SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Vulcanologia ,[object Object],[object Object],Primário Secundário ou residual
[object Object],[object Object],Vulcanismo  Primário
[object Object],Vulcanismo  Primário
Vulcanismo  Primário
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Vulcanismo  Primário
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Vulcanismo  Primário
Vulcanismo  Primário Caldeira O esvaziamento total ou parcial da camâra magmática torna o aparelho vulcânico instável por falta de apoio de sustentação do cone, o que pode conduzir ao seu abatimento. Posteriormente a retenção de águas pluviais nestas depressões origina lagoas.
Vulcanismo  Primário Vulcão tipo fissural
Materiais  Vulcânicos Materiais  Vulcânicos
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Materiais  Vulcânicos Piroclastos:
[object Object],Materiais  Vulcânicos Pahoehoe A a
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Materiais  Vulcânicos
Classificação da lava  CLASSIFICAÇÃO DA LAVA EM FUNÇÃO DA VISCOSIDADE LAVA  VISCOSA (A a) LAVA  FLUIDA (Pahoehoe) TEMPERATURA T= 800ºC A lava é expelida a uma temperatura próxima da sua temperatura de solidificação. T= 1500ºC A lava é expelida a uma temperatura muito superior à da sua solidificação. SÍLICA Rica em sílica ( ácida ) Pobre em sílica ( básica ) GASES Dificuldade em libertar gases Facilidade em libertar gases
Tipos de solidificação TIPOS  DE  SOLIDIFICAÇÃO  DE  LAVAS  FLUIDAS DESIGNAÇÃO DESCRIÇÃO Lavas encordoadas ou Pahoehoe São lavas muito fluidas, que se deslocam com grande facilidade, formando escoadas muito longas  (rios de lava ). Após a sua solidficação, originam superfícies lisas ou com aspecto de cordas. Lavas escoriácias ou aa São lavas fluidas ( menos fluidas do que as Pahoehoe ), que se deslocam lentamente. Após a sua solidificação, originam superfícies ásperas e muito fissuradas, em resultado da perda rápida de gases. Lavas em almofada ou Pillow lavas Lavas fluidas que arrefecem dentro de água, ficando com aspecto de travesseiros sobrepostos uns em cima dos outros.
Tipos de solidificação TIPOS  DE  SOLIDIFICAÇÃO  DE  LAVAS  VISCOSAS  E  FENÓMENOS  ASSOCIADOS DESIGNAÇÃO DESCRIÇÃO Agulhas  vulcânicas A lava muito viscosa solidifica na chaminé, funcionando como uma perigosa  “rolha gigante” Domos  ou  cúpulas A lava viscosa solidifica sobre a abertura vulcânica, obstruindo a cratera . Nuvens  ardentes  ou  escoadas  São massas densas de cinzas e gases incandescentes, libertadas de modo explosivo e com muita mobilidade.A sua capaciadade destrutiva é enorme ( dada a sua elevada densidade, deslocam-se próximo da superfície terrestre; os gases expelidos combinam-se entre si e com a água, formando ácidos tóxicos)
Tipos de actividade vulcânica  Tipos de erupções Havaiano Estromboliano Vulcaniano Peleano Natureza da erupção Efusiva Mista Explosiva Catastrófica Viscosidade da lava Muito fluida Fluida Viscosa Muito viscosa Conteúdo em gases Muito pobre Pobre Rico Muito rico Teor em água Muito elevado Elevada Baixo Muito baixo Materiais sólidos e líquidos Rios de lava, escoadas longas, sem piroclastos Escoadas curtas, lapilli e bombas Escoadas muito curtas, cinzas, lapilli e bombas Doma ou agulha vulcânica, nuvem ardente Aparelho Vulcânico
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Vulcanismo secundário
[object Object],[object Object],Nascentes termais
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fumarolas
[object Object],Géiseres
Os vulcões e as placas tectónicas  O  magma no  vulcanismo de subducção  tem origem pouco profunda e as erupções são do tipo explosivo. Representa 80% dos vulcões activos. Ex: Arcos de ilhas vulcânicas como a Indonésia e Filipinas ( colisão de duas placas oceânicas ). Ex: Cadeias montanhosas costeiras com actividade vulcânica como Andes, Japão...(colisão de placa oceânica com uma continental ).
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Os vulcões e as placas tectónicas
Distribuição geográfica dos vulcões
[object Object],[object Object],Zonas de risco vulcânico
Zonas de risco vulcânico
[object Object],[object Object],AÇORES
[object Object],AÇORES
[object Object],AÇORES
[object Object],AÇORES
[object Object],AÇORES
AÇORES ,[object Object]
[object Object],[object Object],AÇORES
[object Object],[object Object],AÇORES
[object Object],[object Object],[object Object],AÇORES
ISLÂNDIA ,[object Object],ISLÂNDIA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teste rochas 7º ano
Teste rochas 7º anoTeste rochas 7º ano
Teste rochas 7º anoSofia Ribeiro
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicasAna Castro
 
Paisagens geológicas e os agentes que as modelam
Paisagens geológicas e os agentes que as modelamPaisagens geológicas e os agentes que as modelam
Paisagens geológicas e os agentes que as modelamTânia Reis
 
Vulcanismo Primário
Vulcanismo PrimárioVulcanismo Primário
Vulcanismo PrimárioCatir
 
Tectónica de placas
Tectónica de placasTectónica de placas
Tectónica de placascatiacsantos
 
Aula 5 minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevenção
Aula 5  minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevençãoAula 5  minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevenção
Aula 5 minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevençãoLuís Filipe Marinho
 
Ciclo das rochas ciências
Ciclo das rochas   ciênciasCiclo das rochas   ciências
Ciclo das rochas ciênciasGonçalo Matos
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochasCatir
 
III - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASIII - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASsandranascimento
 
Paisagens geologicas
Paisagens geologicasPaisagens geologicas
Paisagens geologicasN C
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestresmargaridabt
 
Ciências naturais 7 deriva dos continentes
Ciências naturais 7   deriva dos continentesCiências naturais 7   deriva dos continentes
Ciências naturais 7 deriva dos continentesNuno Correia
 
Minerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasMinerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasCristinaViana
 

Mais procurados (20)

Teste rochas 7º ano
Teste rochas 7º anoTeste rochas 7º ano
Teste rochas 7º ano
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Paisagens geológicas e os agentes que as modelam
Paisagens geológicas e os agentes que as modelamPaisagens geológicas e os agentes que as modelam
Paisagens geológicas e os agentes que as modelam
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
 
Vulcanismo Primário
Vulcanismo PrimárioVulcanismo Primário
Vulcanismo Primário
 
Tectónica de placas
Tectónica de placasTectónica de placas
Tectónica de placas
 
Aula 5 minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevenção
Aula 5  minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevençãoAula 5  minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevenção
Aula 5 minimização dos riscos vulcanicos- previsão e prevenção
 
Vulcanismo
Vulcanismo Vulcanismo
Vulcanismo
 
Ciclo das rochas ciências
Ciclo das rochas   ciênciasCiclo das rochas   ciências
Ciclo das rochas ciências
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochas
 
III - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASIII - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACAS
 
Paisagens geologicas
Paisagens geologicasPaisagens geologicas
Paisagens geologicas
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
8 vulcanologia
8   vulcanologia8   vulcanologia
8 vulcanologia
 
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICASXI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
 
Ciências naturais 7 deriva dos continentes
Ciências naturais 7   deriva dos continentesCiências naturais 7   deriva dos continentes
Ciências naturais 7 deriva dos continentes
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Minerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas MagmáticasMinerais e Rochas Magmáticas
Minerais e Rochas Magmáticas
 

Destaque

Manifestações secundárias do vulcanismo
Manifestações secundárias do vulcanismoManifestações secundárias do vulcanismo
Manifestações secundárias do vulcanismoMachado6
 
O Efeito de Estufa
O Efeito de EstufaO Efeito de Estufa
O Efeito de Estufaguest6226ea1
 
Vulcanismo Primário e Secundário
Vulcanismo Primário e SecundárioVulcanismo Primário e Secundário
Vulcanismo Primário e SecundárioLuís Reguengo
 
Formação de caldeiras
Formação de caldeirasFormação de caldeiras
Formação de caldeirasclaudiapinto7a
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
VulcanismoCatir
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânicaCatir
 
Riscos e benefícios da actividade vulcânica
Riscos e benefícios da actividade vulcânicaRiscos e benefícios da actividade vulcânica
Riscos e benefícios da actividade vulcânicaCatir
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismoNuno Correia
 

Destaque (14)

Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Manifestações secundárias do vulcanismo
Manifestações secundárias do vulcanismoManifestações secundárias do vulcanismo
Manifestações secundárias do vulcanismo
 
Vi vulcanismo secundario
Vi   vulcanismo secundarioVi   vulcanismo secundario
Vi vulcanismo secundario
 
O Efeito de Estufa
O Efeito de EstufaO Efeito de Estufa
O Efeito de Estufa
 
Vulcanismo Primário e Secundário
Vulcanismo Primário e SecundárioVulcanismo Primário e Secundário
Vulcanismo Primário e Secundário
 
Formação de caldeiras
Formação de caldeirasFormação de caldeiras
Formação de caldeiras
 
Caldeiras
CaldeirasCaldeiras
Caldeiras
 
Caldeira
CaldeiraCaldeira
Caldeira
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Riscos e benefícios da actividade vulcânica
Riscos e benefícios da actividade vulcânicaRiscos e benefícios da actividade vulcânica
Riscos e benefícios da actividade vulcânica
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismo
 

Semelhante a Vulcanismo 7º (20)

Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
VULCANOLOGIA.pptx
VULCANOLOGIA.pptxVULCANOLOGIA.pptx
VULCANOLOGIA.pptx
 
tipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 anotipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 ano
 
vulcanismo
 vulcanismo vulcanismo
vulcanismo
 
Vulcanismo1
Vulcanismo1Vulcanismo1
Vulcanismo1
 
Vulcanologia (resumo)
Vulcanologia (resumo)Vulcanologia (resumo)
Vulcanologia (resumo)
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
10 vulcanologia
10 vulcanologia10 vulcanologia
10 vulcanologia
 
Seminario de geografia vulcão 1ºb em
Seminario de geografia vulcão   1ºb emSeminario de geografia vulcão   1ºb em
Seminario de geografia vulcão 1ºb em
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
7 vulcanologia
7   vulcanologia7   vulcanologia
7 vulcanologia
 
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) llAula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
 
Vulcanismo 6
Vulcanismo 6Vulcanismo 6
Vulcanismo 6
 
9 vulcanologia
9   vulcanologia9   vulcanologia
9 vulcanologia
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 

Último (20)

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 

Vulcanismo 7º

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 6.
  • 7.
  • 9. Vulcanismo Primário Caldeira O esvaziamento total ou parcial da camâra magmática torna o aparelho vulcânico instável por falta de apoio de sustentação do cone, o que pode conduzir ao seu abatimento. Posteriormente a retenção de águas pluviais nestas depressões origina lagoas.
  • 10. Vulcanismo Primário Vulcão tipo fissural
  • 11. Materiais Vulcânicos Materiais Vulcânicos
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15. Classificação da lava CLASSIFICAÇÃO DA LAVA EM FUNÇÃO DA VISCOSIDADE LAVA VISCOSA (A a) LAVA FLUIDA (Pahoehoe) TEMPERATURA T= 800ºC A lava é expelida a uma temperatura próxima da sua temperatura de solidificação. T= 1500ºC A lava é expelida a uma temperatura muito superior à da sua solidificação. SÍLICA Rica em sílica ( ácida ) Pobre em sílica ( básica ) GASES Dificuldade em libertar gases Facilidade em libertar gases
  • 16. Tipos de solidificação TIPOS DE SOLIDIFICAÇÃO DE LAVAS FLUIDAS DESIGNAÇÃO DESCRIÇÃO Lavas encordoadas ou Pahoehoe São lavas muito fluidas, que se deslocam com grande facilidade, formando escoadas muito longas (rios de lava ). Após a sua solidficação, originam superfícies lisas ou com aspecto de cordas. Lavas escoriácias ou aa São lavas fluidas ( menos fluidas do que as Pahoehoe ), que se deslocam lentamente. Após a sua solidificação, originam superfícies ásperas e muito fissuradas, em resultado da perda rápida de gases. Lavas em almofada ou Pillow lavas Lavas fluidas que arrefecem dentro de água, ficando com aspecto de travesseiros sobrepostos uns em cima dos outros.
  • 17. Tipos de solidificação TIPOS DE SOLIDIFICAÇÃO DE LAVAS VISCOSAS E FENÓMENOS ASSOCIADOS DESIGNAÇÃO DESCRIÇÃO Agulhas vulcânicas A lava muito viscosa solidifica na chaminé, funcionando como uma perigosa “rolha gigante” Domos ou cúpulas A lava viscosa solidifica sobre a abertura vulcânica, obstruindo a cratera . Nuvens ardentes ou escoadas São massas densas de cinzas e gases incandescentes, libertadas de modo explosivo e com muita mobilidade.A sua capaciadade destrutiva é enorme ( dada a sua elevada densidade, deslocam-se próximo da superfície terrestre; os gases expelidos combinam-se entre si e com a água, formando ácidos tóxicos)
  • 18. Tipos de actividade vulcânica Tipos de erupções Havaiano Estromboliano Vulcaniano Peleano Natureza da erupção Efusiva Mista Explosiva Catastrófica Viscosidade da lava Muito fluida Fluida Viscosa Muito viscosa Conteúdo em gases Muito pobre Pobre Rico Muito rico Teor em água Muito elevado Elevada Baixo Muito baixo Materiais sólidos e líquidos Rios de lava, escoadas longas, sem piroclastos Escoadas curtas, lapilli e bombas Escoadas muito curtas, cinzas, lapilli e bombas Doma ou agulha vulcânica, nuvem ardente Aparelho Vulcânico
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Os vulcões e as placas tectónicas O magma no vulcanismo de subducção tem origem pouco profunda e as erupções são do tipo explosivo. Representa 80% dos vulcões activos. Ex: Arcos de ilhas vulcânicas como a Indonésia e Filipinas ( colisão de duas placas oceânicas ). Ex: Cadeias montanhosas costeiras com actividade vulcânica como Andes, Japão...(colisão de placa oceânica com uma continental ).
  • 24.
  • 26.
  • 27. Zonas de risco vulcânico
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.