SlideShare uma empresa Scribd logo
A palavra Ética é originada do grego ethos, (modo de ser, caráter).
Em Filosofia, Ética significa o que é bom para o indivíduo e para a
sociedade. Seu estudo contribui para estabelecer a natureza de
deveres no relacionamento indivíduo - sociedade.
Introdução
Conceito
É a ciência do comportamento moral dos
homens na sociedade, deriva da união da
consciência e preceitos morais.
Moral
É o conjunto das normas para agir específico ou
concreto. A moral está contida nos códigos, que
tendem a regulamentar o agir das pessoas.
Ética profissional
Conjunto de normas morais pelas quais o indivíduo
deve orientar seu comportamento na profissão que
exerce.
A Ética é de fundamental importância em todas as
profissões, e para todo ser humano, para que possamos
viver relativamente bem em sociedade.
• Respeite todas a confidências
de seus pacientes.
• Jamais comente em público,
durante as horas de folga
qualquer incidente ocorrido no
hospital, nem informações sobre
seus pacientes.
• Evite maledicências. Jamais
critique seu colega de trabalho ou
supervisor na presença de outros
funcionários.
Comportamentos éticos perante a profissão de
enfermagem
-Demonstre respeito por seus
colegas de trabalho em qualquer
ocasião.
-Aceite suas responsabilidades de
bom grado.
-Os prontuários dos pacientes
contem informações privada e
devem ser guardados.
-Dar um bom atendimento ao
paciente e não permitir que haja
nenhum tipo de preconceito.
-Falar alto e fazer muito barulho
são comportamentos impróprios
que incomoda aos pacientes e
seus familiares.
•Liberdade religiosa e a assistência espiritual.
•Ser respeitado e valorizado como pessoa humana.
•De saber se será submetido a pesquisas, experiências ou práticas.
•De ser informado a respeito do processo terapêutico a que será
submetido, bem como seus riscos e probabilidade de sucesso.
•A assistência médica durante o tempo necessário e até o limite das
possibilidades técnicas e humanas do hospital.
Direitos do paciente
A ética é um dos melhores
caminhos para chegar á
vitória.
Conclusão
A ética é um dos melhores
caminhos para chegar á
vitória.
Conclusão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
universitária
 
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagemResponsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
lidianeosantos
 
Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva princípio da enfermagem 3 g ...
Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva   princípio da enfermagem 3 g ...Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva   princípio da enfermagem 3 g ...
Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva princípio da enfermagem 3 g ...
Emilton Dos Santos Oliveira
 
Código de ética
Código de ética Código de ética
Código de ética
JaqueRamos3
 
1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética
Alícia Souza
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de EnfermagemTeorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
Enf.Savana das G.
 
Slide João Rodrigues pronto 111
Slide João Rodrigues pronto 111Slide João Rodrigues pronto 111
Slide João Rodrigues pronto 111
joao rodrigo
 
Aula 01 ética
Aula 01 éticaAula 01 ética
Aula 01 ética
Sabrina Felgueiras
 
Filosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagemFilosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagem
Tiago SantAna
 
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEMBIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
guest38a579
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Etica e Bioética
Etica e BioéticaEtica e Bioética
Etica e Bioética
José Vitor Alves
 
Casos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralCasos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moral
Fernanda Clara
 
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Artur Rodrigues Cunha
 
A conotação moral dos cuidados de enfermagem
A conotação moral dos cuidados de enfermagemA conotação moral dos cuidados de enfermagem
A conotação moral dos cuidados de enfermagem
Laíz Coutinho
 
Principios unidade conceição
Principios unidade conceiçãoPrincipios unidade conceição
Principios unidade conceição
josemceratti
 
Resumo teorias de enfermagem
Resumo   teorias de enfermagemResumo   teorias de enfermagem
Resumo teorias de enfermagem
Felipe Justem
 
Comunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoaisComunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoais
Carlos Vaz
 

Mais procurados (20)

Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
 
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagemResponsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
 
Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva princípio da enfermagem 3 g ...
Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva   princípio da enfermagem 3 g ...Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva   princípio da enfermagem 3 g ...
Bioética em centro cirúrgico e projeto minerva princípio da enfermagem 3 g ...
 
Código de ética
Código de ética Código de ética
Código de ética
 
1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de EnfermagemTeorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
Slide João Rodrigues pronto 111
Slide João Rodrigues pronto 111Slide João Rodrigues pronto 111
Slide João Rodrigues pronto 111
 
Aula 01 ética
Aula 01 éticaAula 01 ética
Aula 01 ética
 
Filosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagemFilosofia do serviço em enfermagem
Filosofia do serviço em enfermagem
 
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEMBIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
Etica e Bioética
Etica e BioéticaEtica e Bioética
Etica e Bioética
 
Casos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralCasos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moral
 
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
 
A conotação moral dos cuidados de enfermagem
A conotação moral dos cuidados de enfermagemA conotação moral dos cuidados de enfermagem
A conotação moral dos cuidados de enfermagem
 
Principios unidade conceição
Principios unidade conceiçãoPrincipios unidade conceição
Principios unidade conceição
 
Resumo teorias de enfermagem
Resumo   teorias de enfermagemResumo   teorias de enfermagem
Resumo teorias de enfermagem
 
Comunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoaisComunicação R interpessoais
Comunicação R interpessoais
 

Destaque

Introdução à Filosofia
Introdução à FilosofiaIntrodução à Filosofia
Introdução à Filosofia
PriscillaTomazi2015
 
Ética
ÉticaÉtica
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tpTrabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
alemisturini
 
éTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mpéTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mp
Alexandre Misturini
 
Aula 05
Aula 05Aula 05
Aula 05
luccy18
 
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionaisA contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
Diólia de Carvalho Graziano
 
Código de Conduta
Código de CondutaCódigo de Conduta
Código de Conduta
Keko-Acessorios
 
A escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais pptA escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais ppt
Marília Silva
 
Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania
Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania
Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania
Israel serique
 
Teorias da Opinião Pública: Bourdieu
Teorias da Opinião Pública: BourdieuTeorias da Opinião Pública: Bourdieu
Teorias da Opinião Pública: Bourdieu
Bruno Quirino
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
John Joseph
 
1 filosofia e ética
1 filosofia e ética1 filosofia e ética
1 filosofia e ética
Israel serique
 
Pierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOS
Pierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOSPierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOS
Pierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOS
AndressaSkywalker
 
Habitus bourdieu introdução
Habitus   bourdieu introduçãoHabitus   bourdieu introdução
Habitus bourdieu introdução
Lucio Braga
 
Ética no cotidiano
Ética no cotidianoÉtica no cotidiano
Ética no cotidiano
Professor Marcelo
 
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMIECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
profrodrigoribeiro
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
Gilsania Gama
 
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder SimbólicoPierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Zeca B.
 
Karl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasKarl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistas
espacoaberto
 
Bourdieu
BourdieuBourdieu

Destaque (20)

Introdução à Filosofia
Introdução à FilosofiaIntrodução à Filosofia
Introdução à Filosofia
 
Ética
ÉticaÉtica
Ética
 
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tpTrabalho mito a ciencias júlia 14 tp
Trabalho mito a ciencias júlia 14 tp
 
éTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mpéTica emerson 13 mp
éTica emerson 13 mp
 
Aula 05
Aula 05Aula 05
Aula 05
 
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionaisA contribuição de Pierre Bourdieu  nos estudos organizacionais
A contribuição de Pierre Bourdieu nos estudos organizacionais
 
Código de Conduta
Código de CondutaCódigo de Conduta
Código de Conduta
 
A escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais pptA escola e as classes sociais ppt
A escola e as classes sociais ppt
 
Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania
Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania
Vídeo 1 ética direitos humanos cidadania
 
Teorias da Opinião Pública: Bourdieu
Teorias da Opinião Pública: BourdieuTeorias da Opinião Pública: Bourdieu
Teorias da Opinião Pública: Bourdieu
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
 
1 filosofia e ética
1 filosofia e ética1 filosofia e ética
1 filosofia e ética
 
Pierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOS
Pierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOSPierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOS
Pierre Bourdieu! A SOCIEDADE DOS INDIVÍDUOS
 
Habitus bourdieu introdução
Habitus   bourdieu introduçãoHabitus   bourdieu introdução
Habitus bourdieu introdução
 
Ética no cotidiano
Ética no cotidianoÉtica no cotidiano
Ética no cotidiano
 
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMIECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder SimbólicoPierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
 
Karl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistasKarl max e as teorias socialistas
Karl max e as teorias socialistas
 
Bourdieu
BourdieuBourdieu
Bourdieu
 

Semelhante a Ética

Aula de ética esa pariquera
Aula de ética esa pariqueraAula de ética esa pariquera
Aula de ética esa pariquera
luciana Cotona
 
ética e deontologia- Curso TAG
ética e deontologia- Curso TAGética e deontologia- Curso TAG
ética e deontologia- Curso TAG
Maria Raimundo
 
Apresentação sem título (1).pptx
Apresentação sem título (1).pptxApresentação sem título (1).pptx
Apresentação sem título (1).pptx
AndreiaCosta151227
 
AULA 02 CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdf
AULA 02  CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdfAULA 02  CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdf
AULA 02 CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdf
IlmaAlmeida2
 
segurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.ppt
segurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.pptsegurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.ppt
segurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.ppt
Vilson Stollmeier
 
segurança do trabalho e medicina humana.ppt
segurança do trabalho e medicina humana.pptsegurança do trabalho e medicina humana.ppt
segurança do trabalho e medicina humana.ppt
Vilson Stollmeier
 
BIOETICA 02 02.pdf
BIOETICA 02 02.pdfBIOETICA 02 02.pdf
BIOETICA 02 02.pdf
FabianoDoVale
 
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalhoAula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
RainaraResende1
 
Etica_Bioetica.pptx
 Etica_Bioetica.pptx Etica_Bioetica.pptx
Etica_Bioetica.pptx
Karina Delgado
 
éTica profissional
éTica profissionaléTica profissional
éTica profissional
Ricardo Furtado
 
Apostila etica e bioetica
Apostila etica e bioeticaApostila etica e bioetica
Apostila etica e bioetica
Cederj
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
Jéssika Monteiro
 
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de JesusEtica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Gilberto de Jesus
 
tica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdf
tica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdftica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdf
tica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdf
IsabelaVarjo
 
CONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.ppt
CONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.pptCONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.ppt
CONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.ppt
VivianePereira485260
 
ÉTica e moral
ÉTica e moralÉTica e moral
ÉTica e moral
Rosineide Santos
 
ÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
ÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
ÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
HitaloSantos7
 
Etica em Psicoterapia
Etica em PsicoterapiaEtica em Psicoterapia
Etica em Psicoterapia
Marcelo da Rocha Carvalho
 
éTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional iiéTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional ii
R Gómez
 
Etica apresentação
Etica  apresentaçãoEtica  apresentação
Etica apresentação
Lurdes Pinto
 

Semelhante a Ética (20)

Aula de ética esa pariquera
Aula de ética esa pariqueraAula de ética esa pariquera
Aula de ética esa pariquera
 
ética e deontologia- Curso TAG
ética e deontologia- Curso TAGética e deontologia- Curso TAG
ética e deontologia- Curso TAG
 
Apresentação sem título (1).pptx
Apresentação sem título (1).pptxApresentação sem título (1).pptx
Apresentação sem título (1).pptx
 
AULA 02 CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdf
AULA 02  CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdfAULA 02  CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdf
AULA 02 CONCEITOS VALOR MORAL CARÁTER ÉTICA E BIOÉTICA.pdf
 
segurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.ppt
segurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.pptsegurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.ppt
segurança do trabalho humano Medicina do Trabalho.ppt
 
segurança do trabalho e medicina humana.ppt
segurança do trabalho e medicina humana.pptsegurança do trabalho e medicina humana.ppt
segurança do trabalho e medicina humana.ppt
 
BIOETICA 02 02.pdf
BIOETICA 02 02.pdfBIOETICA 02 02.pdf
BIOETICA 02 02.pdf
 
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalhoAula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
 
Etica_Bioetica.pptx
 Etica_Bioetica.pptx Etica_Bioetica.pptx
Etica_Bioetica.pptx
 
éTica profissional
éTica profissionaléTica profissional
éTica profissional
 
Apostila etica e bioetica
Apostila etica e bioeticaApostila etica e bioetica
Apostila etica e bioetica
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
 
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de JesusEtica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
 
tica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdf
tica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdftica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdf
tica-profissional-de-enfermagem-1205177623938341-3.pdf
 
CONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.ppt
CONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.pptCONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.ppt
CONCEITOS DE ÉTICA E DEONTOLOGIA.ppt
 
ÉTica e moral
ÉTica e moralÉTica e moral
ÉTica e moral
 
ÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
ÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
ÉTICA AULA 02.pptxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Etica em Psicoterapia
Etica em PsicoterapiaEtica em Psicoterapia
Etica em Psicoterapia
 
éTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional iiéTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional ii
 
Etica apresentação
Etica  apresentaçãoEtica  apresentação
Etica apresentação
 

Mais de Ayala Carvalho

Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
Ayala Carvalho
 
Apostila de Língua Inglesa
Apostila de Língua InglesaApostila de Língua Inglesa
Apostila de Língua Inglesa
Ayala Carvalho
 
Agrupamentos Sociais
Agrupamentos SociaisAgrupamentos Sociais
Agrupamentos Sociais
Ayala Carvalho
 
Austrália: História e Pontos Turisticos
Austrália:  História e Pontos TuristicosAustrália:  História e Pontos Turisticos
Austrália: História e Pontos Turisticos
Ayala Carvalho
 
Pintura Rupestre Australiana
Pintura Rupestre AustralianaPintura Rupestre Australiana
Pintura Rupestre Australiana
Ayala Carvalho
 
Escolha profissional / Mercado de Trabalho
Escolha profissional / Mercado de TrabalhoEscolha profissional / Mercado de Trabalho
Escolha profissional / Mercado de Trabalho
Ayala Carvalho
 
Cotas Raciais
Cotas RaciaisCotas Raciais
Cotas Raciais
Ayala Carvalho
 
Pluripartidarismo
PluripartidarismoPluripartidarismo
Pluripartidarismo
Ayala Carvalho
 
Intolerância
IntolerânciaIntolerância
Intolerância
Ayala Carvalho
 
As alterações provocadas pelas drogas
As alterações provocadas pelas drogasAs alterações provocadas pelas drogas
As alterações provocadas pelas drogas
Ayala Carvalho
 
Pintura Gótica
Pintura GóticaPintura Gótica
Pintura Gótica
Ayala Carvalho
 
Racismo
RacismoRacismo
Agricultura do Brasil
Agricultura do BrasilAgricultura do Brasil
Agricultura do Brasil
Ayala Carvalho
 

Mais de Ayala Carvalho (14)

Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Apostila de Língua Inglesa
Apostila de Língua InglesaApostila de Língua Inglesa
Apostila de Língua Inglesa
 
Agrupamentos Sociais
Agrupamentos SociaisAgrupamentos Sociais
Agrupamentos Sociais
 
Museu do Louvre
Museu do LouvreMuseu do Louvre
Museu do Louvre
 
Austrália: História e Pontos Turisticos
Austrália:  História e Pontos TuristicosAustrália:  História e Pontos Turisticos
Austrália: História e Pontos Turisticos
 
Pintura Rupestre Australiana
Pintura Rupestre AustralianaPintura Rupestre Australiana
Pintura Rupestre Australiana
 
Escolha profissional / Mercado de Trabalho
Escolha profissional / Mercado de TrabalhoEscolha profissional / Mercado de Trabalho
Escolha profissional / Mercado de Trabalho
 
Cotas Raciais
Cotas RaciaisCotas Raciais
Cotas Raciais
 
Pluripartidarismo
PluripartidarismoPluripartidarismo
Pluripartidarismo
 
Intolerância
IntolerânciaIntolerância
Intolerância
 
As alterações provocadas pelas drogas
As alterações provocadas pelas drogasAs alterações provocadas pelas drogas
As alterações provocadas pelas drogas
 
Pintura Gótica
Pintura GóticaPintura Gótica
Pintura Gótica
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Agricultura do Brasil
Agricultura do BrasilAgricultura do Brasil
Agricultura do Brasil
 

Último

Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 

Último (20)

Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 

Ética

  • 1.
  • 2. A palavra Ética é originada do grego ethos, (modo de ser, caráter). Em Filosofia, Ética significa o que é bom para o indivíduo e para a sociedade. Seu estudo contribui para estabelecer a natureza de deveres no relacionamento indivíduo - sociedade. Introdução
  • 3. Conceito É a ciência do comportamento moral dos homens na sociedade, deriva da união da consciência e preceitos morais.
  • 4. Moral É o conjunto das normas para agir específico ou concreto. A moral está contida nos códigos, que tendem a regulamentar o agir das pessoas.
  • 5. Ética profissional Conjunto de normas morais pelas quais o indivíduo deve orientar seu comportamento na profissão que exerce. A Ética é de fundamental importância em todas as profissões, e para todo ser humano, para que possamos viver relativamente bem em sociedade.
  • 6. • Respeite todas a confidências de seus pacientes. • Jamais comente em público, durante as horas de folga qualquer incidente ocorrido no hospital, nem informações sobre seus pacientes. • Evite maledicências. Jamais critique seu colega de trabalho ou supervisor na presença de outros funcionários. Comportamentos éticos perante a profissão de enfermagem
  • 7. -Demonstre respeito por seus colegas de trabalho em qualquer ocasião. -Aceite suas responsabilidades de bom grado. -Os prontuários dos pacientes contem informações privada e devem ser guardados. -Dar um bom atendimento ao paciente e não permitir que haja nenhum tipo de preconceito. -Falar alto e fazer muito barulho são comportamentos impróprios que incomoda aos pacientes e seus familiares.
  • 8. •Liberdade religiosa e a assistência espiritual. •Ser respeitado e valorizado como pessoa humana. •De saber se será submetido a pesquisas, experiências ou práticas. •De ser informado a respeito do processo terapêutico a que será submetido, bem como seus riscos e probabilidade de sucesso. •A assistência médica durante o tempo necessário e até o limite das possibilidades técnicas e humanas do hospital. Direitos do paciente
  • 9. A ética é um dos melhores caminhos para chegar á vitória. Conclusão
  • 10. A ética é um dos melhores caminhos para chegar á vitória. Conclusão