SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Teste de Biologia e Geologia 10º
                                            1º Teste/2º Período

Nome : ___________________________________ Nr. _____ Avaliação: _______________________

Cotação                                                       I
          Para os astrónomos, a fronteira do nosso Sistema Solar situa-se a cerca de 150 000
          unidades astronómicas (UA)* do Sol. É o limite de influência gravitacional da nossa estrela.
          Ao longo deste imenso espaço, encontram-se os diferentes corpos celestes.
          Entre o Sol e as 100 UA entra-se na heliosfera, zona de influência dos ventos solares. É
          nesta zona que se encontram os planetas:
                   até às 1,5 UA, situam-se os planetas telúricos;
                   entre as 5,2 UA e as 30 UA, situam-se os planetas gigantes.
          Das 100 UA até às 150 000 UA o sistema encontra-se praticamente vazio, pontilhado de
          alguns corpos celestes, muito distantes uns dos outros. É aí que se encontra a nuvem de
          Oort e os seus núcleos de cometas. Todos os planetas, com excepção de Vénus e de
          Marte, possuem um campo magnético intrínseco, que desvia as partículas com carga
          eléctrica, provenientes do Sol.
                                              Science & Vie, Hors Série – Le Système Solaire, Março de 2009 (adaptado)
                                                            * 1 unidade astronómica (UA) = 149 598 000 km
          1.   Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os
               espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. A 50 000 UA de distância
               do Sol podem ser encontrados _______ que, pelo facto de aí se terem formado, são
               constituídos essencialmente por materiais de _______ densidade.
          (A) asteróides ... elevada        (B) cometas ... baixa
          (C) cometas ... elevada           (D) asteróides ... baixa
          Resposta : ____________________
          2.   Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. A Terra encontra-
               se na heliosfera, estando protegida dos ventos solares por…
          (A) apresentar atmosfera.             (B) possuir um satélite natural.
          (C) possuir campo magnético.         (D) apresentar geodinamismo externo.
          Resposta : ____________________
          3.   Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os
               espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. Na crosta de Marte, em
               rochas com a mesma composição mineralógica, as mais antigas apresentam, para um
               determinado elemento _______, uma razão de isótopos-pai /isótopos-filho _______ do
               que rochas mais recentes.
          (A) instável ... maior                (B) instável ... menor
          (C) estável ... menor                 (D) estável ... maior
          Resposta : ____________________
          4.   Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. Um planeta que
               se localize a cerca de 9,5 UA de distância do Sol caracteriza-se por...
          (A) possuir uma razão massa/volume superior à da Terra.
          (B) estar diferenciado em crosta, manto e núcleo.
          (C) apresentar temperaturas médias superficiais elevadas.
          (D) ser constituído essencialmente por materiais gasosos.
          Resposta : ____________________
5.   A 4 de Outubro de 2007, comemorou-se o cinquentenário do lançamento do primeiro
     satélite artificial – Sputnik. Com o lançamento deste satélite iniciou-se uma nova era do
     conhecimento do Espaço, o que proporcionou o desenvolvimento de várias tecnologias,
     como os satélites para a pesquisa de recursos naturais (ERTS – Earth Resources
     Technology Satellites). No domínio da agricultura, por exemplo, estes satélites permitem
     detectar a época adequada à colheita e à sementeira e descobrir regiões
     potencialmente produtivas. Explique, a partir da informação fornecida, de que modo a
     utilização de satélites pode contribuir para o desenvolvimento sustentável do nosso
     planeta.


• O desenvolvimento sustentável impõe que os recursos existentes sejam geridos de tal
forma que o seu consumo no presente não comprometa a sua utilização pelas gerações
futuras.
• As novas tecnologias/utilização de satélites possibilitam um melhor conhecimento dos
recursos naturais (é de aceitar a concretização com exemplos), permitindo uma melhor
gestão/aproveitamento dos mesmos, contribuindo assim para um desenvolvimento
sustentável.




                                                            II
A    Terra      apresenta-se        como      um      globo
extraordinariamente activo e estratificado,
nomeadamente,              no      que       respeita       a
propriedades como a densidade, a rigidez e a
composição dos materiais. Desde a sua
origem até à actualidade, o dinamismo da
Terra tem sido mantido, sobretudo graças à
existência de fluxos contínuos de energia com
origem no Sol e na própria Terra. O calor
interno      da    Terra        dissipa-se    lenta     e
continuamente, do interior até à superfície,
originando um fluxo térmico que apresenta
variações na superfície terrestre, como se
evidencia na figura 1A.
O soerguimento e o afundamento da
litosfera       oceânica          na     astenosfera
determinam a profundidade dos oceanos,
que tende a ser maior nos locais mais
afastados das dorsais oceânicas. Este facto
relaciona-se com variações no fluxo térmico
ao longo dos fundos oceânicos, que determinam alterações na densidade dos materiais
rochosos constituintes da litosfera oceânica. A variação da temperatura, no interior da
Terra, em função da profundidade, está representada na figura 1B.
1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. Da análise dos
      dados da figura 1A, pode inferir-se que o fluxo térmico é máximo nas zonas onde a
litosfera é mais…
(A) antiga, dado que aí ocorre descida de material mantélico.
(B) antiga, dado que aí ocorre ascensão de material mantélico.
(C) recente, dado que aí ocorre ascensão de material mantélico.
(D) recente, dado que aí ocorre descida de material mantélico.
Resposta : ____________________
2. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.
O gradiente geotérmico…
(A) apresenta um aumento constante no manto.
(B) é maior na litosfera do que no manto superior.
(C) atinge o valor máximo na transição do manto para o núcleo.
(D) é menor no manto superior do que no manto inferior.
Resposta : ____________________
3.    Explique o modo como a variação do fluxo térmico, ao longo dos fundos oceânicos,
      poderá justificar a maior profundidade atingida pelos oceanos nas zonas mais afastadas
      das dorsais.
• nas zonas mais afastadas das dorsais, o fluxo térmico é menor, o que evidencia o
arrefecimento das rochas;
• a diminuição da temperatura faz com que os materiais rochosos se contraiam,
aumentando a sua densidade;
• deste modo, ocorre aumento da subsidência/do afundamento da litosfera oceânica na
astenosfera, aumentando a profundidade do oceano.




4. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os
     espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. A tectónica da litosfera é
     assegurada pela _______ rigidez da astenosfera, sendo esta também conhecida como
     _______.
(A) menor ... zona de baixa velocidade sísmica.
(B) maior ... zona de baixa velocidade sísmica.
(C) maior ... zona de sombra sísmica.
(D) menor ... zona de sombra sísmica.
Resposta : ____________________
5. Faça corresponder a cada uma das características relativas às zonas da estrutura
   interna da geosfera, que constam da coluna A, o termo ou expressão que as identifica,
   expresso na coluna B.

                              Coluna 1                                             Coluna II
    (a) Zona atravessada unicamente por ondas                            (1) Crosta continental
    sísmicas longitudinais.                                              (2) Crosta oceânica
    (b) Zona constituída essencialmente por rochas                       (3) Litosfera
    ricas em sílica e alumínio.                                          (4) Astenosfera
    (c) Zona delimitada pelas descontinuidades de                        (5) Mesosfera
    Mohorovicic e de Gutenberg.                                          (6) Manto
    (d) Zona constituída essencialmente por ferro                        (7) Núcleo externo
    no estado sólido.                                                    (8) Núcleo interno
    (e) Zona formada por rochas magmáticas de
    natureza basáltica.



Resposta
 Alíneas     a            b          c                d              e
 Resposta    7            1          6                8              2




                                                III
                                         A ilha de Surtsey faz parte de um sistema vulcânico
                                         submarino localizado a Sul da Islândia e associado à
                                         Crista Média Atlântica. A ilha formou-se numa
                                         erupção vulcânica que começou a 130 m abaixo do
                                         nível do mar e atingiu a superfície a 14 de Novembro
                                         de 1963. A actividade vulcânica terminou em 1967. A
                                         lava   em        contacto       com   a     água      a   pequena
                                         profundidade provocou a emissão de nuvens de
                                         vapor e cinzas. A ilha está sujeita, durante a maior
                                         parte do ano, a mar agitado e ventos fortes. A recente
                                         formação da ilha de Surtsey e a sua imediata
                                         constituição       em   reserva       natural      permitiram   o
                                         acompanhamento científico, dos pontos de vista
geológico e biológico. Logo após a sua formação, foram encontradas cianobactérias
(bactérias autotróficas) e fungos e, de seguida, líquenes (associação entre um ser
autotrófico e um ser heterotrófico) e musgos. Posteriormente, o aparecimento das
primeiras plantas com tecidos condutores ficou a dever-se ao transporte de sementes
através das correntes oceânicas, do vento e das aves.
1. As afirmações seguintes são referentes a fenómenos observáveis na Ilha de Surtsey.
6. Seleccione a alternativa que as avalia correctamente.
1. O vulcanismo da ilha de Surtsey é do tipo efusivo e as suas lavas são fluidas.
2. Segundo o Uniformitarismo, o vulcanismo de Surtsey e da Islândia é do mesmo tipo.
3. Na ilha de Surtsey, encontram-se frequentemente rochas vulcânicas com fósseis.
(A) 3. é verdadeira; 1. e 2. são falsas.       (B) 1.e 2. são verdadeiras; 3. é falsa.
(C) 2.e 3. são verdadeiras; 1. é falsa.        (D) 1. é verdadeira; 2. e 3. são falsas.
Resposta : ____________________
4. Seleccione a alternativa que preenche os espaços na frase seguinte, de modo a obter
uma afirmação correcta. O vulcanismo recente na ilha de Surtsey permite considerá-la um
laboratório aberto uma vez que o seu estudo constitui um método ______ para o
conhecimento do interior da Terra, e possibilita a observação de processos geomagnéticos
______.
(A) directo (…) actuais.              (B) indirecto (…) actuais.
(C) indirecto (…) passado.                 (D) directo (…) passado.
Resposta : ____________________
5. A ilha de Surtsey atingiu a sua área máxima de 2,8 km² em 1967. Desde então, a ilha tem
vindo a diminuir de tamanho e, em 2007, a sua área reduziu-se a cerca de 1,4 km².
Explique a variação verificada na área da ilha de Surtsey, desde as primeiras erupções, em
1963, até à presente data.


A resposta deve contemplar os seguintes tópicos:
• No processo de formação, a acumulação de lavas consolidadas, resultantes das
sucessivas erupções vulcânicas, levaram ao aumento da área da ilha de Surtsey.
• O fim das erupções vulcânicas e a exposição da ilha aos factores ambientais conduzem à
redução da sua área, por destruição das rochas que a constituem.
A classificação da resposta a este item é feita em função do enquadramento da mesma
num dos níveis de desempenho, de acordo com a tabela seguinte.
IV
As ilhas Aleutas fazem parte do Anel de Fogo do Pacífico, constituindo um alinhamento
encurvado de ilhas
vulcânicas, também
denominado arco insular
ou arco vulcânico. O arco
insular das Aleutas ou
arco Alasca – Aleutas,
como é também
designado, marca a
fronteira entre a Placa do
Pacífico e a Placa Norte-
Americana. Apresenta,
aproximadamente, vinte
e quatro vulcões activos
e aí ocorrem
frequentemente sismos.
O mapa da figura 2
representa, de forma
simplificada,
                                                     O contexto tectónico das ilhas Aleutas.
A 19 de Dezembro de 2007, um sismo, com origem a cerca de 56 km de profundidade e de
magnitude 7,3 graus, foi sentido neste arquipélago, localizando-se o epicentro a 200 km a
oeste de Adak (Alasca). Outros sismos foram registados na mesma região, ao longo de
2008, com focos a diferentes profundidades e magnitudes na ordem dos 6,6 graus. Esta
região, sismicamente activa, está permanentemente monitorizada pelo Centro de
Informações de Sismos do Alasca e pelo Centro de Alertas de Tsunami no Pacífico.


1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. As actividades
 sísmica e vulcânica verificadas na região das Ilhas Aleutas, são resultado da existência de
 um…
a) limite convergente, evidenciado pela presença de uma dorsal oceânica.
b) limite convergente, evidenciado pela presença de uma fossa oceânica.
c) limite divergente, evidenciado pela presença de uma dorsal oceânica.
d) limite divergente, evidenciado pela presença de uma fossa oceânica.
Resposta : ____________________


2. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. O sismo de 19 de
   Dezembro de 2007 teve uma magnitude de 7,3 graus na escala de…
   a) Richter, que quantifica os efeitos provocados nas construções.
   b) Mercalli, que quantifica os efeitos provocados na topografia.
   c) Richter, que quantifica a energia libertada no hipocentro.
   d) Mercalli, que quantifica a energia libertada no epicentro.
Resposta : ____________________
3. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os
espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. O magma gerado numa
zona de subducção, entre uma placa oceânica e uma placa continental, é menos _______
do que o magma que ascende ao longo dos riftes oceânicos, originando erupções
com carácter _______ explosivo.
(A) fluido ... mais         (B) fluido ... menos
(C) viscoso ... mais            (D) viscoso ... menos
Resposta : ____________________
4. Ordene as letras de A a F, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos
acontecimentos relacionados com um sismo. Escreva, na folha de respostas, apenas a
sequência de letras. Inicie pela letra A.
A. Acumulação lenta de tensões em profundidade.
B. Determinação da magnitude do sismo.
C. Registo de ondas S em estações sismográficas.
D. Libertação de energia pela ruptura dos materiais.
E. Propagação das ondas P e S a partir do foco sísmico.
F. Registo de ondas P em estações sismográficas.


Resposta : [A], D, E, F, C, B


    6.   A actividade sísmica sentida no arquipélago das Aleutas apresenta focos com
         diferentes profundidades. Explique este facto com base no contexto tectónico da
         região central do arco insular, representado na figura 2.


A resposta deve abordar os seguintes tópicos:
• a região central do Arco Insular corresponde a um limite de convergência de placas,
ocorrendo subducção de uma delas;
• o contacto entre as duas placas ocorre ao longo de diferentes profundidades,
acumulando tensões, que geram sismos em diferentes locais de contacto.




                                               FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercícios de geologia
Exercícios de geologiaExercícios de geologia
Exercícios de geologiaNuno Correia
 
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºEXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºsandranascimento
 
Al2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitonaAl2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitonaAna Garcez
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terramargaridabt
 
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOTESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOsandranascimento
 
Métodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosferaMétodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosferaIsabel Lopes
 
Biologia 11 exercícios 1
Biologia 11   exercícios 1Biologia 11   exercícios 1
Biologia 11 exercícios 1Nuno Correia
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismoNuno Correia
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoRita Pereira
 
Modelo mitose trabpratico
Modelo mitose trabpraticoModelo mitose trabpratico
Modelo mitose trabpraticoJoana Margarida
 
Teste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaTeste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaJosé Luís Alves
 
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaO tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaAna Castro
 
Princípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológicoPrincípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológicomargaridabt
 
7 métodos estudo interior da terra
7   métodos estudo interior da terra7   métodos estudo interior da terra
7 métodos estudo interior da terramargaridabt
 
Exercícios de Exames de Geologia de 10º ano
Exercícios de Exames de Geologia de 10º anoExercícios de Exames de Geologia de 10º ano
Exercícios de Exames de Geologia de 10º anoCatir
 

Mais procurados (20)

Exercícios de geologia
Exercícios de geologiaExercícios de geologia
Exercícios de geologia
 
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºEXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
 
Al2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitonaAl2.2. bola saltitona
Al2.2. bola saltitona
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
 
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOTESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
 
Métodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosferaMétodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosfera
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Biologia 11 exercícios 1
Biologia 11   exercícios 1Biologia 11   exercícios 1
Biologia 11 exercícios 1
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismo
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º ano
 
Modelo mitose trabpratico
Modelo mitose trabpraticoModelo mitose trabpratico
Modelo mitose trabpratico
 
Teste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaTeste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese Proteica
 
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaO tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
 
Princípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológicoPrincípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológico
 
8 sismologia
8   sismologia8   sismologia
8 sismologia
 
7 métodos estudo interior da terra
7   métodos estudo interior da terra7   métodos estudo interior da terra
7 métodos estudo interior da terra
 
Geologia 10º ano
Geologia 10º anoGeologia 10º ano
Geologia 10º ano
 
Exercícios de Exames de Geologia de 10º ano
Exercícios de Exames de Geologia de 10º anoExercícios de Exames de Geologia de 10º ano
Exercícios de Exames de Geologia de 10º ano
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 

Destaque

Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)Isaura Mourão
 
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)Isaura Mourão
 
Teste de Avaliação nr. 2 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 2  (Biologia 10º)Teste de Avaliação nr. 2  (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 2 (Biologia 10º)Isaura Mourão
 
Biologia e geologia teste intermédio
Biologia e geologia   teste intermédioBiologia e geologia   teste intermédio
Biologia e geologia teste intermédioNuno Correia
 
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)Isaura Mourão
 
Biologia - Sistema Nervoso
Biologia - Sistema NervosoBiologia - Sistema Nervoso
Biologia - Sistema NervosoIsaura Mourão
 
Geologia 11 ambientes sedimentares
Geologia 11   ambientes sedimentaresGeologia 11   ambientes sedimentares
Geologia 11 ambientes sedimentaresNuno Correia
 
Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1
Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1
Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1Isaura Mourão
 
25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano
25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano
25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-anoRita_Brito
 
(2) Divisão celular
(2) Divisão celular(2) Divisão celular
(2) Divisão celularHugo Martins
 
Biologia 11 ciclo celular
Biologia 11   ciclo celularBiologia 11   ciclo celular
Biologia 11 ciclo celularNuno Correia
 
Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)
Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)
Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)guest47596c16b
 
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoExercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoCatir
 
Biologia 11 preparação para exame 1
Biologia 11   preparação para exame 1Biologia 11   preparação para exame 1
Biologia 11 preparação para exame 1Nuno Correia
 
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADAFT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADAsandranascimento
 
Geologia 11 rochas sedimentares - meteorização mecânica
Geologia 11   rochas sedimentares  - meteorização mecânicaGeologia 11   rochas sedimentares  - meteorização mecânica
Geologia 11 rochas sedimentares - meteorização mecânicaNuno Correia
 
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013emanuelcarvalhal765
 

Destaque (20)

Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)
Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período)
 
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
 
Teste de Avaliação nr. 2 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 2  (Biologia 10º)Teste de Avaliação nr. 2  (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 2 (Biologia 10º)
 
Biologia e geologia teste intermédio
Biologia e geologia   teste intermédioBiologia e geologia   teste intermédio
Biologia e geologia teste intermédio
 
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
Teste de Biologia (2º Teste) - Biologia 11 (correcção)
 
Biologia - Sistema Nervoso
Biologia - Sistema NervosoBiologia - Sistema Nervoso
Biologia - Sistema Nervoso
 
Geologia 11 ambientes sedimentares
Geologia 11   ambientes sedimentaresGeologia 11   ambientes sedimentares
Geologia 11 ambientes sedimentares
 
Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1
Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1
Geologia e Biologia - Teste Intermédio 1
 
25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano
25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano
25268324 resumos-de-biologia-de-11âº-ano
 
(2) Divisão celular
(2) Divisão celular(2) Divisão celular
(2) Divisão celular
 
Biologia 11 ciclo celular
Biologia 11   ciclo celularBiologia 11   ciclo celular
Biologia 11 ciclo celular
 
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARESFT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
 
Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)
Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)
Metodos Estudo Interior Geosfera (Meu)
 
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoExercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
 
Biologia 11 preparação para exame 1
Biologia 11   preparação para exame 1Biologia 11   preparação para exame 1
Biologia 11 preparação para exame 1
 
FT 4 - CICLOS DE VIDA
FT 4 - CICLOS DE VIDAFT 4 - CICLOS DE VIDA
FT 4 - CICLOS DE VIDA
 
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADAFT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
FT3 - REPRODUÇÃO SEXUADA
 
Geologia 11 rochas sedimentares - meteorização mecânica
Geologia 11   rochas sedimentares  - meteorização mecânicaGeologia 11   rochas sedimentares  - meteorização mecânica
Geologia 11 rochas sedimentares - meteorização mecânica
 
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
Teste biologia e geologia 11.º ano março 2013
 
Ciclos de vida - exercicios
Ciclos de vida - exerciciosCiclos de vida - exercicios
Ciclos de vida - exercicios
 

Semelhante a Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção

Fichatrabalho n3 10ano
Fichatrabalho n3 10anoFichatrabalho n3 10ano
Fichatrabalho n3 10anoMagda Charrua
 
Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)
Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)
Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)Isaura Mourão
 
Geologia 10 preparação para o segundo teste de avaliação
Geologia 10   preparação para o segundo teste de avaliaçãoGeologia 10   preparação para o segundo teste de avaliação
Geologia 10 preparação para o segundo teste de avaliaçãoNuno Correia
 
11666003 120219155646-phpapp01
11666003 120219155646-phpapp0111666003 120219155646-phpapp01
11666003 120219155646-phpapp01Zé Mendes
 
16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 maEstela Costa
 
Fichatrabalho n2 10ano
Fichatrabalho n2 10anoFichatrabalho n2 10ano
Fichatrabalho n2 10anoMagda Charrua
 
Exercicios geografia geral_astronomia
Exercicios geografia geral_astronomiaExercicios geografia geral_astronomia
Exercicios geografia geral_astronomiaTiago Marinho
 
Cc bg10 teste 3 10 versão 1
Cc bg10 teste 3 10 versão 1Cc bg10 teste 3 10 versão 1
Cc bg10 teste 3 10 versão 1Estela Costa
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerratia90nunes
 
Camadas da Terra e suas Características
Camadas da Terra e suas Características Camadas da Terra e suas Características
Camadas da Terra e suas Características rosebiologa
 
A Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann Ucs
A Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann  UcsA Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann  Ucs
A Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann UcsTatiana Hermes
 
10º Ano Geologia SituaçãO Problema (Parte 2)
10º Ano   Geologia   SituaçãO Problema (Parte 2)10º Ano   Geologia   SituaçãO Problema (Parte 2)
10º Ano Geologia SituaçãO Problema (Parte 2)Nuno Correia
 
Métodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosferaMétodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosferaPelo Siro
 

Semelhante a Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção (20)

Fichatrabalho n3 10ano
Fichatrabalho n3 10anoFichatrabalho n3 10ano
Fichatrabalho n3 10ano
 
Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)
Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)
Teste de Geologia (1º Período 2º Teste)
 
Geologia 10 preparação para o segundo teste de avaliação
Geologia 10   preparação para o segundo teste de avaliaçãoGeologia 10   preparação para o segundo teste de avaliação
Geologia 10 preparação para o segundo teste de avaliação
 
11666003 120219155646-phpapp01
11666003 120219155646-phpapp0111666003 120219155646-phpapp01
11666003 120219155646-phpapp01
 
16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
Fichatrabalho n2 10ano
Fichatrabalho n2 10anoFichatrabalho n2 10ano
Fichatrabalho n2 10ano
 
Exercicios geografia geral_astronomia
Exercicios geografia geral_astronomiaExercicios geografia geral_astronomia
Exercicios geografia geral_astronomia
 
Cc bg10 teste 3 10 versão 1
Cc bg10 teste 3 10 versão 1Cc bg10 teste 3 10 versão 1
Cc bg10 teste 3 10 versão 1
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
 
Camadas da Terra e suas Características
Camadas da Terra e suas Características Camadas da Terra e suas Características
Camadas da Terra e suas Características
 
A Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann Ucs
A Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann  UcsA Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann  Ucs
A Terra E O Universo Por Tatiana H. Wermann Ucs
 
10º Ano Geologia SituaçãO Problema (Parte 2)
10º Ano   Geologia   SituaçãO Problema (Parte 2)10º Ano   Geologia   SituaçãO Problema (Parte 2)
10º Ano Geologia SituaçãO Problema (Parte 2)
 
7teste1
7teste17teste1
7teste1
 
A lua
A luaA lua
A lua
 
Métodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosferaMétodos para o estudo do interior da geosfera
Métodos para o estudo do interior da geosfera
 
Estrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terraEstrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terra
 
Evolução da terra
Evolução da terraEvolução da terra
Evolução da terra
 

Mais de Isaura Mourão

UFCD-pele e a sua integridade - ensino profissional.pdf
UFCD-pele e a sua integridade -  ensino profissional.pdfUFCD-pele e a sua integridade -  ensino profissional.pdf
UFCD-pele e a sua integridade - ensino profissional.pdfIsaura Mourão
 
BiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdfBiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdfIsaura Mourão
 
Powerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridade
Powerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridadePowerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridade
Powerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridadeIsaura Mourão
 
bg10 - outubro com principios e correção.docx
bg10 - outubro com principios e correção.docxbg10 - outubro com principios e correção.docx
bg10 - outubro com principios e correção.docxIsaura Mourão
 
Tectónica de placas (1).pptx
Tectónica de placas (1).pptxTectónica de placas (1).pptx
Tectónica de placas (1).pptxIsaura Mourão
 
2 - Biossíntese de proteínas.pptx
2 - Biossíntese de proteínas.pptx2 - Biossíntese de proteínas.pptx
2 - Biossíntese de proteínas.pptxIsaura Mourão
 
Doencas de Pele (1).ppt
Doencas de Pele (1).pptDoencas de Pele (1).ppt
Doencas de Pele (1).pptIsaura Mourão
 
62 Arquivos históricos da Terra.pptx
62 Arquivos históricos da Terra.pptx62 Arquivos históricos da Terra.pptx
62 Arquivos históricos da Terra.pptxIsaura Mourão
 
odis11_bio_ppt_cap6.pptx
odis11_bio_ppt_cap6.pptxodis11_bio_ppt_cap6.pptx
odis11_bio_ppt_cap6.pptxIsaura Mourão
 
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptxBIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptxIsaura Mourão
 
56 Argumentos do evolucionismo.pptx
56 Argumentos do evolucionismo.pptx56 Argumentos do evolucionismo.pptx
56 Argumentos do evolucionismo.pptxIsaura Mourão
 
63 Rochas magmáticas.pptx
63 Rochas magmáticas.pptx63 Rochas magmáticas.pptx
63 Rochas magmáticas.pptxIsaura Mourão
 
11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx
11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx
11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptxIsaura Mourão
 
50 Ciclo celular (3).pptx
50 Ciclo celular (3).pptx50 Ciclo celular (3).pptx
50 Ciclo celular (3).pptxIsaura Mourão
 
51 Reprodução assexuada (1).pptx
51 Reprodução assexuada (1).pptx51 Reprodução assexuada (1).pptx
51 Reprodução assexuada (1).pptxIsaura Mourão
 

Mais de Isaura Mourão (20)

UFCD-pele e a sua integridade - ensino profissional.pdf
UFCD-pele e a sua integridade -  ensino profissional.pdfUFCD-pele e a sua integridade -  ensino profissional.pdf
UFCD-pele e a sua integridade - ensino profissional.pdf
 
BiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdfBiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdf
 
Powerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridade
Powerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridadePowerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridade
Powerpoint de Sismologia - Completo.pdf10º ano de escolaridade
 
bg10 - outubro com principios e correção.docx
bg10 - outubro com principios e correção.docxbg10 - outubro com principios e correção.docx
bg10 - outubro com principios e correção.docx
 
Tectónica de placas (1).pptx
Tectónica de placas (1).pptxTectónica de placas (1).pptx
Tectónica de placas (1).pptx
 
2 - Biossíntese de proteínas.pptx
2 - Biossíntese de proteínas.pptx2 - Biossíntese de proteínas.pptx
2 - Biossíntese de proteínas.pptx
 
Doencas de Pele (1).ppt
Doencas de Pele (1).pptDoencas de Pele (1).ppt
Doencas de Pele (1).ppt
 
62 Arquivos históricos da Terra.pptx
62 Arquivos históricos da Terra.pptx62 Arquivos históricos da Terra.pptx
62 Arquivos históricos da Terra.pptx
 
odis11_bio_ppt_cap6.pptx
odis11_bio_ppt_cap6.pptxodis11_bio_ppt_cap6.pptx
odis11_bio_ppt_cap6.pptx
 
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptxBIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
BIOLOGIA11_Rmag.Aula Nº 1.pptx
 
56 Argumentos do evolucionismo.pptx
56 Argumentos do evolucionismo.pptx56 Argumentos do evolucionismo.pptx
56 Argumentos do evolucionismo.pptx
 
63 Rochas magmáticas.pptx
63 Rochas magmáticas.pptx63 Rochas magmáticas.pptx
63 Rochas magmáticas.pptx
 
11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx
11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx
11º PTAS- RESUMO Sistema urinário.pptx
 
50 Ciclo celular (3).pptx
50 Ciclo celular (3).pptx50 Ciclo celular (3).pptx
50 Ciclo celular (3).pptx
 
51 Reprodução assexuada (1).pptx
51 Reprodução assexuada (1).pptx51 Reprodução assexuada (1).pptx
51 Reprodução assexuada (1).pptx
 
1- DNA.pptx
1- DNA.pptx1- DNA.pptx
1- DNA.pptx
 
48 DNA.pptx
48 DNA.pptx48 DNA.pptx
48 DNA.pptx
 
M5-nervoso.pptx
M5-nervoso.pptxM5-nervoso.pptx
M5-nervoso.pptx
 
Trocas gasosas.pptx
Trocas gasosas.pptxTrocas gasosas.pptx
Trocas gasosas.pptx
 
Alcoolismo.ppt
Alcoolismo.pptAlcoolismo.ppt
Alcoolismo.ppt
 

Teste de Biologia e Geologia 10º (1º Teste 2º Período) correcção

  • 1. Teste de Biologia e Geologia 10º 1º Teste/2º Período Nome : ___________________________________ Nr. _____ Avaliação: _______________________ Cotação I Para os astrónomos, a fronteira do nosso Sistema Solar situa-se a cerca de 150 000 unidades astronómicas (UA)* do Sol. É o limite de influência gravitacional da nossa estrela. Ao longo deste imenso espaço, encontram-se os diferentes corpos celestes. Entre o Sol e as 100 UA entra-se na heliosfera, zona de influência dos ventos solares. É nesta zona que se encontram os planetas:  até às 1,5 UA, situam-se os planetas telúricos;  entre as 5,2 UA e as 30 UA, situam-se os planetas gigantes. Das 100 UA até às 150 000 UA o sistema encontra-se praticamente vazio, pontilhado de alguns corpos celestes, muito distantes uns dos outros. É aí que se encontra a nuvem de Oort e os seus núcleos de cometas. Todos os planetas, com excepção de Vénus e de Marte, possuem um campo magnético intrínseco, que desvia as partículas com carga eléctrica, provenientes do Sol. Science & Vie, Hors Série – Le Système Solaire, Março de 2009 (adaptado) * 1 unidade astronómica (UA) = 149 598 000 km 1. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. A 50 000 UA de distância do Sol podem ser encontrados _______ que, pelo facto de aí se terem formado, são constituídos essencialmente por materiais de _______ densidade. (A) asteróides ... elevada (B) cometas ... baixa (C) cometas ... elevada (D) asteróides ... baixa Resposta : ____________________ 2. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. A Terra encontra- se na heliosfera, estando protegida dos ventos solares por… (A) apresentar atmosfera. (B) possuir um satélite natural. (C) possuir campo magnético. (D) apresentar geodinamismo externo. Resposta : ____________________ 3. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. Na crosta de Marte, em rochas com a mesma composição mineralógica, as mais antigas apresentam, para um determinado elemento _______, uma razão de isótopos-pai /isótopos-filho _______ do que rochas mais recentes. (A) instável ... maior (B) instável ... menor (C) estável ... menor (D) estável ... maior Resposta : ____________________ 4. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. Um planeta que se localize a cerca de 9,5 UA de distância do Sol caracteriza-se por... (A) possuir uma razão massa/volume superior à da Terra. (B) estar diferenciado em crosta, manto e núcleo. (C) apresentar temperaturas médias superficiais elevadas. (D) ser constituído essencialmente por materiais gasosos. Resposta : ____________________
  • 2. 5. A 4 de Outubro de 2007, comemorou-se o cinquentenário do lançamento do primeiro satélite artificial – Sputnik. Com o lançamento deste satélite iniciou-se uma nova era do conhecimento do Espaço, o que proporcionou o desenvolvimento de várias tecnologias, como os satélites para a pesquisa de recursos naturais (ERTS – Earth Resources Technology Satellites). No domínio da agricultura, por exemplo, estes satélites permitem detectar a época adequada à colheita e à sementeira e descobrir regiões potencialmente produtivas. Explique, a partir da informação fornecida, de que modo a utilização de satélites pode contribuir para o desenvolvimento sustentável do nosso planeta. • O desenvolvimento sustentável impõe que os recursos existentes sejam geridos de tal forma que o seu consumo no presente não comprometa a sua utilização pelas gerações futuras. • As novas tecnologias/utilização de satélites possibilitam um melhor conhecimento dos recursos naturais (é de aceitar a concretização com exemplos), permitindo uma melhor gestão/aproveitamento dos mesmos, contribuindo assim para um desenvolvimento sustentável. II A Terra apresenta-se como um globo extraordinariamente activo e estratificado, nomeadamente, no que respeita a propriedades como a densidade, a rigidez e a composição dos materiais. Desde a sua origem até à actualidade, o dinamismo da Terra tem sido mantido, sobretudo graças à existência de fluxos contínuos de energia com origem no Sol e na própria Terra. O calor interno da Terra dissipa-se lenta e continuamente, do interior até à superfície, originando um fluxo térmico que apresenta variações na superfície terrestre, como se evidencia na figura 1A. O soerguimento e o afundamento da litosfera oceânica na astenosfera determinam a profundidade dos oceanos, que tende a ser maior nos locais mais afastados das dorsais oceânicas. Este facto relaciona-se com variações no fluxo térmico
  • 3. ao longo dos fundos oceânicos, que determinam alterações na densidade dos materiais rochosos constituintes da litosfera oceânica. A variação da temperatura, no interior da Terra, em função da profundidade, está representada na figura 1B. 1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. Da análise dos dados da figura 1A, pode inferir-se que o fluxo térmico é máximo nas zonas onde a litosfera é mais… (A) antiga, dado que aí ocorre descida de material mantélico. (B) antiga, dado que aí ocorre ascensão de material mantélico. (C) recente, dado que aí ocorre ascensão de material mantélico. (D) recente, dado que aí ocorre descida de material mantélico. Resposta : ____________________ 2. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. O gradiente geotérmico… (A) apresenta um aumento constante no manto. (B) é maior na litosfera do que no manto superior. (C) atinge o valor máximo na transição do manto para o núcleo. (D) é menor no manto superior do que no manto inferior. Resposta : ____________________ 3. Explique o modo como a variação do fluxo térmico, ao longo dos fundos oceânicos, poderá justificar a maior profundidade atingida pelos oceanos nas zonas mais afastadas das dorsais. • nas zonas mais afastadas das dorsais, o fluxo térmico é menor, o que evidencia o arrefecimento das rochas; • a diminuição da temperatura faz com que os materiais rochosos se contraiam, aumentando a sua densidade; • deste modo, ocorre aumento da subsidência/do afundamento da litosfera oceânica na astenosfera, aumentando a profundidade do oceano. 4. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. A tectónica da litosfera é assegurada pela _______ rigidez da astenosfera, sendo esta também conhecida como _______. (A) menor ... zona de baixa velocidade sísmica.
  • 4. (B) maior ... zona de baixa velocidade sísmica. (C) maior ... zona de sombra sísmica. (D) menor ... zona de sombra sísmica. Resposta : ____________________ 5. Faça corresponder a cada uma das características relativas às zonas da estrutura interna da geosfera, que constam da coluna A, o termo ou expressão que as identifica, expresso na coluna B. Coluna 1 Coluna II (a) Zona atravessada unicamente por ondas (1) Crosta continental sísmicas longitudinais. (2) Crosta oceânica (b) Zona constituída essencialmente por rochas (3) Litosfera ricas em sílica e alumínio. (4) Astenosfera (c) Zona delimitada pelas descontinuidades de (5) Mesosfera Mohorovicic e de Gutenberg. (6) Manto (d) Zona constituída essencialmente por ferro (7) Núcleo externo no estado sólido. (8) Núcleo interno (e) Zona formada por rochas magmáticas de natureza basáltica. Resposta Alíneas a b c d e Resposta 7 1 6 8 2 III A ilha de Surtsey faz parte de um sistema vulcânico submarino localizado a Sul da Islândia e associado à Crista Média Atlântica. A ilha formou-se numa erupção vulcânica que começou a 130 m abaixo do nível do mar e atingiu a superfície a 14 de Novembro de 1963. A actividade vulcânica terminou em 1967. A lava em contacto com a água a pequena profundidade provocou a emissão de nuvens de vapor e cinzas. A ilha está sujeita, durante a maior parte do ano, a mar agitado e ventos fortes. A recente formação da ilha de Surtsey e a sua imediata constituição em reserva natural permitiram o acompanhamento científico, dos pontos de vista geológico e biológico. Logo após a sua formação, foram encontradas cianobactérias (bactérias autotróficas) e fungos e, de seguida, líquenes (associação entre um ser
  • 5. autotrófico e um ser heterotrófico) e musgos. Posteriormente, o aparecimento das primeiras plantas com tecidos condutores ficou a dever-se ao transporte de sementes através das correntes oceânicas, do vento e das aves. 1. As afirmações seguintes são referentes a fenómenos observáveis na Ilha de Surtsey. 6. Seleccione a alternativa que as avalia correctamente. 1. O vulcanismo da ilha de Surtsey é do tipo efusivo e as suas lavas são fluidas. 2. Segundo o Uniformitarismo, o vulcanismo de Surtsey e da Islândia é do mesmo tipo. 3. Na ilha de Surtsey, encontram-se frequentemente rochas vulcânicas com fósseis. (A) 3. é verdadeira; 1. e 2. são falsas. (B) 1.e 2. são verdadeiras; 3. é falsa. (C) 2.e 3. são verdadeiras; 1. é falsa. (D) 1. é verdadeira; 2. e 3. são falsas. Resposta : ____________________ 4. Seleccione a alternativa que preenche os espaços na frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correcta. O vulcanismo recente na ilha de Surtsey permite considerá-la um laboratório aberto uma vez que o seu estudo constitui um método ______ para o conhecimento do interior da Terra, e possibilita a observação de processos geomagnéticos ______. (A) directo (…) actuais. (B) indirecto (…) actuais. (C) indirecto (…) passado. (D) directo (…) passado. Resposta : ____________________ 5. A ilha de Surtsey atingiu a sua área máxima de 2,8 km² em 1967. Desde então, a ilha tem vindo a diminuir de tamanho e, em 2007, a sua área reduziu-se a cerca de 1,4 km². Explique a variação verificada na área da ilha de Surtsey, desde as primeiras erupções, em 1963, até à presente data. A resposta deve contemplar os seguintes tópicos: • No processo de formação, a acumulação de lavas consolidadas, resultantes das sucessivas erupções vulcânicas, levaram ao aumento da área da ilha de Surtsey. • O fim das erupções vulcânicas e a exposição da ilha aos factores ambientais conduzem à redução da sua área, por destruição das rochas que a constituem. A classificação da resposta a este item é feita em função do enquadramento da mesma num dos níveis de desempenho, de acordo com a tabela seguinte.
  • 6. IV As ilhas Aleutas fazem parte do Anel de Fogo do Pacífico, constituindo um alinhamento encurvado de ilhas vulcânicas, também denominado arco insular ou arco vulcânico. O arco insular das Aleutas ou arco Alasca – Aleutas, como é também designado, marca a fronteira entre a Placa do Pacífico e a Placa Norte- Americana. Apresenta, aproximadamente, vinte e quatro vulcões activos e aí ocorrem frequentemente sismos. O mapa da figura 2 representa, de forma simplificada, O contexto tectónico das ilhas Aleutas. A 19 de Dezembro de 2007, um sismo, com origem a cerca de 56 km de profundidade e de magnitude 7,3 graus, foi sentido neste arquipélago, localizando-se o epicentro a 200 km a oeste de Adak (Alasca). Outros sismos foram registados na mesma região, ao longo de 2008, com focos a diferentes profundidades e magnitudes na ordem dos 6,6 graus. Esta região, sismicamente activa, está permanentemente monitorizada pelo Centro de Informações de Sismos do Alasca e pelo Centro de Alertas de Tsunami no Pacífico. 1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. As actividades sísmica e vulcânica verificadas na região das Ilhas Aleutas, são resultado da existência de um… a) limite convergente, evidenciado pela presença de uma dorsal oceânica. b) limite convergente, evidenciado pela presença de uma fossa oceânica. c) limite divergente, evidenciado pela presença de uma dorsal oceânica. d) limite divergente, evidenciado pela presença de uma fossa oceânica. Resposta : ____________________ 2. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta. O sismo de 19 de Dezembro de 2007 teve uma magnitude de 7,3 graus na escala de… a) Richter, que quantifica os efeitos provocados nas construções. b) Mercalli, que quantifica os efeitos provocados na topografia. c) Richter, que quantifica a energia libertada no hipocentro. d) Mercalli, que quantifica a energia libertada no epicentro. Resposta : ____________________ 3. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta. O magma gerado numa zona de subducção, entre uma placa oceânica e uma placa continental, é menos _______
  • 7. do que o magma que ascende ao longo dos riftes oceânicos, originando erupções com carácter _______ explosivo. (A) fluido ... mais (B) fluido ... menos (C) viscoso ... mais (D) viscoso ... menos Resposta : ____________________ 4. Ordene as letras de A a F, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos relacionados com um sismo. Escreva, na folha de respostas, apenas a sequência de letras. Inicie pela letra A. A. Acumulação lenta de tensões em profundidade. B. Determinação da magnitude do sismo. C. Registo de ondas S em estações sismográficas. D. Libertação de energia pela ruptura dos materiais. E. Propagação das ondas P e S a partir do foco sísmico. F. Registo de ondas P em estações sismográficas. Resposta : [A], D, E, F, C, B 6. A actividade sísmica sentida no arquipélago das Aleutas apresenta focos com diferentes profundidades. Explique este facto com base no contexto tectónico da região central do arco insular, representado na figura 2. A resposta deve abordar os seguintes tópicos: • a região central do Arco Insular corresponde a um limite de convergência de placas, ocorrendo subducção de uma delas; • o contacto entre as duas placas ocorre ao longo de diferentes profundidades, acumulando tensões, que geram sismos em diferentes locais de contacto. FIM