SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Olericultura
O que são hortaliças
 Hervas
 Ciclo curto
 Tratos culturais intensivos
 Comestíveis
 Fornecem folhas, hastes, flores, frutos, raízes e outras partes que são
utilizadas na alimentação, cruas ou cozidas
Tipos de hortaliças
 Hortaliças folhosas: alface, almeirão, agrião, espinafre, couve, cebolinha,
salsa, rúcula
 Hortaliças flores: couve-flor, couve brócolos;
 Hortaliças frutos: berinjela, jiló, abóbora, quiabo, chuchu, tomate, pimentão,
pepino;
 Hortaliças tubérculos: batata e cará;
 Hortaliças raízes. Cenoura, beterraba, rabanete, nabo, batata-doce;
 Hortaliças bulbos: cebola e alho;
 Hortaliças rizomas: inhame;
 Hortaliças hastes: aspargo, aipo ou salsão;
 Hortaliças condimentos: alho, cebolinha, coentro, pimenta, salsa, manjericão,
hortelã.
Escolha do Local
 Foto-período
 Sazonalidade
 Temperatura
 Umidade
Epoca de plantio
 Fácil acesso
 Boa iluminação
 Relevo plano ou suave ondulado
 Fertilidade boa e condições físicas boas
 Viveiros artificiais
Ferramentas e equipamentos
 Enxadas
 Enxadão
 Ancinho
 Sancho
 Pá
 Regador
 Equipamentos de irrigação
Preparo do solo
 Coleta de amostras para analise química do solo
 Limpeza do terreno
 Correção do solo
Tratos culturas
 Irrigação
 Desbaste
 Tutoramento
 Adubação de cobertura
 Rotação de culturas
 a) Extrato de Folha de Nim ( árvore de porte médio )
 Secar e moer folhas de nim. Colocar 60 g de folhas de nim moída em 1 litros de
água. Deixar em repouso por 24 horas. Coar e aplicar na forma de
pulverizações para o controle de pragas.
 b) Calda de Fumo
 Picar 100 g de fumo e colocar em meio litro de álcool, acrescentando meio
litro de água e deixar curtir por 15 dias. Depois dissolver 100 g de sabão neutro
em 10 litro de água e acrescentar a mistura. Aplicar na forma de pulveriizações
para controle de vaquinhas, cochonilhas, lagartas e pulgões.
 c) Calda de Fumo com Pimenta
 Colocar 50 g de fumo picado e 50 g de pimenta dentro de um litro de álcool. Deixar
curtir por uma semana Misturar em 10 litros de água + 250g de sabão neutro ou
detergente. Aplicar na forma de pulverizações para o controle de vaquinhas,
lagartas e cochonilhas.
 d) Preparados com Sabão
 Os diversos preparados em que se emprega o sabão apresentam indicações para o
controle de lagartas, cochonilhas, tripes, pulgões e ácaros.
 Alguns são preparados exclusivamente com sabão enquanto que em outros,
recomenda-se a associação com querosene.
 De modo geral não apresentam restrições, porém após seu emprego aconselha-se
respeitar um intervalo de aproximadamente duas semanas para se proceder a
colheita.
 Dissolver 100 g de sabão neutro em ½ litro de água quente. Para a aplicação dilua
novamente o preparado em 9 ½ litros de água. É utilizado no controle de tripes,
pulgões, cochonilhas e lagartas.
 e) Calda de Cebola
 Colocar 1 kg de cebola picada em 10 litros de água. Curtir por 10 dias. Coar e Colocar 1
litro em 3 litros de água para aplicar na forma de pulverizações. Age como repelente
aos insetos: pulgões, lagartas e vaquinhas.
 f) Cravo de Defunto
 Colocar 1 kg de folhas e talos em 10 litros de água. Ferver por meia hora ou pode ser
picado deixando de molho por 2 horas. Coe e pulverize visando o controle de pulgões
ácaros e algumas lagartas.
 g) Calda de Camomila
 Colocar 50 g de flores de camomila em um litro de água. Deixar de molho por 3 dias,
agitando 4 vezes por dia. Coar e aplicar 3 vezes na semana visando doenças fúngicas.
 de leite de vaca cru e 95% de água já pode ser utilizada para controlar o oídio, doença
que ataca diversas culturas, causando a morte das plantas e prejuízos aos agricultores.
 h) Calda Sulfocálcica
 Tem ação protetora contra ácaros, insetos-pragas e moléstias de forma curativa. Os
ingredientes são a mistura de enxofre ventilado (2,5 kg) + cal hidratada (1,6 kg) 10 litros de
água, em preparo a quente.
 Misturar em um latão o cal hidratado em 5 litros de água morna. Colocar o enxofre
lentamente, sempre agitando com um bastão de madeira completando os 10 litros. Deixar
ferver até ficar com a coloração pardo-avermelhado, esfriar, guardar em lugar sem
iluminação não mais de uma semana. Na aplicação diluir 1 litro do produto em 20 litros de
água.
 i) Calda Bordalesa
 Colocar 100 g de Sulfato de Cobre em um saco de pano e mergulhe em 5 litros de água
quente e deixar de molho durante 24 horas.
 Colocar 100 g de Cal Virgem em 5 litros de água, despejar a solução de Sulfato de Cobre
na solução de Cal Virgem, misturando bem com um bastão. Coar a mistura e despejar no
pulverizador para aplicação, visando controle de fungos.
Colheita
 De 30 a 120 dias
 Alguns verdes
 Abobrinha, berinjela
 Outros maduros
 folhosos
 Outros antes do período reprodutivo
 Cenoura, rabanete
 Fim do ciclo
 Cebola, alho
Obrigado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Métodos de extensão rural
Métodos de extensão ruralMétodos de extensão rural
Métodos de extensão rural
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestais
 
Tratos culturais
Tratos culturaisTratos culturais
Tratos culturais
 
Aula 2 introdução floricultura
Aula 2   introdução floriculturaAula 2   introdução floricultura
Aula 2 introdução floricultura
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
 
Prg aula 2 pragas de pastagens
 Prg aula 2 pragas de pastagens Prg aula 2 pragas de pastagens
Prg aula 2 pragas de pastagens
 
apostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdfapostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdf
 
Aula extensão rural planejamento
Aula extensão rural planejamentoAula extensão rural planejamento
Aula extensão rural planejamento
 
Controle alternativo de pragas e doenças nas plantas
Controle alternativo de pragas e doenças nas  plantasControle alternativo de pragas e doenças nas  plantas
Controle alternativo de pragas e doenças nas plantas
 
Extensão rural
Extensão ruralExtensão rural
Extensão rural
 
Implantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do FeijãoImplantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do Feijão
 
Introdução a-mecanização-agrícola22
Introdução a-mecanização-agrícola22Introdução a-mecanização-agrícola22
Introdução a-mecanização-agrícola22
 
Aula 02 cultura do maracujá.
Aula 02  cultura do maracujá.Aula 02  cultura do maracujá.
Aula 02 cultura do maracujá.
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Manejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do SoloManejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do Solo
 
Manejo de Irrigação
Manejo de IrrigaçãoManejo de Irrigação
Manejo de Irrigação
 
Sistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do ArrozSistemas de Plantio do Arroz
Sistemas de Plantio do Arroz
 
Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)
 
Sistema de Plantio Direto
Sistema de Plantio DiretoSistema de Plantio Direto
Sistema de Plantio Direto
 
Slide da cultura de alho e Cebola
Slide da cultura de alho e CebolaSlide da cultura de alho e Cebola
Slide da cultura de alho e Cebola
 

Semelhante a Aula 7 olericultura

Controle natural
Controle naturalControle natural
Controle natural
arboreo.net
 
Receituario Caseiro Hortas
Receituario Caseiro HortasReceituario Caseiro Hortas
Receituario Caseiro Hortas
TomateVerdeFrito
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
guest6aa5a1b
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
guest6aa5a1b
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
guest6aa5a1b
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
guest6aa5a1b
 

Semelhante a Aula 7 olericultura (20)

Controle natural
Controle naturalControle natural
Controle natural
 
Defensivos alternativos
Defensivos alternativosDefensivos alternativos
Defensivos alternativos
 
4 - Plantas e Extratos.pdf
4 - Plantas e Extratos.pdf4 - Plantas e Extratos.pdf
4 - Plantas e Extratos.pdf
 
Receitas caseiras para controle de pragas e doenças
Receitas caseiras para controle de pragas e doençasReceitas caseiras para controle de pragas e doenças
Receitas caseiras para controle de pragas e doenças
 
Controle de pragas de hortas e de ambiente doméstico
Controle de pragas de hortas e de ambiente domésticoControle de pragas de hortas e de ambiente doméstico
Controle de pragas de hortas e de ambiente doméstico
 
Receituario Caseiro Hortas
Receituario Caseiro HortasReceituario Caseiro Hortas
Receituario Caseiro Hortas
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
 
Ervas FáBio Belchior
Ervas FáBio BelchiorErvas FáBio Belchior
Ervas FáBio Belchior
 
272681180 cartillha-agroecologia
272681180 cartillha-agroecologia272681180 cartillha-agroecologia
272681180 cartillha-agroecologia
 
Ce cartilha agroecologia_3edicao
Ce cartilha agroecologia_3edicaoCe cartilha agroecologia_3edicao
Ce cartilha agroecologia_3edicao
 
Ce cartilha agroecologia_3edicao
Ce cartilha agroecologia_3edicaoCe cartilha agroecologia_3edicao
Ce cartilha agroecologia_3edicao
 
Couve
CouveCouve
Couve
 
Métodos caseiros de controle pragas e doenças
Métodos caseiros de controle pragas e doençasMétodos caseiros de controle pragas e doenças
Métodos caseiros de controle pragas e doenças
 
Caldas e extratos vegetais
Caldas e extratos vegetaisCaldas e extratos vegetais
Caldas e extratos vegetais
 
Cartilha uso de defensivos naturais
Cartilha   uso de defensivos naturaisCartilha   uso de defensivos naturais
Cartilha uso de defensivos naturais
 
Livro plantas aromaticas
Livro plantas aromaticasLivro plantas aromaticas
Livro plantas aromaticas
 
Receitas de produtos de limpeza ecológicos
Receitas de produtos de limpeza ecológicosReceitas de produtos de limpeza ecológicos
Receitas de produtos de limpeza ecológicos
 
Cartilha de Caldas alternativas na Agricultura
Cartilha de Caldas alternativas na AgriculturaCartilha de Caldas alternativas na Agricultura
Cartilha de Caldas alternativas na Agricultura
 

Mais de Jadson Belem de Moura

Aula 04 processos de formação do solo
Aula 04   processos de formação do soloAula 04   processos de formação do solo
Aula 04 processos de formação do solo
Jadson Belem de Moura
 
Características físicas gerais dos solos
Características físicas gerais dos solosCaracterísticas físicas gerais dos solos
Características físicas gerais dos solos
Jadson Belem de Moura
 

Mais de Jadson Belem de Moura (20)

Fitopatologia
FitopatologiaFitopatologia
Fitopatologia
 
Plantio direto no cerrado
Plantio direto no cerradoPlantio direto no cerrado
Plantio direto no cerrado
 
Entomologia
EntomologiaEntomologia
Entomologia
 
Maquinas, motores e mecanização sem videos
Maquinas, motores e mecanização sem videosMaquinas, motores e mecanização sem videos
Maquinas, motores e mecanização sem videos
 
Introdução a agronomia
Introdução a agronomiaIntrodução a agronomia
Introdução a agronomia
 
Xenobióticos no solo
Xenobióticos no soloXenobióticos no solo
Xenobióticos no solo
 
Aula 05 matéria orgânica do solo
Aula 05  matéria orgânica do soloAula 05  matéria orgânica do solo
Aula 05 matéria orgânica do solo
 
Fbn
FbnFbn
Fbn
 
Fma
FmaFma
Fma
 
Rizosfera
RizosferaRizosfera
Rizosfera
 
Metabolismo e processos microbianos
Metabolismo e processos microbianosMetabolismo e processos microbianos
Metabolismo e processos microbianos
 
Aula 03 ecologia do solo
Aula 03   ecologia do soloAula 03   ecologia do solo
Aula 03 ecologia do solo
 
Os organismos do solo
Os organismos do soloOs organismos do solo
Os organismos do solo
 
Aula 1 historico
Aula 1   historicoAula 1   historico
Aula 1 historico
 
Aula 04 processos de formação do solo
Aula 04   processos de formação do soloAula 04   processos de formação do solo
Aula 04 processos de formação do solo
 
Manejo e conservação dos solos
Manejo e conservação dos solosManejo e conservação dos solos
Manejo e conservação dos solos
 
Analises de solo
Analises de soloAnalises de solo
Analises de solo
 
Aula 9 fertilidade dos solos
Aula 9   fertilidade dos solosAula 9   fertilidade dos solos
Aula 9 fertilidade dos solos
 
Coleta e preparo de amostras
Coleta e preparo de amostrasColeta e preparo de amostras
Coleta e preparo de amostras
 
Características físicas gerais dos solos
Características físicas gerais dos solosCaracterísticas físicas gerais dos solos
Características físicas gerais dos solos
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 

Aula 7 olericultura

  • 2. O que são hortaliças  Hervas  Ciclo curto  Tratos culturais intensivos  Comestíveis  Fornecem folhas, hastes, flores, frutos, raízes e outras partes que são utilizadas na alimentação, cruas ou cozidas
  • 3.
  • 4. Tipos de hortaliças  Hortaliças folhosas: alface, almeirão, agrião, espinafre, couve, cebolinha, salsa, rúcula  Hortaliças flores: couve-flor, couve brócolos;  Hortaliças frutos: berinjela, jiló, abóbora, quiabo, chuchu, tomate, pimentão, pepino;  Hortaliças tubérculos: batata e cará;  Hortaliças raízes. Cenoura, beterraba, rabanete, nabo, batata-doce;  Hortaliças bulbos: cebola e alho;  Hortaliças rizomas: inhame;  Hortaliças hastes: aspargo, aipo ou salsão;  Hortaliças condimentos: alho, cebolinha, coentro, pimenta, salsa, manjericão, hortelã.
  • 5. Escolha do Local  Foto-período  Sazonalidade  Temperatura  Umidade
  • 6. Epoca de plantio  Fácil acesso  Boa iluminação  Relevo plano ou suave ondulado  Fertilidade boa e condições físicas boas  Viveiros artificiais
  • 7. Ferramentas e equipamentos  Enxadas  Enxadão  Ancinho  Sancho  Pá  Regador  Equipamentos de irrigação
  • 8. Preparo do solo  Coleta de amostras para analise química do solo  Limpeza do terreno  Correção do solo
  • 9. Tratos culturas  Irrigação  Desbaste  Tutoramento  Adubação de cobertura  Rotação de culturas
  • 10.  a) Extrato de Folha de Nim ( árvore de porte médio )  Secar e moer folhas de nim. Colocar 60 g de folhas de nim moída em 1 litros de água. Deixar em repouso por 24 horas. Coar e aplicar na forma de pulverizações para o controle de pragas.  b) Calda de Fumo  Picar 100 g de fumo e colocar em meio litro de álcool, acrescentando meio litro de água e deixar curtir por 15 dias. Depois dissolver 100 g de sabão neutro em 10 litro de água e acrescentar a mistura. Aplicar na forma de pulveriizações para controle de vaquinhas, cochonilhas, lagartas e pulgões.
  • 11.
  • 12.  c) Calda de Fumo com Pimenta  Colocar 50 g de fumo picado e 50 g de pimenta dentro de um litro de álcool. Deixar curtir por uma semana Misturar em 10 litros de água + 250g de sabão neutro ou detergente. Aplicar na forma de pulverizações para o controle de vaquinhas, lagartas e cochonilhas.  d) Preparados com Sabão  Os diversos preparados em que se emprega o sabão apresentam indicações para o controle de lagartas, cochonilhas, tripes, pulgões e ácaros.  Alguns são preparados exclusivamente com sabão enquanto que em outros, recomenda-se a associação com querosene.  De modo geral não apresentam restrições, porém após seu emprego aconselha-se respeitar um intervalo de aproximadamente duas semanas para se proceder a colheita.  Dissolver 100 g de sabão neutro em ½ litro de água quente. Para a aplicação dilua novamente o preparado em 9 ½ litros de água. É utilizado no controle de tripes, pulgões, cochonilhas e lagartas.
  • 13.  e) Calda de Cebola  Colocar 1 kg de cebola picada em 10 litros de água. Curtir por 10 dias. Coar e Colocar 1 litro em 3 litros de água para aplicar na forma de pulverizações. Age como repelente aos insetos: pulgões, lagartas e vaquinhas.  f) Cravo de Defunto  Colocar 1 kg de folhas e talos em 10 litros de água. Ferver por meia hora ou pode ser picado deixando de molho por 2 horas. Coe e pulverize visando o controle de pulgões ácaros e algumas lagartas.  g) Calda de Camomila  Colocar 50 g de flores de camomila em um litro de água. Deixar de molho por 3 dias, agitando 4 vezes por dia. Coar e aplicar 3 vezes na semana visando doenças fúngicas.  de leite de vaca cru e 95% de água já pode ser utilizada para controlar o oídio, doença que ataca diversas culturas, causando a morte das plantas e prejuízos aos agricultores.
  • 14.
  • 15.  h) Calda Sulfocálcica  Tem ação protetora contra ácaros, insetos-pragas e moléstias de forma curativa. Os ingredientes são a mistura de enxofre ventilado (2,5 kg) + cal hidratada (1,6 kg) 10 litros de água, em preparo a quente.  Misturar em um latão o cal hidratado em 5 litros de água morna. Colocar o enxofre lentamente, sempre agitando com um bastão de madeira completando os 10 litros. Deixar ferver até ficar com a coloração pardo-avermelhado, esfriar, guardar em lugar sem iluminação não mais de uma semana. Na aplicação diluir 1 litro do produto em 20 litros de água.  i) Calda Bordalesa  Colocar 100 g de Sulfato de Cobre em um saco de pano e mergulhe em 5 litros de água quente e deixar de molho durante 24 horas.  Colocar 100 g de Cal Virgem em 5 litros de água, despejar a solução de Sulfato de Cobre na solução de Cal Virgem, misturando bem com um bastão. Coar a mistura e despejar no pulverizador para aplicação, visando controle de fungos.
  • 16. Colheita  De 30 a 120 dias  Alguns verdes  Abobrinha, berinjela  Outros maduros  folhosos  Outros antes do período reprodutivo  Cenoura, rabanete  Fim do ciclo  Cebola, alho