SlideShare uma empresa Scribd logo
Henri Wallon - O educador
         integral
• Militante apaixonado, o médico,
 psicólogo e filósofo francês mostrou
que as crianças têm também corpo e
emoções (e não apenas cabeça) na
              sala de aula
• Falar que a escola deve proporcionar
  formação integral (intelectual, afetiva e
 social) às crianças é comum hoje em dia.



• No início do século passado, porém, essa
   idéia foi uma verdadeira revolução no
ensino. Uma revolução comandada por um
     médico, psicólogo e filósofo francês
           chamado Henri Wallon
• Sua teoria pedagógica, que diz que o
   desenvolvimento intelectual envolve
      muito mais do que um simples
  cérebro, abalou as convicções numa
   época em que memória e erudição
      eram o máximo em termos de
     construção do conhecimento.
• Wallon foi o primeiro a levar não só o
  corpo da criança mas também suas
   emoções para dentro da sala de
   aula. Fundamentou suas idéias em
    quatro elementos básicos que se
      comunicam o tempo todo: a
      afetividade, o movimento, a
    inteligência e a formação do eu
              como pessoa.
• Militante apaixonado (tanto na
 política como na educação), dizia
que reprovar é sinônimo de expulsar,
  negar, excluir. Ou seja, "a própria
         negação do ensino".
• As emoções, para Wallon, têm papel
   preponderante no desenvolvimento
    da pessoa. É por meio delas que o
   aluno exterioriza seus desejos e suas
 vontades. Em geral são manifestações
       que expressam um universo
  importante e perceptível, mas pouco
 estimulado pelos modelos tradicionais
                de ensino.
Afetividade
• As transformações fisiológicas em uma
   criança (ou, nas palavras de Wallon,
     em seu sistema neurovegetativo)
  revelam traços importantes de caráter
      e personalidade. "A emoção é
       altamente orgânica, altera a
  respiração, os batimentos cardíacos e
   até o tônus muscular, tem momentos
   de tensão e distensão que ajudam o
        ser humano a se conhecer“.
• A raiva, a alegria, o medo, a tristeza e
      os sentimentos mais profundos
  ganham função relevante na relação
   da criança com o meio. "A emoção
  causa impacto no outro e tende a se
  propagar no meio social", Ela diz que
    a afetividade é um dos principais
     elementos do desenvolvimento
                 humano.
Wallon na escola:
humanizar a inteligência
  • Diferente dos métodos tradicionais
     (que priorizam a inteligência e o
    desempenho em sala de aula), a
        proposta walloniana põe o
  desenvolvimento intelectual dentro de
     uma cultura mais humanizada. A
  abordagem é sempre a de considerar
         a pessoa como um todo.
• Elementos como afetividade, emoções,
  movimento e espaço físico se encontram
       num mesmo plano. As atividades
pedagógicas e os objetos, assim, devem ser
trabalhados de formas variadas. Numa sala
  de leitura, por exemplo, a criança pode
     ficar sentada, deitada ou fazendo
   coreografias da história contada pelo
 professor. Os temas e as disciplinas não se
 restringem a trabalhar o conteúdo, mas a
      ajudar a descobrir o eu no outro.
• Essa relação dialética ajuda a
desenvolver a criança em sintonia
           com o meio.
Movimento

  • Segundo a teoria de Wallon, as
         emoções dependem
 fundamentalmente da organização
dos espaços para se manifestarem. A
  motricidade, portanto, tem caráter
pedagógico tanto pela qualidade do
gesto e do movimento quanto por sua
           representação.
• Por que, então, a disposição do espaço não pode
  ser diferente? Não é o caso de quebrar a rigidez e
  a imobilidade adaptando a sala de aula para que
  as crianças possam se movimentar mais? Mais que
  isso, que tipo de material é disponibilizado para os
     alunos numa atividade lúdica ou pedagógica?
          Conforme as idéias de Wallon, a escola
    infelizmente insiste em imobilizar a criança numa
       carteira, limitando justamente a fluidez das
  emoções e do pensamento, tão necessária para o
          desenvolvimento completo da pessoa.
• Estudos realizados por Wallon com crianças
        entre 6 e 9 anos mostram que o
  desenvolvimento da inteligência depende
  essencialmente de como cada uma faz as
   diferenciações com a realidade exterior.
    Primeiro porque, ao mesmo tempo, suas
       idéias são lineares e se misturam –
  ocasionando um conflito permanente entre
  dois mundos, o interior, povoado de sonhos
    e fantasias, e o real, cheio de símbolos,
      códigos e valores sociais e culturais.
• Nesse conflito entre situações
antagônicas ganha sempre a criança.
   É na solução dos confrontos que a
  inteligência evolui. Wallon diz que o
   sincretismo (mistura de idéias num
    mesmo plano), bastante comum
nessa fase, é fator determinante para
 o desenvolvimento intelectual. Daí se
   estabelece um ciclo constante de
       boas e novas descobertas.
O eu e o outro
  • A construção do eu na teoria de
  Wallon depende essencialmente do
  outro. Seja para ser referência, seja
   para ser negado. Principalmente a
  partir do instante em que a criança
 começa a viver a chamada crise de
   oposição, em que a negação do
 outro funciona como uma espécie de
    instrumento de descoberta de si
                 própria.
• "Manipulação (agredir ou se jogar no chão
   para alcançar o objetivo), sedução (fazer
      chantagem emocional com pais e
     professores) e imitação do outro são
   características comuns nessa fase“.. "Até
    mesmo a dor, o ódio e o sofrimento são
  elementos estimuladores da construção do
   eu“. Isso justifica o espírito crítico da teoria
  walloniana aos modelos convencionais de
                     educação.
Para pensar
                    •
A teoria de Henri Wallon ainda é um desafio
para muitos pais, escolas e professores. Sua
   obra faz uma resistência contumaz aos
 métodos pedagógicos tradicionais. Numa
   época de crises, guerras, separações e
  individualismos como a nossa, não seria
   melhor começar a pôr em prática nas
    escolas idéias mais humanistas, que
 valorizem desde cedo a importância das
                 emoções?
• A psicologia genética de Wallon traz um
         campo vasto de implicações
    educacionais . A opção por estudar o
 desenvolvimento da pessoa completa e a
  de basear este estudo numa perspectiva
      dialética , faz com que sua teoria ,
  abrangente e dinâmica , sirva a múltiplas
 leituras por parte de quem procura , nela ,
    subsídios para a reflexão pedagógica
      tratando de temas como emoção,
 movimento , formação da personalidade ,
 linguagem , pensamento e tantos outros .
• Além das implicações educacionais
  decorrentes das leituras que se faça
 de sua psicogênese, Wallon tratou de
  explicitar , ele próprio , interessantes
considerações acerca da educação.
• Das idéias pedagógicas explicitadas por Wallon
    destaca-se a que se refere à necessidade de
      superação da dicotomia entre indivíduo e
  sociedade, subjacente à maior parte dos sistemas
                     de ensino.
     • Segundo Wallon estes costumam oscilar
     contraditoriamente entre um e outro pólo da
                    autonomia .
• O movimento da Escola Nova , ao buscar romper
    com a opressão do indivíduo pela sociedade ,
    acabou por desprezar as dimensões sociais da
     educação , preconizando o individualismo .
• Para perspectiva Walloniana é na interação
    e no contato com o outro que se forma o
   indivíduo. Wallon considera , portanto , que
     a educação deve , obrigatoriamente ,
  integrar , à sua prática e aos seus objetivos ,
        essas duas dimensões , a social e a
          individual . Contrapondo-se ao
      autoritarismo do ensino tradicional , os
  escolanovistas defenderam a condução do
        ensino pelo interesse da criança .
• Valorizando a atividade da criança em sua
  espontaneidade , acabavam por anular a
   necessidade do ensino sistematizado e da
    intervenção do professor . A escola nova
        ignorava as dimensões sociais da
  educação , e preconizava o individualismo.
     Numa luta permanente continuamos nos
      debatendo contra o autoritarismo das
         concepções tradicionais ainda
    predominante no cenário educacional .
• Wallon considera que a priorização da discussão
 metodológica em detrimento da reflexão sobre as
   dimensões sociais da educação foi outro fator
    responsável pelo individualismo implicado na
            proposta da Escola Nova .
  • A educação tem sempre um papel político .
• Projeto Langewin wallon
• Elaborado por pessoas comprometidas com
     a reconstrução da sociedade , abalada
   física e moralmente pela guerra. O projeto
   destaca a responsabilidade da educação
   neste processo . Organiza todos os âmbitos
       do sistema de ensino (administrativo ,
      curricular , metodológico ) em torno do
  princípio de justiça social e os apoia sobre o
  conhecimento científico do ser humano em
     desenvolvimento , sobre a psicogênese.
• Para a descoberta dos gostos e
 preferências individuais previa um trabalho
 de orientação vocacional , a ser realizado
     pelo psicólogo escolar . Ao lado dos
     procedimentos psicopedagógicos , o
  projeto previa procedimento de natureza
financeira – Além da gratuidade do ensino ,
  incluíam a implantação de um regime de
      remuneração ao estudante – para
    assegurar a todos os indivíduos o pleno
desenvolvimento de suas potencialidades .
• Muito embora a discussão sobre a
 valorização social das profissões fuja
   do âmbito estrito de atuação da
  escola, seu controle , deveria estar
  presente na reflexão educacional ,
   como exigência da fundamental
   integração que deve existir entre
         escola e sociedade .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
LIMA, Alan Lucas de
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
Elcielle .
 
Wallon - aula de psicologia
Wallon  -  aula de  psicologiaWallon  -  aula de  psicologia
Wallon - aula de psicologia
Fatinha Bretas
 
Aula sobre wallon
Aula sobre wallonAula sobre wallon
Aula sobre wallon
Diego Alvarez
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Luis Davi Salomao
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
ecleiamb
 
Afetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantilAfetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantil
Pessoal
 
8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas
Ulisses Vakirtzis
 
Henri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADEHenri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADE
Aclecio Dantas
 
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
LD35
 
Wallon
WallonWallon
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de SkinnerTeoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Eduardo Petrucci
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Marcelo Assis
 
Piaget,vygotsky e wallon
Piaget,vygotsky e wallonPiaget,vygotsky e wallon
Piaget,vygotsky e wallon
Luciana Almeida
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
Carlos Caldas
 
Henri wallon movimento psto_lgg
Henri wallon movimento psto_lggHenri wallon movimento psto_lgg
Henri wallon movimento psto_lgg
Jamile Nascimento
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
Amanda da Silveira
 
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de VygotskyA teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
Joel Neto Pereira
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
O Blog do Pedagogo
 
Trabalho sobre bruner
Trabalho sobre brunerTrabalho sobre bruner
Trabalho sobre bruner
Maísa Allana
 

Mais procurados (20)

HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
 
Wallon - aula de psicologia
Wallon  -  aula de  psicologiaWallon  -  aula de  psicologia
Wallon - aula de psicologia
 
Aula sobre wallon
Aula sobre wallonAula sobre wallon
Aula sobre wallon
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Afetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantilAfetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantil
 
8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas
 
Henri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADEHenri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADE
 
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
Quadro comparativo das concepções de aprendizagem entre os teóricos piaget, v...
 
Wallon
WallonWallon
Wallon
 
Teoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de SkinnerTeoria do Behaviorismo de Skinner
Teoria do Behaviorismo de Skinner
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Piaget,vygotsky e wallon
Piaget,vygotsky e wallonPiaget,vygotsky e wallon
Piaget,vygotsky e wallon
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Henri wallon movimento psto_lgg
Henri wallon movimento psto_lggHenri wallon movimento psto_lgg
Henri wallon movimento psto_lgg
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de VygotskyA teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
 
Trabalho sobre bruner
Trabalho sobre brunerTrabalho sobre bruner
Trabalho sobre bruner
 

Destaque

Maus tratos infantil
Maus tratos infantilMaus tratos infantil
Maus tratos infantil
Cesinha Silva
 
Violência e maus tratos infantil
Violência e maus tratos infantilViolência e maus tratos infantil
Violência e maus tratos infantil
Thatiane Machado da Silva
 
Maus tratos
Maus tratosMaus tratos
Maus tratos
Strindade
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra crianças
Diego Alvarez
 
Violencia contra criança e adolescente
Violencia contra criança e adolescenteViolencia contra criança e adolescente
Violencia contra criança e adolescente
tlvp
 
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Cícero Quarto
 
Vygotsky e as teorias da aprendizagem
Vygotsky e as teorias da aprendizagemVygotsky e as teorias da aprendizagem
Vygotsky e as teorias da aprendizagem
amitafdairam
 
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
Eduardo Lopes
 
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCASTEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
Suellen Melo
 

Destaque (9)

Maus tratos infantil
Maus tratos infantilMaus tratos infantil
Maus tratos infantil
 
Violência e maus tratos infantil
Violência e maus tratos infantilViolência e maus tratos infantil
Violência e maus tratos infantil
 
Maus tratos
Maus tratosMaus tratos
Maus tratos
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra crianças
 
Violencia contra criança e adolescente
Violencia contra criança e adolescenteViolencia contra criança e adolescente
Violencia contra criança e adolescente
 
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
 
Vygotsky e as teorias da aprendizagem
Vygotsky e as teorias da aprendizagemVygotsky e as teorias da aprendizagem
Vygotsky e as teorias da aprendizagem
 
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
 
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCASTEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
TEORIAS DE APRENDIZAGEM PARTE 1: “PIAGET’’ QUESTÕES DE CONCURSOS DIVERSAS BANCAS
 

Semelhante a Aula sobre wallon

Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe   wallon 2 psicologiaHenri paul hyacinthe   wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
Ana Rita Rochynski
 
Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe   wallon 2 psicologiaHenri paul hyacinthe   wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
Ana Rita Rochynski
 
Henri paul hyacinthe wallon
Henri paul hyacinthe   wallonHenri paul hyacinthe   wallon
Henri paul hyacinthe wallon
Ana Rita Rochynski
 
Referencial teorico -_wallon
Referencial teorico -_wallonReferencial teorico -_wallon
Referencial teorico -_wallon
angelafreire
 
Slaide afetividade
Slaide   afetividadeSlaide   afetividade
Slaide afetividade
rubiapicinini
 
Henri wallon
Henri wallonHenri wallon
Henri wallon
uendell
 
Slide wallon março
Slide wallon marçoSlide wallon março
Slide wallon março
Educação Infantil
 
8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico
Fernanda Carneiro Leão Goncalves
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...
LIMA, Alan Lucas de
 
G ped didp_3_1_04
G ped didp_3_1_04G ped didp_3_1_04
Rotinas na Educação Infantil
Rotinas na Educação InfantilRotinas na Educação Infantil
Rotinas na Educação Infantil
Blogdiipa
 
G ped didp_3_1_04
G ped didp_3_1_04G ped didp_3_1_04
40.resumo para concurso professor henri wallon.docx
40.resumo para concurso professor   henri wallon.docx40.resumo para concurso professor   henri wallon.docx
40.resumo para concurso professor henri wallon.docx
AlineMelo123
 
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.pptHENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
lililele2022
 
Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )
Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )
Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )
Educação Infantil
 
Edu básica 04
Edu básica 04Edu básica 04
Edu básica 04
Israel serique
 
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptxTEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
claydemar20
 
Resumo da aula tecnologia digital e educação
Resumo da aula tecnologia digital e educaçãoResumo da aula tecnologia digital e educação
Resumo da aula tecnologia digital e educação
Prefeitura Municipal de Chapecó
 
PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptx
PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptxPSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptx
PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptx
FabioGomes141583
 
durkheim
durkheimdurkheim

Semelhante a Aula sobre wallon (20)

Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe   wallon 2 psicologiaHenri paul hyacinthe   wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
 
Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe   wallon 2 psicologiaHenri paul hyacinthe   wallon 2 psicologia
Henri paul hyacinthe wallon 2 psicologia
 
Henri paul hyacinthe wallon
Henri paul hyacinthe   wallonHenri paul hyacinthe   wallon
Henri paul hyacinthe wallon
 
Referencial teorico -_wallon
Referencial teorico -_wallonReferencial teorico -_wallon
Referencial teorico -_wallon
 
Slaide afetividade
Slaide   afetividadeSlaide   afetividade
Slaide afetividade
 
Henri wallon
Henri wallonHenri wallon
Henri wallon
 
Slide wallon março
Slide wallon marçoSlide wallon março
Slide wallon março
 
8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO - HENRI WALLON: NATURALIDADE, PERÍOD...
 
G ped didp_3_1_04
G ped didp_3_1_04G ped didp_3_1_04
G ped didp_3_1_04
 
Rotinas na Educação Infantil
Rotinas na Educação InfantilRotinas na Educação Infantil
Rotinas na Educação Infantil
 
G ped didp_3_1_04
G ped didp_3_1_04G ped didp_3_1_04
G ped didp_3_1_04
 
40.resumo para concurso professor henri wallon.docx
40.resumo para concurso professor   henri wallon.docx40.resumo para concurso professor   henri wallon.docx
40.resumo para concurso professor henri wallon.docx
 
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.pptHENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
HENRI WALLON autor excelente muito boa a escrita_apresentação.ppt
 
Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )
Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )
Slide Teoria Wallon (Pedagoga Claudia de Oliveira Andrade )
 
Edu básica 04
Edu básica 04Edu básica 04
Edu básica 04
 
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptxTEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx
 
Resumo da aula tecnologia digital e educação
Resumo da aula tecnologia digital e educaçãoResumo da aula tecnologia digital e educação
Resumo da aula tecnologia digital e educação
 
PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptx
PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptxPSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptx
PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM unidade 12.pptx
 
durkheim
durkheimdurkheim
durkheim
 

Aula sobre wallon

  • 1. Henri Wallon - O educador integral
  • 2. • Militante apaixonado, o médico, psicólogo e filósofo francês mostrou que as crianças têm também corpo e emoções (e não apenas cabeça) na sala de aula
  • 3. • Falar que a escola deve proporcionar formação integral (intelectual, afetiva e social) às crianças é comum hoje em dia. • No início do século passado, porém, essa idéia foi uma verdadeira revolução no ensino. Uma revolução comandada por um médico, psicólogo e filósofo francês chamado Henri Wallon
  • 4. • Sua teoria pedagógica, que diz que o desenvolvimento intelectual envolve muito mais do que um simples cérebro, abalou as convicções numa época em que memória e erudição eram o máximo em termos de construção do conhecimento.
  • 5. • Wallon foi o primeiro a levar não só o corpo da criança mas também suas emoções para dentro da sala de aula. Fundamentou suas idéias em quatro elementos básicos que se comunicam o tempo todo: a afetividade, o movimento, a inteligência e a formação do eu como pessoa.
  • 6. • Militante apaixonado (tanto na política como na educação), dizia que reprovar é sinônimo de expulsar, negar, excluir. Ou seja, "a própria negação do ensino".
  • 7. • As emoções, para Wallon, têm papel preponderante no desenvolvimento da pessoa. É por meio delas que o aluno exterioriza seus desejos e suas vontades. Em geral são manifestações que expressam um universo importante e perceptível, mas pouco estimulado pelos modelos tradicionais de ensino.
  • 8. Afetividade • As transformações fisiológicas em uma criança (ou, nas palavras de Wallon, em seu sistema neurovegetativo) revelam traços importantes de caráter e personalidade. "A emoção é altamente orgânica, altera a respiração, os batimentos cardíacos e até o tônus muscular, tem momentos de tensão e distensão que ajudam o ser humano a se conhecer“.
  • 9. • A raiva, a alegria, o medo, a tristeza e os sentimentos mais profundos ganham função relevante na relação da criança com o meio. "A emoção causa impacto no outro e tende a se propagar no meio social", Ela diz que a afetividade é um dos principais elementos do desenvolvimento humano.
  • 10. Wallon na escola: humanizar a inteligência • Diferente dos métodos tradicionais (que priorizam a inteligência e o desempenho em sala de aula), a proposta walloniana põe o desenvolvimento intelectual dentro de uma cultura mais humanizada. A abordagem é sempre a de considerar a pessoa como um todo.
  • 11. • Elementos como afetividade, emoções, movimento e espaço físico se encontram num mesmo plano. As atividades pedagógicas e os objetos, assim, devem ser trabalhados de formas variadas. Numa sala de leitura, por exemplo, a criança pode ficar sentada, deitada ou fazendo coreografias da história contada pelo professor. Os temas e as disciplinas não se restringem a trabalhar o conteúdo, mas a ajudar a descobrir o eu no outro.
  • 12. • Essa relação dialética ajuda a desenvolver a criança em sintonia com o meio.
  • 13. Movimento • Segundo a teoria de Wallon, as emoções dependem fundamentalmente da organização dos espaços para se manifestarem. A motricidade, portanto, tem caráter pedagógico tanto pela qualidade do gesto e do movimento quanto por sua representação.
  • 14. • Por que, então, a disposição do espaço não pode ser diferente? Não é o caso de quebrar a rigidez e a imobilidade adaptando a sala de aula para que as crianças possam se movimentar mais? Mais que isso, que tipo de material é disponibilizado para os alunos numa atividade lúdica ou pedagógica? Conforme as idéias de Wallon, a escola infelizmente insiste em imobilizar a criança numa carteira, limitando justamente a fluidez das emoções e do pensamento, tão necessária para o desenvolvimento completo da pessoa.
  • 15. • Estudos realizados por Wallon com crianças entre 6 e 9 anos mostram que o desenvolvimento da inteligência depende essencialmente de como cada uma faz as diferenciações com a realidade exterior. Primeiro porque, ao mesmo tempo, suas idéias são lineares e se misturam – ocasionando um conflito permanente entre dois mundos, o interior, povoado de sonhos e fantasias, e o real, cheio de símbolos, códigos e valores sociais e culturais.
  • 16. • Nesse conflito entre situações antagônicas ganha sempre a criança. É na solução dos confrontos que a inteligência evolui. Wallon diz que o sincretismo (mistura de idéias num mesmo plano), bastante comum nessa fase, é fator determinante para o desenvolvimento intelectual. Daí se estabelece um ciclo constante de boas e novas descobertas.
  • 17. O eu e o outro • A construção do eu na teoria de Wallon depende essencialmente do outro. Seja para ser referência, seja para ser negado. Principalmente a partir do instante em que a criança começa a viver a chamada crise de oposição, em que a negação do outro funciona como uma espécie de instrumento de descoberta de si própria.
  • 18. • "Manipulação (agredir ou se jogar no chão para alcançar o objetivo), sedução (fazer chantagem emocional com pais e professores) e imitação do outro são características comuns nessa fase“.. "Até mesmo a dor, o ódio e o sofrimento são elementos estimuladores da construção do eu“. Isso justifica o espírito crítico da teoria walloniana aos modelos convencionais de educação.
  • 19. Para pensar • A teoria de Henri Wallon ainda é um desafio para muitos pais, escolas e professores. Sua obra faz uma resistência contumaz aos métodos pedagógicos tradicionais. Numa época de crises, guerras, separações e individualismos como a nossa, não seria melhor começar a pôr em prática nas escolas idéias mais humanistas, que valorizem desde cedo a importância das emoções?
  • 20. • A psicologia genética de Wallon traz um campo vasto de implicações educacionais . A opção por estudar o desenvolvimento da pessoa completa e a de basear este estudo numa perspectiva dialética , faz com que sua teoria , abrangente e dinâmica , sirva a múltiplas leituras por parte de quem procura , nela , subsídios para a reflexão pedagógica tratando de temas como emoção, movimento , formação da personalidade , linguagem , pensamento e tantos outros .
  • 21. • Além das implicações educacionais decorrentes das leituras que se faça de sua psicogênese, Wallon tratou de explicitar , ele próprio , interessantes considerações acerca da educação.
  • 22. • Das idéias pedagógicas explicitadas por Wallon destaca-se a que se refere à necessidade de superação da dicotomia entre indivíduo e sociedade, subjacente à maior parte dos sistemas de ensino. • Segundo Wallon estes costumam oscilar contraditoriamente entre um e outro pólo da autonomia . • O movimento da Escola Nova , ao buscar romper com a opressão do indivíduo pela sociedade , acabou por desprezar as dimensões sociais da educação , preconizando o individualismo .
  • 23. • Para perspectiva Walloniana é na interação e no contato com o outro que se forma o indivíduo. Wallon considera , portanto , que a educação deve , obrigatoriamente , integrar , à sua prática e aos seus objetivos , essas duas dimensões , a social e a individual . Contrapondo-se ao autoritarismo do ensino tradicional , os escolanovistas defenderam a condução do ensino pelo interesse da criança .
  • 24. • Valorizando a atividade da criança em sua espontaneidade , acabavam por anular a necessidade do ensino sistematizado e da intervenção do professor . A escola nova ignorava as dimensões sociais da educação , e preconizava o individualismo. Numa luta permanente continuamos nos debatendo contra o autoritarismo das concepções tradicionais ainda predominante no cenário educacional .
  • 25. • Wallon considera que a priorização da discussão metodológica em detrimento da reflexão sobre as dimensões sociais da educação foi outro fator responsável pelo individualismo implicado na proposta da Escola Nova . • A educação tem sempre um papel político .
  • 26. • Projeto Langewin wallon • Elaborado por pessoas comprometidas com a reconstrução da sociedade , abalada física e moralmente pela guerra. O projeto destaca a responsabilidade da educação neste processo . Organiza todos os âmbitos do sistema de ensino (administrativo , curricular , metodológico ) em torno do princípio de justiça social e os apoia sobre o conhecimento científico do ser humano em desenvolvimento , sobre a psicogênese.
  • 27. • Para a descoberta dos gostos e preferências individuais previa um trabalho de orientação vocacional , a ser realizado pelo psicólogo escolar . Ao lado dos procedimentos psicopedagógicos , o projeto previa procedimento de natureza financeira – Além da gratuidade do ensino , incluíam a implantação de um regime de remuneração ao estudante – para assegurar a todos os indivíduos o pleno desenvolvimento de suas potencialidades .
  • 28. • Muito embora a discussão sobre a valorização social das profissões fuja do âmbito estrito de atuação da escola, seu controle , deveria estar presente na reflexão educacional , como exigência da fundamental integração que deve existir entre escola e sociedade .

Notas do Editor

  1. http://vod.adultemart.com/ Horny Black Mothers 2