conflito de interesse: Toda situação na qual montagem, criação, construção, o colaborador e/ou seus dependentes possam transformação, importação, exportação, se beneficiar do vínculo com a empresa ou do distribuição ou comercialização de produtos ou cargo que exerce para obter vantagens pessoais prestação de serviços. ou em proveito de terceiros. 6. Órgão do poder público: Todos os órgãos 3. Colaboradores: Empregados efetivos/ investidos de autoridade para realizar os fins KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA temporários: toda pessoa física que presta do Estado, em quaisquer dos Três Poderes serviços de natureza não eventual, mediante (Legislativo, Executivo e Judiciário), bem como contrato de trabalho e remuneração. seus representantes. 15
  • 16. 7. Comunidade: Qualquer grupo social que influi e é influenciado direto ou indiretamente pelas atividades do negócio e que não possuem política específica. 8. Meio ambiente: Circunvizinhança que uma organização opera, incluindo-se ar, água, solo, recursos naturais, flora/fauna, seres humanos e suas inter-relações. KEKO : CÓDOGO DE CONDUTA E ÉTICA 16
  • 17. Termo de Compromisso Recebi o Código de Conduta da KEKO ACESSÓRIOS S.A e, após ler, entender e concordar com os princípios e orientações nele contidos, eu assumo o compromisso de cumpri-lo no exercício de minhas atividades profissionais e zelar pelo seu cumprimento junto às partes interessadas com as quais tenho contato. Estou ciente de que o meu desenvolvimento profissional e desenvolvimento da KEKO ACESSÓRIOS S.A dependerão da minha responsabilidade em aplicar esses valores no meu dia-a-dia, através das condutas éticas apresentadas neste Código de Ética. Estou ciente, também, de que todas as atualizações promovidas pelo Comitê de Ética serão automaticamente incorporadas ao Código de Ética e adotadas por mim. Caso discorde de alguma destas atualizações, manifestarei por escrito minha discordância ao Comitê de Ética. Data: de de KEKO : CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA , Nome do Colaborador: Unidade / Área: Assinatura 17