SlideShare uma empresa Scribd logo
Avaliação da Aprendizagem
 TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO
Para skinner
 o aluno ainda hoje na escola passa a maior parte do
tempo fazendo coisas que não gostaria de fazer.
Provas são usadas como poder, como ameaça, e são
destinadas principalmente a mostrar o que o aluno
não sabe e coagi-lo a estudar. E assim o aluno vai
fazendo coisas que o professor determina, porque é
ele professor, que detém o poder e a autoridade.
 o estudante vai descobrindo meios de fugir da sala
de aula, chegando atrasado na escola ou faltando,
não fica mais atento, recusa-se a obedecer às
ordens, torna-se agressivo, procura sentar-se bem
distante do professor.
Para rogers....
 Melhorando o nosso relacionamento com os
alunos, melhoramos o nosso ensino, melhora a
aprendizagem. Os nossos alunos estão ávidos deste
tipo de comunicação; eles querem, antes de tudo,
ser vistos como pessoas que existem, que amam,
que choram, que sofrem, que têm dificuldades.
 a aprendizagem como algo muito mais amplo de
que acumulação de conhecimento
 o educador deve concentrar a atenção não em
ensinar, mas em criar condições que promovam a
aprendizagem;
Para WALLON
 O desenvolvimento intelectual envolve não só o
cérebro, mas também sua emoção. Emoção,
movimento e espaço físico se confundem na sala de
aula.
 propunha uma educação integral, intelectual, afetiva e
social, indo desde da pré-escola até a universidade.
 O meio social oportuniza o desenvolvimento global.
Para piaget
 os desenhos e pinturas infantis desempenham papel
particularmente importante para a investigação da
formação das estruturas intelectuais.
 A criação plástica, ao lado da linguagem e das atividades
lúdicas, constitui uma das formas de representação,
através das quais se revela o mundo interior da criança.
 modalidades especifica de atuação grupal, como a
discussão, a troca de idéias, a colaboração no jogo e no
trabalho, tornam-se importantes para o desenvolvimento
do pensamento.
 fator de motivação para a aprendizagem, a situação-
problema.
Para jonh dewey
 a educação tem como finalidade proporcionar o aluno
condições para que resolva por si próprio os seus
problemas.
 Vida e experiência devem estar sempre unidas no processo
de aprendizagem.
Para makarenko...
 A função da escola é formar indivíduos participativos e
responsáveis, capazes de tomar decisões sociais e dirigir a
própria vida.
 a participação dos pais na vida escolar não só era
importante, mas deviam ser estimulados a participar de
atividades culturais e recreativas.
Para MONTESSORI...
 à disciplina deve nascer da liberdade de pensar, de agir, de
sentir, e que o diálogo ainda é a melhor forma de o aluno
aprender.
 educação além dos limites do acúmulo de informações.
Para decroly
 Uma educação voltada para os interesses destas crianças, que
pudesse satisfazer suas curiosidades naturais, que fossem
estimuladas a pensar, colocando-as em contato com a
realidade física e 69 social.
 A escola deve se assemelhar a uma oficina ou laboratório onde
a pratica estava presente.
 a sala de aula deveria estar em toda à parte, na cozinha, no
jardim, no campo, no pátio, na praça, etc. Seria uma escola
com portas abertas, tipo uma oficina, onde existisse liberdade,
iniciativa, responsabilidade pessoal e social, onde os alunos
aprendessem e gostassem de aprender.
 A criança deve se educar não para o futuro, para a vida adulta,
e sim para o presente.
Para vigotsky
 A linguagem é o principal instrumento de intermediação do
conhecimento entre os seres humanos, e tem relação direta
com o próprio desenvolvimento psicológico.
 a aprendizagem está relacionada ao desenvolvimento desde
o inicio da vida humana e inclui relações entre os
indivíduos.
 O ensino-aprendizagem é um processo global de relação
interpessoal que envolve alguém que aprende, alguém que
ensina.
Para paulo freire
 importância ao momento pedagógico, mas com meios
diferentes, como práxis social, como construção de um
mundo refletido com o povo.
 o diálogo é o elemento chave onde o professor e aluno
sejam sujeitos atuantes.
 criticou tanto aqueles que não procuram compreender suas
idéias, quanto os seus seguidores que tomam suas teorias
ao pé da letra, fora do contexto.
 a educação de um país não é de uma pessoa só, mas do
povo, de uma equipe.
Para gagné...
 A aprendizagem acontece por meio de processo de
variedade de tipos de estimulação provenientes do
ambiente do individuo.
 professor planeja a instrução, administra-a e avalia sua
eficácia através da avaliação da aprendizagem do aluno.
 A aprendizagem é algo que se realiza “dentro da cabeça.
 Cada assunto exige uma metodologia adequada á estrutura
do assunto.
Para pestalozzi
 a educação no respeito e no amor, como forma de
reconhecer, manter e promover em cada ser a dignidade da
pessoa.
 o ensino deve começar dos elementos mais simples e
processar-se gradualmente, segundo o desenvolvimento da
criança.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx

Ensaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo ivEnsaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo iv
Vania Mendes
 
METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...
METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...
METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...
Pamy May
 
A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Noelma Carvalho...
A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS  Noelma Carvalho...A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS  Noelma Carvalho...
A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Noelma Carvalho...
christianceapcursos
 
Matemática p! v! equipe veteranos
Matemática p! v! equipe veteranosMatemática p! v! equipe veteranos
Matemática p! v! equipe veteranos
Belmeri Cagnoni Silva
 
Profuncionario
ProfuncionarioProfuncionario
Profuncionario
marcilene1311
 
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional  slides 04-para o blogPsicopedagogia institucional  slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
estudosacademicospedag
 
8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico
Fernanda Carneiro Leão Goncalves
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
pedagogia para licenciados
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
pedagogia para licenciados
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
pedagogia para licenciados
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Elisa Maria Gomide
 
Texto 1 o reverso da aprendizagem
Texto 1   o reverso da aprendizagemTexto 1   o reverso da aprendizagem
Texto 1 o reverso da aprendizagem
Gigi Dantas
 
Pedagogia freinet
Pedagogia freinetPedagogia freinet
Pedagogia freinet
Verginia Jesus
 
Projeto para o tcc orientação educacional – mediação e intervenção diante ...
Projeto para o tcc   orientação educacional – mediação e  intervenção diante ...Projeto para o tcc   orientação educacional – mediação e  intervenção diante ...
Projeto para o tcc orientação educacional – mediação e intervenção diante ...
Psicanalista Santos
 
Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01
Rakel Praxedes
 
Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01
Rakel Praxedes
 
Teoria de aprendizagem2106 teste1
Teoria de aprendizagem2106  teste1Teoria de aprendizagem2106  teste1
Teoria de aprendizagem2106 teste1
ANGELA SANTOS
 
Essencia x existencia
Essencia x existenciaEssencia x existencia
Essencia x existencia
Juliana Prates
 
Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9
Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9
Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9
ANA GRALHEIRO
 
Metodologias Ativas Da Aprendizagem
Metodologias Ativas Da AprendizagemMetodologias Ativas Da Aprendizagem
Metodologias Ativas Da Aprendizagem
Carol Almeida
 

Semelhante a TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx (20)

Ensaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo ivEnsaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo iv
 
METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...
METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...
METODOLOGIAS DE ENSINO: O USO DA LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O APRENDEN...
 
A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Noelma Carvalho...
A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS  Noelma Carvalho...A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS  Noelma Carvalho...
A IMPORTÂNCIA DA AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Noelma Carvalho...
 
Matemática p! v! equipe veteranos
Matemática p! v! equipe veteranosMatemática p! v! equipe veteranos
Matemática p! v! equipe veteranos
 
Profuncionario
ProfuncionarioProfuncionario
Profuncionario
 
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional  slides 04-para o blogPsicopedagogia institucional  slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
 
8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
 
Texto 1 o reverso da aprendizagem
Texto 1   o reverso da aprendizagemTexto 1   o reverso da aprendizagem
Texto 1 o reverso da aprendizagem
 
Pedagogia freinet
Pedagogia freinetPedagogia freinet
Pedagogia freinet
 
Projeto para o tcc orientação educacional – mediação e intervenção diante ...
Projeto para o tcc   orientação educacional – mediação e  intervenção diante ...Projeto para o tcc   orientação educacional – mediação e  intervenção diante ...
Projeto para o tcc orientação educacional – mediação e intervenção diante ...
 
Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01
 
Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01Humanista 090908144652-phpapp01
Humanista 090908144652-phpapp01
 
Teoria de aprendizagem2106 teste1
Teoria de aprendizagem2106  teste1Teoria de aprendizagem2106  teste1
Teoria de aprendizagem2106 teste1
 
Essencia x existencia
Essencia x existenciaEssencia x existencia
Essencia x existencia
 
Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9
Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9
Psicodinmica na-sala-de-aula-1224409838974827-9
 
Metodologias Ativas Da Aprendizagem
Metodologias Ativas Da AprendizagemMetodologias Ativas Da Aprendizagem
Metodologias Ativas Da Aprendizagem
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 

TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO000000000002024.pptx

  • 1. Avaliação da Aprendizagem  TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO
  • 2. Para skinner  o aluno ainda hoje na escola passa a maior parte do tempo fazendo coisas que não gostaria de fazer. Provas são usadas como poder, como ameaça, e são destinadas principalmente a mostrar o que o aluno não sabe e coagi-lo a estudar. E assim o aluno vai fazendo coisas que o professor determina, porque é ele professor, que detém o poder e a autoridade.  o estudante vai descobrindo meios de fugir da sala de aula, chegando atrasado na escola ou faltando, não fica mais atento, recusa-se a obedecer às ordens, torna-se agressivo, procura sentar-se bem distante do professor.
  • 3. Para rogers....  Melhorando o nosso relacionamento com os alunos, melhoramos o nosso ensino, melhora a aprendizagem. Os nossos alunos estão ávidos deste tipo de comunicação; eles querem, antes de tudo, ser vistos como pessoas que existem, que amam, que choram, que sofrem, que têm dificuldades.  a aprendizagem como algo muito mais amplo de que acumulação de conhecimento  o educador deve concentrar a atenção não em ensinar, mas em criar condições que promovam a aprendizagem;
  • 4. Para WALLON  O desenvolvimento intelectual envolve não só o cérebro, mas também sua emoção. Emoção, movimento e espaço físico se confundem na sala de aula.  propunha uma educação integral, intelectual, afetiva e social, indo desde da pré-escola até a universidade.  O meio social oportuniza o desenvolvimento global.
  • 5. Para piaget  os desenhos e pinturas infantis desempenham papel particularmente importante para a investigação da formação das estruturas intelectuais.  A criação plástica, ao lado da linguagem e das atividades lúdicas, constitui uma das formas de representação, através das quais se revela o mundo interior da criança.  modalidades especifica de atuação grupal, como a discussão, a troca de idéias, a colaboração no jogo e no trabalho, tornam-se importantes para o desenvolvimento do pensamento.  fator de motivação para a aprendizagem, a situação- problema.
  • 6. Para jonh dewey  a educação tem como finalidade proporcionar o aluno condições para que resolva por si próprio os seus problemas.  Vida e experiência devem estar sempre unidas no processo de aprendizagem.
  • 7. Para makarenko...  A função da escola é formar indivíduos participativos e responsáveis, capazes de tomar decisões sociais e dirigir a própria vida.  a participação dos pais na vida escolar não só era importante, mas deviam ser estimulados a participar de atividades culturais e recreativas.
  • 8. Para MONTESSORI...  à disciplina deve nascer da liberdade de pensar, de agir, de sentir, e que o diálogo ainda é a melhor forma de o aluno aprender.  educação além dos limites do acúmulo de informações.
  • 9. Para decroly  Uma educação voltada para os interesses destas crianças, que pudesse satisfazer suas curiosidades naturais, que fossem estimuladas a pensar, colocando-as em contato com a realidade física e 69 social.  A escola deve se assemelhar a uma oficina ou laboratório onde a pratica estava presente.  a sala de aula deveria estar em toda à parte, na cozinha, no jardim, no campo, no pátio, na praça, etc. Seria uma escola com portas abertas, tipo uma oficina, onde existisse liberdade, iniciativa, responsabilidade pessoal e social, onde os alunos aprendessem e gostassem de aprender.  A criança deve se educar não para o futuro, para a vida adulta, e sim para o presente.
  • 10. Para vigotsky  A linguagem é o principal instrumento de intermediação do conhecimento entre os seres humanos, e tem relação direta com o próprio desenvolvimento psicológico.  a aprendizagem está relacionada ao desenvolvimento desde o inicio da vida humana e inclui relações entre os indivíduos.  O ensino-aprendizagem é um processo global de relação interpessoal que envolve alguém que aprende, alguém que ensina.
  • 11. Para paulo freire  importância ao momento pedagógico, mas com meios diferentes, como práxis social, como construção de um mundo refletido com o povo.  o diálogo é o elemento chave onde o professor e aluno sejam sujeitos atuantes.  criticou tanto aqueles que não procuram compreender suas idéias, quanto os seus seguidores que tomam suas teorias ao pé da letra, fora do contexto.  a educação de um país não é de uma pessoa só, mas do povo, de uma equipe.
  • 12. Para gagné...  A aprendizagem acontece por meio de processo de variedade de tipos de estimulação provenientes do ambiente do individuo.  professor planeja a instrução, administra-a e avalia sua eficácia através da avaliação da aprendizagem do aluno.  A aprendizagem é algo que se realiza “dentro da cabeça.  Cada assunto exige uma metodologia adequada á estrutura do assunto.
  • 13. Para pestalozzi  a educação no respeito e no amor, como forma de reconhecer, manter e promover em cada ser a dignidade da pessoa.  o ensino deve começar dos elementos mais simples e processar-se gradualmente, segundo o desenvolvimento da criança.