SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE AUSUBEL:
A CONSTRUÇÃO DE UMA PRÁXIS QUE
FAVOREÇA O PROTAGONISMO E A AUTONOMIA
DA APRENDIZAGEM DO ALUNO
JUSTIFICATIVA
Inquietações a cerca da nossa
formação;
Ensino tradicional;
Conteúdo descontextualizado;
O intuito dessa pesquisa é descobrir o
que é, e como acontece a
aprendizagem significativa;
Entender o porque precisamos
aprender significativamente.
INTRODUÇÃO
Aprendizagem como processo de
construção do indivíduo;
Educador entender como as crianças
aprendem;
 Como esse processo de ensino
aprendizagem se dispõe na relação
professor/aluno como sujeitos históricos
de saberes;
Aluno como Sujeito central no processo de
aprendizagem.
FOCO: DAVID AUSUBEL
Bagagem cultural
Como ponto de partida
para aprendizagem;
Principal objetivo do
ensino é que a aprendi-
zagem seja significativa.
TRAJETÓRIA DO MARCO TEÓRICO DESCRITO
EM CAPÍTULOS
Capítulo l - Uma perspectiva histórica a respeito
do que é aprendizagem significativa .
Capítulo ll - As dimensões da aprendizagem
significativa de David Ausubel .
Capítulo lll - A sistematização da aprendizagem
e a função social de aprender .
Capítulo lV - O professor e as práticas
pedagógicas na aquisição da aprendizagem
significativa .
ANÁLISE E CONSIDERAÇÕES
FINAIS
Como a Análise nos levou a
verificar nosso problema de
pesquisa;
As considerações finais
acerca dos contrapontos entre
a análise e o marco teórico.
OBJETIVOS GERAIS
Ensino/Aprendizagem como processos
conjuntos;
Ensino a partir da bagagem dos alunos;
Conexões do cotidiano com a realidade
socioeconômica.
Contextualização dos conteúdos com a
realidade do aluno;
Entender em que contexto essa aprendizagem
ocorre;
Questões cognitivas, afetivas e sociais;
Entender as Práticas Pedagógicas utilizadas no
processo.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Entender que a criança é um ser que pensa;
Transformar o insucesso em ponto de partida;
Compreender que o pedagogo não é o único
detentor do saber;
Garantir a contextualização dos conteúdos
escolares;
Possibilitar a aprendizagem cognitiva e
integrativa;
Enfatizar a importância da aprendizagem
significativa.
CAPÍTULO l. UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA A
RESPEITO DO QUE É APRENDIZAGEM
SIGNIFICATIVA
A aprendizagem pode ser definida de
maneira ampla, como “qualquer processo
que, em organismos vivos, leve a uma
mudança permanente em capacidades e que
não se deva unicamente ao amadurecimento
biológico ou ao envelhecimento;
Teorias de aprendizagem, como elas
ajudaram a construir a significação do saber;
A aprendizagem é, então, uma construção
humana para interpretar sistematicamente a
área de conhecimento.
TEORIAS AMBIENTALISTAS
 Experiências e estímulos/Sensoriais, O ambiente como
principal fator para que a aprendizagem aconteça;
 A influência do ambiente é que gerará a aprendizagem e
a transformação do indivíduo, sendo esse processo uma
via de mão única;
 O ambiente age sobre o indivíduo, mas o indivíduo não
age sobre o meio não podendo assim transformá-lo;
 Essa teoria vê a aprendizagem como uma situação de
estímulo resposta;
 O indivíduo condiciona seu aprendizado através dos
estímulos recebidos do ambiente;
 Aprendizagem era puramente mecânica e superficial;
TEORIAS RACIONALISTAS
 Processo mental/discursivo/lógico nas estruturas
mentais;
 O cérebro não precisa de estímulos do ambiente para
formular ideias e resolver problemas;
 sendo o homem capaz de decidir como e quando quer
aprender;
 Acontece não somente de fora para dentro, por fatores
externos, mas principalmente de dentro para fora, por
fatores internos (Desequilíbrios /Necessidades);
 O indivíduo é parte desse ambiente e sua aprendizagem
se faz a partir das relações com o meio num processo de
troca;
 Nessa interação individuo e ambiente se transformam.
TEORIA CONSTRUTIVISTA
A partir da teoria construtivista e que se vê
a aprendizagem como significativa;
 Pensar a aprendizagem como uma
construção do próprio indivíduo;
Construção do indivíduo se dava quando
ele conseguia atribuir significados a um
conhecimento subjetivo, ligando-o a um
conhecimento que já existia nas estruturas
cognitivas;
PIAGET, VYGOTSKY E WALLON
 Piaget - acreditava que o sujeito em si era o principal
construtor de seu aprendizado;
 Sendo assim, sua relação com o objeto de aprendizagem
deveria ocorrer de forma direta, e sem interferências do meio
para que pudesse ocorrer a aprendizagem significativa;
 Vygotsky – tinha uma vertente sócio interacionista, onde se
faz necessário à interação indivíduo-meio-cultura no seu
processo de aprendizagem;
 Wallon - A teoria de Henri Wallon também era sócio
interacionista visava o desenvolvimento da pessoa completa;
 A afetividade é vista como uma linguagem antes da
linguagem, pois o ser humano se comunica com o outro
desde sempre é, pois, geneticamente social.
O COGNITIVISMO DE AUSUBEL
Teoria mais completa pois unia todas as outras
teorias em uma só Piaget, Vygotsky e Wallon;
A aprendizagem só ocorreria de forma
significativa se tivesse bases para se ancorar;
No processo de aprendizagem não se pode de
forma alguma desconsiderar os saberes prévios
do indivíduo;
 O indivíduo é considerado sujeito autor de sua
própria aprendizagem.
CAPÍTULO II. AS DIMENSÕES DA
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE DAVID
AUSUBEL
Como a teoria de Ausubel foi
desenvolvida;
Questões de ordem psicológicas
vivenciadas por Ausubel em sua
trajetória escolar;
A necessidade de entender porque o
ensino tradicional não favorecia a
aprendizagem significativa;
TRAJETÓRIA DE DAVID
AUSUBEL;
Viveu de 1918 à 2008;
Formou-se Médico e Psicólogo;
Teve como inspiração suas próprias
experiências escolares;
Sua Teoria Ancorada nas mesmas, vividas
quando criança;
Cresceu meio a uma cultura que aceitava e
acreditava no ensino tradicional regado a muita
violência e a formar seres não pensantes.
“Escandalizou-se com um palavrão que eu,
patife de seis anos, empreguei certo dia.
Com sabão de lixívia lavou-me a boca.
Submeti-me. Fiquei de pé num canto o dia
inteiro, para servir de escarmento a uma
classe de cinquenta meninos
assustados(...) A escola é um cárcere para
meninos. O crime de todos é a pouca
idade e por isso os carcereiros lhes dão
castigo.”
(AUSUBEL apud SILVA, 2012)
CARACTERÍSTICAS DA APRENDIZAGEM
SIGNIFICATIVA DE AUSUBEL
Leva em consideraçao os
conhecimentos prévios da criança;
Entende que o aluno é o ator
principal do processo;
O professor é o Mediador, facilitador
dessa Aprendizagem.
O QUE SÃO SUBSUNÇORES
São os conhecimentos prévios
enraizados na estrutura cognitiva
da crianças ;
Estruturas cerebrais que a
criança já possui e à partir delas
se ancoram novos conceitos,
novos saberes.
Exemplo de como funciona são
formados os subsunçores
FORMAÇÃO DE CONCEITOS
OS MAPAS CONCEITUAIS NA
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
CAPITULO III. A SISTEMATIZAÇÃO DA
APRENDIZAGEM E A FUNÇÃO SOCIAL DE
APRENDER
Aprendizagem como promotora das
práticas sociais;
Construção da identidade da criança;
Aprendizado não só de conteúdos
escolares, mas para a vida;
Aprender a ser, a fazer, a conviver e a
aprender;
Função social do aprendizado;
Autonomia.
CAPÍTULO IV. O PROFESSOR E AS PRÁTICAS
PEDAGÓGICAS NA AQUISIÇÃO DA
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
Planejamento educacional, ponto de partida para um
bom trabalho pedagógico;
Métodos e Didática para um bom desenvolvimento da
trabalho do educador;
Unir teoria e prática, mas sempre fazendo as adaptações
necessárias;
Avaliação Diagnóstica para saber qual a bagagem do
aluno;
Avaliação durante todo processo de aprendizagem para
redefinir estratégias;
Avaliação Formativa com finalidade de perceber se
houve a aprendizagem significativa;
Importância das relações afetivas e
interpessoais na construção da
aprendizagem;
Respeito ao tempo e ao limite de
aprendizagem do aluno;
Relação de confiança entre
aluno/professor;
Paixão do professor ao ensinar fará o
aluno querer aprender;
 Formação continuada do educador;
 O professor entender a importância de continuar
estudando para que sua prática esteja sempre
atualizada;
Professor refletir a sua formação, seus métodos e a
sua prática;
Perceber se seus métodos estão favorecendo uma
aprendizagem de fato significativa;
Segundo Ausubel, as prática pedagógicas utilizadas
pelo professor é o que levará o aluno aprender com
significados;
A aprendizagem significativa vai acontecer se o
professor e o aluno estudarem para a vida, e não
para derramar esses conteúdos em provas e
vestibulares.
ANÁLISE E CONSIDERAÇÕES FINAIS
Optamos por realizar a pesquisa de campo em
uma escola privada, que atende uma classe de
alto padrão, por sabermos que lá a
aprendizagem significativa de fato acontecia;
A escola possui uma visão sócio interacionista,
acredita que o conhecimento é um processo de
construção e apropriação de saberes formais
que se dá à partir das relações com o outro, das
relações socioculturais e da mediação do
professor;
Possibilitou ver na prática que o problema
de pesquisa levantado inicialmente é real;
Possibilitou a descoberta de novos fatores,
nos quais não tinhamos nos atentado
inicialmente;
Identidade pedagógica definida é
primordial para o sucesso do processo de
ensino e aprendizagem;
Presença dos Conceitos de Ausubel na
práxis da escola e na fala da entrevistada,
era perceptível reais experiências;
Os motivos do sucesso e insucesso da
aprendizagem puderam ser identificados
ao longo da pesquisa;
Aluno como protagonista no processo de
ensino e aprendizagem para esta ser
sólida;
Material didático descontextualizado da
realidade promove o fracasso escolar;
 Material desconexo da realidade do
educador na sua formação acadêmica;
O educador precisa flexibilizar a
aplicabilidade para nao ser um mero
reprodutor;
Má formação dos professores é um fato
determinante do insucesso, a formação
contínua é necessária ;
O educador precisa Aprender a aprender
para ensinar;
Importância da Aprendizagem Memorística
para criar novos subsunçores de
ancoragem
Respeito a bagagem, limite,
maturação é essencial;
Importância da Avaliação Diagnóstica
para filtrar os conhecimentos prévios
e saber se de fato é um
conhecimento construído;
Identificamos a importância de se
estabelecer relações afetivas entre
alunos e educadores bem como entre
os próprios educadores
Reflexão sobre os aspectos contribuintes
sobre o sucesso e insucesso da
Aprendizagem é importantíssimo;
Nos reconhecer como seres humanos
errantes dentro do processo de
ressignificaçao;
Fatores socioeconômicos não são
determinantes para o sucesso e insucesso
da aprendizagem;
Comprometimento e responsabilidade com
a práxis determinam o sucesso;
O amor e o comprometimento determinam
o sucesso em quaisquer realidade social;
A aprendizagem significativa pode ocorrer
sim, ela se faz possivel em qualquer
realidade social, desde que exista força de
vontade, muita pesquisa e amor pela
profissão;
Nunca nos falte o brilho no olhar ao
falarmos de educação e a vontade de
transformaçao social.
“Não é o melhor do mundo. É o teu melhor na
condição que você tem enquanto não tem
condições melhores para fazer melhor ainda.
Pergunto de novo, mas não responda ainda,
você está fazendo o teu possível ou o teu
melhor? Porque se você ou eu podendo fazer o
meu melhor, me contento com o possível, eu
caio num lugar perigoso chamado
‘mediocridade’. Uma pessoa medíocre é aquela
que é morna. Que está na média. Que não é
quente e nem fria.”
(CORTELLA, 2007)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Construtivismo
ConstrutivismoConstrutivismo
Construtivismosgessy
 
Educação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendênciasEducação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendênciasEduardo Kerner
 
Resumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomia
Resumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomiaResumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomia
Resumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomiaJoka Luiz
 
Construtivismo Apresentação
Construtivismo ApresentaçãoConstrutivismo Apresentação
Construtivismo ApresentaçãoMayara Vellardi
 
O lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolar
O lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolarO lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolar
O lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolarValria13
 
A autonomia, filosofia e aprendizagem significativa
A autonomia, filosofia e aprendizagem significativaA autonomia, filosofia e aprendizagem significativa
A autonomia, filosofia e aprendizagem significativaAndréa Kochhann
 
Resumo do livro pedagogia de autonomia
Resumo do livro pedagogia de autonomiaResumo do livro pedagogia de autonomia
Resumo do livro pedagogia de autonomiaMarciafaria13
 
Sobre o processo de construção do conhecimento
Sobre o processo de construção do conhecimentoSobre o processo de construção do conhecimento
Sobre o processo de construção do conhecimentoValria13
 
Unidade 1 curriculo na educacao de surdo
Unidade 1  curriculo na educacao de surdoUnidade 1  curriculo na educacao de surdo
Unidade 1 curriculo na educacao de surdoMarkinhos S.C.N
 
5 eduespecial conceito de aprendizagem
5 eduespecial conceito de aprendizagem5 eduespecial conceito de aprendizagem
5 eduespecial conceito de aprendizagemEduardo Lopes
 
Aula - Teoria Construtivista
Aula - Teoria ConstrutivistaAula - Teoria Construtivista
Aula - Teoria Construtivistapaula
 
Freire, paulo pedagogia da autonomia
Freire, paulo    pedagogia da autonomiaFreire, paulo    pedagogia da autonomia
Freire, paulo pedagogia da autonomiamarcaocampos
 
O que e construtivismo
O que e construtivismoO que e construtivismo
O que e construtivismoLIVROS PSI
 
09 aula5 5º construtivismo jean piaget
09 aula5 5º construtivismo  jean piaget09 aula5 5º construtivismo  jean piaget
09 aula5 5º construtivismo jean piagetfsoliveira
 
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosTeorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosInstituto Consciência GO
 
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbr
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbrTexto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbr
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbrDébora Silveira
 
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando   educaçao e construcao do conhecimentoBecker, fernando   educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimentomarcaocampos
 
Paradigma Educacional Emergente
Paradigma Educacional EmergenteParadigma Educacional Emergente
Paradigma Educacional EmergenteNorma Almeida
 

Mais procurados (20)

Construtivismo
ConstrutivismoConstrutivismo
Construtivismo
 
Educação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendênciasEducação, paradigmas e tendências
Educação, paradigmas e tendências
 
Resumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomia
Resumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomiaResumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomia
Resumo do livro de paulo freire pedagogia da autonomia
 
Construtivismo Apresentação
Construtivismo ApresentaçãoConstrutivismo Apresentação
Construtivismo Apresentação
 
O lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolar
O lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolarO lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolar
O lúdico nos processos de desenvolvimento e aprendizagem escolar
 
A autonomia, filosofia e aprendizagem significativa
A autonomia, filosofia e aprendizagem significativaA autonomia, filosofia e aprendizagem significativa
A autonomia, filosofia e aprendizagem significativa
 
Resumo do livro pedagogia de autonomia
Resumo do livro pedagogia de autonomiaResumo do livro pedagogia de autonomia
Resumo do livro pedagogia de autonomia
 
Sobre o processo de construção do conhecimento
Sobre o processo de construção do conhecimentoSobre o processo de construção do conhecimento
Sobre o processo de construção do conhecimento
 
Unidade 1 curriculo na educacao de surdo
Unidade 1  curriculo na educacao de surdoUnidade 1  curriculo na educacao de surdo
Unidade 1 curriculo na educacao de surdo
 
5 eduespecial conceito de aprendizagem
5 eduespecial conceito de aprendizagem5 eduespecial conceito de aprendizagem
5 eduespecial conceito de aprendizagem
 
Aula - Teoria Construtivista
Aula - Teoria ConstrutivistaAula - Teoria Construtivista
Aula - Teoria Construtivista
 
Freire, paulo pedagogia da autonomia
Freire, paulo    pedagogia da autonomiaFreire, paulo    pedagogia da autonomia
Freire, paulo pedagogia da autonomia
 
O que e construtivismo
O que e construtivismoO que e construtivismo
O que e construtivismo
 
09 aula5 5º construtivismo jean piaget
09 aula5 5º construtivismo  jean piaget09 aula5 5º construtivismo  jean piaget
09 aula5 5º construtivismo jean piaget
 
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosTeorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
 
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbr
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbrTexto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbr
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas_histdbr
 
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando   educaçao e construcao do conhecimentoBecker, fernando   educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
 
Construtivismo
ConstrutivismoConstrutivismo
Construtivismo
 
Paradigma Educacional Emergente
Paradigma Educacional EmergenteParadigma Educacional Emergente
Paradigma Educacional Emergente
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 

Destaque (16)

Presentacion alonso sida
Presentacion alonso sidaPresentacion alonso sida
Presentacion alonso sida
 
drawings of cabin
drawings of cabindrawings of cabin
drawings of cabin
 
Bau 2017 magazine
Bau 2017 magazineBau 2017 magazine
Bau 2017 magazine
 
Entrega distintivo ESR 2014
Entrega distintivo ESR 2014Entrega distintivo ESR 2014
Entrega distintivo ESR 2014
 
England & Wales Composite ATE Proposal Form
England & Wales Composite ATE Proposal Form England & Wales Composite ATE Proposal Form
England & Wales Composite ATE Proposal Form
 
Northern Ireland.Composite Legal Expenses ATE Proposal Form
Northern Ireland.Composite Legal Expenses ATE Proposal FormNorthern Ireland.Composite Legal Expenses ATE Proposal Form
Northern Ireland.Composite Legal Expenses ATE Proposal Form
 
Presentación juguetes actividad 4
Presentación juguetes actividad 4Presentación juguetes actividad 4
Presentación juguetes actividad 4
 
All about me
All about meAll about me
All about me
 
Práctica de examen
Práctica de examenPráctica de examen
Práctica de examen
 
Doc1
Doc1Doc1
Doc1
 
Fumar y embarazo cartel 5
Fumar y embarazo cartel 5Fumar y embarazo cartel 5
Fumar y embarazo cartel 5
 
Mario Casas.
Mario Casas.Mario Casas.
Mario Casas.
 
Tha Price Of A Pro.Pt.5.newer.html.doc
Tha Price Of A Pro.Pt.5.newer.html.docTha Price Of A Pro.Pt.5.newer.html.doc
Tha Price Of A Pro.Pt.5.newer.html.doc
 
Presentación1
Presentación1Presentación1
Presentación1
 
Teologi armenian
Teologi armenianTeologi armenian
Teologi armenian
 
Tutorial trabajo
Tutorial  trabajoTutorial  trabajo
Tutorial trabajo
 

Semelhante a Aprendizagem Significativa

Teoria dos grandes pensadores sobre educação
Teoria dos grandes pensadores sobre educaçãoTeoria dos grandes pensadores sobre educação
Teoria dos grandes pensadores sobre educaçãoMilka Mota
 
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃOA MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃOAparecida Barbosa
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemMarcelo Assis
 
Socialização do fórum dialogo teórico
Socialização do fórum  dialogo teóricoSocialização do fórum  dialogo teórico
Socialização do fórum dialogo teóricoAndréia Medeiros
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemAlcione Santos
 
Pressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADO
Pressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADOPressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADO
Pressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADOMagno Oliveira
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemAna Medeiros
 
Atividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicasAtividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicasSara L Medeiros
 
Andragogia.pptx
Andragogia.pptxAndragogia.pptx
Andragogia.pptxBenedito32
 
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Ana Mara Oliveira de Sousa
 
Aprendizagem significativa da psicologia humanistica
Aprendizagem significativa da psicologia humanisticaAprendizagem significativa da psicologia humanistica
Aprendizagem significativa da psicologia humanisticaEvonaldo Gonçalves Vanny
 

Semelhante a Aprendizagem Significativa (20)

Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Teoria dos grandes pensadores sobre educação
Teoria dos grandes pensadores sobre educaçãoTeoria dos grandes pensadores sobre educação
Teoria dos grandes pensadores sobre educação
 
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICASTENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS
 
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃOA MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO DE TRANSFORMAÇÃO
 
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEMBASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Socialização do fórum dialogo teórico
Socialização do fórum  dialogo teóricoSocialização do fórum  dialogo teórico
Socialização do fórum dialogo teórico
 
Educação Especial
Educação EspecialEducação Especial
Educação Especial
 
8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico8 o fazer_pedagagico
8 o fazer_pedagagico
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagem
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
 
Pressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADO
Pressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADOPressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADO
Pressupostos teoricos para o ensino da didatica REMODELADO
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
12 ensino e aprendizagem
12 ensino e aprendizagem12 ensino e aprendizagem
12 ensino e aprendizagem
 
Atividades Pedagógicas
Atividades PedagógicasAtividades Pedagógicas
Atividades Pedagógicas
 
Atividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicasAtividade sobre abordagens pedagógicas
Atividade sobre abordagens pedagógicas
 
Andragogia.pptx
Andragogia.pptxAndragogia.pptx
Andragogia.pptx
 
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
Slides Tendência Pedagógica Renovada Progressivista
 
Paulofreire
PaulofreirePaulofreire
Paulofreire
 
Aprendizagem significativa da psicologia humanistica
Aprendizagem significativa da psicologia humanisticaAprendizagem significativa da psicologia humanistica
Aprendizagem significativa da psicologia humanistica
 

Último

Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 

Último (20)

Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 

Aprendizagem Significativa

  • 1. APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE AUSUBEL: A CONSTRUÇÃO DE UMA PRÁXIS QUE FAVOREÇA O PROTAGONISMO E A AUTONOMIA DA APRENDIZAGEM DO ALUNO
  • 2. JUSTIFICATIVA Inquietações a cerca da nossa formação; Ensino tradicional; Conteúdo descontextualizado; O intuito dessa pesquisa é descobrir o que é, e como acontece a aprendizagem significativa; Entender o porque precisamos aprender significativamente.
  • 3. INTRODUÇÃO Aprendizagem como processo de construção do indivíduo; Educador entender como as crianças aprendem;  Como esse processo de ensino aprendizagem se dispõe na relação professor/aluno como sujeitos históricos de saberes; Aluno como Sujeito central no processo de aprendizagem.
  • 4. FOCO: DAVID AUSUBEL Bagagem cultural Como ponto de partida para aprendizagem; Principal objetivo do ensino é que a aprendi- zagem seja significativa.
  • 5. TRAJETÓRIA DO MARCO TEÓRICO DESCRITO EM CAPÍTULOS Capítulo l - Uma perspectiva histórica a respeito do que é aprendizagem significativa . Capítulo ll - As dimensões da aprendizagem significativa de David Ausubel . Capítulo lll - A sistematização da aprendizagem e a função social de aprender . Capítulo lV - O professor e as práticas pedagógicas na aquisição da aprendizagem significativa .
  • 6. ANÁLISE E CONSIDERAÇÕES FINAIS Como a Análise nos levou a verificar nosso problema de pesquisa; As considerações finais acerca dos contrapontos entre a análise e o marco teórico.
  • 7. OBJETIVOS GERAIS Ensino/Aprendizagem como processos conjuntos; Ensino a partir da bagagem dos alunos; Conexões do cotidiano com a realidade socioeconômica. Contextualização dos conteúdos com a realidade do aluno; Entender em que contexto essa aprendizagem ocorre; Questões cognitivas, afetivas e sociais; Entender as Práticas Pedagógicas utilizadas no processo.
  • 8. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Entender que a criança é um ser que pensa; Transformar o insucesso em ponto de partida; Compreender que o pedagogo não é o único detentor do saber; Garantir a contextualização dos conteúdos escolares; Possibilitar a aprendizagem cognitiva e integrativa; Enfatizar a importância da aprendizagem significativa.
  • 9. CAPÍTULO l. UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA A RESPEITO DO QUE É APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA A aprendizagem pode ser definida de maneira ampla, como “qualquer processo que, em organismos vivos, leve a uma mudança permanente em capacidades e que não se deva unicamente ao amadurecimento biológico ou ao envelhecimento; Teorias de aprendizagem, como elas ajudaram a construir a significação do saber; A aprendizagem é, então, uma construção humana para interpretar sistematicamente a área de conhecimento.
  • 10. TEORIAS AMBIENTALISTAS  Experiências e estímulos/Sensoriais, O ambiente como principal fator para que a aprendizagem aconteça;  A influência do ambiente é que gerará a aprendizagem e a transformação do indivíduo, sendo esse processo uma via de mão única;  O ambiente age sobre o indivíduo, mas o indivíduo não age sobre o meio não podendo assim transformá-lo;  Essa teoria vê a aprendizagem como uma situação de estímulo resposta;  O indivíduo condiciona seu aprendizado através dos estímulos recebidos do ambiente;  Aprendizagem era puramente mecânica e superficial;
  • 11. TEORIAS RACIONALISTAS  Processo mental/discursivo/lógico nas estruturas mentais;  O cérebro não precisa de estímulos do ambiente para formular ideias e resolver problemas;  sendo o homem capaz de decidir como e quando quer aprender;  Acontece não somente de fora para dentro, por fatores externos, mas principalmente de dentro para fora, por fatores internos (Desequilíbrios /Necessidades);  O indivíduo é parte desse ambiente e sua aprendizagem se faz a partir das relações com o meio num processo de troca;  Nessa interação individuo e ambiente se transformam.
  • 12. TEORIA CONSTRUTIVISTA A partir da teoria construtivista e que se vê a aprendizagem como significativa;  Pensar a aprendizagem como uma construção do próprio indivíduo; Construção do indivíduo se dava quando ele conseguia atribuir significados a um conhecimento subjetivo, ligando-o a um conhecimento que já existia nas estruturas cognitivas;
  • 13. PIAGET, VYGOTSKY E WALLON  Piaget - acreditava que o sujeito em si era o principal construtor de seu aprendizado;  Sendo assim, sua relação com o objeto de aprendizagem deveria ocorrer de forma direta, e sem interferências do meio para que pudesse ocorrer a aprendizagem significativa;  Vygotsky – tinha uma vertente sócio interacionista, onde se faz necessário à interação indivíduo-meio-cultura no seu processo de aprendizagem;  Wallon - A teoria de Henri Wallon também era sócio interacionista visava o desenvolvimento da pessoa completa;  A afetividade é vista como uma linguagem antes da linguagem, pois o ser humano se comunica com o outro desde sempre é, pois, geneticamente social.
  • 14. O COGNITIVISMO DE AUSUBEL Teoria mais completa pois unia todas as outras teorias em uma só Piaget, Vygotsky e Wallon; A aprendizagem só ocorreria de forma significativa se tivesse bases para se ancorar; No processo de aprendizagem não se pode de forma alguma desconsiderar os saberes prévios do indivíduo;  O indivíduo é considerado sujeito autor de sua própria aprendizagem.
  • 15. CAPÍTULO II. AS DIMENSÕES DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE DAVID AUSUBEL Como a teoria de Ausubel foi desenvolvida; Questões de ordem psicológicas vivenciadas por Ausubel em sua trajetória escolar; A necessidade de entender porque o ensino tradicional não favorecia a aprendizagem significativa;
  • 16. TRAJETÓRIA DE DAVID AUSUBEL; Viveu de 1918 à 2008; Formou-se Médico e Psicólogo; Teve como inspiração suas próprias experiências escolares; Sua Teoria Ancorada nas mesmas, vividas quando criança; Cresceu meio a uma cultura que aceitava e acreditava no ensino tradicional regado a muita violência e a formar seres não pensantes.
  • 17. “Escandalizou-se com um palavrão que eu, patife de seis anos, empreguei certo dia. Com sabão de lixívia lavou-me a boca. Submeti-me. Fiquei de pé num canto o dia inteiro, para servir de escarmento a uma classe de cinquenta meninos assustados(...) A escola é um cárcere para meninos. O crime de todos é a pouca idade e por isso os carcereiros lhes dão castigo.” (AUSUBEL apud SILVA, 2012)
  • 18. CARACTERÍSTICAS DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE AUSUBEL Leva em consideraçao os conhecimentos prévios da criança; Entende que o aluno é o ator principal do processo; O professor é o Mediador, facilitador dessa Aprendizagem.
  • 19. O QUE SÃO SUBSUNÇORES São os conhecimentos prévios enraizados na estrutura cognitiva da crianças ; Estruturas cerebrais que a criança já possui e à partir delas se ancoram novos conceitos, novos saberes.
  • 20. Exemplo de como funciona são formados os subsunçores
  • 22. OS MAPAS CONCEITUAIS NA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
  • 23. CAPITULO III. A SISTEMATIZAÇÃO DA APRENDIZAGEM E A FUNÇÃO SOCIAL DE APRENDER Aprendizagem como promotora das práticas sociais; Construção da identidade da criança; Aprendizado não só de conteúdos escolares, mas para a vida; Aprender a ser, a fazer, a conviver e a aprender; Função social do aprendizado; Autonomia.
  • 24. CAPÍTULO IV. O PROFESSOR E AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA AQUISIÇÃO DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA Planejamento educacional, ponto de partida para um bom trabalho pedagógico; Métodos e Didática para um bom desenvolvimento da trabalho do educador; Unir teoria e prática, mas sempre fazendo as adaptações necessárias; Avaliação Diagnóstica para saber qual a bagagem do aluno; Avaliação durante todo processo de aprendizagem para redefinir estratégias; Avaliação Formativa com finalidade de perceber se houve a aprendizagem significativa;
  • 25. Importância das relações afetivas e interpessoais na construção da aprendizagem; Respeito ao tempo e ao limite de aprendizagem do aluno; Relação de confiança entre aluno/professor; Paixão do professor ao ensinar fará o aluno querer aprender;
  • 26.  Formação continuada do educador;  O professor entender a importância de continuar estudando para que sua prática esteja sempre atualizada; Professor refletir a sua formação, seus métodos e a sua prática; Perceber se seus métodos estão favorecendo uma aprendizagem de fato significativa; Segundo Ausubel, as prática pedagógicas utilizadas pelo professor é o que levará o aluno aprender com significados; A aprendizagem significativa vai acontecer se o professor e o aluno estudarem para a vida, e não para derramar esses conteúdos em provas e vestibulares.
  • 27. ANÁLISE E CONSIDERAÇÕES FINAIS Optamos por realizar a pesquisa de campo em uma escola privada, que atende uma classe de alto padrão, por sabermos que lá a aprendizagem significativa de fato acontecia; A escola possui uma visão sócio interacionista, acredita que o conhecimento é um processo de construção e apropriação de saberes formais que se dá à partir das relações com o outro, das relações socioculturais e da mediação do professor;
  • 28. Possibilitou ver na prática que o problema de pesquisa levantado inicialmente é real; Possibilitou a descoberta de novos fatores, nos quais não tinhamos nos atentado inicialmente; Identidade pedagógica definida é primordial para o sucesso do processo de ensino e aprendizagem; Presença dos Conceitos de Ausubel na práxis da escola e na fala da entrevistada, era perceptível reais experiências;
  • 29. Os motivos do sucesso e insucesso da aprendizagem puderam ser identificados ao longo da pesquisa; Aluno como protagonista no processo de ensino e aprendizagem para esta ser sólida; Material didático descontextualizado da realidade promove o fracasso escolar;  Material desconexo da realidade do educador na sua formação acadêmica;
  • 30. O educador precisa flexibilizar a aplicabilidade para nao ser um mero reprodutor; Má formação dos professores é um fato determinante do insucesso, a formação contínua é necessária ; O educador precisa Aprender a aprender para ensinar; Importância da Aprendizagem Memorística para criar novos subsunçores de ancoragem
  • 31. Respeito a bagagem, limite, maturação é essencial; Importância da Avaliação Diagnóstica para filtrar os conhecimentos prévios e saber se de fato é um conhecimento construído; Identificamos a importância de se estabelecer relações afetivas entre alunos e educadores bem como entre os próprios educadores
  • 32. Reflexão sobre os aspectos contribuintes sobre o sucesso e insucesso da Aprendizagem é importantíssimo; Nos reconhecer como seres humanos errantes dentro do processo de ressignificaçao; Fatores socioeconômicos não são determinantes para o sucesso e insucesso da aprendizagem; Comprometimento e responsabilidade com a práxis determinam o sucesso;
  • 33. O amor e o comprometimento determinam o sucesso em quaisquer realidade social; A aprendizagem significativa pode ocorrer sim, ela se faz possivel em qualquer realidade social, desde que exista força de vontade, muita pesquisa e amor pela profissão; Nunca nos falte o brilho no olhar ao falarmos de educação e a vontade de transformaçao social.
  • 34. “Não é o melhor do mundo. É o teu melhor na condição que você tem enquanto não tem condições melhores para fazer melhor ainda. Pergunto de novo, mas não responda ainda, você está fazendo o teu possível ou o teu melhor? Porque se você ou eu podendo fazer o meu melhor, me contento com o possível, eu caio num lugar perigoso chamado ‘mediocridade’. Uma pessoa medíocre é aquela que é morna. Que está na média. Que não é quente e nem fria.” (CORTELLA, 2007)