SlideShare uma empresa Scribd logo
Materiais naturais viram ferramentas


          Descoberta e domínio do fogo


     Surgimento da primitiva química utilitária


             Início da vida sedentária


  Desenvolvimento da agricultura e do pastoreio


Desenvolvimento das demais áreas de conhecimento
O antigo Egito se desenvolveu as
margens do Nilo e, graças as cheias
desse rio, se transformou num dos
maiores impérios da antiguidade.
Apesar de estarem numa região
árida, os egípcios conseguiam manter
uma elevada produção hortigranjeira
com a construção de sistemas de
irrigação e conhecimentos sobre o
manejo correto da terra.
Os egípcios ainda aprimoraram alguns objetos e
desenvolveram transportes. Elaboraram estudos de anatomia e
problemas aritméticos registrados em papiros, além de
diferentes calendários. Também foram exímios engenheiros e
arquitetos.




   Papiro de Rhind                       Pirâmides de Gizé
                        Sarcófago
Situada entre os rios Tigre e
                           Eufrates, a Mesopotâmia, não foi
                           local de um só povo. Por ela
                           passaram
                           sumérios, acadianos, babilônios, a
                           moritas e assírios.
                                 A invenção da escrita
                           cuneiforme,         do     sistema
                           sexagesimal de pesos e medidas
                           e da astrologia é creditada aos
                           povos que viveram nessa região.
      As civilizações da Mesopotâmia ainda elaboraram
relógios solares para a marcação do tempo e plaquetas com
tabelas relacionadas a Geometria e a Álgebra
Na arquitetura construíram os chamados zigurates e os
jardins suspensos, além de várias outras esculturas. A medicina
mesopotâmica associava conhecimentos científicos com a
magia e a astrologia para a fabricação de remédios e
tratamentos de doenças. Além disso, manuseavam o ferro
vindo de meteoritos.




         Leão da Babilônia               Zigurate de Ur
Já no terceiro milênio a.C. surge
uma civilização que contribuiu em muito
para os dias atuais, os fenícios.
     Eles elaboraram uma escrita com
alfabeto de 30 letras que foi transmitida
para os gregos e assim para o resto do      Relevo de embarcação comercial fenícia

mundo.        Também        aperfeiçoaram
técnicas de impermeabilização e
vedação na construção           naval. Na
medicina merece referencia um tratado
de hipiatria.

                                                    Estudos de hipiatria
Sem muitas contribuições
                        para a Ciência, a não ser o que
                        consta nos escritos bíblicos, os
                        hebreus, povo que viveu na
                        região da Palestina, fazia seus
                        registros em pergaminhos ao
                        invés de papiros e placas de
                        cerâmica.
Torá, O livro sagrado
                               Seus calendários baseavam-
                        se no ciclo lunar e tinham 354
                        dias. Além disso usavam o sistema
                        decimal e o sexagesimal.
Os hindus, povo que se desenvolveu as margens do rio
Indu, construíram as mais ricas e imponentes cidades de sua
época, com notáveis trabalhos de urbanismo e higienização.
      Acreditavam em Brahma e nos Vedas, livros sagrados
escritos em sânscrito – o latim da Índia. Na
aritmética, elaboraram um sistema de numeração do qual
derivou o que chamamos hoje de numeração arábica.




   Trimurti – Shiva, Brahma e Vishnu   Cidade de Taxila
O BUDISMO

      No milênio 1 a.C. surge o
budismo que propõe uma filosofia
moral, baseada num sistema de
amor, respeito, conhecimento, razão
e verdade. O pensamento budista
tentou explicar questões científicas
até formulou uma teoria atômica
primitiva que influenciaria os gregos
posteriormente.

                                        Estatua de Buda
As    margens      do    rio
Hoangô, ou Rio Amarelo, por volta
do terceiro milênio a.C., surge uma
civilização quase toda agrícola, a
civilização chinesa.                             Ábaco

                                   Este povo utilizou os metais na
                             fabricação de vasos e de instrumentos
                             agrícolas. Detinham conhecimentos
                             rudimentares                       de
                             mecânica, óptica, medicina, farmácia,
                             astronomia e matemática - através de
                             instrumentos chamados ábacos.
       Vaso Chinês
Foram fundadas escolas
políticas, dentre elas se destacam:
a de Mo Ti e a dos Legistas. Além
dessa também outra importante é
a de K’ung Fu Tzu, ou Confúcio.               Ying Yang

                                    Muitas    das   explicações
                             cientificas chinesas são baseadas
                             na crença do dualismo, ying e yang.
                             Também existem muitos dualismos
                             na ciência moderna.

    Escultura de Confúcio
Pitágoras de Samos foi
um filósofo e matemático grego que
nasceu em Samos entre cerca de 570
a.C. e 571 a.C. e morreu
em Metaponto entre cerca de 496
a.C.ou 497 a.C. Pitágoras foi o
fundador de uma escola de
pensamento grega denominada em
sua homenagem de pitagórica.
O pitagorismo é uma filosofia
de vida criada por Pitágoras e
fundamentada em 2 princípios:
 Metempsicose:
   Transmigração da alma entre os
corpos, seja este do mesmo tipo ou
não.
 “O universo é uma harmonia
numérica.”:
   O número é uma verdade eterna
, representação de toda realidade.
                                     Pitágoras ensinando
ARISTÓTELES                           PLATÃO
     Aristóteles nasceu em
Estagira, na Calcídica. Seus pais       Ateniense, ele um dos
    morreram ainda em sua            discípulos de Sócrates. Aos
       infância. O filósofo           quarentas anos voltou á
  entusiasmado foi chamado             cidade de Atenas com o
    por Platão como leitor e             objetivo de buscar a
 intelecto, passou vinte anos       reabilitar Sócrates, ele ainda
 estudando na Academia De             ampliou o conhecimento
    Platão. Ele se casou com         sobre a teoria de Sócrates
       Pítias, sua primeira                  sobre idéia.
 mulher, passou três anos na
   região, visitando a Ilha de
              Lesbos.
Na teoria de Platão, que se chama Timeu, tem por
base a cosmogonia criacionista , pela qual se entendi
que o cosmo era um organismo vivente , proveniente de
corpo, alma e razão. As explicações que constituem essa
teoria analisam as fisiologia humana, entre homem e
cosmo. A maior obra cientifica de Platão foi o livro com
essa teoria, embora tenha sido mal-interpretada , pois
muitas pessoas entenderam essa doutrina como um
pretexto pra a difusão da astrologia e do horóscopo.
Assim sua ciência condenou a experimentação como
algo negativo .
A concepção de Aristóteles foi vista como
dogma, composto por 59 esferas concêntricas, algumas
dessas esferas são: a Terra, água, ar e fogo, essas quatro
esferas formam o mundo sublunar , e o resto das esferas
constituem o mundo supralunar. Ele explica ainda o lugar de
cada esfera do mundo sublunar. O mesmo distingue três
movimentos os corpos: movimento natural (quando um
grávido    ou    não-gravido    se    eleva,    como      a
fumaça), movimento forçado (causado pelas forças
externas), movimento voluntário (executado pelas criaturas
vivas).
Lis Marreiros



   Maria Clara



 Mariana Coutinho



   Mônica Alves



Weslanya Fernandes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bioética apresentação
Bioética apresentaçãoBioética apresentação
Bioética apresentação
Rafaela Barros Bordignon
 
Conhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciênciaConhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciência
Marieta Almeida
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
História da ciência
História da ciênciaHistória da ciência
História da ciência
professoraivanilda
 
Ciência antiga e medieval
Ciência antiga e medievalCiência antiga e medieval
Ciência antiga e medieval
Thayro Soares da Paixão
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
João Paulo Rodrigues
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
PriscillaTomazi2015
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
Robson Santos
 
apresentação sobre ética
apresentação sobre ética apresentação sobre ética
apresentação sobre ética
Silvio Mmax
 
Para que serve a filosofia
Para que serve a filosofiaPara que serve a filosofia
Para que serve a filosofia
superego
 
Origem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofiaOrigem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofia
Colégio Tiradentes III
 
Platão
PlatãoPlatão
5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide
Erica Frau
 
A Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos TemposA Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos Tempos
Lucas Campos
 
História da filosofia antiga
História da filosofia antigaHistória da filosofia antiga
História da filosofia antiga
rafaforte
 
Biogênese e abiogênese
Biogênese e abiogêneseBiogênese e abiogênese
Biogênese e abiogênese
Lilian Larroca
 
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula PalestraFilosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
Italo Colares
 
Bases da investigação científica
Bases da investigação científicaBases da investigação científica
Bases da investigação científica
Esther Botelho Soares
 
Aula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Aula 04 e 05 - Os Pré-SocráticosAula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Aula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
Professor Marcelo
 

Mais procurados (20)

Bioética apresentação
Bioética apresentaçãoBioética apresentação
Bioética apresentação
 
Conhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciênciaConhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciência
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
História da ciência
História da ciênciaHistória da ciência
História da ciência
 
Ciência antiga e medieval
Ciência antiga e medievalCiência antiga e medieval
Ciência antiga e medieval
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
 
apresentação sobre ética
apresentação sobre ética apresentação sobre ética
apresentação sobre ética
 
Para que serve a filosofia
Para que serve a filosofiaPara que serve a filosofia
Para que serve a filosofia
 
Origem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofiaOrigem e divisão da filosofia
Origem e divisão da filosofia
 
Platão
PlatãoPlatão
Platão
 
5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide5 criticismo kantiano slide
5 criticismo kantiano slide
 
A Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos TemposA Ciência Através dos Tempos
A Ciência Através dos Tempos
 
História da filosofia antiga
História da filosofia antigaHistória da filosofia antiga
História da filosofia antiga
 
Biogênese e abiogênese
Biogênese e abiogêneseBiogênese e abiogênese
Biogênese e abiogênese
 
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula PalestraFilosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
 
Bases da investigação científica
Bases da investigação científicaBases da investigação científica
Bases da investigação científica
 
Aula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Aula 04 e 05 - Os Pré-SocráticosAula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Aula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 

Destaque

A evolução da ciência
A evolução da ciênciaA evolução da ciência
A evolução da ciência
Patrícia Santos
 
Filosofia ciencia
Filosofia   cienciaFilosofia   ciencia
Filosofia ciencia
Marcela Marangon Ribeiro
 
Linha do tempo ciencias
Linha do tempo cienciasLinha do tempo ciencias
Linha do tempo ciencias
thilipe
 
O nascimento da ciência moderna
O nascimento da ciência modernaO nascimento da ciência moderna
O nascimento da ciência moderna
Tony Oliveira
 
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
Sandra Lago Moraes
 
Ciencia
CienciaCiencia
Ciencia
Nuno Pereira
 
2. a ciencia antiga
2. a ciencia antiga2. a ciencia antiga
2. a ciencia antiga
Universidade Federal Fluminense
 
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana MaraA ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
Luciana Mara Silveira
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
professorleo1989
 
A ciencia moderna
A ciencia modernaA ciencia moderna
Filosofia da ciencia
Filosofia da cienciaFilosofia da ciencia
Filosofia da Ciência
Filosofia da CiênciaFilosofia da Ciência
Filosofia da Ciência
Cristopher Kennedy
 
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasA ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
Luciana Mara Silveira
 
História e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensinoHistória e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensino
Vinícius Carvalho
 
História da Ciência - Ciência Moderna
História da Ciência - Ciência ModernaHistória da Ciência - Ciência Moderna
História da Ciência - Ciência Moderna
Kelvin Oliveira
 
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
Renata Antunes
 
Cap 12 As Origens da Ciência Moderna
Cap 12   As Origens da Ciência ModernaCap 12   As Origens da Ciência Moderna
Cap 12 As Origens da Ciência Moderna
José Ferreira Júnior
 
CiêNcia Tecnologia Sociedade E Ambiente
CiêNcia Tecnologia Sociedade E AmbienteCiêNcia Tecnologia Sociedade E Ambiente
CiêNcia Tecnologia Sociedade E Ambiente
Isabel Lopes
 
Ciência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedadeCiência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedade
Cláudia Moura
 
A ciência histórica
A ciência históricaA ciência histórica
A ciência histórica
cattonia
 

Destaque (20)

A evolução da ciência
A evolução da ciênciaA evolução da ciência
A evolução da ciência
 
Filosofia ciencia
Filosofia   cienciaFilosofia   ciencia
Filosofia ciencia
 
Linha do tempo ciencias
Linha do tempo cienciasLinha do tempo ciencias
Linha do tempo ciencias
 
O nascimento da ciência moderna
O nascimento da ciência modernaO nascimento da ciência moderna
O nascimento da ciência moderna
 
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
 
Ciencia
CienciaCiencia
Ciencia
 
2. a ciencia antiga
2. a ciencia antiga2. a ciencia antiga
2. a ciencia antiga
 
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana MaraA ciência na história CHAUÍ_  Pedagogia_  Luciana Mara
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia_ Luciana Mara
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
 
A ciencia moderna
A ciencia modernaA ciencia moderna
A ciencia moderna
 
Filosofia da ciencia
Filosofia da cienciaFilosofia da ciencia
Filosofia da ciencia
 
Filosofia da Ciência
Filosofia da CiênciaFilosofia da Ciência
Filosofia da Ciência
 
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasA ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
 
História e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensinoHistória e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensino
 
História da Ciência - Ciência Moderna
História da Ciência - Ciência ModernaHistória da Ciência - Ciência Moderna
História da Ciência - Ciência Moderna
 
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
 
Cap 12 As Origens da Ciência Moderna
Cap 12   As Origens da Ciência ModernaCap 12   As Origens da Ciência Moderna
Cap 12 As Origens da Ciência Moderna
 
CiêNcia Tecnologia Sociedade E Ambiente
CiêNcia Tecnologia Sociedade E AmbienteCiêNcia Tecnologia Sociedade E Ambiente
CiêNcia Tecnologia Sociedade E Ambiente
 
Ciência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedadeCiência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedade
 
A ciência histórica
A ciência históricaA ciência histórica
A ciência histórica
 

Semelhante a A ciencia através dos tempos

7a série história da ciência
7a série   história da ciência7a série   história da ciência
7a série história da ciência
SESI 422 - Americana
 
História da ciência
História da ciênciaHistória da ciência
História da ciência
SESI 422 - Americana
 
A astrologia nas grandes civilizações
A astrologia nas grandes civilizaçõesA astrologia nas grandes civilizações
A astrologia nas grandes civilizações
Fábio Mascarenhas
 
Fé e Ciência
Fé e CiênciaFé e Ciência
Fé e Ciência
Ivair Augusto Costa
 
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
Alexandre Salvador
 
Egito Antigo e Sua História
Egito Antigo e Sua HistóriaEgito Antigo e Sua História
Egito Antigo e Sua História
Uninassau
 
A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...
A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...
A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...
Zaqueu Oliveira
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
Elizabet Lautert
 
História da universidade
História da universidadeHistória da universidade
História da universidade
Luci Bonini
 
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosPré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Bruno Carrasco
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
Aldenei Barros
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
Cap 2 - Ideias científicas no mundo antigo
Cap 2 - Ideias científicas no mundo antigoCap 2 - Ideias científicas no mundo antigo
Cap 2 - Ideias científicas no mundo antigo
Márcio Martins
 
As origens da religiao egipcia
As origens da religiao egipciaAs origens da religiao egipcia
As origens da religiao egipcia
luciana branca silveira lopes
 
Trabalho de antropologia
Trabalho de antropologiaTrabalho de antropologia
Trabalho de antropologia
PSIFCA
 
Pitágoras de samos
Pitágoras de samosPitágoras de samos
Pitágoras de samos
Emanoel
 
Antropologia modificado
Antropologia modificadoAntropologia modificado
Antropologia modificado
Cleberson Alves
 
Antropologia modificado
Antropologia modificadoAntropologia modificado
Antropologia modificado
Cleberson Alves
 
Antropologia
Antropologia Antropologia
Antropologia
Cleberson Alves
 
História do Universo
História do UniversoHistória do Universo
História do Universo
eleni.oliveira
 

Semelhante a A ciencia através dos tempos (20)

7a série história da ciência
7a série   história da ciência7a série   história da ciência
7a série história da ciência
 
História da ciência
História da ciênciaHistória da ciência
História da ciência
 
A astrologia nas grandes civilizações
A astrologia nas grandes civilizaçõesA astrologia nas grandes civilizações
A astrologia nas grandes civilizações
 
Fé e Ciência
Fé e CiênciaFé e Ciência
Fé e Ciência
 
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
 
Egito Antigo e Sua História
Egito Antigo e Sua HistóriaEgito Antigo e Sua História
Egito Antigo e Sua História
 
A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...
A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...
A matemática do Egito e Mesopotâmia .Artigo baseados em pesquisas bibliográfi...
 
O nascimento da filosofia
O nascimento da filosofiaO nascimento da filosofia
O nascimento da filosofia
 
História da universidade
História da universidadeHistória da universidade
História da universidade
 
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosPré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
 
Principais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofiaPrincipais períodos da história da filosofia
Principais períodos da história da filosofia
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia
 
Cap 2 - Ideias científicas no mundo antigo
Cap 2 - Ideias científicas no mundo antigoCap 2 - Ideias científicas no mundo antigo
Cap 2 - Ideias científicas no mundo antigo
 
As origens da religiao egipcia
As origens da religiao egipciaAs origens da religiao egipcia
As origens da religiao egipcia
 
Trabalho de antropologia
Trabalho de antropologiaTrabalho de antropologia
Trabalho de antropologia
 
Pitágoras de samos
Pitágoras de samosPitágoras de samos
Pitágoras de samos
 
Antropologia modificado
Antropologia modificadoAntropologia modificado
Antropologia modificado
 
Antropologia modificado
Antropologia modificadoAntropologia modificado
Antropologia modificado
 
Antropologia
Antropologia Antropologia
Antropologia
 
História do Universo
História do UniversoHistória do Universo
História do Universo
 

Mais de Monica Alves

Arquitetura e clima - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTE
Arquitetura e clima  - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTEArquitetura e clima  - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTE
Arquitetura e clima - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTE
Monica Alves
 
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Monica Alves
 
Slide historia
Slide historiaSlide historia
Slide historia
Monica Alves
 
Slide historia ii
Slide historia iiSlide historia ii
Slide historia ii
Monica Alves
 
Slide filosofia
Slide filosofiaSlide filosofia
Slide filosofia
Monica Alves
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
Monica Alves
 
Civilização Persa
Civilização PersaCivilização Persa
Civilização Persa
Monica Alves
 
O conde de monte cristo
O conde de monte cristoO conde de monte cristo
O conde de monte cristo
Monica Alves
 
Historia
HistoriaHistoria
Historia
Monica Alves
 
Economia x vida ameaçada
Economia x vida ameaçadaEconomia x vida ameaçada
Economia x vida ameaçada
Monica Alves
 
Afeganistão
AfeganistãoAfeganistão
Afeganistão
Monica Alves
 
Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego
Monica Alves
 

Mais de Monica Alves (12)

Arquitetura e clima - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTE
Arquitetura e clima  - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTEArquitetura e clima  - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTE
Arquitetura e clima - SEMINARIO CIENCIA DO AMBIENTE
 
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
 
Slide historia
Slide historiaSlide historia
Slide historia
 
Slide historia ii
Slide historia iiSlide historia ii
Slide historia ii
 
Slide filosofia
Slide filosofiaSlide filosofia
Slide filosofia
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
 
Civilização Persa
Civilização PersaCivilização Persa
Civilização Persa
 
O conde de monte cristo
O conde de monte cristoO conde de monte cristo
O conde de monte cristo
 
Historia
HistoriaHistoria
Historia
 
Economia x vida ameaçada
Economia x vida ameaçadaEconomia x vida ameaçada
Economia x vida ameaçada
 
Afeganistão
AfeganistãoAfeganistão
Afeganistão
 
Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego
 

A ciencia através dos tempos

  • 1.
  • 2. Materiais naturais viram ferramentas Descoberta e domínio do fogo Surgimento da primitiva química utilitária Início da vida sedentária Desenvolvimento da agricultura e do pastoreio Desenvolvimento das demais áreas de conhecimento
  • 3.
  • 4. O antigo Egito se desenvolveu as margens do Nilo e, graças as cheias desse rio, se transformou num dos maiores impérios da antiguidade. Apesar de estarem numa região árida, os egípcios conseguiam manter uma elevada produção hortigranjeira com a construção de sistemas de irrigação e conhecimentos sobre o manejo correto da terra.
  • 5. Os egípcios ainda aprimoraram alguns objetos e desenvolveram transportes. Elaboraram estudos de anatomia e problemas aritméticos registrados em papiros, além de diferentes calendários. Também foram exímios engenheiros e arquitetos. Papiro de Rhind Pirâmides de Gizé Sarcófago
  • 6. Situada entre os rios Tigre e Eufrates, a Mesopotâmia, não foi local de um só povo. Por ela passaram sumérios, acadianos, babilônios, a moritas e assírios. A invenção da escrita cuneiforme, do sistema sexagesimal de pesos e medidas e da astrologia é creditada aos povos que viveram nessa região. As civilizações da Mesopotâmia ainda elaboraram relógios solares para a marcação do tempo e plaquetas com tabelas relacionadas a Geometria e a Álgebra
  • 7. Na arquitetura construíram os chamados zigurates e os jardins suspensos, além de várias outras esculturas. A medicina mesopotâmica associava conhecimentos científicos com a magia e a astrologia para a fabricação de remédios e tratamentos de doenças. Além disso, manuseavam o ferro vindo de meteoritos. Leão da Babilônia Zigurate de Ur
  • 8. Já no terceiro milênio a.C. surge uma civilização que contribuiu em muito para os dias atuais, os fenícios. Eles elaboraram uma escrita com alfabeto de 30 letras que foi transmitida para os gregos e assim para o resto do Relevo de embarcação comercial fenícia mundo. Também aperfeiçoaram técnicas de impermeabilização e vedação na construção naval. Na medicina merece referencia um tratado de hipiatria. Estudos de hipiatria
  • 9. Sem muitas contribuições para a Ciência, a não ser o que consta nos escritos bíblicos, os hebreus, povo que viveu na região da Palestina, fazia seus registros em pergaminhos ao invés de papiros e placas de cerâmica. Torá, O livro sagrado Seus calendários baseavam- se no ciclo lunar e tinham 354 dias. Além disso usavam o sistema decimal e o sexagesimal.
  • 10. Os hindus, povo que se desenvolveu as margens do rio Indu, construíram as mais ricas e imponentes cidades de sua época, com notáveis trabalhos de urbanismo e higienização. Acreditavam em Brahma e nos Vedas, livros sagrados escritos em sânscrito – o latim da Índia. Na aritmética, elaboraram um sistema de numeração do qual derivou o que chamamos hoje de numeração arábica. Trimurti – Shiva, Brahma e Vishnu Cidade de Taxila
  • 11. O BUDISMO No milênio 1 a.C. surge o budismo que propõe uma filosofia moral, baseada num sistema de amor, respeito, conhecimento, razão e verdade. O pensamento budista tentou explicar questões científicas até formulou uma teoria atômica primitiva que influenciaria os gregos posteriormente. Estatua de Buda
  • 12. As margens do rio Hoangô, ou Rio Amarelo, por volta do terceiro milênio a.C., surge uma civilização quase toda agrícola, a civilização chinesa. Ábaco Este povo utilizou os metais na fabricação de vasos e de instrumentos agrícolas. Detinham conhecimentos rudimentares de mecânica, óptica, medicina, farmácia, astronomia e matemática - através de instrumentos chamados ábacos. Vaso Chinês
  • 13. Foram fundadas escolas políticas, dentre elas se destacam: a de Mo Ti e a dos Legistas. Além dessa também outra importante é a de K’ung Fu Tzu, ou Confúcio. Ying Yang Muitas das explicações cientificas chinesas são baseadas na crença do dualismo, ying e yang. Também existem muitos dualismos na ciência moderna. Escultura de Confúcio
  • 14.
  • 15. Pitágoras de Samos foi um filósofo e matemático grego que nasceu em Samos entre cerca de 570 a.C. e 571 a.C. e morreu em Metaponto entre cerca de 496 a.C.ou 497 a.C. Pitágoras foi o fundador de uma escola de pensamento grega denominada em sua homenagem de pitagórica.
  • 16. O pitagorismo é uma filosofia de vida criada por Pitágoras e fundamentada em 2 princípios:  Metempsicose: Transmigração da alma entre os corpos, seja este do mesmo tipo ou não.  “O universo é uma harmonia numérica.”: O número é uma verdade eterna , representação de toda realidade. Pitágoras ensinando
  • 17. ARISTÓTELES PLATÃO Aristóteles nasceu em Estagira, na Calcídica. Seus pais Ateniense, ele um dos morreram ainda em sua discípulos de Sócrates. Aos infância. O filósofo quarentas anos voltou á entusiasmado foi chamado cidade de Atenas com o por Platão como leitor e objetivo de buscar a intelecto, passou vinte anos reabilitar Sócrates, ele ainda estudando na Academia De ampliou o conhecimento Platão. Ele se casou com sobre a teoria de Sócrates Pítias, sua primeira sobre idéia. mulher, passou três anos na região, visitando a Ilha de Lesbos.
  • 18. Na teoria de Platão, que se chama Timeu, tem por base a cosmogonia criacionista , pela qual se entendi que o cosmo era um organismo vivente , proveniente de corpo, alma e razão. As explicações que constituem essa teoria analisam as fisiologia humana, entre homem e cosmo. A maior obra cientifica de Platão foi o livro com essa teoria, embora tenha sido mal-interpretada , pois muitas pessoas entenderam essa doutrina como um pretexto pra a difusão da astrologia e do horóscopo. Assim sua ciência condenou a experimentação como algo negativo .
  • 19. A concepção de Aristóteles foi vista como dogma, composto por 59 esferas concêntricas, algumas dessas esferas são: a Terra, água, ar e fogo, essas quatro esferas formam o mundo sublunar , e o resto das esferas constituem o mundo supralunar. Ele explica ainda o lugar de cada esfera do mundo sublunar. O mesmo distingue três movimentos os corpos: movimento natural (quando um grávido ou não-gravido se eleva, como a fumaça), movimento forçado (causado pelas forças externas), movimento voluntário (executado pelas criaturas vivas).
  • 20. Lis Marreiros Maria Clara Mariana Coutinho Mônica Alves Weslanya Fernandes