SlideShare uma empresa Scribd logo
Código de Barras
  Felipe Nunes Menegotto
Código de Barras
Código de Barras


∗ Um sistema internacional que auxilia na identificação de um item a
  ser vendido, movimentado e armazenado

∗ O QUE SÃO CÓDIGOS DE BARRAS ?

∗ Seqüência de barras pretas e brancas

∗ impressos de uma forma que o leitor óptico possa interpretar:

∗ O preto retém a luz e o branco a reflete, de forma que o leitor
  capture os sinais e interprete qual a seqüência de números (ou
  letras) representada pelas barras.
Código de Barras


∗ O desenho das barras não é sempre igual, há
  diferentes tipos (simbologias), ou seja, diferentes
  critérios para combinar barras claras e escuras.

∗ Os leitores a laser (muito usados no comércio)
 geralmente são configurados por envio de comandos
 pela porta serial do micro
Código de Barras


∗ Tipos:

EAN13: é o código mais usado na identificação de itens
comerciais. É composto de 13 dígitos

UPC-A: É usado para itens comercializados nos Estados
Unidos e Canadá. Não há identificação do país, pois o
cadastro de filiados é único para EUA e Canadá.

Código 39: Codifica letras maiúsculas, dígitos, e alguns
símbolos especiais como $. O maior problema do código 39 é
sua baixa densidade de dados
Código de Barras


∗ Um pouco do código 39

∗ Vou explicar o UPC-A, pois :

http://eletronicos.hsw.uol.com.br/codigos-de-barras-
upc.htm (traduzido do site americano)
Código 39



Legenda
     Formato 1       Formato 2         Descrição
W                B               Preto largo
N                b               Preto fino
w                W               Branco largo
n                w               Branco fino
Código 39



A   WnNnNwNnW   BwbwbWbwB
B   NnWnNwNnW   bwBwbWbwB
C   WnWnNwNnN   BwBwbWbwb
D   NnNnWwNnW   bwbwBWbwB
E   WnNnWwNnN   BwbwBWbwb
Código UPC



                          Interpretada pela
                          Máquina




                           Interpretada pelo
                           Homem

12 dÍgitos
Código UPC

∗ Exemplo: Livro "The
  Teenager's Guide to the Real
  World," (em inglês)
  publicado pela BYG
  Publishing (em inglês)




O número de identificação de
fabricação da BYG Publishing
Código UPC

∗ Exemplo: Livro "The
  Teenager's Guide to the Real
  World," (em inglês)
  publicado pela BYG
  Publishing (em inglês)




     Números de ítem
Código UPC

∗ Exemplo: Livro "The
  Teenager's Guide to the Real
  World," (em inglês)
  publicado pela BYG
  Publishing (em inglês)




Dígito de Verificação: Permite
ao Scanner determinar se o
número escaneado é correto
ou não
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
1 - some o valor de todos os dígitos em
posições ímpares (dígitos 1, 3, 5, 7 e 9).
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
1 - some o valor de todos os dígitos em
posições ímpares (dígitos 1, 3, 5, 7 e 9).
6 + 9 + 8 + 0 + 0 + 9 = 32
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
1 - some o valor de todos os dígitos em
posições ímpares (dígitos 1, 3, 5, 7 e 9).
6 + 9 + 8 + 0 + 0 + 9 = 32

2 - multiplique esse número por 3.
32 x 3 = 96
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
3 - some o valor de todos os dígitos em     Resultado do passo 2:
posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10).   96
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
3 - some o valor de todos os dígitos em     Resultado do passo 2:
posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10).   96
3 + 3 + 2 + 0 + 3 = 11
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
3 - some o valor de todos os dígitos em     Resultado do passo 2:
posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10).   96
3 + 3 + 2 + 0 + 3 = 11

4 - some este valor ao valor no passo 2.
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
3 - some o valor de todos os dígitos em     Resultado do passo 2:
posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10).   96
3 + 3 + 2 + 0 + 3 = 11

4 - some este valor ao valor no passo 2.
96 + 11 = 107
Como é calculado o dígito de
                verificação ?



Código do produto anterior: 63938200039
5 - para criar o código verificador,      Resultado do passo
determine o número que, quando            4: 107
adicionado ao número do passo 4, seja
múltiplo de 10.
107 + 3 = 110

Dessa forma, o dígito verificador é 3.
E para que serve o dígito de verificação
                   ?


 ∗ Cada vez que o scanner lê o código de barras de um
   item, ele executa este cálculo.

 ∗ Se o dígito de verificação calculado for diferente do
   dígito de verificação lido, o scanner sabe que algo saiu
   errado e que este item deve ser escaneado
   novamente.
E o preço ?


∗ Quando o scanner na verificação de saída escaneia
  um produto, a caixa registradora envia o número UPC
  ao computador central POS (ponto de venda) da loja
  para verificar o número UPC. O computador central
  envia de volta o preço real deste item neste exato
  momento.
Zeros suprimidos


∗ Você pode ver que a identificação da empresa Coca-
  Cola é 049000
Zeros suprimidos

∗ Códigos de barras menores, para
  produtos com embalagens menores

∗ Porém, se você olhar em uma lata de
  Coca-cola ou a maioria das garrafas
  de 2 litros, você verá que o código
  UPC é menor - apenas oitos dígitos
  no total. Aqui está o código de
  barras de uma garrafa de 2 litros de
  Sprite

∗ o 049 no começo são os três
  primeiros dígitos de identificação da
  empresa Coca-cola 049000
Como decodificar o código de barras
               UPC?

∗ A barra mais fina ou espaço que
  você vê (por exemplo, a primeira
  barra a esquerda) possa ser
  chamada de "uma unidade
  largura".

∗ As barras e espaços podem então
  ser vistos como tendo larguras
  proporcionais de uma, duas, três
  ou quatro unidades.

∗ O começo de qualquer código de
  barras é "1-1-1".
Como decodificar o código de barras
                  UPC?

∗ São codificados da seguinte
  maneira:

∗   0 = 3-2-1-1
∗   1 = 2-2-2-1
∗   2 = 2-1-2-2
∗   3 = 1-4-1-1
∗   4 = 1-1-3-2
∗   5 = 1-2-3-1
∗   6 = 1-1-1-4
∗   7 = 1-3-1-2
∗   8 = 1-2-1-3
∗   9 = 3-1-1-2
O código de barras começa com o código padrão inicial de 1-1-1
(barra-espaço-barra).
o zero é 3-2-1-1 (espaço-barra-espaço-barra).
Como decodificar o código de barras
              UPC?




    o quatro é 1-1-3-2 (espaço-barra-espaço-barra).
Gerando código de barras


http://www.barcodesinc.com/generator/index.php
∗ Referências

∗ http://www.barcodesinc.com/generator/index.php

∗ http://www.scb.com.br/secundarias/tiposdecodigos.htm

∗ http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/cc580676.aspx

∗ http://eletronicos.hsw.uol.com.br/codigos-de-barras-upc.htm

∗ http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%B3digo_de_barras

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Logística - Fundamentos
Logística - FundamentosLogística - Fundamentos
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
Ângelo Xavier
 
Terceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide shareTerceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide share
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
Distribuição e armazenagem
Distribuição e armazenagemDistribuição e armazenagem
Distribuição e armazenagem
Consultor SAP MM
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
Adeildo Caboclo
 
Planejamento de Compras
Planejamento de ComprasPlanejamento de Compras
Planejamento de Compras
Nyedson Barbosa
 
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Daniel Camargos Frade
 
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Aula 01  introdução, endereçamento e wmsAula 01  introdução, endereçamento e wms
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Adilson Paradella
 
Custos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - ConceitosCustos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - Conceitos
Willian dos Santos Abreu
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
Felippi Perez
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
Gilberto Freitas
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
UEMA
 
Aula 02 logística de atacado e varejo
Aula 02 logística de atacado e varejoAula 02 logística de atacado e varejo
Aula 02 logística de atacado e varejo
Cláudio Luís Faria
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
Willian dos Santos Abreu
 
Métodos de custeio
Métodos de custeioMétodos de custeio
Métodos de custeio
Dudu Ferreira
 
Apresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingApresentação Merchandising
Apresentação Merchandising
Adriano Valadão
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
Andrey Martins
 
1.1 introdução à logística
1.1 introdução à logística1.1 introdução à logística
1.1 introdução à logística
Leonardo Santos
 

Mais procurados (20)

Logística - Fundamentos
Logística - FundamentosLogística - Fundamentos
Logística - Fundamentos
 
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
 
Terceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide shareTerceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide share
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Distribuição e armazenagem
Distribuição e armazenagemDistribuição e armazenagem
Distribuição e armazenagem
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Planejamento de Compras
Planejamento de ComprasPlanejamento de Compras
Planejamento de Compras
 
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
 
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Aula 01  introdução, endereçamento e wmsAula 01  introdução, endereçamento e wms
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
 
Custos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - ConceitosCustos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - Conceitos
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Aula 02 logística de atacado e varejo
Aula 02 logística de atacado e varejoAula 02 logística de atacado e varejo
Aula 02 logística de atacado e varejo
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
Layout de estoque
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
 
Métodos de custeio
Métodos de custeioMétodos de custeio
Métodos de custeio
 
Apresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingApresentação Merchandising
Apresentação Merchandising
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
 
1.1 introdução à logística
1.1 introdução à logística1.1 introdução à logística
1.1 introdução à logística
 

Destaque

Codigo De Barra,,
Codigo De Barra,,Codigo De Barra,,
Codigo De Barra,,
johan
 
ROBÓTICA
ROBÓTICAROBÓTICA
Códigos de barra y lectores de códigos de barra
Códigos de barra y lectores de códigos de barraCódigos de barra y lectores de códigos de barra
Códigos de barra y lectores de códigos de barra
Iván Torres
 
Codigo barras
Codigo barrasCodigo barras
Codigo barras
Luis Fernandes
 
Robotica ppt
Robotica pptRobotica ppt
Robotica ppt
robotica-utem
 
Código de barras
Código de barrasCódigo de barras
Código de barras
gaybriela
 
power point robotica
power point roboticapower point robotica
power point robotica
Alumnos Instituto Grilli
 
Codigo de barras
Codigo de barrasCodigo de barras
Codigo de barras
Ayda Ramirez Montalvo
 
Codigo de barras
Codigo de barrasCodigo de barras
Codigo de barras
Claudia Melgarejo
 
Codigo De Barras
Codigo De BarrasCodigo De Barras
Codigo De Barras
AGROFARMA
 
Presentacion robotica
Presentacion roboticaPresentacion robotica
Presentacion robotica
Luisa Torrado
 
Conceptos basicos de robótica
Conceptos basicos de robóticaConceptos basicos de robótica
Conceptos basicos de robótica
Aura Duque
 
Diapositivas del trabajo de la robotica
Diapositivas del trabajo de la roboticaDiapositivas del trabajo de la robotica
Diapositivas del trabajo de la robotica
michellevelasquez11
 
Paginas de matematicas
Paginas de matematicasPaginas de matematicas
Paginas de matematicas
espanol
 

Destaque (14)

Codigo De Barra,,
Codigo De Barra,,Codigo De Barra,,
Codigo De Barra,,
 
ROBÓTICA
ROBÓTICAROBÓTICA
ROBÓTICA
 
Códigos de barra y lectores de códigos de barra
Códigos de barra y lectores de códigos de barraCódigos de barra y lectores de códigos de barra
Códigos de barra y lectores de códigos de barra
 
Codigo barras
Codigo barrasCodigo barras
Codigo barras
 
Robotica ppt
Robotica pptRobotica ppt
Robotica ppt
 
Código de barras
Código de barrasCódigo de barras
Código de barras
 
power point robotica
power point roboticapower point robotica
power point robotica
 
Codigo de barras
Codigo de barrasCodigo de barras
Codigo de barras
 
Codigo de barras
Codigo de barrasCodigo de barras
Codigo de barras
 
Codigo De Barras
Codigo De BarrasCodigo De Barras
Codigo De Barras
 
Presentacion robotica
Presentacion roboticaPresentacion robotica
Presentacion robotica
 
Conceptos basicos de robótica
Conceptos basicos de robóticaConceptos basicos de robótica
Conceptos basicos de robótica
 
Diapositivas del trabajo de la robotica
Diapositivas del trabajo de la roboticaDiapositivas del trabajo de la robotica
Diapositivas del trabajo de la robotica
 
Paginas de matematicas
Paginas de matematicasPaginas de matematicas
Paginas de matematicas
 

Semelhante a Código de barras

descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais
descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitaisdescodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais
descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais
Carlos Pereira
 
Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11
Marcos Paulo
 
Aula02 - Sistemas Numéricos computacionais
Aula02 - Sistemas Numéricos computacionaisAula02 - Sistemas Numéricos computacionais
Aula02 - Sistemas Numéricos computacionais
Jorge Ávila Miranda
 
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃOSISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
Carlos Pereira
 
Programação básica de microcontroladores
Programação básica de microcontroladoresProgramação básica de microcontroladores
Programação básica de microcontroladores
Danilo Morais Pagano
 
Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2
Duílio Andrade
 
ITI Slides
ITI SlidesITI Slides
ITI Slides
PET Computação
 
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Filipo Mór
 
Atividade BE/CRE
Atividade BE/CREAtividade BE/CRE
Atividade BE/CRE
rita estrela
 
Eletronica digital lista i
Eletronica digital   lista iEletronica digital   lista i
Eletronica digital lista i
Carlos Melo
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
UFCD 6024.pptx
UFCD 6024.pptxUFCD 6024.pptx
UFCD 6024.pptx
teresa rua
 
Fundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceitoFundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceito
Ericlys Moreira
 
Tp representação de informação
Tp   representação de informaçãoTp   representação de informação
Tp representação de informação
Luis Lino Ferreira
 
Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)
Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)
Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)
Ana Carneirinho
 
01 variaveis io if
01 variaveis io if01 variaveis io if
01 variaveis io if
Leandro Barbosa
 
18 geradores e verificadores.pdf
18 geradores e verificadores.pdf18 geradores e verificadores.pdf
18 geradores e verificadores.pdf
MurkyNightblue
 
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxAula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
riodurval
 
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Elaine Cecília Gatto
 
Bits & Bytes
Bits & BytesBits & Bytes
Bits & Bytes
Sanclé Porchéra
 

Semelhante a Código de barras (20)

descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais
descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitaisdescodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais
descodificadores codificadores Encoder Decoder Sistemas Digitais
 
Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11Codificando e-magazine11
Codificando e-magazine11
 
Aula02 - Sistemas Numéricos computacionais
Aula02 - Sistemas Numéricos computacionaisAula02 - Sistemas Numéricos computacionais
Aula02 - Sistemas Numéricos computacionais
 
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃOSISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
SISTEMAS digitais SISTEMAS DE NUMERAÇÃO
 
Programação básica de microcontroladores
Programação básica de microcontroladoresProgramação básica de microcontroladores
Programação básica de microcontroladores
 
Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2Introducao Computacao Slide 2
Introducao Computacao Slide 2
 
ITI Slides
ITI SlidesITI Slides
ITI Slides
 
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
 
Atividade BE/CRE
Atividade BE/CREAtividade BE/CRE
Atividade BE/CRE
 
Eletronica digital lista i
Eletronica digital   lista iEletronica digital   lista i
Eletronica digital lista i
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Sistemas de numeração
 
UFCD 6024.pptx
UFCD 6024.pptxUFCD 6024.pptx
UFCD 6024.pptx
 
Fundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceitoFundamentos da computação software evolução e conceito
Fundamentos da computação software evolução e conceito
 
Tp representação de informação
Tp   representação de informaçãoTp   representação de informação
Tp representação de informação
 
Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)
Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)
Arduino - iniciação à linguagem C (entradas analógica)
 
01 variaveis io if
01 variaveis io if01 variaveis io if
01 variaveis io if
 
18 geradores e verificadores.pdf
18 geradores e verificadores.pdf18 geradores e verificadores.pdf
18 geradores e verificadores.pdf
 
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptxAula 10 - Códigos BCD.pptx
Aula 10 - Códigos BCD.pptx
 
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
Sistemas Digitais Aula 29-08-2018
 
Bits & Bytes
Bits & BytesBits & Bytes
Bits & Bytes
 

Mais de Felipe Menegotto

Processos de Transferência de Calor
Processos de Transferência de CalorProcessos de Transferência de Calor
Processos de Transferência de Calor
Felipe Menegotto
 
Eletromagnetismo - Indução Eletromagnética
Eletromagnetismo - Indução EletromagnéticaEletromagnetismo - Indução Eletromagnética
Eletromagnetismo - Indução Eletromagnética
Felipe Menegotto
 
Pré-UFRGS Física
Pré-UFRGS FísicaPré-UFRGS Física
Pré-UFRGS Física
Felipe Menegotto
 
Gráficos - Cinemática - Revisão
Gráficos - Cinemática - RevisãoGráficos - Cinemática - Revisão
Gráficos - Cinemática - Revisão
Felipe Menegotto
 
Ondas - Parte II
Ondas - Parte IIOndas - Parte II
Ondas - Parte II
Felipe Menegotto
 
Ondas Eletromagnéticas
Ondas EletromagnéticasOndas Eletromagnéticas
Ondas Eletromagnéticas
Felipe Menegotto
 
Ondas Sonoras
Ondas SonorasOndas Sonoras
Ondas Sonoras
Felipe Menegotto
 
Leis de Newton
Leis de NewtonLeis de Newton
Leis de Newton
Felipe Menegotto
 
Dispersão da luz
Dispersão da luzDispersão da luz
Dispersão da luz
Felipe Menegotto
 
Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1
Felipe Menegotto
 
Campo elétrico e seu caráter vetorial
Campo elétrico e seu caráter vetorialCampo elétrico e seu caráter vetorial
Campo elétrico e seu caráter vetorial
Felipe Menegotto
 
Ondas - Parte I
Ondas - Parte IOndas - Parte I
Ondas - Parte I
Felipe Menegotto
 
Montanha russa, força centrípeta e conservação de energia
Montanha russa, força centrípeta e conservação de energiaMontanha russa, força centrípeta e conservação de energia
Montanha russa, força centrípeta e conservação de energia
Felipe Menegotto
 
Supercondutividade
SupercondutividadeSupercondutividade
Supercondutividade
Felipe Menegotto
 
Cultura e astronomia pré colombianas
Cultura e astronomia pré colombianasCultura e astronomia pré colombianas
Cultura e astronomia pré colombianas
Felipe Menegotto
 
Teoria cinética dos gases pt2
Teoria cinética dos gases pt2Teoria cinética dos gases pt2
Teoria cinética dos gases pt2
Felipe Menegotto
 
Teoria cinética dos gases pt1
Teoria cinética dos gases pt1Teoria cinética dos gases pt1
Teoria cinética dos gases pt1
Felipe Menegotto
 
Oscilações
OscilaçõesOscilações
Oscilações
Felipe Menegotto
 
Sistemas de coordenadas astronômicas
Sistemas de coordenadas astronômicasSistemas de coordenadas astronômicas
Sistemas de coordenadas astronômicas
Felipe Menegotto
 
Astronomia antiga
Astronomia antigaAstronomia antiga
Astronomia antiga
Felipe Menegotto
 

Mais de Felipe Menegotto (20)

Processos de Transferência de Calor
Processos de Transferência de CalorProcessos de Transferência de Calor
Processos de Transferência de Calor
 
Eletromagnetismo - Indução Eletromagnética
Eletromagnetismo - Indução EletromagnéticaEletromagnetismo - Indução Eletromagnética
Eletromagnetismo - Indução Eletromagnética
 
Pré-UFRGS Física
Pré-UFRGS FísicaPré-UFRGS Física
Pré-UFRGS Física
 
Gráficos - Cinemática - Revisão
Gráficos - Cinemática - RevisãoGráficos - Cinemática - Revisão
Gráficos - Cinemática - Revisão
 
Ondas - Parte II
Ondas - Parte IIOndas - Parte II
Ondas - Parte II
 
Ondas Eletromagnéticas
Ondas EletromagnéticasOndas Eletromagnéticas
Ondas Eletromagnéticas
 
Ondas Sonoras
Ondas SonorasOndas Sonoras
Ondas Sonoras
 
Leis de Newton
Leis de NewtonLeis de Newton
Leis de Newton
 
Dispersão da luz
Dispersão da luzDispersão da luz
Dispersão da luz
 
Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1Oficina de Radiações - Dia 1
Oficina de Radiações - Dia 1
 
Campo elétrico e seu caráter vetorial
Campo elétrico e seu caráter vetorialCampo elétrico e seu caráter vetorial
Campo elétrico e seu caráter vetorial
 
Ondas - Parte I
Ondas - Parte IOndas - Parte I
Ondas - Parte I
 
Montanha russa, força centrípeta e conservação de energia
Montanha russa, força centrípeta e conservação de energiaMontanha russa, força centrípeta e conservação de energia
Montanha russa, força centrípeta e conservação de energia
 
Supercondutividade
SupercondutividadeSupercondutividade
Supercondutividade
 
Cultura e astronomia pré colombianas
Cultura e astronomia pré colombianasCultura e astronomia pré colombianas
Cultura e astronomia pré colombianas
 
Teoria cinética dos gases pt2
Teoria cinética dos gases pt2Teoria cinética dos gases pt2
Teoria cinética dos gases pt2
 
Teoria cinética dos gases pt1
Teoria cinética dos gases pt1Teoria cinética dos gases pt1
Teoria cinética dos gases pt1
 
Oscilações
OscilaçõesOscilações
Oscilações
 
Sistemas de coordenadas astronômicas
Sistemas de coordenadas astronômicasSistemas de coordenadas astronômicas
Sistemas de coordenadas astronômicas
 
Astronomia antiga
Astronomia antigaAstronomia antiga
Astronomia antiga
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 

Código de barras

  • 1. Código de Barras Felipe Nunes Menegotto
  • 3. Código de Barras ∗ Um sistema internacional que auxilia na identificação de um item a ser vendido, movimentado e armazenado ∗ O QUE SÃO CÓDIGOS DE BARRAS ? ∗ Seqüência de barras pretas e brancas ∗ impressos de uma forma que o leitor óptico possa interpretar: ∗ O preto retém a luz e o branco a reflete, de forma que o leitor capture os sinais e interprete qual a seqüência de números (ou letras) representada pelas barras.
  • 4. Código de Barras ∗ O desenho das barras não é sempre igual, há diferentes tipos (simbologias), ou seja, diferentes critérios para combinar barras claras e escuras. ∗ Os leitores a laser (muito usados no comércio) geralmente são configurados por envio de comandos pela porta serial do micro
  • 5. Código de Barras ∗ Tipos: EAN13: é o código mais usado na identificação de itens comerciais. É composto de 13 dígitos UPC-A: É usado para itens comercializados nos Estados Unidos e Canadá. Não há identificação do país, pois o cadastro de filiados é único para EUA e Canadá. Código 39: Codifica letras maiúsculas, dígitos, e alguns símbolos especiais como $. O maior problema do código 39 é sua baixa densidade de dados
  • 6. Código de Barras ∗ Um pouco do código 39 ∗ Vou explicar o UPC-A, pois : http://eletronicos.hsw.uol.com.br/codigos-de-barras- upc.htm (traduzido do site americano)
  • 7. Código 39 Legenda Formato 1 Formato 2 Descrição W B Preto largo N b Preto fino w W Branco largo n w Branco fino
  • 8. Código 39 A WnNnNwNnW BwbwbWbwB B NnWnNwNnW bwBwbWbwB C WnWnNwNnN BwBwbWbwb D NnNnWwNnW bwbwBWbwB E WnNnWwNnN BwbwBWbwb
  • 9. Código UPC Interpretada pela Máquina Interpretada pelo Homem 12 dÍgitos
  • 10. Código UPC ∗ Exemplo: Livro "The Teenager's Guide to the Real World," (em inglês) publicado pela BYG Publishing (em inglês) O número de identificação de fabricação da BYG Publishing
  • 11. Código UPC ∗ Exemplo: Livro "The Teenager's Guide to the Real World," (em inglês) publicado pela BYG Publishing (em inglês) Números de ítem
  • 12. Código UPC ∗ Exemplo: Livro "The Teenager's Guide to the Real World," (em inglês) publicado pela BYG Publishing (em inglês) Dígito de Verificação: Permite ao Scanner determinar se o número escaneado é correto ou não
  • 13. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 1 - some o valor de todos os dígitos em posições ímpares (dígitos 1, 3, 5, 7 e 9).
  • 14. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 1 - some o valor de todos os dígitos em posições ímpares (dígitos 1, 3, 5, 7 e 9). 6 + 9 + 8 + 0 + 0 + 9 = 32
  • 15. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 1 - some o valor de todos os dígitos em posições ímpares (dígitos 1, 3, 5, 7 e 9). 6 + 9 + 8 + 0 + 0 + 9 = 32 2 - multiplique esse número por 3. 32 x 3 = 96
  • 16. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 3 - some o valor de todos os dígitos em Resultado do passo 2: posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10). 96
  • 17. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 3 - some o valor de todos os dígitos em Resultado do passo 2: posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10). 96 3 + 3 + 2 + 0 + 3 = 11
  • 18. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 3 - some o valor de todos os dígitos em Resultado do passo 2: posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10). 96 3 + 3 + 2 + 0 + 3 = 11 4 - some este valor ao valor no passo 2.
  • 19. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 3 - some o valor de todos os dígitos em Resultado do passo 2: posições pares (dígitos 2, 4, 6, 8 e 10). 96 3 + 3 + 2 + 0 + 3 = 11 4 - some este valor ao valor no passo 2. 96 + 11 = 107
  • 20. Como é calculado o dígito de verificação ? Código do produto anterior: 63938200039 5 - para criar o código verificador, Resultado do passo determine o número que, quando 4: 107 adicionado ao número do passo 4, seja múltiplo de 10. 107 + 3 = 110 Dessa forma, o dígito verificador é 3.
  • 21. E para que serve o dígito de verificação ? ∗ Cada vez que o scanner lê o código de barras de um item, ele executa este cálculo. ∗ Se o dígito de verificação calculado for diferente do dígito de verificação lido, o scanner sabe que algo saiu errado e que este item deve ser escaneado novamente.
  • 22. E o preço ? ∗ Quando o scanner na verificação de saída escaneia um produto, a caixa registradora envia o número UPC ao computador central POS (ponto de venda) da loja para verificar o número UPC. O computador central envia de volta o preço real deste item neste exato momento.
  • 23. Zeros suprimidos ∗ Você pode ver que a identificação da empresa Coca- Cola é 049000
  • 24. Zeros suprimidos ∗ Códigos de barras menores, para produtos com embalagens menores ∗ Porém, se você olhar em uma lata de Coca-cola ou a maioria das garrafas de 2 litros, você verá que o código UPC é menor - apenas oitos dígitos no total. Aqui está o código de barras de uma garrafa de 2 litros de Sprite ∗ o 049 no começo são os três primeiros dígitos de identificação da empresa Coca-cola 049000
  • 25. Como decodificar o código de barras UPC? ∗ A barra mais fina ou espaço que você vê (por exemplo, a primeira barra a esquerda) possa ser chamada de "uma unidade largura". ∗ As barras e espaços podem então ser vistos como tendo larguras proporcionais de uma, duas, três ou quatro unidades. ∗ O começo de qualquer código de barras é "1-1-1".
  • 26. Como decodificar o código de barras UPC? ∗ São codificados da seguinte maneira: ∗ 0 = 3-2-1-1 ∗ 1 = 2-2-2-1 ∗ 2 = 2-1-2-2 ∗ 3 = 1-4-1-1 ∗ 4 = 1-1-3-2 ∗ 5 = 1-2-3-1 ∗ 6 = 1-1-1-4 ∗ 7 = 1-3-1-2 ∗ 8 = 1-2-1-3 ∗ 9 = 3-1-1-2
  • 27. O código de barras começa com o código padrão inicial de 1-1-1 (barra-espaço-barra).
  • 28. o zero é 3-2-1-1 (espaço-barra-espaço-barra).
  • 29. Como decodificar o código de barras UPC? o quatro é 1-1-3-2 (espaço-barra-espaço-barra).
  • 30. Gerando código de barras http://www.barcodesinc.com/generator/index.php
  • 31. ∗ Referências ∗ http://www.barcodesinc.com/generator/index.php ∗ http://www.scb.com.br/secundarias/tiposdecodigos.htm ∗ http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/cc580676.aspx ∗ http://eletronicos.hsw.uol.com.br/codigos-de-barras-upc.htm ∗ http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%B3digo_de_barras