SlideShare uma empresa Scribd logo
ATENÇÃO
         Heloiza Regina Vaz Pinto
 Psicóloga, Psicopedagoga e especializanda em
Neuropsicologia.
 “É a capacidade de selecionar e manter o controle
  sobre a entrada de informações necessárias num
  dado momento.”Lúria (1979)
 “A direção da consciência, o estado de
  concentraçãoda atividade mental sobre
  determinado objeto.”Cuvillier (1937)
Você quer encontrar uma amiga, em uma
festa:consegue identificá-la de costas, pelas vozes
e pela risada no meio a multidão
   Somos maciçamente bombardeados, o tempo
  todo, por informação perceptual que não podemos
  processar de uma só vez: esta tem que ser filtrada
 Selecionar o que é relevante, filtrando o
  irrelevante:vital para cumprirmos nossas metas
O déficit atentivo é o problema mais comum
associado à alteração cerebral e o mais
encontrado na prática clínica.
 É mais do que uma simples operação cognitiva
efetuada por mais de um sistema neural

    Posner postulou 3 sistemas atencionais
    separados executando diferentes funções e
    suportados por 3 sistemas neurais diferentes
Sistemas atencionais
– Sistema Frontal Direito – Mantêm a vigilância

– Sistema Parietal Posterior – Orienta a atenção
no espaço

– Sistema Cingulado Anterior Ativo – Detecção
de alvos
Atenção Seletiva
 É a capacidade de direcionar a atenção para uma

 determinada posição do ambiente, enquanto os

 demais estímulos à sua volta são ignorados.
Atenção
Atenção Sustentada
 É a capacidade para manter o mesmo estado de
  ativação, necessário à tarefa que estamos
  desempenhando, durante o tempo suficiente.
 É manter o foco da atenção ao longo do tempo
Atenção Alternada
Capacidade de modificar o foco da atenção de um
componente da tarefa para outro afim de manter
um comportamento fluente.
Atenção Dividida
  Engajar em mais de uma tarefa ao mesmo
tempo e deslocar recursos de atenção para
distribuí-los prudentemente, conforme
necessário.
Atenção
TIPOS DE ATENÇÃO
Seletiva

Alternada

Sustentada

Dividida
 É prejudicada por distúrbio funcional ou orgânico
 Distúrbios orgânicos: lesões de áreas cerebrais
  da atenção, da formação reticular às áreas
  cerebrais terciárias de processamento
 Ansiedade – distração- baixa de atenção

 Depressão- desinteresse- baixa de atenção e

vigilância
Atenção Sustentada
 Dificuldades em acompanhar uma conversa
  longa.
 Não finaliza as atividades.

 Se cansa com pouco tempo de atividade

 Dificuldade em acompanhar um programa de TV.
Atenção Seletiva
 Inabilidade para realizar tarefas .

 Dispersa com estímulos ambientais

 Dificuldades em preparar uma refeição com
  pessoas conversando ao lado
Atenção Alternada
 Estudante ouve uma leitura e toma nota .

 Paciente com dificuldade em mudar de tarefa ou
  precisa de apoio extra para iniciar ou realizar
  uma nova tarefa
Atenção Dividida
 Conversar durante o preparo de uma refeição



   Dirigir escutando rádio
Facilitadores da atenção
 Engajamento e facilitação sensorial com eliminação

 de todos os distratores possíveis, em quantidade e
  qualidade
 Aprimoramento da percepção sensorial relevante

 Utilização de meios atraentes, convidativos da

atenção
Treinamento da Atenção
 Manipulação dos fatores fisiológicos:sono

 Privação do sono aumentam os sintomas de

disfunção executiva
 Estratégias comportamentais

 Relaxamento
Atenção

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Neurociencia e educação
Neurociencia e educaçãoNeurociencia e educação
Neurociencia e educação
Claudinéia da Silva de Oliveira
 
Neuropsicologia
NeuropsicologiaNeuropsicologia
Neuropsicologia
Instituto Consciência GO
 
Cérebro e Funções Cognitivas
Cérebro e Funções CognitivasCérebro e Funções Cognitivas
Cérebro e Funções Cognitivas
Gisele Cortoni Calia
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de AprendizagemAula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Fernando S. S. Barbosa
 
O cérebro e a função da linguagem
O cérebro e a função da linguagem O cérebro e a função da linguagem
O cérebro e a função da linguagem
Gisele Cortoni Calia
 
Aula PPB - SENSACAO
Aula PPB - SENSACAOAula PPB - SENSACAO
Aula PPB - SENSACAO
guest8af197
 
Cognição
CogniçãoCognição
Cognição
Anaí Peña
 
Cerebro
Cerebro Cerebro
Cerebro
superego
 
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Nilson Dias Castelano
 
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicosIntrodução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Caio Maximino
 
Perceção
PerceçãoPerceção
Perceção
psicologiaazambuja
 
Atencao (1)
Atencao (1)Atencao (1)
2a aula percepção
2a aula percepção2a aula percepção
Bases neurais da memória e aprendizagem
Bases neurais da memória e aprendizagem  Bases neurais da memória e aprendizagem
Bases neurais da memória e aprendizagem
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
CatarinaNeivas
 
Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento
Rosana Leite
 
A Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
A Neurociência e os Transtornos de AprendizagemA Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
A Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Neurociência e aprendizagem
Neurociência e aprendizagemNeurociência e aprendizagem
Neurociência e aprendizagem
Lidiane Araújo de Moura
 
3290646 percepcao-ppt
3290646 percepcao-ppt3290646 percepcao-ppt
3290646 percepcao-ppt
Jose Soares
 

Mais procurados (20)

Neurociencia e educação
Neurociencia e educaçãoNeurociencia e educação
Neurociencia e educação
 
Neuropsicologia
NeuropsicologiaNeuropsicologia
Neuropsicologia
 
Cérebro e Funções Cognitivas
Cérebro e Funções CognitivasCérebro e Funções Cognitivas
Cérebro e Funções Cognitivas
 
Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem   Neurociências e aprendizagem
Neurociências e aprendizagem
 
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de AprendizagemAula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
Aula 1 - Introdução à Neurociência, Aprendizagem e Problemas de Aprendizagem
 
O cérebro e a função da linguagem
O cérebro e a função da linguagem O cérebro e a função da linguagem
O cérebro e a função da linguagem
 
Aula PPB - SENSACAO
Aula PPB - SENSACAOAula PPB - SENSACAO
Aula PPB - SENSACAO
 
Cognição
CogniçãoCognição
Cognição
 
Cerebro
Cerebro Cerebro
Cerebro
 
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamentoDefinições e conceitos básicos em análise do comportamento
Definições e conceitos básicos em análise do comportamento
 
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicosIntrodução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
 
Perceção
PerceçãoPerceção
Perceção
 
Atencao (1)
Atencao (1)Atencao (1)
Atencao (1)
 
2a aula percepção
2a aula percepção2a aula percepção
2a aula percepção
 
Bases neurais da memória e aprendizagem
Bases neurais da memória e aprendizagem  Bases neurais da memória e aprendizagem
Bases neurais da memória e aprendizagem
 
Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
 
Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento
 
A Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
A Neurociência e os Transtornos de AprendizagemA Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
A Neurociência e os Transtornos de Aprendizagem
 
Neurociência e aprendizagem
Neurociência e aprendizagemNeurociência e aprendizagem
Neurociência e aprendizagem
 
3290646 percepcao-ppt
3290646 percepcao-ppt3290646 percepcao-ppt
3290646 percepcao-ppt
 

Semelhante a Atenção

Slide sobre a Atenção e suas alteraçõess
Slide sobre a Atenção e suas alteraçõessSlide sobre a Atenção e suas alteraçõess
Slide sobre a Atenção e suas alteraçõess
SamirGamer1
 
Tdha th t ansiedade retardo mental e aprendizagem
Tdha  th  t ansiedade retardo mental e aprendizagemTdha  th  t ansiedade retardo mental e aprendizagem
Tdha th t ansiedade retardo mental e aprendizagem
Caio Grimberg
 
Atencao dividida
Atencao divididaAtencao dividida
Atencao dividida
Fer Nanda
 
Deficits de atenção e escolaridade v4
Deficits de atenção e escolaridade v4Deficits de atenção e escolaridade v4
Deficits de atenção e escolaridade v4
Josiane M F Tonelotto
 
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptxAULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
ssuser187a51
 
Percepção aula 2- atenção (1)
Percepção  aula 2- atenção (1)Percepção  aula 2- atenção (1)
Percepção aula 2- atenção (1)
Universidade FUMEC
 
Alterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - PsicopatologiaAlterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - Psicopatologia
Samara Amaral
 
Workshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdf
Workshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdfWorkshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdf
Workshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdf
Dani Rocha
 
Sensibilização da pea
Sensibilização da peaSensibilização da pea
Sensibilização da pea
mfcpestana
 
Trabalho escuta activa
Trabalho escuta activaTrabalho escuta activa
Trabalho escuta activa
Eurydice Lino
 
2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)
2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)
2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)
Psicologia_2015
 
Função Executiva - Percepção
Função Executiva - PercepçãoFunção Executiva - Percepção
Função Executiva - Percepção
Wélende Barreto
 
Glossário de educação especial
Glossário de educação especialGlossário de educação especial
Glossário de educação especial
jferrinho
 
PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...
PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...
PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...
Dra. Myrian Marino
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
CCBEU
CCBEUCCBEU
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / HiperatividadeTDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
mendessergio
 
Processos Psicológicos Básicos - Psicologia
Processos Psicológicos Básicos - PsicologiaProcessos Psicológicos Básicos - Psicologia
Processos Psicológicos Básicos - Psicologia
profdeniseismarsi
 
Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...
Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...
Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...
Billy Nascimento
 
Transtorno do Espectro Austista
Transtorno do Espectro AustistaTranstorno do Espectro Austista
Transtorno do Espectro Austista
Katia Eliza Ferreira Pedro
 

Semelhante a Atenção (20)

Slide sobre a Atenção e suas alteraçõess
Slide sobre a Atenção e suas alteraçõessSlide sobre a Atenção e suas alteraçõess
Slide sobre a Atenção e suas alteraçõess
 
Tdha th t ansiedade retardo mental e aprendizagem
Tdha  th  t ansiedade retardo mental e aprendizagemTdha  th  t ansiedade retardo mental e aprendizagem
Tdha th t ansiedade retardo mental e aprendizagem
 
Atencao dividida
Atencao divididaAtencao dividida
Atencao dividida
 
Deficits de atenção e escolaridade v4
Deficits de atenção e escolaridade v4Deficits de atenção e escolaridade v4
Deficits de atenção e escolaridade v4
 
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptxAULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
AULA 1- ATENÇÃO E MEMÓRIA - OUTUBRO - NOVEMBRO 2023.pptx
 
Percepção aula 2- atenção (1)
Percepção  aula 2- atenção (1)Percepção  aula 2- atenção (1)
Percepção aula 2- atenção (1)
 
Alterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - PsicopatologiaAlterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - Psicopatologia
 
Workshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdf
Workshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdfWorkshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdf
Workshop - FUNÇÕES COGNITIVAS E SUPERDOTAÇÃO.pdf
 
Sensibilização da pea
Sensibilização da peaSensibilização da pea
Sensibilização da pea
 
Trabalho escuta activa
Trabalho escuta activaTrabalho escuta activa
Trabalho escuta activa
 
2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)
2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)
2 desenvolvimento cognitivo_adulto_velhice (1)
 
Função Executiva - Percepção
Função Executiva - PercepçãoFunção Executiva - Percepção
Função Executiva - Percepção
 
Glossário de educação especial
Glossário de educação especialGlossário de educação especial
Glossário de educação especial
 
PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...
PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...
PALESTRA MINDFULNESS - SAINDO DO PILOTO AUTOMÁTICO, TREINANDO O MÚSCULO DA AT...
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
Aprendizagem
 
CCBEU
CCBEUCCBEU
CCBEU
 
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / HiperatividadeTDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
TDAH – Transtorno do Déficit da Atenção / Hiperatividade
 
Processos Psicológicos Básicos - Psicologia
Processos Psicológicos Básicos - PsicologiaProcessos Psicológicos Básicos - Psicologia
Processos Psicológicos Básicos - Psicologia
 
Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...
Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...
Neurociência do consumo: Entendendo o que é Neuromarketing. Aula 3 - Atenção ...
 
Transtorno do Espectro Austista
Transtorno do Espectro AustistaTranstorno do Espectro Austista
Transtorno do Espectro Austista
 

Mais de Instituto Consciência GO

Princípios da Ventilação Invasiva
Princípios da Ventilação InvasivaPrincípios da Ventilação Invasiva
Princípios da Ventilação Invasiva
Instituto Consciência GO
 
O processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino SuperiorO processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino Superior
Instituto Consciência GO
 
Saúde e Educação
Saúde e EducaçãoSaúde e Educação
Saúde e Educação
Instituto Consciência GO
 
Modelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo CientíficoModelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo Científico
Instituto Consciência GO
 
Informe Psicopedagógico
Informe PsicopedagógicoInforme Psicopedagógico
Informe Psicopedagógico
Instituto Consciência GO
 
Normatização para Trabalhos Acadêmicos
Normatização para Trabalhos AcadêmicosNormatização para Trabalhos Acadêmicos
Normatização para Trabalhos Acadêmicos
Instituto Consciência GO
 
TDAH
TDAHTDAH
Saúde do Trabalhador no SUS - CEREST
Saúde do Trabalhador no SUS - CERESTSaúde do Trabalhador no SUS - CEREST
Saúde do Trabalhador no SUS - CEREST
Instituto Consciência GO
 
Parametro de QLDD
Parametro de QLDDParametro de QLDD
Parametro de QLDD
Instituto Consciência GO
 
Direitos da Criança na Ed. Infantil
Direitos da Criança na Ed. InfantilDireitos da Criança na Ed. Infantil
Direitos da Criança na Ed. Infantil
Instituto Consciência GO
 
DCNEIs
DCNEIsDCNEIs
Currículo nos anos inicias
Currículo nos anos iniciasCurrículo nos anos inicias
Currículo nos anos inicias
Instituto Consciência GO
 
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisCurrículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Instituto Consciência GO
 
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...
Instituto Consciência GO
 
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira Tôrres
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira TôrresPalestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira Tôrres
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira Tôrres
Instituto Consciência GO
 
A familia brasileira - Saude Publica
A familia brasileira - Saude PublicaA familia brasileira - Saude Publica
A familia brasileira - Saude Publica
Instituto Consciência GO
 
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencialSaúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Instituto Consciência GO
 
Um modelo de educação em saúde para o programa saúde da família
Um modelo de educação em saúde para o programa saúde da famíliaUm modelo de educação em saúde para o programa saúde da família
Um modelo de educação em saúde para o programa saúde da família
Instituto Consciência GO
 
SIAD
SIADSIAD
Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011
Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011
Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011
Instituto Consciência GO
 

Mais de Instituto Consciência GO (20)

Princípios da Ventilação Invasiva
Princípios da Ventilação InvasivaPrincípios da Ventilação Invasiva
Princípios da Ventilação Invasiva
 
O processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino SuperiorO processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino Superior
 
Saúde e Educação
Saúde e EducaçãoSaúde e Educação
Saúde e Educação
 
Modelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo CientíficoModelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo Científico
 
Informe Psicopedagógico
Informe PsicopedagógicoInforme Psicopedagógico
Informe Psicopedagógico
 
Normatização para Trabalhos Acadêmicos
Normatização para Trabalhos AcadêmicosNormatização para Trabalhos Acadêmicos
Normatização para Trabalhos Acadêmicos
 
TDAH
TDAHTDAH
TDAH
 
Saúde do Trabalhador no SUS - CEREST
Saúde do Trabalhador no SUS - CERESTSaúde do Trabalhador no SUS - CEREST
Saúde do Trabalhador no SUS - CEREST
 
Parametro de QLDD
Parametro de QLDDParametro de QLDD
Parametro de QLDD
 
Direitos da Criança na Ed. Infantil
Direitos da Criança na Ed. InfantilDireitos da Criança na Ed. Infantil
Direitos da Criança na Ed. Infantil
 
DCNEIs
DCNEIsDCNEIs
DCNEIs
 
Currículo nos anos inicias
Currículo nos anos iniciasCurrículo nos anos inicias
Currículo nos anos inicias
 
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisCurrículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
 
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Dra. Meire Incarnacão Ribeiro...
 
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira Tôrres
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira TôrresPalestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira Tôrres
Palestra IV Seminário Multidisciplinar do ICG - Ms. Lisa Valéria Vieira Tôrres
 
A familia brasileira - Saude Publica
A familia brasileira - Saude PublicaA familia brasileira - Saude Publica
A familia brasileira - Saude Publica
 
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencialSaúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
Saúde da Família: Uma estratégia para a reorientação do modelo assistencial
 
Um modelo de educação em saúde para o programa saúde da família
Um modelo de educação em saúde para o programa saúde da famíliaUm modelo de educação em saúde para o programa saúde da família
Um modelo de educação em saúde para o programa saúde da família
 
SIAD
SIADSIAD
SIAD
 
Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011
Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011
Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011
 

Último

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 

Atenção

  • 1. ATENÇÃO Heloiza Regina Vaz Pinto Psicóloga, Psicopedagoga e especializanda em Neuropsicologia.
  • 2.  “É a capacidade de selecionar e manter o controle sobre a entrada de informações necessárias num dado momento.”Lúria (1979)  “A direção da consciência, o estado de concentraçãoda atividade mental sobre determinado objeto.”Cuvillier (1937)
  • 3. Você quer encontrar uma amiga, em uma festa:consegue identificá-la de costas, pelas vozes e pela risada no meio a multidão
  • 4. Somos maciçamente bombardeados, o tempo todo, por informação perceptual que não podemos processar de uma só vez: esta tem que ser filtrada  Selecionar o que é relevante, filtrando o irrelevante:vital para cumprirmos nossas metas
  • 5. O déficit atentivo é o problema mais comum associado à alteração cerebral e o mais encontrado na prática clínica.
  • 6.  É mais do que uma simples operação cognitiva efetuada por mais de um sistema neural  Posner postulou 3 sistemas atencionais separados executando diferentes funções e suportados por 3 sistemas neurais diferentes
  • 7. Sistemas atencionais – Sistema Frontal Direito – Mantêm a vigilância – Sistema Parietal Posterior – Orienta a atenção no espaço – Sistema Cingulado Anterior Ativo – Detecção de alvos
  • 8. Atenção Seletiva  É a capacidade de direcionar a atenção para uma  determinada posição do ambiente, enquanto os  demais estímulos à sua volta são ignorados.
  • 10. Atenção Sustentada  É a capacidade para manter o mesmo estado de ativação, necessário à tarefa que estamos desempenhando, durante o tempo suficiente.  É manter o foco da atenção ao longo do tempo
  • 11. Atenção Alternada Capacidade de modificar o foco da atenção de um componente da tarefa para outro afim de manter um comportamento fluente.
  • 12. Atenção Dividida Engajar em mais de uma tarefa ao mesmo tempo e deslocar recursos de atenção para distribuí-los prudentemente, conforme necessário.
  • 15.  É prejudicada por distúrbio funcional ou orgânico  Distúrbios orgânicos: lesões de áreas cerebrais da atenção, da formação reticular às áreas cerebrais terciárias de processamento  Ansiedade – distração- baixa de atenção  Depressão- desinteresse- baixa de atenção e vigilância
  • 16. Atenção Sustentada  Dificuldades em acompanhar uma conversa longa.  Não finaliza as atividades.  Se cansa com pouco tempo de atividade  Dificuldade em acompanhar um programa de TV.
  • 17. Atenção Seletiva  Inabilidade para realizar tarefas .  Dispersa com estímulos ambientais  Dificuldades em preparar uma refeição com pessoas conversando ao lado
  • 18. Atenção Alternada  Estudante ouve uma leitura e toma nota .  Paciente com dificuldade em mudar de tarefa ou precisa de apoio extra para iniciar ou realizar uma nova tarefa
  • 19. Atenção Dividida  Conversar durante o preparo de uma refeição  Dirigir escutando rádio
  • 20. Facilitadores da atenção  Engajamento e facilitação sensorial com eliminação  de todos os distratores possíveis, em quantidade e qualidade  Aprimoramento da percepção sensorial relevante  Utilização de meios atraentes, convidativos da atenção
  • 21. Treinamento da Atenção  Manipulação dos fatores fisiológicos:sono  Privação do sono aumentam os sintomas de disfunção executiva  Estratégias comportamentais  Relaxamento