SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula PapanicolaouAula Papanicolaou
Citologia Cérvico-vaginalCitologia Cérvico-vaginal
A citologia cérvico-vaginal, citologia oncótica ou
colpocitologia é o método mais difundido
mundialmente para rastreamento de células
cancerosas e précancerosas1
.
Introduzida na década de 40 por Papanicolaou e
Traut, representou grande avanço no controle do
carcinoma da cérvice uterina.
Gradativamente, o método foi adquirindo
adeptos, assimilado em serviços de ginecologia e,
atualmente, representa importante forma de
controle desse tipo de neoplasia2
, sendo também
utilizada na detecção de outras alterações, como
por exemplo, vulvovaginites.
Vulvovaginites são as alterações caracterizadas
por um fluxo vaginal anormal, geralmente com volume
aumentado, podendo ter ou não cheiro desagradável,
irritação, coceira ou ardência na vagina ou na vulva e
vontade de urinar freqüentemente. É um dos problemas
ginecológicos mais comuns e uma das causas mais
freqüentes de consulta ao ginecologista.
O Exame de PapanicolaouO Exame de Papanicolaou
 O exame detecta doenças que ocorrem no colo do
útero antes do desenvolvimento do câncer.
 O exame não é somente uma maneira de
diagnosticar a doença, mas serve principalmente para
determinar o risco de uma mulher vir a desenvolver o
câncer.
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
OvárioOvário
Auto-Exame das MamasAuto-Exame das Mamas
Faz-se o exame externo da vulva e depois se
introduz um instrumento chamado espéculo pelo
canal vaginal para que se possa visualizá-lo e ao
colo do útero (parte final do útero, do qual serão
coletadas as células para exame microscópico).
Como é realizado o exameComo é realizado o exame
Posição ginecológicaPosição ginecológica
Material utilizadoMaterial utilizado
Material utilizadoMaterial utilizado
ColetaColeta
COLO DO ÚTERO NORMALCOLO DO ÚTERO NORMAL
Alterações Ginecológicas doAlterações Ginecológicas do
Aparelho Reprodutor FemininoAparelho Reprodutor Feminino
O exame de Papanicolaou se utiliza para
determinar várias alterações que podem ocorrer,
dentre elas estão:
 
*Candidíase ou monilíase vaginal: 
TricomoníaseTricomoníase  
Gardnerella vaginalisGardnerella vaginalis  
CerviciteCervicite
HPV (Papiloma VHPV (Papiloma Víírus Humano/Human rus Humano/Human 
Papiloma Virus)Papiloma Virus)
HPV (Papiloma VHPV (Papiloma Víírus Humano/Human rus Humano/Human 
Papiloma Virus)Papiloma Virus)
Câncer do colo do útero Câncer do colo do útero 
(neoplasia cervical)(neoplasia cervical)  
Câncer do colo do útero Câncer do colo do útero 
(neoplasia cervical)(neoplasia cervical)
O exame de Papanicolaou tem suas diversas
funcionalidades para detecção de varios
diagnósticos, porém, sua maior relevância baseia-se
na prevenção. É o único exame preventivo de Ca de
colo uterino.
O exame deve apresentar vários aspectos em
geral que trazem qualidade para a coleta.
O profissional deve abordar a cliente de maneira
que a mesma se sinta à vontade e confortável, o que
facilita o exame.
Deve também explicar todos os passos que
serão efetuados e aproveitar o momento da coleta
para orientar quanto a higiene e cuidados íntimos,
demonstrando a importância dos mesmos como
fator preventivo das infecções do trato urogenital e
a importância do auto-exame das mamas.
Ressalta-se a necessidade de uma assistência
mais centrada no aspecto educativo, para que possam
ser adotados comportamentos favoráveis à promoçäo do
autocuidado.
Este exame pode ser feito gratuitamente em
qualquer Unidade Básica de Saúde do Sistema Único de
Saúde e Faculdades de Medicina do Brasil, é só procurar
por um Serviço de Saúde da Mulher.
Aula apresentada pela aluna Lidiane Silva Moreira (2006) em
seu Trabalho de Conclusão de Curso, foi modificado por suas
implicações necessárias à aula de graduação.
1. Lapin, G.A.; Derchain, S.F.M.; Tambascia, J. Comparação entre a
colpocitologia oncológica de encaminhamento e da gravidade de
lesões cervicais intraepiteliais. Revista de Saúde Pública, 34(2): 120-
125, 2000.
2. Motta, E.V.; Fonseca, A.M.; Bagnoli, V.R. et al. Colpocitologia em
ambulatório de ginecologia preventiva. Revista da Associação
Médica Brasileira. 47(4): 302- 310, 2001.
3. Equipe ABC da Saúde. Corrimento Vaginal. Disponível em: <http://www.
abcdasaude.com.br/artigo.php?96>. Acesso em 19 jul. 2006.
4. Mendes, J. C; Silveira, L.M.S; Paredes, A.O. Lesão intra-epitelial
cervical:existe correlação entre o tempo de realização do exame de
Papanicolaou e o aspecto do colo uterino para o aparecimento da
lesão? RBAC,vol.36(4):191,2004. Disponível em: <http://www.sbac.org
.br/pdfs/rbac_Vol%2036-4_191-196-lesao.pdf>. Acesso em 19 jul. 2006
5. Brasil. Ministério da Saúde. Pesquisa de incidência de câncer de colo uterino. Brasília,
2001. Disponível em: <http://www.fsp.usp.br/rcsp/registros%20e%20 historia.pdf#search=
%22Minist%C3%A9rio%20da%20sa%C3%BAde%20Pesquisa%20de%20incid
%C3%AAncia%20de%20c%C3%A2ncer%20de%20colo%20uterino%20Brasilia
%202001%22>. Acesso em 15 jul. 2006.
6. Orquiza, S.M.C. O que é exame de Papanicolaou. Disponível em:
<http://www.orientacoesmedicas.com.br/oqueepapanicolau.asp>. Acesso em 10 jul. 2006.
7. Ramos, S.P. Atenção Integral à Saúde da Mulher. Disponível em:
<http://www.gineco.com.br>. Acesso em 19 jul. 2006.
8. Oggi, S. Câncer cervical. Disponível em: <http://www.espacoreal medico.com.br/
index_internas.htm?
sUrl=http://www.espacorealmedico.com.br/referencias_rapidas/explique_paciente/adam/tpl
_adam_cancer_cervical_01.shtm>. Acesso em 19 jul. 2006.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cancer
CancerCancer
Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Ministério Público de Santa Catarina
 
Outubro Rosa
Outubro RosaOutubro Rosa
Outubro Rosa
Ana Luzia
 
Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.
Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.
Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.
biankathamara
 
Câncer de próstata
Câncer de próstataCâncer de próstata
Câncer de próstata
Deivid Castro
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
Rejane Durães
 
Saude da mulher1
Saude da mulher1Saude da mulher1
Saude da mulher1
luzienne moraes
 
Câncer de mama
Câncer de mamaCâncer de mama
Câncer de mama
Roberta Araujo
 
Câncer de Mama
Câncer de MamaCâncer de Mama
Câncer de Mama
Welisson Porto
 
Exame Clínico das Mamas
Exame Clínico das MamasExame Clínico das Mamas
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
Stefanny Corrêa
 
Câncer de mama
 Câncer de mama Câncer de mama
Câncer de mama
Luciane Santana
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Câncer de cólo de útero
Câncer de cólo de úteroCâncer de cólo de útero
Câncer de cólo de útero
Roberta Araujo
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
marianagusmao39
 
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e VerdadesOutubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
Ministério Público de Santa Catarina
 
Preventivo
PreventivoPreventivo
Preventivo
HIURYGOMES
 
Câncer de mama - Palestra para comunidade
Câncer de mama -  Palestra para comunidadeCâncer de mama -  Palestra para comunidade
Câncer de mama - Palestra para comunidade
Maylu Souza
 
Falando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de úteroFalando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de útero
Letícia Spina Tapia
 

Mais procurados (20)

Cancer
CancerCancer
Cancer
 
Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
 
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
Outubro Rosa. É Preciso Falar Disso!
 
Outubro Rosa
Outubro RosaOutubro Rosa
Outubro Rosa
 
Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.
Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.
Câncer de Mama uma visão mais objetiva do assunto.
 
Câncer de próstata
Câncer de próstataCâncer de próstata
Câncer de próstata
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
 
Saude da mulher1
Saude da mulher1Saude da mulher1
Saude da mulher1
 
Câncer de mama
Câncer de mamaCâncer de mama
Câncer de mama
 
Câncer de Mama
Câncer de MamaCâncer de Mama
Câncer de Mama
 
Exame Clínico das Mamas
Exame Clínico das MamasExame Clínico das Mamas
Exame Clínico das Mamas
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
 
Câncer de mama
 Câncer de mama Câncer de mama
Câncer de mama
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APS
 
Câncer de cólo de útero
Câncer de cólo de úteroCâncer de cólo de útero
Câncer de cólo de útero
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
 
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e VerdadesOutubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
 
Preventivo
PreventivoPreventivo
Preventivo
 
Câncer de mama - Palestra para comunidade
Câncer de mama -  Palestra para comunidadeCâncer de mama -  Palestra para comunidade
Câncer de mama - Palestra para comunidade
 
Falando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de úteroFalando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de útero
 

Destaque

Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.
Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.
Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.
Adriana Saraiva
 
29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina
29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina
29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina
Maria Jaqueline Mesquita
 
Clinicas de analise
Clinicas de analiseClinicas de analise
Clinicas de analise
Tuany Caldas
 
Apostila coleta cnpq
Apostila coleta cnpqApostila coleta cnpq
Apostila coleta cnpq
Anderson Galvao
 
Introdução a análises clínicas
Introdução a análises clínicasIntrodução a análises clínicas
Introdução a análises clínicas
Stephany Strombeck
 
Interpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaInterpretação do hemograma
Interpretação do hemograma
Joziane Brunelli
 
Instruções de coleta para exames laboratoriais
Instruções de coleta para exames laboratoriaisInstruções de coleta para exames laboratoriais
Instruções de coleta para exames laboratoriais
clinicansl
 
Manual de hematologia
Manual de hematologiaManual de hematologia
Manual de hematologia
Priscila Oliveira
 

Destaque (8)

Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.
Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.
Aula 2 coleta de material para exames laboratoriais.
 
29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina
29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina
29483020 coleta-de-amostras-biologicas-sangue-e-urina
 
Clinicas de analise
Clinicas de analiseClinicas de analise
Clinicas de analise
 
Apostila coleta cnpq
Apostila coleta cnpqApostila coleta cnpq
Apostila coleta cnpq
 
Introdução a análises clínicas
Introdução a análises clínicasIntrodução a análises clínicas
Introdução a análises clínicas
 
Interpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaInterpretação do hemograma
Interpretação do hemograma
 
Instruções de coleta para exames laboratoriais
Instruções de coleta para exames laboratoriaisInstruções de coleta para exames laboratoriais
Instruções de coleta para exames laboratoriais
 
Manual de hematologia
Manual de hematologiaManual de hematologia
Manual de hematologia
 

Semelhante a Aula+papanicolaou

Previna o cancer do colo de útero
Previna o cancer do colo de úteroPrevina o cancer do colo de útero
Previna o cancer do colo de útero
CLESIOANDRADE
 
Câncer de colo
Câncer de coloCâncer de colo
Câncer de colo
Jefferson Leite
 
2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
ItauanaAlmeida1
 
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde femininaSaúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Anderson Silva
 
Cancer de colo do utero
Cancer de colo do utero Cancer de colo do utero
Cancer de colo do utero
Gloria Grazziotin
 
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
Vitoria Rocha
 
DiagnóStico E Tratamento Das DoençAs Do Colo Uterino
DiagnóStico E Tratamento  Das DoençAs Do Colo UterinoDiagnóStico E Tratamento  Das DoençAs Do Colo Uterino
DiagnóStico E Tratamento Das DoençAs Do Colo Uterino
chirlei ferreira
 
Lesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de colo
Lesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de coloLesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de colo
Lesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de colo
Auro Gonçalves
 
Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino
Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino
Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino
Jorge Luiz de Souza Neto
 
Hpv
HpvHpv
Outubro rosa
Outubro rosaOutubro rosa
Outubro rosa
adrianaDeCuntoMaccag
 
Cesariana e Parto vaginal
Cesariana e Parto vaginalCesariana e Parto vaginal
Cesariana e Parto vaginal
Caroline Reis Gonçalves
 
Abordagem Atual no Diagnostico dos Tumores Ovarianos
Abordagem Atual no Diagnostico dos Tumores OvarianosAbordagem Atual no Diagnostico dos Tumores Ovarianos
Abordagem Atual no Diagnostico dos Tumores Ovarianos
Hospital Universitário - Universidade Federal do Rio de Janeiro
 
Hpv tira15
Hpv tira15Hpv tira15
Hpv tira15
Lukas Rodrigo
 
SLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptx
SLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptxSLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptx
SLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptx
GlauciaVieira16
 
Folder: Câncer de útero
Folder: Câncer de úteroFolder: Câncer de útero
Folder: Câncer de útero
Luana Dias
 
2 vacina como_ferramenta_preventiva
2 vacina como_ferramenta_preventiva2 vacina como_ferramenta_preventiva
2 vacina como_ferramenta_preventiva
Jnq Braga
 
05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo
05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo
05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo
Carla De Marinis
 
Prevenção de câncer de colo do útero
Prevenção de câncer de colo do úteroPrevenção de câncer de colo do útero
Prevenção de câncer de colo do útero
Daniela Bueno B. Fonseca
 
Slide cancer 2.0
Slide cancer 2.0Slide cancer 2.0
Slide cancer 2.0
Wesley Oliveira
 

Semelhante a Aula+papanicolaou (20)

Previna o cancer do colo de útero
Previna o cancer do colo de úteroPrevina o cancer do colo de útero
Previna o cancer do colo de útero
 
Câncer de colo
Câncer de coloCâncer de colo
Câncer de colo
 
2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
2CANCER+DE+COLO_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
 
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde femininaSaúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
 
Cancer de colo do utero
Cancer de colo do utero Cancer de colo do utero
Cancer de colo do utero
 
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
 
DiagnóStico E Tratamento Das DoençAs Do Colo Uterino
DiagnóStico E Tratamento  Das DoençAs Do Colo UterinoDiagnóStico E Tratamento  Das DoençAs Do Colo Uterino
DiagnóStico E Tratamento Das DoençAs Do Colo Uterino
 
Lesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de colo
Lesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de coloLesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de colo
Lesões pré neoplasicas do colo uterino cancer de colo
 
Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino
Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino
Neoplasias do Sistema Reprodutor Feminino
 
Hpv
HpvHpv
Hpv
 
Outubro rosa
Outubro rosaOutubro rosa
Outubro rosa
 
Cesariana e Parto vaginal
Cesariana e Parto vaginalCesariana e Parto vaginal
Cesariana e Parto vaginal
 
Abordagem Atual no Diagnostico dos Tumores Ovarianos
Abordagem Atual no Diagnostico dos Tumores OvarianosAbordagem Atual no Diagnostico dos Tumores Ovarianos
Abordagem Atual no Diagnostico dos Tumores Ovarianos
 
Hpv tira15
Hpv tira15Hpv tira15
Hpv tira15
 
SLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptx
SLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptxSLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptx
SLIDE CÂNCER COLO DO ÚTERO.pptx
 
Folder: Câncer de útero
Folder: Câncer de úteroFolder: Câncer de útero
Folder: Câncer de útero
 
2 vacina como_ferramenta_preventiva
2 vacina como_ferramenta_preventiva2 vacina como_ferramenta_preventiva
2 vacina como_ferramenta_preventiva
 
05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo
05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo
05 z zdiagn-oysticozrastreiozeztratamentozdozcayncerzdezcolozdezuytero febrasgo
 
Prevenção de câncer de colo do útero
Prevenção de câncer de colo do úteroPrevenção de câncer de colo do útero
Prevenção de câncer de colo do útero
 
Slide cancer 2.0
Slide cancer 2.0Slide cancer 2.0
Slide cancer 2.0
 

Último

A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 

Último (20)

A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 

Aula+papanicolaou

  • 2. Citologia Cérvico-vaginalCitologia Cérvico-vaginal A citologia cérvico-vaginal, citologia oncótica ou colpocitologia é o método mais difundido mundialmente para rastreamento de células cancerosas e précancerosas1 . Introduzida na década de 40 por Papanicolaou e Traut, representou grande avanço no controle do carcinoma da cérvice uterina.
  • 3. Gradativamente, o método foi adquirindo adeptos, assimilado em serviços de ginecologia e, atualmente, representa importante forma de controle desse tipo de neoplasia2 , sendo também utilizada na detecção de outras alterações, como por exemplo, vulvovaginites.
  • 4. Vulvovaginites são as alterações caracterizadas por um fluxo vaginal anormal, geralmente com volume aumentado, podendo ter ou não cheiro desagradável, irritação, coceira ou ardência na vagina ou na vulva e vontade de urinar freqüentemente. É um dos problemas ginecológicos mais comuns e uma das causas mais freqüentes de consulta ao ginecologista.
  • 5. O Exame de PapanicolaouO Exame de Papanicolaou  O exame detecta doenças que ocorrem no colo do útero antes do desenvolvimento do câncer.  O exame não é somente uma maneira de diagnosticar a doença, mas serve principalmente para determinar o risco de uma mulher vir a desenvolver o câncer.
  • 9. Faz-se o exame externo da vulva e depois se introduz um instrumento chamado espéculo pelo canal vaginal para que se possa visualizá-lo e ao colo do útero (parte final do útero, do qual serão coletadas as células para exame microscópico). Como é realizado o exameComo é realizado o exame
  • 14.
  • 15. COLO DO ÚTERO NORMALCOLO DO ÚTERO NORMAL
  • 16. Alterações Ginecológicas doAlterações Ginecológicas do Aparelho Reprodutor FemininoAparelho Reprodutor Feminino O exame de Papanicolaou se utiliza para determinar várias alterações que podem ocorrer, dentre elas estão:
  • 25. O exame de Papanicolaou tem suas diversas funcionalidades para detecção de varios diagnósticos, porém, sua maior relevância baseia-se na prevenção. É o único exame preventivo de Ca de colo uterino. O exame deve apresentar vários aspectos em geral que trazem qualidade para a coleta. O profissional deve abordar a cliente de maneira que a mesma se sinta à vontade e confortável, o que facilita o exame.
  • 26. Deve também explicar todos os passos que serão efetuados e aproveitar o momento da coleta para orientar quanto a higiene e cuidados íntimos, demonstrando a importância dos mesmos como fator preventivo das infecções do trato urogenital e a importância do auto-exame das mamas.
  • 27. Ressalta-se a necessidade de uma assistência mais centrada no aspecto educativo, para que possam ser adotados comportamentos favoráveis à promoçäo do autocuidado. Este exame pode ser feito gratuitamente em qualquer Unidade Básica de Saúde do Sistema Único de Saúde e Faculdades de Medicina do Brasil, é só procurar por um Serviço de Saúde da Mulher.
  • 28. Aula apresentada pela aluna Lidiane Silva Moreira (2006) em seu Trabalho de Conclusão de Curso, foi modificado por suas implicações necessárias à aula de graduação.
  • 29. 1. Lapin, G.A.; Derchain, S.F.M.; Tambascia, J. Comparação entre a colpocitologia oncológica de encaminhamento e da gravidade de lesões cervicais intraepiteliais. Revista de Saúde Pública, 34(2): 120- 125, 2000. 2. Motta, E.V.; Fonseca, A.M.; Bagnoli, V.R. et al. Colpocitologia em ambulatório de ginecologia preventiva. Revista da Associação Médica Brasileira. 47(4): 302- 310, 2001. 3. Equipe ABC da Saúde. Corrimento Vaginal. Disponível em: <http://www. abcdasaude.com.br/artigo.php?96>. Acesso em 19 jul. 2006. 4. Mendes, J. C; Silveira, L.M.S; Paredes, A.O. Lesão intra-epitelial cervical:existe correlação entre o tempo de realização do exame de Papanicolaou e o aspecto do colo uterino para o aparecimento da lesão? RBAC,vol.36(4):191,2004. Disponível em: <http://www.sbac.org .br/pdfs/rbac_Vol%2036-4_191-196-lesao.pdf>. Acesso em 19 jul. 2006
  • 30. 5. Brasil. Ministério da Saúde. Pesquisa de incidência de câncer de colo uterino. Brasília, 2001. Disponível em: <http://www.fsp.usp.br/rcsp/registros%20e%20 historia.pdf#search= %22Minist%C3%A9rio%20da%20sa%C3%BAde%20Pesquisa%20de%20incid %C3%AAncia%20de%20c%C3%A2ncer%20de%20colo%20uterino%20Brasilia %202001%22>. Acesso em 15 jul. 2006. 6. Orquiza, S.M.C. O que é exame de Papanicolaou. Disponível em: <http://www.orientacoesmedicas.com.br/oqueepapanicolau.asp>. Acesso em 10 jul. 2006. 7. Ramos, S.P. Atenção Integral à Saúde da Mulher. Disponível em: <http://www.gineco.com.br>. Acesso em 19 jul. 2006. 8. Oggi, S. Câncer cervical. Disponível em: <http://www.espacoreal medico.com.br/ index_internas.htm? sUrl=http://www.espacorealmedico.com.br/referencias_rapidas/explique_paciente/adam/tpl _adam_cancer_cervical_01.shtm>. Acesso em 19 jul. 2006.