SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTRELAS
Aula n.º 5,6 Sumário O nascimento das estrelas. A vida das estrelas. A morte das estrelas. Resolução de exercícios.
AS ESTRELAS No Universo existem milhões e milhões de estrelas, com diferentes brilhos e tamanhos.
O NASCIMENTO DAS ESTRELAS NEBULOSA CABEÇA DE CAVALO
O NASCIMENTO DAS ESTRELAS As estrelas nascem a partir de berçários de estrelas que se chamam, nebulosas difusas, a partir de grandes quantidades de hidrogénio e poeiras. As nebulosas difusas são gigantescas nuvens de gases e poeiras que existem nas galáxias. ( ver página 18 do manual)
NEBULOSAS DIFUSAS As nebulosas difusas são consideradas o berço das estrelas.
NASCIMENTO DE UMA ESTRELA  O nascimento ocorre quando uma nuvem escura de hidrogénio e poeiras começa a contrair-se, tornando-se cada vez mais quente e originando reações nucleares que libertam muita energia.  Forma-se assim uma densa bola rodopiante, da qual nasce uma estrela.  A matéria do disco que envolve esta bola pode condensar-se, originando planetas, tal como aconteceu em volta do Sol, ou pode espalhar-se pelo espaço.
A VIDA DAS ESTRELAS
A VIDA DAS ESTRELAS Após o seu nascimento as estrelas fabricam a sua própria energia. São “ fábricas “ de energia. No núcleo das estrelas ocorrem reacções nucleares, com libertação de muita energia. HIDROGÉNIO  HÉLIO + ENERGIA
A VIDA DAS ESTRELAS Esta energia é irradiada para o espaço como calor e luz, por isso, as estrelas têm brilho. Quanto maior for a estrela , maior o seu brilho e maior a sua temperatura. ( ver página 19 do manual)
BRILHO DAS ESTRELAS VEGA SOL PRÓXIMA CENTAURO
BRILHO DAS ESTRELAS PÁG. 19
O que será que acontece a uma estrela quandoacaba o seu combustível, o Hidrogénio?
MORTE DAS ESTRELAS Qualquer estrela termina o seu tempo de vida, quando se esgota o seu combustível, que é o gás Hidrogénio. Quanto maior for uma estrela menor é o seu tempo de vida.
Quando se acaba o combustível de uma estrela, entãoesta fica instável e começa a morrer.
Morte de uma estrela de pequenas dimensões (como o nosso Sol)
Morte de uma estrela de grandes dimensões (muito maiores que o nosso Sol)
BURACO NEGRO PULSAR
MORTE DAS ESTRELAS
EVOLUÇÃO ESTELAR NEBULOSA PLANETÁRIA ESTRELA PEQUENA GIGANTE VERMELHA ANÃ BRANCA SUPERNOVA SUPER - GIGANTE VERMELHA ESTRELA DE NEUTRÕES OU PULSAR ESTRELA GRANDE NEBULOSA PROTO-ESTRELAS BURACO NEGRO AS IMAGENS NÃO ESTÃO À ESCALA
A VIDA DO  SOL GIGANTE  VERMELHA AGORA NEBULOSA PLANETÁRIA AUMENTO DE VOLUME ANÃ BRANCA NASCIMENTO MIL MILHÕES DE ANOS (APROXIMADO) NÃO ESTÁ À ESCALA O NOSSO SOL
EXERCÍCIOS – PÁG. 22

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O universo
O universoO universo
O universo
Carla Cruz
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
Alline Sa
 
Introdução a Astronomia
Introdução a AstronomiaIntrodução a Astronomia
Introdução a Astronomia
aroudus
 
Estrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E UniversoEstrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E Universo
Ivanderson da Silva
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
Rebeca Vale
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
stcnsaidjv
 
Origem do Universo, Teoria do Big Bang
Origem do Universo, Teoria do Big BangOrigem do Universo, Teoria do Big Bang
Origem do Universo, Teoria do Big Bang
Sara Marques
 
6 ano o universo e o sistema solar
6 ano o universo e o sistema solar6 ano o universo e o sistema solar
6 ano o universo e o sistema solar
crisbassanimedeiros
 
11 atmosfera primitiva e atual
11   atmosfera primitiva e atual11   atmosfera primitiva e atual
11 atmosfera primitiva e atual
daniela pinto
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
Liliane Morgado
 
Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
Colégio Espaço Aberto
 
Planetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema SolarPlanetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema Solar
Tânia Reis
 
Astronomia basica
Astronomia basicaAstronomia basica
Astronomia basica
edsonluz
 
Terra no espaço
Terra no espaçoTerra no espaço
Terra no espaço
Cláudia Moura
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
tia90nunes
 
Mini Curso Planetas e satelites do sistema solar
Mini Curso Planetas e satelites do sistema solarMini Curso Planetas e satelites do sistema solar
Mini Curso Planetas e satelites do sistema solar
Instituto Iprodesc
 
Conceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de AstronomiaConceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de Astronomia
William Ananias
 
Aula 20 formação sistema solar
Aula 20   formação sistema solarAula 20   formação sistema solar
Aula 20 formação sistema solar
Liliane Morgado
 
História da astronomia
História da astronomiaHistória da astronomia
História da astronomia
Alison Martins
 
A Origem Do Universo
A Origem Do UniversoA Origem Do Universo
A Origem Do Universo
Olga Maria
 

Mais procurados (20)

O universo
O universoO universo
O universo
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
Introdução a Astronomia
Introdução a AstronomiaIntrodução a Astronomia
Introdução a Astronomia
 
Estrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E UniversoEstrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E Universo
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
Origem do Universo, Teoria do Big Bang
Origem do Universo, Teoria do Big BangOrigem do Universo, Teoria do Big Bang
Origem do Universo, Teoria do Big Bang
 
6 ano o universo e o sistema solar
6 ano o universo e o sistema solar6 ano o universo e o sistema solar
6 ano o universo e o sistema solar
 
11 atmosfera primitiva e atual
11   atmosfera primitiva e atual11   atmosfera primitiva e atual
11 atmosfera primitiva e atual
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
 
Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
 
Planetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema SolarPlanetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema Solar
 
Astronomia basica
Astronomia basicaAstronomia basica
Astronomia basica
 
Terra no espaço
Terra no espaçoTerra no espaço
Terra no espaço
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
 
Mini Curso Planetas e satelites do sistema solar
Mini Curso Planetas e satelites do sistema solarMini Curso Planetas e satelites do sistema solar
Mini Curso Planetas e satelites do sistema solar
 
Conceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de AstronomiaConceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de Astronomia
 
Aula 20 formação sistema solar
Aula 20   formação sistema solarAula 20   formação sistema solar
Aula 20 formação sistema solar
 
História da astronomia
História da astronomiaHistória da astronomia
História da astronomia
 
A Origem Do Universo
A Origem Do UniversoA Origem Do Universo
A Origem Do Universo
 

Destaque

As Estrelas
As EstrelasAs Estrelas
As Estrelas
amendorins
 
Morte e vida das estrelas
Morte e vida das estrelasMorte e vida das estrelas
Morte e vida das estrelas
Prefeitura de São Paulo
 
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema SolarAula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Leonardo Kaplan
 
Estrelas...
Estrelas...Estrelas...
Estrelas...
GabieRafa
 
Roteiro5e6 estrelas
Roteiro5e6 estrelasRoteiro5e6 estrelas
Roteiro5e6 estrelas
Maria Helena Pereira
 
CONSTELAÇÕES
CONSTELAÇÕESCONSTELAÇÕES
CONSTELAÇÕES
Fábio Ribeiro
 
Big Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De TudoBig Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De Tudo
Marina Wekid
 
Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang
nickson1992
 
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - MateriaisFisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
anocas_rita
 
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANOSISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
fabiaconti
 
7o ano ficha porto editora
7o ano ficha porto editora7o ano ficha porto editora
7o ano ficha porto editora
NetCultus
 
Lípidos bioquimica
Lípidos bioquimicaLípidos bioquimica
Lípidos bioquimica
Miguel Sarasqueta
 
Poder do teu amor diante do trono
Poder do teu amor   diante do tronoPoder do teu amor   diante do trono
Poder do teu amor diante do trono
SUSSURRO DE AMOR
 
As Estrelas
As EstrelasAs Estrelas
As Estrelas
luiscandido
 
Guia de Observação do Céu
Guia de Observação do CéuGuia de Observação do Céu
Guia de Observação do Céu
Doug Caesar
 
Sistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acrea
Sistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acreaSistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acrea
Sistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acrea
Robson Rodrigues
 
As Estrelas
As EstrelasAs Estrelas
As Estrelas
Doug Caesar
 
Astronomia terra
Astronomia   terraAstronomia   terra
Astronomia terra
flaviocosac
 
8ºano fq fq8ano som
8ºano fq fq8ano som8ºano fq fq8ano som
8ºano fq fq8ano som
silvia_lfr
 
Via láctea
Via lácteaVia láctea
Via láctea
Ana Antoniello
 

Destaque (20)

As Estrelas
As EstrelasAs Estrelas
As Estrelas
 
Morte e vida das estrelas
Morte e vida das estrelasMorte e vida das estrelas
Morte e vida das estrelas
 
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema SolarAula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
 
Estrelas...
Estrelas...Estrelas...
Estrelas...
 
Roteiro5e6 estrelas
Roteiro5e6 estrelasRoteiro5e6 estrelas
Roteiro5e6 estrelas
 
CONSTELAÇÕES
CONSTELAÇÕESCONSTELAÇÕES
CONSTELAÇÕES
 
Big Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De TudoBig Bang - A Origem De Tudo
Big Bang - A Origem De Tudo
 
Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang
 
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - MateriaisFisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
 
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANOSISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
 
7o ano ficha porto editora
7o ano ficha porto editora7o ano ficha porto editora
7o ano ficha porto editora
 
Lípidos bioquimica
Lípidos bioquimicaLípidos bioquimica
Lípidos bioquimica
 
Poder do teu amor diante do trono
Poder do teu amor   diante do tronoPoder do teu amor   diante do trono
Poder do teu amor diante do trono
 
As Estrelas
As EstrelasAs Estrelas
As Estrelas
 
Guia de Observação do Céu
Guia de Observação do CéuGuia de Observação do Céu
Guia de Observação do Céu
 
Sistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acrea
Sistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acreaSistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acrea
Sistemas%20 geod%c9sicos%20de%20refer%canci acrea
 
As Estrelas
As EstrelasAs Estrelas
As Estrelas
 
Astronomia terra
Astronomia   terraAstronomia   terra
Astronomia terra
 
8ºano fq fq8ano som
8ºano fq fq8ano som8ºano fq fq8ano som
8ºano fq fq8ano som
 
Via láctea
Via lácteaVia láctea
Via láctea
 

Semelhante a Aula 3 - CFQ - 7º ANO

Como são formadas as estrelas
Como são formadas as estrelasComo são formadas as estrelas
Como são formadas as estrelas
Universidade Federal de Goiás- UFG
 
Apresentaçao final 7o ano
Apresentaçao final 7o anoApresentaçao final 7o ano
Apresentaçao final 7o ano
carolzinhaveloso
 
As estrelas
As estrelasAs estrelas
As estrelas
Paulo Gabriel
 
Estrelas.ppt
Estrelas.pptEstrelas.ppt
Estrelas.ppt
fagnerlopes11
 
Origem dos elementos químicos
Origem dos elementos químicosOrigem dos elementos químicos
Origem dos elementos químicos
ct-esma
 
A Origem Dos Elementos
A Origem Dos Elementos A Origem Dos Elementos
A Origem Dos Elementos
Ana Antunes
 
Nascimento vida-e-morte-de-estrelas
Nascimento vida-e-morte-de-estrelasNascimento vida-e-morte-de-estrelas
Nascimento vida-e-morte-de-estrelas
gutierrez gulliver
 
2 universo 7º
2   universo 7º2   universo 7º
2 universo 7º
Luis Pedro
 
Estrelas..
Estrelas..Estrelas..
Estrelas..
GabieRafa
 
Nascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte EstrelasNascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte Estrelas
bethbal
 
A Via-Láctea
A Via-LácteaA Via-Láctea
A Via-Láctea
bethbal
 
1.1 terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o
1.1   terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o1.1   terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o
1.1 terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o
Ana Garcez
 
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.pptEVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
RailsonLima8
 
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.pptEVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
RailsonLima8
 
EVOLUÇÃO ESTELAR (1).ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR (1).pptEVOLUÇÃO ESTELAR (1).ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR (1).ppt
NataliaCardoso40
 
trabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELAR
trabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELARtrabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELAR
trabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELAR
CarlosAndrSantos10
 
nascimento-vida-e-morte-de-estrelas.ppt
nascimento-vida-e-morte-de-estrelas.pptnascimento-vida-e-morte-de-estrelas.ppt
nascimento-vida-e-morte-de-estrelas.ppt
TopsAvakinImvu
 
Oficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de Estrelas
Oficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de EstrelasOficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de Estrelas
Oficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de Estrelas
tamarasalvatori
 
Universo
UniversoUniverso
Universo
Luis Pedro
 
Como nascem-estrelas
Como nascem-estrelasComo nascem-estrelas
Como nascem-estrelas
Rildo Borges
 

Semelhante a Aula 3 - CFQ - 7º ANO (20)

Como são formadas as estrelas
Como são formadas as estrelasComo são formadas as estrelas
Como são formadas as estrelas
 
Apresentaçao final 7o ano
Apresentaçao final 7o anoApresentaçao final 7o ano
Apresentaçao final 7o ano
 
As estrelas
As estrelasAs estrelas
As estrelas
 
Estrelas.ppt
Estrelas.pptEstrelas.ppt
Estrelas.ppt
 
Origem dos elementos químicos
Origem dos elementos químicosOrigem dos elementos químicos
Origem dos elementos químicos
 
A Origem Dos Elementos
A Origem Dos Elementos A Origem Dos Elementos
A Origem Dos Elementos
 
Nascimento vida-e-morte-de-estrelas
Nascimento vida-e-morte-de-estrelasNascimento vida-e-morte-de-estrelas
Nascimento vida-e-morte-de-estrelas
 
2 universo 7º
2   universo 7º2   universo 7º
2 universo 7º
 
Estrelas..
Estrelas..Estrelas..
Estrelas..
 
Nascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte EstrelasNascimento Morte Estrelas
Nascimento Morte Estrelas
 
A Via-Láctea
A Via-LácteaA Via-Láctea
A Via-Láctea
 
1.1 terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o
1.1   terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o1.1   terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o
1.1 terra no espaã§o - universo - informaã§ã£o
 
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.pptEVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
 
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.pptEVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR.ppt
 
EVOLUÇÃO ESTELAR (1).ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR (1).pptEVOLUÇÃO ESTELAR (1).ppt
EVOLUÇÃO ESTELAR (1).ppt
 
trabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELAR
trabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELARtrabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELAR
trabalho sobre evoluação EVOLUÇÃO ESTELAR
 
nascimento-vida-e-morte-de-estrelas.ppt
nascimento-vida-e-morte-de-estrelas.pptnascimento-vida-e-morte-de-estrelas.ppt
nascimento-vida-e-morte-de-estrelas.ppt
 
Oficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de Estrelas
Oficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de EstrelasOficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de Estrelas
Oficina de astrofísica básica - Módulo III - Morte de Estrelas
 
Universo
UniversoUniverso
Universo
 
Como nascem-estrelas
Como nascem-estrelasComo nascem-estrelas
Como nascem-estrelas
 

Mais de André Ferreira Freitas

IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014
IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014
IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014
André Ferreira Freitas
 
IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014
IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014
IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014
André Ferreira Freitas
 
IDF - Regulamento Interno - 2013/2014
IDF - Regulamento Interno - 2013/2014IDF - Regulamento Interno - 2013/2014
IDF - Regulamento Interno - 2013/2014
André Ferreira Freitas
 
IDF - Projeto Educativo - 2013/2014
IDF - Projeto Educativo - 2013/2014IDF - Projeto Educativo - 2013/2014
IDF - Projeto Educativo - 2013/2014
André Ferreira Freitas
 
Informações avaliação sumativa externa - básico
Informações   avaliação sumativa externa - básicoInformações   avaliação sumativa externa - básico
Informações avaliação sumativa externa - básico
André Ferreira Freitas
 
Soletrar n.º 1 2012 2013
Soletrar n.º 1   2012 2013Soletrar n.º 1   2012 2013
Soletrar n.º 1 2012 2013
André Ferreira Freitas
 
Regras idf - stp
Regras   idf - stpRegras   idf - stp
Regras idf - stp
André Ferreira Freitas
 
Projeto educativo idf - 2012 2013
Projeto educativo   idf - 2012 2013Projeto educativo   idf - 2012 2013
Projeto educativo idf - 2012 2013
André Ferreira Freitas
 
Regulamento interno idf - stp
Regulamento interno   idf - stpRegulamento interno   idf - stp
Regulamento interno idf - stp
André Ferreira Freitas
 
Plano anual de atividades 2012 2013
Plano anual de atividades 2012 2013Plano anual de atividades 2012 2013
Plano anual de atividades 2012 2013
André Ferreira Freitas
 
Ideário IDF
Ideário IDFIdeário IDF
Critérios de avaliação idf - 2012 2013
Critérios de avaliação   idf - 2012 2013Critérios de avaliação   idf - 2012 2013
Critérios de avaliação idf - 2012 2013
André Ferreira Freitas
 
Automóvel Elétrico
Automóvel ElétricoAutomóvel Elétrico
Automóvel Elétrico
André Ferreira Freitas
 
Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...
Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...
Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...
André Ferreira Freitas
 
Mapas
MapasMapas
Diário da República - Unidades do Sistema Internacional
Diário da República - Unidades do Sistema InternacionalDiário da República - Unidades do Sistema Internacional
Diário da República - Unidades do Sistema Internacional
André Ferreira Freitas
 
Aula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º anoAula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º ano
André Ferreira Freitas
 
Aula 4 - CFQ - 7º ano
Aula 4 - CFQ - 7º anoAula 4 - CFQ - 7º ano
Aula 4 - CFQ - 7º ano
André Ferreira Freitas
 
Aula 1 - CFQ - 7º ano
Aula 1 - CFQ - 7º anoAula 1 - CFQ - 7º ano
Aula 1 - CFQ - 7º ano
André Ferreira Freitas
 
Soletrar N.º 5 - Maio/Junho
Soletrar N.º 5 - Maio/JunhoSoletrar N.º 5 - Maio/Junho
Soletrar N.º 5 - Maio/Junho
André Ferreira Freitas
 

Mais de André Ferreira Freitas (20)

IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014
IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014
IDF - Plano Anual de Atividades - 2013/2014
 
IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014
IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014
IDF - Critérios de Avaliação - 2013/2014
 
IDF - Regulamento Interno - 2013/2014
IDF - Regulamento Interno - 2013/2014IDF - Regulamento Interno - 2013/2014
IDF - Regulamento Interno - 2013/2014
 
IDF - Projeto Educativo - 2013/2014
IDF - Projeto Educativo - 2013/2014IDF - Projeto Educativo - 2013/2014
IDF - Projeto Educativo - 2013/2014
 
Informações avaliação sumativa externa - básico
Informações   avaliação sumativa externa - básicoInformações   avaliação sumativa externa - básico
Informações avaliação sumativa externa - básico
 
Soletrar n.º 1 2012 2013
Soletrar n.º 1   2012 2013Soletrar n.º 1   2012 2013
Soletrar n.º 1 2012 2013
 
Regras idf - stp
Regras   idf - stpRegras   idf - stp
Regras idf - stp
 
Projeto educativo idf - 2012 2013
Projeto educativo   idf - 2012 2013Projeto educativo   idf - 2012 2013
Projeto educativo idf - 2012 2013
 
Regulamento interno idf - stp
Regulamento interno   idf - stpRegulamento interno   idf - stp
Regulamento interno idf - stp
 
Plano anual de atividades 2012 2013
Plano anual de atividades 2012 2013Plano anual de atividades 2012 2013
Plano anual de atividades 2012 2013
 
Ideário IDF
Ideário IDFIdeário IDF
Ideário IDF
 
Critérios de avaliação idf - 2012 2013
Critérios de avaliação   idf - 2012 2013Critérios de avaliação   idf - 2012 2013
Critérios de avaliação idf - 2012 2013
 
Automóvel Elétrico
Automóvel ElétricoAutomóvel Elétrico
Automóvel Elétrico
 
Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...
Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...
Livro de resumos - Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa perspectiv...
 
Mapas
MapasMapas
Mapas
 
Diário da República - Unidades do Sistema Internacional
Diário da República - Unidades do Sistema InternacionalDiário da República - Unidades do Sistema Internacional
Diário da República - Unidades do Sistema Internacional
 
Aula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º anoAula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º ano
 
Aula 4 - CFQ - 7º ano
Aula 4 - CFQ - 7º anoAula 4 - CFQ - 7º ano
Aula 4 - CFQ - 7º ano
 
Aula 1 - CFQ - 7º ano
Aula 1 - CFQ - 7º anoAula 1 - CFQ - 7º ano
Aula 1 - CFQ - 7º ano
 
Soletrar N.º 5 - Maio/Junho
Soletrar N.º 5 - Maio/JunhoSoletrar N.º 5 - Maio/Junho
Soletrar N.º 5 - Maio/Junho
 

Último

1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Aula 3 - CFQ - 7º ANO

  • 2. Aula n.º 5,6 Sumário O nascimento das estrelas. A vida das estrelas. A morte das estrelas. Resolução de exercícios.
  • 3. AS ESTRELAS No Universo existem milhões e milhões de estrelas, com diferentes brilhos e tamanhos.
  • 4. O NASCIMENTO DAS ESTRELAS NEBULOSA CABEÇA DE CAVALO
  • 5. O NASCIMENTO DAS ESTRELAS As estrelas nascem a partir de berçários de estrelas que se chamam, nebulosas difusas, a partir de grandes quantidades de hidrogénio e poeiras. As nebulosas difusas são gigantescas nuvens de gases e poeiras que existem nas galáxias. ( ver página 18 do manual)
  • 6. NEBULOSAS DIFUSAS As nebulosas difusas são consideradas o berço das estrelas.
  • 7. NASCIMENTO DE UMA ESTRELA O nascimento ocorre quando uma nuvem escura de hidrogénio e poeiras começa a contrair-se, tornando-se cada vez mais quente e originando reações nucleares que libertam muita energia. Forma-se assim uma densa bola rodopiante, da qual nasce uma estrela. A matéria do disco que envolve esta bola pode condensar-se, originando planetas, tal como aconteceu em volta do Sol, ou pode espalhar-se pelo espaço.
  • 8. A VIDA DAS ESTRELAS
  • 9. A VIDA DAS ESTRELAS Após o seu nascimento as estrelas fabricam a sua própria energia. São “ fábricas “ de energia. No núcleo das estrelas ocorrem reacções nucleares, com libertação de muita energia. HIDROGÉNIO  HÉLIO + ENERGIA
  • 10. A VIDA DAS ESTRELAS Esta energia é irradiada para o espaço como calor e luz, por isso, as estrelas têm brilho. Quanto maior for a estrela , maior o seu brilho e maior a sua temperatura. ( ver página 19 do manual)
  • 11. BRILHO DAS ESTRELAS VEGA SOL PRÓXIMA CENTAURO
  • 13. O que será que acontece a uma estrela quandoacaba o seu combustível, o Hidrogénio?
  • 14. MORTE DAS ESTRELAS Qualquer estrela termina o seu tempo de vida, quando se esgota o seu combustível, que é o gás Hidrogénio. Quanto maior for uma estrela menor é o seu tempo de vida.
  • 15. Quando se acaba o combustível de uma estrela, entãoesta fica instável e começa a morrer.
  • 16. Morte de uma estrela de pequenas dimensões (como o nosso Sol)
  • 17. Morte de uma estrela de grandes dimensões (muito maiores que o nosso Sol)
  • 20. EVOLUÇÃO ESTELAR NEBULOSA PLANETÁRIA ESTRELA PEQUENA GIGANTE VERMELHA ANÃ BRANCA SUPERNOVA SUPER - GIGANTE VERMELHA ESTRELA DE NEUTRÕES OU PULSAR ESTRELA GRANDE NEBULOSA PROTO-ESTRELAS BURACO NEGRO AS IMAGENS NÃO ESTÃO À ESCALA
  • 21. A VIDA DO SOL GIGANTE VERMELHA AGORA NEBULOSA PLANETÁRIA AUMENTO DE VOLUME ANÃ BRANCA NASCIMENTO MIL MILHÕES DE ANOS (APROXIMADO) NÃO ESTÁ À ESCALA O NOSSO SOL