SlideShare uma empresa Scribd logo
AULA DE ECONOMIA EAULA DE ECONOMIA E
MERCADOSMERCADOS
DIA 27 DE FEVEREIRO DEDIA 27 DE FEVEREIRO DE
20092009
PROFESSOR: ALEXSANDRO REBELLO BONATTOPROFESSOR: ALEXSANDRO REBELLO BONATTO
CONCEITOS
Segundo a Wikipédia a Economia é a ciência social que estuda a produção,
distribuição, e consumo de bens e serviços. O termo economia vem do grego
para oikos (casa) e nomos (costume ou lei), daí "regras da casa (lar).“
Para Mankiw a Economia é o estudo da forma pela qual a sociedade
administra seus recursos escassos. Na maior parte das sociedades os
recursos não são alocados por um único planejador central, mas pelas ações
combinadas de milhões de famílias e empresas. Os economistas, portanto,
estudam como as pessoas tomam as decisões: o quanto trabalham, o que
compraram quanto poupam e como investem suas poupanças.
Segundo Mendes a economia é uma ciência social, tanto quanto a ciência
política, a psicologia e a sociologia. Ela pode ser definição como o estudo da
alocação (utilização) dos recursos escassos na produção de bens e serviços
para a satisfação das necessidade ou dos desejos humanos. Portanto, sua
principal tarefa é descobrir como o mundo econômico funciona.
CONCEITOS
Para O´Sullivan a economia é o estudo das escolhas feitas por pessoas
quando existe escassez, ou seja, quando existem limites ao que os
indivíduos podem obter. A escassez é uma situação na qual os recursos –
tudo aquilo que usamos para produzir bens e serviços – São limitados em
quantidade, mas podem ser usados de diferentes maneiras. Devido à
limitação de recursos, torna-se necessário sacrificar a obtenção de um bem
ou de um serviço para a obtenção de outro.
Conforme Dornbusch a economia é o estudo de como a sociedade decide o
quê, como e para quem produzir. A sociedade tem de resolver o conflito
entre os desejos ilimitados por bens e serviços e a escassez dos recursos
(mão-de-obra, máquinas, matérias-primas) com os quais são feitos os bens e
serviços. A economia é a análise dessas decisões. O seu tema é o
comportamento humano, o seu método é desenvolver teorias e testá-las com
fatos.
A MANEIRA ECONÔMICA DE PENSAR
De que maneira os economistas pensam os problemas e as tomadas de
decisões? Tal forma de pensar pode ser sintetizada pelo economista John
Maynard Keynes: “A Teoria Econômica não fornece um corpo de conclusões
estabelecidas, imediatamente aplicáveis em política econômica. Trata-se de
um método, não de uma doutrina, um aparato da mente, uma técnica de
pensar que ajuda aquele que a domina a traçar conclusões acertadas”.
A análise econômica envolve com freqüência variáveis e suas inter-relações.
Uma variável é uma medida de algo que pode ter valores diferentes. Em
economia é normal fazer afirmações sobre a relação entre duas variáveis: por
exemplo, o número de bifes que uma pessoa come num mês depende do
preço e da renda da pessoa. Suponha que seja dito: “Uma redução no preço
do bife aumenta sua quantidade consumida”.
A MANEIRA ECONÔMICA DE PENSAR
Esta é uma afirmação sobre a relação entre duas variáveis: o preço e a
quantidade do bife, quando se supõe implicitamente que a relação entre as
outras variáveis – o preço do frango e a renda da pessoa – não foram
alteradas com o mesmo valor. Uma maneira mais precisa de dizer isso seria:
“Uma redução no preço do bife aumenta sua quantidade consumida, ceteris
paribus”. As palavras em latim significam “tudo o mais mantido constante”
ou “mantendo-se as outras variáveis fixas.
3 PERGUNTAS ECONÔMICAS BÁSICAS
 quais bens devem ser produzidos? Não é possível produzir dois bens
distintos quando existem recursos produtivos para apenas um. Por exemplo:
se um hospital dedicar seus recursos para a realização de mais transplantes
do coração, disporá de menos recursos para o cuidado com bebês
prematuros.
como esses bens devem ser produzidos? Existem formas alternativas de
produzir os bens que desejamos. Por exemplo: as empresas de utilidade
pública podem produzir eletricidade como energia solar ou hidroelétrica. Os
professores universitários podem ensinar um novo conceito a seus alunos
por meio de extensas palestras ou de aulas curtas e exercícios.
quem consome os bens produzidos? A sociedade como um todo precisa
decidir de que forma seus produtos serão distribuídos para o consumo das
pessoas. Se algumas ganham mais dinheiro que outras, deveriam consumir
mais bens? Quanto dinheiro deve ser transferido dos ricos aos mais pobres?
OS FATORES DE PRODUÇÃO
os recursos naturais: terra arável, depósitos minerais, água, reservas de
petróleo e gás, por exemplo – são fatores de produção criados pela ação da
natureza e usados para produzir bens e serviços. Alguns economistas
referem-se a todos os tipos de recursos naturais simplesmente como terra.
trabalho (ou mão-de-obra): é o esforço humano – físico e mental – usado
para produzir bens e serviços. Ele é escasso porque cada dia tem apenas 24
horas, e se gastarmos mais nosso tempo numa atividade como o trabalho,
por exemplo, teremos menos tempo para outras atividades, como o lazer.
o capital físico: abrange todos os bens materiais produzidos pelo homem e
que são utilizados na produção. O fator capital inclui o conjunto de riquezas
acumuladas por uma sociedade, e é com essas riquezas que um país
desenvolve suas atividades de produção. Cabe ressaltar que, para haver
capital, é fundamental a participação do ser humano, ou seja, não existe o
fator capital sem o fator trabalho.
OS FATORES DE PRODUÇÃO
 Capital humano: consiste no conhecimento e nas habilidades que um
trabalhador adquire por meio da educação e da experiência; o capital
humano, assim como o físico, é usado para produzir bens e serviços, embora
de maneira diferente. Toda profissão exige capital humano: para ser
cirurgião é necessário aprender anatomia e dominar técnicas cirúrgicas: para
ser contador é preciso saber as regras da contabilidade e adquirir
habilidades para usar um computador, etc. Aumentar o capital humano é uma
das razões que leva uma pessoa a concluir um curso de graduação, o que
amplia as oportunidades de emprego.
 capacidade empresarial: é o fator de produção que consiste no esforço
usado para coordenar a produção e a venda de bens e serviços. Um
empreendedor concebe a idéia de produzir um bem ou um serviço e decide
de que maneira e executará. Assim, esse empreendedor assume riscos,
compromete dinheiro e tempo, sem garantias de lucros, na expectativa de
obter sucesso.
A CURVA DE POSSIBILIDADES DE PRODUÇÃO
Para decidir o que produzir, uma sociedade deverá determinar previamente
as combinações de produtos possíveis, considerando a disponibilidade de
seus recursos e seu conhecimento tecnológico. A curva de possibilidades de
produção mostra as opções de produção disponíveis para uma economia, ou
seja, as diferentes combinações de quantidades de produtos que essa
economia pode produzir. Um gráfico bidimensional pode ilustrar
adequadamente as opções de produção usando duas categorias gerais de
bens, como bens agrícolas e industriais ou bens de capital e de consumo.
Esse gráfico também pode mostrar as opções de produção para qualquer par
de bens específicos, como armas e manteiga, aviões e soja ou automóveis e
alimentos.
A curva de possibilidade de produção também ilustra a noção de escassez.
Num dado momento, uma economia que opera de maneira eficiente e utiliza
todos os recursos produtivos possui uma quantidade fixa de cada um deles.
Isso significa que ela pode produzir mais de um produto apenas se produzir
menos de outro. Para produzir mais bens agrícolas é necessário utilizar os
recursos usados nas fábricas. À medida que esses recursos de produção
migrarem para fora das fábricas, a quantidade de bens industriais diminuirá.
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA
O custo de alguma coisa é do que você desiste para obtê-la
Pessoas racionais pensam na margem
Pessoas respondem a incentivos
O comércio pode melhorar a situação de todos
Os mercados são, em geral, uma boa forma de organizar a atividade
econômica
Os governos podem às vezes melhorar os resultados do mercado:
O padrão de vida de um país depende de sua capacidade de
produzir bens e serviços
Os preços sobem quando o governo emite moeda demais
BIBLIOGRAFIA
Begg, Savid K. H. Introdução à economia: para cursos de Administração, Direito,
Ciências Humanas e Contábeis/ David Begg, Stanley Fischer, Rudiger Dornbusch;
tradução de Helaga Hoffmann. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.
Mankiw, N. Gregory. Introdução à economia: princípios de micro e macroeconomia/N.
Gregori Mankiw; tradução de Maria José Cyhlar Monteiro. Rio de Janeiro: Elsevier,
2001.
Mendes, Judas Tadeu Grassi. Economia: fundamentos e aplicações. São Paulo:
Prentice Hall, 2004.
Nellis, Joseph. Princípios de economia para os negócios/ Joseph Nellis, David Parker;
tradução de Bazan Tecnologia e Lingüística. São Paulo: Futura, 2003.
O´Sullivan, Arthur. Introdução à economia: princípios e ferramentas/ Arthur O´Sullivan,
Steve, Sheffrin; tradução de Maria Lúcia G. L. Rosa. São Paulo: Prentice Hall, 2004.
Souza, Nali de Jesus. Curso de economia. São Paulo: Ed. Atlas, 2003.
Vasconcelos, Marco. Fundamentos de economia. São Paulo: Edi. Atlas, 2004.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula inicial economia
Aula inicial economiaAula inicial economia
Aula inicial economia
COTIDIANO CIVIL
 
Evolução do pensamento econômico
Evolução do pensamento econômicoEvolução do pensamento econômico
Evolução do pensamento econômico
André Dal Bello
 
Introdução à Economia
Introdução à EconomiaIntrodução à Economia
Introdução à Economia
Patrícia Cruz Rodrigues Marion
 
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicosIntrodução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
João Cláudio Arroyo
 
Introdução ao Estudo das Ciências Econômicas
Introdução ao Estudo das Ciências EconômicasIntrodução ao Estudo das Ciências Econômicas
Introdução ao Estudo das Ciências Econômicas
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Historia Do Pensamento Economico
Historia Do Pensamento EconomicoHistoria Do Pensamento Economico
Historia Do Pensamento Economico
Alexsandro Rebello Bonatto
 
A Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento EconômicoA Evolução do Pensamento Econômico
Aula 2 cap-1 - sistema econômico
Aula 2   cap-1 - sistema econômicoAula 2   cap-1 - sistema econômico
Aula 2 cap-1 - sistema econômico
Larissa Souza
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Dheymia de Lima
 
Crescimento e Desenvolvimento Econômico
Crescimento e Desenvolvimento EconômicoCrescimento e Desenvolvimento Econômico
Crescimento e Desenvolvimento Econômico
Yuri Silver
 
Aula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado GlobalAula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado Global
Luciano Cavalcante
 
Aula 1 economia original
Aula 1 economia originalAula 1 economia original
Aula 1 economia original
Ivaristo Americo
 
Estruturas de mercado
Estruturas de mercadoEstruturas de mercado
Estruturas de mercado
Eliz Evan
 
Aula 2 - Economia
Aula 2 - EconomiaAula 2 - Economia
Aula 2 - Economia
CNA
 
Slides Economia
Slides EconomiaSlides Economia
Slides Economia
Cleber Braga
 
Teoria do consumidor - Prof. Kleber Morales
Teoria do consumidor - Prof. Kleber MoralesTeoria do consumidor - Prof. Kleber Morales
Teoria do consumidor - Prof. Kleber Morales
Robérgio Kleber Morais
 
Os 10 princípios básicos da economia
Os 10 princípios básicos da economiaOs 10 princípios básicos da economia
Os 10 princípios básicos da economia
Alexandre Cunha Gomes
 
Introduçao a Economia
Introduçao a EconomiaIntroduçao a Economia
Introduçao a Economia
Fasup
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
Francine Manhabosco
 
Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01
Milton Henrique do Couto Neto
 

Mais procurados (20)

Aula inicial economia
Aula inicial economiaAula inicial economia
Aula inicial economia
 
Evolução do pensamento econômico
Evolução do pensamento econômicoEvolução do pensamento econômico
Evolução do pensamento econômico
 
Introdução à Economia
Introdução à EconomiaIntrodução à Economia
Introdução à Economia
 
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicosIntrodução à economia 1a parte conceitos básicos
Introdução à economia 1a parte conceitos básicos
 
Introdução ao Estudo das Ciências Econômicas
Introdução ao Estudo das Ciências EconômicasIntrodução ao Estudo das Ciências Econômicas
Introdução ao Estudo das Ciências Econômicas
 
Historia Do Pensamento Economico
Historia Do Pensamento EconomicoHistoria Do Pensamento Economico
Historia Do Pensamento Economico
 
A Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento EconômicoA Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento Econômico
 
Aula 2 cap-1 - sistema econômico
Aula 2   cap-1 - sistema econômicoAula 2   cap-1 - sistema econômico
Aula 2 cap-1 - sistema econômico
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Crescimento e Desenvolvimento Econômico
Crescimento e Desenvolvimento EconômicoCrescimento e Desenvolvimento Econômico
Crescimento e Desenvolvimento Econômico
 
Aula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado GlobalAula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado Global
 
Aula 1 economia original
Aula 1 economia originalAula 1 economia original
Aula 1 economia original
 
Estruturas de mercado
Estruturas de mercadoEstruturas de mercado
Estruturas de mercado
 
Aula 2 - Economia
Aula 2 - EconomiaAula 2 - Economia
Aula 2 - Economia
 
Slides Economia
Slides EconomiaSlides Economia
Slides Economia
 
Teoria do consumidor - Prof. Kleber Morales
Teoria do consumidor - Prof. Kleber MoralesTeoria do consumidor - Prof. Kleber Morales
Teoria do consumidor - Prof. Kleber Morales
 
Os 10 princípios básicos da economia
Os 10 princípios básicos da economiaOs 10 princípios básicos da economia
Os 10 princípios básicos da economia
 
Introduçao a Economia
Introduçao a EconomiaIntroduçao a Economia
Introduçao a Economia
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01Demanda e oferta 2011_01
Demanda e oferta 2011_01
 

Destaque

Introdução à Economia - Aula 01
Introdução à Economia - Aula 01Introdução à Economia - Aula 01
Introdução à Economia - Aula 01
Fernando Monteiro D'Andrea
 
Introdução à Economia - Conceitos
Introdução à Economia - ConceitosIntrodução à Economia - Conceitos
Introdução à Economia - Conceitos
Celso Ricardo Salazar Valentim
 
Apostila introdução a economia
Apostila introdução a economiaApostila introdução a economia
Apostila introdução a economia
Marcos Souza
 
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Luciano Pires
 
Economia solucao dos exercicios
Economia solucao dos exerciciosEconomia solucao dos exercicios
Economia solucao dos exercicios
zeramento contabil
 
Aula 2 conceitos básicos de economia
Aula 2   conceitos básicos de economiaAula 2   conceitos básicos de economia
Aula 2 conceitos básicos de economia
Maximiliano Barroso Bonfá
 
História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...
História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...
História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...
januarioneto
 
Conceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economiaConceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economia
Vinícius Morais
 
1 slides - planejamento agregado
1   slides - planejamento agregado1   slides - planejamento agregado
1 slides - planejamento agregado
Caio Roberto de Souza Filho
 
Fundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETO
Fundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETOFundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETO
Fundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETO
Diego Sampaio
 
Apostila economia
Apostila economiaApostila economia
Apostila economia
hendsonsantana
 
Fundamentos de econômia
Fundamentos de econômiaFundamentos de econômia
Fundamentos de econômia
Dayane Dias
 
Economia Como Ciência
Economia Como CiênciaEconomia Como Ciência
Economia Como Ciência
Luciano Pires
 
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Luciano Pires
 
Olhando a vida com novos olhos
Olhando a vida com novos olhosOlhando a vida com novos olhos
Olhando a vida com novos olhos
Alfredo Lopes
 
Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...
Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...
Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...
Universidade Pedagogica
 

Destaque (16)

Introdução à Economia - Aula 01
Introdução à Economia - Aula 01Introdução à Economia - Aula 01
Introdução à Economia - Aula 01
 
Introdução à Economia - Conceitos
Introdução à Economia - ConceitosIntrodução à Economia - Conceitos
Introdução à Economia - Conceitos
 
Apostila introdução a economia
Apostila introdução a economiaApostila introdução a economia
Apostila introdução a economia
 
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 1 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 1 (superior)
 
Economia solucao dos exercicios
Economia solucao dos exerciciosEconomia solucao dos exercicios
Economia solucao dos exercicios
 
Aula 2 conceitos básicos de economia
Aula 2   conceitos básicos de economiaAula 2   conceitos básicos de economia
Aula 2 conceitos básicos de economia
 
História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...
História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...
História do pensamento econômico da escola clássica, marxista, neoclássica e ...
 
Conceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economiaConceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economia
 
1 slides - planejamento agregado
1   slides - planejamento agregado1   slides - planejamento agregado
1 slides - planejamento agregado
 
Fundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETO
Fundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETOFundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETO
Fundamentos da Economia - Slide do Primeiro Semestre COMPLETO
 
Apostila economia
Apostila economiaApostila economia
Apostila economia
 
Fundamentos de econômia
Fundamentos de econômiaFundamentos de econômia
Fundamentos de econômia
 
Economia Como Ciência
Economia Como CiênciaEconomia Como Ciência
Economia Como Ciência
 
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
 
Olhando a vida com novos olhos
Olhando a vida com novos olhosOlhando a vida com novos olhos
Olhando a vida com novos olhos
 
Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...
Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...
Economia monetária como um instrumento específico para análise de fontes de i...
 

Semelhante a Aula de introdução à economia

Apostila economia -01
Apostila economia -01Apostila economia -01
Apostila economia -01
Cleber de Jesus
 
Texto 1 conceitos básicos Economia Damásio
Texto 1   conceitos básicos Economia DamásioTexto 1   conceitos básicos Economia Damásio
Texto 1 conceitos básicos Economia Damásio
Carlos Aster
 
Aula economia - modificado2
Aula   economia - modificado2Aula   economia - modificado2
Aula economia - modificado2
Carlos Antonio Soares de Andrade
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
Universidade de Pernambuco
 
Lecture #1 fundamentos e conceitos econômicos básicos
Lecture #1   fundamentos e conceitos econômicos básicosLecture #1   fundamentos e conceitos econômicos básicos
Lecture #1 fundamentos e conceitos econômicos básicos
Humberto Fioravante Ferro
 
Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2
Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2
Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2
underklow
 
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
A. Rui Teixeira Santos
 
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
A. Rui Teixeira Santos
 
unidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdf
unidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdfunidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdf
unidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdf
VicenteRafael5
 
Material economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)
Material  economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)Material  economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)
Material economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)
Janísio Salomao
 
Apostila introdutória
Apostila introdutória Apostila introdutória
Apostila introdutória
colhomagno
 
apostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnicoapostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnico
camaradeManoelVitori
 
Microeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomiaMicroeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomia
destakcursos
 
Economia e mercado 3
Economia e mercado 3Economia e mercado 3
Economia e mercado 3
Andrey Martins
 
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
A. Rui Teixeira Santos
 
Eleg fct uniz
Eleg   fct unizEleg   fct uniz
Eleg fct uniz
deocleciana
 
Aula sobre Economia e Economia Ambiental.pptx
Aula sobre Economia e Economia Ambiental.pptxAula sobre Economia e Economia Ambiental.pptx
Aula sobre Economia e Economia Ambiental.pptx
daniellelovato1
 
Economia
EconomiaEconomia
Conceitos básicos da ciência econômica
Conceitos básicos da ciência econômicaConceitos básicos da ciência econômica
Conceitos básicos da ciência econômica
YasminPotencio
 
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptxTeoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
DomnicoCarnevale1
 

Semelhante a Aula de introdução à economia (20)

Apostila economia -01
Apostila economia -01Apostila economia -01
Apostila economia -01
 
Texto 1 conceitos básicos Economia Damásio
Texto 1   conceitos básicos Economia DamásioTexto 1   conceitos básicos Economia Damásio
Texto 1 conceitos básicos Economia Damásio
 
Aula economia - modificado2
Aula   economia - modificado2Aula   economia - modificado2
Aula economia - modificado2
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
 
Lecture #1 fundamentos e conceitos econômicos básicos
Lecture #1   fundamentos e conceitos econômicos básicosLecture #1   fundamentos e conceitos econômicos básicos
Lecture #1 fundamentos e conceitos econômicos básicos
 
Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2
Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2
Questionc3a1rio gabarito-aula-1-e-2
 
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
 
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
 
unidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdf
unidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdfunidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdf
unidade-1-introducao-a-economia1630348789.pdf
 
Material economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)
Material  economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)Material  economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)
Material economia 10º ano (ii ciclo ensino secundário)
 
Apostila introdutória
Apostila introdutória Apostila introdutória
Apostila introdutória
 
apostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnicoapostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnico
 
Microeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomiaMicroeconomia e macroeconomia
Microeconomia e macroeconomia
 
Economia e mercado 3
Economia e mercado 3Economia e mercado 3
Economia e mercado 3
 
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
 
Eleg fct uniz
Eleg   fct unizEleg   fct uniz
Eleg fct uniz
 
Aula sobre Economia e Economia Ambiental.pptx
Aula sobre Economia e Economia Ambiental.pptxAula sobre Economia e Economia Ambiental.pptx
Aula sobre Economia e Economia Ambiental.pptx
 
Economia
EconomiaEconomia
Economia
 
Conceitos básicos da ciência econômica
Conceitos básicos da ciência econômicaConceitos básicos da ciência econômica
Conceitos básicos da ciência econômica
 
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptxTeoria Econômica aplicada aula admn.pptx
Teoria Econômica aplicada aula admn.pptx
 

Mais de Alexsandro Rebello Bonatto

Crise do Subprime Atualização Março 2009
Crise do Subprime Atualização Março 2009Crise do Subprime Atualização Março 2009
Crise do Subprime Atualização Março 2009
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Nouriel Roubini: os 12 passos do Dr. Apocalipse
Nouriel Roubini: os 12 passos do Dr. ApocalipseNouriel Roubini: os 12 passos do Dr. Apocalipse
Nouriel Roubini: os 12 passos do Dr. Apocalipse
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Momento Minsky e a Crise
Momento Minsky e a CriseMomento Minsky e a Crise
Momento Minsky e a Crise
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Nacionalizacao dos bancos amercianos
Nacionalizacao dos bancos amercianosNacionalizacao dos bancos amercianos
Nacionalizacao dos bancos amercianos
Alexsandro Rebello Bonatto
 
O Ocaso da AIG
O Ocaso da AIGO Ocaso da AIG
Sinais De Otimismo frente a crise
Sinais De Otimismo frente a criseSinais De Otimismo frente a crise
Sinais De Otimismo frente a crise
Alexsandro Rebello Bonatto
 
O Caso Stanford 260209
O Caso Stanford 260209O Caso Stanford 260209
O Caso Stanford 260209
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Crise do Subprime Atualização Fevereiro II Parte
Crise do Subprime Atualização Fevereiro II ParteCrise do Subprime Atualização Fevereiro II Parte
Crise do Subprime Atualização Fevereiro II Parte
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Desglobalizacao
DesglobalizacaoDesglobalizacao
Crise do subprime
Crise do subprimeCrise do subprime
Crise do subprime
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Treina Hp Intro
Treina Hp IntroTreina Hp Intro
Movimento Bancos
Movimento BancosMovimento Bancos
Movimento Bancos
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Ciencia Do Credito
Ciencia Do CreditoCiencia Do Credito
Ciencia Do Credito
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Treinamento Profissional De Cobranca
Treinamento Profissional De CobrancaTreinamento Profissional De Cobranca
Treinamento Profissional De Cobranca
Alexsandro Rebello Bonatto
 
O Caso Da Piramide Maddof
O Caso Da Piramide MaddofO Caso Da Piramide Maddof
O Caso Da Piramide Maddof
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Conjuntura Brasileira 201108
Conjuntura Brasileira 201108Conjuntura Brasileira 201108
Conjuntura Brasileira 201108
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Economia Sem Truqes 141108
Economia Sem Truqes 141108Economia Sem Truqes 141108
Economia Sem Truqes 141108
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Como Tornar Se Um LíDer
Como Tornar Se Um LíDerComo Tornar Se Um LíDer
Como Tornar Se Um LíDer
Alexsandro Rebello Bonatto
 
Como tornar-se um lider
Como tornar-se um liderComo tornar-se um lider
Como tornar-se um lider
Alexsandro Rebello Bonatto
 
A importância do feedback
A importância do feedbackA importância do feedback
A importância do feedback
Alexsandro Rebello Bonatto
 

Mais de Alexsandro Rebello Bonatto (20)

Crise do Subprime Atualização Março 2009
Crise do Subprime Atualização Março 2009Crise do Subprime Atualização Março 2009
Crise do Subprime Atualização Março 2009
 
Nouriel Roubini: os 12 passos do Dr. Apocalipse
Nouriel Roubini: os 12 passos do Dr. ApocalipseNouriel Roubini: os 12 passos do Dr. Apocalipse
Nouriel Roubini: os 12 passos do Dr. Apocalipse
 
Momento Minsky e a Crise
Momento Minsky e a CriseMomento Minsky e a Crise
Momento Minsky e a Crise
 
Nacionalizacao dos bancos amercianos
Nacionalizacao dos bancos amercianosNacionalizacao dos bancos amercianos
Nacionalizacao dos bancos amercianos
 
O Ocaso da AIG
O Ocaso da AIGO Ocaso da AIG
O Ocaso da AIG
 
Sinais De Otimismo frente a crise
Sinais De Otimismo frente a criseSinais De Otimismo frente a crise
Sinais De Otimismo frente a crise
 
O Caso Stanford 260209
O Caso Stanford 260209O Caso Stanford 260209
O Caso Stanford 260209
 
Crise do Subprime Atualização Fevereiro II Parte
Crise do Subprime Atualização Fevereiro II ParteCrise do Subprime Atualização Fevereiro II Parte
Crise do Subprime Atualização Fevereiro II Parte
 
Desglobalizacao
DesglobalizacaoDesglobalizacao
Desglobalizacao
 
Crise do subprime
Crise do subprimeCrise do subprime
Crise do subprime
 
Treina Hp Intro
Treina Hp IntroTreina Hp Intro
Treina Hp Intro
 
Movimento Bancos
Movimento BancosMovimento Bancos
Movimento Bancos
 
Ciencia Do Credito
Ciencia Do CreditoCiencia Do Credito
Ciencia Do Credito
 
Treinamento Profissional De Cobranca
Treinamento Profissional De CobrancaTreinamento Profissional De Cobranca
Treinamento Profissional De Cobranca
 
O Caso Da Piramide Maddof
O Caso Da Piramide MaddofO Caso Da Piramide Maddof
O Caso Da Piramide Maddof
 
Conjuntura Brasileira 201108
Conjuntura Brasileira 201108Conjuntura Brasileira 201108
Conjuntura Brasileira 201108
 
Economia Sem Truqes 141108
Economia Sem Truqes 141108Economia Sem Truqes 141108
Economia Sem Truqes 141108
 
Como Tornar Se Um LíDer
Como Tornar Se Um LíDerComo Tornar Se Um LíDer
Como Tornar Se Um LíDer
 
Como tornar-se um lider
Como tornar-se um liderComo tornar-se um lider
Como tornar-se um lider
 
A importância do feedback
A importância do feedbackA importância do feedback
A importância do feedback
 

Aula de introdução à economia

  • 1.
  • 2. AULA DE ECONOMIA EAULA DE ECONOMIA E MERCADOSMERCADOS DIA 27 DE FEVEREIRO DEDIA 27 DE FEVEREIRO DE 20092009 PROFESSOR: ALEXSANDRO REBELLO BONATTOPROFESSOR: ALEXSANDRO REBELLO BONATTO
  • 3. CONCEITOS Segundo a Wikipédia a Economia é a ciência social que estuda a produção, distribuição, e consumo de bens e serviços. O termo economia vem do grego para oikos (casa) e nomos (costume ou lei), daí "regras da casa (lar).“ Para Mankiw a Economia é o estudo da forma pela qual a sociedade administra seus recursos escassos. Na maior parte das sociedades os recursos não são alocados por um único planejador central, mas pelas ações combinadas de milhões de famílias e empresas. Os economistas, portanto, estudam como as pessoas tomam as decisões: o quanto trabalham, o que compraram quanto poupam e como investem suas poupanças. Segundo Mendes a economia é uma ciência social, tanto quanto a ciência política, a psicologia e a sociologia. Ela pode ser definição como o estudo da alocação (utilização) dos recursos escassos na produção de bens e serviços para a satisfação das necessidade ou dos desejos humanos. Portanto, sua principal tarefa é descobrir como o mundo econômico funciona.
  • 4. CONCEITOS Para O´Sullivan a economia é o estudo das escolhas feitas por pessoas quando existe escassez, ou seja, quando existem limites ao que os indivíduos podem obter. A escassez é uma situação na qual os recursos – tudo aquilo que usamos para produzir bens e serviços – São limitados em quantidade, mas podem ser usados de diferentes maneiras. Devido à limitação de recursos, torna-se necessário sacrificar a obtenção de um bem ou de um serviço para a obtenção de outro. Conforme Dornbusch a economia é o estudo de como a sociedade decide o quê, como e para quem produzir. A sociedade tem de resolver o conflito entre os desejos ilimitados por bens e serviços e a escassez dos recursos (mão-de-obra, máquinas, matérias-primas) com os quais são feitos os bens e serviços. A economia é a análise dessas decisões. O seu tema é o comportamento humano, o seu método é desenvolver teorias e testá-las com fatos.
  • 5. A MANEIRA ECONÔMICA DE PENSAR De que maneira os economistas pensam os problemas e as tomadas de decisões? Tal forma de pensar pode ser sintetizada pelo economista John Maynard Keynes: “A Teoria Econômica não fornece um corpo de conclusões estabelecidas, imediatamente aplicáveis em política econômica. Trata-se de um método, não de uma doutrina, um aparato da mente, uma técnica de pensar que ajuda aquele que a domina a traçar conclusões acertadas”. A análise econômica envolve com freqüência variáveis e suas inter-relações. Uma variável é uma medida de algo que pode ter valores diferentes. Em economia é normal fazer afirmações sobre a relação entre duas variáveis: por exemplo, o número de bifes que uma pessoa come num mês depende do preço e da renda da pessoa. Suponha que seja dito: “Uma redução no preço do bife aumenta sua quantidade consumida”.
  • 6. A MANEIRA ECONÔMICA DE PENSAR Esta é uma afirmação sobre a relação entre duas variáveis: o preço e a quantidade do bife, quando se supõe implicitamente que a relação entre as outras variáveis – o preço do frango e a renda da pessoa – não foram alteradas com o mesmo valor. Uma maneira mais precisa de dizer isso seria: “Uma redução no preço do bife aumenta sua quantidade consumida, ceteris paribus”. As palavras em latim significam “tudo o mais mantido constante” ou “mantendo-se as outras variáveis fixas.
  • 7. 3 PERGUNTAS ECONÔMICAS BÁSICAS  quais bens devem ser produzidos? Não é possível produzir dois bens distintos quando existem recursos produtivos para apenas um. Por exemplo: se um hospital dedicar seus recursos para a realização de mais transplantes do coração, disporá de menos recursos para o cuidado com bebês prematuros. como esses bens devem ser produzidos? Existem formas alternativas de produzir os bens que desejamos. Por exemplo: as empresas de utilidade pública podem produzir eletricidade como energia solar ou hidroelétrica. Os professores universitários podem ensinar um novo conceito a seus alunos por meio de extensas palestras ou de aulas curtas e exercícios. quem consome os bens produzidos? A sociedade como um todo precisa decidir de que forma seus produtos serão distribuídos para o consumo das pessoas. Se algumas ganham mais dinheiro que outras, deveriam consumir mais bens? Quanto dinheiro deve ser transferido dos ricos aos mais pobres?
  • 8. OS FATORES DE PRODUÇÃO os recursos naturais: terra arável, depósitos minerais, água, reservas de petróleo e gás, por exemplo – são fatores de produção criados pela ação da natureza e usados para produzir bens e serviços. Alguns economistas referem-se a todos os tipos de recursos naturais simplesmente como terra. trabalho (ou mão-de-obra): é o esforço humano – físico e mental – usado para produzir bens e serviços. Ele é escasso porque cada dia tem apenas 24 horas, e se gastarmos mais nosso tempo numa atividade como o trabalho, por exemplo, teremos menos tempo para outras atividades, como o lazer. o capital físico: abrange todos os bens materiais produzidos pelo homem e que são utilizados na produção. O fator capital inclui o conjunto de riquezas acumuladas por uma sociedade, e é com essas riquezas que um país desenvolve suas atividades de produção. Cabe ressaltar que, para haver capital, é fundamental a participação do ser humano, ou seja, não existe o fator capital sem o fator trabalho.
  • 9. OS FATORES DE PRODUÇÃO  Capital humano: consiste no conhecimento e nas habilidades que um trabalhador adquire por meio da educação e da experiência; o capital humano, assim como o físico, é usado para produzir bens e serviços, embora de maneira diferente. Toda profissão exige capital humano: para ser cirurgião é necessário aprender anatomia e dominar técnicas cirúrgicas: para ser contador é preciso saber as regras da contabilidade e adquirir habilidades para usar um computador, etc. Aumentar o capital humano é uma das razões que leva uma pessoa a concluir um curso de graduação, o que amplia as oportunidades de emprego.  capacidade empresarial: é o fator de produção que consiste no esforço usado para coordenar a produção e a venda de bens e serviços. Um empreendedor concebe a idéia de produzir um bem ou um serviço e decide de que maneira e executará. Assim, esse empreendedor assume riscos, compromete dinheiro e tempo, sem garantias de lucros, na expectativa de obter sucesso.
  • 10. A CURVA DE POSSIBILIDADES DE PRODUÇÃO Para decidir o que produzir, uma sociedade deverá determinar previamente as combinações de produtos possíveis, considerando a disponibilidade de seus recursos e seu conhecimento tecnológico. A curva de possibilidades de produção mostra as opções de produção disponíveis para uma economia, ou seja, as diferentes combinações de quantidades de produtos que essa economia pode produzir. Um gráfico bidimensional pode ilustrar adequadamente as opções de produção usando duas categorias gerais de bens, como bens agrícolas e industriais ou bens de capital e de consumo. Esse gráfico também pode mostrar as opções de produção para qualquer par de bens específicos, como armas e manteiga, aviões e soja ou automóveis e alimentos. A curva de possibilidade de produção também ilustra a noção de escassez. Num dado momento, uma economia que opera de maneira eficiente e utiliza todos os recursos produtivos possui uma quantidade fixa de cada um deles. Isso significa que ela pode produzir mais de um produto apenas se produzir menos de outro. Para produzir mais bens agrícolas é necessário utilizar os recursos usados nas fábricas. À medida que esses recursos de produção migrarem para fora das fábricas, a quantidade de bens industriais diminuirá.
  • 11. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA O custo de alguma coisa é do que você desiste para obtê-la Pessoas racionais pensam na margem Pessoas respondem a incentivos O comércio pode melhorar a situação de todos Os mercados são, em geral, uma boa forma de organizar a atividade econômica Os governos podem às vezes melhorar os resultados do mercado: O padrão de vida de um país depende de sua capacidade de produzir bens e serviços Os preços sobem quando o governo emite moeda demais
  • 12. BIBLIOGRAFIA Begg, Savid K. H. Introdução à economia: para cursos de Administração, Direito, Ciências Humanas e Contábeis/ David Begg, Stanley Fischer, Rudiger Dornbusch; tradução de Helaga Hoffmann. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. Mankiw, N. Gregory. Introdução à economia: princípios de micro e macroeconomia/N. Gregori Mankiw; tradução de Maria José Cyhlar Monteiro. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001. Mendes, Judas Tadeu Grassi. Economia: fundamentos e aplicações. São Paulo: Prentice Hall, 2004. Nellis, Joseph. Princípios de economia para os negócios/ Joseph Nellis, David Parker; tradução de Bazan Tecnologia e Lingüística. São Paulo: Futura, 2003. O´Sullivan, Arthur. Introdução à economia: princípios e ferramentas/ Arthur O´Sullivan, Steve, Sheffrin; tradução de Maria Lúcia G. L. Rosa. São Paulo: Prentice Hall, 2004. Souza, Nali de Jesus. Curso de economia. São Paulo: Ed. Atlas, 2003. Vasconcelos, Marco. Fundamentos de economia. São Paulo: Edi. Atlas, 2004.