SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA SECUNDÁRIA D. MARIA II
                   PROVA DE AVALIAÇÃO BIOLOGIA E GEOLOGIA

                                             11.º ANO
                                     Ano Letivo 2012/2013




                                             GRUPO I
Os fungos pluricelulares são constituídos por hifas, que no seu conjunto formam um micélio.
A Figura 1 representa o ciclo de vida de um fungo pluricelular da classe Ascomycetes.




                                               Figura 1

Na resposta aos itens 1.1. e 1.2., selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta.
Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (18 pontos)

   1.1. O ciclo de vida representado é
   (A) haplonte com meiose pós-zigótica, sendo o micélio uma entidade haploide.
   (B) haplonte com meiose pré-espórica, sendo o micélio uma entidade haploide.
   (C) haplodiplonte com meiose pós-zigótica, sendo o micélio uma entidade diploide.
   (D) haplodiplonte com meiose pré-espórica, sendo o micélio uma entidade diploide.

   1.2. Relativamente ao ciclo de vida do fungo representado, verifica-se que
   (A) o micélio é uma entidade cuja ploidia é diferente da dos ascósporos.
   (B) o processo II envolve fenómenos de recombinação génica.
   (C) as hifas resultantes da germinação dos ascósporos são geneticamente iguais.
   (D) a germinação dos ascósporos é responsável pela alternância de fases nucleares.



Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013                                       Página 1/6
Germinação de Esporos e Desenvolvimento da Fase Gametófita em Fetos

   Num ecossistema, a ocorrência e a distribuição dos esporófitos (entidades multicelulares produtoras
de esporos) das plantas da classe Polypodiopsida dependem do estabelecimento e do desenvolvimento
dos seus gametófitos (entidades multicelulares produtoras de gâmetas).
   Para melhor compreender a biologia destes fetos, é necessário o conhecimento de todos os estágios
do seu ciclo biológico haplodiplonte, bem como do seu comportamento em função de diversos fatores
ambientais.
   Foi realizado um estudo sobre a germinação de esporos sob diferentes condições de irradiância e
sobre o desenvolvimento dos gametófitos de duas espécies de fetos arborescentes – Alsophila setosa e
Cyathea atrovirens. Isolaram-se esporófitos férteis, que foram acondicionados em sacos de papel, à
temperatura ambiente, durante 48 horas, para recolha dos esporos libertados. Amostras de 20 mg de
esporos foram colocadas em 20 mL de um meio de cultura padrão, numa câmara para germinação e
cultura, em cinco prateleiras sujeitas a diferentes intensidades de fluxo de fotões (μmol m–2 s–1). Para
cada tratamento, foram realizadas cinco repetições, com fotoperíodo de 12 h luz e temperatura de 24±
1 ºC.
   O acompanhamento das culturas foi feito desde a inoculação dos esporos até à formação do
gametófito. Foram efetuados registos da germinação nos 6.º, 9.º e 12.º dias.
   A capacidade de germinação dos esporos no escuro também foi verificada, tendo os resultados sido
negativos.
   Registaram-se diferenças na capacidade de germinação dos esporos e no desenvolvimento dos
gametófitos, em cada prateleira. Em Alsophila setosa, aos 15 dias de cultivo, 64% dos gametófitos, em
média, apresentavam-se numa fase com emergência de rizóides e de células fotossintéticas, enquanto
em Cyathea atrovirens apenas 58% dos gametófitos se apresentavam nessa fase.
   Os dados referentes à germinação dos esporos de ambas as espécies foram transformados em
percentagens e estão registados nos gráficos seguintes.

Alsophila setosa




Cyathea atrovirens




Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013                                      Página 2/6
Na resposta a cada um dos itens de 2.1. a 2.6, selecione a única opção que permite obter uma
afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção
escolhida. (54 pontos)

   2.1. Em Alsophila setosa, a intensidade luminosa para a qual se verifica uma diferença maior na
   percentagem de germinação do 6.º para o 12.º dia é
   (A) 150 μmol m–2 s–1.
   (B) 100 μmol m–2 s–1.
   (C) 125 μmol m–2 s–1.
   (D) 60 μmol m–2 s–1.

   2.2. Os valores mínimo e máximo de germinação de Cyathea atrovirens foram atingidos,
   respetivamente, com irradiâncias de
   (A) 100 μmol m–2 s–1 ao 6.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 12.º dia.
   (B) 100 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 12.º dia.
   (C) 60 μmol m–2 s–1 ao 6.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia.
   (D) 60 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia.

   2.3. Na situação experimental descrita, a variável em estudo é
   (A) a espécie de feto.
   (B) a intensidade luminosa.
   (C) o período de exposição à luz.
   (D) o desenvolvimento dos esporos.

   2.4. Uma das condições que contribuíram para a fiabilidade dos resultados foi o facto de
   (A) os esporos mantidos na escuridão não terem germinado.
   (B) terem sido registadas diferenças na percentagem de germinação dos esporos das duas
   espécies.
   (C) os esporos terem sido mantidos em condições semelhantes ao longo dos dias.
   (D) terem sido realizadas repetições da atividade experimental.

   2.5. Na conquista do ambiente terrestre, a tendência evolutiva das plantas foi no sentido de um
   predomínio da fase
   (A) haplóide e da fecundação cruzada.
   (B) diplóide e da fecundação cruzada.
   (C) haplóide e da autofecundação.
   (D) diplóide e da autofecundação.

   2.6. No ciclo de vida de Alsophila setosa, o gametófito é uma entidade
   (A) haplóide, que resulta das sucessivas divisões do esporo.
   (B) diplóide, que resulta das sucessivas divisões do esporo.
   (C) haplóide, que resulta das sucessivas divisões do zigoto.
   (D) diplóide, que resulta das sucessivas divisões do zigoto.

3. Ordene as letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica de acontecimentos
relacionados com o ciclo de vida dos fetos. Inicie a sequência pelo acontecimento que envolve a
entidade pluricelular diplóide. Escreva, na folha de respostas, apenas a sequência de letras. (19 pontos)

    A. Germinação do esporo.
    B. Desenvolvimento do esporófito.
    C. Formação de gametângios.
    D. Formação do zigoto.
    E. Desenvolvimento do gametófito.

4. Explique, com base nos resultados experimentais relativos à germinação dos esporos e ao
desenvolvimento inicial dos gametófitos, em que medida se pode concluir que Cyathea atrovirens
apresenta vantagem competitiva na ocupação de novos nichos ecológicos. (19 pontos)


Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013                                       Página 3/6
GRUPO II
    As Feófitas são algas castanhas macroscópicas, que apresentam dimensões muito variadas,
podendo atingir cerca de cem metros de comprimento. Sendo um grupo maioritariamente marinho,
com cerca de 1500 espécies, encontra-se geralmente próximo da superfície do mar. O talo das Feófitas
diferencia-se em três partes: o disco de fixação, que lhes permite fixarem-se a um substrato, o estipe,
cilíndrico e alongado, e a lâmina, que encima o estipe. Possuem como pigmentos fotossintéticos as
clorofilas a e c, associadas a carotenóides, que lhes conferem a cor castanha. A parede celular contém
fundamentalmente celulose, apresentando outras substâncias como a algina, utilizada no fabrico de
doces, gelados e na indústria farmacêutica, tendo a laminarina como substância de reserva.
    A maior das algas castanhas, Macrocystis, também denominada «sequóia dos mares», pode
ultrapassar cem metros de comprimento. O crescimento de Macrocystis é assegurado pela atividade de
uma região meristemática, localizada na junção do estipe com a lâmina. Esta alga não necessita de um
mecanismo para o transporte interno de água. Contudo, precisa de conduzir glícidos das zonas
superiores do talo, mais bem iluminadas, para as zonas mais profundas. O estipe possui cordões de
células alongadas, que se assemelham ao floema, por apresentarem placas crivosas.
    No ciclo de vida de outra Feófita, a Laminaria, representado na Figura 2, as fases haplóide e
diplóide são perfeitamente distintas. A alga é o esporófito e, na sua superfície, desenvolvem-se
esporângios, produtores de esporos. Estes originam gametófitos filamentosos e microscópicos, que
produzem gâmetas, oosferas e anterozóides. Após a sua união, os zigotos desenvolvem-se em novas
algas de Laminaria.




                Figura 2 - Representação esquemática do ciclo de vida de Laminaria.




Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013                                     Página 4/6
Na resposta a cada um dos itens de 1.1. a 1.5, selecione a única opção que permite obter uma
afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção
escolhida. (45 pontos)

   1.1. Macrocystis e Laminaria têm em comum com os organismos do reino Plantae
   (A) a nutrição por absorção com digestão extracorporal.
   (B) a substância de reserva e a organização celular.
   (C) a presença de clorofila e o polissacarídeo estrutural.
   (D) a produção de energia química através da quimioautotrofia.

   1.2. Na região meristemática do estipe de Macrocystis, encontra-se um grande número de células
   em divisão
   (A) meiótica, responsável pela sobrevivência em condições desfavoráveis.
   (B) meiótica, responsável pelo crescimento e pela renovação celular.
   (C) mitótica, responsável pelo crescimento e pela renovação celular.
   (D) mitótica, responsável pela sobrevivência em condições desfavoráveis.

   1.3. No ciclo de vida de Laminaria, esquematizado na Figura 6, o processo que origina a
   variabilidade genética da descendência, através do crossing-over, ocorre na formação de _______,
   originando estes entidades _______ e pluricelulares.
   (A) gâmetas … diplóides
   (B) esporos … haplóides
   (C) esporos … diplóides
   (D) gâmetas … haplóides

   1.4. As células do esporófito, no ciclo de vida de Laminaria, são geneticamente idênticas ao
   _______ e as células dos gametófitos _______ pares de cromossomas homólogos.
   (A) esporo … apresentam
   (B) zigoto … apresentam
   (C) esporo … não apresentam
   (D) zigoto … não apresentam

   1.5. Na fase haplóide do ciclo de vida de Laminaria,
   (A) os gametófitos resultam da germinação de esporos diferentes.
   (B) os gametófitos são entidades unicelulares que participam na fecundação.
   (C) o esporófito é uma entidade pluricelular que forma esporângios.
   (D) o esporófito origina esporos morfologicamente diferentes.

A meiose e a fecundação são dois processos complementares na reprodução sexuada.
Os diagramas l e II da Figura 3 representam os ciclos de vida de duas espécies diferentes.




                                               Figura 3



Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013                                        Página 5/6
Na resposta aos itens 2.1. e 2.2., selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta.
Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (18 pontos)

   2.1. O representa o ciclo de vida da gaivota, no qual a entidade adulta forma, por meiose, células
   representadas por
   (A) diagrama I (...) T
   (B) diagrama I (...) R
   (C) diagrama II (…) T
   (D) diagrama II (...) R

   2.2. As afirmações seguintes dizem respeito a características comuns aos ciclos de vida
   representados na Figura 3. Selecione a alternativa que as avalia corretamente.

        1. As entidades P pertencem à fase haplóide.
        2. Os gâmetas estão representados pelas entidades T.
        3. Na formação das entidades R, ocorre a segregação dos cromossomas homólogos.

   (A) 1 e 3 são verdadeiras; 2 é falsa.
   (B) 3 é verdadeira; 1 e 2 são falsas.
   (C) 1 e 2 são verdadeiras; 3 é falsa.
   (D) 2 é verdadeira; 1 e 3 são falsas.


  Nos mamíferos, incluindo a espécie humana, a reprodução é exclusivamente sexuada, existindo
  unissexualismo, pois os sexos estão separados.

Na resposta aos itens 3.1. e 3.4., selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta.
Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (27 pontos)

   3.1. A produção de espermatozoides e de óvulos ocorre _______, respetivamente nos testículos e
   nos ovários, por um processo em que intervém a _______.
   (A) nas gónadas … meiose
   (B) nas gónadas … mitose
   (C) nos gametângios … meiose
   (D) nos gametângios … mitose

   3.2. Na espécie humana, a _______ ocorre durante a formação dos gâmetas, que, quando se unem
   (fecundação), dão origem a um zigoto _______.
   (A) meiose … diploide
   (B) meiose … haplóide
   (C) mitose … diploide
   (D) mitose … haplóide

   3.3. O ser humano é um ser _______, pois, como a meiose é _______, todo o ciclo de vida decorre
   na fase _______.
   (A) diplonte … pós-zigótica … diploide e só os ovários e testículos pertencem à fase haplóide
   (B) diplonte … pré-gamética … diploide e só os gâmetas pertencem à fase haplóide
   (C) haplonte … pós-zigótica … haplóide e só os ovários e testículos pertencem à fase diploide
   (D) haplonte … pré-gamética … haplóide e só os gâmetas pertencem à fase diploide




                                           FIM DA PROVA




Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013                                      Página 6/6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º anoTeste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º ano
José Luís Alves
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
sandranascimento
 
Teste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaTeste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese Proteica
José Luís Alves
 
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºEXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
sandranascimento
 
Teste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcçãoTeste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcção
Isaura Mourão
 
Biologia 11 diferenciação celular
Biologia 11   diferenciação celularBiologia 11   diferenciação celular
Biologia 11 diferenciação celular
Nuno Correia
 
Biologia 11 ciclos de vida
Biologia 11   ciclos de vidaBiologia 11   ciclos de vida
Biologia 11 ciclos de vida
Nuno Correia
 
Biologia 11 evolução - exercícios
Biologia 11   evolução - exercíciosBiologia 11   evolução - exercícios
Biologia 11 evolução - exercícios
Nuno Correia
 
EXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOS
EXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOSEXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOS
EXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOS
sandranascimento
 
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcçãoTeste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
Isaura Mourão
 
Teste de Biologia (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia (3º Teste) - Global - correcçãoTeste de Biologia (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia (3º Teste) - Global - correcção
Isaura Mourão
 
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Isaura Mourão
 
Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11
emanuelcarvalhal765
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
Sandra Fernandes
 
Ficha Formativa - Rochas
Ficha Formativa - RochasFicha Formativa - Rochas
Ficha Formativa - Rochas
José Luís Alves
 
1_BG11_T3a_21_CC.pdf
1_BG11_T3a_21_CC.pdf1_BG11_T3a_21_CC.pdf
1_BG11_T3a_21_CC.pdf
José Luís Alves
 
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11
Isaura Mourão
 
Teste 1 versão ii
Teste 1 versão iiTeste 1 versão ii
Teste 1 versão ii
joseeira
 
Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021
Vanda Sirgado
 
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOTESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
sandranascimento
 

Mais procurados (20)

Teste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º anoTeste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º ano
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
 
Teste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaTeste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese Proteica
 
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºEXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
 
Teste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcçãoTeste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia 11 (3º Teste) - Global - correcção
 
Biologia 11 diferenciação celular
Biologia 11   diferenciação celularBiologia 11   diferenciação celular
Biologia 11 diferenciação celular
 
Biologia 11 ciclos de vida
Biologia 11   ciclos de vidaBiologia 11   ciclos de vida
Biologia 11 ciclos de vida
 
Biologia 11 evolução - exercícios
Biologia 11   evolução - exercíciosBiologia 11   evolução - exercícios
Biologia 11 evolução - exercícios
 
EXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOS
EXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOSEXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOS
EXERCÍCIOS DOS TESTES INTERMÉDIOS
 
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcçãoTeste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
 
Teste de Biologia (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia (3º Teste) - Global - correcçãoTeste de Biologia (3º Teste) - Global - correcção
Teste de Biologia (3º Teste) - Global - correcção
 
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
 
Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
 
Ficha Formativa - Rochas
Ficha Formativa - RochasFicha Formativa - Rochas
Ficha Formativa - Rochas
 
1_BG11_T3a_21_CC.pdf
1_BG11_T3a_21_CC.pdf1_BG11_T3a_21_CC.pdf
1_BG11_T3a_21_CC.pdf
 
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11
 
Teste 1 versão ii
Teste 1 versão iiTeste 1 versão ii
Teste 1 versão ii
 
Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021Areal teste 11 bg_outubro 2021
Areal teste 11 bg_outubro 2021
 
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOTESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
 

Destaque

FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADAFT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
sandranascimento
 
Teste 1 2.º período
Teste 1  2.º períodoTeste 1  2.º período
Teste 1 2.º período
emanuelcarvalhal765
 
Biologia 11 preparação para exame 2
Biologia 11   preparação para exame 2Biologia 11   preparação para exame 2
Biologia 11 preparação para exame 2
Nuno Correia
 
B3 - Constituintes básicos dos seres vivos
B3 - Constituintes básicos dos seres vivosB3 - Constituintes básicos dos seres vivos
B3 - Constituintes básicos dos seres vivos
Isaura Mourão
 
Teste 11 bio geo março 13 cc
Teste 11 bio geo março 13 ccTeste 11 bio geo março 13 cc
Teste 11 bio geo março 13 cc
emanuelcarvalhal765
 
Teste historia
Teste historiaTeste historia
Teste historia
emanuelcarvalhal765
 
Teste 1 2.º período
Teste 1  2.º períodoTeste 1  2.º período
Teste 1 2.º período
emanuelcarvalhal765
 
Prova de fisico quimica
Prova de fisico quimicaProva de fisico quimica
Prova de fisico quimica
emanuelcarvalhal765
 
Exercicios de exame bio11
Exercicios de exame bio11Exercicios de exame bio11
Exercicios de exame bio11
emanuelcarvalhal765
 
Teste geografia cc
Teste geografia ccTeste geografia cc
Teste geografia cc
emanuelcarvalhal765
 
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
emanuelcarvalhal765
 
Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)
Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)
Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)
emanuelcarvalhal765
 
Prova de avaliação pratica
Prova de avaliação praticaProva de avaliação pratica
Prova de avaliação pratica
emanuelcarvalhal765
 
Exame de biologia pdf
Exame de biologia pdfExame de biologia pdf
Exame de biologia pdf
emanuelcarvalhal765
 
Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013
Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013
Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013
emanuelcarvalhal765
 
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcçãoTeste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção
Isaura Mourão
 
Teste 1 hist 2.º periodo
Teste 1 hist 2.º periodoTeste 1 hist 2.º periodo
Teste 1 hist 2.º periodo
emanuelcarvalhal765
 
Teste geografia
Teste geografiaTeste geografia
Teste geografia
emanuelcarvalhal765
 

Destaque (18)

FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADAFT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
 
Teste 1 2.º período
Teste 1  2.º períodoTeste 1  2.º período
Teste 1 2.º período
 
Biologia 11 preparação para exame 2
Biologia 11   preparação para exame 2Biologia 11   preparação para exame 2
Biologia 11 preparação para exame 2
 
B3 - Constituintes básicos dos seres vivos
B3 - Constituintes básicos dos seres vivosB3 - Constituintes básicos dos seres vivos
B3 - Constituintes básicos dos seres vivos
 
Teste 11 bio geo março 13 cc
Teste 11 bio geo março 13 ccTeste 11 bio geo março 13 cc
Teste 11 bio geo março 13 cc
 
Teste historia
Teste historiaTeste historia
Teste historia
 
Teste 1 2.º período
Teste 1  2.º períodoTeste 1  2.º período
Teste 1 2.º período
 
Prova de fisico quimica
Prova de fisico quimicaProva de fisico quimica
Prova de fisico quimica
 
Exercicios de exame bio11
Exercicios de exame bio11Exercicios de exame bio11
Exercicios de exame bio11
 
Teste geografia cc
Teste geografia ccTeste geografia cc
Teste geografia cc
 
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
 
Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)
Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)
Teste Intermédio de Biologia e Geologia 2013 (prova-modelo)
 
Prova de avaliação pratica
Prova de avaliação praticaProva de avaliação pratica
Prova de avaliação pratica
 
Exame de biologia pdf
Exame de biologia pdfExame de biologia pdf
Exame de biologia pdf
 
Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013
Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013
Ciências naturais 7.º ano - teste Março 2013
 
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcçãoTeste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção
 
Teste 1 hist 2.º periodo
Teste 1 hist 2.º periodoTeste 1 hist 2.º periodo
Teste 1 hist 2.º periodo
 
Teste geografia
Teste geografiaTeste geografia
Teste geografia
 

Semelhante a Ciclos de vida - exercicios

Exercicios algas e briofitas
Exercicios algas e briofitasExercicios algas e briofitas
Exercicios algas e briofitas
Grupo UNIASSELVI
 
Lista de exercícios bio 2º ano - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabarito
Lista de exercícios bio 2º ano  - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabaritoLista de exercícios bio 2º ano  - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabarito
Lista de exercícios bio 2º ano - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabarito
James Martins
 
Exercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitasExercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitas
Grupo UNIASSELVI
 
2° simulado 2014
2° simulado 20142° simulado 2014
2° simulado 2014
Wender Gomes
 
Ficha avaliação 2 11c
Ficha avaliação  2  11cFicha avaliação  2  11c
Ficha avaliação 2 11c
Estela Costa
 
Lista de exercícios - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...
Lista de exercícios  - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...Lista de exercícios  - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...
Lista de exercícios - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...
James Martins
 
Botanica
BotanicaBotanica
Botanica
Fabio Dias
 
Lista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagner
Lista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagnerLista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagner
Lista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagner
James Martins
 
Em atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_final
Em atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_finalEm atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_final
Em atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_final
Atividades Diversas Cláudia
 
Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...
Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...
Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...
James Martins
 
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016
James Martins
 
c_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptx
c_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptxc_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptx
c_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptx
AngelaFelix13
 
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...
James Martins
 
Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...
Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...
Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...
Guellity Marcel
 
Treinamento para a AV1 - II bimestre
Treinamento para a AV1 - II  bimestreTreinamento para a AV1 - II  bimestre
Treinamento para a AV1 - II bimestre
emanuel
 
Biologia 11 exercícios
Biologia 11   exercíciosBiologia 11   exercícios
Biologia 11 exercícios
Nuno Correia
 
AULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdf
AULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdfAULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdf
AULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdf
DouglasLima856606
 
Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...
Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...
Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...
James Martins
 
Teste relações ecológicas
Teste relações ecológicasTeste relações ecológicas
Teste relações ecológicas
Cimá Ferreira
 
Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9
joseeira
 

Semelhante a Ciclos de vida - exercicios (20)

Exercicios algas e briofitas
Exercicios algas e briofitasExercicios algas e briofitas
Exercicios algas e briofitas
 
Lista de exercícios bio 2º ano - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabarito
Lista de exercícios bio 2º ano  - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabaritoLista de exercícios bio 2º ano  - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabarito
Lista de exercícios bio 2º ano - 1º bim 2017 - prof.james martins com gabarito
 
Exercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitasExercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitas
 
2° simulado 2014
2° simulado 20142° simulado 2014
2° simulado 2014
 
Ficha avaliação 2 11c
Ficha avaliação  2  11cFicha avaliação  2  11c
Ficha avaliação 2 11c
 
Lista de exercícios - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...
Lista de exercícios  - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...Lista de exercícios  - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...
Lista de exercícios - Bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e marcelo 2014...
 
Botanica
BotanicaBotanica
Botanica
 
Lista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagner
Lista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagnerLista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagner
Lista de exercícios -Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - profo james e vagner
 
Em atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_final
Em atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_finalEm atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_final
Em atual ciencias_da_natureza_e_suas_tecnologias_final
 
Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...
Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...
Lista de-exercícios-1-bio-frente-1-e-2-1º-bim-profs-james-e-mariana-2015-com ...
 
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 2016
 
c_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptx
c_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptxc_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptx
c_ft_ciclos-de-vida-_exames-completa.pptx
 
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...
Lista de exercícios 2 - bio frente 1 e 2 - 1º bim - profs james e mariana 201...
 
Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...
Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...
Stramenopila (diatomáceas e algas pardas) e excavata (giárdias, tricomonas, t...
 
Treinamento para a AV1 - II bimestre
Treinamento para a AV1 - II  bimestreTreinamento para a AV1 - II  bimestre
Treinamento para a AV1 - II bimestre
 
Biologia 11 exercícios
Biologia 11   exercíciosBiologia 11   exercícios
Biologia 11 exercícios
 
AULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdf
AULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdfAULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdf
AULÃO+ENEM+2021+-+Biologia+com+Samuel+Cunha (1).pdf
 
Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...
Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...
Lista de exercícios 1 - Biologia frente 1 e 2 - 1º bim - Profs James e Marian...
 
Teste relações ecológicas
Teste relações ecológicasTeste relações ecológicas
Teste relações ecológicas
 
Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9Ficha de trabalho 9
Ficha de trabalho 9
 

Ciclos de vida - exercicios

  • 1. ESCOLA SECUNDÁRIA D. MARIA II PROVA DE AVALIAÇÃO BIOLOGIA E GEOLOGIA 11.º ANO Ano Letivo 2012/2013 GRUPO I Os fungos pluricelulares são constituídos por hifas, que no seu conjunto formam um micélio. A Figura 1 representa o ciclo de vida de um fungo pluricelular da classe Ascomycetes. Figura 1 Na resposta aos itens 1.1. e 1.2., selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (18 pontos) 1.1. O ciclo de vida representado é (A) haplonte com meiose pós-zigótica, sendo o micélio uma entidade haploide. (B) haplonte com meiose pré-espórica, sendo o micélio uma entidade haploide. (C) haplodiplonte com meiose pós-zigótica, sendo o micélio uma entidade diploide. (D) haplodiplonte com meiose pré-espórica, sendo o micélio uma entidade diploide. 1.2. Relativamente ao ciclo de vida do fungo representado, verifica-se que (A) o micélio é uma entidade cuja ploidia é diferente da dos ascósporos. (B) o processo II envolve fenómenos de recombinação génica. (C) as hifas resultantes da germinação dos ascósporos são geneticamente iguais. (D) a germinação dos ascósporos é responsável pela alternância de fases nucleares. Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013 Página 1/6
  • 2. Germinação de Esporos e Desenvolvimento da Fase Gametófita em Fetos Num ecossistema, a ocorrência e a distribuição dos esporófitos (entidades multicelulares produtoras de esporos) das plantas da classe Polypodiopsida dependem do estabelecimento e do desenvolvimento dos seus gametófitos (entidades multicelulares produtoras de gâmetas). Para melhor compreender a biologia destes fetos, é necessário o conhecimento de todos os estágios do seu ciclo biológico haplodiplonte, bem como do seu comportamento em função de diversos fatores ambientais. Foi realizado um estudo sobre a germinação de esporos sob diferentes condições de irradiância e sobre o desenvolvimento dos gametófitos de duas espécies de fetos arborescentes – Alsophila setosa e Cyathea atrovirens. Isolaram-se esporófitos férteis, que foram acondicionados em sacos de papel, à temperatura ambiente, durante 48 horas, para recolha dos esporos libertados. Amostras de 20 mg de esporos foram colocadas em 20 mL de um meio de cultura padrão, numa câmara para germinação e cultura, em cinco prateleiras sujeitas a diferentes intensidades de fluxo de fotões (μmol m–2 s–1). Para cada tratamento, foram realizadas cinco repetições, com fotoperíodo de 12 h luz e temperatura de 24± 1 ºC. O acompanhamento das culturas foi feito desde a inoculação dos esporos até à formação do gametófito. Foram efetuados registos da germinação nos 6.º, 9.º e 12.º dias. A capacidade de germinação dos esporos no escuro também foi verificada, tendo os resultados sido negativos. Registaram-se diferenças na capacidade de germinação dos esporos e no desenvolvimento dos gametófitos, em cada prateleira. Em Alsophila setosa, aos 15 dias de cultivo, 64% dos gametófitos, em média, apresentavam-se numa fase com emergência de rizóides e de células fotossintéticas, enquanto em Cyathea atrovirens apenas 58% dos gametófitos se apresentavam nessa fase. Os dados referentes à germinação dos esporos de ambas as espécies foram transformados em percentagens e estão registados nos gráficos seguintes. Alsophila setosa Cyathea atrovirens Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013 Página 2/6
  • 3. Na resposta a cada um dos itens de 2.1. a 2.6, selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (54 pontos) 2.1. Em Alsophila setosa, a intensidade luminosa para a qual se verifica uma diferença maior na percentagem de germinação do 6.º para o 12.º dia é (A) 150 μmol m–2 s–1. (B) 100 μmol m–2 s–1. (C) 125 μmol m–2 s–1. (D) 60 μmol m–2 s–1. 2.2. Os valores mínimo e máximo de germinação de Cyathea atrovirens foram atingidos, respetivamente, com irradiâncias de (A) 100 μmol m–2 s–1 ao 6.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 12.º dia. (B) 100 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 12.º dia. (C) 60 μmol m–2 s–1 ao 6.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia. (D) 60 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia e de 125 μmol m–2 s–1 ao 9.º dia. 2.3. Na situação experimental descrita, a variável em estudo é (A) a espécie de feto. (B) a intensidade luminosa. (C) o período de exposição à luz. (D) o desenvolvimento dos esporos. 2.4. Uma das condições que contribuíram para a fiabilidade dos resultados foi o facto de (A) os esporos mantidos na escuridão não terem germinado. (B) terem sido registadas diferenças na percentagem de germinação dos esporos das duas espécies. (C) os esporos terem sido mantidos em condições semelhantes ao longo dos dias. (D) terem sido realizadas repetições da atividade experimental. 2.5. Na conquista do ambiente terrestre, a tendência evolutiva das plantas foi no sentido de um predomínio da fase (A) haplóide e da fecundação cruzada. (B) diplóide e da fecundação cruzada. (C) haplóide e da autofecundação. (D) diplóide e da autofecundação. 2.6. No ciclo de vida de Alsophila setosa, o gametófito é uma entidade (A) haplóide, que resulta das sucessivas divisões do esporo. (B) diplóide, que resulta das sucessivas divisões do esporo. (C) haplóide, que resulta das sucessivas divisões do zigoto. (D) diplóide, que resulta das sucessivas divisões do zigoto. 3. Ordene as letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica de acontecimentos relacionados com o ciclo de vida dos fetos. Inicie a sequência pelo acontecimento que envolve a entidade pluricelular diplóide. Escreva, na folha de respostas, apenas a sequência de letras. (19 pontos) A. Germinação do esporo. B. Desenvolvimento do esporófito. C. Formação de gametângios. D. Formação do zigoto. E. Desenvolvimento do gametófito. 4. Explique, com base nos resultados experimentais relativos à germinação dos esporos e ao desenvolvimento inicial dos gametófitos, em que medida se pode concluir que Cyathea atrovirens apresenta vantagem competitiva na ocupação de novos nichos ecológicos. (19 pontos) Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013 Página 3/6
  • 4. GRUPO II As Feófitas são algas castanhas macroscópicas, que apresentam dimensões muito variadas, podendo atingir cerca de cem metros de comprimento. Sendo um grupo maioritariamente marinho, com cerca de 1500 espécies, encontra-se geralmente próximo da superfície do mar. O talo das Feófitas diferencia-se em três partes: o disco de fixação, que lhes permite fixarem-se a um substrato, o estipe, cilíndrico e alongado, e a lâmina, que encima o estipe. Possuem como pigmentos fotossintéticos as clorofilas a e c, associadas a carotenóides, que lhes conferem a cor castanha. A parede celular contém fundamentalmente celulose, apresentando outras substâncias como a algina, utilizada no fabrico de doces, gelados e na indústria farmacêutica, tendo a laminarina como substância de reserva. A maior das algas castanhas, Macrocystis, também denominada «sequóia dos mares», pode ultrapassar cem metros de comprimento. O crescimento de Macrocystis é assegurado pela atividade de uma região meristemática, localizada na junção do estipe com a lâmina. Esta alga não necessita de um mecanismo para o transporte interno de água. Contudo, precisa de conduzir glícidos das zonas superiores do talo, mais bem iluminadas, para as zonas mais profundas. O estipe possui cordões de células alongadas, que se assemelham ao floema, por apresentarem placas crivosas. No ciclo de vida de outra Feófita, a Laminaria, representado na Figura 2, as fases haplóide e diplóide são perfeitamente distintas. A alga é o esporófito e, na sua superfície, desenvolvem-se esporângios, produtores de esporos. Estes originam gametófitos filamentosos e microscópicos, que produzem gâmetas, oosferas e anterozóides. Após a sua união, os zigotos desenvolvem-se em novas algas de Laminaria. Figura 2 - Representação esquemática do ciclo de vida de Laminaria. Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013 Página 4/6
  • 5. Na resposta a cada um dos itens de 1.1. a 1.5, selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (45 pontos) 1.1. Macrocystis e Laminaria têm em comum com os organismos do reino Plantae (A) a nutrição por absorção com digestão extracorporal. (B) a substância de reserva e a organização celular. (C) a presença de clorofila e o polissacarídeo estrutural. (D) a produção de energia química através da quimioautotrofia. 1.2. Na região meristemática do estipe de Macrocystis, encontra-se um grande número de células em divisão (A) meiótica, responsável pela sobrevivência em condições desfavoráveis. (B) meiótica, responsável pelo crescimento e pela renovação celular. (C) mitótica, responsável pelo crescimento e pela renovação celular. (D) mitótica, responsável pela sobrevivência em condições desfavoráveis. 1.3. No ciclo de vida de Laminaria, esquematizado na Figura 6, o processo que origina a variabilidade genética da descendência, através do crossing-over, ocorre na formação de _______, originando estes entidades _______ e pluricelulares. (A) gâmetas … diplóides (B) esporos … haplóides (C) esporos … diplóides (D) gâmetas … haplóides 1.4. As células do esporófito, no ciclo de vida de Laminaria, são geneticamente idênticas ao _______ e as células dos gametófitos _______ pares de cromossomas homólogos. (A) esporo … apresentam (B) zigoto … apresentam (C) esporo … não apresentam (D) zigoto … não apresentam 1.5. Na fase haplóide do ciclo de vida de Laminaria, (A) os gametófitos resultam da germinação de esporos diferentes. (B) os gametófitos são entidades unicelulares que participam na fecundação. (C) o esporófito é uma entidade pluricelular que forma esporângios. (D) o esporófito origina esporos morfologicamente diferentes. A meiose e a fecundação são dois processos complementares na reprodução sexuada. Os diagramas l e II da Figura 3 representam os ciclos de vida de duas espécies diferentes. Figura 3 Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013 Página 5/6
  • 6. Na resposta aos itens 2.1. e 2.2., selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (18 pontos) 2.1. O representa o ciclo de vida da gaivota, no qual a entidade adulta forma, por meiose, células representadas por (A) diagrama I (...) T (B) diagrama I (...) R (C) diagrama II (…) T (D) diagrama II (...) R 2.2. As afirmações seguintes dizem respeito a características comuns aos ciclos de vida representados na Figura 3. Selecione a alternativa que as avalia corretamente. 1. As entidades P pertencem à fase haplóide. 2. Os gâmetas estão representados pelas entidades T. 3. Na formação das entidades R, ocorre a segregação dos cromossomas homólogos. (A) 1 e 3 são verdadeiras; 2 é falsa. (B) 3 é verdadeira; 1 e 2 são falsas. (C) 1 e 2 são verdadeiras; 3 é falsa. (D) 2 é verdadeira; 1 e 3 são falsas. Nos mamíferos, incluindo a espécie humana, a reprodução é exclusivamente sexuada, existindo unissexualismo, pois os sexos estão separados. Na resposta aos itens 3.1. e 3.4., selecione a única opção que permite obter uma afirmação correta. Escreva, na folha de respostas, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida. (27 pontos) 3.1. A produção de espermatozoides e de óvulos ocorre _______, respetivamente nos testículos e nos ovários, por um processo em que intervém a _______. (A) nas gónadas … meiose (B) nas gónadas … mitose (C) nos gametângios … meiose (D) nos gametângios … mitose 3.2. Na espécie humana, a _______ ocorre durante a formação dos gâmetas, que, quando se unem (fecundação), dão origem a um zigoto _______. (A) meiose … diploide (B) meiose … haplóide (C) mitose … diploide (D) mitose … haplóide 3.3. O ser humano é um ser _______, pois, como a meiose é _______, todo o ciclo de vida decorre na fase _______. (A) diplonte … pós-zigótica … diploide e só os ovários e testículos pertencem à fase haplóide (B) diplonte … pré-gamética … diploide e só os gâmetas pertencem à fase haplóide (C) haplonte … pós-zigótica … haplóide e só os ovários e testículos pertencem à fase diploide (D) haplonte … pré-gamética … haplóide e só os gâmetas pertencem à fase diploide FIM DA PROVA Biologia e Geologia – 11.º Ano – Ano Letivo 2012/2013 Página 6/6